Sebrae - Estamos ai

Pernambuco é o Estado mais inadimplente do Nordeste, revela pesquisa

Mais de 72 milhões de brasileiros estão com o nome sujo, de acordo com um estudo realizado pela Serasa. E o estado de Pernambuco é o mais inadimplente da Região Nordeste: de acordo com levantamento divulgado pelo Serasa, 46% da população pernambucana não estava com as contas em dia no mês de maio deste ano.

Diante do número de endividados, é importante que a população comece a aplicar regras de organização e educação financeira no dia a dia, de maneira a evitar o acúmulo de dívidas e a possível negativação do nome.

Quem fica com o nome sujo enfrenta uma série de obstáculos junto às instituições financeiras, como a dificuldade de obter empréstimos, financiamento e acesso a linhas de crédito. Além disso, muitos bancos não aceitam a abertura de conta corrente por parte de pessoas endividadas.

De acordo com Erlivaldo Bandeira, consultor de Negócios da Central Sicredi Nordeste, o primeiro passo para quem não quer ficar endividado é conhecer a própria realidade financeira, colocando no papel todas as despesas e entradas mensais. Dessa maneira, é possível analisar o quanto será possível gastar e, se necessário, eliminar despesas supérfluas.

“Por mais que a pessoa já tenha uma noção dos gastos, quando ela coloca tudo no papel fica mais fácil tomar as melhores decisões financeiras”, explica o consultor.

Segundo Erlivaldo, a prioridade para quem está com as contas em dia e já tem um cenário montado de sua realidade financeira é preparar uma reserva de emergência. A reserva pode ser colocada em investimentos específicos, de acordo com o perfil do investidor. Opções comuns incluem produtos de renda fixa com liquidez diária, investimentos seguros e fáceis de realizar. No Sicredi, o investimento mínimo é a partir de R$1,00.

Para quem já está endividado, a principal dica é priorizar quitar as dívidas existentes e evitar contrair novos compromissos. “Os mais endividados devem optar por pagar as contas de maior valor e evitar que elas gerem juros acima do esperado. É possível também negociar débitos junto aos bancos, acumulando descontos”, esclarece Erlivaldo.

Na tarde de ontem, o vice-presidente estadual do partido Progressistas (PP) e deputado federal, Lula da Fonte, recebeu o pré-candidato a prefeito de Serra Talhada, Miguel Duque, na sede do partido. Durante a reunião, Lula da Fonte oficializou o apoio do PP à pré-candidatura de Duque.

“É com muita alegria que recebemos Miguel Duque hoje. Um jovem, como eu, que ingressou na política e tem toda capacidade e competência para atender às demandas da população de Serra Talhada, estando a altura de enfrentar todos os desafios”, afirmou.

Miguel Duque destacou a relevância do apoio do PP para sua candidatura. “Firmamos hoje o compromisso do Progressistas com nossa candidatura em Serra Talhada. Esse apoio fortalece nosso projeto e demonstra o crescimento do PP no estado”, declarou Duque.

Além disso, Miguel Duque assinou o compromisso de implementar uma Casa Azul no município, projeto do PP destinado à inclusão de crianças autistas e ao apoio às suas famílias. “O projeto da Casa Azul é de extrema importância. Assinamos esse compromisso para apoiar as mães atípicas e as crianças autistas”, reforçou Duque.

O Conselho de Ética da Câmara ouve nesta terça-feira, a partir das 14h, os irmãos Chiquinho e Domingos Brazão, acusados de serem os mandantes do assassinato da vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes.

Ambos estão presos, e o caso debatido no colegiado está relacionado à possível quebra de decoro parlamentar de Chiquinho, deputado federal eleito em 2022, por causa do crime.

Na segunda-feira, o delegado Rivaldo Barbosa, ex-chefe da Polícia Civil do Rio de Janeiro, afirmou à comissão que nunca falou com os irmãos.

Em depoimento ao Conselho de Ética, Rivaldo definiu as milícias que atuam no Rio de Janeiro como “um câncer” e afirmou ter dado as senhas dos seus aparelhos eletrônicos para que o fato seja apurado. Ele reiterou que os irmãos Brazão vinham sendo investigados pela polícia Civil do Rio.

“Nunca tive contato com essas pessoas, jamais tive qualquer contato com os irmãos Brazão. A milícia é um câncer que faz com que mortes aconteçam. Lutei por anos contra estas forças e hoje estou aqui, prestando depoimento, preso em uma penitenciária federal”, disse o policial.

Com informações da Agência O Globo.

Aval da Alepe e cobrança dos gastos  

Sem estresse, a governadora Raquel Lyra (PSDB) assistiu, ontem, a Assembleia Legislativa aprovar, por 28 votos, quando eram necessários apenas 25, o período de convocação extraordinária para apreciação e votação de sete projetos em caráter emergencial. Tudo porque, por falta de diálogo, não entrou na pauta do primeiro semestre.

Os parlamentares atenderam ao chamado do presidente Álvaro Porto (PSDB) e dos líderes das bancadas. Apesar da convocação no período de recesso parlamentar, há uma expectativa de que todos os projetos sejam aprovados somente em agosto porque não haverá urgência.

Dentre os projetos, dois pedem autorização da Alepe para a contratação de operações de crédito com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e com o Banco Internacional para Reconstrução do Desenvolvimento (BID), de R$ 652 milhões e US$ 275 milhões, respectivamente.

Segundo o Governo, são destinados a obras de infraestrutura, execução do Sertão Vivo e reestruturação do serviço da dívida com taxas de juros mais benéficas aos cofres estaduais. O projeto Sertão Vivo, por exemplo, já foi aprovado pelo BNDES e aguarda a votação do projeto para sua implantação, que vai garantir a instalação de sistemas de produção resilientes ao clima.

A oposição avisou que pretende ter acesso a todas as informações, principalmente, a respeito das propostas referentes a empréstimos. Outra polêmica se dá em relação à adesão de Pernambuco ao Plano de Equilíbrio Fiscal (PEF). Servidores estaduais avaliam que há risco de perdas de direitos, mas o Governo assegura que isso não acontecerá.

Para o deputado Waldemar Borges, da bancada do PSB, para o Governo convencer a aprovar um novo empréstimo, tem que demonstrar que tem plena e eficaz autonomia de gasto, porque, dos empréstimos anteriores, já na gestão de Raquel, pouco mais de R$ 3 bilhões, apenas 1 bilhão foi investido, faltando, portanto, mais de R$ 2 bilhões. “Onde está esse dinheiro e como se dará o seu uso?”, questiona.

DE ÚLTIMA HORA – Lá atrás, dos sete projetos enviados pela governadora, cinco chegaram à Assembleia Legislativa nas vésperas do recesso e a tramitação foi suspensa na primeira reunião da Comissão de Constituição, Legislação e Justiça (CCLJ) porque a oposição estava em maioria. Com as alterações feitas na bancada do PL, a ala do Governo voltou a ter mais deputados no colegiado. Outros dois projetos foram enviados junto com a solicitação da convocação extraordinária.

União intervém em Araripina – A direção nacional do União Brasil interveio no diretório municipal de Araripina e deu poderes para o ex-prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, na condição de interventor. Com isso, cai por terra o poder que o prefeito Raimundo Pimentel tinha no controle da legenda em Araripina, a qual estava filiado e se afastou. O UB passa, também, a apoiar a pré-candidatura do vice-prefeito Evilásio Mateus. Filiado ao PDT, Evilásio vai bater chapa na convenção com a pré-candidata Ana Paula Ramos, nome apoiado por Pimentel.

De onde partiu – A direção nacional do União Brasil atendeu a um pedido do deputado federal Fernando Bezerra Filho, que usou como pretexto a desfiliação do prefeito Raimundo Pimentel e seu ingresso imediato no PDT. “O partido agora está livre para apoiar e se coligar com quem quiser em Araripina”, disse o parlamentar, confirmando em seguida que seu irmão, o ex-prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, aceitou de imediato cumprir o papel de interventor.

Secretários detalham projetos – Convocados pela oposição, três secretários do Governo Raquel Lyra participam, amanhã, de uma audiência pública na Assembleia Legislativa para explicar os pontos obscuros dos sete projetos enviados para discussão e votação no período de convocação extraordinária. Estarão por lá Fabrício Marques, do Planejamento, Wilson de Paula, da Fazenda, e Ana Maraíza, da Administração.

Aval para eleger sucessor – O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), disse, ontem, que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lhe deu o “direito” de fazer ou tentar fazer o seu sucessor no comando da Casa. A troca de presidente será em fevereiro de 2025. “Minha conversa com o presidente Lula sempre foi muito clara. Em todas as conversas, ele disse que eu teria o direito de fazer ou tentar fazer o sucessor como ele quer fazer dele quando deixar a Presidência. Então, esse é um direito de quem está, de quem conduz”, disse Lira, em entrevista à CNN Brasil.

CURTAS

EMENDAS 1 – O ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, disse, ontem, que o governo Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pagou R$ 30 bilhões em emendas parlamentares antes do recesso legislativo. Segundo ele, foram R$ 34 bilhões empenhados e R$ 30 bilhões pagos.

EMENDAS 2“O governo conseguiu empenhar mais de R$ 34 bilhões. Pagou cerca de R$ 30 bilhões. É o recorde de empenho e pagamento de emendas parlamentares no prazo de até 5 de julho, superando em quase R$ 10 bilhões o calendário inicial que havia sido acordado com o Congresso Nacional”, disse Padilha.

ARACAJU – Das dez capitais brasileiras com melhor qualidade de vida, só uma do Nordeste aparece na lista: Aracaju. Ela se destacou num levantamento nacional divulgado pelo jornal O Estado de São Paulo. É a capital também do menor Estado nordestino em área territorial.

Perguntar não ofende: Com mais um pedido de empréstimo, a governadora vai estrangular o limite permitido por lei?

O senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) afirmou nesta segunda-feira que a divulgação do áudio encontrado no computador do deputado e pré-candidato à prefeitura do Rio Alexandre Ramagem (PL-RJ) não mostra qualquer ilegalidade do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

O arquivo mostra Ramagem, o então presidente Jair Bolsonaro, o general Augusto Heleno e duas advogadas discutindo a participação de auditores da Receita Federal na elaboração de um relatório de inteligência fiscal que originou o inquérito das “rachadinhas” contra Flávio. Em comunicado, Flávio diz que toda a comunicação entre os presentes ao encontro visou seguir a lei.

“Mais uma vez, a montanha pariu um rato. O áudio mostra apenas minhas advogadas comunicando as suspeitas de que um grupo agia com interesses políticos dentro da Receita Federal e com objetivo de prejudicar a mim e a minha família. A partir dessas suspeitas, tomamos as medidas legais cabíveis. O próprio presidente Bolsonaro fala na gravação que não “tem jeitinho” e diz que tudo deve ser apurado dentro da lei. E assim foi feito. É importante destacar que até hoje não obtive resposta da justiça quanto ao grupo que acessou meus dados sigilosos ilegalmente”, disse.

Com informações do Jornal O Globo.

A Compesa iniciou as obras de instalação da nova Estação de Tratamento de Água (ETA) Bela Vista, no bairro Encanto da Serra, em Caruaru. A unidade terá capacidade para tratar 200 litros de água por segundo.

A companhia investiu R$ 4,5 milhões na aquisição da ETA, que é compacta e feita de fibra de vidro. O modelo é de fácil instalação e manutenção, além de empregar um conjunto de processos sofisticados para transformar a água bruta em água potável.

Atualmente, em Caruaru, as águas do rio São Francisco são tratadas na ETA Petrópolis com uma vazão de 200 litros por segundo. A ETA Bela Vista, que deve entrar em operação em outubro, e a ETA Salgado também receberão o novo volume de água que chegará à cidade de Caruaru neste ano.

O presidente da Compesa, Alex Campos, lembrou que serão necessários investimentos em obras complementares na rede de distribuição para eliminar o rodízio na cidade. “As tubulações antigas no município serão paulatinamente trocadas para garantir que o volume de água que será disponibilizado para Caruaru chegue em todos os pontos da cidade com pressões adequadas”, afirmou.

No primeiro dia útil após o atentado contra o candidato à presidência dos Estados Unidos Donald Trump, o dólar teve uma pequena alta. Na contramão do mercado internacional, a bolsa de valores emendou a 11ª alta consecutiva e atingiu o maior nível em mais de dois meses.

O dólar comercial encerrou esta segunda-feira vendido a R$ 5,445, com alta de R$ 0,014 (+0,26%). A cotação iniciou em forte alta, chegando a R$ 5,476 na máxima do dia, pouco antes das 10h. No entanto, desacelerou a partir do fim da manhã, até fechar com leve alta.

Com o desempenho de hoje, a moeda norte-americana acumula queda de 2,56% em julho. Em 2024, a divisa sobe 12,2%.

Apesar da turbulência externa, o mercado de ações teve um dia otimista. O índice Ibovespa, da B3, fechou aos 129.321 pontos, com alta de 0,33%, impulsionado por ações de petroleiras e de mineradoras. Na 11ª alta seguida, o indicador está no maior patamar desde 8 de maio.

O dólar subiu em todo o planeta com o atentado ao ex-presidente e candidato à presidência norte-americana Donald Trump. A alta ocorreu porque o programa de corte de impostos do Partido Republicano aumenta o déficit público dos Estados Unidos e eleva os juros de longo prazo dos títulos do Tesouro norte-americano, considerados os investimentos mais seguros do planeta.

A desaceleração econômica chinesa também fez o dólar subir em relação às moedas de países emergentes, mas ajudou a bolsa brasileira. Isso porque um crescimento menor do país asiático favorece a introdução de pacotes de estímulos, o que impulsionaria as exportações de commodities (bens primários com cotação internacional) para a China. Com informações da Agência Brasil.

Foto: Reprodução

Em áudio de uma reunião com o ex-diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) Alexandre Ramagem (PL), no qual se discute o caso da “rachadinha” envolvendo o senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ), o ex-presidente Jair Bolsonaro diz que ouviu do então governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, uma proposta para resolver a investigação envolvendo o senador.

Segundo Bolsonaro, Witzel prometeu encerrar o problema em troca de uma vaga no Supremo Tribunal Federal (STF). O ex-governador nega.

“O ano passado, no meio do ano, encontrei com o Witzel (…). Ele falou: ‘Eu resolvo o caso do Flávio. Me dá uma vaga no Supremo'”, disse Bolsonaro durante a conversa na qual estavam presentes também as então advogadas do parlamentar.

Uma delas, Juliana Bierrenbach, perguntou quem havia dito isso, ao que o ex-presidente respondeu: “O Witzel, né”.

A apuração contra o senador ocorria no âmbito estadual, porque envolvia a atuação de Flávio na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

Em nota, o ex-governador afirmou que nunca manteve qualquer relação com o juiz Flávio Itabaiana, então responsável pelo processo contra Flávio.

“Jamais ofereci qualquer tipo de ‘auxílio’ a qualquer um durante meu governo. O presidente Jair Bolsonaro deve ter se confundido e não foi a primeira vez que mencionou conversas que nunca tivemos, seja por confusão mental, diante de suas inúmeras preocupações, seja por acreditar que eu faria o que hoje se está verificando com a Abin e Policia Federal. No meu governo a Polícia Civil e Militar sempre tiveram total independência”, ressaltou. Com informações da Agência O Globo.

O Grupo Azul, composto pelos partidos Avante, PP e PSD, e a pré-candidata à prefeitura de Iati, Maria Augusta, que também é presidente do Avante no município, receberam novos apoios com a adesão do médico Fred Tenório e do engenheiro Petrônio Pachola. Fred é filho do ex-vereador Sebastião Pachola, e Petrônio é filho do ex-vereador e ex-vice-prefeito Orlando Pachola. Ambos são netos do já falecido Senhor Pachola, conhecido como “Sinhô”, que também foi como vice-prefeito e vereador em Iati.

Petrônio Pachola destacou o compromisso com o grupo: “A responsabilidade nos chama, vamos trabalhar juntos por Iati.”

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), disse nesta segunda-feira que a investigação que mira o deputado Alexandre Ramagem (PL-RJ) é “grave”, mas sinalizou que ele não deve sofrer punição pela Casa Legislativa. Ex-chefe da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Ramagem é investigado em inquérito que apura um esquema de espionagem ilegal de autoridades. Entre os alvos do monitoramento estava o próprio presidente da Câmara.

De acordo com Lira, como as ações investigadas aconteceram antes de ele assumir como deputado federal, a Câmara não seria o local correto para julgar o processo, cabendo ao Poder Judiciário cuidar do caso.

“Tem uma coisa que tem que ser analisada no decoro parlamentar, nenhum fato anterior ao da legislatura pode ser julgado no Conselho de Ética. Foi assim com o deputado Janones, no caso que foi muito explorado na mídia, ele foi absolvido no Conselho porque, se aconteceu ou não, foi no mandato anterior a esse mandato. A gente tem que ter cuidado com o que preconiza nosso regimento em detrimento de tudo que aconteceu”, declarou.

“Os caminhos naturais são a instrução do processo, são levantamentos com minúcias do que aconteceu, quem são os responsáveis, para que destinou esse acompanhamento de autoridades, com qual finalidade e quem mandou. Isso eu não tenho dúvida que a Polícia Federal, a própria Abin, Ministério Público, Supremo Tribunal Federal devem estar muito adiantados nesse sentido”, completou.

Por conta da suspeita do monitoramento ilegal, há uma representação que pede a cassação de Ramagem protocolada no Conselho de Ética da Câmara em fevereiro, mas que até agora não avançou na Casa. Lira disse ainda que não influencia no Conselho de Ética e afirmou que o colegiado tem autonomia para tomar as decisões. Com informações do Jornal O Globo.

Por Assíria Florêncio
Repórter do blog

Principal rodovia para escoamento da produção gesseira e agrícola do Sertão do Araripe, a PE-585 continua abandonada, sendo objeto de um protesto de um morador da região com um megafone para chamar a atenção da governadora Raquel Lyra (PSDB). Segundo um diretor do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), o Governo do Estado tem se esforçado para recuperar a malha viária do Estado.

Na prática, porém, a realidade é outra. Apesar dos mais de R$ 1,5 bilhão investidos, rodovias importantes seguem à espera da urgente intervenção da gestão estadual. A PE-585 liga Araripina, no Sertão do Araripe, ao Crato, no Ceará.

Circulam na via desde veículos de pequeno porte, como carros de passeio, a grandes caminhões, responsáveis por escoar 97% de toda a gipsita (matéria-prima do gesso) consumida no Brasil, que é extraída das jazidas localizadas no Sertão do Araripe. O número, no entanto, não parece chamar tanta atenção da governadora Raquel Lyra (PSDB), já que, desde o início de seu mandato, apenas obras paliativas foram autorizadas na localidade.

A pauta foi abraçada, desde o ano passado, pela deputada estadual Socorro Pimentel (União Brasil). Em março de 2023, a parlamentar detalhou pessoalmente a situação da rodovia à governadora, pontuando a necessidade de instalação de sinalização vertical e horizontal, de redutores de velocidade e acostamento, além da recuperação da própria via.

Em maio, Socorro voltou a cobrar uma ação do Governo do Estado durante pronunciamento na Assembleia Legislativa. Segundo a deputada, a rodovia, agora, “não precisa de uma operação tapa-buraco”, mas de um “plano efetivo de manutenção e requalificação”.

Só resta aos moradores da região esperar. Em contato com o Blog, o ex-prefeito de Araripina e ex-deputado estadual Emanuel Bringel disse que a situação é caótica. “O lado do Ceará é excelente; o nosso, intransitável”, afirma.

Além dos impedimentos ao escoamento da produção gesseira e agrícola, segundo Bringel, acidentes constantes ocorrem na estrada devido à falta de investimento em manutenção.

O presidente Lula afirmou, nesta segunda-feira, que o atentado contra o ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, “empobrece a democracia”. Ao chegar para agenda de trabalho no Palácio do Itamaraty, em Brasília, Lula disse que é preciso condenar qualquer manifestação anti democrática, “seja pela direita, seja pela esquerda”. “Ninguém tem o direito de atirar numa pessoa porque não concorda com ele politicamente”, disse.

Ao ser questionado se o ataque fortalece a extrema-direita no país norte-americano e no mundo, Lula disse que “a certeza é que a democracia perde”. “Os valores do diálogo, os valores do argumento, os valores de sentar em forma de uma mesa, da forma mais diplomática, para encontrar soluções para os problemas vão indo pelo ralo. Se tudo vai se encontrar na base da bordoada, na base da violência, na base do murro, na base da luta, na base do tiro, na base da faca, onde é que vai a democracia? Eu, como sou defensor da democracia, eu acho que nós temos que condenar”, acrescentou o presidente. Com informações da Agência Brasil.

O Conselho Regional de Odontologia de Pernambuco (CRO-PE) intensificou suas ações de fiscalização durante o primeiro semestre de 2024, cobrindo 79 municípios das 12 Gerências Regionais de Saúde do estado. Ao todo, foram realizadas 1.298 visitas, fiscalizando 5.491 pessoas físicas e jurídicas.

O presidente do CRO-PE, Eduardo Vasconcelos, ressaltou a importância dessas atividades: “Nosso objetivo é garantir que todos os pernambucanos tenham acesso a um atendimento odontológico de qualidade, independentemente de onde estejam. As fiscalizações são essenciais para assegurar que os profissionais e estabelecimentos públicos e privados cumpram as normas e ofereçam um serviço seguro e eficaz”.

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, retirou o sigilo do áudio de uma reunião em que o ex-presidente Jair Bolsonaro, o general Augusto Heleno (então chefe do Gabinete de Segurança Institucional) e o ex-chefe da Agência Brasileira de Inteligência Alexandre Ramagem discutem um plano para anular o inquérito das rachadinhas – investigação que fechou o cerco ao senador Flávio Bolsonaro, filho 01 do ex-chefe do Executivo.

A gravação foi encontrada pelos investigadores da Operação Última Milha e remonta a um encontro realizado em agosto de 2020, também com a participação da advogada de Flávio. A conversa citou os auditores da Receita responsáveis pelo relatório de inteligência fiscal que baseou a investigação do caso Queiroz.

Procurado, Flávio disse que nunca teve contato com integrantes da Abin. “Simplesmente não existia nenhuma relação minha com Abin. Minha defesa atacava questões processuais, portanto, nenhuma utilidade que a Abin pudesse ter. A divulgação desse tipo de documento, às vésperas das eleições, apenas tem o objetivo de prejudicar a candidatura de Alexandre Ramagem à prefeitura do Rio de Janeiro”, disse o senador. Com informações do Estadão.

O presidente Lula disse, nesta segunda-feira, que o Brasil tem interesse em concluir o mais rápido possível o acordo comercial entre o Mercosul e a União Europeia, mas apontou que o avanço nas negociações depende mais da vontade política dos europeus em resolverem as “suas próprias contradições internas”. O pronunciamento aconteceu no encontro com o presidente da Itália, Sergio Mattarella, no Palácio do Planalto.

“Explicitei (a Mattarella) que o avanço das negociações depende de os europeus resolverem suas próprias contradições internas. Medidas como a taxa de carbono imposta de forma unilateral pela União Europeia podem afetar cinco dos dez produtos brasileiros mais exportados para o mercado italiano”, apontou Lula.

Mattarella, por sua vez, destacou os laços de união entre o Brasil e a Itália e apontou que é fundamental para o seu país aprovar rapidamente o acordo comercial entre os dois blocos. “Sobre o Mercosul e a União Europeia, nós consideramos que é indispensável chegar rapidamente a uma decisão”, disse o italiano.

Ele defendeu que o acordo tem um importante “significado histórico”, uma medida que aproxima os dois blocos. “Aproxima duas grandes realidades de colaboração e de paz, o Mercosul e a União Europeia, em benefício do mundo. O tecido de colaboração entre as integrações continentais é um elemento para garantir a paz do mundo”, concluiu. Com informações do Correio Braziliense.

Donald Trump escolheu J.D. Vance como vice de chapa na disputa pela Presidência dos EUA.

O anúncio, feito nesta segunda, na rede social Truth, em paralelo à convenção republicana, encerra um mistério que vinha sendo feito há meses. A demora é atribuída tanto a um cálculo político — estender o suspense ao máximo para impulsionar o impacto da notícia — quando a uma indecisão de Trump sobre seu companheiro de chapa.

“Após longas deliberações e reflexões, e considerando os talentos extraordinários de muitos outros, decidi que a pessoa mais adequada para assumir a posição de Vice-Presidente dos Estados Unidos é o Senador J.D. Vance, do grande estado de Ohio. J.D. serviu honrosamente ao nosso país no Corpo de Fuzileiros Navais, se formou na Universidade Estadual de Ohio em dois anos, com Summa Cum Laude, e é formado pela Faculdade de Direito de Yale”, disse Trump.

Vance, 39, é senador por Ohio. Originalmente um investidor de risco, ele ganhou projeção nacional em 2016 com o livro best-seller “Hillbilly Elegy” (“Era uma Vez um Sonho”, na tradução para o português), adaptado para o cinema em 2020. Na obra, Vance faz um retrato da classe trabalhadora branca americana ao contar sua própria origem pobre no Cinturão da Ferrugem. Com informações da Folha de São Paulo.

Por Iedo Ferraz*

O encontro dos ex-xepeiros no último fim de semana, em Triunfo, foi um grande sucesso. Pelo menos 300 ex-moradores da Casa dos Estudantes de Pernambuco (CEP) participaram. O propósito do encontro foi reunir as várias gerações – especialmente das décadas de 1970 a 1990 – que passaram por lá.

Estiveram presentes doutores de quase todos os lugares do Brasil e até do exterior. No início dos anos trinta, o Recife era o maior centro educacional formador de universitários do Nordeste. Naquela época, existiam os cursos de Direito, Medicina, Odontologia, Engenharia e outros de grande importância na formação acadêmica dos estudantes que sonhavam em conquistar um diploma de doutor.

O Recife era famoso pelos cursos oferecidos. Diante disso, vinha gente de toda parte do Brasil educar-se nesta importante cidade, mas, para os estudantes pobres do interior, estudar na capital pernambucana era apenas um sonho – tendo em vista que, naquele tempo, não existia alojamento ou Casa de estudantes para pessoas carentes.

Muitos universitários abandonaram, frustraram os estudos e voltaram ao pequeno interior devido à falta de recursos financeiros. Diante de todas as dificuldades encontradas, um grupo de estudantes do interior, movido pelo espírito humanitário, coletivo e voluntário, resolveu fundar a Casa do Estudante Pobre de Pernambuco em agosto de 1931 – que ainda existe até hoje na Rua Henrique Dias, no Derby, centro do Recife

Durante os 93 anos de história, esta segunda mãe deu total apoio para aqueles secundaristas e universitários que acreditaram e sonharam em ser alguém na vida por meio dos estudos. Esta instituição pública coletiva serviu, e ainda serve, como ponto de abrigo para os estudantes carentes das cidades interioranas, onde eles conseguiram, por meio de muita luta e sacrifício, vencer na vida.

Hoje, quase todos os ex-sócios se encontram bem-sucedidos financeiramente e profissionalmente. Aqueles que saíram daquele ambiente se encontram espalhados por diversos municípios sertanejos e outras regiões brasileiras.