FMO

29/08


2016

O jogo está mudando, avalia Lindberg


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Agência Comunicação

29/08


2016

Armando prefere não fazer palpites


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Sopranor 1

29/08


2016

Humberto fala em reverter seis votos


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banner - Hapvida

29/08


2016

Sessão será retomada às 19h

O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Ricardo Lewandowski, anunciou um intervalo após a presidente afasta Dilma Rousseff responder ao senador Lindbergh Farias (PT-RJ).

O próximo inscrito para fazer perguntas é Tasso Jereissati (PSDB-CE). Ele será o 28º senador a questionar a presidente nesta segunda (29).

A sessão deve ser retomada por volta das 19h.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


29/08


2016

Aécio recebe ameaça de morte após interrogar Dilma

Da Folha de São Paulo

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) recebeu uma ameaça de morte em seu endereço de e-mail funcional instantes após iniciar seu questionamento à presidente afastada, Dilma Rousseff, durante a sessão de julgamento do impeachment desta segunda-feira (29).

Na mensagem, recebida às 14h14, Aécio é chamado de "canalha asqueroso". O remetente afirma ainda que, se o tucano não renunciar ao mandato, vai "matar você e toda a sua família".

Anexa ao e-mail, intitulado "Aviso", veio a imagem do cadáver um jovem, coberto de sangue.

A assessoria do senador disse que ele vai solicitar à Polícia Federal que investigue a autoria da mensagem. Aécio também comunicou o episódio à Mesa Diretora do Senado.

Não é a primeira vez que o senador tucano recebe ameaças.

Há alguns meses, um denunciante anônimo procurou o serviço de atendimento ao público do Senado e relatou que havia um plano para um atentado contra o senador.

Na época, a segurança de Aécio foi reforçada por uma escolta policial.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


29/08


2016

Acompanhe o julgamento de Dilma no Senado

Assista ao vivo o julgamento da presidente afastada Dilma Rousseff (PT) no plenário do Senado.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Senai 4.0

29/08


2016

“Não me condene antes da hora”, diz Dilma a Aníbal

Dilma criticou o posicionamento do senador José Aníbal (PSDB-SP) e sua atuação "como juiz" no processo de impeachment.

"Espero que o senhor tenha em relação a esse processo uma posição de imparcialidade, e que o senhor não me condene antes da hora", afirmou.

Ela lamentou que Aníbal "não cumpra os mínimos princípios do devido processo legal", que, segundo Dilma, "assegura o devido direito de defesa".

"Não pretendo transferir as minhas responsabilidades, mas peço que não transfira as tuas", afirmou. "A história do rito não basta, senador. É preciso que o rito formal seja seguido, mas é imprescindível que o conteúdo também seja objeto da maior consideração. E lamento que para o senhor não tenha sido”.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Sesi 4.0

29/08


2016

“A política não tem saias, presidenta”, diz Gleisi

A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), ex-ministra-chefe da Casa Civil no governo Dilma, fez críticas contundentes ao processo de impeachment e comparou a situação atual da presidente afastada à vivida na ditadura militar.

"Aqui não tem tanques, não tem baionetas, não tem tortura física, mas não faltaram a tortura emocional, psicológica, política", disse. "A política não tem saias presidenta, por enquanto, não ainda. Ainda é um ambiente misógino."

Na fala, Gleisi criticou também a imprensa e os colegas parlamentares. "O que nos dá o direito de julgá-la, de apontar-lhe os dedos, se a crise política e econômica que estamos vivendo nesse país teve muito da colaboração desse Congresso?", perguntou Gleisi.

A petista perguntou se seria possível realizar avanços sociais se acatasse as determinações do TCU e "também com essa proposta de limitação de gastos do governo interino, é possível continuar com propostas importantes para este país".

Na sequência, Lewandowski pediu que Dilma se atesse ao seu governo, e não falasse sobre o governo interino.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Odonto Personalité

29/08


2016

Presidente diz defender reforma tributária

Em resposta ao senador Armando Monteiro Neto, Dilma voltou a criticar o congelamento do teto de gastos públicos, sugerido pela equipe de Michel Temer.

"Nós acreditamos que a fase de ajuste de curto prazo não tem mais fôlego, que era fundamental agora procurar fazer as reformas necessárias ao país", disse.

Assim como o ex-ministro, a presidente afastada defendeu uma revisão do regime fiscal. "Este é um país que tem uma estrutura tributária altamente regressiva. Ou seja, paga mais, que menos tem. Paga menos quem mais tem."

Ela comparou Brasil à Eslovênia, que, "salvo engano, não tributa lucros e dividendos".

"Lembro aos senhores que estava previsto que em 2015 teríamos US$ 5 bilhões de saldo comercial, e chegamos a US$ 19,7 ou US$ 19,6 bilhões de saldo comercial", disse. "Este ano estávamos prevendo chegar de US$ 40 bilhões a US$ 50 bilhões de saldo comercial. Temo que essa política cambial em operação no Brasil, que valorizou novamente o real, impeça esse fato".


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Naipes

29/08


2016

Dilma: Quem interrompeu programas foi Governo interino

O senador Cidinho Santos (PR-MT) perguntou à Dilma Rousseff se ela não tinha conhecimento da "gravidade da situação" em que a economia brasileira se encontrava antes de ser reeleita.

Também questionou por que a presidente "propôs um programa de governo [em 2014]" e executou um "totalmente contrário ao que se propôs" após a posse.

Na resposta, Dilma errou o nome do senador, chamando-o de "Cidinho Campos".

"Acho que o senhor está mal informado", afirmou a presidente ao senador. "Nós não só mantivemos o Minha Casa, Minha Vida, como entregamos inúmeras que estavam em construção."

Ela disse que não ela, mas o governo provisório foi responsável por interromper parte de programas sociais, como Pronatec, Ciência Sem Fronteiras e faixas do Minha Casa Minha Vida.

Dilma afirmou ainda que foi criticada por manter alguns desses programas e não ter enxugado despesas em no meio do ano. "Eu não contingenciei porque se contingenciasse não sobrava meio programa social", afirmou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


29/08


2016

Avaliação sobre o desempenho de Dilma


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

suricato

...quem é José maria Trindade, qual cargo que ocupa?



29/08


2016

Previsão é que fase atual termine às 23h

O presidente do STF, Ricardo Lewandowski, afirmou que a fase de perguntas à presidente afastada Dilma Rousseff deve acabar por volta das 23h.

Até o momento, 34 senadores inscritos para perguntas ainda vão se pronunciar. O senador Cidinho Santos (PR-MT), que fala agora, é o 18º a fazer questionamentos nesta segunda (29).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Bm4 Marketing 7

29/08


2016

Aécio se diz surpreso com tom educado de Dilma

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) admite ter ficado um pouco surpreso com o tom "educado" de Dilma. Sobre o conteúdo das falas da presidente afastada, entretanto, fez graça: "As respostas dela independem da pergunta. Como disse o Cássio (Cunha Lima), se você perguntar se ela pedalou ou se matou a Odete Roithman a resposta vai ser a mesma".


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Márcio Calheiros

29/08


2016

Depois das urnas, o embate no plenário

Gabriel Garcia

De Brasília

O senador Aécio Neves (MG), presidente nacional do PSDB, realizará o principal embate com a presidente afastada Dilma Rousseff, no retorno do depoimento da petista durante sessão do impeachment. O debate foi suspenso por uma hora para almoço de suas excelências.

No retorno, Aécio promete um discurso político mais inflamado, o que pode gerar reação de Dilma. Senadores petistas acreditam que a presidente afastada tende a subir o tom em defesa do teu governo.

Depois da eleição de 2014, Aécio volta ao embate com a petista. É o primeiro desde a eleição, vencida por Dilma.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


29/08


2016

Chico é alvo de tietagem

Um dos aliados de Dilma Rousseff que passou no Palácio do Alvorada na manhã desta segunda-feira (29) – antes de a presidente afastada ir ao Senado depor no julgamento final do processo de impeachment – relatou ao Blog que se deparou com um ambiente ameno, de confiança e "tietagem". Segundo este interlocutor de Dilma, o único movimento fora do script – e que chamava a atenção –, era o assédio ao cantor e compositor Chico Buarque, que viajou a Brasília para acompanhar no plenário, como convidado da petista, a sessão de julgamento. Ex-ministros do governo Dilma e outros aliados tiraram fotos com o músico e elogiaram o trabalho e a posição política do artista. No Senado, Chico acompanhou o discurso inicial e o interrogatório de Dilma ao lado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em meio ao interrogatório, senadores dilmistas subiram à galeria para tirar fotos com o cantor e compositor.
 
Após discursar por 46 minutos, Dilma denunciou, durante o interrogatório, que é vítima de um "rotundo golpe". Na manifestação inicial, ela havia se emocionado duas vezes. Em uma delas, ao citar torturas que sofreu na ditadura, ela criticou adversários políticos, como o deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB). Entre os convidados de Dilma no Senado está a ex-ministra da Secretaria da Política para Mulheres Eleonora Menicucci. Na ditadura, ela ficou presa na mesma cela de Dilma.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores