Pré-candidato do PL apresenta propostas para Caruaru em reunião com Bolsonaro

O deputado federal Fernando Rodolfo, pré-candidato do PL à Prefeitura de Caruaru, se reuniu hoje com Jair Bolsonaro em Brasília. Durante o encontro, Fernando apresentou ao ex-presidente suas propostas para o município, abordando temas como saúde, educação, desenvolvimento econômico e urbano, além do resgate do protagonismo regional e nacional da cidade.

“Bolsonaro tem acompanhado o cenário político brasileiro, e vem acompanhando o debate em Caruaru. Ele fez uma observação sobre os gastos estratosféricos envolvendo alguns artistas que se apresentaram no São João desse ano, um verdadeiro absurdo”, afirmou Fernando Rodolfo.

“Isso incomodou ao presidente. Foi Bolsonaro quem colocou o forró como patrimônio nacional, e isso presume que deveríamos prestigiar os forrozeiros no São Joao. Ele disse que o Brasil precisa respeitar suas raízes “, concluiu o deputado.

O pré-candidato do União Brasil à Prefeitura de Surubim, Cleber Chaparral, anunciou em suas redes sociais que dará amanhã uma entrevista, às 11h44, na casa de eventos Light House. “Espero você amanhã para a transmissão de um comunicado importante para todos os Surubinenses”, escreveu. Será que vai anunciar que está fora do páreo ou revelar o seu candidato a vice?

A pré-candidata à prefeitura de Araripina, Camila Modesto (Podemos), esteve na tarde desta quarta-feira, ao lado prefeito Raimundo Pimentel e da deputada estadual Socorro Pimentel, no Palácio do Campo das Princesas para um encontro com a governadora de Pernambuco, Raquel Lyra.

Durante a reunião, Pimentel agradeceu à governadora pela solidariedade demonstrada após a intervenção da executiva nacional do PDT no processo eleitoral de Araripina, que impediu a pré-candidatura de Ana Paula Ramos. Em publicação nas redes sociais, o prefeito destacou o apoio de Raquel.

“É com a força e a garra das mulheres que seguiremos nossa caminhada. Seguiremos em frente juntamente com Camila, Ana Paula, Dra. Socorro e todas as mulheres da nossa cidade”, declarou Pimentel.

Além do apoio político, a pauta do encontro incluiu pedidos de infraestrutura e serviços essenciais. O prefeito solicitou à governadora o recapeamento das rodovias estaduais que ligam Araripina aos distritos de Rancharia, Gergelim e Nascente, e a rodovia que conecta o município ao Ceará, além da rodovia que liga Araripina ao município de Salitre-CE. Outra demanda apresentada foi a normalização do abastecimento de água em Araripina, um problema recorrente que afeta a qualidade de vida dos moradores.

Por Blog da Folha

A missa de sétimo dia em memória de Magdalena Arraes, viúva do ex-governador Miguel Arraes e bisavó do atual prefeito do Recife, João Campos, será realizada amanhã, às 19h.

A cerimônia ocorrerá na Igreja de São José dos Manguinhos, localizada na avenida Rui Barbosa, no bairro das Graças, Zona Norte da capital pernambucana.

Familiares, amigos e diversas lideranças políticas de Pernambuco se reunirão para prestar suas últimas homenagens, destacando a importância de Magdalena na história e na política do estado.

A missa será um momento para honrar e celebrar a vida de Magdalena Arraes, reconhecendo o significativo legado que ela deixa para a família e para a comunidade pernambucana.

O deputado federal Túlio Gadêlha (Rede-PE) acionou a Procuradoria-Geral da República contra o também parlamentar Mario Frias (PL-SP) por conta do repasse de verbas do mandato para o diretor de um filme sobre Jair Bolsonaro, de quem Frias é aliado de primeira hora. O deputado paulista transferiu quase R$ 20 mil da cota parlamentar para a empresa Dori Produções, responsável pela produção de um documentário sobre a vida do ex-presidente.

“Um deputado federal usar a cota parlamentar para bancar um filme sobre Bolsonaro parece piada, mas não é”, escreveu Gadêlha no Instagram. “Denunciamos o caso à PGR e cobramos a responsabilização do parlamentar por improbidade administrativa”, prosseguiu o pernambucano.

Em seguida, Gadêlha lembrou a condenação de Bolsonaro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que tornou o ex-presidente inelegível por oito anos por conta de ataques ao sistema eleitoral durante reunião com embaixadores e por abuso de poder em atos pelo Sete de Setembro de 2022, às vésperas do pleito daquele ano. “A cota parlamentar deve ser usada em atividades inerentes ao mandato e não em documentário para promover a imagem de aliado considerado inelegível pelo TSE”, pontuou o filiado à Rede.

Em nota divulgada nesta quarta, Mario Frias negou qualquer irregularidade no uso das cotas parlamentares. Ele afirmou que nenhum “tipo de recurso público” teria sido “utilizado na produção, gravação e divulgação” do documentário sobre Bolsonaro.

As notas fiscais das transferências, no valor total de R$ 19.932, indicam que os repasses seriam destinados a impressão de 36.100 folders e para a “produção e finalização de vídeos” que deveriam ser publicados nas redes sociais do deputado. Entre os dias 4 e 19 de abril, foram destinados para a produtora R$ 9.432,00 da verba recebida pelo deputado para custear despesas típicas do exercício do mandato. Novas transferências, nos valores de R$ 7,5 mil e R$ 3 mil, foram realizadas de 17 a 20 de junho.

Destinatário final das transferências, o dono da produtora, Doriel Franscisco, está encarregado de produzir o documentário “A Colisão dos Destinos”, que reúne histórias da vida de Bolsonaro contadas por familiares e políticos aliados. O primeiro trailer da produção foi divulgado neste sábado pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro em seu perfil na rede social X. No conteúdo, Mario Frias aparece como responsável pelo argumento do filme, isto é, pela estruturação da história a ser contada.

Do Jornal O Globo.

O Sextou desta semana traz uma mistura maravilhosa dos dois ritmos bem pernambucanos, frevo e forró, expressados na voz da forrozeira, carnavalesca e compositora Fabiana, a Pimentinha do Nordeste, que está comemorando 40 anos de carreira. Fabiana canta tudo, do frevo a autêntica ciranda de Lia de Itamaracá.

Em quatro décadas no palco, gravou 25 discos. Frevo menina, sua canção autoral mais conhecida, ganhou o mundo, batendo a casa dos 250 mil discos vendidos. Há pouco, regravou Anjo Querubim, de Petrúcio Amorim, numa versão que vem fazendo muito sucesso.

Fabiana ganhou o título de Pimentinha do Nordeste pela desenvoltura nos palcos e pelos figurinos como Maria Bonita, Carmem Miranda e Clara Nunes. A cantora também se destacou no teatro de Pernambuco, participando de espetáculos como Um Sábado em 30 e Saltimbancos.

O Sextou vai ao ar na próxima sexta-feira, das 18 às 19 horas, pela Rede Nordeste de Rádio, formada por mais de 40 emissoras em Pernambuco, Paraíba, Alagoas e Bahia, tendo como cabeça de rede a Rádio Folha 96,7 FM, no Recife. Se você deseja ouvir pela internet, clique no link do Frente a Frente em destaque acima ou baixe o aplicativo da Rede Nordeste de Rádio na play store.

O empresário Antônio Souza resolveu, enfim, assumir sua condição de pré-candidato a prefeito de Araripina, sua terra natal. Filiado à legenda Rede, antes de entrar na pré-campanha, como homem de fé e católico, pediu a benção do padre Antônio Vieira.

Trajetória

Antonio Souza nasceu em Varjota, no Sertão do Ceará, em uma família de agricultores. Ele criado em uma casa de taipa com dez irmãos. Aos três anos, Antonio sofreu um grave acidente que resultou em dificuldades para andar, agravadas por outro acidente aos dez anos, quando foi atingido na perna por um disparo de espingarda. Com a ajuda da comunidade local, ele conseguiu tratamento médico na capital cearense.

Determinado a mudar de vida, Antonio se mudou para Araripina em 1982, onde foi acolhido por seus tios. Ele trabalhou na roça e, posteriormente, buscou oportunidades no Recife. Antonio aprendeu a datilografar, fez cursos de eletrônica e começou a instalar antenas de televisão, além de tentar outros empreendimentos, como a fabricação de bolos e picolés. Atualmente, Antonio é um empresário bem-sucedido e lidera o Grupo Ferreira Souza, a CAB Motors e a Videomedi.

Confira o vídeo!

Na manhã desta terça-feira, a Assembleia Legislativa de Pernambuco realizou uma reunião extraordinária conjunta das comissões de Constituição, Legislação e Justiça; Administração Pública; Finanças, Orçamento e Tributação; e Meio Ambiente, Sustentabilidade e Proteção Animal. O encontro teve como objetivo discutir cinco projetos de lei enviados pela governadora Raquel Lyra (PSDB) no mês passado, que não foram votados antes do recesso.

Apesar do convite ter sido feito aos secretários de Planejamento, Fabrício Marques, Fazenda, Wilson de Paula, e Administração, Ana Maraíza, apenas os dois primeiros compareceram. A reunião começou com os representantes do Poder Executivo respondendo a dúvidas sobre as matérias mais controversas.

O Projeto de Lei 2089/2024 prevê uma operação de crédito de R$ 652 milhões junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), destinando R$ 252 milhões ao Programa Sertão Vivo e R$ 400 milhões à infraestrutura. Deputados questionaram a especificidade do uso dos recursos, ao que Fabrício Marques respondeu que o Estado possui uma carteira de obras com estudos concluídos, necessitando apenas do investimento para iniciar as licitações.

Já o PL 2090/2024 autoriza o Estado a contrair um empréstimo de US$ 275 milhões junto ao Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD), com aval do Governo Federal, para refinanciar dívidas públicas. Para isso, Pernambuco, atualmente na categoria “C” do Capag, precisa ingressar no Plano de Promoção do Equilíbrio Fiscal (PEF) e atender a diversas condições para pagar passivos anteriores.

Esses projetos geraram preocupação entre os servidores, pois o PEF exige a adoção de medidas que podem afetar direitos garantidos. Para participar do programa, é necessário aderir a três dos oito itens da legislação federal. O secretário de Planejamento garantiu que não haverá prejuízos para servidores ou contribuintes, afirmando que Pernambuco já cumpre dois itens relacionados à previdência complementar e unificação das contas, e pretende aderir aos leilões de passivos financeiros.

Entretanto, essas questões não estão especificadas no texto enviado à Alepe, o que preocupa representantes sindicais, temendo futuras reformas administrativa ou previdenciária e possíveis concessões/privatizações de empresas públicas, como Compesa e Copergás. Eles demandam que o governo assegure por escrito que tais medidas não ocorrerão, mas Fabrício Marques explicou que será necessário consultar o Governo Federal sobre possíveis alterações no texto do PEF.

O secretário apontou preocupação com o prazo de adesão ao PEF, porque a avaliação do novo Capag pode sair antes de outubro, fazendo com que o Estado suba para a categoria B, ficando inapto para o programa.

A reunião, que durou pouco mais de uma hora, permitiu cobranças e explicações, sem encaminhamentos novos. Os projetos seguirão o período regimental para emendas, que termina no dia 26 deste mês. Após isso, as comissões se reunirão para decidir a data de votação das matérias.

Com informações do Blog Cenário.

O Festival Valdir Teles Vive retorna em sua terceira edição anual, homenageando o poeta-repentista falecido em 2020. O evento ocorre no dia 20 de julho, às 20h, no Beco das Artes Dona Tofinha, em Tuparetama.

Este ano, o festival terá a apresentação de cinco duplas de cantadores: Raulino Silva e Felipe Pereira; Zé Cardoso e Biu Dionísio; Jairo Silva e Jeferson Silva; Afonso Pequeno e Diomedes Mariano e Ismael Pereira e André Santos. Mariana Teles, poetisa e filha do homenageado da edição também se apresentará.

Organizado pelos filhos de Valdir, Glaubênio e Mariana, o festival conta com o apoio do Governo de Tuparetama e da Secretaria Municipal de Cultura.

Na manhã de ontem, a prefeita Ana Célia anunciou nas redes sociais o avanço do Minha Casa Minha Vida em Surubim. Serão construídas 144 unidades na Vila da Chã do Marinheiro, resultado de incentivos dos deputados estaduais Rodrigo Farias e Doriel Barros, e dos federais Pedro Campos e Carlos Veras. O superintendente da Sudene, Danilo Cabral, também articulou a implementação do programa no município.

“A portaria publicada autoriza a contratação da empresa para executar a obra. Fomos atrás em Brasília e, com trabalho, o sonho se tornou realidade” afirmou Ana Célia.