O Jornal do Poder

14/03


2011

Vetos de Dilma e da base atrasam nomeações para 2º escalão

 O prazo dado por Dilma Rousseff -- depois do Carnaval -- acabou, e os partidos aliados voltam nesta semana a Brasília dispostos a cobrar uma definição sobre os postos-chaves no segundo escalão da máquina federal. PMDB e PSB lideram a lista de indicações represadas na Casa Civil de Antonio Palocci. Além das restrições da presidente a indicações políticas para cargos de perfil técnico, uma rede de vetos dentro da própria base ajuda a atrasar as nomeações. Os três nomes mais estrelados da lista de desejos do PMDB enfrentam restrições de ambas as naturezas. Além dos vetos, Dilma tem repetido a interlocutores que não gostaria de ver políticos nos bancos federais. ''Ela vai levar a sério esse critério'', aposta um ministro.

O ex-ministro Geddel Vieira Lima, derrotado para o governo da Bahia e indicado para a vice-presidência de pessoa jurídica da Caixa Econômica Federal, sofre veto do governador Jaques Wagner. Contra José Maranhão pesa a campanha feita pelo seu sucessor no governo da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB).Para Maranhão o PMDB pediu a sensível vice-presidência de fundos e loterias da Caixa, foco de escândalos recentes, como o caso Waldomiro Diniz, em 2004.

O terceiro nomeado pelo PMDB para um banco federal --o ex-vice-governador do Paraná Orlando Pessutti, indicado para a diretoria de agronegócio do Banco do Brasil - sofre veto do ex-aliado Roberto Requião.(Folha de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Potencial Pesquisa & Informação

14/03


2011

Um Magalhães para Dilma

Abadá - Na Bahia, a dissidência no DEM deve levar os deputados Paulo Magalhães, primo do líder ACM Neto, e Fernando Torres, que acompanharão o vice-governador Otto Alencar rumo ao PDB e à base de apoio a Jaques Wagner e Dilma Rousseff.

Quer apito - Indio da Costa ainda não decidiu se embarca no partido de Kassab ou se aceita convite de seu ex-companheiro de chapa José Serra para comandar o PSDB no Rio e disputar a prefeitura no ano que vem. (Painel - Folha de S.Paulo - Renata Lo Prete)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Adilson Lira

Não me surpreende em nada ver chargges desse tipo nesse blog! Afinal, quando a oposição se resume a figuras como Jarbas Vasconcelos, realmente precisam da "imprensa", tal qual esse blog, para fazer seu papel (oposição). Nada de velho, nada de novo! E tenho dito.

Jarbas Pacheco Freire Junior

Gostei do desenho Magno!!! Típico de um blogueiro oposicionista, o que está bem claro, mas fazer o que? Jarbas e Serra já perderão as eleições.


Banco de Alimentos

14/03


2011

O lobo e as ovelhas

 A coluna Holofote, da Revista Veja deste domingo, traz a revelação de que a presidente da República, Dilma Rousseff, endureceu o jogo com a mineradora Vale. Ou ela paga R$ 7 bilhões em tributos devidos, ou perderá a sua mais lucrativa lavra de licença de exploração, a de Carajás - que, aliás, até esta sexta estava suspensa judicialmente.

Dilma incumbiu seu ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, de tratar do assunto. Aí surge das profundezas do subsolo eleitoral um agravante. Reeleito senador pelo Maranhão, Lobão recebeu da mineradora nada menos que R$ 2 milhões em doação para a campanha, segundo a revista. O dinheiro foi depositado para o PMDB há poucos dias, e repassado para... Edison Lobão.

Cabe a mais normal pergunta de um cidadão: e como fica nessa contabilidade a conta da receita da União, tutelada pela chefe do ministro? 
(Informe JB - Leandro Mazzini)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

milton tenorio

Quer acabar com a Vale? Destruir , fazer tremer a Bolsa de Valores? Essa Senhora bebeu? Quem bebia era o outro...



