Lavareda

11/10


2006

TSE nega pedido de cassação da candidatura Lula

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu na noite desta terça negar, por unanimidade, o pedido de cassação da candidatura à reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e de multa ao ministro da Fazenda, Guido Mantega.

A coligação do também candidato Geraldo Alckmin (PSDB) moveu a ação por suposto desvio de finalidade da máquina pública em proveito da candidatura de Lula. Mantega teria concedido entrevista em que fez declarações de conteúdo eleitoral em benefício do presidente.

A corte acompanhou o voto do relator, ministro Ari Pargendler, que julgou a ação improcedente. De acordo com o ministro, os interesses públicos administrados pelo Ministério da Fazenda são vulneráveis aos fatos políticos. Por isso, segundo ele, "a avaliação pelo ministro da Fazenda de um episódio eleitoral não só é legítimo, como importante para a sua gestão". (Terra)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

ALEPE

10/10


2006

Lula: Alckmin será "um mal maior para o país"

O presidente Lula, candidato à reeleição pelo PT, disse na noite desta terça-feira que o país precisa se mobilizar para evitar a vitória de Geraldo Alckmin, candidato tucano à Presidência da República. Segundo Lula, a vitória de seu adversário significaria "um retrocesso" e "o mal maior para o Brasil"

Lula afirmou que não se trata apenas de uma eleição dele contra Alckmin. Ele afirmou que será uma escolha que a população fará entre dois projetos de governo, sendo um a continuidade de seu mandato e o outro o retrocesso das privatizações e da subordinação ao mercado e ao FMI (Fundo Monetário Internacional).

"Agora temos que ir para a rua organizar, em cada cidade, em cada bairro, colocar as bandeiras dos partidos, e a gente vai junto, para não permitir que o mal maior aconteça neste país", afirmou Lula em discurso para milhares de militantes em um clube da zona norte de São Paulo.

O candidato petista disse ainda que a oposição está com ódio dele porque "eles não estavam preparados para que a gente fizesse política de inclusão social no país". Este ódio ficou refletido, segundo o presidente, na atuação de Alckmin durante o debate entre presidenciáveis na TV Bandeirantes.

"Poucas vezes vi na vida grosseria, tratamento impiedoso e ódio estampado na cara de adversários como vi no PSDB no debate", disse Lula.

Intervenção divina

Durante seu discurso a militantes petistas, Lula atribuiu à vontade superior o fato da disputa presidencial ter ido para o segundo turno. Segundo ele, Deus quis mandar um recado ao clima de vitória de sua campanha e também à arrogância do PT.

"Vamos dar um segundo turno para que ele [Lula] perceba que tem que colocar mais álcool ou feijão com água dentro do sapato, para alargar um pouco e trazer mais gente para ajudar, não apenas a ganhar, como também ajudar a governar este país de fato e de direito da forma mais plural e democrática possível", disse ele.

Lula também aproveitou para mandar um recado a seu partido a respeito das alianças para o segundo turno. "Governar de forma plural é a gente permitir que todos os partidos políticos tenham poder de decisão junto com o governo e não apenas um partido querer ter a hegemonia. Porque de vez em quando nós cometemos o pequeno erro de achar que aliança política é quando os outros aceitam nos apoiar, mas nós dificilmente decidimos apoiar os outros", disse.

O recado até poderia ser uma explicação adiantada ao eclético palanque montado pela campanha petista no evento desta noite. Ao lado de Lula estavam representantes de diversos partidos, tanto aliados como rivais. Havia prefeitos do PFL, PPS e PDT e políticos como o ex-ministro Delfim Neto (PMDB), o deputado federal eleito Frank Aguiar (PTB), o vereador Agnaldo Timóteo (PL), a candidata derrotada à Presidência pelo PRP, Ana Maria Rangel, além de lideranças tradicionais do partido em São Paulo.(Folha Online)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

O Jornal do Poder

10/10


2006

Adesivo revolta Heloísa Helena

Um adesivo divulgado no site do candidato Geraldo Alckmin (PSDB) tirou do sério a senadora Heloísa Helena (PSOL-AL). O adesivo com os dizeres ''sou Heloisa e voto Geraldo'' está disponível no site de Alckmin para os eleitores imprimirem, como informa a repórter do blog em Brasília, Ana Silveira.

