Sebrae - Estamos ai

Coluna da quinta-feira

Baita rombo nas contas de Lula

Não é só a economia que patina no Brasil do terceiro mandato do presidente Lula (PT). As contas públicas, também. Segundo relatório divulgado ontem pelo Tesouro Nacional, o Governo teve déficit primário – que desconsidera as despesas com juros – de R$ 60,98 bilhões em maio de 2024. Trata-se do pior saldo negativo para o mês desde 2020, na pandemia.

Também é o segundo maior déficit primário da série histórica. O déficit de maio teve uma alta real (considerada a correção pela inflação) de 30,40% em comparação com o mesmo mês de 2023, que foi de R$ 46,78 bilhões. O resultado primário é formado pelo saldo entre as receitas com tributos e as despesas públicas. Não considera o pagamento de juros da dívida.

No acumulado de janeiro a maio, o Governo teve um déficit de R$ 29,99 bilhões. No mesmo período do ano passado, foi registrado um superávit de R$ 1,83 bilhão. O resultado negativo foi puxado especialmente pelo desempenho da Previdência Social. A divisão se deu desta forma: Tesouro Nacional – déficit de R$ 84 milhões; Banco Central – superávit de R$ 129 milhões; Previdência Social – déficit de R$ 61,03 bilhões.

A elevação dos gastos deflagrou uma piora nas expectativas em relação à trajetória fiscal. A equipe econômica chegou a lançar, ainda em janeiro, medidas para tentar recompor as receitas de 2023, mas boa parte não rendeu o esperado ou foi desidratada após longa negociação com o Congresso. O déficit indica que o governo gastou mais do que arrecadou no ano passado.

Para a aferição oficial do cumprimento da meta fiscal, o STF autorizou o governo a descontar os gastos com a regularização dos precatórios. Por outro lado, o resultado fiscal ainda vai ter uma piora adicional de R$ 26 bilhões, referentes ao resgate de valores abandonados nas contas do Fundo PIS/Pasep.

ACÚMULO DE R$ 268 BI – Com o resultado de maio, as finanças públicas revertem o quadro positivo observado nos primeiros quatro meses, e agora acumulam um déficit de R$ 30 bilhões no ano. Nessa comparação, o dado também é o pior para o período desde 2020, mas há influência negativa do calendário do 13º do INSS e da antecipação no pagamento de sentenças judiciais (precatórios). Em 12 meses, o governo central acumula déficit de R$ 268,4 bilhões, em valor corrigido pela inflação, equivalente a 2,36% do PIB (Produto Interno Bruto).

Só restou ironizar – O presidente Lula (PT) ironizou a reação do mercado financeiro à sua entrevista ao portal UOL, em que questionou a necessidade de cortar gastos para atingir um equilíbrio fiscal. O petista chegou a dizer que o mercado “deve ter gostado” de suas declarações. “Por que teve reação [do mercado financeiro]? Não teve reação, deve ter gostado. Mas quem votava em mim pode continuar votando”, afirmou a jornalistas, em frente ao Palácio do Planalto.

Nem no aeroporto tem segurança – Uma passageira que decolou do Aeroporto Internacional do Recife com destino a Belém, no Pará, teria sido furtada durante o procedimento de raio-x na capital pernambucana. De acordo com a personal trainer Iana Guimarães, de 27 anos, o relógio inteligente que ela utilizava na hora da revista teria desaparecido após passar pela esteira com outros objetos pessoais. A jovem viajou para a capital paraense na madrugada da última quinta-feira e percebeu o sumiço do item no momento em que passava pelo raio-x, que é um tipo de scanner para examinar e verificar se os passageiros portam explosivos e armas.

Apagão em hospital – O Hospital Otávio de Freitas (HOF), no Recife, sofreu um apagão na noite da última terça-feira e pacientes da emergência e da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) foram transferidos para outras unidades de saúde. A interrupção na distribuição de energia aconteceu após um problema no circuito elétrico do local, segundo o portal G1, da Globo. Em nota, a Neoenergia, responsável pelo fornecimento de eletricidade, informou que a falta de energia no hospital não teve relação com a sua rede de distribuição.

Falta de gestão e abandono – Na recepção da emergência do Hospital Otávio de Freitas, pacientes e acompanhantes entrevistados pela TV Globo disseram que, no mesmo dia, houve, pelo menos, três quedas de energia no local. Enquanto durou a interrupção no período da noite, algumas pessoas demonstraram preocupação pela falta de informações sobre o que estava acontecendo. “Hoje [terça], já faltou energia três vezes. Meu irmão está internado há 20 dias na UTI respiratória. Estou esperando voltar a energia para procurar a assistência social e tentar saber informações”, afirmou Francisca de Lima e Silva, de Iguaracy, no Sertão do Pajeú.

Curtas

AFOGADOS – A governadora Raquel Lyra (PSDB) confirmou presença, amanhã, em Afogados da Ingazeira, no ato de pré-lançamento da candidatura de Danilo de Gisa (PSD), filho da ex-prefeita Giza Simões, principal adversário da oposição ao prefeito Sandrinho Palmeira (PSB). Também estará presente o ministro da Pesca, André de Paula, presidente estadual do PSD.

ARCOVERDE – Tem muitos aliados do pré-candidato do Podemos à Prefeitura de Arcoverde, Zeca Cavalcanti, malhando a gestão do prefeito Wellington Maciel (MDB), que desistiu da reeleição. Mas fica uma perguntinha oportuna: e se Wellington decidir apoiar Zeca, caminho muito mais natural, já que está rompido com Madalena Brito, pré-candidata do PSB?

INGAZEIRA – Em Ingazeira, as oposições estão se unindo em torno da pré-candidata do PSDB, Professora Alcineide de Oliveira, na tentativa de derrotar o prefeito Luciano Torres (PSB), que disputa a reeleição representando um grupo há 16 anos no poder.

Perguntar não ofende: Qual é mesmo a política econômica de Lula?

Em mais um capítulo da movimentação das eleições municipais de Camaragibe no PSB, 13 dos 14 pré-candidatos a vereador do Partido enviaram uma carta ao presidente estadual, Sileno Guedes, declarando sua insatisfação com a possibilidade de ser firmada uma coligação para apoiar a candidatura de Diego Cabral, do Republicanos.

“Estamos sendo conduzidos para satisfazer egos, desejos e caprichos de quem pouco conhece as problemáticas da população”, diz o documento referindo-se à pressão exercida pelo presidente estadual do Republicanos, ministro Silvio Costa Filho, em favor do secretário municipal Diego Cabral.

Assinam a carta Severino Joao, Daniel Passos, Emeron Pea, Edvaldo Barbosa, Eduardo Santana, Beatriz Santos e outros.

A carta diz ainda que os pré-candidatos pretendem apenas fazer a defesa genuína da majoritária do PSB, “ao qual decidimos nos filiar, movidos pela admiração a grandes lideranças políticas como Eduardo Campos, Miguel Arraes, e contemporaneamente, o prefeito da cidade do Recife, João Campos, mas também pela forma como estes conduziam o partido, demonstrando sempre o comprometimento com as classes sociais menos abastadas, buscando sempre o diálogo, a construção coletiva na defesa do projeto partidário e da responsabilidade com o povo”.

Os pré-candidatos a vereador pedem a chancela do presidente estadual da sigla, o deputado Sileno Guedes. A legenda deverá ter a majoritária no município liderada por Paulo André ou por Ednaldo Moura. Paulo André é vereador com três mandatos na cidade. Já Ednaldo Moura é secretário de Gestão da Rede do Recife.

A Bolívia sofreu nesta quarta-feira (26) uma tentativa de golpe de Estado liderada pelo ex-comandante do Exército do país. Tanques do Exército e militares armados chegaram a invadir o palácio presidencial, em La Paz, a antiga sede do governo que ainda funciona para atos protocolares. No entanto, o ato fracassou. As informações são do portal G1.

A tentativa de golpe – a segunda em cinco anos no país (leia mais abaixo) – foi arquitetada pelo general Juan José Zúñiga. Zúñiga havia sido destituído do cargo de comandante do Exército após fazer ameaças ao ex-presidente Evo Morales – ele afirmou que prenderia Morales caso o ex-presidente volte ao poder. O ex-comandante terminou preso nesta quarta-feira após o ato.

Após cerca de quatro horas de tensões que incluíram um cara a cara entre o presidente, Luis Arce, e Zuñiga (leia mais abaixo), o movimento foi desmobilizado por ordem de Arce, e os militares que participaram da tentativa de golpe deixaram o local, cercados por soldados que se mantiveram fiéis ao governo.

Em pronunciamento, Luis Arce destituiu também os outros dois comandantes da Marinha e da Aeronáutica, nomeou novos chefes para as três forças e ordenou a desmobilização das tropas. A Procuradoria-geral da Bolívia anunciou que abriu uma investigação contra Zuñiga e os militares que participaram da tentativa de golpe.

Polêmico, Zuñiga já vinha protagonizando um embate com o governo nos últimos meses. Na segunda-feira (24), no entanto, ele subiu o tom de suas declarações ao afirmar que prenderia Evo Morales caso o ex-presidente, que vai concorrer às eleições no país, volte a se eleger. Na terça-feira (25), foi então destituído do cargo, e senadores anunciaram um processo judicial contra ele.

O novo comandante do Exército, nomeado pelo presidente boliviano, ordenou oficialmente a desmobilização das tropas rebeldes, e os tanques se retiraram do palácio presidencial cerca de três horas depois da invasão.

Zuñiga disse a TVs locais que o movimento era uma “tentativa de restaurar a democracia” na Bolívia e de ” libertar prisioneiros políticos”. No entanto, a tentativa de golpe foi fortemente condenado até por adversários políticos de Arce, como a ex-presidente da Bolívia Jeanine Áñez, que está presa.

A Suprema Corte da Bolívia também condenou a tentativa de golpe e pediu à comunidade internacional que se mantenha “vigilante e apoio a democracia na Bolívia”.

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luís Roberto Barroso, afirmou nesta quarta-feira (26) que a decisão da Corte sobre a descriminalização do porte de maconha para uso pessoal pode retroagir para atingir pessoas condenadas pela Justiça. As informações são da Agência Brasil.

Durante entrevista após o julgamento, Barroso disse que a decisão pode beneficiar pessoas exclusivamente condenadas por porte de até 40 gramas de maconha, sem ligações com tráfico. A revisão da pena não é automática e só poderia ocorrer por meio de um recurso apresentado à Justiça.

“A regra básica em matéria de direito penal é que a lei não retroage se ela agravar a situação de quem é acusado ou esteja preso. Para beneficiar, é possível”, afirmou.

Barroso disse que o Supremo não legalizou a maconha ao fixar a quantidade de 40 gramas para diferenciar usuários de traficantes. “A mesma quantidade em um bairro rico é tratada como consumo e no bairro pobre é tratada como tráfico. O esforço que nós fizemos foi acabar com a discriminação que se tem feito no Brasil. Estabelecemos um critério objetivo que vale para pobres e para ricos.”

O ministro também voltou a criticar o modelo brasileiro de encarceramento de presos com pequenas quantidades de drogas. “É uma política que não produz nenhum resultado, nenhum abalo sobre o tráfico. A política de drogas adequada é monitorar os grandes carregamentos, prender traficantes, seguir o dinheiro, policiar as fronteiras e parar de prender menino de periferia.”

A descriminalização não legaliza o uso da droga. O porte de maconha continua como comportamento ilícito, ou seja, permanece proibido fumar a droga em local público, mas as consequências do porte passam a ter natureza administrativa, e não criminal.

O dólar fechou em alta nesta quarta-feira (25), dia em que o mercado analisou os novos dados da prévia da inflação brasileira. O avanço de preços foi de 0,39% em junho, abaixo das expectativas do mercado financeiro, mas com aumento em preços de alimentos e núcleo de serviços preocupante.

Também repercutiu uma entrevista do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em que ele volta a criticar a decisão de juros do Banco Central do Brasil (BC) e relativiza a necessidade de cortar gastos. As informações são do portal G1.

Na véspera, a ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) mostrou que os membros vão adotar um discurso mais cauteloso sobre a condução da taxa básica de juros, a Selic, em meio às incertezas sobre a inflação e a economia global. (saiba mais abaixo)

Além disso, o cenário no exterior segue incerto, em especial após uma declaração de uma diretora do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) que também reiterou que os juros americanos devem permanecer altos por mais tempo. O mercado espera dados de inflação americana na sexta-feira para reafirmar essa posição.

Neste cenário, o Ibovespa, principal índice de ações da bolsa de valores, começou o dia em queda, mas inverteu o sinal e fechou em alta de 0,25%, aos 122.641 pontos.

Preços
A principal notícia desta quarta-feira ficou com o resultado do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) — considerado a prévia da inflação oficial do país, divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A prévia da inflação registrou uma alta de 0,39% nos preços de junho. A expectativa do mercado financeiro era de que o IPCA-15 tivesse uma alta de 0,45% em junho.

O índice foi puxado principalmente pela alta de 0,98% no grupo de Alimentação e bebidas, com um impacto de 0,21 ponto percentual (p.p.) no indicador.

Dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) indicam que a tarifa aérea média dos primeiros cinco meses deste ano (R$ 584) foi 2,4% menor que os preços médios praticados em 2023 (R$ 598). Por sua vez, o valor foi 8,6% menor que o preço médio praticado no mesmo período de 2022 (R$ 653). A queda acumulada do valor do bilhete desde janeiro de 2023 foi de 10,7%.

Parte disso, explica o ministro de Portos e Aeroportos, Sílvio Costa Filho, se deve à queda de aproximadamente 26,2% no preço do querosene de aviação (QAV) no mesmo período. O combustível representa cerca de 40% do custo operacional das empresas do setor.