14/03


2011

Tucanos em revoada

São mínimas as possibilidades de os tucanos se acomodarem no ninho.  Estão e continuarão em revoada sem rumo por motivo com data marcada: outubro de 2014, quando da próxima sucessão presidencial.  José Serra, candidatando-se ou não ao trampolim que seria a prefeitura de São Paulo, Geraldo Alckmin e Aécio Neves são pretendentes irremovíveis a subir a rampa do palácio do Planalto, tanto faz se tiverem de  enfrentar Dilma ou o Lula.

O governador de São Paulo  dispõe de estrutura sólida, além da alternativa de poder concorrer outra vez ao cargo  que exerce.  O ex-governador de Minas  estará no  meio de seu mandato de senador e o candidato derrotado no último  outubro pode argumentar com o raciocínio de que o Lula  perdeu três disputas, ganhando na quarta e na quinta, ao tempo  em que  ele só perdeu duas. No PSDB, há quem sustente a necessidade da antecipação da escolha do  candidato, claro que não este ano, mas no próximo, de modo a reordenar suas esquadrilhas destroçadas num único plano de vôo.(Carlos Chagas)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/03


2011

Mais pânico no Japão: novo tremor, explosão e alerta de tsunami

Explosão Fukushima Usina Terremoto Japão - Antes e Depois (Foto: AFP)

A população japonesa voltou a viver momentos de pânico após um novo tremor de 6,2 graus na escala Richter sentido em várias cidades, incluindo Tóquio, e que gerou um alerta de tsunami, desfeito em seguida. Quase ao mesmo tempo, uma nova explosão aconteceu no complexo nuclear de Fukushima, que enfrenta o risco de vazamento de material nuclear na atmosfera em grandes proporções.

O novo terremoto foi sentido esta segunda-feira (hora local) por volta das 10h da manhã no Japão (22h de domingo, hora de Brasília), menos de três dias após o sismo mais forte da História do país, de magnitude 8,9. O nível do mar se alterou levemente, e pouco depois o alerta de tsunami foi desfeito. Ao mesmo tempo, não houve relatos de maiores danos causados pelo novo terremoto.

Por outro lado, a situação no complexo nuclear de Fukushima, no nordeste do país, continua crítica. Fontes oficiais do Japão afirmam que a nova explosão provocou apenas o vazamento de hidrogênio líquido, com quantidade pouco significativa de material radioativo. Na explosão, porém nove pessoas ficaram feridas.(Informações de O Globo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


13/03


2011

EUA alerta a seus cidadãos que evitem viagens ao Japão

 O Departamento de Estado dos Estados Unidos despachou um alerta de viagem neste domingo, que recomenda que os cidadãos norte-americanos evitem viajar ao Japão devido ao forte terremoto de dois dias atrás. O departamento pediu que pessoas do governo que não fossem indispensáveis adiassem viagens e recomendou que cidadãos americanos evitassem turismo e viagens ao Japão que não fossem extremamente necessárias.

O alerta também dizia que era provável que ocorressem réplicas após o terremoto que ocorreu no norte do Japão.

Voos foram retomados em todos os aeroportos que haviam sido fechados pelo terremoto, com exceção do aeroporto na cidade costeira de Sendai, que permanece alagado, disse o departamento.

Em Tóquio, a maior parte do transporte público, incluindo trens e metros, estavam funcionando, segundo o departamento. Porém, muitas estradas foram prejudicadas em Tóquio e no norte do Japão. No distrito de Iwate, situado mais ao norte, as vias estão restritas a veículos de emergência, segundo o alerta.(Agência Reuters)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


13/03


2011

A oposição está satisfeita com Dilma

 O Globo - Ilimar Franco

 Apesar das críticas de praxe ao governo, a oposição está satisfeita com o desempenho da presidente Dilma Rousseff. Com uma atuação mais discreta do que o ex-presidente Lula, é como se o governo tivesse descido do palanque. Isso faz com que os ânimos estejam menos exaltados. “Isso pode melhorar a qualidade do debate”, diz o presidente do PSDB, deputado Sérgio Guerra (PE).

Tirando esse raro momento de refresco, a oposição não perde a oportunidade de lembrar que a presidente Dilma afirmou, durante a campanha eleitoral, que não era necessário fazer ajuste fiscal.

Ao mesmo tempo, o PSDB e o DEM acusam o governo de fazer um arremedo de ajuste fiscal com o corte anunciado de R$ 50 bilhões no Orçamento. Também criticam o salário mínimo de R$ 545 e o reajuste por decreto nos próximos quatro anos. Guerra elogia, no entanto, a defesa dos direitos humanos na política externa, a tentativa de passar imagem de austeridade fiscal e a revisão da decisão de compra dos caças para a Aeronáutica.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Julio Povoas de Arruda Miranda

"Um governo deve saber conviver com as críticas dos jornais para ter um compromisso real com a democracia. Porque a democracia exige esse contraditório"(Da presidente Dilma Rousseff em discurso na cerimônia de 90 anos da Folha de S. Paulo). Espero que a oposição também faça o seu papel.



13/03


2011

BC do Japão injeta 450 milhões de euros para segurar a economia

Para apoiar a economia local, fortemente abalada, o Banco Central do Japão, Boj, anunciou neste domingo a injeção de 55 bilhões de ienes (480 milhões de euros) em 13 bancos localizados na região mais castigada pelo terremoto, que foi seguido de tsumani. Além disso, o BC do Japão também prevê para segunda-feira a aplicação ''em massa'' de capital nos mercados, para ajudá-los a estabilizar-se depois da catástrofe, informou ''O terremoto terá impacto considerável nas atividades econômicas de numerosos setores'', advertiu domingo o porta-voz do governo, Yukio Edano, em entrevista à imprensa.

O sismo, de magnitude 8,9, e o maremoto que o seguiu devastaram o nordeste da costa japonesa sobre o Oceano Pacífico, com repercussões seriamente negativas no percentual de cálculo do Produto Interno Bruto (PIB, o conjunto de bens e serviços do país) da terceira economia mundial.

Numerosas atividades no litoral estão completamente paralisadas. A região de Kanto, mais ao sul, que compreende a megalópole de Tóquio e representa 40% do PIB, também foi duramente tocada, de modo talvez tão intenso como em Iichihara (leste de Tóquio), onde uma refinaria de petróleo da companhia Cosmo Oil foi parcialmente queimada.

A maior parte da infraestrutura e dos prédios também foi atingida nesta zona urbana estratégica. A rede nuclear nipônica, que assegura entre 25% e 30% da produção elétrica nacional, vive a mais grave crise de sua história, desde a explosão de sábado no reator N°1 da usina de Fukushima (nordeste), em meio à violência do sismo.

Toyota e Nissan

Grandes indústrias japonesas, incluindo a Toyota e a Sony, foram forçadas a suspender sua produção em algumas fábricas. A Toyota, a maior montadora de automóveis do mundo, informou ter suspendido sua produção em quatro fábricas operadas por subsidiárias nas prefeituras de Miyagi, Iwate e na ilha de Hokkaido, nordeste do país.

A Nissan informou ter interrompido as operações em quatro fábricas, enquanto um pequeno incêndio atingiu uma planta localizada em Fukushima e Kawachi, afetadas pelo tsunami.

Sony 

A Sony Corp suspendeu a produção em seis fábricas da prefeitura de Miyagi. ''Serão necessários muitos anos antes de o custo do desastre ser apagado'', afirmou a consultoria britânica Capital Economics em um estudo. Já o custo para as seguradoras dos danos causados pelo terremoto de sexta-feira no Japão pode ascender a 34,6 bilhões de dólares, segundo estimativa inicial divulgada neste domingo pela AIR Worldwide, firma especializada na avaliação de riscos.(AFP)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


13/03


2011

Desafeto de Dilma no governo anterior, Jobim encara a degola

 O ministro da Defesa, Nelson Jobim, é outro que vive em permanente corda bamba no cargo, desde o início do governo em situação de desconforto com a presidente Dilma Roussef. A antipatia entre os dois é mútua, e vem di governo Lula, quando, ambos ministros viviam às turras. No Planalto, ele é visto como o melhor nome para a pasta, principalmente pela autoridade que tem junto aos militares. Mas existe incômodo com o que foi classificado internamente de ''chantagem'' permanente, que são os recados dele, pelos jornais, de que pode deixar o governo nos próximos meses. Jobim estaria contrariado com o corte orçamentário em sua pasta, principalmente por causa da reação dos militares.

Outro integrante que ficou frágil na equipe é a ministra da Cultura, Ana de Hollanda. Há duas semanas, Dilma saiu em socorro de Ana ao cancelar a nomeação do sociólogo Emir Sader, que tinha chamado a ministra de ''meio autista'', para o comando da Fundação Casa de Rui Barbosa. Mas a percepção no núcleo do governo é que Ana de Hollanda ainda precisa mostrar autoridade e pulso para conduzir os problemas da Cultura e, principalmente, o polêmico debate sobre direitos autorais.

Numa situação semelhante está o ministro do Turismo, o peemedebista Pedro Novaes. Até agora, o governo não viu uma ação concreta da pasta do Turismo, e Dilma praticamente não se encontrou com Novaes.(Com Informações de O Globo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Julio Povoas de Arruda Miranda

Além de Nelson Jobim, Pedro Novaes e Ana de Hollanda, a presidente poderia aproveitar para também se livrar dos ministros Fernando Haddad(Educação) e Orlando Silva(Esportes), nenhum deles fariam falta.

roberto lima

o genuino poderá ser o ministro



13/03


2011

Cedro: corrupção envolvia todo o setor público do município

 A descoberta de um esquema de corrupção no município de Cedro, no interior do Ceará, envolvendo secretários municipais, servidores, prestadores de serviços e comerciantes, colocou a Controladoria-Geral da União em estado de alerta em torno do Programa Garantia-Safra, auxílio criado para agricultores que sofrem perda de safra por motivo de seca ou de excesso de chuvas.

O governo deverá fazer uma varredura em vários estados que hoje recebem o benefício, depois que uma investigação da Polícia Federal descobriu um conluio para que os R$ 640 pagos anualmente para os agricultores afetados pela perda das colheitas ficassem concentrados no grupo suspeito. As informações são do jornal Correio Braziliense. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

jose carlos da silva

Em tempo:...resultou no assassinato...

Paulo Roberto Leite Muniz

Seria Cedro no Ceará ou em Pernambuco? Na matéria postada no blog OABELHUDO em 10 de março, sobre o cerco que a CGU move em torno de prefeituras municipais é citado essa intervenção no município de CEDRO.

jose carlos da silva

bajuladores e analfas. Tô fora! zecarlosmeuvelho.

jose carlos da silva

Na década de oitenta foi descoberto uma fraude no banco do brasil, ESCÂNDALO DA MANDIOCA, onde foram fraudados mais de um bilhão de cruzeiros. Apuração daqui e dali.Resultou noi assassinado de um procurador da REPÚBLICA DO BRASIL. E até o presente momento nada=nada."Brasil um país de tolos, imbecis

José Carlos da Silva

Cedro em relação ao municiípio de Ipojuca é fichinha. Em Ipojuca, não existe conluio, existe facção.Seria bom que o TCU desse uma passadinha por aqui. Alias dizem que tem gente até em Portugal recebendo dos cofres públicos.São mais de 6 bilhões que ninguém sabe para onde está indo, será que TCU sabe



13/03


2011

Conselhos de Ética continuam enterrados pelos parlamentares

 Mais de um mês depois de o Congresso iniciar os trabalhos legislativos de 2011, os Conselhos de Ética da Câmara e do Senado permanecem sem nenhum integrante, assim como a Corregedoria do Senado, após a morte do antigo corregedor, Romeu Tuma (PTB-SP). Na Câmara, os líderes partidários começaram a indicar os integrantes do conselho depois das denúncias contra a deputada Jaqueline Roriz (PMN-DF) e está marcada para a próxima quarta-feira (16/3) a sessão que deve eleger o novo presidente.

No Senado, o conselho está sem seu quadro completo desde agosto de 2009, quando a oposição se retirou do colegiado em protesto ao arquivamento de 11 processos contra o atual presidente da Casa, o senador José Sarney (PMDB-AP).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores