Força Integrada deflagra operação contra tráfico de drogas e lavagem de dinheiro

A Força Integrada de Combate ao Crime Organizado de Pernambuco (FICCO/PE) deflagrou a Operação Manguezais, destinada a reprimir a atuação de uma Organização Criminosa que atuava no tráfico de drogas, lavagem de dinheiro e crimes conexos.

A investigação foi iniciada no final de 2022, tendo como foco um grupo chefiado por um presidiário, que já respondia a outros processos criminais e que estava dominando o tráfico de drogas na região de Rio Formoso, Tamandaré e outras cidades do litoral sul de Pernambuco.

Com o desenrolar das investigações, chegou-se ao conhecimento das ramificações da Organização, que possuía tentáculos nos Estados do Rio Grande do Norte, Paraíba, Ceará, Minas Gerais e Mato Grosso. Além disto, havia uma setorização das atividades criminosas, com alas dos grupos atuando diretamente no tráfico, lavagem de dinheiro e na intimidação e guerra pelo domínio de áreas onde estabeleceram pontos de vendas e drogas.

Parte dos membros da Organização Criminosa encontra-se cumprindo pena em presídios de Pernambuco, Ceará e Paraíba, alguns deles presos ainda durante a fase de investigações. Após a finalização das investigações, que demonstraram a participação dos alvos da operação nos crimes de Tráfico de Drogas (5 a 15 anos) e Lavagem de Dinheiro (3 a 10 anos), foram expedidos pela Vara Criminal da Comarca de Rio Formoso mandados de busca e apreensão e de prisão preventiva que resultaram na execução de 13 buscas domiciliares (sendo 05 em outros Estados) e prisão de 29 envolvidos, todos já encaminhados aos sistemas prisionais.

Foram apreendidos durante as diligências 04 veículos, incluindo uma BMW/X1 S20I M SPORT 2023, 10 aparelhos celulares, um revólver calibre .38, uma réplica de fuzil e R$ 112.000,00 (cento e doze mil reais) em espécie, com a realização de uma prisão em flagrante.

Como peculiaridades da operação, durante os levantamentos foi possível detectar duas situações de interesse, caracterizadas pelo projeto de um dos líderes de investir financeiramente na campanha política de seu próprio pai para prefeito de um município da Mata Sul do Estado. Foi descoberto também um plano arquitetado no interior de um presídio de Pernambuco para promover distúrbios no Estado, principalmente na região metropolitana do Recife, visando derrubar a cúpula da Segurança Pública de Pernambuco em meados do ano passado, como represália às ações que a SDS/PE vinha efetuando e que contrariavam os interesses de parte da Organização Criminosa.

Todas as ações tiveram início no dia 30/01 e foram concluídas na última sexta-feira 18/02 devido à complexidade, capilaridade e tamanho de atuação da organização criminosa e ainda prossegue visando a capturas de outros envolvidos.

Por Juliana Albuquerque – repórter do Blog

A seleção interna para gestores e adjuntos de escolas da rede estadual de ensino, cujo edital foi aberto em outubro passado, tem gerado muitas críticas dos profissionais de educação que se inscreveram para participar do processo seletivo.

Em mais uma tentativa atrapalhada de imprimir sua marca às seleções conduzidas por sua gestão, o processo, além de divergir de edições anteriores, quando a eleição era feita de forma direta, tem sido marcado por uma série de erros que terminaram por prejudicar os candidatos.

Para se ter ideia, do dia em que o processo seletivo foi aberto, até a divulgação do resultado, foram dez erratas publicadas. Porém, mesmo diante do número de erratas, nada adiantou, já que o resultado não mudou, o que deixou muitos gestores que antes da seleção ocupavam o cargo eliminados da seleção.

O motivo para o indeferimento, porém, nada teve a ver com a capacidade técnica do gestor, mas por um problema presente no próprio sistema de inscrição, que impossibilitou que documentos como carteira de identidade, por exemplo, fossem devidamente enviados pelo sistema.

Outra coisa que chama atenção no processo seletivo é o número de vagas aquém do que a rede estadual de ensino precisa de gestor e de adjunto. Afinal, a rede conta com 1.058 escolas, portanto, ao invés de 897, número disponível no edital, seria necessária a abertura de vagas na mesma proporção de escolas.

Ontem, o assunto chegou ao plenário da Assembleia Legislativa, mais precisamente ao deputado Waldemar Borges, membro da Comissão de Educação da Casa, que revelou estar recebendo inúmeras críticas sobre a seleção. “As pessoas têm se queixado dos atropelos que essa seleção tem provocado. Muita gente sendo desclassificada sem razão, erros no sistema, enfim, há um caos instalado nessa seleção que a gente precisa se debruçar sobre ele”, afirmou o deputado.

O parlamentar afirmou, ainda, que pretende fazer indicação no sentido de o Governo do Estado constituir uma comissão, com representantes da Alepe e do Ministério Público, para que cada caso seja estudado minuciosamente. “Essas desclassificações podem ser mais um fruto desse bate cabeça gerencial que a gente tem visto se disseminar no estado de Pernambuco e que está presente também nesse certame”, declarou.

Por mais de uma vez, a governadora Raquel Lyra (PSDB) se declarou vítima de violência na política. Atribuindo a terceiros, ações que a agrediam pelo fato de ser mulher. Ou seja, forças que mesmo na sua posição de chefe do Executivo Estadual, ela não teria condições de nominar, enfrentar ou tomar providências para que não mais acontecessem.

Pois bem. Nada melhor do que seu próprio governo, sua própria equipe para que a governadora privilegiasse o protagonismo feminino. Mas aí vem a grande distância entre o cômodo discurso vitimista e a prática.

Ontem, a governadora anunciou quatro novos secretários em sua equipe. Todos homens. Pior, dois deles substituindo mulheres. A governadora demitiu Ellen Viegas e colocou Cícero Morais no Desenvolvimento Agrário e exonerou Ana Carolina Cabral para dar a vaga a Carlos Braga, na pasta da Assistência Social.

Raquel iniciou seu governo com 14 homens e 13 mulheres em seu secretariado. Agora, já são 18 homens e apenas 10 mulheres na sua equipe. Será que a governadora está sendo coagida a acabar com a paridade de gênero no seu próprio time?

O deputado Waldemar Borges se solidarizou, ontem, com os profissionais que atuam na assistência técnica e extensão rural em Pernambuco, que foram desligados compulsoriamente pelo Governo do Estado, por meio de uma portaria da Diretoria Executiva da Pernambuco Participações S.A – PERPART.  “Isso fragiliza tremendamente o apoio que precisa ser dado à agricultura familiar no nosso estado”, disse. O parlamentar leu a Nota de Repúdio produzida pela Associação dos Empregados da Perpart, pelos Empregados do Instituto Agronômico de Pernambuco – IPA e pelos Ex-Servidores da Emater-PE – ASSER-PE, além do Sindicato dos Trabalhadores Públicos da Agricultura e Meio Ambiente do Estado de Pernambuco (SINTAPE).

A Nota, assinada por mais de 300 entidades, diz, entre outras coisas, que um dos problemas mais graves enfrentados pela Assistência Técnica e Extensão Rural é a perda de conhecimentos, pois tem como consequências a perda do capital intelectual, já que muitas informações, conhecimentos especializados e processos de trabalho, estão sendo desvalorizados com o desligamento dos profissionais. Também ressalta que essa atitude vem causando uma perda enorme para a Agropecuária Pernambucana e em especial, para a Agricultura Familiar, uma vez que são os profissionais da Extensão Rural que contribuem com assistência técnica às/aos agricultoras/es na produção dos alimentos que chegam à mesa da população.

“Quero deixar registrado meu apoio a esses profissionais e o meu repúdio a essa decisão, inclusive pela forma como foi feita. Aliás, tem se tornado uma característica deste governo tomar decisões que interferem diretamente na vida das pessoas sem qualquer conversa, sem diálogo. Esse comportamento não só tem afetado a vida de muita gente, como também tem causado graves dificuldades ao funcionamento da máquina pública, uma vez que tem paralisado muitos setores do nosso estado”, criticou Waldemar Borges.

O deputado Waldemar Borges também falou sobre as inúmeras críticas que tem recebido sobre seleção simplificada para gestores das escolas estaduais. “As pessoas têm se queixado dos atropelos que essa seleção tem provocado. Muita gente sendo desclassificada sem razão, erros no sistema, enfim, há um caos instalado nessa seleção que a gente precisa se debruçar sobre ele.  Vou fazer indicação no sentido de o Governo do Estado constituir uma comissão, na qual participem não só representantes deste Poder, mas também do próprio Ministério Público, para que cada caso seja estudado minuciosamente. Essas desclassificações podem ser mais um fruto desse bate cabeça gerencial que a gente tem visto se disseminar no estado de Pernambuco e que está presente também nesse certame”, declarou.

O líder do PSB na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), deputado Sileno Guedes, classificou como uma “artimanha matemática” o tratamento dado pelo Governo do Estado aos números da segurança pública durante o Carnaval. Segundo o socialista, em mais uma tentativa de trazer um balanço positivo sob a gestão Raquel Lyra, a SDS modificou a base do marco inicial, que pela primeira vez na série histórica, deixou de usar como referência o Sábado de Zé Pereira como início da contagem.

Para Sileno, informações divulgadas pela Secretaria de Defesa Social (SDS) indicam que, entre a quinta-feira pré-carnavalesca e a última terça-feira (13), foram registrados 68 homicídios no Estado, uma redução de 17% no comparativo com o mesmo período do ano passado. Porém, se o Sábado de Zé Pereira tivesse sido usado como marco inicial do balanço – uma praxe da série histórica desde 2004 –, o Governo teria que anunciar uma diminuição 50% menor que a alardeada, o que fragilizaria a narrativa oficial.

“O Governo do Estado mudou a forma de fazer a estatística durante o Carnaval, uma artimanha matemática. É terrível se ater somente a essa contagem se teve mais ou menos homicídios, sobretudo quando, em algumas situações, vimos casos muito tristes acontecerem com imensa repercussão bem perto dos nossos polos de folia”, avaliou o deputado, que abordou o assunto durante debate do qual também participaram parlamentares como Gleide Ângelo (PSB), Abimael Santos (PL) e Joel da Harpa (PL).

Sileno também criticou a morosidade do Governo Raquel Lyra em pautas como o lançamento de concursos para as polícias, o chamamento de aprovados em certames anteriores e a licitação para substituir 358 câmeras de segurança desligadas pela atual gestão em novembro. 

“Nos preocupa ver que a governadora acabou com o Pacto pela Vida, política pública reconhecida em levantamento divulgado hoje pelo Tribunal de Contas, e veio a esta tribuna falar, com muito orgulho, que teve a primeira reunião do Juntos pela Segurança somente após 13 meses de governo”, completou o parlamentar.

Consultas de diversas especialidades estão sendo ofertadas no Sertão do Araripe, no Hospital Regional Fernando Bezerra (HRFB), em Ouricuri. O novo Ambulatório Médico Especializado (AME) do HRFB já atende pacientes da IX Gerência Regional de Saúde. O serviço é direcionado à população dos municípios de Araripina, Bodocó, Exu, Granito, Ipubi, Moreilândia, Ouricuri, Parnamirim, Santa Cruz, Santa Filomena e Trindade.

O novo espaço de saúde, com cinco consultórios totalmente equipados, oferece consultas nas áreas de cirurgia geral, traumato-ortopedia, cardiologia, endocrinologia, psiquiatria, urologia, nefrologia, oftalmologia, neurologia, neurocirurgia, neuropediatria, proctologia, leishmaniose e cirurgia buco-maxilo facial. O acesso aos serviços do AME se dá a partir da regulação de cada município, por meio da Central de Marcação de Consultas e Exames (CMCE). 

Para a secretária estadual de Saúde, Zilda Cavalcanti, trata-se de mais um avanço na descentralização da saúde do Estado. “O novo ambulatório do Hospital Regional Fernando Bezerra cuida dos moradores das onze cidades que compõem a IX Gerência Regional de Saúde, beneficiando a população perto de sua casa”, sinalizou. O novo Ambulatório Médico Especializado (AME) fica localizado na Rua Antônio Lino Ferreira Lins, n°120, na cidade de Ouricuri. O funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h.

Uma grande conquista para as crianças e adolescentes do Ipojuca que estão dentro do transtorno do espectro autista (TEA). Hoje, a prefeita Célia Sales, acompanhada do deputado estadual Romero Sales Filho, realizou a entrega das primeiras carteiras de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista (Ciptea) do município. O documento, que substitui o laudo físico, garante prioridade a serviços públicos e privados, como isenção de tarifas em transporte público, facilidade no processo de inclusão escolar e no mercado de trabalho, além de permitir maior visibilidade e conscientização sobre o autismo. 

No ato de entrega das primeiras identificações a prefeita falou sobre a importância do benefício. “Essa ação representa um passo importante na reestruturação do nosso plano de atenção à saúde da pessoa com transtorno do espectro autista, visando uma reconstrução da rede de apoio a esses usuários. Sempre priorizamos a saúde em nossa gestão, para que possamos cada vez mais acolher, encaminhar e tratar nossos ipojucanos. E com vocês não seria diferente”, afirmou a gestora. 

Para a emissão da identificação, basta comparecer às terças e quintas na Secretaria de Saúde do Ipojuca, na Atenção Primária e levar os seguintes documentos e informações do usuário: laudo médico, RG, CPF, tipo sanguíneo, telefone e foto 3×4. Além de RG, CPF, endereço, telefone e foto 3×4 do responsável ou cuidador.

Por Juliana Albuquerque – repórter do Blog

Dados da Secretaria Estadual de Cultura, divulgados hoje, apontam crescimento no número de turistas em Pernambuco no período de Carnaval. No total, 2,3 milhões de turistas circularam pelo Estado durante a folia, incremento de 22% em relação ao ano de 2020 e 4% a mais que o ano passado. 

O impacto econômico divulgado pela Secult-PE teve movimentação financeira de R$ 3,05 bilhões, um aumento de 30% em relação a 2020 e 9% maior do que em 2023. 

A alta procura por hospedagem resultou em uma ocupação hoteleira média de 95,04%. Um índice de 94% dos turistas entrevistados afirmou que pretende voltar ao Carnaval pernambucano em outras ocasiões, com um percentual médio de avaliação ótimo/bom de 95,23% para os principais polos da folia.

“Mais uma vez o Carnaval de Pernambuco mostrou que é o melhor, o que tem mais tradição e mais cultura em todo o Brasil. Tivemos 94% de turistas respondendo à pesquisa feita pela Setur-PE afirmando que querem voltar a Pernambuco. Mais de 95% de ocupação hoteleira em todo o Estado. Artistas locais valorizados junto com a nossa cultura. Pernambuco é isso. Cultura, tradição e o melhor Carnaval do Brasil”, comemorou o secretário de Turismo, Daniel Coelho. 

Ainda de acordo com os dados divulgados pela Secretaria Estadual de Turismo, o crescimento no número de passageiros que circularam no Aeroporto dos Guararapes confirma a alta demanda no período carnavalesco, com alta de 22,29% no número de passageiros em comparação a 2023, com 381.776 pessoas circulando durante o carnaval. A alta foi registrada também no número de voos semanais, que aumentou em 19%.

O incremento em relação ao ano passado também foi registrado no Terminal Integrado de Passageiros (TIP), com 72.336 passageiros circulando durante o período, um crescimento de 26% em relação. As cidades de Olinda, Triunfo e Pesqueira foram as que apresentaram o maior grau de satisfação entre os turistas, segundo pesquisa realizada pela Setur-PE e Empetur.

Por Juliana Albuquerque – repórter do Blog

Conforme prometido pelo presidente da Assembléia Legislativa de Pernambuco (Alepe), deputado Álvaro Porto (PSDB), para evitar que a Polícia Civil de Pernambuco deflagrasse uma greve em pleno Carnaval, ocorreu, hoje, a primeira mesa de negociação entre a Casa, Policiais Civis e Governo de Pernambuco. 

Na ocasião, já ficou definida a criação de uma Comissão de Segurança Pública formada pelos deputados Joel da Harpa, Gleide Ângelo, Mario Ricardo, Renato Antunes e Eriberto Filho. Os parlamentares serão recebidos amanhã, no Palácio do Campos das Princesas, por representantes do Executivo para apresentar e defender a pauta de reivindicações dos policiais.

A pauta de reivindicação do Sinpol-PE, segundo o presidente da entidade, Áureo Cisneiros, contempla além do reajuste salarial de toda a categoria, a criação de uma mesa de negociação específica para que seja apresentado pelo Governo o plano de restruturação da Polícia Civil, que sofre com déficit de profissionais, estrutura precária das delegacias, entre outras problemáticas. 

De acordo com Álvaro Porto, a expectativa é que, a partir do encontro desta terça, o Governo defina uma data para receber os dirigentes do Sinpol e, assim, instale uma mesa de negociação com a categoria e apresente suas propostas.

“No que depender da Casa, vamos lutar por isso (pela negociação e o entendimento). Esta não é só uma luta dos policiais, é de todos os pernambucanos. A partir do momento em que se melhora a segurança, melhora a vida de todo mundo, não só dos policiais. Mas é importante ter estrutura física e também (ser considerada) a questão dos salários”, disse Porto.

Para o presidente do Sinpol-PE, Áureo Cisneiros, o Governo Raquel Lyra se comprometeu a realizar uma reunião com o Sinpol ainda na próxima semana e finalizar todo o processo de negociação até o mês de maio. “É preciso que o governo dialogue e as negociações se iniciem o quanto antes para que se encerrem ainda em maio”, afirmou o sindicalista.

Por Paulo Abou Hana

Ser filho de um homem tão famoso é uma jornada repleta de desafios e honras.

Hoje, 19/02, se vivo fosse, papai completaria idade nova. Engrandeceu a comunicação em Pernambuco talvez sendo o único ou um dos poucos comunicadores que passou por jornais, rádios e televisões, além da assessoria na imprensa política, como secretário dos prefeitos Eufrásio Barbosa (Olinda) e Augusto Lucena (Recife).

Tão perfeccionista e dedicado que era difícil trabalhar com ele. Mas quem trabalhou, aprendeu muito e tem muito a contar.

Suas pegadas são grandes demais para preencher, mas sua luz continua a guiar o meu caminho. Para sempre em meu coração. Hoje, celebramos não apenas sua vida, mas também o legado que ele deixou para nós. O eterno “Secretário da Cidade”.

Fim da bela homenagem.