FMO janeiro 2020

12/05


2012

Coluna do sabadão

       Golpe no tapetão

O prefeito João da Costa parece que tem couro de elefante para resistir a tamanho bombardeio patrocinado por aliados do passado e adversários ferrenhos do presente dentro do seu próprio partido, o PT. Só não contava com o golpe mais baixo que vem por aí supostamente patrocinado pelo adversário Maurício Rands.  

Mancomunado com o conselheiro Marcos Loreto, primo legítimo, figura influente no TCE, nomeado pelo governador Eduardo Campos (PSB), Rands estaria por trás das manobras para desengavetar um processo contra João da Costa datado de 2005, quando exercia o cargo de secretário de Planejamento na gestão do ex-prefeito João Paulo.

O que se tem notícia é que o referido processo, vindo a julgamento, condenaria o prefeito, tornando-o inelegível. Se a manobra for confirmada – a votação pelo TCE estaria marcada para quatro dias antes da prévia do PT – Rands terá saído do campo da disputa democrática no voto pela tentativa de vitória no tapetão.

Quem recorre ao tapetão, convenhamos, não tem força nem coragem para enfrentar as urnas. A corrente de Rands e ele próprio tentam aplicar um golpe sujo. E isso tem que ser compreendido e repelido pelas instituições democráticas representativas da sociedade pernambucana.

E O DEBATE?- O propalado debate que iria ocorrer entre o prefeito João da Costa e o seu opositor Maurício Rands, inicialmente marcado para a última quinta-feira e adiado, pode não ser mais realizado. O que se alega é que não existem regras que possam ser assimiladas por ambos os candidatos. Os aliados de João da Costa dizem que ainda tentarão o confronto, porque interessa ao prefeito. “Seria uma oportunidade para João massacrar Rands, que nada conhece do Recife”, disse o deputado Fernando Ferro.

Indústria da seca - Depois do deputado Adalberto Cavalcanti (PHS) insinuar que teria 10 carros pipas para manipular politicamente em suas bases, chega denúncia de Santa Cruz do Capibaribe de que os deputados Diogo Moraes (PSB) e Edson Vieira (PSDB) estariam manipulando parte das ações do Estado em defesa das famílias atingidas pela seca.

Gado a preço de banana - O prefeito de Itacuruba, Romero Magalhães (PR), revela que um pecuarista do município vendeu 20 cabeças de gado por apenas R$ 4 mil, quando o preço de um animal deste porte numa época normal estaria orçado em R$ 900 mil a R$ 1 mil. “Não há pasto, está todo mundo desesperado. Para não perder o gado com a seca é melhor aceitar a merreca oferecida”, disse Magalhães.

Sertão silenciado - A promotora Ana Clésia, de Afogados da Ingazeira, radicalizou na política de combate à poluição sonora. Limitou em 65 decibéis o som interno para qualquer ambiente, exigiu acústica e até licença ambiental para realizações de festas. Resultado: a tradicional festa do Rotary, que seria realizada hoje, foi cancelada, causando maior transtorno aos promotores.

Saúde “bombada” - De volta da China, o governador Eduardo Campos (PSB) anuncia, na próxima segunda-feira, a construção de duas novas maternidades dentro do programa de assistência obstétrica de alto risco. Foram contemplados os municípios de Jaboatão e Olinda. O Estado investirá recursos da ordem de R$ 78 milhões, parte do Ministério da Saúde e o restante azul e branco.

 

CURTAS

NO PALANQUE– O prefeito de Olinda, Renildo Calheiros, comemora a adesão do PSB à sua reeleição. É a certeza, segundo ele, do engajamento total do governador Eduardo Campos em sua campanha, o que contraria o deputado Ricardo Costa (PTC), que sonha acordado com o socialista em seu palanque.

REAÇÃO– O procurador-geral de Justiça, Aguinaldo Fenelon, não estava sabendo absolutamente nada da lei do silêncio imperada em Afogados da Ingazeira pela promotora Ana Clésia. Disse ao blog que vai se inteirar da situação, mas desde já considera que as medidas são, no mínimo, estranhas.

