Lavareda

01/01


2012

Heleno, armado e perigoso


Ex-comandante militar da Amazônia e da força de paz no Haiti, o general Augusto Heleno entrou de cabeça na política depois que foi reformado, em maio. Armado com o Twitter, ele atira para todos os lados. Eis um de seus petardos: “Se o Brasil um dia for sério, o mensalão vira (sic) um ‘case’ para mostrar como o Judiciário era lento, inepto e ‘engavetador’”. A oposição também leva bomba: “Papai Noel está procurando até agora um líder sem rabo preso pedido pela oposição”. E o governo não é poupado: “Como se tecnologia bastasse. Marketing puro”, diz, sobre a distribuição de tablets a estudantes. É a revanche de Heleno, que ascendeu ao posto mais alto da carreira, converteuse na principal liderança militar da história recente e foi impedido de fazer um discurso defendendo o regime militar na cerimônia de sua aposentadoria.

Leonel Rocha - ÉPOCA


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

LUCIANA ALVES

Vamos pra casa general curtir os nababescos proventos.

adalberto ribeiro

Perigoso para quem, bicho amarelo? O general Heleno está coberto de razão. E mais poderia ou poderá ter atirado nessa mesma direçao. O gene4ral Heleno é um dos caras mais preparados e lúcidos do Brasil atualmente.


ALEPE

01/01


2012

Olho em Eduardo, PT não quer se desgarrar do PSB

 No caso do PSB, as metas eleitorais do PT ainda não foram divulgadas, mas os petistas sabem que estreitar as relações neste ano com o parceiro é um passo estratégico para não perdê-lo em 2014. A legenda tem um leque amplo de alianças pelo país - incluindo o recém-criado PSD e os oposicionistas PSDB e DEM - e não descarta voo solo para a Presidência(com o presidente do partido, o governador Eduardo Campos). No início deste mês, a posição do PT em relação a alianças nas grandes cidades começará a clarear. Nas capitais onde há possibilidade de o partido não ter candidato próprio e apoiar o indicado de uma legenda aliada, a direção local do PT tem que oficializar até o dia 15 a proposta de aliança para iniciar uma discussão internamente. Para as demais cidades o prazo é março.(Com informações de O Globo - Sílvia Amorim)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

O Jornal do Poder

01/01


2012

PSDB quer crescer elegendo mil prefeitos, diz Guerra

 Principal partido da oposição, o PSDB aposta na influência de seus governadores para recuperar o espaço perdido. Para 2012, os tucanos projetam um crescimento acima de 20% do número de prefeituras administradas pelo partido. Segundo o presidente nacional do PSDB, deputado Sérgio Guerra, a meta é eleger mil prefeitos. Hoje a sigla tem 793. Em 2004, eram 870.

''''Temos condições de eleger mais prefeitos em parte por conta do resultado na eleição estadual, quando elegemos oito governadores, melhor resultado da história", diz Guerra.(Sílvia Amorim - O Globo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu no Zap

01/01


2012

Rita Lee embala multidão em João Pessoa com hits de sucesso

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rivânia Queiroz, direto de João Pessoa

O banco de areia da praia de Tambaú ficou estreito para receber o público da roqueira Rita Lee, principal atração da virada do ano da capital da Paraíba. A Prefeitura de João Pessoa estimava receber aproximadamente 200 mil pessoais, e foi por aí o número informado pelas autoridades policiais dos que foram assistir ao show ETC..., na concha acústica armada para o Reveillon.

Como prometido aos fãs pelo twitter, Amor e sexo foi um dos hits de sucesso embalados na madrugada de ontem pela cantora, que também trouxe a conhecida Ovelha Negra, que, aliás, serviu de mote para que ela declarasse todo o amor ao maridão Roberto de Carvalho, um dos integrantes da sua banda. Empolgada com a canção, Rita contou de sua infância, passando pela tumultuada adolescência, para chegar ao casamento que já dura 35 anos.

De língua solta, como é o habitual da paulistana, que se diz quase carioca e não liga para a “briguinha das duas capitais”, Rita soltou palavrões, deu conselhos e até incitou o público a transgredir as autoridades. “Vamos, desacatem as autoridades”, chamava os fãs a invadir a areia e chegar mais próximo ao palco.

Lança Perfume foi uma das últimas músicas que ela mandou, depois que deixou por três minutos o palco, voltando com a mesma empolgação. Os que a acompanhavam ainda tiveram direito a mais três ou quatro canções da rainha do rock brasileiro.

Tranquilidade

Enquanto rolava o show, o que se via nas areias da praia de Tambaú era uma grande confraternização. Homens, mulheres, jovens, crianças e até idosos assistiam ao evento em pé, sentados, em cadeiras de praia, deitados em cangas, toalhas, de qualquer jeito ou de qualquer ponto, das tendas, das casas e dos hotéis, ao longo da orla...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O público era de todas as classes sociais, o que mostrava ser uma festa realmente popular. Entre os presentes, o secretário-chefe da Casa Civil do Governo da Paraíba, Lúcio Flávio, que fez questão de descer da concha acústica, onde estava com outros colegas, para acompanhar com a esposa Ariane Sá, secretária de Educação da cidade, o show da areia da praia. A festa contou com uma queima de fogos de aproximadamente dez minutos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

milton tenorio

João Pessoa, que cidade simpatica..Como eles sabem receber as pessoas...Amo a Paraiba, mesmo sendo pernambcano..



01/01


2012

Dnit: mudou mesmo?

Para quem acha que o Dnit mudou. A construção da Variante Ferroviária Guarapuava-Ipiranga, no Paraná, começou avaliada em R$ 220 milhões. Depois, o orçamento foi sendo sucessivamente reajustado, para R$ 450 milhões, R$ 540 milhões, e na semana passada, segundo relatório da Confederação Nacional dos Transportes, bateu R$ 675 milhões. Esse é o verdadeiro círculo milagroso do crescimento. (Ricardo Boechat)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

01/01


2012

Esperança: governo cria estatal para a área da Saúde

O governo criou  a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERVH). Com capital inicial de R$ 5 milhões, a estatal servirá para impulsionar, de acordo com técnicos do Ministério da Saúde, a pesquisa com novas práticas nos hospitais e centros de pesquisa públicos. A empresa vai administrar unidades hospitalares, além de prestar serviços de assistência médico-hospitalar e ambulatorial. Também atuará em instituições federais de ensino superior, com apoio à pesquisa e à formação de pessoal no campo da saúde pública.

Subordinada ao Sistema Único de Saúde (SUS), mas coordenada também pelo Ministério da Educação, a nova estatal teve sua regulamentação acelerada pela presidente Dilma Rousseff.
Criada pela Medida Provisória (MP) 520, de 2010, a EBSERVH teve longa tramitação no Congresso, mas sua regulamentação, já editada ''Diário Oficial da União'', foi rápida.(VALOR)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

milton tenorio

Sei..Servirá para mais cargos comissionados dos aloprados...



01/01


2012

Marta prometeu, gostou, e não quer sair; Dilma apoia

 O governo gostou da atuação da senadora Marta Suplicy (PT-SP) na vice-presidência do Senado e não gostou nem um pouco do desempenho do senador José Pimentel (PT-CE) na liderança do governo no Congresso.

Por acordo firmado no início do ano passado, Pimentel assumiria agora o cargo de Marta na Mesa Diretora.

Mas a senadora não quer sair, e o governo diz não ter como interferir em um assunto interno da bancada do PT.   (Ilimar Franco - O Globo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


01/01


2012

Sonho não!

RICARDO BOECHAT

ilustra_boechat.jpg 

Um amigo jornalista falava-me dia desses sobre o eterno duelo entre idade e sobrevivência profissional. De memória, listamos veteranos companheiros que estão por aí, à procura de um lugar ao sol nas redações. Entre um nome e outro, torcíamos com fé para que consigam voltar ao mercado... “A esperança é uma coisa muito boa; talvez a melhor delas”, divagou Nilo, repetindo o bilhete deixado pelo fugitivo Andy Dufresne (Tim Robbins) para o também ex-presidiário Ellis Redding (Morgan Freeman), no filme “Um Sonho de Liberdade”. A frase voltou quando a ISTOÉ me pediu este pequeno artigo sobre o que espero de 2012.

Ano-Novo sempre inspira projeções otimistas e fugir desse tom é atravessar o samba. Quem não gosta de Ano-Novo, definitivamente, bom sujeito não é. E tudo isso se deve à esperança, à necessidade humana de enxergar um amanhã melhor, sempre melhor. Mesmo assim, confesso que não lido bem com a esperança. Ela é a gêmea bem-intencionada da perversa ilusão. Enquanto esta frauda a realidade, engana sentidos e a inteligência, aquela expressa apenas algo positivo, desejado, mesmo que seja apenas nuvem. Ainda assim, admitamos todos, nenhuma data é tão propícia quanto o Ano-Novo à mistura nociva dessas duas irmãs de caráter tão distinto.

Podem conferir: nos votos que recebemos e, principalmente, nos que ouvimos – de autoridades, religiosos, misses... – as expectativas para o Ano-Novo vêm repletas de ilusões embrulhadas como esperança. É claro que todos queremos a paz mundial, o fim da miséria, a cura do câncer, a morte do Sarney. Mas a História mostra que isso é ilusão. Ainda assim, a cada dezembro somos massacrados pela mesma cantilena. Judeus e árabes ainda se matarão por muito tempo; fundamentalistas seguirão explodindo multidões; a fome continuará dizimando milhões e as guerras estarão entre nós por muitos séculos...

Sendo assim, não vou me iludir clamando aos deuses inalcançáveis por um 2012 melhorzinho. Apenas  buscarei o possível, o palpável, na expectativa de melhorar ao menos a vida ao alcance de nossos olhos. Nada de querer do governo o fim da corrupção, do Judiciário transparência, da Chevron a verdade, do Pimentel a cabeça... É até covardia jogar tal fardo sobre os ombros de 2012.

Assim, meu pleito para o Ano-Novo é dirigido à Prefeitura de São Gonçalo, no Grande Rio. Ali, no Hospital Municipal Luiz Palmier, a dona de casa Maria Daiana Braga, 17 anos, perdeu seu bebê após esperar três dias por socorro adequado. Ela não quer o filho de volta, é claro. Mas apenas o prontuário médico sem informações falsas – como o que lhe foi entregue – para que possa ir à luta nos tribunais.
Será pedir muito para 2012?

Ricardo Boechat é colunista de ISTOÉ e apresentador do “Jornal da Band”


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

adalberto ribeiro

Falou em Sarney. Esqueceu fidel castro e hugo chavez. Esqueceu de dizer que vaso ruim nao se quebra



01/01


2012

Má notícia. Não para os petistas, que nela apostam

 O PT aposta suas fichas no adiamento do julgamento do mensalão para 2013.

Além de não contaminar as eleições municipais, torce pela prescrição de alguns crimes.

A previsão é que o assunto entre na pauta do STF em maio deste ano.                                      (Ilimar Franco - O Globo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

S. C. B. M.

A ESPERANÇA DA CONDENAÇÃO DOS 40 LADRÕES ESTA NAS MÃOS DO JOAQUIM BARBOSA,MAS QUANDO LEMBRAMOS Q FOI O CHEFE DA GANGUE O LULA LA QUEM O ESCOLHEU COMO MINISTRO COM ESTA DEMORA, O Q SE PODE ESPERAR.



01/01


2012

A enrolada licitação do metrô de São Paulo

 "Se Goldman acha o governo Dilma medíocre, o que dirá sobre seu mandato-tampão em SP, cujo maior legado foi uma enrolada licitação do metrô que até hoje penaliza o sucessor?"
DO PRESIDENTE DO PT PAULISTANO, ANTONIO DONATO, sobre o ex-governador paulista ter dito, em artigo publicado na Folha, que o primeiro ano da gestão da presidente petista se caracterizou por uma "sucessão de fracassos".   (Coluna Painel - Folha de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha