Jaboatão - Espaço vida marinha

Três vereadores têm seus mandatos cassados em Jaboatão

Os vereadores de Jaboatão dos Guararapes Nando Campos (UB), Adiel Agostinho (PMN) e Lica do Microônibus (Cidadania) tiveram os seus mandatos cassados, hoje. A decisão foi tomada após uma investigação feita pelo Tribunal Regional Eleitoral, que pediu a retotalização dos votos. No processo, irregularidades foram identificadas durante o pleito eleitoral de 2020, levando a uma revisão dos resultados. Como resultado, novos vereadores deverão ser empossados na próxima semana.

Paulista - Boa praça

O suplente de deputado, secretário-geral do União Brasil e membro do diretório estadual da legenda, Raffiê Dellon (UB), foi um dos selecionados para o curso de formação política para candidatos que a Fundação Índigo, braço de formação política do UB, colocou à disposição dos nomes do partido em todo o Brasil. O resultado saiu nesta semana e as aulas já começam de imediato. Serão abordados temas como estratégia e análise de dados, segmentação digital, liderança, planejamento, entre outros.

Petrolina - Viva a nossa arte

“Esse é o novo normal”, disse o ministro das Cidades, Jader Filho, hoje, sobre os temporais que atingem o Rio Grande do Sul desde a segunda-feira (29).

A Defesa Civil colocou a maior parte das bacias hidrográficas do estado com risco de elevação das águas acima da cota de inundação e o governo decretou estado de calamidade.

“Eu tenho dito que esse é o novo normal. A gente tem discutido isso nos fóruns globais. Seja na ONU Habitat ou na COP28, essa discussão tem sido feita em todos os países. Todo mundo tem discutido essa nova realidade”, afirmou em entrevista a GloboNews.

O ministro diz que o foco para enfrentar casos como o do Rio Grande do Sul é adaptar as cidades e prepará-las para essas situações.

“A gente precisa deixar as cidades preparadas para terem, vamos dizer assim, estrutura para poder enfrentar essa nova realidade. Nós precisamos entender que a política de prevenção não pode ser a política do vai e vem. Constrói [cidade], destrói e constrói [de novo]”.

Até a última atualização desta reportagem, mais de 30 pessoas haviam morrido e outras 60 estavam desaparecidas. Ao todo, até a manhã desta sexta, 154 dos 496 municípios do estado registraram algum tipo de problema. Mais de 14,8 mil pessoas tiveram que deixar suas casas. Pelo menos 4,6 mil estão em abrigos e outras 10 desalojadas – vivendo na casa de familiares ou amigos, segundo informações da Defesa Civil.

O governo do RS decretou estado de calamidade, situação que foi reconhecida pelo governo federal. Com isso, o estado fica apto a solicitar recursos federais para ações de Defesa Civil, como assistência humanitária, reconstrução de infraestruturas e restabelecimento de serviços essenciais.

No Guaíba, em Porto Alegre, o nível da água já passou dos 3,6 metros e pode superar 5 metros ainda nesta semana, segundo a Sala de Situação do RS. Isso quer dizer que será a maior cheia do Guaíba em mais de 80 anos.

Ipojuca - Minha rua top

A corridinha diária de 8 km, hoje, foi em Afogados da Ingazeira, paradinha sentimental rumo à Serra Talhada. Minha Nayla Valença e eu vamos conhecer a fazenda São Miguel, onde mora o forrozeiro Assisão, eternizada numa canção de Luiz Gonzaga.

Assisão, aliás, estará recebendo vários convidados para o seu tradicional forró que abre os festejos juninos, entre os quais a forrozeira Nádia Maia, homenageada no São João do Recife, atração do Sextou de hoje ancorado por mim na Rede Nordeste de Rádio, formada por 48 emissoras em Pernambuco, Paraíba, Alagoas e Bahia, tendo como cabeça de rede a Rádio Folha 96,7 FM, no Recife.

Ipojuca - Minha rua top

Na primeira pesquisa do Instituto Opinião em Belém do São Francisco, a 480 km do Recife, em parceria com este blog, o cenário é de empate técnico entre o prefeito Gustavo Caribé (MDB), que tenta a reeleição, e o empresário Calby Cruz (Republicanos), único pré-candidato da oposição. Se as eleições fossem hoje, Caribé teria 36,3% das intenções de voto e Cruz 35,1%, uma diferença numérica de apenas um ponto percentual.

