Sebrae - Estamos ai

João destaca experiência e capacidade administrativa de Victor

Como este blog já havia antecipado, o prefeito do Recife, João Campos (PSB), acaba de confirmar o nome de Victor Marques (PCdoB) como seu vice na disputa pela reeleição.

A confirmação aconteceu na noite desta segunda-feira (22), após reunião da Frente Popular, composta por 12 partidos, no Hotel Luzeiros, localizado no Pina, Zona Sul do Recife.

Confira o pronunciamento de João:

A governadora Raquel Lyra assinou, nesta segunda-feira (22), junto ao Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), um ato de cooperação com o objetivo de agilizar o processo das execuções fiscais com valor inferior a R$ 10 mil, que estejam pendentes no âmbito do Poder Judiciário. O ato não representa a anistia das dívidas de tributos como, por exemplo, ICMS. As dívidas que atingem o valor estabelecido ainda serão cobradas na esfera administrativa e serão examinadas em um prazo de 90 dias. 

“Esse acordo permite desjudicializar ações de execução fiscal de até R$ 10 mil. Seguindo o princípio básico da eficiência do Poder Público, realizamos esta parceria entre a Procuradoria do Estado e o TJPE, com a participação do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Não significa um perdão da dívida, trata-se do Estado cuidar dessas dívidas apenas administrativamente, impedindo que processos judiciais cheguem ao Poder Judiciário. Desta forma, contribuímos para desafogar o Poder Judiciário e garantimos mais eficiência na busca da arrecadação”, destacou Raquel Lyra.

Para o desembargador Ricardo Paes Barreto, a iniciativa irá contribuir com a produtividade do Judiciário. “Este acordo vai aliviar muito o volume de execuções que nós temos e que dificulta a nossa produtividade. Estamos falando de processos de cálculos que o custo operacional de processar acaba sendo mais caro do que a própria cobrança. Além disso, poderemos nos debruçar sobre questões mais complexas. É um passo importante e que demonstra a união entre o Executivo, Judiciário e o Tribunal de Contas”, pontuou.

A estimativa do TJPE é de que neste primeiro momento sejam desajuizados 40 mil processos, que serão analisados. O acordo de cooperação também estabelece diretrizes e estratégias para racionalizar e aprimorar o fluxo de processos de execução fiscal em trâmite na Justiça Estadual de Pernambuco, nos termos da Resolução do Conselho Nacional de Justiça nº 547/2024.

Confirmado como pré-candidato a vice-prefeito do Recife, Victor Marques (PCdoB) afirma que aceitou com muita alegria o desafio de disputar as eleições deste ano ao lado do prefeito João Campos. “Tenho certeza que, se o povo quiser, vou poder contribuir ainda mais nessa nova posição. Estou preparado”, declarou.

Confira

Na chegada ao Hotel Luzeiros, localizado na Zona Sul do Recife, onde a Frente Popular, liderada pelo PSB, confirma o nome de Victor Marques para ocupar a vaga de vice de João Campos nas eleições deste ano, o senador Humberto Costa falou sobre a expectativa frustrada da legenda de compor a chapa do socialista.

Confira o vídeo:

O ex-ministro do Turismo e pré-candidato a prefeito do Recife, Gilson Machado, afirmou – por meio de vídeo enviado ao blog – que o ex-presidente Jair Bolsonaro volta a Pernambuco no próximo dia 7 de agosto, onde passará por alguns municípios para fortalecer as campanhas municipais. 

Confira mais detalhe no vídeo abaixo

Ministros brasileiros chamam atenção para a importância da universalização do acesso à água potável e ao saneamento básico e fazem um apelo para que haja um engajamento não apenas nacional, dos setores público e privado, como da comunidade internacional. 

“Temos consciência de que essa batalha, permitam-me usar essa expressão, será longa e exigirá muito de todos nós, mas ela não pode mais ser postergada”, afirmou o ministro das Cidades, Jader Filho, na reunião ministerial de Desenvolvimento do G20, no Rio de Janeiro, nesta segunda-feira (22).

Presidida pelo ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, a reunião conta ainda com a presença da ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet.

Dados de 2022, apresentados pelo ministro das Cidades no discurso de abertura do painel, mostram que aproximadamente 30 milhões de brasileiros não têm acesso à água tratada e 90 milhões não têm acesso a serviços de coleta de esgoto. A meta, prevista em lei, é universalizar o acesso à água potável e garantir que pelo menos 90% da população tenha acesso a saneamento básico até 2033.

Para reverter esse déficit, estudo realizado pelo Ministério das Cidades em 2023, estima a necessidade de investimento de aproximadamente US$ 100 bilhões, sendo US$ 54 bilhões para os serviços de abastecimento de água e US$ 46 bilhões para esgotamento sanitário.

Os investimentos nacionais, conforme ressaltou o ministro, têm avançado, mas ainda estão aquém do necessário. O novo PAC vai investir, até 2026, US$ 330 milhões na gestão de resíduos sólidos, além de US$ 4,92 bilhões em esgotamento sanitário, US$ 2,73 bilhões em drenagem e contenção de encostas e US$ 2,27 bilhões em abastecimento de água.

O ministro Jader Filho fez então um apelo para que outros países se engajem também para garantir esse direito às populações, não apenas do Brasil, mas de outras nações que passam pela mesma situação. “Para assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento a todos, é imprescindível que os países tenham em vista a necessidade da mobilização ativa de recursos financeiros internacionais. Nesse contexto, faço um apelo para que os países empreendam esforços para o desenvolvimento e aperfeiçoamento dos mecanismos que viabilizem esses recursos”, disse.  

Desigualdade social 

A ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet, também ressaltou a necessidade de atuação conjunta para enfrentar esse problema. “A importância deste painel se revela nos números, que, por falta de outra expressão, eu diria que são assustadores e chocantes. Segundo a ONU [Organização das Nações Unidas], no planeta, são 2 bilhões e 200 milhões de pessoas que não têm acesso à água tratada e 3 bilhões e 500 milhões que não têm acesso ao serviço de saneamento básico”.

Tebet lembrou que, além de ser uma meta nacional, está entre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, pactuados entre 193 países, incluindo o Brasil, que até 2030, esses países devem garantir disponibilidade e manejo sustentável da água e saneamento para todos.

“A falta do acesso à água, saneamento e higiene é uma das dimensões mais visíveis da desigualdade social. É um dos elementos centrais para o desenvolvimento sustentável. Por isso, o atingimento desta meta, pactuada para 2030, exige priorização política e mobilização conjunta dos setores, não só dos órgãos públicos, mas do setor privado e da sociedade civil em nível nacional e internacional”, defendeu Tebet.

Em seu discurso, o ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, chamou a atenção para o Brasil ter uma das maiores reservas de água potável do planeta e a importância do país no contexto nacional e internacional. Para ele, são necessários ainda esforços educativos para que esses recursos sejam aproveitados e haja uma conscientização em relação à preservação. “Além de políticas públicas eficazes e investimentos robustos em infraestrutura, é necessário implementar programas de educação e conscientização sobre a importância do uso responsável e da preservação dos recursos hídricos”, defendeu.

Da Agência Brasil

O prefeito de Capoeiras, Nego do Mercado (PSB), foi formalizado como candidato a um novo mandato em convenção encerrada na madrugada desta segunda-feira (22). O ato foi prestigiado por diversos prefeitos da região, por candidatos a vereador e por outros nomes de peso da política estadual e nacional, como o ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho (Republicanos), e o presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), deputado Álvaro Porto (PSDB).

Nego do Mercado vai para a reeleição tendo na chapa o atual vice-prefeito, Cicero Brabo (Republicanos). A coligação também contará com o Podemos. Em seu discurso, o prefeito destacou a unidade política que existe hoje no município, as obras realizadas em sua gestão e se emocionou ao se colocar à disposição do povo para um novo mandato. “Estamos remando do lado da verdade. Se eu tiver mais uma oportunidade, vou trabalhar para ser o melhor prefeito de Capoeiras”, declarou.

O evento, que até então seria um ato político, na verdade é uma reunião a portas fechadas que conta com a presença de integrantes dos 12 partidos que integram a Frente Popular. Victor Marques (PCdoB) chegou antes do gestor recifense. Pouco tempo depois chegaram integrantes do PT. O senador Humberto Costa e Mozart Sales no mesmo carro; Doriel Barros, Liana Cirne e Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT, em outro veículo, além de integrantes do partido.

João Campos e o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, estavam juntos num terceiro carro. A senadora Teresa Leitão (PT) chegou pouco depois. Neste pleito, a Frente Popular conta com a federação PT-PCdoB-PV, Republicanos, União Brasil, MDB, Avante, Solidariedade, Democracia Cristã, Agir e PMB, além do próprio PSB.

Só após a reunião é que os representantes das legendas poderão falar com a imprensa.

Do Blog Cenário

Minutos após a chegada de Victor Marques ao Hotel Luzeiros, onde será confirmado como pré-candidato a vice-prefeito do Recife, lideranças do PT, como o senador Humberto Costa e a presidente do partido, deputada Gleisi Hoffmann, juntamente com o prefeito da capital pernambucana, João Campos, acabam de chegar ao local.

Victor Marques (PCdoB) acaba de chegar ao hotel Luzeiros, na Zona Sul da capital pernambucana, onde será anunciado, daqui a pouco, como pré-candidato a vice-prefeito do Recife na chapa de João Campos (PSB).

Marques chegou primeiro que o prefeito, que está a caminho junto com a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann.

A Frente Popular de Sertânia, liderada pelo PSB, confirmou ontem o nome de Rita Rodrigues como candidata a prefeita do município, e de Orestes Neves para vice-prefeito. Em seu discurso, Rita lembrou a sua trajetória como pessoa pública. “Cada gesto, cada sorriso e cada vida impactada reforçaram ainda mais meu compromisso com Sertânia. Compromisso esse que reafirmo hoje, perante todos vocês. A política é parte da minha vida”, contou.

A candidata agradeceu a confiança do atual gestor do município, Ângelo Ferreira, que também aproveitou para exaltar a participação das mulheres na política. “De origem humilde, direto da comunidade da Cacimbinha, ela está aqui porque é a pessoa certa para seguir ao lado de nosso povo, com a determinação, a força e a sensibilidade que só a sertaniense tem”, assegurou o prefeito.

A recente aproximação do ex-ministro Ciro Gomes (PDT) com atores da oposição no Ceará, incluindo representantes do bolsonarismo, tem repercutido nos bastidores entre lideranças de partidos da base do governador do Ceará, Elmano de Freitas (PT).

O deputado estadual De Assis Diniz, líder do bloco governista na Assembleia Legislativa do Ceará (Alece), fez duras críticas à ala cirista do PDT, afirmando que o ex-governador do RJ e do RS, Leonel Brizola (1922-2004), nome histórico das fileiras trabalhistas, deve estar indignado com a postura do grupo cirista. As informações são do O POVO.

“Primeiro, é imaginar o quanto Brizola não deve estar chutando o caixão pela sua indignação de ver todo seu esforço, de construir um partido como o PDT, ser entregue a oportunistas de plantão. A aliança com a extrema direita é injustificável”, disparou o petista.

De Assis questionou a postura ao atribuir uma linha de raciocínio ao ex-governador cearense Gonzaga Mota: “Já dizia Gonzaga: ‘A política é dinâmica, mas a ética é permanente’. E, aliás, são contradições. O bolsonarismo expresso ali, na candidatura de Juazeiro do Norte, Ciro fazer apologia a uma farsa é um escárnio e uma desmoralização para um partido com uma história tão bonita como o PDT”, concluiu.

O movimento de Ciro no Crato, ao apoiar o nome de Dr. Aloísio (União Brasil), candidato do partido presidido no Ceará pelo ex-deputado federal Capitão Wagner, por exemplo, foi contra o posicionamento anterior do próprio PDT, que costurou acordo para apoiar a pré-candidatura petista naquele município. Ciro justificou sua presença nas convenções de Juazeiro e do Crato como um ato contra uma “pretensa ditadura” a quem atribuiu à lideranças do PT no Ceará, sobretudo ao ministro Camilo Santana (Educação).

Em Juazeiro, Ciro esteve acompanhado do ex-prefeito de Fortaleza Roberto Cláudio (PDT) e do presidente nacional interino do PDT, deputado federal André Figueiredo. Figueiredo não acompanhou Ciro no Crato, onde o PDT ainda apoia o nome do PT local.

De Assis também questionou o argumento de adversários que alegam que o PT quer para si posições de poder em cidades importantes. “É muita hipocrisia, todos os partidos que estiveram no governo se tornaram a principal base de sustentação. Por que o PT não tem esse direito, que teve Tasso (Jereissati), Ciro, Lúcio (Alcântara), Cid (Gomes), por que o PT não pode? Estamos com humildade, trabalhando, para constituir o principal partido de sustentação na base do governador (Elmano). Vamos continuar a trabalhar com simplicidade”.

No Crato, Ciro dividiu palco com o prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa (União Brasil), com quem tem rusgas antigas, com direito a episódios de trocas de xingamentos e acusações. Eles se cumprimentaram no local. Estiveram presentes também outros nomes da oposição ao PT no Ceará, dentre eles o deputado estadual Carmelo Neto (PL) e o prefeito de Juazeiro do Norte, Glêdson Bezerra (Podemos), que foi oficializado como candidato à reeleição no mesmo dia (20), com a presença de Ciro, RC e outras lideranças.

Ciro justificou o apoio a determinados candidatos de partidos de oposição ao PT alegando ainda interferências no processo de escolha de nomes que vão disputar a eleição de outubro.

“O Ceará está sendo destruído pela incompetência, pela corrupção, pelo mandonismo, há uma ditadura tentando ser construída, tirando inclusive do povo o direito de escolher suas alternativas (…) e sei que o Cariri vai se levantar contra isso”, disse em discurso num dos eventos.

Parece que foi ontem: numa tarde cinzenta e acalorada de julho de 2014, adentra na redação deste blog, tímida e de poucas palavras, uma jovem jornalista para disputar a vaga de editora. Vinha de uma experiência na CBN, indicada pelo meu amigo Aldo Vilella. 

Acertamos três meses de experiência. Seu talento e dedicação levaram o calendário a dar dez voltas de 12 meses. Ontem, Itala Alves completou dez anos na função. Uma grata revelação! 

Com ela no comando do blog, posso viajar – e muito -, sem que isso se transforme em qualquer estresse ou queda na qualidade do noticiário. O que me intriga em Itala é sua discrição. Não gosta de assinar matérias nem dar opiniões sobre a política. 

É um pé de boi, entretanto, na rotina diária da edição, já coordenou várias eleições e foi meu anteparo nas grandes coberturas nacionais, seja em Brasília, São Paulo ou Rio de Janeiro. 

Deixei para o fim o melhor, o que está fazendo Itala mais feliz ainda: acabou de ser mãe do seu primogênito Martin 

Que Deus abençoe a vida dele e faça com que Itala se eternize na edição do blog.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse, nesta segunda-feira (22), que ficou “assustado” com a declaração de Nicolás Maduro, ditador que busca reeleição na Venezuela, de que o país pode vivenciar uma guerra caso não seja reeleito. De acordo com o petista, o venezuelano “tem que aprender: quando você ganha, você fica; quando você perde, você vai embora”.

“Eu fiquei assustado com a declaração do Maduro dizendo que se ele perder as eleições vai ter um banho de sangue. Quem perde as eleições toma um banho de voto. O Maduro tem que aprender, quando você ganha, você fica; quando você perde, você vai embora”, afirmou Lula em entrevista para agências internacionais de notícias.

Recentemente, o ditador Nicolás Maduro afirmou que a Venezuela pode enfrentar uma guerra civil caso ele não vença as eleições, marcadas para 28 de julho. O presidente, que está no poder desde 2013, busca o terceiro mandato de seis anos. As últimas duas eleições venezuelanas não foram consideradas transparentes na avaliação de órgãos internacionais.

“Eu já falei para o Maduro duas vezes, e o Maduro sabe, que a única chance de a Venezuela voltar à normalidade é ter um processo eleitoral que seja respeitado por todo o mundo […] Se o Maduro quiser contribuir para resolver a volta do crescimento na Venezuela, a volta das pessoas que saíram da Venezuela e estabelecer um Estado de crescimento econômico, ele tem que respeitar o processo democrático”, disse Lula.

Na entrevista, o presidente relatou que vai enviar o assessor de política externa Celso Amorim para acompanhar a eleição venezuelana, a exemplo do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), que enviará técnicos. Lula revelou ainda que vai articular ainda para que o Legislativo, representado pelo Senado e pela Câmara, mande observadores ao país vizinho.

Do portal R7

A produção agropecuária em Pernambuco durante o Plano Safra 2023/2024, que vai de julho do ano passado até junho deste ano, foi responsável por criar ou manter cerca de 110 mil postos de trabalho, entre formais e informais. O levantamento é do Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene) e considera os impactos gerados pelo crédito liberado pelo Banco do Nordeste (BNB) no período.

Ao todo, o BNB contratou R$ 1,7 bilhão no Plano Safra 23/24 no estado, tanto em agricultura empresarial quanto familiar. Esses valores se reverteram em R$ 3 bilhões no Valor Bruto da Produção (VBP), que considera o impacto positivo no faturamento que os produtores têm em seus negócios, conforme explica o economista e gerente executivo do Etene, Allisson Martins. Outros resultados positivos provocados pelo crédito do BNB no estado foram na elevação da massa salarial (R$ 473 milhões) e tributos arrecadados (R$ 213 milhões).

Conforme aponta o economista, o crédito do Banco do Nordeste, pela sua característica de desenvolvimento, promove uma série de efeitos catalisadores na economia, na medida em que impulsiona os empreendimentos com financiamentos com prazos e taxas atrativas, possibilitando a realização de investimentos e expansão da capacidade produtiva.

Segundo o superintendente estadual do BNB em Pernambuco, Hugo Queiroz, a instituição participa do Plano Safra atendendo a produtores rurais de todos os portes, ofertando linhas de crédito para investimento, custeio e comercialização. “O objetivo é elevar as aplicações em programas diferenciados que contribuam para o avanço na sustentabilidade do setor. Os recursos são destinados em sua maioria para a agricultura familiar, com fortalecimento, em especial, das vocações socioeconômicas do Estado”, afirma.

Pecuária

A atividade de pecuária em Pernambuco é a que mais contrata recursos do Plano Safra. No último ciclo, foram R$ 1,1 bilhão. Os retornos econômicos para o estado, segundo estimativas do Etene, foram mais de 60 mil postos de trabalho impactados que mobilizaram R$ 297 milhões em salários e R$ 151 milhões em tributos.

O Valor Bruto da Produção (VBP) da pecuária foi de R$ 2 bilhões. Na comparação com o VBP do Plano Safra em todo estado, somente essa atividade representa quase 66% de toda a movimentação financeira do setor agropecuário.

Reflexo na economia nacional

As aplicações do Banco do Nordeste no Plano Safra 2023/2024, considerando toda sua área de atuação, se refletiram na geração ou manutenção de 1,5 milhão de empregos, aumento de R$ 6,3 bilhões na massa salarial, incremento de R$ 2,7 bilhões na arrecadação tributária, de R$ 39,9 bilhões no valor bruto da produção e de R$ 23,3 bilhões no valor adicionado à economia.

Esses impactos foram calculados pelo Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene) considerando os R$ 20 bilhões investidos pelo BNB entre julho de 2023 e junho deste ano, tanto para agricultura empresarial quanto para a agricultura familiar.

Começa nesta segunda-feira (22) o prazo para que eleitoras e eleitores, que se encontram em determinadas condições, possam se habilitar, na Justiça Eleitoral, para votar em outra seção ou local, dentro do mesmo município em que estão inscritos.  

A medida tem como objetivo permitir que pessoas, em razão do trabalho, de dificuldades de locomoção ou por estarem privadas provisoriamente de liberdade, possam votar em seções eleitorais diferentes das que estão registradas. Essa opção, chamada de transferência temporária, é um serviço que pode ser requisitado por quem está em situação regular no cadastro eleitoral.

Veja quem pode solicitar a transferência temporária, cujo prazo termina em 22 de agosto para determinados segmentos do eleitorado:  

Presas, presos provisórios e adolescentes em unidades de internação 

Sob a coordenação dos tribunais regionais eleitorais (TREs), juízas e juízes disponibilizarão seções eleitorais em estabelecimentos penais e unidades de internação. A medida busca assegurar o direito ao voto para adolescentes custodiados com mais de 16 anos e presas e presos provisórios (que não têm condenação criminal transitada em julgado) que manifestarem interesse em realizar a transferência temporária para esses locais. 

Para votar, as pessoas que não tiverem inscrição no município em que funcionará a seção eleitoral, terão formulário próprio encaminhado pela administração dos estabelecimentos penais e das unidades de internação de adolescentes.  

Militares, agentes de segurança pública e guardas municipais em serviço 

De 22 de julho a 22 de agosto, também poderão solicitar a transferência temporária eleitoras e eleitores pertencentes aos quadros das Forças Armadas (FFAA), das Polícias (Federal, Rodoviária Federal, Ferroviária Federal, Civil, Militar e Judicial), do Corpo de Bombeiros, das Guardas Municipais e os agentes de trânsito que estiverem em serviço da data do pleito. 

A mudança deverá ser feita mediante formulário fornecido pela Justiça Eleitoral, contendo o número do título, nome, local de votação desejado, em quais turnos a pessoa votará e a assinatura do interessado. O documento deve ser encaminhado à Justiça Eleitoral até 22 de agosto, pelas chefias ou comandos dos órgãos, que, junto ao pedido, ainda devem anexar cópia da documentação exigida.  

Se não houver vaga no local escolhido, militares, bombeiros, policiais e demais agentes de segurança serão habilitados para votar na seção mais próxima. 

Pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida 

Eleitoras e eleitores com deficiência ou com mobilidade reduzida que não mudaram o local de votação até 8 de maio – prazo final antes do fechamento do cadastro eleitoral para as Eleições 2024 – poderão solicitar a transferência temporária para a seção eleitoral de sua preferência, até 22 de agosto, em qualquer cartório eleitoral. 

Para dar andamento à requisição, que pode ser feita pela pessoa interessada, por curador, apoiador e procurador, basta apresentar um documento oficial com foto e uma autodeclaração ou documentação comprobatória da deficiência ou dificuldade de locomoção. 

Indígenas, quilombolas, integrantes de comunidade tradicional ou residentes em assentamento rural 

Também até esse prazo, indígenas, quilombolas, integrantes de comunidades tradicionais e moradores de assentamentos rurais podem se beneficiar dessa possibilidade. A habilitação para transferência temporária pode ser feita em qualquer cartório eleitoral, por meio da apresentação do documento oficial com foto e da indicação do local em que pretende votar. 

Juízas e juízes eleitorais, juízas e juízes auxiliares, servidoras e servidores da Justiça Eleitoral e promotoras e promotores eleitorais 

As juízas, os juízes, as promotoras e os promotores eleitorais, bem como as servidoras e os servidores da Justiça Eleitoral que optarem por votar em lugares distintos dos que estão registrados devem preencher um formulário específico, que contém, entre outras informações, número do título, órgão de origem, lotação funcional e função a ser exercida na eleição. O documento pode ser apresentado em qualquer cartório eleitoral até 22 de agosto. 

Do Tribunal Superior Eleitoral

A produtora cultural pernambucana Karina Galindo lança, no mês de agosto, um livro que traz a sua experiência pessoal sobre as transformações que a passagem da infância para a adolescência provocaram no seu filho, Enzo. A obra, que ganhou o nome de “O Mistério das Duas Cabeças”, será lançada em agosto, dentro das comemorações da Semana da Pessoa com Deficiência, em Pernambuco.

O livro, que traz capa impressa em braille, QRCode tátil e com ilustrações de Cavani Rosas, convida os leitores a embarcarem em uma jornada introspectiva, e que, segundo a autora, transcende a literatura infantil para tocar profundamente adultos e crianças. Galindo utiliza a história do Príncipe Gustavo, nascido com duas cabeças, para explorar temas de autoaceitação, autoconhecimento e inclusão

Situado no fictício Reino da Fantasia, onde todos podem votar e todos os habitantes são tratados igualmente. Quando o filho do casal real, o Príncipe Gustavo, nasce com uma anomalia física, o reino se vê diante de um grande mistério e desafio. A segunda cabeça do príncipe torna-se um símbolo das vozes internas e das lutas emocionais que todos enfrentam.

“O livro aborda, de maneira lúdica e acessível, sobre a importância de nós, crianças, adultos, jovens, idosos, a saber ouvir com o coração e encontrar o equilíbrio entre os desejos racionais e emocionais” explicou a autora.

No Recife, o lançamento acontece dia 22 de agosto, na sede da Associação Pernambucana dos Cegos. Já no dia 26, é a vez da Associação de Cegos de Caruaru sediar o evento; e por fim, dia 29, na Associação dos Deficientes Visuais do Agreste Meridional de Pernambuco, em Garanhuns.