Sebrae - Estamos ai

Criado em 2012, fundo nacional para desastres não funciona até hoje

Por Wanderley Preite Sobrinho*

O Fundo Nacional para Calamidades Públicas, Proteção e Defesa Civil, o Funcap, existe, mas nunca foi usado — embora bastasse um decreto presidencial ou legislativo para isso. O fundo foi criado por lei em 2012 e aperfeiçoado em outra legislação de 2014. O objetivo é garantir dinheiro e facilitar as transferências de recursos da União para prevenir, socorrer e reconstruir cidades e estados após tragédias, como a que atingiu o Rio Grande do Sul neste mês.

Antes, em 1969, o Funcap já havia sido criado por decreto — mas nunca entrou em vigor. Em 2010, uma lei para tratar do repasse de dinheiro público para desastres revogou o fundo.

Ainda falta uma lei específica para tornar o Funcap viável. “A regulamentação foi acontecendo de maneira parcial, por diferentes alterações legislativas, mas ainda é preciso mais para que o fundo efetivamente funcione”, diz a advogada Fernanda Damacena, pesquisadora e especialista em direito em desastres.

A forma como o Funcap repassará a verba a estados, Distrito Federal e municípios precisa ser detalhada em uma nova lei. Também será preciso regulamentar a criação de um Conselho Diretor, que vai acompanhar, fiscalizar e aprovar a prestação de contas do fundo. “A forma de indicação dos membros do conselho também precisa de regulamentação”, diz a especialista.

O governo ainda estuda a regulamentação. A Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil “permanece em tratativas junto a outros ministérios que possuem fundos em suas estruturas (…) no intuito de estudar a melhor forma de regulamentação do Funcap”, disse o Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional, em nota ao UOL.

O dinheiro do Funcap sairia principalmente das seguintes fontes: orçamento da União, doações de pessoas e empresas e multas por crimes ambientais. Com o fundo regulamentado, estados e municípios criariam também seus próprios fundos para receber o dinheiro do Funcap.

O Funcap pode acelerar a reconstrução de cidades após tragédias ambientais. O UOL mostrou que a União leva 39 dias para enviar dinheiro para ajuda emergencial, 102 dias para o envio de verba para restabelecer os serviços e 173 dias para emitir a ordem bancária para reconstruir a cidade.

O fundo também garantiria mais dinheiro para socorro. A verba enviada pela União para resposta imediata aos desastres tem sido insuficiente para metade das Defesas Civis municipais, independentemente do governo de turno.

Presidente pode regulamentar

A regulamentação pode partir do presidente ou do Congresso. “O caminho mais rápido é um decreto presidencial”, diz Damacena. “O problema é que decretos podem ser revogados por outro presidente.”

O Congresso também pode sugerir um decreto legislativo. Se aprovado em plenário, o texto não precisaria de sanção presidencial. Mas a forma mais segura — e demorada — é a aprovação de um projeto de lei, com necessidade de votação na Câmara e Senado e sanção do presidente.

O Funcap poderia centralizar as doações e evitar fraudes. A medida daria transparência a esses recursos, já que há suspeita de golpe por meio de doações para diferentes chaves Pix na tragédia do Rio Grande do Sul.

Leis não saem do papel

Depois das enchentes no RS, a Câmara votará nove projetos de prevenção a desastres na semana que vem. A maioria deles aguarda votação desde a década passada. “Somos ótimos em criar leis depois de desastres, mas não fiscalizamos o que fizeram com elas e, sem regulamentação, a lei não tem eficácia”, diz Damacena, que mora no RS.

O Parlamento historicamente destina pouca verba a desastres. As emendas parlamentares para prevenir e recuperar desastres em 2024 não passou de R$ 59,2 milhões até o início de maio, 0,13% dos R$ 44,7 bilhões em emendas reservadas a senadores e deputados, revelou o jornal Valor Econômico. “Mas depois da tragédia, eles direcionaram R$ 600 milhões para o Rio Grande do Sul. Por que não enviaram antes para prevenção?”, questiona a especialista.

De fato, o poder público gasta quase o triplo com impactos de desastres do que em prevenção. Como mostrou o UOL, a União repassou R$ 11,1 bilhões nos últimos dez anos para gerir as crises causadas por desastres naturais. Esse valor é quase o triplo dos R$ 4 bilhões que foram desembolsados no mesmo período para prevenir essas mesmas tragédias, informa levantamento do TCU (Tribunal de Contas da União).

*Jornalista do UOL

EXCLUSIVO

O presidente do Irã, Ebrahim Raisi, morreu neste domingo (19). O helicóptero que transportava Raisi caiu enquanto atravessava um terreno montanhoso, sob forte neblina.

Segundo informações iniciais repassadas pela imprensa local, equipes de resgate tentavam chegar ao local onde a aeronave caiu, mas enfrenta dificuldade devido as péssimas condições climáticas na área, com muita chuva e fortes ventos.

As chuvas devem diminuir e o sol deve reaparecer no Rio Grande do Sul nos próximos dias, após um longo período chuvoso que causou a maior tragédia climática da história do estado. De acordo com a Climatempo, neste domingo (19), quase todo o Rio Grande do Sul terá sol entre muitas nuvens. Na segunda-feira (20), não há previsão de chuva para todo o estado em grande parte do tempo.