Brancos e nulos somam 7,1% e indecisos estão na casa dos 21,5%. Já na espontânea, modelo pelo qual o entrevistado é forçado a lembrar o nome da sua preferência sem o auxílio do disco contendo todos os nomes, o prefeito lidera com 28,6% e Cruz aparece com 15,7%. Neste cenário, brancos e nulos somam 5,7% e indecisos sobem para 49,7%. No quesito rejeição, Caribé lidera. Entre os entrevistados, 36% disseram que não votariam nele de jeito nenhum, enquanto esse percentual de Calby chega a 18,9%.

O instituto mediu o grau de segurança do voto do eleitor e, neste item, o prefeito aparece com maior universo de eleitores convictos do seu voto do que Calby Cruz. Entre os que votariam com certeza, hoje, em Caribé, o percentual é de 27,7% e o de Calby, 22%. Já entre os que afirmam que poderiam votar, mais uma vez os pré-candidatos aparecem empatados, com 29,7% para Cruz e 29,1% para Caribé.

Estratificando o levantamento, as maiores taxas de intenção de voto para o prefeito aparecem entre os eleitores com grau de instrução superior (48,1%), entre os eleitores com renda familiar acima de cinco salários (44%) e entre os eleitores jovens, na faixa etária entre 16 e 24 anos (43,9%). Por sexo, 43,4% dos seus eleitores são homens e 29,9% são mulheres.

Já Calby tem suas maiores indicações de intenção de voto entre os eleitores na faixa etária de 25 a 34 anos (45,3%), entre os eleitores com renda familiar até dois salários (36,8%) e entre os eleitores com grau de instrução até a 9ª série (35,6%). Por sexo, 35,3% dos seus eleitores são mulheres e 34,9% são homens.

A pesquisa foi a campo entre os dias 26 e 27 de abril, sendo aplicados 350 questionários. O intervalo de confiança estimado é de 95,0% e a margem de erro máxima estimada é de 5,2 pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados encontrados no total da amostra.

A modalidade de pesquisa adotada envolveu a técnica de Survey, que consiste na aplicação de questionários estruturados e padronizados a uma amostra representativa do universo de investigação. A pesquisa está registrada sob o protocolo PE-03803-2024.

AVALIAÇÃO DE GESTÃO

Em Belém do São Francisco, a Opinião também mediu o grau de satisfação da população em relação aos três níveis de poder – federal, estadual e municipal. O Governo Lula é o que detém maior taxa de aprovação – 74,6% ante 17,4% de desaprovação. Já a gestão Raquel Lyra é aprovada por 42% e desaprovada por 32%, enquanto o prefeito tem 47,1% de aprovação e 38% de desaprovação.

Serra Talhada - Saúde

Bobo da corte

Classificado de incompetente e de plantador de notícias falsas do Governo Lula, pelo presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, esticou a corda. De passagem, ontem, pelo Recife, fez um discurso inapropriado, em tom de cobrança ao prefeito João Campos (PSB), pela vaga de vice para o PT na chapa do socialista.

Além de propagador de fake news, segundo carimbou Lira, Padilha é desinformado. Se tivesse conversado com a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, e com o próprio Lula, não teria dado uma fora. A Lula e Gleisi, João já comunicou e apresentou as razões que não abrigará o PT em sua chapa, como também tomou igual iniciativa o prefeito do Rio, Eduardo Paes (PSD).

João e Paes são irmãos siameses nessa contenda com o PT. Ambos são candidatos à reeleição numa eleição dentro da outra, ou seja, se forem reeleitos em 2024 serão, automaticamente, nomes naturais para disputarem as eleições para governador dois anos depois, em 2026, nos seus Estados. No Rio, o vice de Paes tende a ser o deputado Pedro Paulo, do PSD, nome da absoluta confiança do prefeito.

No Recife, João escolherá um dos quatro integrantes da sua equipe que, no apagar das luzes do prazo de filiação partidária, os abrigou em legendas que integram a sua base de sustentação na Câmara e estarão firmes na sua coligação: a secretária de Infraestrutura, Marília Dantas, nome mais forte, colocou no MDB.

Já a secretária de Finanças, Maíra Fischer, ingressou no União Brasil, enquanto o secretário de Planejamento, Felipe Matos, foi filiado ao Republicanos e, por fim, Victor Marques, chefe de gabinete, assinou a ficha do PCdoB. Sairá desse grupo o vice de João. O PT vai ficar chupando o dedo, com o pincel pendurado. Padilha perdeu seu tempo e deu a impressão de que não tem sintonia nenhuma com Lula, nem tampouco com a presidente petista.

É o bobo da corte!

Mozart, o nome do ministro – Na sua fala, o ministro Padilha sequer teve habilidade, defendendo explicitamente o nome de Mozart Sales. “O presidente Lula tem um carinho especial por João Campos e tem tudo para se repetir a aliança no Recife. Quem lidera o debate é o prefeito. Nossa expectativa de quem conviveu, como eu, com Eduardo Campos, com a aliança PT-PCdoB-PSB é para que se repita. O PT tem quadros competentes, entre os quais Mozart Sales, a quem tenho absoluta confiança. Já foi vereador, teve uma votação enorme para deputado federal, mas o processo de escolha é com o prefeito”, afirmou.

E agora, Veras? – Diante das declarações do ministro, revelando uma preferência explícita por Mozart, o que dirá o deputado federal Carlos Veras, que passa a manhã, a tarde, a noite e a madrugada de todos os dias que Deus dá sonhando em ser o vice de João? Com a palavra o senador Humberto Costa, a quem Veras bate continência dentro do grupo majoritário do PT.

Haja coração! – Em parceria com o Instituto Opinião, este blog traz hoje o cenário da sucessão municipal em Belém do São Francisco, um dos municípios mais importantes do Vale banhado pelo Velho Chico. Pelos números, será uma eleição com tendência de ser resolvida no voto a voto. Candidato à reeleição, o prefeito Gustavo Caribé (MDB) aparece empatado com o empresário Calby Cruz (Republicanos), com uma diferença de apenas um ponto percentual. Não se trata de novidade. Há quatro meses, o Opinião já havia identificado que a eleição em Belém vai envolver fortes emoções. Será preciso ter coração forte.

Sinais de mais uma derrota – Um dia depois de o presidente mostrar que não está bem do juízo, pedindo voto para o seu candidato a prefeito de São Paulo num ato de 1 de maio extremamente esvaziado na capital paulista, sendo forte candidato a levar uma multa do TSE, levantamento do instituto Paraná Pesquisas confirmou, ontem, que o prefeito Ricardo Nunes (MDB) segue numericamente à frente do deputado federal Guilherme Boulos (PSol) no primeiro e em um eventual segundo turno da eleição para a Prefeitura de São Paulo.

Com que Fabrizio votará? – Na Comissão de Segurança da Assembleia Legislativa, o deputado Fabrizio Ferraz (SD) votou contra o Governo no polêmico projeto das faixas salariais, mas no plenário, quando a matéria vai entrar em pauta no plenário da Casa, seu voto passou a gerar a maior expectativa, sobretudo depois da nomeação de Felipe da Rosa Ferraz, aliado dele, para a gerência de Planejamento da Secretaria de Agricultura. Militar por formação, Fabrizio terá coragem de trair a tropa?

CURTAS

SAÚDE – O governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) já empenhou (reservou) R$ 13,9 bilhões em emendas em 2024. Desse total, R$ 12,8 bilhões (92%) foram direcionados para a área da saúde, que tem a maior fatia do Orçamento da União, segundo dados da plataforma Siga Brasil. As emendas efetivamente pagas neste ano totalizaram R$ 3,34 bilhões até a última terça-feira, o que inclui as apresentadas em anos anteriores. Nesta categoria, os recursos destinados à saúde foram de R$ 677 milhões, 20,5% do total pago.

JANJA 1 – A primeira-dama Janja da Silva não comentou sobre uma peça publicitária da companhia aérea Latam no X (ex-Twitter) para promover a venda de passagens aéreas e diárias de hospedagem em seu site com a imagem de uma mulher de biquíni à beira de uma piscina. O site Poder360 enviou um e-mail para a equipe de Janja, mas não houve resposta.

JANJA 2 – Por meio de sua assessoria de imprensa, a Latam respondeu que seu site se tornou em 2023 um marketplace, onde o turista pode montar toda a sua viagem reservando hotéis, resorts, ingressos, carros, seguro-viagem, além da passagem aérea e que essa é “a realidade retratada na peça publicitária em questão”.

Perguntar não ofende: Quem leva a melhor na disputa final das faixas salariais: governo ou oposição?

