Faculdade de Medicina de Olinda 2

09/09


2006

Alckmin gasta mais que Lula com programa eleitoral

 Já tocamos neste assunto, mas vamos aprofundá-lo com a matéria da Folha Online, que mostra os contrastes nos gastos de campanha dos candidatos à Presidência. Leiam:

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva declarou ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) uma despesa com produção de programas de rádio, televisão e vídeo de sua campanha à reeleição que corresponde a um terço do gasto informado pelo candidato à Presidência pelo PSDB, Geraldo Alckmin.

O petista afirmou que, entre 1º de julho e 31 de agosto, desembolsou R$ 2,7 milhões com a produção dos programas, enquanto o tucano pagou R$ 8,684 milhões, segundo as prestações de contas parciais que foram entregues ao TSE na última quarta-feira.

Em cada bloco da propaganda presidencial, de 25 minutos, veiculado às terças, quintas e sábados, Alckmin tem 10 minutos e 13 segundos, e Lula, 7 minutos e 12 segundos.

As campanhas presidenciais custaram até agora R$ 41,569 milhões, e a principal despesa foi com a produção dos programas, no valor de R$ 11,986 milhões (28,83%), conforme as contas enviadas ao TSE e os balanços divulgados pelos comitês de campanha.

Lula e Alckmin consumiram 96,9% do total das despesas da campanha para presidente. Eles declararam praticamente a mesma quantia de gastos: o petista, R$ 20,1 milhões e o tucano, R$ 20,2 milhões.

Dos oito candidatos dessa disputa, uma não prestou contas: a empresária Ana Maria Rangel (PRP). Ela registrou a sua candidatura à revelia do partido, do qual está sendo expulsa, e enfrenta problemas judiciais para concorrer.

A lei da minirreforma eleitoral deste ano passou a exigir dos candidatos duas prestações de contas parciais durante a campanha, a serem entregues em 6 de agosto e 6 de setembro.

Eles só serão obrigados a informar o nome dos doadores e o valor de cada doação na prestação de contas completa, 30 dias após a eleição.

O custo da campanha presidencial, de R$ 41,569 milhões, corresponde à soma das despesas informadas pelos sete candidatos nas prestações de contas enviadas anteontem ao TSE e em entrevistas concedidas pelos comitês de campanha.

Balanço

Ontem, a base de dados da Justiça Eleitoral não tinha recebido a segunda prestação de contas de 7.741 dos 19.958 (38,79%) candidatos inscritos neste momento para disputar vagas de deputado estadual ou federal, senador, governador e presidente.

Esse percentual superou 50% nos seguintes Estados: Alagoas, Ceará, Minas Gerais, Pernambuco e Paraná.

Segundo o TSE, esses candidatos supostamente não cumpriram o prazo, de 6 de setembro, ou não enviaram as contas no padrão adequado para lançamento dos dados no sistema dos tribunais eleitorais.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Raimundo Eleno dos Santos

Para se apresentar com sua povonice, tem mesma é que gastar. Alckmin é um tucano que está mais para pavão. Ele é gaboso demais. Mas tem os pés cinza. Esqueceu que parte dessa verba usada na sua propaganda veio da NOSSA CAIXA. Tem coisas que precisam ser explicadas direitinho. FHC já abriu o freezer.


Detran

09/09


2006

O movimento dos candidatos presidenciais hoje

 O candidato à Presidência pelo PSDB, Geraldo Alckmin, tem compromissos eleitorais no Ceará. Pela manhã, ele faz caminhada no município de Cascavel. À noite, Alckmin realiza comício na praça central de Quixeramobim.

O candidato à reeleição pelo PT, Luiz Inácio Lula da Silva, faz comício em Criciúma, Santa Catarina, às 12h. Às 18h, ele tem comício em Colombo, no Paraná.

 

 Cristovam Buarque, do PDT, inaugura comitê de sua campanha em Brasília. À tarde, ele grava programas eleitorais em seu comitê eleitoral e não tem agenda prevista em público. 

 

 A candidata do PSOL, Heloísa Helena, faz campanha na capital do Acre, Rio Branco. Pela manhã, faz caminhada do aeroporto até o centro da cidade. À tarde, ela encontra com lideranças sindicais, seringueiros e movimentos sociais.


 Luciano Bivar (PSL) está em viagem aos Estados Unidos para consulta médica.

 

O candidato José Maria Eymael, do PSDC, não tem compromissos de campanha.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

13° Bolsa Familia

09/09


2006

TSE proíbe Petrobras de fazer propaganda do Biodiesel

 O presidente Luiz Inácio Lula da Silva sofreu ontem duas derrotas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O ministro do TSE Marcelo Ribeiro recusou-se a suspender propagandas do candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, que ridicularizavam o presidente, segundo advogados de Lula. Além disso, o tribunal proibiu veiculação de propaganda institucional da Petrobras sobre o biodiesel.

No primeiro despacho, o ministro analisou representação em que a defesa de Lula sustentava que inserções do candidato tucano usaram recursos proibidos pela legislação eleitoral como trucagem e montagem com o objetivo de ridicularizar o presidente.

Ribeiro discordou e disse que a propaganda apenas fez uma crítica ao candidato, reproduzindo informações veiculadas nos meios de comunicação. Os programas de Alckmin relacionavam pessoas que foram ou são auxiliares de Lula que estariam sendo acusadas de envolvimento com corrupção. Ao final, era feita a afirmação: ''E Lula não sabia de nada? Lula não merece o seu voto.'' (Agência Estado)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Raimundo Eleno dos Santos

Não adianta de nada. Os Postos BR estão com todas as bombas do bio-diesel devidamente instaladas com a propaganda correspondente. E o povo sabe que foi e é OBRA DO LULA.


Prefeitura de Limoeiro

09/09


2006

Para Cristovam, Lula ameaça a Democracia

 O candidato à Presidência pelo PDT, Cristovam Buarque, afirmou que, caso o presidente Lula seja reeleito, a democracia brasileira estará sob risco. ''Nós vivemos um risco de perder a democracia. Temos que despertar para isso. Democracia nunca chega de repente. Ela dá sinais. Ditadura também. Nunca chega de repente. Ela dá sinais'', disse.

Segundo o candidato, o presidente Lula está pressionando redes de televisão para cancelar debates. ''Tem candidato que já se considera eleito, desprezando e desrespeitando o eleitor, dizendo ´vocês já votaram em mim, eu já sou dono de vocês´''. ''Ele (Lula) já se sente quase presidente. Isso significa quase ditador'', disse. Cristovam não quis comentar qual candidato apoiaria num eventual segundo turno. Segundo ele, esta decisão caberá ao partido e não a ele sozinho.

Na manhã desta quinta, Cristovam faz caminhada pela orla de Copacabana, e fez uma parada em frente ao prédio em que o ex-governador do Rio, Leonel Brizola morava, para lhe prestar uma homenagem. O candidato afirmou que ''se na bandeira do Brasil, em vez de Ordem e Progresso, estivesse escrito Educação e Progresso, todo brasileiro seria capaz de reconhecer a bandeira não só pelas cores''. Segundo a organização do evento, acompanham a passeata mais ou menos mil pessoas. O candidato deverá em seguida ir para a Quinta da Boa Vista para uma nova caminhada e depois visitará o Centro de Tradições Nordestinas Luiz Gonzaga, no bairro de São Cristóvão. (Agência Estado)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Através de "mensalões" Lulla calou a UNE, sindicatoe e boa parte da classe artistica brasileira. Está certo o Cristovam.

Raimundo Eleno dos Santos

Mas professor! Não seja um incendiário. Não seja um inconseqüente. Com a tua sapiência ajude ao povo a pensar. Não busque chifres em cabeça de cavalo. Se não o povo vai pensar que tu esqueceu de tomar a tua dose diária do tarja preta. Ó, ainda existem camisas de força nos armários de manicômios.



09/09


2006

Estadão: Lula compara oposição a Hitler

  Estado de S.Paulo na edição de hoje:

"O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, candidato do PT à reeleição, recebeu nesta sexta-feira, 8, apoio de pastores e líderes da Igreja Assembléia de Deus. ''Saio daqui mais uma vez gratificado, agradecendo a Deus por este dia. Valeu viver até o dia de hoje para saber que os evangélicos não têm nenhuma dúvida em relação ao presidente Lula e o presidente não tem dúvida em relação aos evangélicos. Somos todos crentes e amamos este País'', disse Lula antes de receber as orações coletivas dos pastores que estão reunidos na Catedral das Assembléias de Deus, em Santa Cruz.