As nuvens de chuva se afastaram de quase todo o Rio Grande do Sul, e o sol reapareceu no fim de semana em praticamente todas as áreas do estado, embora o tempo permaneça nublado. As informações são da CNN.

A volta gradual do calor é um alívio para os gaúchos que enfrentaram uma queda de temperatura com o avanço de uma nova massa de ar frio de origem polar na semana passada.

Alertas para a semana

Há possibilidade de chuva moderada a forte no litoral gaúcho neste domingo. A Grande Porto Alegre terá um domingo com predominância de céu nublado e chuviscos. Na região serrana, o céu estará nublado com possibilidade de chuva a qualquer hora.

Apesar da massa de ar frio começar a se afastar, a temperatura segue amena em todo o estado, com sensação de frio durante grande parte do dia. Novas áreas de instabilidade voltarão a se formar sobre o Rio Grande do Sul na terça-feira (21). Ao longo do dia, nuvens de chuva se espalharão pelo estado, com risco de chuva forte.

Na quarta-feira (22), a combinação da queda acentuada da pressão do ar com a circulação de ventos em vários níveis da atmosfera vai gerar um ciclone extratropical e uma nova frente fria, intensificando a chuva no estado.

Mortos causados pelas enchentes

Um total de 155 pessoas morreram em decorrência das fortes chuvas que atingem o Rio Grande do Sul desde o começo do mês. De acordo com o último balanço da Defesa Civil do estado, divulgado na manhã deste domingo (19), 89 pessoas ainda estão desaparecidas.

Os afetados pelas enchentes chegaram a 2.304.422 em todo o estado. Conforme o boletim, 463 municípios foram afetados, 540.626 pessoas ficaram desalojadas e outras 77.202 estão em abrigos.

Além das vítimas fatais, 806 pessoas ficaram feridas em meio às enchentes, e mais de 82 mil já foram resgatadas.

O Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) foi destaque na noite de premiação do 1º Prêmio de Inovação Eleitoral do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), realizada nesta quinta-feira (17), em Brasília. Recebeu quatro prêmios: dois primeiros lugares e dois segundos, sendo, ao lado do TSE, o Tribunal que mais venceu categorias na premiação. O projeto Sistema de Combate à Desinformação (SCDE) ficou em primeiro lugar nas categorias de Comunicação e Combate à Desinformação e de Soluções de TI, Gestão e Proteção de Dados; e em segundo lugar na categoria Transparência e Fortalecimento da Imagem da Justiça Eleitoral.

O Tribunal também levou o segundo lugar na categoria Soluções de TI, Gestão e Proteção de Dados com o projeto Auditoria de funcionamento das urnas eletrônicas nas eleições com uso de inteligência artificial e robótica.

Os projetos vencedores

Os dois projetos do TRE-PE foram desenvolvidos pela Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação (STIC), em parceria com o Centro de Informática (Cin) da UFPE, e um deles conta também com a parceria da Assessoria de Comunicação (Ascom) no desenvolvimento e gestão da ferramenta.

O Sistema de combate à desinformação é um robô de monitoramento de postagens, avaliação de conteúdos e respostas automatizadas na rede social X (antigo Twitter) utilizado durante as eleições de 2022. A ferramenta disponibiliza respostas adequadas para cada desinformação encontrada, de acordo com os critérios de busca definidos por palavras-chave, proporcionando maior eficácia no combate à disseminação de informações falsas.

O outro projeto, Auditoria de funcionamento das urnas eletrônicas nas eleições com uso de IA e robótica, é uma ferramenta desenvolvida para a automação do Teste de Integridade do sistema eletrônico brasileiro de votação, com o uso de um computador, uma câmera e um braço robótico. O equipamento é capaz de substituir até seis pessoas com maior assertividade, pois não há o risco de fadiga das pessoas digitando durante todo o dia. Foram utilizados conhecimentos de inteligência artificial, visão computacional e robótica.

Premiação no TSE

O TRE-PE esteve presente na premiação através do diretor-geral do tribunal, Orson Lemos; do secretário da STIC, George Maciel; da chefe de seção de design e inteligência artificial, Mônica Farah; do coordenador de sistemas, Mlexener Romeiro, e do servidor Paulo da Fonte.

Os vencedores do I Prêmio de Inovação Eleitoral foram anunciados nesta quinta-feira (16), em cerimônia no TSE. O projeto “Promoção de Políticas de Gênero no Âmbito do Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI) – Contratação de Mulheres Vítimas de Violência Doméstica ou Familiar”, foi a iniciativa mais votada dentre os 30 finalistas, com 372 votos, e recebeu o “Prêmio Especial Inspiração”. 

De acordo com o projeto, 20% das vagas dos contratos de prestação de serviços firmados pelo Tribunal são destinadas a mulheres vítimas de violência. A seleção é feita pelas empresas prestadoras em parceria com o Tribunal de Justiça do Estado de Pernambuco, conforme o perfil de cada vaga.

Também foram premiadas ações do TSE e dos TREs da Bahia, de Minas Gerais, de Pernambuco, de São Paulo, do Rio Grande do Sul e de Roraima, em dez categorias. TSE e Pernambuco ficaram com 4 prêmios cada e São Paulo com 5, dentre todos os regionais, contando com o TSE. O anúncio dos vencedores de cada categoria foi feito pela ministra Edilene Lôbo.

O helicóptero em que viajava o presidente iraniano Ebrahim Raisi sofreu um acidente aéreo neste domingo (19), informou a TV estatal iraniana. Até a última atualização desta reportagem, as equipes de resgate tentavam chegar ao local, mas encontravam dificuldades devido a más condições climáticas, como chuva forte e vento.

A agência de notícias da República Islâmica (IRNA) reportou que o helicóptero caiu ao tentar aterrissar na região de Varzaqa. Também estavam na comitiva o ministro das Relações Exteriores do Irã, Hossein Amirabdollahian, o governador da província iraniana do Azerbaijão Oriental e outras autoridades.

“O estimado presidente e a empresa estavam voltando a bordo de alguns helicópteros e um dos helicópteros foi forçado a fazer um pouso forçado devido ao mau tempo e à neblina”, confirmou o ministro do Interior, Ahmad Vahidi, à TV estatal. “As equipes estão a caminho da região, mas devido ao mau tempo e à neblina pode levar algum tempo para chegarem ao helicóptero.”

A agência de notícias FARS pede que iranianos orem pelo presidente do país. A agência divulgou imagens das buscas pelo helicóptero.

Raisi estava viajando pela província iraniana do Azerbaijão Oriental. A TV estatal descreveu a área do incidente como sendo perto de Jolfa, uma cidade na fronteira com o Azerbaijão, cerca de 600 quilômetros a noroeste da capital iraniana, Teerã.

O presidente esteve no Azerbaijão na manhã de domingo para inaugurar uma barragem com o presidente do país vizinho, Ilham Aliyev. A barragem é a terceira que as duas nações construíram no rio Aras.

Nem a IRNA nem a TV estatal divulgaram qualquer informação sobre o estado de Raisi e dos outros passageiros.

O deputado federal Fernando Rodolfo e a presidente do PL em Olinda, Izabel Urquiza, serão destaque das inserções partidárias desta semana. Pré-candidatos às prefeituras de Caruaru e Olinda, respectivamente, ambos reforçam a necessidade de dialogar com a sociedade para construir um novo caminho para os municípios.

“Nosso partido vem debatendo com a sociedade um plano de ação, com objetivos e metas para o desenvolvimento social, econômico e urbano da nossa cidade. Queremos uma Olinda linda para todos”, declara Izabel.

“Com fé em Deus e o apoio de Bolsonaro, estamos fazendo um amplo debate com toda a sociedade. Caruaru tem pressa e é hora de encontrar um novo caminho”, complementa Fernando Rodolfo.

Por Sebastião Oliveira*

O Blog do Magno chega à maioridade. O pioneirismo e o espírito inovador marcaram o seu nascimento. E lá se vão 18 anos. A credibilidade conquistada a cada dia lhe transformou numa das principais fontes de informação de Pernambuco e do Brasil. 

Ler o blog faz parte da minha rotina diária. O faro apurado de Magno Martins detecta de longe a notícia. Experiente como poucos, ele une a apuração bem realizada e o talento para escrever o que vai pautar o debate político no Estado. 

Competência e coragem são ingredientes indispensáveis ao bom jornalista. Isso, ele tem de sobra.

*Presidente Estadual do Avante

O Hotel Portal de Gravatá, do meu amigo Eduardo Cavalcanti, também integrou-se às comemorações dos 18 anos do blog e vai oferecer um fim de semana para um casal, incluindo o café da manhã. Mais um presente aos que vão participar da festa, ao som da Super Oara, marcada para a próxima quinta-feira, a partir das 20 horas, no Mirante do Paço.

O renomado Portal de Gravatá foi eleito um dos três melhores hotéis fazenda do Brasil pelos leitores da revista Viagem e Turismo, da editora Abril. Também foi vencedor do Prêmio Caio de Sustentabilidade, por seu projeto de gestão ambiental. Mais recentemente recebeu o Certificado de Excelência do TripAdvisor, o maior site de viagens do mundo, com o selo BRAVO, concedido por ter ultrapassado 1.200 avaliações como Excelente.

O Hotel une a beleza e a tranquilidade de uma fazenda com uma estrutura moderna, que conta com parque aquático com piscina térmica, lago para pescaria, bares, restaurante, campos de futebol, vôlei e Beach tênis, quadras de tênis e salão de jogos, além de moderna rede Wi-Fi. São mais de 200.000 m² de área total e muito verde.

Marulhos

O blog também irá sortear finais de semana nos hotéis Marulhos e Nui By MAI, localizados em Porto de Galinhas, e na Pousada da Paixão, em Nova Jerusalém. 

Nui by MAI

No Marulhos está incluso o café da manhã, enquanto o Nui by MAI só a hospedagem. Já o de Nova Jerusalém está completo, com hospedagem e as três refeições, de sexta a domingo.

Pousada da Paixão

Em tempo: a festa é de adesão e os ingressos estão acabando. Maiores informações: 81.982224888

Detalhe: não haverá venda na bilheteria no dia. A compra do ingresso está disponível antecipadamente pelo pix abaixo:

87999579702

Por Rogério Mota*

O Brasil já teve suas catástrofes, tragédias e acidentes de todas as espécies. Cito aqui duas que deixaram o país profundamente triste: a tragédia de Brumadinho/MG, com destruições e centenas de mortes, e a da Boate Kiss, na cidade de Santa Maria/RS, com 242 jovens mortos.

O povo gaúcho tem uma enorme empatia e um coletivo social impressionante. Em mais de uma vez em que visitei o Rio Grande do Sul, notadamente a cidade de Gramado, conforme foto postada acima, curtindo um clima sensacional, observei que o povo gaúcho é receptivo, gente de primeira qualidade com todos os visitantes.

A catástrofe que inundou praticamente todo o Rio Grande do Sul, destruiu casas, pontes e as estradas, acabou com um enorme percentual das lavouras e de rebanhos de várias espécies, representando um prejuízo financeiro incalculável para o Estado – sabendo que vai demorar para recuperar tudo novamente.

Falando na cheia, onde as pessoas tiveram as suas casas inundadas por um volume enorme de água, destruindo todos os seus pertences materiais e sentimentais – é de uma dor imensurável!

Pensando naqueles que morreram devido a tragédia, o sentimento é de muita lamentação. Os que estão vivos e terão que batalhar para ter tudo o que é necessário, será de uma missão árdua e uma verdadeira incógnita, e somente com a ajuda de Deus para reerguer até mesmo a sua própria identidade.

Que o Nosso Senhor Jesus Cristo tenha piedade e conforte todos os familiares do Rio Grande do Sul. Amém!

*Leitor do blog

Desde as primeiras horas deste domingo (19), pancadas de chuvas intensas atingem o Grande Recife, Agreste e Zona da Mata de Pernambuco. As precipitações foram previstas pela Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), que emitiu no sábado (18) um alerta amarelo para o risco de chuvas moderadas em toda a Região Metropolitana do Recife (RMR), além da Zona da Mata e Agreste.

De acordo com a Apac, as chuvas são causadas por um sistema meteorológico chamado Distúrbio Ondulatório de Leste, que deve continuar favorecendo as precipitações, principalmente na manhã deste domingo. As informações são do Jornal do Commercio.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) também emitiu alertas de chuvas intensas para essas regiões. Segundo o órgão, a previsão é de chuvas entre 30 a 60 milímetros por hora (mm/h) ou 50 a 100 mm/dia.

Pontos de alagamento no Recife de acordo com a administração municipal

Av Conselheiro Aguiar x Av Antônio de Góes

Av Marechal Mascarenhas de Moraes – sentido centro, nº 2885. Antes do Supermercado Assaí.

Av Marechal Mascarenhas de Moraes – sentido subúbio, nº 2100. Rua Pampulha.

Av Marechal Mascarenhas de Moraes – sentido subúbio, nº 2700. Próximo ao Geraldão.

A lista foi atualizada pela CTTU pela última vez às 8h16.

Perdi, na última sexta-feira, um dos meus ouvintes mais fiéis do Frente a Frente no Sertão: José Gregório Ferraz Nogueira, de 102 anos, residente em Petrolândia, no Sertão do Araripe, a 459 km do Recife. 

Abaixo, o texto que recebi de seu sobrinho Ledo Ferraz: 

Faleceu meu tio José Gregório Ferraz Nogueira. Ele viveu aqui na Terra durante cento e dois anos. Agora, chegou a hora do descanso eterno ao lado de Deus pai todo poderoso. Este conceituado senhor nasceu na histórica e antiga Fazenda Ema, localidade rural situada entre os municípios sertanejos de Serra Talhada e Floresta do Navio-PE.

Ele é o filho mais velho do casal Helvécio Gregório e Luzia Ayres, ambos também nascidos neste local mencionado. José e seus oito irmãos foram criados conforme os rígidos padrões morais de comportamento. Naquela época, os filhos começavam a ajudar os pais na lida diária ainda jovens. 

E com este honrado cidadão, não seria diferente. Acordar cedo para tirar o leite das vacas, cuidar do rebanho de caprinos e ovinos na caatinga, cortar lenha para ser usada na cozinha, transportar capim e palma para alimentar os bichos e plantar milho e feijão eram tarefas que qualquer menino trabalhador da roça tinha que saber e praticar. 

Meus avós são de origem sofrida. Mas, em momento algum, eles fraquejaram ou desanimaram diante dos obstáculos encontrados na vida do matuto sertanejo. Quando Zé Ferraz nasceu, no ano de 1922, o mundo vivia sob conflitos e o Brasil comemorava seu primeiro século de independência perante os reis portugueses. 

No Sudeste, tudo se voltava para a Semana de Arte Moderna, que renovou a linguagem artística e cultural brasileira. No Nordeste, ocorriam terríveis batalhas entre os cangaceiros de Lampião e seus asseclas com moradores, sendo muitos deles nossos parentes, do Nazaré do Pico e da Ema. 

Naquele tempo, vários sertanejos morreram em combates, residências foram incendiadas, rebanhos bovinos impiedosamente mortos e queimados, plantações destruídas pelos bandoleiros. Diante disto, muitas famílias tiveram que fugir de suas terras para evitar a fúria e o terror implantado no sertão. 

Por ser o mais antigo dos filhos, meu tio Zé Ferraz ajudou na criação dos outros irmãos menores. Ele, indiscutivelmente, é uma espécie de Baraúna da lendária Fazenda Ema. Este conceituado senhor saiu ainda jovem da residência dos pais para tentar ganhar a vida em outros lugares. Ele foi caixeiro viajante, militar, agropecuarista, tabelião de cartório e proprietário de hotel. 

Em 1965, o aniversariante e a sua esposa Maria Amélia (in memória) decidiram fixar moradia definitiva em Petrolândia. Da união entre os primos legítimos, nasceram quatro filhos: Jair, Rejane, Helvécio Neto e Jadilson. 

O meu tio, ao longo da sua trajetória como morador daquela cidade, conquistou admiração e respeito dos habitantes locais. Em 2008, a Câmara Municipal de Petrolândia concede-lhe o título de cidadão petrolandense (o autor da proposta foi o então vereador Carlos Alberto).

Tio José, a sua missão foi cumprida durante esta longa trajetória de vida, seus ensinamentos, seu caráter inquestionável, sua incansável luta e a sua honestidade servirão de exemplo diante de todos os seus parentes. Agora, descanse em paz no reino da eternidade.

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu uma resolução do Conselho Federal de Medicina (CFM) que proíbe a utilização de uma técnica clínica (assistolia fetal) para a interrupção de gestações acima de 22 semanas decorrentes de estupro. A decisão liminar foi concedida na Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF 1141) e será submetida a referendo do Plenário na sessão virtual que começará no próximo dia 31 deste mês.

Na avaliação do ministro, há, na hipótese, indícios de abuso do poder regulamentar por parte do Conselho Federal de Medicina ao limitar a realização de procedimento médico reconhecido e recomendado pela Organização Mundial de Saúde e previsto em lei.

A assistolia fetal consiste em técnica que utiliza medicações para interromper os batimentos cardíacos do feto, antes de sua retirada do útero. Para o Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), autor da ação, a proibição do uso da técnica restringiria a liberdade científica e o livre exercício profissional dos médicos, além de, na prática, submeter meninas e mulheres à manutenção de uma gestação compulsória ou à utilização de técnicas inseguras para o aborto.

Restrição de direitos

Ao conceder a liminar, o ministro Alexandre de Moraes afirmou que, aparentemente, o Conselho ultrapassou sua competência regulamentar impondo tanto ao profissional de medicina quanto à gestante vítima de um estupro uma restrição de direitos não prevista em lei, “capaz de criar embaraços concretos e significativamente preocupantes para a saúde das mulheres”.

No caso de gravidez resultante de estupro, explicou o ministro, além do consentimento da vítima e da realização do procedimento por médico, a legislação brasileira não estabelece expressamente quaisquer limitações circunstanciais, procedimentais ou temporais para a realização do chamado aborto legal.

Branca Góes, cerimonialista, conterrânea de Afogados da Ingazeira, junto com minha Nayla Valença, do chão de vidas secas de Sertânia, deram o toque especial da festa dos 18 anos do blog, na próxima quinta-feira, às 20 horas, no Mirante do Paço. Na contagem regressiva, agora só faltam quatro dias para o evento do ano da comunicação em Pernambuco.

Aceitei sem pestanejar: a regionalização. Traduzindo: Oferecer aos que vão compartilhar este momento de alegria e emoção comigo o que há de melhor na culinária de todas as regiões do Estado.

E na música, também. Afinal, a consagrada Super Oara, orquestra contratada para animar o ambiente, é de Arcoverde, foi criada pelo meu amigo Beto da Oara e hoje tem o comando do seu filho Elaque, artista múltiplo. Tanto toca teclado divinamente quanto canta como um sabiá. 

Do interior, vêm também Alcymar Monteiro, da sua cearense Juazeiro, igualmente Josildo Sá, de Tacaratu; Cristina Amaral, de Sertânia; Daniel Bueno, de Afogados da Ingazeira; ainda Novinho da Paraíba, de Monteiro; e Geraldo Maia, de Taquaritinga do Norte. 

Para deixar os convidados mais animados não poderia faltar o mais autêntico ritmo pernambucano: o frevo, na voz do trio super top: André Rio, Almir Rouche e J. Michillis. Tem mais gente ainda para soltar a voz: o forrozeiro João Lacerda, filho do saudoso Genival Lacerda, Walquiria Mendes, que cantou na homenagem aos 17 anos do blog na Alepe, no ano passado, e, por fim, minha amiga Fabiana, a Pimentinha do Nordeste. 

Ainda na temática do regionalismo, os doces de sobremesa virão da Tambaú, em Custódia, e os licores caseiros dos mais variados sabores, incluindo até rapadura, de Afogados da Ingazeira, da minha amiga Fátima Araújo. Mangas e uvas virão de Petrolina, a Califórnia brasileira. 

Ainda no cardápio o delicioso prato de Carneiro, importado da fazenda do Coronel Meira, no Sertão do Moxotó. Já o bolo foi encomendado por Branca e minha Nayla à doceira Ana Sophia Siqueira, do Recife, enquanto o bufê e a ornamentação foram confiados ao Fiordes e Erica Neves, respectivamente. 

Uma festa preparada nos mínimos detalhes também não poderia esquecer o translado. A Teletaxi Recife, parceira do evento, será responsável pelo transporte de convidados especiais, garantindo serviço confiável e de qualidade. 

Ao longo da festa, o blog irá sortear finais de semana em três hotéis, sendo dois em Porto de Galinhas: Marulhos e Nui by MAI. O outro é a Pousada da Paixão, em Nova Jerusalém. No Marulhos está incluso o café da manhã, enquanto o Nui by MAI só a hospedagem. Já o de Nova Jerusalém está completo, com a hospedagem e as três refeições, de sexta a domingo.

Em tempo: a festa é de adesão e os ingressos estão acabando. Maiores informações: 81.982224888

Detalhe: não haverá venda na bilheteria no dia. A compra do ingresso está disponível antecipadamente pelo pix abaixo:

87999579702

E chega, enfim, o novo T-Cross 

A Volkswagen começou a revelar há meses imagens e dados do novo T-Cross, já na linha 2025. Agora, finalmente, ele já tem data para chegar às lojas: 13 de junho. O SUV ficou mais parecido visualmente com o congênere europeu e vem em três versões: a 200 TSI, a Comfortline 200 TSI e a Highline 250 TSI. Os preços variam de R$ 143 mil e R$ 176 mil, mantendo o que era cobrado na linha 2024. Também foram mantidas as opções de motor 200 TSI e 250 TSI. O primeiro é um 1.0 turbo flex de três cilindros capaz de entregar 128 cv de potência com etanol ou 116 cv com gasolina. O torque é de 20,4 kgfm. A versão topo de linha Highline é oferecida somente com o 250 TSI, o 1.4 turbo flex de quatro cilindros capaz de entregar 150cv e 25,5kgfm. 

Ambos são acompanhados sempre por uma transmissão automática de 6 velocidades. Mas as diferenças devem ser sentidas pelo consumidor na parte interna. O painel, por exemplo, ficou mais bem cuidado, mais requintado. A multimídia recebeu uma tela mais destacada no topo. O material plástico usado, de baixa qualidade, ganhou melhor textura – e tem uma charmosa costura branca. Os painéis de porta ainda receberam porções de tecido e os bancos foram redesenhados. A marca ainda oferecerá um “Pacote Dark”, com itens como teto e rodas escurecidas. O modelo também tem mais itens de segurança, como assistente de mudança de faixa, detector de ponto cego e assistente traseiro de saída de vaga. Ainda de série, para todas as versões, faróis Full LED, além de lanternas traseiras também em LED. O VW Play está disponível em todas as configurações, agora com tela semi flutuante. O mercado de SUVs, do qual o T-Cross é líder, representa mais de 45% das vendas do país.

BYD lança a picape Shark – A marca chinesa BYD lançou globalmente no México a picape média híbrida plug-in Shark. Ela tem um conjunto de tração com motor 1,5 litro de 135 kW (180 cv) aliado a dois motores elétricos com potência combinada de 480 cv. Ele tem três modos de terreno (areia, lama e neve) e permite aceleração de 0 a 100 km/h em 5,7 segundos. O consumo declarado é de 13,3 km/l. Quanto às medidas, são 5.58m de comprimento e distância entre eixos de 3.26m, capacidade de reboque de 2.500kg, carga útil de 835kg e volume de carga de 1.450 litros. A bateria garante uma autonomia combinada de 840km – sendo 100km de alcance no modo totalmente elétrico. Ela deve chegar ao Brasil até o fim do ano. 

Rede é ampliada – E por falar em BYD, a marca chinesa, que garantiu 21,9 mil emplacamentos no primeiro quadrimestre, ficando entre as 10 marcas de veículos leves mais vendidos no Brasil, vai elevar a quantidade de concessionárias para 250 até o fim do ano. Pelo menos mais 137 estão em fase de instalação. Isso significa ampliar em 157% a rede atual.

Investimentos na área automotiva – O Ministério do Desenvolvimento e Indústria já tem pelo menos 70 empresas habilitadas ao Programa de Mobilidade Verde e Inovação do setor automotivo, o chamado Mover. Além das principais montadoras de veículos, há empresas de autopeças como Bosch e Schulz. Do total, a maioria é empresa com fábrica no Brasil. Um dos projetos de pesquisa e desenvolvimento (P&D) é o de relocalização de uma fábrica de motores da Stellantis, vinda de outro país, com investimentos previstos de R$ 454 milhões e geração de 600 empregos diretos. As empresas habilitadas ficam autorizadas a receber créditos financeiros como contrapartida de investimentos em inovação e descarbonização na indústria automotiva.

Monster Senna – A Ducati está prestando uma homenagem a Ayrton Senna com uma Monster de edição limitada de colecionador que homenageia a extraordinária carreira do piloto brasileiro e o legado que ele deixou. O número limitado de unidades é um tributo à lenda: 341. Três é o número de títulos mundiais conquistados por Senna na Fórmula 1. E 41 é o número de Grandes Prêmios que Ayrton terminou comemorando no degrau mais alto do pódio. A edição especial Monster Senna tem como objetivo celebrar a relação que foi estabelecida entre a Ducati e o campeão brasileiro. Uma paixão mútua entre duas lendas do automobilismo que a fabricante de motocicletas, sediada em Bolonha, ainda cultiva hoje por meio do relacionamento com a família de Ayrton e com a Senna Brands. Essa colaboração levou à definição da pintura especial, projetada pelo Centro Stile Ducati. O modelo já está disponível para encomendas no Brasil num dos concessionários Ducati, ao preço de R$ 189 mil. A Monster Senna é equipada com componentes que, além de embelezar seu visual, também melhoram as qualidades dinâmicas da motocicleta e permitem que ela atinja um peso sem combustível de 175 kg, ou 4 kg a menos do que o modelo padrão. Ela é movida pelo motor Testastretta 11°, um cilindro duplo de 4 válvulas com refrigeração líquida e distribuição desmodrômica que produz 111 cavalos de potência. 

Chuvas no Sul retraem mercado – A primeira quinzena de maio (que teve apenas 10 dias úteis de venda) registrou 81.395 emplacamentos, num recuo de 18% frente aos 96.206 do mesmo período de abril e alta de 6,1% frente aos 76.696 de idêntico mês de 2023. Segundo a Bright Cosulting, o volume da primeira quinzena incorpora de 2 a 3 pontos porcentuais de redução devido às enchentes no Rio Grande do Sul. “O total de vendas cai devido à paralisação naquele estado, que teve a participação de 5,4% registrada em abril reduzida a 0% nas vendas totais do país a partir do dia 7 de maio em virtude da inundação”, dizem os gestores da empresa. O impacto em maio pode chegar a 6 mil unidades, com reflexos também nos próximos meses. Na média diária, foram 8.140 emplacamentos na primeira quinzena deste mês, o que representou queda de 7% sobre os 8.746 de março. A venda direta ficou em 43%, “mostrando que as compras por locadoras permanecem aquecidas para permitir a formação do estoque das locadoras para as férias de julho”, avalia a Bright Consulting.

“Dirija como uma mulher” – O deputado estadual paulista Enio Tatto apresentou um Projeto de Lei que cria a Campanha Permanente “Dirija como uma Mulher”. A ideia é combater a violência contra as mulheres que dirigem veículos no Estado de São Paulo. “As mulheres sofrem preconceito físico e psicológico no trânsito e são vítimas de histórico processo de discriminação e desrespeito”, justifica o deputado. “O PL visa contrapor essa visão distorcida das mulheres no trânsito, haja vista que 79% das multas no Brasil são cometidas por homens e grande maioria de vítimas fatais é do sexo masculino”, acrescenta. Para Enio Tatto, a Campanha “Dirija como uma Mulher” é para mudar o estereótipo de que os homens dirigem melhor do que as mulheres. “As mulheres dirigem bem e merecem nosso respeito”, frisa. A campanha divulgará informações sobre o assédio e preconceito de gênero e outros atos discriminatórios contra as mulheres no trânsito; disponibilizará telefones de órgãos públicos responsáveis pelo acolhimento e atendimento das mulheres e promoverá a conscientização do público e dos profissionais sobre quaisquer atos discriminatórios ou violentos à mulher no volante, entre outros pontos.

Boas práticas para prevenir acidentes – Há 14 anos, a Organização das Nações Unidas criou o Maio Amarelo, com o objetivo de destacar o mês para ações que conscientizem motoristas, ciclistas e pedestres dos perigos no trânsito. O movimento internacional tem como principal objetivo promover a segurança das pessoas, assim como a diminuição dos acidentes e mortes no trânsito e a escolha da cor amarela simboliza a sinalização de advertência no trânsito. Entre as principais causas de acidentes, a falha humana causa 90% deles, de acordo com um levantamento da Organização Mundial da Saúde (OMS). Em paralelo, o uso de cinto de segurança está diretamente relacionado com a gravidade dos acidentes: o equipamento reduz o risco de morte em 45% para quem está no banco da frente e 75% para quem está no banco de trás, de acordo com a Associação Brasileira de Medicina do Tráfego (Abramet).

Para Mateus Afonso, fundador da Eletricar e parceiro do Klubi, fintech que opera com consórcios de veículos, ter um carro é a realização de um sonho para muitos brasileiros, mas exige muita responsabilidade. “Estar no trânsito exige muita empatia. É preciso entender que quando se está no volante, muitos detalhes fazem a diferença para a sua segurança e também para quem estiver ao redor. Por isso, sempre verifique se todos os passageiros do seu veículo estão usando o cinto de segurança. Coloque-se, também, no lugar de quem está fora do automóvel e mantenha uma distância apropriada de motociclistas, ciclistas e pedestres. Dar a preferência é muito importante”, destaca o parceiro do Klubi.

Manutenção do carro – Segundo um estudo do Instituto Scaringella Trânsito, veículos que apresentam problemas relacionados com os freios, amortecimento, níveis de óleo/água, pneus, faróis e até mesmo cinto de segurança podem causar 30% dos acidentes no trânsito. De acordo com Luiz Bonini, Chief Growth Officer da Turbi, plataforma 100% digital para aluguel e assinaturas de carros, a manutenção preventiva garante o melhor funcionamento dos componentes de segurança do veículo. “Por exemplo, uma suspensão com problemas pode impactar na dirigibilidade do carro e aumentar os riscos de uma colisão, assim como uma falha nos freios”, explica Bonini.

Micromobilidade – Segundo dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM), divulgados pelo Ministério da Saúde, o Brasil enfrenta uma média de cerca de sete mortes de ciclistas em acidentes de trânsito diariamente. Francisco Forbes, CEO da Whoosh no Brasil, empresa internacional de micromobilidade, ressalta que, como ainda não há uma formação específica para os usuários de microveículos, como bicicletas e patinetes, é fundamental que eles também compreendam e sigam as regras de trânsito. “Assim, o condutor não apenas contribui para sua própria segurança, mas para a harmonia do tráfego. Isso inclui utilizar a ciclovia para a circulação, respeitar semáforos, sinalização de trânsito, ceder a passagem quando necessário, manter uma velocidade compatível com as condições do ambiente e até estratégias de auto defesa”, sinaliza.

Manutenção preventiva – Outro estudo, feito pela Allianz Partners Brasil, líder global em assistência 24 horas, reforça a necessidade de manutenção preventiva veicular para evitar acidentes de trânsito. O alerta é feito para apoiar o movimento Maio Amarelo, iniciativa para alertar a sociedade sobre os altos índices de mortos e feridos no trânsito. Dados levantados pela empresa apontam que de 1,6 milhões de assistências prestadas para veículos em 2023, 52% foram em razão de panes (mecânica ou elétrica), enquanto cerca de 7% aconteceram relacionadas a algum tipo de acidente com veículos. “O aumento da segurança no trânsito também passa pela conscientização sobre a importância da manutenção preventiva. Por isso, reforçamos que com ações simples, que devem fazer parte da rotina, é possível salvar vidas”, explica Leonardo Gava, Diretor de Operações da Allianz Partners Brasil. “Gostaríamos de alertar os motoristas sobre a importância de realizar a revisão veicular periódica, com o objetivo de evitar acidentes. A força da campanha do Maio Amarelo é uma grande aliada nesse objetivo”, completa.

Renato Ferraz, ex-Correio Braziliense, tem especialidade em jornalismo automobilístico

A água do Guaíba recuou no centro de Porto Alegre, mas deixou para trás um cenário de destruição em uma região conhecida como boemia. Por volta do meio-dia deste sábado (18), quem caminhava pela Rua dos Andradas e pela Praça da Alfândega não buscava por um restaurante ou lanche, mas raspava a lama ou recolhia o lixo.

A baixa das águas permitiu que comerciantes e moradores do centro voltassem para a região e começassem o trabalho de limpeza. No início da tarde, havia um incessante movimento de pessoas limpando as ruas, calçadas e prédios. As informações são do Correio do Povo.

A Rua dos Andradas estava quase que totalmente seca no início da tarde deste sábado, com um ponto de alagamento específico na intersecção com a rua General João Manoel. Já a praça da alfândega ainda estava alagada até a altura do Monumento ao General Osório.

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios proibiu Ciro Gomes (PDT) de repetir ofensas contra a senadora Janaína Farias (PT-CE), sob pena de R$ 30 mil.

Ciro foi acusado de constranger e humilhar a parlamentar, “utilizando-se de menosprezo à condição de mulher da parlamentar, com a finalidade de dificultar o desempenho de seu mandato eletivo”, segundo o Ministério Público Eleitoral do Ceará. As informações são do Estado de Minas.

No início de abril, quando Janaína assumiu a cadeira de senadora no lugar do titular, o ministro da Educação Camilo Santana, Ciro criticou sua chegada ao cargo pelos seus atributos de gênero.

“Quem está assumindo o Senado Federal hoje? Sabe qual é o serviço prestado para ir ao lugar de Virgílio Távora, de Tasso Jereissati, de Mauro Benevides, de Patrícia Saboya?”, indagou Ciro, antes de arrematar: “Aí vai agora a assessora para assuntos de cama do Camilo Santana.”

A decisão foi da juíza Patrícia Vasques Coelho. No documento, ela afirmou que as falas de Ciro “são passíveis de reparação no âmbito cível, dada a presença de todos os pressupostos da responsabilidade civil, além de constituírem objeto de investigação própria na seara criminal”.

A biografia de Marco Maciel, já na sua quinta edição, voltou a ficar disponível à venda também, aos que ainda procuram pela obra, nos postos Cruzeiro de Tacaimbó e Arcoverde. Desde o lançamento, em agosto do ano passado, esses dois pontos se revelaram de maior demanda do livro.

Muito fácil encontrar: está em frente aos caixas das duas lojas. No Recife, está à venda na rede de livraria Jaqueira, tanto a do Parque da Jaqueira quanto a do Paço Alfândega.