PERGUNTAR NÃO OFENDE – O que as revistas semanais trarão, hoje, sobre o escândalo Carlinhos Cachoeira?

''O óleo e o perfume alegram o coração; assim o faz a doçura do amigo pelo conselho cordial''. (Provérbios 27:9)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

MBS

Fernando Ferro, o povo não se impressiona com discurso quantitativo, a questão é acima de tudo moral e ética,o povo não perdoa traição e perseguição. E, depois, o pleito para cidade do Recife é de Prefeito e não de carteiro, que aliás, é quem conhece melhor a cidade!

Saulo Alves

Mauricinho precisa explicar o volume de convênios da ONG de seu irmão que estão sendo investigados pelo Ministério Público.

Saulo Alves

Mauricinho vai levar uma lapada.

celsomachado40@bol.com.br

Mesmo sendo condenado pelo TCE, e isso já ocorreu antes, concorre SUB-JÚDICE e, caso ganhe, será julgado posteriormente, não tentem intimidar no TAPETÃO, isso não assusta. O PT JÁ ESTÁ NA UTI, É PACIENTE TERMINAL COM JOÃO DA BOSTA OU MAURICINHO RANDS, O POVO JÁ SABE DISSO!!!!

celsomachado40@bol.com.br

É ignominável a postura do TCE em querer, só agora antes das prévias, julgar ação de improbidade do então secretário JOÃO DA BOSTA, PURA ARMAÇÃO que cheira a GOLPE, isso tem nome "MAURICINHO RANDS E O JOÃO TRAPALHÃO", já estão deseperados pq sabem que vão perder? Já? kkk


Banco de Alimentos

12/05


2012

Corrupção em Ipojuca: testemunhas ameaçadas de morte

As denúncias que envolvem seis vereadores e quatro ex-vereadores da Câmara de Ipojuca não se restringem às acusações de estelionato e corrupção. O promotor do Ministério Público de Pernambuco, responsável pela investigação que resultou no afastamento dos parlamentares, Roberto Brayner, revelou ao Diario que várias testemunhas, na época, receberam ameaças de morte, feitas, supostamente, pelos acusados. Brayner contou que a intimidação era regra em 2007, quando ele pediu a prisão de dez vereadores por crimes de peculado e formação de quadrilha. “Eles estavam tumultuando as investigações”, revelou. O clima descrito pelo promotor foi percebido pela reportagem do Diario em matérias recentes realizadas no município. Nas ruas, ao serem abordadas, não raro as pessoas evitam dar declarações e, quando isso acontece, o pedido de anonimato é regra.

Além dos vereadores Júnior Alves (PSL), Nem Batatinha (PDT), Paulo Lins (PDT), Fernando de Oliveira (PSL), Valter Pimentel (PMDB) e Carlos Monteiro (PMDB), foram relacionados na denúncia do Ministério Público os atuais suplentes Amaro Alves da Silva, Heleno Alves da Silva, Gilson José Ribeiro e Elias José da Silva. O caso foi descoberto depois que o vereador Júnior Alves foi preso em Fortaleza, com 35 cartões de salários, fazendo saques em um caixa eletrônico.(Do Diario de Pernambuco - Suetoni Souto Maior e Tercio Amaral)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

milton tenorio

O problema é desarquivar só agora...É claro que é pra acabar com João no tapetão..MAs o Recife não quer Rands..

Arnaldo Amaral

...petistas...

Arnaldo Amaral

Ô Magno: onde já se viu criticar o TCE, via o digno conselheiro Marcos Loreto, por cumprir a lei ? Falcatruas de gestores não podem ficar engavetadas ad eternum, sejam dos Joãos ( porque o ódio ? Teria o fator DELTA entre tais cardeais petista?, quer do escambau dos judas...


