FMO - Processo Seletivo 2024

Pernambuco teve maior taxa de desocupação do país em 2023

A taxa de desocupação em Pernambuco no ano de 2023 foi de 13,4% da população de 14 anos ou mais, a mais alta do país. A média nacional, por sua vez, foi de 7,9%. Ainda assim, esse foi o menor percentual do estado desde 2015 e o resultado mostra uma tendência de queda nos dois últimos anos. Em 2021, com a economia ainda sob efeito da pandemia, o índice chegou a 20,2%; em 2022, a taxa foi de 15,9%. Os números são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), divulgada hoje pelo IBGE.

A pesquisa mostra ainda que a taxa de informalidade – trabalhadores sem carteira, trabalhadores domésticos sem carteira, empregador sem CNPJ, conta própria sem CNPJ e trabalhador familiar auxiliar – foi de 50,1% da população ocupada. Ou seja, aproximadamente metade dos pernambucanos trabalhou na informalidade em algum momento de 2023, enquanto a média nacional foi de 39,1%.

Em 2023, o rendimento médio habitual de todos os trabalhos em 2023 foi de R$ 1.952, o quarto menor do país, atrás apenas do Ceará, do Maranhão e da Bahia. No Brasil, o montante é de R$ 2.979.

“Esses resultados da PNAD Contínua têm sido corroborados por outras pesquisas conjunturais do IBGE. Os indicadores de produção industrial, de serviços e de vendas do comércio já demonstravam, ao longo de 2023, um menor dinamismo na economia pernambucana, que acabam de refletir no nível de ocupação da população. O grande volume de pessoas no mercado informal, sem garantias trabalhistas e com menores rendimentos do trabalho, gera uma insegurança quanto ao futuro, refletindo em menores despesas e compras de menor valor. Isso reduz as perspectivas de investimento das empresas e diminui as chances de contratação, num ciclo de baixo desempenho econômico no estado”, pontua a gerente de planejamento e gestão do IBGE em Pernambuco, Fernanda Estelita.

Leitor fiel e fanático do blog, segundo o termo que usou, Zé Valmir de Oliveira me deu um tremendo susto, logo cedo, em Arcoverde. Ao me reconhecer correndo pelas ruas da cidade, parou o carro, deu um grito e gesticulou em minha direção. 

Como não agrado a gregos e troianos, pensei que se tratasse de algo fora dos padrões convencionais. Mas ele foi logo gritando: “Pare aí, pelo amor de Deus”!

Pensei nos meus botões: “Veio me prender”. Mas longe de qualquer intimidação, o que Zé Almir queria, na verdade, era me conhecer pessoalmente, pois já me acompanha no blog, segundo ele, desde a sua fundação, há 18 anos. E também minha voz é muito familiar a ele pelas ondas sonoras do rádio. 

Em Arcoverde, a emissora que retransmite o Frente a Frente é a Itapuama, do meu amigo João Ferreira. Zé Almir sabe de cor todas as vinhetas do programa, principalmente o meu bordão: “Magno Martins, falou tá falado”.

Só resta, ao fazer esse registro, mandar um abraço para ele.

Investigadores da Polícia Federal disseram, ao blog do Valdo Cruz, que não descartam novas delações premiadas no inquérito que apura os atos golpistas de 8 de janeiro de 2023 – assim como o acordo já celebrado com Mauro Barbosa Cid, ex-ajudante de ordens de Jair Bolsonaro.

A expectativa é de que militares que trabalharam com Mauro Cid acabem tomando o mesmo caminho do chefe, diante das evidências já colhidas contra o grupo.

A PF também conta com depoimentos que devem ser agendados para os próximos dias e que podem revelar mais detalhes do que vinha sendo planejado dentro do governo Bolsonaro para subverter a ordem democrática e tentar evitar ou anular um revés eleitoral.

Um dos investigadores ouvidos pelo blog diz que os militares devem depor em situação de desvantagem. Ou seja, vão ser confrontados com os indícios de provas já colhidos a partir da delação de Mauro Cid e da checagem das informações passadas pelo ex-ajudante de ordens.

“Os militares que terão de depor estarão numa situação difícil. Há dados que já os comprometem nas quebras de sigilo obtidas pela PF até agora”, diz o militar.

Petrolina - Bora cuidar mais

Do G1/PE

A chuva que atingiu o Grande Recife na madrugada e na manhã desta sexta-feira (16) causou transtornos para a população. Além do alagamento em ruas e avenidas, uma forte ventania causou queda de árvores e falta de energia em várias cidades da Região Metropolitana, como a capital pernambucana, Olinda e Jaboatão dos Guararapes.