Vitória Reconstrução da Praça

Daqui a pouco, exatamente à meia-noite, este blog traz, em parceria com o Instituto Opinião, de Campina Grande (PB), a primeira pesquisa para prefeito de Belém do São Francisco, a 460 km do Recife. Para a população de lá, que respira política 24 horas por dia, um bom motivo para dormir hoje um pouco mais tarde.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu, na noite de hoje, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), para uma reunião. O evento ocorre em meio ao desgaste entre o Palácio do Planalto e o Congresso. No domingo, Lula já havia se encontrado com Arthur Lira (PP-AL), presidente da Câmara. Lira defende maior participação de Lula na articulação política

O Congresso vem se queixando de algumas medidas do Executivo nos últimos dias. Entre elas, o represamento do pagamento de emendas parlamentares, a judicialização de projeto aprovado pelo Congresso e falta de diálogo.

Nesta semana, Pacheco disse, em entrevista coletiva no Senado, que o governo cometeu um “erro primário” ao contestar, no Supremo Tribunal Federal (STF), o projeto aprovado por Câmara e Senado que estende até 2027 a desoneração da folha de pagamentos de empresas dos 17 setores que mais empregam na economia.

Dias antes, no fim de semana, Pacheco respondeu a uma declaração do ministro da Fazenda, Fernando Haddad. Segundo Haddad, o Congresso deveria se preocupar com responsabilidade fiscal. O ministro quis dizer com isso que deputados e senadores têm aprovado medidas que geram gastos para o governo sem apontar uma compensação fiscal.

Ao rebater Haddad, Pacheco afirmou que parlamentares não são obrigados a aderir ao governo. Com as reuniões, tanto com Lira quanto com Pacheco, Lula busca desfazer esses pontos de tensão para garantir um cenário favorável aos projetos do governo no Congresso.

Líderes dos partidos no Senado, e mesmo ministros do governo, se ressentem da pouca participação de Lula no diálogo do dia a dia com o Congresso. Os parlamentares argumentam que uma coisa é negociar com Lula. Outra, completamente diferente, é negociar com aliados.

Por Antônio Campos*

A Prefeitura de Olinda utiliza os serviços de quase 500 reeducandos que, na maioria, trabalham na limpeza da cidade. A última remuneração que receberam foi em fevereiro e estão trabalhando em situações precárias, semelhantes a trabalho escravo. Tal assunto não é novo. Uma entrevista na Rede Globo levou a um reeducando, que expôs a situação, ser desligado do programa e do serviço à Prefeitura de Olinda.

Fiz, hoje, ao Tribunal de Contas, uma denúncia com pedido de alerta contra a Prefeitura, para cumprir suas obrigações, nos autos da auditoria sob o número 001.00688/2024-01, que trata sobre atrasos de salários e remunerações de terceirizados da Prefeitura de Olinda, da relatoria do Conselheiro Ranilson Ramos.

E a Marajá de Olinda?

Enquanto isso, a pré-candidata Mirella Almeida recebe um supersalário, em dia, sendo a Marajá de Olinda. Também está em curso, perante o Tribunal de Contas, uma auditoria sobre a ilegalidade de gratificação de produtividade, que recebeu, quando era Secretária da Fazenda do Município, ocupando agora outra pasta. Teria recebido mais de R$ 140 mil indevidamente.

Precisamos libertar Olinda dessa terrível situação e inversão de valores.

*Advogado e escritor

A deputada Tabata Amaral (PSB) formou uma equipe para elaborar seu plano de governo para a Prefeitura de São Paulo com aliados do vice-presidente Geraldo Alckmin (PSB), técnicos que atuaram em gestões do PSDB na capital e no Estado e integrantes e ex-integrantes do governo Luiz Inácio Lula da Silva (PT). As informações são do portal Estadão.

Também integram o grupo a filha de Michel Temer (MDB) – o ex-presidente apoia a reeleição do prefeito Ricardo Nunes (MDB) –, a mãe do apresentador de televisão Luciano Huck e a médica Ludhmila Hajjar, que recusou convite para ser ministra da Saúde no governo do ex-presidente Jair Bolsonaro (MDB) e agora coordenará o grupo de trabalho responsável por debater propostas para a área em São Paulo.

Aliados da pré-candidata trabalham para que o plano de governo seja um antídoto à polarização e force Nunes e Guilherme Boulos (PSOL) a debaterem propostas para a cidade em vez de buscarem nacionalizar a eleição por meio dos apoios de Bolsonaro e Lula.

Luciana Temer será coordenadora das discussões sobre Família, Desenvolvimento Social e Segurança Alimentar. Professora de Direito Constitucional na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), ela é ativista pelos direitos humanos e presidente do Instituto Liberta, que atua no combate à violência sexual contra crianças e adolescentes.

A discussão sobre desenvolvimento urbano e urbanismo social será liderada por Marta Grostein. A mãe de Huck é professora na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (USP). Recentemente, o apresentador disse que vai Tabata “vai ser prefeita de São Paulo, se Deus quiser”.

O grupo de trabalho sobre urbanismo também tem o economista Pedro Fernando Nery, diretor de Assuntos Econômicos e Sociais no gabinete de Alckmin na Vice-Presidência da República. Outros nomes ligados ao vice-presidente que estão no governo Lula são o ex-deputado pelo PSDB Floriano Pesaro, diretor na Apex Brasil, e Carmen Silva, assessora do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio. O primeiro atuará na discussão sobre a Cracolândia, enquanto a segunda ficará a cargo de propostas para a Habitação.

Também vieram do governo Lula Leany Lemos, que foi secretária nacional de Planejamento na pasta comandada por Simone Tebet (MDB), e José Francisco Manssur, ex-assessor especial de Fernando Haddad (PT) no Ministério da Fazenda. Ele deixou o cargo no início do ano em meio à discussão sobre a regulamentação das apostas esportivas, área em que é especialista.

Gustavo Ungaro, Claudia Costin, Eloisa Arruda e Andrea Calabi são ex-secretários de Alckmin na prefeitura ou no governo de São Paulo e também fazem parte da lista anunciada na quarta-feira, 1º, em evento com as presenças do vice-presidente e do ministro do Empreendedorismo, Márcio França.

São 35 grupos temáticos e mais de 100 pessoas no total, entre elas a segunda-dama Lu Alckmin e Lúcia França, esposa do ministro, e integrantes que vem do PSB, como a ex-deputada estadual Patrícia Gama e o vereador de São Paulo, Eliseu Gabriel. “Formamos um time ministerial para mudar o rumo das coisas e realizar o sonho que o filho do rico e o filho do pobre tenham as mesmas oportunidades”, disse Tabata durante o evento.

A votação do projeto do Governo Estadual que propõe a extinção das faixas salariais de Policiais e Bombeiros Militares acontece, na tarde da próxima terça feira, a partir das 13h, no plenário da Assembleia Legislativa de Pernambuco. Deputados que fazem parte da categoria divulgaram um vídeo, hoje, convocando os militares para pressionar os demais parlamentares e lotar a Assembleia.

“Já são quase 60 dias de discussão para assegurar melhores condições de reajuste salarial para a família militar. Na tarde da próxima terça feira, a tropa estará junta nesta Casa Legislativa, seguindo na luta e acompanhando de perto a votação”, disseram os deputados. Confira!

Por Henrique Rosa*

O homem tem inteligência, consciência e capacidade para analisar suas ações. Um jornalista capacitado chega a atingir as coisas sensíveis, como por exemplo, a verdade e a virtude.

Magno, defronta-se com a palavra “razão”. É o que predomina em seu vocabulário. O problema é que a governadora Raquel fabrica armas contra si mesma. Caminha para chegar ao ponto de se destruir totalmente.

O seu cachorro é um ser irracional, ignora consequências e age com seu instinto, que é puro e forte. A sua dona não respeita espécie alguma, nem gente, nem cachorro.

Destrói Pernambuco num simples piscar de olhos, fazendo seu governo um barril de pólvora. Por que tanta falta de amor com seu cachorro, governadora?

*Advogado em Juazeiro (BA)

O ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, defendeu, hoje, a presença de um petista na vaga de vice do prefeito João Campos (PSB), nas eleições deste ano. Na ocasião, ele lembrou do período em que Eduardo Campos (PSB) era governador e o PT comandava o Recife com João Paulo e João da Costa, e Lula estava na Presidência da República. Na sua opinião, foi um período que deu certo para Pernambuco e o Recife.

No entanto, Padilha ressaltou ser necessário que o partido busque a unidade interna para ter chance de ocupar o espaço na chapa majoritária. Há uma disputa entre o assessor especial do Ministério das Relações Institucionais, Mozart Sales, e o deputado federal Carlos Veras. As informações são do blog do Dantas Barreto.

“O presidente Lula tem um carinho especial por João Campos e tem tudo para se repetir a aliança no Recife. Quem lidera o debate é o prefeito. Nossa expectativa de quem conviveu, como eu, com Eduardo Campos, com a aliança PT-PCdoB-PSB é para que se repita”, disse Padilha.

Questionado se torce para seu assessor especial Mozart Sales ser o escolhido, O ministro o elogiou, mas voltou a dizer que o processo está nas mãos de Campos. “O PT tem quadros competentes, entre os quais Mozart Sales, a quem tenho absoluta confiança. Já foi vereador, teve uma votação enorme para deputado federal, mas o processo de escolha é com o prefeito”, assinalou. Mas ressaltou que a aliança entre PSB e PT “é uma dobradinha de sucesso”. “Minha expectativa é que o PT se una”, alertou.

O diretório municipal do União Brasil no Cabo de Santo Agostinho confirmou, hoje, a pré-candidatura de Daniel Paluca à Prefeitura. O pré-candidato tem uma vasta experiência e conhecimento dos desafios enfrentados pelo Cabo. Portanto, segundo a legenda, Daniel surge como uma solução jovem, comprometida e preparada para liderar a cidade rumo a um futuro de progresso e prosperidade.

O prefeito do Jaboatão dos Guararapes, Mano Medeiros (PL), inaugurou oficialmente, na manhã de hoje, o novo Centro de Referência e Assistência Social (CRAS) em Piedade. O novo CRAS atende os moradores dos bairros de Barra de Jangada, Piedade e Candeias, de segunda a sexta-feira, das 7h às 16h. “A inauguração deste novo CRAS representa um avanço significativo para a nossa comunidade. É um local de acolhimento, de apoio e de esperança para nossa população. Com este novo equipamento, estamos reafirmando nosso compromisso em garantir que todos os cidadãos tenham acesso a serviços sociais essenciais que promovam dignidade e igualdade”, pontuou o prefeito.

O pré-candidato a prefeito de Camaragibe pelo PSB, Ednaldo Moura, reuniu e recebeu o apoio de 40 pré-candidatos a vereador na cidade. O objetivo do encontro foi discutir os desafios para Camaragibe. “Fiquei muito animado com esse apoio, pois o sentimento é que o nosso povo quer renovação em Camaragibe. Nenhum de nossos pré-candidatos tem mandato e todos são de renovação para a Câmara. Estamos em sintonia com a população para mudança”, disse Ednaldo.

Os partidos que formam a coligação de apoio à pré-candidatura de Ednaldo Moura são o PSB, o Solidariedade, o AGIR e o PMB. Durante o encontro, onde também estiveram presentes os presidentes desses partidos, o clima foi de articulação, diálogo e união no fortalecimento da pré-candidatura de Ednaldo. No encontro, Ednaldo anunciou que intensificará mais ainda a agenda de diálogo e escuta no município a partir deste mês, o que animou mais ainda suas lideranças.

Hoje, no município de Caruaru, o prefeito, Rodrigo Pinheiro (PSDB), recebeu a governadora, Raquel Lyra (PSDB), em uma agenda voltada para o desenvolvimento econômico e social da região. Às 9h, teve início o Feirão de Empregos, evento crucial para aqueles que buscam uma oportunidade de trabalho. Com o apoio da Prefeitura de Caruaru, o evento visa reunir empresas e candidatos em um ambiente propício para conexões profissionais.

Logo após, às 11h, foi a vez da inauguração dupla que marcou o dia: a terceira Casa do Trabalhador do país e o Centro de Qualificação Profissional da Mulher, ambos em parceria com o Ministério do Trabalho e Emprego. Pinheiro destacou a importância da parceria entre a Prefeitura e o Governo estadual para o sucesso desses eventos e reafirmou o compromisso conjunto em continuar investindo no desenvolvimento econômico e social de Caruaru e de todo o Agreste pernambucano.

“Em 2023, Caruaru encerrou o ano, dados do Caged, como a cidade que mais empregou no interior de Pernambuco. E a gente mantém essa liderança do número de empregos, da quantidade de empregos ofertados, agora, também, no início de 2024. Tudo isso é fruto de um trabalho em conjunto que está sendo feito há muito tempo aqui em Caruaru, desde 2017, com Raquel, prefeita, e eu, vice. Com isso, tenho certeza de que a parceria com o Governo do Estado vai continuar gerando emprego e renda na nossa cidade”, falou o prefeito.

“Uma manhã de entregas do nosso Estado em qualificação profissional e mais oportunidade de emprego para a nossa população. Portanto, obrigada a todos e todas que confiam no nosso trabalho e estão aqui em busca do seu sonho. Quero agradecer ao prefeito Rodrigo, parabenizar pelo trabalho que demos início essa semana, na inauguração do Centro de Formação voltado para o cuidado com as crianças”, disse a governadora Raquel Lyra.