O Jornal do Poder

12/05


2012

TCU vê fraude em desapropriações na transposição

 O TCU (Tribunal de Contas da União) identificou indícios de irregularidades na desapropriação de imóveis para as obras de transposição do rio São Francisco. Uma auditoria apontou possível superavaliação dos imóveis que estavam no caminho dos canais que levarão água ao semiárido de Ceará, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte.  As obras de transposição começaram em 2007, orçadas em R$ 4,6 bilhões. Hoje custam R$ 8,2 bilhões. O valor gasto com indenizações está em R$ 69 milhões. O relatório também aponta pagamento de indenizações com base em laudos sem documentação que comprovem as benfeitorias.

De acordo com o TCU, há indícios de que os valores das benfeitorias superam em 574% o menor e em 222% o maior preço estabelecido pelo Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) como referência. ''Os apontamentos da auditoria não são meras formalidades, mas graves irregularidades de ordem técnico-legal'', escreveu o relator. (Folha de S.Paulo - Daniel Carvalho)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Jair Lima Lopes de Vasconcelos

Vale lembrar a maioria tem indenizaçao a preço de banana, enquanto outros sao indenizados em milhoes por terras que nao vale nada.



12/05


2012

Novo Código Penal: empresas punidas como corruptoras

 As empresas envolvidas em casos de corrupção poderão ser responsabilizadas criminalmente, segundo projeto de novo Código Penal em elaboração por uma comissão de juristas no Senado. Caso seja aprovado, o anteprojeto poderá permitir o fechamento ou a imposição de penas como multas ou prestação de serviços à comunidade contra as empresas. O texto prevê a responsabilização penal de pessoas jurídicas em crimes contra a administração pública, a economia popular, a ordem econômica e o meio ambiente.

Poderão ser punidas empresas, ONGs, companhias de economia mista com participação do governo e entidades privadas. As penas incluem multa, perda de bens, prestação de serviços à comunidade, fechamento ou suspensão temporária de atividades e proibição de contratar com o poder público ou receber benefícios estatais. Uma empreiteira envolvida em corrupção poderá ser condenada a construir casas populares, por exemplo. (Folha de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


12/05


2012

Cabral terá de devolver R$ 2 mil da viagem a Paris

O governador do Rio, Sérgio Cabral Filho (PMDB), terá de devolver aos cofres do Estado R$ 2.000 recebidos indevidamente para uso numa missão oficial de dois dias a Paris no final de maio de 2011, segundo a Folha de S.Paulo deste sábado. O valor foi depositado na conta do governador, mas as despesas foram pagas pelo cartão corporativo do governo, criado no mesmo ano. Questionada por que o depósito foi feito, apesar da criação do cartão, a assessoria do governador afirmou que houve erro da ''área administrativa'' do governo. ''Esse equívoco somente foi detectado agora e o governador restituirá tal valor aos cofres públicos na próxima segunda-feira'', diz a nota.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


12/05


2012

CPI: delegados da PF contestam versão do procurador

 Os depoimentos dos delegados da Polícia Federal que coordenaram as operações Vegas e Monte Carlo contradizem parte da explicação do procurador-geral, Roberto Gurgel, para não ter investigado, em 2009, as relações do senador Demóstenes Torres (ex-DEM-GO) com Carlinhos Cachoeira. Gurgel afirmou ter paralisado a Operação Vegas, que investigou Cachoeira, até que chegassem novas provas que seriam levantadas na Monte Carlo. Seu objetivo era ''evitar que fossem reveladas outras investigações relativas a pessoas não detentoras de prerrogativa de foro [como Demóstenes], inviabilizando seu prosseguimento, que viria a ser formalizado na Operação Monte Carlo''. Mas, segundo os depoimentos, uma operação não foi originada da outra.

Raul Alexandre Souza, da Vegas, e Matheus Mela, da Monte Carlo, disseram que a Vegas foi encerrada em 2009, após manifestação da Procuradoria, e que a Monte Carlo nasceu em outro órgão: o Ministério Público de Goiás, na comarca de Valparaíso (GO). (FOLHA DE S.PAULO - JOSÉ ERNESTO CREDENDIO e RUBENS VALENTE)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Bartolomeu Lopes

O procurador engoliu a corda da imprensa tentando vincular sua ida à CPI com o mensalão do PT. Ora, os sen. Randolfe Rodrigues(Psol), Pedro taques(PDT), dep.Onyx Lorenzoni(DEM), e mais os delegados federais não fazem parte do mensalão. O Brindeiro Gurgel deve explicação à nação. É isso.