A ventania também causou a queda de um pórtico da decoração de carnaval de Olinda, na Avenida Olinda, bloqueando a passagem pela via, que é um dos principais acessos à cidade para quem vem do Recife.

Em Carpina, na Zona da Mata Norte de Pernambuco, o teto de um posto de gasolina caiu devido à forte ventania. Grande parte da estrutura ficou retorcida e foi ao chão. Já na Zona da Mata Sul, no município de Escada, moradores filmaram os raios que caíram na cidade durante a madrugada.

A Agência Pernambucana de Águas e Climas (Apac) emitiu um alerta de estado de observação para a Região Metropolitana do Recife e a Zona da Mata. O aviso é válido até às 12h25 desta sexta.

Segundo o meteorologista da Apac Patrice Oliveira, dois fenômenos causaram o grande nível de chuvas: a zona de convergência, que é o sistema de chuvas já previstas para fevereiro e maio, e o cavado de altos níveis, o sistema de altos ventos que, a depender da posição, aumenta a chuva em determinada região.

“Nós lançamos um estado de observação, só que, com o decorrer do processo, vimos que as chuvas iriam se intensificar. Em toda a Região Metropolitana, choveu mais de 60 milímetros, em média. Só em Itapissuma, que foi um ponto fora da curva, choveu mais de 150 milímetros”, disse.

A previsão da Apac, de acordo com o meteorologista, é de a chuva diminua com o tempo. “Aqui vai continuar, mas mais fina, ou seja, com uma intensidade menor. Mas isso não quer dizer que, a qualquer momento, devido ao sistema, não possa ocorrer uma chuva mais de moderada a forte. A previsão é que continue com essa chuva, de moderada a fraca”, afirmou.

Aulas suspensas

No Recife, as aulas do turno da manhã nas escolas da rede municipal foram suspensas. A prefeitura da capital informou que vai reavaliar a situação para decidir se as aulas do período da tarde também serão canceladas.

A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) suspendeu as atividades administrativas e as aulas até às 13h no Campus Recife, que fica na Cidade Universitária, na Zona Oeste da capital. Segundo a instituição, um novo comunicado será divulgado sobre o expediente na tarde e na noite.

Imagens registradas por leitores mostram diversas ruas alagadas, como a Avenida Caxangá, na Zona Oeste da capital pernambucana, e na Estrada dos Remédios, em Afogados, na mesma região da cidade.

A água também ficou acumulada na Avenida Dois Rios, no Ibura, na Zona Sul do Recife, e na Avenida Doutor José Rufino, no bairro da Estância, na Zona Oeste da cidade.

De acordo com a Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU), às 5h25, foram registrados os seguintes pontos de alagamento na capital pernambucana:

  • Túnel Chico Science – Madalena, na Zona Oeste;
  • Avenida Engenheiro Domingos Ferreira – Pina, na Zona Sul;
  • Avenida Governador Agamenon Magalhães (pista central) – Paissandu, no Centro;
  • Avenida Governador Agamenon Magalhães (pista central) – Derby, no Centro;
  • Avenida Governador Agamenon Magalhães – Campo Grande, na Zona Norte;
  • Avenida Recife – Ibura, na Zona Sul;
  • Avenida Presidente Dutra – Ibura, na Zona Sul;
  • Avenida Recife – Estância, na Zona Oeste;
  • Rua Imperial – São José, no Centro;
  • Avenida Sul – São José, no Centro;
  • Avenida Maria Irene – Jordão, na Zona Sul;
  • Avenida Marechal Mascarenhas de Morais – Imbiribeira, na Zona Sul;
  • Avenida Marechal Mascarenhas de Morais – Ibura, na Zona Sul;
  • Túnel Felipe Camarão – Jordão, na Zona Sul;
  • Avenida Sport Club do Recife – Ilha do Retiro, na Zona Oeste;
  • Avenida Engenheiro Abdias de Carvalho – Prado, na Zona Oeste;
  • Rua Cônego Barata – Tamarineira, na Zona Norte;
  • Avenida Barão de Souza Leão – Boa Viagem, na Zona Sul;
  • Avenida Governador Agamenon Magalhães (pista central) – Espinheiro, na Zona Norte.

Queda de árvores

Devido aos fortes ventos, diversas árvores caíram no Grande Recife. Houve queda de árvores nos seguintes locais:

  • Janga, em Paulista, no Grande Recife;
  • Cruzamento da Almirante Noronha de Carvalho com a Avenida Santos Dumont, nos Aflitos, na Zona Norte do Recife;
  • Rua Sá e Souza, em Setúbal, na Zona Sul;
  • Rua Barão de Água Branca, na Imbiribeira, na Zona Sul;
  • Rua das Gardênias, em Rio Doce, em Olinda.

Falta de energia

Houve falta de energia em várias cidades da Região Metropolitana do Recife, nos seguintes bairros:

  • Bairro Novo, em Olinda;
  • Rio Doce, em Olinda;
  • Pau Amarelo, em Paulista;
  • Aldeia, em Camaragibe;
  • Jaqueira, na Zona Norte do Recife.

A Neoenergia informou, por nota, que aumentou em 300% o número de equipes em campo atuando no Grande Recife. A empresa também solicitou que clientes informem possíveis ocorrências pelo WhatsApp (81) 3217-6990 ou pela Central de Atendimento, através do número 116.

Ipojuca - App 153

Em São José do Egito, Sertão do Pajeú, a 400 km do Recife, não se revelou em surpresa alguma a primeira pesquisa registrada sobre a sucessão municipal do Opinião em parceria com este blog. Líder absoluto com 43% das intenções de voto, o pré-candidato do União Brasil, Augusto Valadares, embora hoje seja prefeito de Ouro Velho, cidade vizinha, já no Estado da Paraíba, tem militância política, identificação e um histórico de serviços prestados a São José do Egito. 

Ali, foi secretário do atual prefeito Evandro Valadares na sua primeira gestão. Um auxiliar fortíssimo e influente. Com o tempo, Augusto conquistou o coração da pequena Ouro Velho, quase quintal de São José, de tão próxima geograficamente. Eleito prefeito em 2020, faz uma excelente gestão, com aprovação beirando quase a unanimidade: percentuais acima de 90% na soma do ótimo com o bom entre os eleitores que aprovam o seu governo. 

Isso tem forte repercussão em São José do Egito, berço da origem política de Augusto. Ele enfrenta, entretanto, divergências dentro do seu grupo, mas aparentemente sanáveis na base do diálogo, arma feroz e infalível da boa política e do político que se preza. 

Augusto deve polarizar a disputa com o empresário Fredson Brito (PV), que trabalha para unir as oposições em torno do seu nome. É de fato, como Augusto, a cara nova da sucessão municipal em São José do Egito. Embora percentualmente esteja um pouquinho a frente de Fredson, o ex-prefeito Romério (PP) não deve ser candidato. Quanto ao ex-deputado Zé Marcos, este já disse que está fora e que seu candidato será Fredson.

Citi Hoteis

Modo ataque ativado

Por Juliana Albuquerque – repórter do Blog

Acuado em meio às investigações deflagradas, semana passada, pela Polícia Federal, que o colocam no centro da elaboração da fundamentação jurídica para validar a tentativa de golpe, em 8 de janeiro do ano passado, o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) optou por ir ao ataque. Convocou, para o próximo dia 25, às 15h, a sua legião de apoiadores fiéis, sob o argumento de que irá se defender das acusações contra sua pessoa.

Como nada que faz é aleatório, o que o ex-mandatário quer, na verdade, é além de testar a sua popularidade, que anda desgastada desde as provas irrefutáveis de sua participação na tentativa de Golpe de Estado, despertar uma revolta generalizada dos seus apoiadores, que tendem a não poupar esforços em defesa de seu “mito”.

Para quem duvida da estratégia de Bolsonaro, ela já começou a dar resultados desde os primeiros minutos após a convocação, por vídeo, em sua rede, na última segunda-feira. No Telegram, maior reduto do bolsonarismo, por exemplo, já começa a chover indícios do que pode vir pela frente.

“O presidente Bolsonaro está dando um recado: estamos a 11 dias do maior evento de democracia e resgate aos movimentos patrióticos como os 70 dias nos quartéis. Eu estava lá e vocês?”, dizia uma mensagem enviada, na terça, que circulou em 16 dos grupos monitorados pelo Laboratório de Humanidades Digitais (LAB-HD) da Universidade Federal da Bahia (UFBA), com apoio do InternetLab. Em outra, os seguintes dizeres: “Acho que mexeram com o formigueiro. O povo vai se levantar e não vai aceitar botar o capitão na cadeia por vaidade”.

Longe, claro, de o dia 25 de fevereiro culminar em algo similar ao que aconteceu em 8 de janeiro, o ato não pode ser ignorado pelas forças de segurança pública nacional. É preciso ficar vigilante para que esse não seja o início de um novo movimento de caráter antidemocrático.

Protesto pacífico – No vídeo de convocação, Jair Bolsonaro afirma que o ato do dia 25 será pacífico e em defesa do estado democrático de direito. Pediu, também, aos seus apoiadores, para irem trajados de verde e amarelo e sem qualquer tipo de cartazes.

