Jaboatão vai conquistar você

27/08


2011

Por trás da notícia: os supersalários dos intocáveis

 Muita gente estranhou a manutenção de salários superiores ao teto constitucional no Senado: os supersalários tinham sido reduzidos pela Justiça, por decisão da 9ª Vara Federal de Brasília, e quem recorreu para mantê-los foi o próprio Senado, que paga a conta - com o nosso dinheiro. Mas por que o Senado recorreu?

Simples: porque o presidente do Senado, José Sarney, PMDB do Amapá, é dono de um supersalário dos mais invejáveis. O teto de quem recebe do Tesouro, pela Constituição, tudo somado, é de R$ 26.700,00 mensais - salário de ministro do Supremo Tribunal Federal. Sarney recebe 62.284,11 por mês, segundo o ótimo portal Congresso em Foco. É mais que o dobro do que a Constituição permite - sem contar que, no Senado, fora mordomias, ganha 15 salários por ano.(Carlos Brickmann)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

roberto lima

por isso ele tem grana de sobra para viajar a new york para ser "carinhado" dos PÉS à cabeça.

LUCIANA ALVES

Por que adicionar as aposentadoria, por que s´0 Sarney. Aqui tem o senador que recebe como senador e tem ainda a aposentadoria de procurador da Assembleia e mais proporconal de deputado federal, e no Brasil tem um monte desses casos. HIPOCRISIA PURA DOS JORNALISTAS E DA MIDIA


Caruaru - Jan 2022

27/08


2011

Dilma e sua lista de ministros indesejáveis

 Depois de 50 dias da publicação pelo Poder Online da lista de ministros com os quais estaria insatisfeita, a presidenta Dilma Rousseff voltou a se referir ao fato. Desta vez, ao contrário da primeira tentativa de prestigiar os ministros, considerada desastrosa por alguns aliados, Dilma evitou nomes e foi enfática:

''''Essa pauta de demissões em que fazem ranking não é adequada para um governo. Essa pauta, eu não vou jamais assumir. Não se demite, nem se faz escala de demissão. Isso não é, de fato, Roma antiga",  disse Dilma, segundo publicou O Globo.
É que a política, como todos sabem, tem aquela história de nunvens. Muda a todo instante. (Do blog Poder Online - Jorge Félix)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Cabo - Pavimentação e Drenagem

27/08


2011

PR deixa Dilma sem resposta e pode apoiar CPI

 Uma semana depois do apelo feito pelo Planalto ao PR para que o partido retorne à base aliada de Dilma Rousseff, o líder da legenda na Câmara, Lincoln Portella, diz que ainda não tem resposta para a ministra Ideli Salvatti, das Relações Institucionais, porta-voz do governo na questão. O deputado, que comanda a bancada de 41 integrantes do PR,  assinou o pedido de CPI da Corrupção apenas três dias após a conversa com a ministra, para quem o gesto vem na “contra-mão” das última tentativas de reaproximação. O líder alega que o processo de consulta ao partido ainda não está concluído e não tem previsão para a resposta sobre o apelo do governo. Um de seus liderados, o deputado Antony Garotinho (PR/RJ), que esteve no Planalto nesta quinta, contesta a posição de independência do PR, que chamou de “chantagem”. Para Portella, no entanto, é cedo para mudar de posição.(Blog de Christina Lemos)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Petrolina Dezembro 2021

27/08


2011

Demissão suspeita: ministra vai ter de se explicar

 O PSDB vai acionar na próxima semana a Procuradoria-Geral da República pedindo investigação sobre a saída da ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, da Itaipu Binacional, em 2006. Reportagem do jornal O Estado de S. Paulo mostrou que a ministra fez um acordo para ser demitida em vez da "exoneração a pedido". Com isso, Gleisi pode receber a multa de 40% sobre o saldo do FGTS, no valor de R$ 41 mil, além de sacar outros R$ 104 mil do fundo.

Na Folha de S. Paulo, o presidente da Itaipu Binacional, Jorge Sameck dá sua versão para o caso e conta que Gleisi Hoffman foi demitida da empresa por decisão dele e não a pedido dela. Assim, ela fez juz ao recebimento da multa sobre o FGTS. Segundo Sameck, a então diretora financeira da empresa pediu uma licença para disputar a eleição para o Senado, em 2006. Ele não concordou com o pedido e decidiu então demiti-la por entender que seu envolvimento com a política partidária era incompatível com o exercício do cargo na estatal. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

roberto lima

Esse golpe baixo é mais que "manjado". A conclusão é de que ambos não prestam. Deram um atestado escrito.