Lula disse também que "o Brasil não pode ser governado como se o povo fosse apenas um número estatístico, mas sobretudo como a força do batimento do coração da gente''. Ele afirmou que há segmentos da sociedade que ''começam a duvidar do povo, querem criar um novo povo'', e disse que esta posição de querer um povo diferente para o País lembra o comportamento de Adolf Hitler. A crítica foi feita um dia depois de o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso ter divulgado, no site do PSDB, uma carta na qual culpa Lula pela ''podridão'' e faz uma autocrítica em relação à atuação do PSDB no combate à corrupção.

Lula afirmou que se for reeleito com a experiência e aprendizado que teve no governo ''poderemos fazer infinitamente mais, incomodando aqueles que vocês sabem que estamos incomodando."

 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Raimundo Eleno dos Santos

O que existe de golpista neste País, é um horror! Todos porque perdeiram a mamadeira.Bem feito, o apedeuta de caetés está dando lição de como governar com o coração e com os olhos voltados para a base da pirâmide sociel.É por isso é o que os PHDs estão enfurecidos. Lula lá +4 anos.É isso.

Carlos

Hitler começou assim...Geraldo nelle!!! 45!

Saraiva

Mais uma pérola do nosso apedeuta.


Magno coloca pimenta folha

09/09


2006

FHC também teve seu caixa 2 e Marcos Valério

 Reportagem da Folha de S. Paulo neste sábado:

"A SMPB, agência publicitária da qual Marcos Valério Fernandes de Souza era sócio, doou R$ 50 mil à campanha de Fernando Henrique Cardoso à reeleição em 1998. Esse dinheiro não foi declarado na prestação de contas do candidato à Justiça.
A revelação foi feita pela Folha em 12 de novembro de 2000, em reportagem que mostrou que o comitê eleitoral de FHC recebeu doações de R$ 53,120 milhões, mas só declarou R$ 43 milhões ao Tribunal Superior Eleitoral. Não foram contabilizados R$ 10,120 milhões.

Os números constavam duma planilha eletrônica do comitê tucano da qual constavam 34 registros de doações que não foram declaradas ao TSE. Entre elas estava a doação feita pela SMPB.
No dia 19 de novembro de 2000, a Folha revelou que a campanha de FHC já tinha usado caixa dois também na eleição de 1994. Outra planilha eletrônica mostrava que pelo menos R$ 8 milhões deixaram de ser declarados ao TSE na ocasião.

O ex-banqueiro José Eduardo Andrade Vieira, em depoimento ao Ministério Público, confirmou a irregularidade: "Quando o empresário ou colaborador não deseja aparecer, para permanecer no anonimato, contribui com recursos financeiros em espécie para a campanha eleitoral". Segundo ele, "Fernando Henrique Cardoso acompanhava pessoalmente o volume de recursos financeiros arrecadados na campanha de 1994".

Questionado, FHC disse que não sabia de nada sobre o caixa dois nas suas campanhas: "Isso eu não vi". O Planalto conseguiu impedir a instalação de uma CPI. Na época, o próprio líder do governo no Congresso, deputado Arthur Virgílio (PSDB-AM), confessou ter usado caixa dois em 1986: "As empresas pediram para não declarar porque temiam retaliações do governador".


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Brasileiros, FHC tem dito que não tem nada, isso vai ser difícil provar. Marcos valério participa de ações nos governos a tempo. Já se diz que p patrimônio dele cresceu nos últimos 12 anos de R$ 200.000,00 para R$ 10.000.000,00. é tanto zero que a gente se perde. É Lula lá e Eduardo cá.

Hélio noronha

QUEM DIRIA!!!! E AGORA FHC??? E AGORA VIRGÍLINHO??? QUÁ, QUÁ QUÁ, QUÁ!!!

prudencio godoy de melo galvao

esta carta do Fernando Henrique ta assinada?poxa ta parecendo complô, recebeu grana pra campanha pelo caixa 2,do Marcos Valèrio, e ainda da a mesma reposta do Lula, q não sabia de nada, ai ja ta d+ tb.

Ivan Câmara de Andrade

"Caixa Dois" sempre existiu desde a época pré-delubiana. O que eu não tolero é ver esses sepulcros caiados atacarem só o PT pelo caixa dois. Chega de hipocrisia. O povo não é bobo. E tu Jarbas e Mendoncinha? nunca fizeram caixa dois?

Raimundo Eleno dos Santos

Então o caso de Jarbas e empreiteiras, e Mendoncinha com os seus guardados a sete chaves, são todos verdades que a qualquer momento podem vir à tona. Ora, ora. Bem que eu falo:Não se pode esconder um balaio de peixes.A não ser num freezer.Não por muito tempo.O tempo já chegou.FHC abriu o freezer.


Banner de Arcoverde

09/09


2006

A crise está aberta no PSDB em plena campanha

 A Folha de S.Paulo analisa a situação do candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, após a divulgação da carta do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. O comando da campanha enxergou na carta "um gesto que aponta para o cenário político pós-2006 e, nas entrelinhas, rifa o tucano da disputa presidencial em curso, dando como praticamente certa a reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) já no primeiro turno".

A crise está aberta, segundo a Folha. "Reservadamente, o candidato e seu grupo político avaliaram que o ex-presidente agiu deliberadamente para manter o espaço privilegiado na cúpula do partido e não teve grandes pretensões de influir no resultado da disputa ainda em curso. De imediato, na opinião de Alckmin e de seu grupo, FHC, com o texto, estaria deixando claro que não pretende abrir mão da posição de principal voz entre os tucanos, conquistada com as duas vitórias em 1994 e 1998 à Presidência, e não aceitará, pelo menos não sem colocar empecilhos, uma negociação com Lula e o PT em torno de uma coalizão", explica o jornal paulista
"No entanto, caso Alckmin cresça nas pesquisas e chegue ao segundo turno, o ex-presidente poderá dizer que seus ataques a Lula o ajudaram", destacou.

Caros leitores, da minha parte, acho que toda a vez que FHC abre a boca, ocorre um desastre para o candidato tucano. O homem é pé frio.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

O FHC está doido para terminar logo essa eleição, pois se indiciarem os envolvidos, com certeze muito assessores dele serão chamados a começar pelo SERRA, que tem que explicar o início dos sanguessugas e vampiros.

Hélio noronha

o homem é um paspalhão metido a estadista. no popular: um BABACA.

guilherme alves

FHC foi um engtodo como presidente. Quebrou o país duas vezes e delapidou o patrimônio público. Quando fala, mesmo com as gafes, o operário faz menos mal.

Raimundo Eleno dos Santos

Se se apresentar Alckin vai perder votos.O boca mole está enterrando a campanha qñ levantou vôo até hoje.Aliás,tucano tem vôo curto porque tem o bico grande,como o de FHC.Ninguém pode esconder um balaio de peixe.A verdade veio à tona. FHC e a tucanada toda tem que vomitar a verdade.Doa a quem doer.

Raimundo Eleno dos Santos

Diz FHC:''Erramos no início, quando quisemos tapar o sol com a peneira no caso do senador Azeredo (...). Calamos muito tempo''.A VERDADE É QUE CALARAM TODO O TEMPO,ñ SÓ SOBRE ISSO,MASTAMBÉM SOBRE TODOS OS PROCESSOS QFORAM ARQUIVADOS.fhc foi terrível para o Brasil.Nem se apresenta no comercial de Alck



09/09


2006

Ministério Público também pode contratar apadrinhados

 Tem coisas que só Deus explica sobre este país. O Correio Braziliense destaca neste sábado a seguinte informação: O Congresso aprovou um projeto de lei que cria 360 cargos comissionados para o Ministério Público Federal (MPF). Além disso, preserva todos os direitos daqueles servidores requisitados pelo MPF a outros órgãos públicos. Ou seja, o mesmo Ministério Público, que investiga denúncias de que pelo menos 600 ocupantes de cargos de natureza especial (CNEs) da Câmara estão desviados de função, agora é beneficiado com a mesma medida que condena.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Raimundo Eleno dos Santos

Se quiser o administrador 1auxiliar,1assessor,seja lá o qfor,busque entre os funcionários de carreira de s/repartição.Ou em outra,através de permuta.Mas tem q ser funcionário de carreira. Chego a duvidar da seriedade do MP.Nada de FUNCIONÁRIO COMISSIONADO. ISSO É UMA ABERRAÇÃO.É senha para desvios.

Raimundo Eleno dos Santos

Falei disso outro dia.OMP tem que cortar na própria carne.Tem que ser removido toda a parentela dos casacudos.Esse negócio de 2 pesos e 2 medidas está errada.O povo quer que seja aberto concurso para todos os níveis.Tem que se acabar esse negócio de Cargo Comissionado. Isso é uma aberração.Se quiser