Apoio a Bolsonaro – Afastado da ala bolsonarista radical desde que assumiu o Governo de São Paulo, o governador do Estado paulista, Tarcísio de Freitas (Republicanos), confirmou que irá ao ato em defesa do aliado, lugar que ele alega nunca ter saído.

Fuga em Mossoró – Após a fuga inédita de dois detentos da penitenciária federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte, o Governo Lula anunciou, ontem, que vai construir muralhas em todos os presídios federais. Além disso, o ministro da Justiça e da Segurança Pública, Ricardo Lewandowski, disse que trabalhará na modernização do sistema de videomonitoramento dos presídios e do controle de acesso com reconhecimento facial.

Violência em PE– De acordo com dados da SDS, durante o Carnaval 2024, Pernambuco contabilizou 68 assassinatos, 52 tentativas de homicídio, 12 estupros e 677 denúncias de violência contra a mulher. Além disso, as câmeras de reconhecimento facial, usadas pela primeira vez neste ano, resultaram na prisão de duas pessoas durante a festa.

PT fora da vice no Recife – Segundo informação exclusiva do titular deste Blog, o prefeito do Recife, João Campos (PSB), aproveitou a passagem da presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, durante o Carnaval em Pernambuco, para comunicar que não vai abrir a vaga de vice para o PT em sua chapa nas eleições municipais deste ano.

CURTAS

INTERINA – A vice-prefeita do Recife, Isabella de Roldão, assumiu, interinamente, desde a Quarta-Feira de Cinzas, até a próxima segunda, o comando do Executivo municipal. É a segunda vez em 2024 que Isabella fica como prefeita em exercício da capital pernambucana.

SOLENIDADE – Os 44 anos de fundação do Partido dos Trabalhadores (PT) teve a sua história comemorada em uma reunião solene promovida, ontem, na Câmara Municipal do Recife. Realizado por iniciativa do vereador Osmar Ricardo, o evento contou com a participação de autoridades e militantes da legenda, como Cirilo Mota, Carlos Veras e Teresa Leitão.

PRORROGADO – O prazo para inscrição no concurso para o cargo de analista bancário de nível médio no Banco do Nordeste (BNB) foi prorrogado até às 16 horas do dia 11 de março de 2024, dois dias a mais que o período inicial. O certame está oferecendo 410 vagas imediatas, além de 300 vagas para cadastro de reserva.

Perguntar não ofende: O Sinpol-PE vai questionar os números da violência divulgados pela SDS?

Cabo de Santo Agostinho - Refis 2023

Se as eleições para prefeito de São José do Egito, no Sertão do Pajeú, a 400 km do Recife, fossem hoje, o prefeito de Ouro Velho, Augusto Valadares (UB), cidade vizinha, já na Paraíba, seria eleito com 43,1% dos votos, segundo pesquisa do Instituto Opinião, de Campina Grande (PB), feita com exclusividade para este blog.

Em segundo lugar viria o ex-prefeito Romério Guimarães (PP), com 12,6%, em terceiro aparecem empatados o empresário Fredson Brito (PV) e o ex-prefeito Zé Marcos (Avante), com 10,6%, enquanto João de Maria (PSB) aparece com 6,3%. Por último, o odontólogo George Borja (sem partido) tem apenas 0,9%. Brancos e nulos somam 6,6% e indecisos 9,3%.

Na espontânea, modelo pelo qual o entrevistado é forçado a lembrar o nome do seu candidato sem o disquete com todos os postulantes, Augusto também lidera com 14,6%, Fredson vem em seguida com 6%, Zé Marcos aparece com 3,1% e Romério com 1,1%. Foram citados ainda George Borja (0,3%) e Gerson Souza (0,3%). Nesta modalidade, os indecisos sobem para 65,7% e brancos e nulos somam 4,3%.

Quanto à rejeição, a liderança ficou com Romério. Dos entrevistados, 19,4% disseram que não votariam nele de jeito nenhum, seguido por João de Maria, com 10,3% e Zé Marcos, com 8%. Augusto aparece em seguida com 7,7% e Fredson é o menos rejeitado, com 4,3%.

No duelo direto entre Augusto e Romério, o candidato do União Brasil teria 49,4% contra 32,9%. Já se enfrentasse Fredson, Augusto também ganharia e com vantagem maior. Teria 58,6% dos votos ante 19,7%. Se o adversário de Augusto fosse Zé Marcos, ele teria 53,1% dos votos e o candidato do Avante 26,6%. Por fim, se o adversário fosse João de Maria, Augusto venceria igualmente com 59,7% dos votos ante 17,1%.