Os números mostram que a tarifa aérea média em maio foi de R$ 534 e ficou 4% menor que o preço médio praticado no mesmo mês do ano passado. “Nada menos que 60% dos bilhetes foram comercializados por até R$ 500 e que oito de cada 10 tíquetes custaram até R$ 700”, analisa Sílvio Costa Filho.

“Ainda há muito a fazer, mas é um sinal que está dando certo o trabalho coletivo do Governo Federal para estimular a ampliação da oferta de assentos. Isto ajuda a reduzir o custo da passagem e permite que mais brasileiros possam viajar pelo país, além de promover o desenvolvimento econômico e gerar emprego e renda”, disse o ministro.

De janeiro a maio deste ano, foram transportados quase 37 milhões de passageiros no mercado doméstico, valor que representa acréscimo de 0,30% no período. O indicador foi fortemente impactado pelo fechamento do aeroporto Internacional Salgado Filho, no Rio Grande do Sul, que teve suas operações interrompidas desde 3 de maio por conta da tragédia das fortes chuvas.

Em viagens para o exterior, o crescimento do número de turistas transportados foi de 22%, passando de 8,2 milhões para mais de 10 milhões. Esse foi o melhor resultado no mercado brasileiro de aviação desde o início da série histórica (em 2000).

A Executiva Nacional do PRTB escolheu a nova Executiva do partido em Pernambuco. Entre os nomes estão o do empresário da área de comunicação Robson Ouro Preto, que assumiu a Presidência da legenda, e de Alexandre Paes, que assume a Secretaria-Geral. Admirador do influenciador digital Pablo Marçal, pré-candidato do PRTB à Prefeitura de São Paulo, Paes acredita na possibilidade de ampliar o número de filiados no estado. “Tenho certeza que, com muito trabalho, a tendência do partido é crescer e se fortalecer em Pernambuco”, afirmou.

Neste vídeo, o deputado federal Fernando Monteiro (PP) comemora, ao lado do prefeito Wellington Maciel (MDB), a autorização, dada pelo Conselho Estadual de Educação, para a Autarquia de Ensino Superior de Arcoverde (Aesa) ministrar o curso de Medicina. A instituição dispõe hoje de alguns cursos na área de saúde, mas Medicina, sonho antigo, só se consolida agora, o que deve ser bastante comemorado pelos estudantes da região.

Veja:

Militares das Forças Armadas da Bolívia tentam dar um golpe de Estado no país nesta quarta-feira (26) e tomaram a praça em La Paz onde fica o palácio presidencial, com soldados liderados por um general destituído do cargo na terça-feira (25) adentrando o prédio. O presidente boliviano, Luis Arce, ordenou que o general Juan José Zúñiga desmobilize as tropas imediatamente. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

No início da tarde, Arce havia denunciado o que chamou de “mobilização irregular” de unidades do Exército, enquanto o ex-presidente Evo Morales convocou uma “mobilização nacional pela democracia”.

Vídeos que circulam na internet mostram um blindado do Exército se chocando contra a entrada do palácio presidencial e soldados entrando no prédio. Antes disso, tropas foram vistas marchando pelas ruas da capital.

Zúñiga, que lidera a tentativa de golpe, disse que “por enquanto” reconhece Arce como chefe das Forças Armadas, mas que haverá uma troca ministerial no governo. Ele foi removido do posto de comandante do Exército depois de fazer ameaças contra Evo. “Os três chefes das Forças Armadas viemos expressar nossa discordância. Vai haver um novo gabinete de ministros, com certeza as coisas vão mudar, mas nosso país não pode continuar desse jeito”, disse Zúñiga à mídia local.

Ele afirmou ainda que vai libertar “prisioneiros políticos”, incluindo a ex-presidente Jeanine Añez, condenada a dez anos de prisão em junho de 2022 por ter organizado um golpe de estado contra Evo em 2019.

De acordo com o jornal boliviano El Deber, Zúñiga entrou no palácio, conversou com Arce e depois saiu do prédio. O veículo argentino Clarín afirma que Arce ordenou que Zúñiga se retirasse. Tropas dispararam bombas de gás contra pessoas que tentaram entrar na Praça Murillo, onde fica a sede da Presidência boliviana.

Antes de entrar no palácio, Zúñiga fez um curto pronunciamento. “Parem de destruir o país, parem de empobrecer o país, parem de humilhar o Exército”, afirmou, insistindo que a ação tinha o apoio da população boliviana.

Zúñiga foi removido do cargo depois de uma série de ameaças contra Evo Morales, antigo aliado e padrinho político de Arce. Embora o atual presidente tenha sido ministro da Economia de Evo e o candidato de seu partido nas eleições de 2020, os dois se afastaram nos últimos anos. O general Zúñiga vinha dizendo que Evo “não pode mais ser presidente desse país”, fazendo alusão a uma suposta ingerência do ex-presidente no governo.

Evo respondeu que ameaças desse tipo não tem precedente na democracia e pressionou o governo Arce, dizendo que se a fala não fosse desautorizada pelo presidente e pelo ministro da Defesa, “estará comprovado que na verdade estão autorizando um autogolpe”.

Nesta quarta, Evo convocou apoiadores a uma “mobilização nacional pela democracia”. democracia e intimidem o povo”. O secretário-geral da OEA (Organização dos Estados Americanos), o uruguaio Luís Almagro, condenou a movimentação do Exército, dizendo que a Força “deve se submeter ao controle civil legitimamente eleito”.

“Como eu sou um amante da democracia, eu quero que a democracia prevaleça na América Latina. Golpe nunca deu certo”, disse o presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, que já pediu aos responsáveis em seu governo que lhe passem informações.

O Supremo Tribunal Federal (STF) definiu, nesta quarta-feira (26), que pessoas flagradas com até 40 gramas de maconha ou seis plantas fêmeas de cannabis devem ser tratadas como usuárias e não traficantes. O critério deve prevalecer até o Congresso Nacional estabelecer uma quantidade em lei, conforme ressalvaram os próprios ministros. A decisão só passa ter efeitos práticos quando o acórdão ou a ata de julgamento forem publicados. As informações são do Estadão.

O critério é referencial. Outros elementos podem ser usados para analisar cada caso, como a forma de acondicionamento da droga e as circunstâncias da apreensão. Se uma pessoa estiver com uma balança de precisão, por exemplo, ela pode ser denunciada como traficante, mesmo que tenha consigo uma quantidade de droga abaixo do limite.

Esse é apenas um parâmetro para tentar garantir um tratamento igualitário nas abordagens policiais e nos processos judiciais, de acordo com a Corte. Estudos citados no plenário mostram que negros são condenados como traficantes com quantidades menores do que brancos. O grau de escolaridade também gera distorções nas condenações – a tolerância é maior com os mais escolarizados.

As propostas apresentadas foram de 10 a 60 gramas. Os ministros chegaram a um consenso, nos bastidores, para aprovar a quantidade intermediária, de 40 gramas. O resultado foi anunciado nesta tarde.

Na terça-feira (25), os ministros já haviam definido, por maioria, que o porte de maconha para uso pessoal não é crime. Isso não significa que o consumo foi legalizado. A mudança é que o uso de maconha deixa de ser um delito penal e passa a ser considerado um ato ilícito sujeito a sanções administrativas, como medidas educativas e advertência.

A Lei de Drogas, aprovada em 2006, não pune o porte com pena de prisão. Com isso, os ministros decidiram que os usuários não devem responder na esfera criminal. Uma das mudanças práticas é o fim dos antecedentes criminais para quem consome a droga e antes era fichado.

Com a decisão do STF, os usuários não poderão mais ser presos em flagrante. A droga deve ser apreendida e a pessoa notificada para comparecer no fórum.

Como ainda não há regras claras sobre como a mudança vai funcionar na prática, o que depende de regulamentação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), órgão que administra o Poder Judiciário, os ministros deixaram estabelecido, como regra de transição, que os usuários de maconha ainda poderão ser conduzidos às delegacias e processados em juizados especiais criminais até que os protocolos sejam definidos.

Ficou convencionado que o CNJ deve criar as regras para a tramitação desses casos nos tribunais em articulação com o Ministério da Saúde, o Ministério da Justiça, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e o Conselho Nacional do Ministério Público.

Uma das sugestões do STF é que os usuários sejam encaminhados pelo Judiciário a unidades especializadas no sistema de saúde, como os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS). Prevaleceu a posição de que a dependência é um problema de saúde pública.

A tese fixada foi a seguinte: “Não comete infração penal quem adquirir, guardar, transportar ou trouxer consigo, para consumo pessoal, a substância cannabis sativa, sem prejuízo do reconhecimento da ilicitude extrapenal da conduta.”

Após anúncio da pré-candidatura do atual vice-prefeito de Cabrobó, Dr. Lucas Novaes, e da composição com o empresário Cláudio Novaes, a situação política na cidade está em ebulição. Ambos possuem trabalho social conhecido e têm carisma junto à população. A chapa pode representar um sério desafio à reeleição do atual prefeito, Galego de Nanai (Avante).

Dr. Lucas é filiado ao União Brasil e tem respaldo de Fernando Filho e Miguel Coelho. Cláudio Novaes, por sua vez, é do PSB e ainda aguarda definição da direção estadual para a aliança.

As conversas passam por acordos entre o ex-prefeito Auricelio Torres, o deputado federal Lucas Ramos e o vice-presidente da Câmara Municipal, João Pedro Novaes (sobrinho de Cláudio). E, claro, também repercutirá os entendimentos em torno da chapa do prefeito do Recife, João Campos, que tentará à reeleição.

Em alusão ao Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+, celebrado na próxima sexta-feira (28), a deputada estadual Dani Portela (PSOL) realizará uma Reunião Solene homenageando 36 organizações que militam pela causa. O encontro acontece nesta quinta-feira (27), no auditório Sérgio Guerra, na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), a partir das 18h.

É o segundo volume da série de encontros “Educando para os Direitos Humanos”, realizada pela Comissão de Cidadania, Direitos Humanos e Participação Popular da Alepe, da qual a parlamentar é presidente. “Essa sessão solene serve para aplaudir quem luta diariamente pela vida das pessoas LGBTQIA+ de nosso estado. Celebraremos com a consciência de que temos muito o que avançar como sociedade”, disse.

O novo aplicativo da Compesa está de cara nova, mais funcional, colaborativo e intuitivo para facilitar a vida dos clientes na hora de solicitar os serviços. O App Compesa, que tem design mais moderno, já está disponível para Android e iOS e apresenta 14 serviços a mais, totalizando 31 funcionalidades.

O lançamento aconteceu na manhã desta quarta-feira (26), na sede administrativa da estatal, no bairro de Santo Amaro, Recife, e contatou com a presença do secretário de Recursos Hídricos e Saneamento, Almir Cirilo, do presidente da Compesa, Alex Campos, do diretor de Inovação e Eficiência, Nilo Otaviano, e demais diretores da Companhia.

Dentre as novas funcionalidades, agora é possível reportar vazamentos anexando imagens (fotos e vídeos) e utilizar a geolocalização para esse e outros serviços, como informar a falta de água no imóvel ou na rua, sem a necessidade de digitar o endereço da ocorrência.

Esta ação é importante no momento em que a Companhia iniciou novos contratos de prestação de serviços que preveem agilidade no conserto de vazamentos em redes de abastecimento de água na RMR. Com as imagens anexadas no próprio aplicativo, a resposta das equipes de manutenção da Companhia será ainda mais rápida, especialmente com relação aos vazamentos de grande porte. Outra novidade é que o usuário do aplicativo agora pode informar furto do medidor de água diretamente na plataforma.

Além da solicitação de serviços relacionados ao hidrômetro, como a verificação das condições, instalação ou remoção do equipamento, e a instalação ou substituição da caixa de proteção, a atualização também disponibiliza o acesso à segunda via do contrato de adesão do cliente, tabela de serviços e estrutura tarifária da Companhia; o cliente agora pode compartilhar a conta de água pelo WhatsApp ou e-mail, um aperfeiçoamento da função que antes permitia apenas a visualização da fatura pelo usuário; fazer doações para instituições sociais pelo programa Conta Comigo; e ainda é possível, com a atualização, fazer uma avaliação do atendimento.

Quem já utiliza a ferramenta no celular pode acessar a sua loja de aplicativos para baixar a atualização. Depois, basta entrar novamente no app usando login e senha cadastrados na versão anterior.

O presidente da Compesa, Alex Campos, destacou que a modernização do aplicativo traz mais uma comodidade para os clientes, voltada ao combate às situações que implicam desabastecimento da população.

“Conseguimos reunir nessa atualização serviços solicitados com mais frequência pelos nossos clientes, que agora contam com mais de 30 funcionalidades na palma da mão. Essa ação coloca a empresa em um outro patamar, permitindo que o cliente consiga resolver as situações com maior comodidade e que a nossa resposta às solicitações seja ainda mais rápida em benefício da população”, afirmou.

A população poderá, também, informar a necessidade de conserto de um vazamento anexando imagens do local. De acordo com o gestor, essa é uma funcionalidade complementar aos novos contratos de manutenção de redes de água da Companhia na região metropolitana, para dar maior celeridade aos consertos.

“O objetivo dos contratos é reduzir consideravelmente o tempo entre as etapas do serviço nas redes de água e, nesse sentido, a atualização do aplicativo vai facilitar a contribuição dos usuários com informações precisas do local onde a rede de água está danificada, estimulando uma resposta cada vez mais rápida das nossas equipes de manutenção”, complementou Campos.

Na 19ª sessão ordinária do Tribunal de Contas do Estado, no último dia 20, o prefeito de São José do Egito, Evandro Valadares (PSB) foi condenado a pagar uma multa superior a R$ 10 mil por ter autorizado contratações temporárias e comissionadas acima do limite permitido por lei.

Foram identificados 542 contratos que evidenciam também a falta de planejamento por parte da sua equipe, especialmente o secretário de Governo, Paulo Jucá, genro e braço direito do prefeito.

Evandro já reincidente nesse tipo de infração, repetindo práticas inadequadas na gestão pública. A decisão do TCE ressalta a necessidade de uma administração mais criteriosa e responsável para evitar futuros desmandos e assegurar uma gestão transparente e eficiente.

Para o TCE, é essencial que medidas corretivas sejam implementadas para garantir que a administração pública de São José do Egito atue em conformidade com a legislação e os princípios da boa governança.

Por René Júnior *

Desde tenra idade (7 anos) que o meu saudoso Pai, dentista dos bons, que com muito orgulho carrego o mesmo nome dele, iniciou a assinatura do Jornal do Comércio. A partir daí, comecei a me interessar em lê todos os dias, religiosamente, a parte da política brasileira, principalmente a local.

Até hoje, acompanho os bastidores da política, em especial pelo seu blog, para mim o mais completo de todos, bem como em outros canais de informação. Queria aqui deixar registrado o meu respeito e admiração a dois ex governadores ainda vivos de Pernambuco, que são Roberto Magalhães, e Gustavo Krause.

Muitos não sabem, mas além de bons políticos, são também grandes juristas, sendo professores universitários. Com Dr. Roberto, como é chamado até hoje, tive uma pequena aproximação, devido ao namoro de adolescentes do meu saudoso irmão, já falecido precocemente, com uma de suas filhas.

Lembro me da casa de Porto de Galinhas, onde dr. Roberto sempre veraneava com sua família, e também recebia a todos com muita atenção, ele e Dra. Jane. Entre os diversos amigos que ali frequentavam, estava o saudoso Marco Maciel (esse tão bem descrito em seu livro), cuja escola Macielista deixou seguidores até hoje, incluindo os dois ex governadores citados acima.

Dr. Roberto é daqueles políticos que entraram na vida pública por amor a causa, ao bem público, a sua terra, ao seu povo! Exerceu a política como um sacerdócio, com zelo a coisa pública, exercendo diversos cargos com muita honradez, e até hoje vive apenas com os proventos de sua(s) aposentadoria(s), como um cidadão de classe média, não tendo nenhuma participação em empresas ou quaisquer outros negócios.

Dr. Gustavo Krause, a mesma coisa, um político simples, do povo. Também exerceu diversos cargos públicos com muito zelo, competência, e honradez. Saiu do Palácio do governo direto para a Câmara de Vereadores, onde foi o mais votado da história, coisa rara de se ver na política.

Lembro-me na infância quando ele foi prefeito do Recife, e já naquele tempo, sem nenhuma demagogia, percorria todos os bairros fiscalizando as obras, e as feirinhas típicas que existiam naquele tempo em cada bairro da cidade, onde as pessoas se reuniam para bebericar, paquerar, e jogar conversa fora. Dali, sairam muitos casamentos.

Quando ele chegava, cumprimentava a todos, e ainda tomavas umas cervejas também. Até hoje também vive de sua(s) aposentadoria(s). Lembro de uma palestra que ele fez na universidade Católica para os alunos de Direito, no ano de 1993, no qual eu fazia parte, quando ele falou que nunca soube aprender a dirigir, que tinha trauma de direção. Isso até hoje eu conto para as pessoas quando me refiro a ele.

Aprenderam fielmente os ensinamentos da escola a qual pertenceram, a qual foram alunos e também professores, a renomada escola Macielista., Pernambuco e o Brasil estão carentes de políticos dessa estirpe, dessa envergadura.

*Advogado

Reduzir o volume de importação de insumos estrangeiros para produzir medicamentos é um dos objetivos do programa Impacta Bioeconomia destacados pelo superintendente Danilo Cabral. Durante sua participação em um programa de entrevistas, nesta quarta-feira (26), o gestor comentou os impactos positivos do projeto que busca estabelecer novas cadeias produtivas a partir da exploração sustentável dos biomas presentes na área da Sudene, sobretudo da caatinga.

“Um dos eixos da nova política industrial do Governo Federal é o complexo econômico industrial da Saúde, que representa 10% do PIB brasileiro. São 10 milhões de trabalhadores envolvidos, representa 35% da pesquisa do nosso país e tem hoje uma forte dependência comercial externa. Temos um déficit nesta balança de exportação de R$ 20 bilhões. Grande parte disso representada pelos fármacos importados”, diz. “Ao mesmo tempo, a gente tem uma grande oportunidade no bioma da caatinga para explorar”, comentou.

A estruturação da rede Impacta Bioeconomia envolve, inicialmente, a identificação das organizações socioprodutivas com maior nível de solidez para a realização de estudos com espécies vegetais e animais. A partir do olhar para a biodiversidade, haverá uma busca de bioativos e bioinsumos que possam ser extraídos de forma sustentável do território, gerando renda, industrialização, desenvolvimento socioeconômico e proteção ambiental.

Além de fármacos, o Impacta Bioeconomia poderá identificar o potencial de desenvolvimento de itens das indústrias de cosméticos e alimentícia a partir de insumos típicos da caatinga. O projeto conta com R$ 553 mil investidos pela Sudene, movimentando uma rede de pesquisadores das Universidades Federal de Pernambuco (UFPE) e Federal do Vale do São Francisco (Univasf).

Licuri, maracujá-do-mato, pitanga, umbu, melão de São Caetano e acerola são alguns dos frutos que serão objeto de estudo pelos pesquisadores do Impacta Bioeconomia. Também está previsto o desenvolvimento de tecnologia de ponta para exploração de peptídeos a partir dos escorpiões amarelos que habitam o bioma. Este material da fauna é capaz de gerar produtos terapêuticos e defensivos agrícolas biodegradáveis.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) encerrou, na segunda-feira (24), a Operação São João 2024 em Pernambuco. De acordo com o balanço da PRF, o estado registrou alta no número de acidentes durante o feriado. As informação são da Folha de Pernambuco.

O reforço nas fiscalizações iniciou na última sexta-feira (21) e buscou promover a segurança viária e a mobilidade do trânsito nas rodovias federais do estado, que tem os festejos juninos como uma de suas maiores manifestações culturais.

A expectativa de que houvesse um aumento expressivo na movimentação de veículos foi confirmada, nas BRs que dão acesso aos importantes polos do São João no estado, como Caruaru, Gravatá, Bezerros, Arcoverde e Petrolina.

Milhares de pessoas circularam nas BRs 232, 408, 104, 407 e 428, que levam ao Agreste e Sertão do estado, e contaram com a presença dos policiais nos principais trechos.

A PRF reforçou a fiscalização em trechos críticos das rodovias, a partir de levantamentos dos locais onde mais ocorrem colisões com feridos ou mortes. Nos quatro dias da Operação São João 2024, foram registrados 39 sinistros, que resultaram em 35 feridos e quatro mortes.

O número de sinistros e de mortos é maior do que em 2023, quando o estado registrou 35 acidentes de trânsito, com três mortes. Já o número de feridos foi menor que no último ano, quando a PRF contabilizou 37 pessoas feridas.

Para prevenir mortes por excesso de velocidade, os policiais atuaram com radares portáteis que captam a velocidade do veículo a cerca de um quilômetro de distância. Flagrados trafegando com velocidade acima do permitido, 184 motoristas foram autuados.

Já com o objetivo de retirar condutores alcoolizados das rodovias, as equipes intensificaram também as abordagens com o uso de bafômetros. Fizeram o teste durante a operação 2.546 condutores, 67 deles acabaram autuados por alcoolemia ao volante e oito desses foram encaminhados para a delegacia de polícia.

As ultrapassagens em local proibido também estiveram no foco da fiscalização. Os PRFs flagraram 202 motoristas realizando esse tipo de manobra de forma perigosa. Além disso, as motocicletas receberam uma atenção especial da PRF durante a operação, devido ao aumento na quantidade de sinistros envolvendo esses veículos. 48 condutores e passageiros de motos cometeram a infração de transitar sem o uso do capacete.

Outros equipamentos obrigatórios, como os dispositivos de segurança para o transporte de crianças e o cinto de segurança também foram ignorados por alguns motoristas. Foram emitidos 32 autos de infração pelo transporte de crianças sem o bebê conforto, cadeirinha ou assento de elevação.

E ainda, 39 motoristas e 90 passageiros foram flagrados sem o cinto de segurança. Já o uso do celular na direção do veículo resultou em 19 condutores autuados.

Por diversos tipos de infrações e irregularidades, 154 veículos foram recolhidos. Ainda com foco na segurança viária, a PRF afastou das BRs 166 animais de médio e grande porte. Foram prestados ainda 82 auxílios a motoristas que tiveram algum problema durante a viagem, a exemplo de pneu furado e pane mecânica.

Ações de enfrentamento ao crime também foram intensificadas, com o apoio do Comando de Operações Especializadas da PRF. O reforço buscou levar mais segurança a quem viajou nesse período e coibir assaltos, receptação, porte ilegal de arma, tráfico de drogas e contrabando de mercadorias. Durante a operação, a PRF deteve 18 pessoas por diversos crimes, entre eles uso de documento falso, tráfico de drogas, receptação e adulteração de veículo.