Sebrae - Estamos ai

Jaboatão ganha mais uma área restaurada pelo Programa Viver Melhor

O prefeito do Jaboatão dos Guararapes, Mano Medeiros, entregou, nesta sexta-feira (5), no bairro de Jardim Jordão, o segundo território transformado pelo Programa Viver Melhor, que mobiliza moradores, poder público e iniciativa privada na promoção de mudanças representativas em cada local trabalhado. As intervenções aconteceram na rua do Progresso e mais cinco travessas do bairro.

Ao entregar o segundo Território do Viver Melhor, o prefeito Mano Medeiros destacou a importância de promover a transformação territorial nos bairros. “A ideia é envolver a comunidade nesse projeto exitoso que tem por objetivo fortalecer o convívio social e promover o desenvolvimento sustentável nas comunidades. Essa parceria entre o poder público municipal e a iniciativa privada está promovendo muitos ganhos e quem sai ganhando é a população”, disse.

Uma das transformações mais significativas foi a construção de um parquinho infantil, na rua do Progresso, onde antes havia um ponto de descarte de lixo. No local onde predominava a sujeira, agora prevalecem a cor, beleza, leveza e funcionalidade. Em outros pontos foram instalados uma biblioteca comunitária, jardim vertical, espaço de convivência, novas placas indicativas nas vias, além do espaço vida ativa para prática de zumba e cooper.

O pré-candidato à prefeitura do Recife Daniel Coelho (PSD) minimizou o impacto da polarização nacional na disputa local e criticou a discussão sobre “esquerda e direita” durante sabatina promovida por Folha e UOL nesta sexta-feira (5).

“Eleição não vai ser sobre Lula nem Bolsonaro. Vai ser sobre uma cidade que ostenta o título de segunda capital mais desigual. É sobre Maria, José e João, que não têm o que comer”, disse ele, que está filiado ao PSD, sua quarta legenda, e já pertenceu ao PV, PSDB e Cidadania. As informações estão no jornal Folha de S. Paulo.

Daniel é apoiado pela governadora Raquel Lyra (PSDB), de quem foi secretário de Turismo e Lazer no governo estadual de janeiro de 2023 até o início de junho de 2024. Ele foi deputado federal por dois mandatos, de 2015 a 2023. Na sabatina desta sexta, Daniel mirou especialmente o atual mandatário. “Campos não teve coragem de dizer [na sabatina] que era candidato a governador. É muito triste ver alguém usando a prefeitura como trampolim político. Já viajando pelo interior fazendo articulação com prefeitos, fazendo um expediente coronelista”, criticou.

“A prioridade hoje [da gestão Campos] é a autopromoção. Nós vamos colocar o sistema de ônibus como prioridade. A cidade é realmente apertada. Não dá para todo mundo andar com seu carro”, disse. O pré-candidato também disse que “talvez seja do centro”, mas defende que a questão “não é importante”. “Tem muita gente que diz que estou na esquerda e tem muita gente que diz que estou na direita. Mas desde o início estou à frente disso, olhando para o futuro”, afirmou.

“Mas não me incomodo se me colocam mais à esquerda por causa da minha preocupação social e ambiental e não me incomodo quando me colocam mais à direita porque concordo com a redução da máquina”, defendeu.Também acrescentou que “não sou afeto aos extremos, à agressividade, à briga pela briga”. “Quem está com fome hoje quer comer. A fome não é de direita nem de esquerda”, afirmou.

O político, que já disputou outras duas eleições à prefeitura, em 2012 e 2016, também comentou a pesquisa Datafolha, divulgada durante a sabatina, e na qual aparece em segundo lugar, em empate técnico com o pré-candidato do PL.

Campos aparece em primeiro lugar, com 75% das intenções de voto. “Isso mostra que vai ser duro, mas vai ter disputa. Vamos estar no segundo turno”, avaliou Daniel.Ele também minimizou o apoio de Lula a Campos, ao ser lembrado que seu partido, o PSD, integra a base do governo petista. “Não me cabe ser opositor de presidente da República. Fui secretário do Turismo há pouco tempo e construí parcerias importantes com o governo federal”, disse.

Sobre as propostas para Recife, ele antecipou que, se eleito, vai implementar a tarifa zero no transporte público da cidade. “Vamos ser a primeira capital do país a implementar a tarifa zero”, afirmou.

O pré-candidato cita ainda o investimento do governo estadual na área do transporte e afirma que Campos está “lavando a mão” em relação ao problema

A entrevista completa pode ser vista abaixo:

Ouça logo mais, às 18h, o Sextou, que nesta semana vem com mais um tributo: John Lennon, mito do rock e um dos Beatles mais amados pelos fãs, autor de clássicos como “Help”, “Come Together”, “Imagine” e “War is Over”. O convidado de hoje é o jornalista Sérgio Farias, autor do livro “John Lennon – vida e obra”.

O Sextou vai ao ar pela Rede Nordeste de Rádio, formada por 48 emissoras em Pernambuco, Paraíba, Alagoas e Bahia, tendo como cabeça de rede a Rádio Folha 96,7 FM, no Recife. Se você deseja ouvir pela internet, clique no link do Frente a Frente em destaque no alto do blog ou baixe o aplicativo da Rede Nordeste de Rádio na Play Store.

A Prefeitura do Recife inaugurou, nesta sexta-feira (5), o Jardim do Poço, novo espaço público de lazer para a população da cidade. O projeto representa uma intervenção urbano e paisagística no terreno localizado no cruzamento entre a Avenida 17 de Agosto e a Avenida Dr. Seixas, no bairro do Poço da Panela. No local funcionava, até 2009, a Casa de Saúde São José.

O projeto faz parte de uma intenção da gestão municipal de, até 2037, ano em que a capital completa 500 anos de fundação, transformá-la em “cidade Parque”. No equipamento também foi construída a 10ª Praça da Infância.

“O Jardim do Poço é um equipamento de primeira qualidade no coração da Zona Norte do Recife. Ele foi feito com escuta e participação da população e é mais um exemplo do bom uso do espaço público na cidade, de forma livre e democrática. Vamos continuar investindo para criar novos espaços de uso coletivo em todos os cantos do Recife”, afirmou o prefeito do Recife, João Campos.

O terreno possui um total de 12.001,70 metros quadrados, e contempla espaços de ginástica para a terceira idade, área de bem estar e contemplação da natureza, playground voltado para a primeira infância, espaços para prática de atividades esportivas, espaço de eventos e um setor voltado para animais domésticos (ParCão). Esse zoneamento funcional parte da iniciativa de atender a comunidade local, provendo espaços dotados de qualidade urbana e integrando o sistema de áreas verdes às margens do rio Capibaribe.

O projeto adotado foi pautado pela premissa de preservação da área de vegetação existente, com a disposição de cinco setores nos espaços livres excedentes, conectados através de um passeio estruturante em piso fulget e por uma pista de Cooper com 890,41m², que ladeia toda a margem do parque.

O Jardim do Poço conta ainda com espaços contemplativos diversos, dispondo de pergolado, áreas de uso múltiplo para descanso e piquenique em meio a natureza, a fim de proporcionar ao visitante uma experiência de variados cenários ricos em texturas, cores e diferentes volumes vegetais. Também foram propostas edificações de apoio à este espaço como a administração e os banheiros públicos.

Vejam a comemoração de João em suas redes sociais:

A Viva Parques do Brasil foi a vencedora da licitação promovida pela Prefeitura do Recife e o BNDES para concessão da prestação dos serviços de gestão, operação e manutenção dos parques da Jaqueira Governador Joaquim Francisco, na Jaqueira; Santana Ariano Suassuna, em Santana; Apipucos Maximiano Campos, em Apipucos; e Parque Dona Lindu, em Boa Viagem.

O contrato terá vigência de 30 anos. A confirmação aconteceu nesta sexta-feira (5), na sede da Bolsa de Valores de São Paulo (B3). A previsão de investimentos é de R$ 45 milhões nos primeiros cinco anos e de até R$ 1 bilhão ao longo da operação.

A Viva Parques do Brasil tem como principais sócios José Augusto Aragão, cofundador da Armac – referência nacional em locação e desenvolvimento de projetos de fornecimento e gestão de operações contínuas com máquinas e equipamentos, cujo faturamento em 2023 foi de R$ 1,5 bilhão –, e Daniel Silvany Tavares, ex-diretor da Armac.

Para a operação na capital pernambucana foi criada a SPE (Sociedade de Propósito Específico) Viva Parques Recife. De acordo com José Augusto Aragão, o objetivo da empresa é administrar parques urbanos e naturais (municipais, estaduais e federais) em todo o país. “Queremos ser reconhecidos como a empresa que transforma parques em refúgios de paz e alegria, essenciais para a qualidade de vida das pessoas. E estamos muito felizes por começar pelo Recife”, diz. “Os recifenses têm uma relação afetiva muito particular com cada um desses parques e queremos contribuir de verdade para que esse pertencimento só cresça”, complementa.

O edital para concessão da prestação dos serviços de gestão, operação e manutenção de Parques Urbanos no Município do Recife/PE, bem como a execução de obras e serviços de engenharia, foi lançado em 25 de março passado. O leilão foi realizado em dois blocos (A e B), na sede da B3, em São Paulo. O Bloco A era composto pelos parques Jaqueira, Santana, Apipucos e o Bloco B pelo Dona Lindu.

A estratégia da Prefeitura e do BNDES, com a divisão em dois blocos, teve como objetivo fortalecer a vocação regional de cada unidade e captar mais investimentos. Os blocos foram leiloados em sessões diferentes. O critério para seleção do concessionário foi o maior valor de outorga fixa, que é a quantia a ser paga pelos vencedores ao poder público. A Viva Parques sagrou-se vencedora nos dois certames.

O prefeito do Recife, João Campos (PSB), confirma o favoritismo que é atribuído para sua reeleição na primeira pesquisa Datafolha para a Prefeitura do Recife: o socialista tem 75% das intenções de voto, e a menor rejeição entre todos os candidatos, de apenas 8%.

Esses são os percentuais de intenção de voto para a prefeitura do Recife, com um cenário estimulado, em que são apresentadas opções para o entrevistado escolher sua preferência. As informações são do portal G1 Pernambuco.

João Campos (PSB) – 75%

Daniel Coelho (PSD) – 7%

Gilson machado (PL) – 6%

Branco/Nulo/Nenhum – 5%

Dani Portela (PSOL) – 3%

O Instituto Datafolha ouviu 616 eleitores na capital pernambucana, entre os dias 2 e 4 de julho. A margem de erro da pesquisa é de quatro pontos percentuais para mais ou menos. O levantamento foi registrado na Justiça Eleitoral sob o nº PE-09910/2024.

Também foi feito levantamento sem a pré-candidata Dani Portela, do PSOL:

João Campos (PSB): 74%;

Daniel Coelho (PSD): 8%;

Gilson Machado (PL): 5%;

Túlio Gadêlha (Rede): 3%;

Simone Fontana (PSTU): 1%;

Tecio Teles (Novo): 1%;

Em branco/nulo/nenhum: 6%;

Não sabem: 1%.

Rejeição

A pesquisa também perguntou em quem os eleitores não votariam de jeito nenhum.

Gilson Machado (PL) – 38%

Tecio Teles (Novo) – 36%

Túlio Gadêlha (Rede) – 34%

Simone Fontana (PSTU) – 31%

Dani Portela – 28%

Daniel Coelho (PSD) – 27%

Votaria em qualquer um – 8%

JOão Campos (PSB) – 8%

Não sabem – 5%

Branco/Nulo/Nenhum – 2%

Menções espontâneas

Na pesquisa espontânea, em que os nomes dos pré-candidatos não são apresentados aos eleitores, João Campos também lidera. Entretanto, 40% dos eleitores disseram que não sabiam em quem votariam. Confira o levantamento:

João Campos (PSB): 39%;

No atual: 6%;

Gilson Machado (PL): 2%;

Daniel Coelho (PSD): 1%;

Outras respostas: 5%;

Em branco/nulo/nenhum: 6%:

Não sabem: 40%.

Problemas da cidade

O Datafolha também pediu para que os eleitores respondessem, de forma espontânea, qual o principal problema do Recife. Em primeiro lugar ficou a saúde, com 19%, seguida pela segurança, que teve 18%. Veja o levantamento:

Saúde/hospitais/postos de saúde: 19%;

Segurança/violência/criminalidade: 18%;

Enchentes/canalização de esgoto: 10%;

Saneamento básico (água e esgoto): 10%;

Calçamento/asfaltamento/buracos: 8%;

Limpeza/coleta de lixo/sujeira na cidade: 4%;

Transporte coletivo: 4%;

Educação/escolas/creches: 3%;

Trânsito: 3%;

Desemprego/combate ao desemprego: 2%;

Barreiras/encostas: 2%;

Moradia/habitação: 2%;

Mobilidade: 1%;

Infraestrutura (sem especificar): 1%;

Tráfico/consumo de drogas: 1%;

Outros: 7%;

Não sabem: 4%.

São consideradas áreas degradadas as regiões que não foram completamente desmatadas, mas que sofrem alterações significativas da composição biológica. Entre os fatores considerados pela Mapbiomas estão o tamanho e nível de isolamento dos fragmentos florestais, a frequência das queimadas, invasão por espécies exóticas e o pisoteio por rebanhos.

Incêndios
O mês de junho teve este ano a maior média de área queimada no Pantanal de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul registrada desde 2012 pela série histórica do Laboratório de Aplicações de Satélites Ambientais, do Departamento de Meteorologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Em apenas 30 dias, o fogo consumiu mais de 411 mil hectares do bioma, quando, na média histórica, o Pantanal costuma queimar pouco mais de 8 mil hectares.

A área atingida ficou acima, inclusive, da média histórica de setembro, quando o bioma queima, em média, 406 mil hectares. No acumulado de 2024, a área atingida chegou a 712 mil hectares nessa terça-feira (2), o que corresponde a 4,72% do bioma.

A Polícia Federal está investigando a origem do fogo em algumas situações. Segundo a ministra do Meio Ambiente e Mudança do Clima, Marina Silva, 85% dos incêndios ocorrem em terras privadas.

Brasil
Um quarto (25%) da vegetação nativa do Brasil pode estar sujeita à degradação. O levantamento da rede Mapbiomas revelou que entre 11% e 25% das matas do país ficaram expostas a processos destrutivos entre 2021 e 1986. Os percentuais são correspondentes a área de 60,3 milhões de hectares até 135 milhões.

A Mata Atlântica é o bioma mais degradado proporcionalmente, com área entre 36% e 73% dos remanescentes de vegetação exposta aos processos de destruição, equivalente a área entre 12 milhões e 24 milhões de hectares.

Em área absoluta, o Cerrado é o bioma com maior degradação, com total que pode variar entre 18,3 milhões e 43 milhões de hectares (de 19,2% a 45,3% do que resta dessa vegetação).

A segunda maior área degradada está na Amazônia, com um total que pode variar entre 19 milhões e 34 milhões de hectares, correspondendo a algo entre 5,4% e 9,8% do bioma.

A pré-candidata a prefeita pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT) de Araripina, Ana Paula Ramos, consolidou um importante apoio político nesta sexta-feira (5). Durante o Circuito Trabalhista, um evento de grande relevância do PDT Nacional realizado no Recife, 15 pré-candidatos a vereador pelo PDT de Araripina reafirmaram seu apoio à candidatura de Ana Paula.

O evento, que reuniu lideranças do PDT de várias regiões, contou com a presença de Ana Paula Ramos, que expressou sua gratidão pelo apoio recebido dos pré-candidatos a vereador.

Em seu discurso, ela destacou que sua pré-candidatura está alinhada com o projeto de gestão do atual prefeito de Araripina, Raimundo Pimentel (PDT).

Keir Starmer, de 61 anos, será o primeiro integrante do Partido Trabalhista a ocupar o cargo de primeiro-ministro do Reino Unido em 14 anos –o último havia sido Gordon Brown, de 2007 a 2010. Sua legenda venceu as eleições na quinta-feira (4) com 33,9% dos votos e o indicou para o posto. Ele substituirá o conservador Rishi Sunak, que estava na posição desde 2022. As informações são do site Poder360.

Há poucos detalhes sobre a vida pessoal de Starmer. Sabe-se que é vegetariano e que sua família é seguidora, mas não praticante, da religião anglicana (da Igreja da Inglaterra). É casado desde 2007 com Victoria Alexander Starmer, 50 anos. O pai de Victoria é judeu. Emigrou da Polônia para a Inglaterra. A primeira-dama britânica formou-se em direito e sociologia, em Cardiff, no País de Gales. O casal tem 2 filhos, cujos nomes não são divulgados publicamente.

Em entrevista em dezembro de 2020 ao jornal The Times of Israel, Starmer falou sobre a religiosidade. Ele e Victoria educam os 2 filhos “para reconhecer a fé de parte da família”, sobretudo do pai da primeira-dama. Victoria converteu-se ao judaísmo. “Apenas desenvolver essa tradição, aquele pouco de fé na sexta-feira é extremamente importante, porque nos reunimos e fazemos orações”, disse o premiê britânico ao jornal israelense.

A família frequenta a sinagoga Liberal de Londres, que fica no bairro de St. John’s Wood. A família Starmer será a 1ª a ocupar o nº 10 em Downing Street (endereço do escritório e residência do primeiro-ministro) a seguir tradições judaicas no comando do país.

Starmer gosta de futebol. Até pouco tempo, os jornais britânicos relatavam que ele praticava o esporte nos fins de semana. É torcedor do Arsenal, tradicional time de Londres, fundado em 1886 e com fãs famosos como o piloto de Fórmula 1 Lewis Hamilton, e os músicos Mick Jagger e Rihanna.

Gato

A entrada de Starmer no lugar de Sunak não deve alterar uma constante em 10 Downing Street: o gato Larry, 16 anos. O felino foi adotado em fevereiro de 2011 por suas habilidades em caçar ratos. À época da adoção, David Cameron era o premiê.

Cameron deixou o posto em 2016. Larry ficou. Starmer será o 6º primeiro-ministro na “gestão” de Larry:

Carreira

O novo premiê representa como deputado os bairros londrinos de Holborn e Saint Pancras na Câmara dos Comuns. Advogado, sua carreira começou a ganhar destaque ao ser nomeado em 2008 “director of public prosecutions” da Inglaterra e País de Gales. O cargo é conhecido pela sigla DPP e faz parte do Ministério Público britânico. O DPP comanda a persecução penal e fica abaixo apenas do procurador-geral, tendo poderes para começar uma investigação. Starmer ficou no cargo até 2013. Em 2014 recebeu o título de cavaleiro comandante da Ordem de Bath (“knight commander of the Order of the Bath”), concedido pelo então príncipe Charles (que é agora o rei da Inglaterra).

Reservado e político tardio, Starmer foi eleito deputado pela 1ª vez aos 52 anos, em 2015. É chamado de esquerdista pelos adversários, mas é considerado mais moderado que Jeremy Corbyn, o líder trabalhista a quem sucedeu no comando do partido, em abril de 2020.

Com claros problemas nos serviços de limpeza urbana, o Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE) constatou que a Prefeitura de Trindade firmara um contrato de R$ 400 mil com a empresa RPV Construções, para a execução de serviços como varrição, coleta de lixo, capinação, pintura do meio-fio e poda de árvores. O alto valor do contrato, porém, não impede a sensação dos moradores de que a cidade não está limpa, com acúmulo crescente de lixo e mato em várias áreas.

O relatório do Tribunal de Contas aponta para gastos que levantam questões sobre a eficácia e transparência da gestão municipal, como pode ser observado nos valores destinados à poda de árvores, que em janeiro deste ano, a Prefeitura pagou R$16.961,30 para a poda de 395 árvores. Serviço que parece ser desconhecido pela população, uma vez que é comum os cidadãos pagarem, cerca de R$50, pela poda de plantas em suas calçadas, de acordo com denúncias recebidas por este blog.

Outros exemplos de valores questionados são os de serviços de capinação e de pintura de meio-fio, que, no mesmo mês, custaram R$13.010,14 para capinar 19,79 km de ruas e R$18.660,98 para a pintura da mesma quilometragem de meio-fio. Distâncias que suficientes para ir e voltar do centro de Trindade até Saco Verde, o povoado rural mais distante do município.

Após o escândalo recente relacionado ao superfaturamento de carros-pipa em Curaçá, que resultou em um prejuízo de mais de R$720 mil, o Tribunal de Contas está agora investigando possíveis irregularidades nos contratos de limpeza urbana na cidade, sob os olhares atentos da população, que deseja mais transparência.

Um grave acidente no início da madrugada desta sexta-feira (5), com ônibus de turismo que transportava grupo de fiéis que saiu de Itapeva (SP) rumo à Aparecida do Norte (SP), fez 52 vítimas, das quais 10 fatais. O ônibus se chocou com pilar de sustentação central de viaduto na Rodovia Professor Francisco da Silva Pontes, no quilômetro (Km) 171, nas intermediações da cidade de Itapetininga, no interior de São Paulo. As informações são da Agência Brasil.

Várias equipes do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar Rodoviária foram acionadas para auxiliar nos primeiros socorros. As vítimas foram levadas para hospitais de Itapetininga e Sorocaba, cidades próximas ao acidente.

A Secretaria de Saúde estadual informa que está acompanhando o caso e a situação dos hospitais da região por meio da central de regulação de vagas, para oferecer o suporte necessário às vítimas em estado grave.

Segundo o governo estadual, as vítimas estão em atendimento em unidade do Conjunto Hospitalar de Sorocaba (CHS), no Hospital Adib Jatene (também em Sorocaba) e no Hospital Doutor Léo Orsi Bernardes (Hlob) em Itapetininga. As dez vítimas fatais estão sendo reconhecidas. A polícia está no local e investiga o caso. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal e a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), o ônibus está em situação regular. O motorista informou que o veiculo apresentou uma pane mecânica. 

Em entrevista à Rádio Hits FM na manhã desta sexta-feira, Elias Gomes, ex-prefeito e pré-candidato à Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes criticou duramente o que classificou como “um cenário de caos e abandono nunca visto na cidade”. Gomes apresentou o relatório de uma ação realizada ontem, que percorreu e vistoriou unidades de saúde em todas as regionais do município.

Durante as 24 horas da operação, o pré-candidato convocou a população a registrar em vídeo problemas na manutenção das unidades básicas de saúde, policlínicas e hospitais da rede pública. As irregularidades, compartilhadas em suas redes sociais, incluíram precariedade estrutural, falta de médicos e insumos, atendimento inadequado e unidades de saúde funcionando de forma improvisada.

“É inaceitável nos depararmos com mato, lixo e esgoto na entrada das unidades, com a falta de medicamentos, com a falta de atendimento e o abandono de prédios públicos, o que tem levado as pessoas a serem atendidas em contêineres improvisados”, ressaltou Elias.

O presidente Lula (PT) voltou nesta sexta-feira a se comprometer com a responsabilidade fiscal, ao mesmo tempo em que rebateu analistas que afirmaram durante os últimos dias de escalada do dólar que ele “fala demais”.

“Que bom que eu falo demais, porque teve um tempo em que eu não falava. Quando eu resolvi criar um partido político, o nosso lema era dar vez e voz aos trabalhadores brasileiros que nunca tiveram ninguém. E não adianta falar de responsabilidade fiscal, porque, se tem uma coisa que eu aprendi com a Dona Lindu, foi responsabilidade fiscal. Cuidar do meu pagamento, cuidar do meu salário, cuidar da minha família”, declarou o presidente durante evento para inauguração de um novo prédio no campus Osasco da Unifesp.

“E hoje a minha família é o Brasil. São 213 milhões de filhos que nós temos que cuidar. E só vai dar certo que a economia estiver arrumada. Se a gente fizer, como aquela pessoa que joga dinheiro fora por causa do cartão de crédito, a economia vai quebrar. E, no meu governo, não vai quebrar, porque nós temos a responsabilidade de cuidar desse país”, complementou.

Lula foi celebrado pelo público presente, mas também ouviu cobranças dos estudantes. Durante a cerimônia, foram erguidos cartazes demandando moradia para os alunos e melhores condições de trabalho para os professores. Uma representante do corpo discente que discursou no palco ponderou que o novo edifício foi entregue, mas não está finalizado. Em resposta, o ministro Camilo Santana prometeu entregar em 2025 a biblioteca, que funcionará num prédio anexo ao edifício acadêmico e administrativo da Escola Paulista de Política Econômica e Negócios (EPPN).

Com informações do jornal O Globo.

A prefeita de Serra Talhada, Márcia Conrado, inaugurou ontem sete novas ruas no bairro da Cohab, um investimento de R$ 846 mil. As vias entregues são a Rua José Vicente Ferreira, Rua Santa Clara, Rua Santa Izabel, Rua Maria da Penha Godoy Rodrigues, Rua 7 e Rua Santa Luzia.

A prefeita destacou a importância das obras para o desenvolvimento do bairro. “Essas ruas são caminhos, mas sobretudo a realização de um compromisso com o nosso povo. Estamos transformando o bairro da Cohab com infraestrutura de qualidade, educação de excelência e serviços de saúde acessíveis”, afirmou.

O desenvolvimento de Lagoa Grande, no Sertão do São Francisco, foi tema de uma reunião entre o senador Fernando Dueire, o deputado estadual Jarbas Filho, e o prefeito Vilmar Cappellaro com o presidente da Fecomércio-PE, Bernardo Peixoto. O município, segundo maior produtor de uvas do Brasil, busca apoio para fortalecer sua economia e turismo.

“O apoio da Fecomércio é fundamental para que Lagoa Grande siga o caminho do crescimento e sua vocação. Buscamos somar forças com iniciativas e capacitações de mão-de-obra que serão determinantes para o desenvolvimento de toda região”, afirmou Dueire.

Autor da lei estadual que concedeu a Lagoa Grande o título de Capital Pernambucana da Uva e do Vinho, Jarbas Filho ressaltou a importância da Fecomércio para impulsionar a vitivinicultura na cidade. “Estamos definindo uma agenda com novas reuniões, inclusive com o Governo Federal, para ajudar Lagoa Grande a seguir se desenvolvendo”, disse.

Cappellaro destacou a capacidade de cultivo contínuo da fruta no município. “Somos o único lugar do mundo que produz uvas todos os dias do ano. Nosso potencial é uma realidade e precisamos de apoio e iniciativas que nos ajudem a irradiar crescimento, renda e emprego por toda cidade, região e estado”, avaliou.

A Compesa intensificou o combate ao desperdício de água na Região Metropolitana do Recife. Um novo contrato prestação de serviços de manutenção no valor de R$ 368,9 milhões visa agilizar o conserto de vazamentos, com a finalização de todas as etapas em até quatro dias. Desde fevereiro, mais de 10 mil serviços antigos foram concluídos.

A melhoria inclui a substituição de redes antigas e a implantação de novas ligações, com três consórcios operando 24 horas por dia. O novo contrato será executado pelos próximos cinco anos por meio de três consórcios, envolvendo empresas de Pernambuco e de outros estados.

Além da redução do tempo de reparo, a Compesa está substituindo integralmente 70% dos ramais com vazamentos. A companhia também substituindo trechos críticos para minimizar reparos futuros.

“Nossas equipes estão atuando de maneira ininterrupta, desde a notificação do vazamento, no diagnóstico e execução de todo o serviço. As intervenções são monitorados através de indicadores de desempenho, prezando pela qualidade e o prazo de conclusão das intervenções, como uma resposta rápida e assertiva a uma das principais queixas da população”, declarou o presidente da Compesa, Alex Campos.

Na próxima quarta-feira, estarei em Carpina, na Zona da Mata, participando do seminário “Todos somos candidatos em 2024”, promoção do Instituto Aprender e Capacitar Brasil, presidido pelo múltiplo Mário Júnior. Está marcado para começar às 9 horas, na sede do Comanas, Consórcio que agrega prefeitos da Mata Norte e Agreste Setentrional, presidido pelo prefeito de Araçoiaba, Jogli Uchôa (UB).