O levantamento foi a campo no último dia 7, sendo aplicados 350 questionários. A margem de erro é de 5,2 pontos percentuais para mais ou para menos, com intervalo de confiança estimado em 95,0%. A modalidade de pesquisa adotada envolveu a técnica de Survey, que consiste na aplicação de questionários estruturados e padronizados a uma amostra representativa do universo de investigação. A pesquisa foi registrada na justiça eleitoral sob o protocolo PE-05921/2024.

Estratificando o levantamento, Augusto tem seus maiores percentuais entre os eleitores com grau de instrução superior (48,6%), entre os eleitores com renda familiar acima de cinco salários (48%) e entre os eleitores na faixa etária de 35 a 44 anos (45,6%). Por sexo, 44,5% dos seus eleitores são homens e 41,9% são mulheres.

Romério, por sua vez, tem suas maiores taxas entre os eleitores jovens, na faixa etária de 16 a 24 anos (18%), entre os eleitores com grau de instrução até a 9ª série (16%) e entre os eleitores com renda familiar de até dois salários (13,5%). Por sexo, 12,9% dos seus eleitores são mulheres e 12,2% são homens.

Já Fredson concentra maior percentual do seu eleitorado entre os eleitores jovens (14%), entre os eleitores com renda familiar acima de cinco salários (13,3%) e entre os eleitores com grau de instrução superior (13,8%). Por sexo, 11% dos seus eleitores são homens e 10,2% são mulheres.

Caruaru - Geracao de emprego

Na largada da parceria com o Instituto Opinião para as eleições municipais deste ano, o blog traz o cenário eleitoral de São José do Egito, a terra dos poetas, a 400 km do Recife. Os leitores deste blog em São José têm um motivo para dormir um pouquinho mais tarde. A pesquisa está registrada na justiça eleitoral sob o protocolo PE-05921/2024.

Belo Jardim - Patrulha noturna

Folha de Pernambuco

Passado o período de Carnaval, a Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS) agora celebra a diminuição da violência em relação ao mesmo recorte de tempo no ano passado. O detalhamento dos dados foi apresentado, na tarde de hoje, na sede da SDS, na área central do Recife. O levantamento corresponde ao período entre os dias 8 e 13 de fevereiro.

Participaram do momento o secretário da SDS, Alessandro Carvalho; o delegado-geral da Polícia Civil de Pernambuco (PCPE), Renato Rocha Leite; o comandante-geral da Polícia Militar de Pernambuco (PMPE), Ivanildo Torres; e o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco (CBMPE), Luciano Fonsêca.

Segundo o órgão, os roubos nos chamados “focos de folia” apresentaram uma redução de 40% em relação ao ano passado, caindo de 910 registros para 550. Um declínio de 29% também aconteceu em relação aos furtos. No Carnaval de 2023, foram 2.756 registros, enquanto, neste ano, se teve conhecimento de 1.945 casos.

Ainda no mesmo período, para além dos focos de festas do Carnaval em Pernambuco, a SDS aponta quedas em estupros e mortes violentas intencionais (MVI). No primeiro caso, em 2023, foram registrados 17, enquanto 2024 teve 12. Para MVI, o número em 2023 era de 82, contrastando com 68 neste ano (redução de 17%).

“Os resultados mostram que o planejamento operacional, iniciado em setembro de 2023, foi bem executado. Sabemos que esses resultados são frutos do trabalho integrado da segurança pública. A polícia trabalhou”, afirma o secretário Alessandro Carvalho.

De acordo com a Prefeitura do Recife, os shows no Marco Zero da cidade tiveram recorde de público, contando com 3,4 milhões de pessoas (20% a mais que no ano passado). Já em Olinda, também segundo a prefeitura municipal, foram mais de 4 milhões de pessoas curtindo a folia nas ladeiras.

Três mortes no Carnaval

Apesar de os índices apontarem redução na criminalidade do Carnaval pernambucano deste ano, houve registros de três homicídios em locais de folia. Carvalho detalhou cada uma.

A primeira morte foi na noite da última quinta-feira (8), na Região Metropolitana do Recife (RMR), em reação a um assalto. Keven Paulo Santos da Silva, de 18 anos, tentou, junto com outro homem no Sítio Histórico de Olinda, assaltar um sargento do Exército Brasileiro, que reagiu e atingiu a dupla com disparos.

Keven Paulo, que é ex-jogador das categorias de base do Santa Cruz e do Internacional, não resistiu e morreu no local. O outro foi socorrido e encaminhado para uma unidade de saúde. “Nós tivemos três homicídios em focos de folia, sendo todos com vítimas com envolvimento no mundo criminal. Uma morte foi em Olinda, por uma reação do sargento do Exército, quando um assaltante foi morto e o que sobreviveu foi autuado em flagrante, com duas passagens por roubo, uma por violência contra a mulher e outra por drogas. Ele estava preso até 23 de setembro do ano passado”, iniciou o secretário.

A segunda morte, no Litoral Sul de Pernambuco, também foi justificada como consequência de aproximação com o crime. “O segundo caso foi em Tamandaré, numa madrugada, onde familiares da vítima também tinham passagens por roubo e por tráfico (de drogas). A mãe da mulher tinha passagens no sistema prisional por roubo e tráfico de drogas, e está solta. A irmã dela continua presa por tráfico de drogas. Essa ação foi direcionada”, salienta.

A morte durante um bloco carnavalesco em Lagoa de Itaenga, segundo o secretário, aconteceu depois de duas tentativas de homicídios sem êxito. A cidade é vizinha de Glória do Goitá, Feira Nova e Carpina. “O terceiro e último caso foi em Lagoa de Itaenga, em folia, durante um bloco. Essa última vítima é autora de um homicídio de 2014 e escapou de tentativas de homicídios em 2012 e 2020. Mais uma vez, foi uma morte com total vinculação à atividade criminosa”, diz.

“Não foi nenhum folião que estava brincando com a sua família, todas foram pessoas ligadas ao mundo do crime”, finaliza Carvalho.

Vitória Reconstrução da Praça

O avião do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pousou, na tarde de hoje, na capital da Etiópia, Adis Abeba. Lula foi recebido pelo ministro das Relações Exteriores do país, Taye Atsekeselass. A partir de amanhã até domingo (18) Lula terá reuniões fechadas com o primeiro-ministro etíope, Abiy Ahmede, e participará da Cúpula da União Africana como convidado.

Além dessas agendas, há previsão que o presidente participe do evento “Financiamento climático para a agricultura e segurança alimentar: Implementação da Declaração de Nairóbi e resultados da COP-28”. Esse é o segundo giro de Lula por países da África desde que tomou posse como presidente da República. Lula teve atividades no Egito nos últimos dois dias. No ano passado, Lula passou por África do Sul, Angola e São Tomé e Príncipe.

A Polícia Federal (PF) encerrou as investigações do tumulto no aeroporto de Roma envolvendo a família do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), e uma família do interior de São Paulo em julho de 2023.

A PF concluiu que Roberto Mantovani Filho cometeu crime de injúria real contra o filho do ministro. Segundo a PF, as imagens registradas pelas câmeras de segurança do aeroporto mostram com clareza o momento em que Roberto Mantovani Filho se dirige de modo incisivo a Alexandre Barci de Moraes e, “o atinge no rosto com a mão direita, causando o deslocamento dos óculos do atingido”.

Os investigadores dizem que, logo após, o filho do ministro, revida, empurrando Roberto Mantovani Filho com o braço esquerdo, sendo que, em seguida, um homem se coloca entre ambos, apartando o conflito.

“Tal conduta se amolda ao tipo penal da injúria real, previsto no art. 140, §22, do Código Penal’, que se caracteriza pelo emprego de violência ou vias de fato – sendo estas juridicamente compreendidas como atos agressivos que, no entanto, não provocam lesões corporais – para ofender a dignidade ou o decoro de alguém. São exemplos de injúria real, conforme ensinado pela doutrina, desferir um tapa, empurrar, puxar a roupa ou parte do corpo (puxões de orelha ou de cabelo), arremessar objetos, cuspir em alguém ou em sua direção”, escreve a PF.

À época, a defesa de Mantovani divulgou nota em que confirmou ter ocorrido um desentendimento verbal entre os dois lados, mas negou que o empresário tivesse começado as ofensas.

A Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) será parceira de tribunais de contas estaduais para monitorar a implementação de ações locais para combater o avanço da desertificação na região do semiárido. A participação da autarquia foi discutida hoje (15) durante apresentação dos resultados da Auditoria Operacional Regional Coordenada em Políticas Públicas de Combate à Desertificação do Semiárido, realizada pelas equipes técnicas das cortes da Paraíba, Ceará, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe.

“O tema precisa de uma ação governamental coordenada. Não há órgão mais indicado para isso do que a Sudene. Por isso, viemos apresentar os trabalhos feitos e suas conclusões”, avaliou o conselheiro do Tribunal de Contas da Paraíba, Fernando Catão. Os achados de autoria indicados pelo levantamento apontam deficiências na implementação das Políticas Nacional e Estaduais de Combate à desertificação. Em um panorama geral, os estados avaliados apresentaram dificuldades com a governança de ações desta temática – incluindo o monitoramento e avaliação de iniciativas – além da ausência de medidas de combate à desertificação por meio da agricultura familiar e de tecnologias sociais hídricas.

O vice-presidente do Tribunal de Contas de Pernambuco, conselheiro Carlos Neves, defendeu uma postura mais pragmática dos estados para transformar as propostas em realidade. “Em alguns estados, existe a estruturação da política pública, mas não existe a efetivação dela, fazendo-a chegar nas pessoas. Por isso que os tribunais realizaram essa verificação. É preciso que os estados e a federação atuem de forma coordenada. E é aqui que entra a Sudene, nordestina que é, com o planejamento e a execução desta ação para combater a desertificação do semiárido”, explicou.

Para o superintendente da Sudene, Danilo Cabral, é preciso transformar o combate à desertificação em uma agenda de estado, desdobrando-a em ações efetivas. “Nós não escolhemos esta pauta. Ela já foi imposta pela necessidade da agenda global da sustentabilidade. E isso é uma janela de oportunidade para o Nordeste. Por isso, a Sudene vai dar sequência ao diálogo já estabelecido pelo Governo Federal, através do Ministério do Meio Ambiente, para que possamos apoiar os estados e municípios para atualizarem seus planos de combate à desertificação. Além disso, queremos instalar comissões de acompanhamento e monitoramento destes instrumentos e ajudar os estados para que elaborem projetos de captação de recursos”, adiantou o gestor.

Também estiveram presentes o diretor de planejamento da Sudene, Álvaro Ribeiro; o conselheiro do TCE-PE, Ranilson Ramos, além de técnicos da autarquia e dos tribunais. Confira os resultados da auditoria: https://portal.tcu.gov.br/auditoria-operacional-regional-coordenada-em-politicas-publicas-de-combate-a-desertificacao-do-semiarido.htm.

O novo marco legal dos biocombustíveis será votado, este mês, pela Câmara dos Deputados e, segundo avalia a Frente Parlamentar Mista do Biodiesel (FPBio), estabelece medidas voltadas a proporcionar segurança jurídica e previsibilidade para investimentos na expansão da produção de biodiesel e dos demais biocombustíveis no país.

Isso será possível a partir de uma estratégia que uniu dois projetos de lei: o 4516/2023, intitulado PL Combustível do Futuro, uma proposta formulada pelo governo; e o 4196/2023, de autoria do deputado federal Alceu Moreira (MDB-RS), presidente da FPBio.

O PL do governo foi apensado ao de Alceu Moreira, por tratarem de temas semelhantes, pelo relator da matéria, deputado federal Arnaldo Jardim (Cidadania-SP). Jardim pretende entregar o relatório na próxima semana para ser encaminhado à votação.

“O projeto do governo assegura espaço na matriz energética para os biocombustíveis. Já a minha proposta estabelece regras que proporcionam a necessária segurança jurídica e previsibilidade para tranquilizar investidores nesse mercado. Um exemplo é a decenalidade. Por ela, as regras legais serão estáveis por dez anos. A partir de cada revisão anual, será acrescido um ano, de modo a se renovar o prazo decenal”, diz Alceu Moreira.

Logo após a realização do carnaval, a Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes deu início às discussões sobre atividades que serão implementadas pela Defesa Civil em 2024. A ideia é antecipar as ações preventivas e reduzir significativamente o número de ocorrências em áreas de risco durante o período chuvoso.

Para alinhar alguns pontos dessa operação, o prefeito Mano Medeiros participou de uma reunião no Palácio da Batalha, em Prazeres, hoje, juntamente com o secretário Executivo de Defesa Civil do Jaboatão, Elton Moura; o secretário Executivo de Defesa Civil do Estado, coronel Clóvis Ramalho; juntamente com equipes de cada órgão. Na ocasião, a equipe da Defesa Civil estadual conheceu o funcionamento da Sala Integrada de Emergência (SIE) da Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes.

O prefeito Mano Medeiros falou da importância de realizar essa parceria com a Defesa Civil do Estado. “Essa reunião dá início a nossas ações para o inverno, integrando ainda mais nossas ações com o Governo do Estado. A partir daí, iremos planejar melhor nosso monitoramento e buscar mais recursos para realizar obras de contenção no município. Essa parceria do Jaboatão com o Governo do Estado tem sido exitosa, por isso, vamos trabalhar intensamente para minimizar os estragos causados pelas chuvas”, enfatizou.

Tramita na Câmara o projeto de lei 6003/2023, de autoria do deputado federal Eduardo da Fonte, que inclui, nos currículos dos cursos de medicina e enfermagem, conteúdos específicos referentes ao câncer infantojuvenil. A proposta é dar mais eficácia à luta pela redução da mortalidade e melhoria da qualidade de vida de crianças e adolescentes com neoplasia, pela qualificação dos médicos e enfermeiros, de forma a aumentar as chances de um diagnóstico precoce. 

Apesar do progresso da medicina, o câncer infantojuvenil ainda é a doença que mais leva a óbito crianças e adolescentes de 0 a 19 anos no país, sendo superado somente em situações de acidentes e violência. Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), a taxa média de sobrevida é de 64%. 

Para o deputado a melhoria desses índices passa pelo aperfeiçoamento da qualificação dos futuros médicos e enfermeiros, pois a grande maioria não aprende sobre o câncer infantojuvenil durante a formação universitária. “O contato dos futuros profissionais de saúde com o tema vai agregar muito e evitar que as crianças passem por várias consultas e que sejam ministrados tratamentos paliativos até chegar ao diagnóstico”, diz o parlamentar. 

Na passagem por Pernambuco, quando conheceu o desfile do Galo da Madrugada, no Recife, e ‘O homem da Meia Noite’, em Olinda, a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, ficou muito mais impressionada com outro destaque em potencial da folia: a popularidade do prefeito João Campos (PSB), que ganhou 1 milhão a mais de seguidores nas redes sociais.

Segundo o blog apurou, João teria comunicado a Hofmann que não abrirá para o PT a vaga de vice em sua chapa. Ela teria entendido as razões pela seguinte leitura: neste momento, não é João que precisa do PT, mas o PT dele, por ser a grande revelação administrativa e política do País, considerado pela própria dirigente petista um “fenômeno”.

Tanto que em entrevista, Hoffmann afirmou que o PT “vai com João”, sem entrar em detalhes de composição de chapa, assunto que passou a ser, verdadeiramente, um tema restrito às picuinhas dos políticos petistas do Estado. Hoffman também já teria recebido – e igualmente compreendido – o não para o PT na vice no Rio de Janeiro.

Tanto o prefeito do Rio, Eduardo Paes (PSD), quanto João Campos (PSB) são potenciais candidatos a governador em 2026, num cenário, evidentemente, que passa pela reeleição de ambos. E querem deixar as prefeituras, no prazo de desincompatibilização, quase dois anos antes, nas mãos de sucessores de absoluta confiança.

O presidente Lula já sabe disso. O que Paes e João têm a oferecer ao PT é uma das vagas de senador em suas chapas, em 2026. Por isso, no caso de Pernambuco, Humberto Costa, animal político que o é, não fará, como colegas de partido hoje fazem, o discurso imbecil da exigência da vice na chapa de João. 

Caso João viesse a ceder, dando de mão beijada a vice para o PT, Humberto não teria discurso para exigir a sua vaga na chapa de João em 26, já que o seu partido herdaria a Prefeitura.

Vale a ressalva, enfim, de que, numa eventual disposição de João de abrir a vaga para o PT, o partido no Estado não teria autonomia para indicar o nome, como deixam a entender hoje alguns próceres petistas no Estado de olho arregalado na Prefeitura.

Essa indicação seria feita pelo presidente Lula. E ponto final!

O deputado federal Coronel Meira (PL) apresentou, hoje, um pedido de convocação do ministro da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Lewandowski, para prestar, pessoalmente, no Parlamento, esclarecimentos sobre a fuga da Penitenciária Federal de Mossoró–CE, dos presos Rogério da Silva Mendonça e Deibson Cabral Nascimento, ligados ao Comando Vermelho (CV).

Ontem, foi constatada pelos agentes federais, a fuga de dois detentos da Penitenciária Federal de Mossoró, uma das cinco prisões de segurança máxima do país, sendo a primeira fuga registrada na história do sistema penitenciário federal. Os fugitivos cumpriam a pena em Regime Disciplinar Diferenciado (RDD), submetidos a regras mais rígidas que as do regime fechado. Apura-se que, às 3h17 da madrugada, os fugitivos escalaram uma das luminárias, tiveram acesso ao teto, cortaram a cerca e pularam, e a principal suspeita é de que teriam usado materiais de uma obra do pátio da penitenciária como instrumentos na ação. 

Até o momento, o Governo Federal não esclareceu publicamente as circunstâncias da fuga, bem como se os fugitivos tiveram auxílio interno para facilitar a saída, uma vez que não há respostas sobre como foi possível terem atravessado despercebidos a cela, o corredor, o pátio e o circuito fechado de câmeras de TV.

“É imprescindível a presença do Ministro, a fim de esclarecer questões envolvendo a referida fuga, aos parlamentares da Câmara, principalmente quanto à postura do Ministério sob a nova gestão, em relação ao combate ao crime organizado e ao fortalecimento das Forças de Segurança Pública no País”, disse Meira.