27/08


2011

Quem pode julgar juiz?

 Criado com a função de fazer um controle externo dos tribunais, o Conselho Nacional de Justiça corre o risco de ter suas atividades esvaziadas por iniciativa de seus próprios integrantes. Uma proposta enviada aos colegas pelo conselheiro recém-empossado José Lucio Munhoz, juiz indicado pelo Tribunal Superior do Trabalho, diminui o poder do CNJ de julgar processos envolvendo irregularidades cometidas por juízes. Esses processos teriam que ser abertos, inicialmente, pelos tribunais locais.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Arcoverde janeiro 2022

27/08


2011

Exército: o estupro, o silêncio. Fica por isso mesmo?

 Um soldado de 19 anos foi estuprado por quatro companheiros, no banheiro de um quartel do Exército em Santa Maria, no Rio Grande do Sul. Ferido, o rapaz foi levado em sigilo para um hospital militar, onde ficou oito dias. Só no quinto dia a família foi informada da hospitalização, com uma história mal contada: disseram que o rapaz ''sofreu um mal súbito'', ''numa atividade interna do quartel''.

Um sargento denunciou o caso; a investigação corre sob sigilo. O caso aconteceu em 19 de maio e até agora a única repreensão foi feita à mãe da vítima, ameaçada de prisão ''por insubordinação contra as autoridades militares''. A subversiva queria obter informações confiáveis sobre a saúde do filho. O rapaz violentado também sofreu ameaça: ''Tu vai se ferrar'', disse-lhe um soldado.

O caso foi levantado pelo jornalista Igor Natusch, do portal Sul21, de Porto Alegre - guardem seu nome, porque o trabalho que realiza é impecável. E as autoridades? A ministra dos Direitos Humanos, Maria do Rosário, declarou-se chocada - e chocada deve estar até agora, porque não se sabe de qualquer providência que tenha tomado. O então ministro da Defesa, Nelson Jobim, silenciou. O novo ministro da Defesa, Celso Amorim, também guarda diplomático silêncio. A presidente Dilma, cuja carreira se fez no Rio Grande do Sul, nada falou.

O rapaz violentado ainda vai acabar levando a culpa.

(Carlos Brickmann)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Serra Talhada 2021

26/08


2011

Brasil será a quarta economia do mundo, diz consultoria

 O Brasil vai se tornar a quarta maior economia do mundo até 2030, segundo projeção da consultoria britânica EIU (Economist Intelligence Unit).  Atualmente, o país ocupa a sétima posição no ranking global, considerando o PIB (Produto Interno Bruto) medido em dólares. A crise que afeta as economias dos países desenvolvidos, minando sua capacidade de expansão no longo prazo, vai beneficiar a ascensão do Brasil.

A EIU previa, antes, que o país alcançaria o quinto lugar no ranking mundial na próxima década. Mas reduziu recentemente sua projeção para o crescimento do Japão. Com isso, espera agora que a economia brasileira vai se tornar maior do que a japonesa em 2027. ''Antes, tínhamos o Brasil superando a França, a Alemanha e o Reino Unido, mas não o Japão. Essa projeção agora mudou'', afirma Robert Wood, analista sênior da EIU.
O analista ressalta que a economia brasileira deixará para trás a dos quatro países desenvolvidos, mas será ultrapassada pela indiana no meio do caminho.

A EIU prevê que o Brasil crescerá 3,9%, em média, por ano nas próximas duas décadas. A expansão será mais forte que os 2,9% registrados nos últimos 25 anos, mas menor que as taxas previstas para Índia (6,6%) e China (5,7%) nos próximos vinte anos.
Wood acredita que o dinamismo dos emergentes asiáticos grandes, principalmente a China, continuará sendo um importante motor do crescimento do Brasil: ''Mesmo que a China faça uma transição para um modelo de crescimento mais apoiado no consumo do que em investimento ainda vai demandar as commodities que o Brasil produz, principalmente alimentos''.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

SESC - Férias de Janeiro

26/08


2011

Fraude na prefeitura de SP pode ir a R$ 100 milhões

 O rombo causado pela quadrilha que forjava o pagamento de taxas para construção de prédios acima dos limites permitidos na capital paulista já é estimado em R$ 50 milhões. Segundo cálculos da Corregedoria-Geral do Município, o tamanho da fraude pode ser ainda maior e chegar a R$ 100 milhões. Quatro construtoras apresentaram guias com autenticação bancária falsa para obter o aval para construir na cidade. A de maior valor é de um consórcio da Zabo com a Odebrecht, que deixou de pagar R$ 14 milhões à Prefeitura em janeiro deste ano.

Em nota, a Odebrecht disse não ter conhecimento de "qualquer irregularidade" e afirmou que não recebeu nenhuma notificação, além de possuir "todos os documentos referentes à operação que comprovam o pagamento." Segundo o corregedor-geral do Município, Edílson Mougenot Bonfim, os titulares das pastas de Habitação, Ricardo Pereira Leite, e de Finanças, Mauro Ricardo, terão de prestar explicações sobre o porquê de o rombo nunca ter sido percebido. As secretarias são responsáveis, respectivamente, por emitir e receber a guia, e por controlar a receita da Prefeitura.

Hoje, a Polícia Civil prendeu quatro envolvidos no esquema. Eles são acusados de formação de quadrilha, crime de falsificação de documentos e estelionato. As guias foram aceitas pela administração municipal, mas o dinheiro nunca chegou aos cofres do Tesouro. A Prefeitura não conseguiu explicar o motivo. (Informações da Agência Estado)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Bandeirantes novembro 2021

26/08


2011

"Safado, cheirador". Ciro punido por ofensa a Collor

 A Justiça de São Paulo condenou o ex-deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE) a pagar multa de R$ 100 mil ao senador Fernando Collor (PTB-AL) por ter se referido ao ex-presidente da República como “safado” e “cheirador de cocaína” numa entrevista feita em 1999. Na ocasião, Ciro teria dito que era assim que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deveria ter chamado Collor em 1989, quando ambos disputaram a Presidência da República. Na entrevista, Ciro disse que campanha ''tem que ser o mais baixo nível'' e lembrou do debate que os então candidatos travaram na TV à época.

''Lula manteve o nível no debate com Collor. Não pode. Collor falou que Lula tinha um aparelho [de som] três em um e Lula ficou perplexo. Logo depois, Collor disse: você quis fazer um aborto em sua mulher. Collor baixou o nível e quem tinha rabo de palha era ele'', disse Ciro.

Depois completou: ''Lula devia ter partido para cima. Ter dito: deixa de ser picareta, seu playboy safado. Eu sou um miserável do interior, vim num pau-de-arara. Engravidei involuntariamente minha namorada, mas não tinha dinheiro nem para comer. Passou na minha cabeça, esse negócio de aborto. Graças a Deus, ela não concordou. Minha filha está aí, estou criando. Agora, você é um playboy, cheirador de cocaína. Eu tinha mandado uma porrada nele [Collor] que ele tinha saído quase cego''.

Na decisão, o juiz Marcos Roberto de Souza Bernicchi rejeitou a tese. “Não existe qualquer dúvida de que tais expressões tenham sido proferidas com intenção clara de ofender o autor, mesmo porque escapam plenamente a qualquer campo do debate político e ingressam em seara pessoal que jamais deve ser exposta.” (Portal G1)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Pousada da Paixão

26/08


2011

PGR pede abertura de ação penal contra Jaqueline Roriz

 O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, hoje, ao Supremo Tribunal Federal (STF) denúncia criminal contra a deputada federal Jaqueline Roriz (PMN-DF). A Procuradoria não divulgou o teor da denúncia.Ela responde a inquérito no STF depois de ter sido gravada ao lado do marido, Manoel Neto, recebendo um pacote de dinheiro de Durval Barbosa, pivô do escândalo de corrupção que ficou conhecido como mensalão do DEM de Brasília.O relator do caso no STF é o ministro Joaquim Barbosa.

Segundo o G1, a defesa da deputada afirmou que vai se pronunciar após a análise da denúncia. O advogado de Jaqueline, José Eduardo Alckmin, no entanto, criticou o momento da apresentação da denúncia. ''Acho estranho o momento em que ela [a denúncia] vem a público, pouco antes de ser apreciado na Câmara o processo'', disse.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
Publicidade

Publicidade

Publicidade

TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Opinião

Publicidade
Apoiadores
Parceiros