Ao descobrir o adesivo, a senadora decidiu acionar o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para que oriente a campanha de Alckmin a não utilizar o adesivo. Segundo Heloísa Helena, a campanha do presidente Luiz Inácio Lula da Silva também disponibilizou adesivo semelhante para os militantes.

Na representação encaminhada ao TSE, o PSOL questiona os dois candidatos sobre os adesivos. ''O eleitor pode, por conta própria, fazer uma adesivo dizendo quem ele apóia. O problema é isso estar disponível nos sites do candidatos. Isso passa ao eleitorado a vinculação de apoio que não existe'', criticou a senadora.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Guerreiro do povo Brasileiro

O Adesivo da foto de lula e numero de alckmin... ninguem falou nada... acontece que isso.. ocorreu em 5 estados da federacao....

Lulla, o Evo Morales vai nos devolver a Petrobrás ou não? Por que voce como Presidente do Brasil é tão fraco com esse senhor?

Lulla ao ser indagado porque não venceu no primeiro turno respondeu: "Faltaram votos". Realmente o homem é um genio e é por essa e outras que alguns comentaristas desse blog derretem amores por esse intelectual.

Mariazinha do Sertão

KD O CARTÃO CORPORATIVO LULADRÃO !!!

Mariazinha do Sertão

--------------------------- EU FUI ALCKIMIN E AGORA SOU + AINDA ALCKIMIN , É 45 NELES, É 45, É 45, É 45 !!! ---------------------------------------


Abreu no Zap

10/10


2006

Roseana aposta em Lula para levantar da queda

 Em situação difícil nas pesquisas do segundo turno, a candidata ao governo do Maranhão Roseana Sarney (PFL) aposta no apoio do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para comandar o estado pela terceira vez. Nesta terça-feira, Lula gravou programa eleitoral declarando apoio a Roseana. O senador José Sarney (PMDB-AP), pai da candidata, também participou das gravações numa produtora do bairro do Lago Sul.

As primeiras pesquisas de opinião nesta fase da eleição indicam derrota de Roseana para o ex-prefeito de São Luiz Jackson Lago (PDT). Pesquisa divulgada pelo Instituto Toledo e Associados indica que Lago tem 48,3% da preferência dos consultados. Já Roseana, 44,7%. Na reta final do primeiro turno, Lago tirou votos de Roseana, forçando um segundo turno. Roseana teve 47% dos votos válidos, contra 34% de Lago. O presidente Lula não fez comício no Maranhão no primeiro turno. Agora, Roseana e o pai, José Sarney, tentam convencer Lula a participar de comício no Maranhão.

A decisão da candidata de aproveitar gravação de Lula deve aumentar a ira da cúpula nacional do PFL, que está empenhada na campanha da chapa composta por Geraldo Alckmin (PSDB) e pelo pefelista José Jorge. O apoio de Roseana a Lula, no primeiro turno, causou revolta da direção nacional do partido, que ameaçou cassar o registro da candidata. Nos palanques, Roseana chegou a ensinar os eleitores a votarem em Lula. Informações do CorreioWeb.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

A familia Sarney fez do Maranhão um dos Estados mais pobres do País, Em compensação a familia Sarney é uma das mais ricas do país. O povo maranhense tem que mandar essa mulher para casa.

Henrique Soares Pessoa

O QUE VIER PARA SOMAR,ESTAMOS PRONTOS PARA RECEBER,O QUE VIER PARA EXTERMINAR DEFINITIVAMENTE O ALKIMIM,RECEBEREMOS DE BRAÇOS ABERTOS; QUE VENHA ROSEANE,MARCELO CRIVELA,COLOR,ETC...ACORDA MARIAZINHA DO SERTÃO,LULA É O CARA...

ser coerentes nas nossas coligações, e assim dar o apoio legal. Porque ele não sai desse partido, e vem para o partido do pai?

Não podemos aceitar, uma candidata do PFL, ser apoiada por Lula, embora ela tenha declarado abertamente seu voto ao Lula, temos que ser coerentes, e ser apoiado é uma coisa e apoiar de forma legal pelas coligações é outra, se os dois candidatos do Maranhão, nos apoiam, ficamos gratos, mas temos que

Mariazinha do Sertão

Essazinha aí tem q ir fazer parêa de roubo com o pai dela e com LULADRÃO lá casa de chapéu !!!



10/10


2006

Bruno diz que candidatura de Alckmin cresce no NE

 O deputado federal eleito pelo PSDB de Pernambuco, Bruno Rodrigues, disse, há pouco, no Debate Político, da Rádio Melodia, que existe um real crescimento da candidatura do tucano Geraldo Alckmin em todo o País, inclusive no Nordeste, motivado principalmente pela performance do ex-governador paulista no debate da Band, domingo passado.

''Há um clima bastante favorável a Alckmin. Eu não tenho nenhuma dúvida da sua vitória'', afirmou o parlamentar, acrescentando que passou a dedicar tempo integral em Pernambuco ao projeto presidencial do PSDB. ''Confirmada a minha eleição de federal, não tirei um só dia para descansar, envolvendo-me na campanha de Alckmin'', afirmou.

Quanto à eleição para o Governo de Pernambuco, Bruno disse que os aliados de Eduardo Campos, candidato do PSB, estão cantando vitória antes do tempo. ''Tem muita gente de sapato alto, mas eleição se ganha nas urnas'', alertou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Cara mariazinha, dificil sempre foi porque agente não considera o já ganhou, porém prá vocês é que está quase impossível. Temos a certeza que os pernambucanos estão aderindo à nossa campanha e vão ratificar em 29/10/2006, com uma goleada de votos no Mendonça e Alckmin. É Lula 13 lá e Eduardo 40 aqui

Mariazinha do Sertão

Aê Ary, vai fazendo isso aí mesmo, pq o negócio tá difícil , visse !!! É MENDONÇA KÁ , E ALCKIMIN LÁ , É 25, É 45 ... !!!

O Lulla é o maior farsante de toda história politica brasileira. Votando em Lulla estaremos dando aval a corrupção do país.

Deputado Bruno, quem está dizendo que estamos cantando vitória é o Sr., nós nunca dissemos isso, muito pelo contrário, estamos realmente com uma frente ampla, agora é muito trabalho, boca a boca, porta a porta, bandeiras no carro, adesivo na roupa, até o dia 29/10/2006, até 17:00h.

É bem provável que tenha um crescimento grande, como rabo de cavalo.


Banco de Alimentos

10/10


2006

Coelho minimiza ameaça e mantém apoio a Eduardo

Falando agora à noite de Brasília ao signatário deste blog, no debate político da Rádio Melodia 106.9 FM, o deputado federal André de Paula, presidente do PFL-PE confirmou a ameaça de expulsar o deputado Geraldo Coelho do partido, por ter ele aderido à candidatura de Eduardo Campos(PSB) ao Governo do Estado, abandonando o candidato pefelista Mendonça Filho, fato esse noticiado em primeira mão logo cedo pelo blog.

Consultado sobre a ameaça de André de Paula, o deputado Geraldo Coelho, que também entrou no programa do jornalista Magno Martins, procurou minimizar o episódio e a ameaça, lembrando o longo tempo de vivência política e os acordos que tantos políticos são obrigados a fazer no decorrer de uma campanha, face às circunstâncias que surgem. Mas reafirmou: seu apoio é para a candidatura Eduardo Campos, sem recuo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

cristiano lins de amorim

SEJA BEM VINDO GRANDE DEPUTADO ESTAMOS DE BRAÇOS ABERTO PARA RECEBE-LO E COM MUITO ORGULHO.

Parabéns Geraldo Coelho, estamos de braços abertos para recebê-lo, agora venha com o espírito de trabalhar para o social dese estado, e em especial pelo Sertão, tão sofrido. Se engaje no projeto de Fernando Bezerra, e engorde esse projeto para um Pernambuco melhor. É lula 13 lá e Eduardo 40 aqui.



10/10


2006

PT diz que Alckmin gastou um Aerolula em viagens

O comitê de campanha do Presidente Luiz Inácio Lula da Silva divulgou nota informando que o candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, gastou "R$ 130 milhões com passagens aéreas e aluguel de veículos e aeronaves entre 2001 e 2005, quando governou o estado de São Paulo". Esse valor, conforme a nota do comitê, equivale ao preço do chamado "Aerolula", o avião Airbus Corporate comprado pela Presidência da República.

O boletim de campanha de Lula contesta também a informação de Alckmin de que teria vendido os aviões do Estado. Conforme o comitê, as vendas não constam da relação de bens alienados da assembléia legislativa. Informações do Portal G1.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Henrique Soares Pessoa

sr. paulo,mais uma vez,gostaria que a vsa. citasse de onde tirou estes numeros comparativos entre os gastos de gabinete LULA e fhc,deixe de ser mentiroso,nos todos sabemos que alkimim gastou 130 milhoes só em viagens,o que daria para comprar um aeroLULA(dados do portal G1),ALCOLEMMIMNÃO,LULA É O CAR

Chuchuzeiro, é bom explicar todassa dinheirama de viagens, pois só sabem criticar o Lula. E quanto aos aviões de São Paulo, cadê o dinheiro das vendas? Cuidado candidato, com o que diz, talvez o melhor seja voltar a clinicar, e depois de se atualizar, por favor.

paulo

DESPESAS DO GABINETE PRESIDENCIAL 1995 - FHC - R$ 38,4 milhões 2002 - FHC - R$ 76,0 milhões (aprox.) 2003 - Lula - R$ 318,6 milhões 2004 - Lula - R$ 372,8 milhões (R$ 1,5 milhão/dia útil) Gastador o Lula!



10/10


2006

Sergio Guerra: "Lula faz jogo sujo na campanha"

O coordenador da campanha do tucano Geraldo Alckmin (PSDB) à Presidência da República, senador Sérgio Guerra (PSDB-PE), voltou a criticar hoje o presidente e candidato à reeleição, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), e o comando da sua campanha por fazer “jogo sujo”. “Lula e sua campanha continuam com o jogo sujo de espalhar boatos e mentiras sobre a campanha de Geraldo Alckmin. Hoje, a tentativa é imputar a Geraldo Alckmin a intenção de promover cortes indiscriminados de gastos”, diz o senador, em nota divulgada à imprensa.

 

O senador nega que Alckmin faria grandes cortes num eventual governo. “A orientação do futuro presidente Alckmin é clara: é destinar mais dinheiro para a saúde, mais dinheiro para a educação, mais dinheiro para a segurança, mais dinheiro para as estradas, mais dinheiro para o desenvolvimento. E mais: fazer valer mais os recursos existentes, com uma administração mais eficiente. Com combate sem tréguas ao desperdício e à corrupção”, diz o documento.

 

Segundo ele, “todas as propostas e compromissos de Geraldo Alckmin estão em seu programa de Governo. O resto são boatos e mentiras de adversários”. “(Alckmin) fará o que Lula não fez: melhorar as condições para que o Brasil cresça, o emprego aumente, a qualidade de vida melhore e haja mais oportunidades para todos os brasileiros, num país mais justo e mais fraterno”, dispara. Informações da Agência Nordeste.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Senador de Jarbas, você não tem moral para falar sobre o Lula, pois o teu passado nós aqui em Pernambuco conhecemos, estavas morto politicamente e Jarbas te deu de presente essa senadoria, portanto conclua esta coordenação derrotada pelo povo brasileiro, e retorne ao senado.

milton tenorio pinto junior

O futuro politico do Senador Sergio Guerra depende da vitoria do tucano.Em Pernambuco ´já deu Eduardo, e dando Lula mais uma vez,Sergio Guerra terá uma eleição muito dura.A não ser que volte para os braços da familia Arraes!!!!!!!!!!!!!

paulo

DESPESAS DO GABINETE PRESIDENCIAL 1995 - FHC - R$ 38,4 milhões 2002 - FHC - R$ 76,0 milhões (aprox.) 2003 - Lula - R$ 318,6 milhões 2004 - Lula - R$ 372,8 milhões (R$ 1,5 milhão/dia útil) Gastador o Lula!



10/10


2006

Termina o debate da Melodia FM, hoje um dos melhores

Terminou o debate político da Melodia FM, com Magno Martins. Hoje foi um dos melhores e mais quentes. Continuem nos ouvindo sempre. Até amanhã.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


10/10


2006

Bruno Rodrigues é sabatinado na Melodia FM

O deputado Bruno Rodrigues(PSDB) está nos estúdios da Melodia FM participando do debate político. Sabatinado por Magno Martins e Adriando Roberto, o parlamentar acaba de se eleger deputado federal e tem muito a dizer já que é político jovem mas de grande experiência.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha