Sebrae - Estamos ai

Governo antecipa às pressas Circuito Literário de Pernambuco depois de ser provocado pelo TCE

Depois que a Comissão de Educação e Cultura (CEC) da Alepe solicitou ao Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE) a instauração de Auditoria Especial para apurar a contratação por inexigibilidade e destinação de vultosos recursos públicos estaduais à Associação do Nordeste de Distribuidores e Editoras de Livros – ANDELIVROS, que está promovendo e executando o Circuito Literário de Pernambuco – CLIPE, bem como uma Medida Cautelar para analisar a eventual necessidade de suspensão imediata das ilegalidades, baseados em vários fundamentos e indicativos apontados, o Governo do Estado resolveu antecipar a feira do Recife, que estava programada para ocorrer de 30 de maio a 6 de junho na Arena de Pernambuco.

Ao contrário do dia inicialmente previsto, a feira teve início hoje e vai até 03 de junho, no Parque do Cordeiro. “Anteciparam a realização do CLIPE, numa manobra para evitar que o TCE-PE tivesse tempo hábil para se pronunciar sobre a Cautelar requerida pela Comissão de Educação e Cultura, uma vez que o prazo de resposta da Secretaria Estadual de Educação esgota-se no dia 30, exatamente o dia em que o evento deveria começar. O TCE, portanto, só pode se pronunciar após essa resposta”, disse o deputado estadual Waldemar Borges (PSB). No entendimento do parlamentar, trata-se de uma tentativa para criar um fato consumado de tal maneira que quando a Secretaria tivesse que responder ao TCE-PE o evento já estivesse em curso. “Para mim essa antecipaçã0 soa quase como uma confissão de culpa”, ressalta.

Com essa antecipação casuística e de última hora, o evento está sendo realizado em péssimas condições. “Não houve tempo nem para a instalação dos aparelhos de ar-condicionado. O evento está sendo realizado com as pessoas morrendo de calor, usando leque para amenizar a situação e com goteiras para todos os lados. A lama, as goteiras o calor e a desorganização dos quiosques das editoras estão gerando um caos que atormenta expositores e o público que vai ao evento. É uma vergonha”, enfatiza o deputado, que é presidente da Comissão de Educação e Cultura.

Irregularidades

O parlamentar registrou durante a reunião da Comissão de Educação e Cultura da Alepe, na semana passada, que existem alguns indícios de ilegalidades, tanto em relação à contratação da Andelivros por inexigibilidade, como também em relação à exclusividade de uso do Bônus Livro no CLIPE determinada por portaria da Secretaria Estadual de Educação, quando a lei não define em que evento o bônus pode ser gasto. O benefício disponibiliza, uma vez por ano, R$ 1 mil para professores e R$ 500 para analistas e assistentes da rede estadual para comprarem livros. Isso significa um valor potencial de cerca de R$ 35 milhões que poderá ser gasto este ano em um único evento.

“A Andelivros é uma associação privada que é dona da marca CLIPE e que o Governo do Estado contratou para a realização do evento, por R$ 4.472.584,41, ou seja, contrata a dona do evento para fazer o próprio evento”, explicou Borges. Pela lei aprovada na Alepe, o Bônus Livro, deve ser usado em eventos realizados pela Secretaria de Educação, pela CEPE ou por organizações da sociedade civil, desde que cumpram uma série de requisitos, como não ter fins lucrativos. “Aparentemente, o que está acontecendo é uma reserva de mercado absurda. Estão obrigando o professor a comprar num evento, que tem apenas livros das editoras participantes da Andelivros. Se os professores não encontrarem livros que sejam do seu interesse perdem o Bônus porque não vão poder utilizá-lo em nenhum outro evento”, completa o deputado.

A Andelivros é a mesma associação que em 2023 o Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria de Educação e Esportes, fez um pedido de dispensa de licitação para que realizasse a Feira Nordestina do Livro – Fenelivro, que logo depois foi cancelado após grande repercussão do assunto. De acordo com o Diário Oficial do Estado, o valor para o serviço era estimado em R$ 52,5 milhões. Esse montante chegava a ser 40 vezes maior do que investidos em edições passadas da feira.

Às vésperas de se apresentar no São João de Caruaru, a cantora Priscila Senna também está se preparando para o lançamento do novo EP, com seis faixas inéditas, e intitulado de Priscila Senna na Rua. O álbum foi gravado em praça pública na cidade de Aracaju, no Sergipe. Considerada o lugar do arrocha e forró, a musa, que continua levando o brega para o Brasil, está empolgada em anunciar o lançamento do mais novo audiovisual.  

Priscila está com a música “Te beijo chorando” entre as mais ouvidas do Brasil na plataforma digital Spotify. O hit, que está ganhando o Brasil, foi lançado no EP visual Bar da Priscila Senna, gravado no ano passado. Com agenda lotada de shows para o período junino, Priscila inicia a maratona do São João no dia 02 de junho com apresentação no Pátio do Forró, em Caruaru.

A violência que assola Pernambuco teria feito mais uma vítima dentro da “cozinha” da governadora Raquel Lyra (PSDB). A procuradora-geral adjunta do Estado, Giovana Ferreira, segundo o blog apurou, teria tido o seu carro, celular, computador e outros bens pessoais roubados ao parar seu veículo na Av. Caxangá, nas proximidades de um hospital particular, no bairro da Iputinga na tarde de ontem.

A informação foi recebida por este Blog, sob reserva, destacando mais um episódio na escalada da criminalidade no Estado. Este incidente ressalta a dura realidade: sob a gestão de Raquel, a violência não poupa ninguém.

Apenas algumas semanas atrás, a equipe de segurança da vice-governadora Priscila Krause foi alvo de uma tentativa de assalto, seguida de um intenso tiroteio em plena luz do dia, também no Recife. Estes episódios reforçam a sensação de que nem mesmo as autoridades estão a salvo da crescente violência que domina o cotidiano pernambucano.

A gestão estadual, sob o comando da governadora Raquel Lyra, tem enfrentado críticas severas pela incapacidade de conter a criminalidade. O programa “Juntos pela Segurança”, lançado com a promessa de reduzir significativamente os índices de violência, ainda não apresentou resultados concretos. Enquanto isso, a população continua a viver com medo, à mercê de assaltantes e criminosos.

A resposta do governo estadual à crise de segurança tem sido questionada. Em vez de ações concretas e eficazes, o que se vê são tentativas de manipular a percepção pública com dados questionáveis. Recentemente, o governo comemorou uma suposta redução de 39,5% nos homicídios em um período de três semanas, uma comparação que vai contra todas as normas de análise de dados, que recomendam comparações anuais para avaliar tendências de forma adequada.

Em 2023, Pernambuco registrou a segunda maior taxa de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) por 100 mil habitantes no Brasil. Esse índice alarmante reflete uma realidade de medo e insegurança que a gestão atual tem falhado em enfrentar de maneira eficaz.

Por Edward Pena – repórter do Blog

Após ter suspensos os trabalhos administrativos para a contratação e fornecimento de estrutura destinada à realização da festa de Santo Antônio de Pádua de Inajá, Prefeitura da cidade afirmou que a festividade não foi cancelada. Em nota, a gestão municipal contesta sites e blogs que teriam noticiado o cancelamento do evento tradicional.

A decisão do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) atende a uma solicitação para investigação sobre o orçamento para festa deste ano, avaliada em R$ 3,3 milhões. Num passado recente, a cidade foi criticada por pagar R$ 1 milhão pela festividade enquanto uma escola municipal estava com a energia elétrica cortada. A decisão suspende o processo administrativo sob pena de multa diária de R$ 5 mil por descumprimento. A prefeitura pode se defender em juízo.

Em tempo, este blog noticiou a decisão do TJPE em suspender os processos administrativos para a contratação das estruturas para a festa de Santo Antônio de Pádua. No entanto, vale salientar que suspender não é sinônimo de cancelar.

O Congresso Nacional manteve, hoje, o veto do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) à Lei de Segurança Nacional. Entre os trechos vetados, estão o que criminalizava a comunicação enganosa em massa (fake news) e aumentava a punição de militares por crimes contra o Estado de Direito.

Os vetos foram mantidos por 317 votos a 139, com 4 abstenções. A votação ocorreu nesta tarde, em sessão conjunta do Congresso Nacional, reunindo senadores e deputados federais. Parlamentares da oposição comemoraram bastante o resultado, aos gritos de “Lula ladrão, seu lugar é na prisão”, “vitória da democracia” e “liberdade”.

Os vetos de Bolsonaro estão na pauta do Congresso desde 2021 por falta de acordo sobre os temas, e a oposição tentava manter a decisão do ex-presidente. Na semana passada, o próprio Bolsonaro entrou em campo para evitar a derrubada dos trechos e pediu que os parlamentares da bancada ruralista trabalhassem pela manutenção do veto.

O texto aprovado pelo Congresso em 2021 revoga a Lei de Segurança Nacional da época da ditadura militar. Após a aprovação dos parlamentares, Bolsonaro vetou trechos da proposta que poderiam prejudicar apoiadores do então governo e militares.

Um seminário preparatório para os candidatos que concorrerão pelo União Brasil a cargos de vereador, em Caruaru, será liderado pelo suplente de deputado estadual e secretário-geral do partido na cidade, Raffiê Dellon. O evento – que reunirá vários especialistas e acontecerá amanhã, no Shopping Caruaru – abordará três temas:

  1. Entendendo a contabilidade eleitoral;
  2. Entendendo a parte jurídica de uma campanha de vereador;
  3. Como atuar nas redes sociais na minha campanha de vereador?

“Qualificação e preparo nunca são demais, o União Brasil sai na frente, na organização e planejamento dos nossos candidatos”, diz Raffiê. O vice-presidente estadual da legenda e presidente do Coniape, Josafá Almeida, também é presença confirmada.

Os partidos políticos têm até a próxima segunda-feira, 3 de junho, para comunicarem ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a renúncia à sua cota do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC). O montante a ser distribuído este ano, aprovado pelo Congresso Nacional, é de 4,9 bilhões de reais.

O FEFC integra o Orçamento Geral da União e é disponibilizado ao TSE. A movimentação dos recursos é efetuada exclusivamente da conta única do Tesouro Nacional e, caso o partido renuncie ao uso da verba pública, os valores retornam a essa conta. As informações são da assessoria do Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Cabe destacar que os recursos do Fundo não são uma doação do Tesouro aos partidos políticos ou aos candidatos. Eles devem ser empregados exclusivamente no financiamento das campanhas eleitorais, e as legendas devem prestar contas do uso desses valores à Justiça Eleitoral. Assim, no caso de haver recursos não utilizados, eles deverão ser devolvidos à conta do Tesouro.

Como é feita a distribuição?

Os recursos do Fundo devem ser distribuídos, em parcela única, aos diretórios nacionais dos partidos, observando os critérios estabelecidos pela Lei nº 9.504/1997:

  • 2%, divididos igualitariamente entre todas as legendas com estatutos registrados no TSE;
  • 35%, divididos entre os partidos que tenham, pelo menos, um representante na Câmara dos Deputados, na proporção do percentual de votos obtidos na última eleição;
  • 48%, divididos entre as siglas, na proporção do número de representantes na Câmara, consideradas as legendas dos titulares;
  • 15%, divididos entre os partidos, na proporção do número de representantes no Senado Federal, consideradas as legendas dos titulares.

Por Edward Pena – repórter do Blog

O Porto do Recife movimentou 649.716 toneladas em produtos nos primeiros quatro meses deste ano. O acumulado confirma um aumento de 43%. Foram 195.668 toneladas a mais do que no mesmo período do ano passado, quando o porto registrou 454.048 toneladas em movimentações. Os números compreendem produtos como açúcar, barrilha, bobinas de aço, fertilizantes, malte, trigo, combustível, milho, etanol e materiais diversos

“O Porto do Recife reafirma a sua importância para a economia de Pernambuco e também do Brasil com este crescimento. Estamos em um ponto privilegiado e o resultado é fruto do esforço de todos que fazem o Porto do Recife”, afirmou o presidente Delmiro Gouveia. Segundo a gestão, o porto deve encerrar 2024 com um aumento a acima de 30%, com relação a 2023.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), convocou, para amanhã, uma sessão para votar o projeto de lei que cria o Programa de Mobilidade Verde e Inovação (Mover). O texto, porém, ainda está travado na Câmara. As informações são da Coluna do Estadão.

Incomum, o movimento de Pacheco foi interpretado como um recado ao governo Lula e às montadoras: se o Mover for encerrado por falta de votação, será culpa dos deputados, e não dos senadores. Como foi estabelecido via Medida Provisória (MP), o programa precisa ser aprovado pelo Congresso até esta sexta-feira, 31, ou deixar de existir.

Há pressa no governo porque, com o feriado de Corpus Christi nesta quinta-feira, 30, o Congresso só tem até esta quarta-feira, 29, para votar o projeto e evitar que expire o prazo estabelecido na MP. O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), enfrenta dificuldade em aprovar a proposta na Câmara frente à resistência dos deputados a um “jabuti” inserido no texto.

Por iniciativa do relator, deputado Átila Lira (PP-PI), a proposta que acaba com a isenção de impostos sobre as compras internacionais abaixo de US$ 50 – a “taxa da blusinha” – foi apensada ao Mover. Lira defende o fim da isenção de impostos e quer aprovar o texto.

O Mover prevê R$ 19,3 bilhões em incentivos fiscais até 2028 para o setor automotivo investir em veículos mais limpos, com o objetivo de descarbonizar a frota e desenvolver novas tecnologias nas áreas de mobilidade e logística.

Já o fim da isenção para compras internacionais abaixo de US$ 50 é uma demanda do varejo brasileiro e afeta plataformas estrangeiras como Shein e Shopee. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, porém, já sinalizou que pode vetar a medida.

A bacia hidrográfica do Rio São Francisco é um verdadeiro tesouro cultural, abrigando uma riqueza incomparável de costumes e tradições. Com o intuito de preservar a importância do nosso Velho Chico, a Prefeitura de Petrolina, através da Agência Municipal do Meio Ambiente (AMMA), aderiu à campanha realizada pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF).

A campanha ‘Eu viro Carranca para defender o Velho Chico’ está em sua 11ª edição e em 2024 tem como tema ‘Velho Chico: Revitalizar o rio, preservar riquezas’. A campanha tem a proposta de criar um Plano de Revitalização do Rio São Francisco, através da criação de estratégias de preservação e sustentabilidade do rio, que corresponde a 8% do território nacional e engloba 505 municípios. Além disso, a iniciativa promove debates de questões relacionadas aos recursos hídricos e formas de manter a preservação da fauna e da flora.

Essas ações buscam envolver também a sociedade civil, organizações não governamentais, instituições, dentre outros órgãos. O objetivo é fiscalizar e criar ações em prol da revitalização e do cuidado com o Velho Chico, causando impactos positivos para a comunidade e para o meio ambiente.

O prefeito de Jaboatão dos Guararapes, Mano Medeiros (PL), que chegou ao poder pelas mãos da família Ferreira, da qual faz parte, tem sido figura ausente em todos os eventos envolvendo o clã e o Partido Liberal.

Foi assim nos eventos de Fernando Rodolfo, em Caruaru; de Joel da Harpa, no Cabo; e de Izabel Urquiza, em Olinda. Ontem, o gestor também não participou do evento que contou com a presença do deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do ex-presidente Jair Bolsonaro, no Recife.

No evento, que teve como objetivo reforçar a pré-candidatura de Gilson Machado a prefeito, e que contou com aliados, Mano levou falta. Ele inclusive já havia se feito ausente no lançamento da pré-candidatura de Gilson, quando todas as lideranças estiveram presentes no Recife, cidade vizinha daquela governada pelo ex-vice-prefeito de Anderson Ferreira.

Já há quem questione esse visível distanciamento. Bolsonaristas já comunicaram ao presidente nacional do PL, Valdemar Costa Neto, sobre a postura ausente de Mano Medeiros. Todos têm uma mesma constatação: o prefeito só quer o bônus, mas não o ônus de ter que carregar o partido e a família Ferreira, sendo ele o comandante da segunda maior cidade de Pernambuco.

Claramente, ele não quer se comprometer nem com o partido nem com a família Ferreira. Já há quem o aconselhe a uma eventual mudança de legenda.

Do G1/PE

As chuvas que atingem o Grande Recife, desde a madrugada de hoje, causaram alagamentos e outros transtornos nas ruas e avenidas da região. Imagens registram vias cobertas de água na capital pernambucana e em municípios como Olinda, Paulista e Jaboatão dos Guararapes.

No Recife, a prefeitura entrou em “estágio de atenção”, o que significa que algumas ocorrências por causa das chuvas foram registradas e, dependendo do local, podem impactar na rotina da população. De acordo com a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), a previsão é de mais chuvas ao longo da semana.

Na capital pernambucana, de acordo com a Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU), às 8h foram registrados os seguintes pontos de alagamento:

  • Praça da Chesf: Avenida Engenheiro Abdias de Carvalho, em San Martin, na Zona Oeste;
  • Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, na Imbiribeira, na Zona Sul;
  • Avenida Sul, em São José, no Centro.

Em Paulista, a Rua Vitória de Santo Antão, no bairro do Janga, ficou coberta de água. A mesma coisa aconteceu em outros bairros da cidade, como Pau Amarelo e Tabajara. Também houve dificuldades para passar pela Avenida Presidente Castelo Branco, no bairro de Candeias, em Jaboatão dos Guararapes.

Em Olinda, a Avenida Brasília, no bairro de Jardim Brasil, foi uma das vias que ficaram alagadas. A água também ficou acumulada na Avenida Presidente Kennedy, no bairro de Peixinhos.

De acordo com levantamento da Apac às 8h, as cidades mais atingidas pelas chuvas, nas últimas seis horas, foram:

  • Goiana – 100,44 milímetros;
  • Paulista – 75,18 milímetros;
  • Olinda – 51,93 milímetros;
  • Igarassu – 47,21 milímetros;
  • Recife – 39,76 milímetros.

Previsão do tempo

O meteorologista da Apac Fabiano Prestêlo disse que a chuva se concentrou na faixa litorânea do Estado, na Zona da Mata Norte à Mata Sul. “A tendência é que a gente ainda tenha mais chuvas pelo período da manhã, mas, pela tarde, a situação vai estar bem mais estável e, provavelmente, sem chuva. Para os próximos dias, é possível que a gente tenha ainda mais eventos de chuva como esse”, disse o meteorologista.

Ainda segundo a Apac, a previsão do tempo para o Grande Recife e a Zona da Mata é de chuva fraca a moderada para o restante desta terça (28). As chuvas continuam na quarta (29) em todas as regiões do estado, mas de forma fraca. Já na quinta (30) e na sexta (31), a previsão é de chuva moderada tanto para as duas áreas citadas acima.

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara aprovou, hoje, um convite para que o ministro extraordinário de Apoio à Reconstrução do Rio Grande do Sul, Paulo Pimenta, preste esclarecimentos sobre investigações contra conteúdos falsos a respeito da tragédia climática no estado. As informações são do portal G1.

O requerimento foi apresentado e apoiado por membros da oposição ao governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que acusam, sem apresentar provas, a gestão Lula de “perseguir opositores”. Inicialmente, o pedido previa a convocação de Pimenta – isto é, ele seria obrigado a comparecer à audiência. A base do governo articulou a mudança do requerimento para um convite, mas se comprometeu com a ida do ministro ao colegiado em 12 de junho.

O convite faz referência a uma investigação, aberta pela Polícia Federal, para investigar a disseminação de informações falsas a respeito da atuação do governo federal na mitigação dos impactos das enchentes no Rio Grande do Sul.

O inquérito foi aberto a pedido do ministro da Justiça, Ricardo Lewandowski, a partir de dados encaminhados pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência, então chefiada por Paulo Pimenta.

Na ocasião, o Ministério da Justiça informou que a apuração vai “buscar narrativas desinformativas e criminosas vinculadas às enchentes e desastres ambientais ocorridos no Rio Grande do Sul, destacando-se sua relevância e impacto no aprofundamento da crise social vivida pela população”.

Ao pedir a abertura da investigação, em ofício encaminhado em 7 de maio, Pimenta menciona, por exemplo, publicações do deputado Eduardo Bolsonaro (PL-SP), do senador Cleitinho Azevedo (Republicanos-MG) e do influenciador Pablo Marçal.

A Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes informa que, diante da previsão de chuvas moderadas a fortes na cidade, o município entrou em Estágio de Atenção. Atualmente, a Defesa Civil registra oito ocorrências: em Jaboatão Centro, quatro em Cavaleiro; Curado; Guararapes e em Candeias. Todas são de solicitação de lonas. A Sala Integrada de Emergência foi ativada.

“Estamos em um momento de atenção. Nossas equipes estão monitorando a situação de perto e tomando todas as medidas necessárias para proteger a população e minimizar os impactos das chuvas. Pedimos que todos fiquem atentos às orientações e informações oficiais. Em caso de necessidade, ligue para a Defesa Civil, através dos números 0800 281 2099 ou (81) 9.9195-6655”, afirmou o Coronel Elton Moura, secretário de Defesa Civil do Jaboatão dos Guararapes.

Os pré-candidatos a prefeito e vice-prefeita de Toritama, Romerinho (PSDB) e Helloysa Ferreira (Solidariedade), respectivamente, oficializaram, ontem, suas pré-candidaturas na cidade. O evento contou com a presença da governadora Raquel Lyra (PSDB) e do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Álvaro Porto (PSDB).

Em seu discurso, Romerinho enfatizou que este é um tempo de mudança e libertação para Toritama. “O meu gabinete estará aberto para atender o povo. Precisamos de uma gestão que cuide da nossa Feira do Jeans, que respeite os feirantes e compradores. Meu compromisso é melhorar a nossa saúde, segurança e economia. Também precisamos incentivar a cultura, esporte e lazer para nossa cidade. Estou pronto e preparado e Toritama demostra que quer mudança”, destacou.

A Comissão de Direito Eleitoral da OAB – Cabo de Santo Agostinho, em parceria com a Escola Superior de Advocacia (ESA), realiza, hoje, o evento Regras para as Eleições 2024: Registro de candidatura, pesquisa eleitoral, propaganda e redes sociais. A palestra será conduzida pelas advogadas Diana Câmara, presidente da Comissão de Relações Institucionais da OAB-PE, e Gabriela Gouveia, presidente da Comissão de Direito Eleitoral da OAB Cabo.

O evento será realizado a partir das 14h, no Auditório da Sede da OAB Cabo e será uma oportunidade única para advogados (as), estudantes e profissionais da área aprenderem e se atualizarem acerca das novidades para as próximas eleições, com certificação de 5h/aula.

Nos últimos meses, através da ESA, a advogada Diana Câmara tem compartilhado a temática do Direito Eleitoral com advogados, estudantes e assessores de diversas regiões. Já esteve em Afogados da Ingazeira, Palmares, Petrolândia, Timbaúba, Araripina, Ouricuri e Paulista.

Como parte da estratégia para ampliar os financiamentos direcionados para os micros, minis, pequenos e médios empreendedores, por meio do programa de microcrédito Crediamigo, o Banco do Nordeste inaugurou em Pernambuco a primeira miniagência instalada em contêiner modular do Brasil.

Com design moderno, estrutura interna confortável e sustentável, a unidade começou a funcionar no município de Ipojuca. Mais duas devem ser instaladas esta semana em Cabrobó (PE) e Petrolândia (PE). Outras 50 lojas avançadas desse tipo também serão instaladas em todo Nordeste e nas regiões dos estados do Espírito Santo e Minas Gerais nas quais o banco atua.

Desenvolvidas pela empresa pernambucana Agemar Infraestrutura e Logística, as estruturas das miniagências em contêineres possibilitarão ao banco levar o Crediamigo a um maior número de localidades e permitirá a mobilidade necessária a fim de que a unidade possa ser facilmente deslocada de acordo com a demanda de cada região.

Segundo o gerente de Projetos e Expansão do Banco do Nordeste, Alexandre Barbosa, a desses equipamentos será um apoio importante para a consolidação da expansão das operações de microcrédito. “Esse é um novo momento, com novas estruturas mais modernas e mais enxutas que dão condições de mais proximidade e mais escalabilidade para o Crediamigo”, afirmou.

“O uso de contêineres customizados em residências e pontos comerciais tem crescido significativamente nos últimos anos, impulsionado por fatores econômicos, ambientais e estéticos. Além disso, a flexibilidade no design permite a criação de estruturas modernas e funcionais, adaptadas às necessidades específicas de cada projeto”, afirma Leonardo Cardoso, diretor executivo da área de customização de contêineres marítimos e de módulos habitáveis da Agemar.

O Banco do Nordeste planeja praticamente duplicar a atual estrutura de atendimento do Crediamigo, passando das cerca de 500 existentes para mil unidades até o final do próximo ano incluindo, neste total, lojas, miniagências em contêineres e pontos de apoio.