Arnaldo Amaral

Segundo Zé Dirceu, o chefe dos quadrilheiros do mensalão, se tais rapinas forem condenadas pelo mensalão( Lula não sabia de nada...coisa de aloprados,kkkk...) haverá reação popular. Concordo: os brasileiros honestos farão o maior carnaval deste amado PATROPI !

Wellington Antunes

Segundo a Veja em uma de suas manchetes de capa chamava essa CPI de cortina de fumaça para desviar o foco do mensalão e o procurador, posteriormente, endossou essa tese. Será que essa CPI tem mesmo a ver com o mensalão? Esta é a pauta que o procurador e Veja querem que se conheça e se discuta.

Wellington Antunes

O senador Randolfe (PSOL-AP), o dep. Onyx Lorenzoni (DEM-RS) e o delegado da PF que disse que o procurador-geral da República poderia ter agido há quase três anos contra Cachoeira e companhia limitada e nada fez, vão ser julgados pelo mensalão? Ora, Dr. Gurgel, procure outra que essa não convence.

Wellington Antunes

O senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), outro ferrenho oposicionista ao governo de Dilma, também defende a convocação do procurador "Brindeiro Gurgel". E aí? o senador Randolfe do PSOL também tá envolvido no mensalão?



12/05


2012

Dilma e os bancos: endurecimento pra valer?

No despacho de com o ministro Guido  Mantega  a presidente Dilma recomendou a manutenção da mesma postura  diante dos bancos, pela redução dos  juros: exigir do sistema financeiro privado os mesmos esforços desenvolvidos pelos bancos estatais. O ministro da Fazenda comunicou haver recebido com satisfação informação  da Febraban, pelo seu presidente, Murilo Portugal, de não terem sido da entidade os conceitos exarados por um de seus consultores, de críticas ao governo. Os bancos privados empenham-se na preservação do diálogo com Brasília.(Carlos Chagas)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


12/05


2012

Cachoeira quer adiar seu depoimento à CPI

 Márcio Thomaz Bastos, advogado de Carlinhos Cachoeira, protocolou um habeas corpus no STF. Na peça, pede que seja adiado o depoimento do contraventor na CPI que leva o seu nome. A inquirição está marcada para a próxima terça-feira (15).Ex-ministro da Justiça de Lula, Thomaz Bastos alega na petição que o presidente da CPI, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), negou o acesso da defesa aos dados disponíveis na comissão. Nessa tese, Cachoeira não teria como se defender de acusações que desconhece.

“É imperativo que Carlos Augusto e seus advogados conheçam previamente todas as provas que poderão servir de substrato aos questionamentos que decerto lhe serão dirigidos pelos parlamentares”, anota o advogado. Cachoeira, obviamente, conhece as provas. Só não está ligando o nome à pessoa.(Do blog de Josias de Souza)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


12/05


2012

Grampos: nenhum ministro do STF teme nada, diz Ayres

 O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Carlos Ayres Britto, disse hoje (11) que os ministros da Corte não temem o desenrolar dos fatos envolvendo o empresário Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, suspeito chefiar um esquema de jogos ilegais. Segundo divulgado ontem (9) pelo site Folha Online, três ministros do Supremo estão entre as 82 pessoas citadas nos grampos telefônicos do empresário: Gilmar Mendes, Antonio Dias Toffoli e Luiz Fux. “Eu acho que nenhum ministro do STF teme absolutamente nada, mas aguardemos os fatos”, disse Britto, na tarde de hoje, pouco antes de palestrar em um evento sobre gestão pública. Além de ministros do STF, a lista também tem nomes de políticos, empresários e jornalistas.(Portal BR247).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


12/05


2012

Mais um: Lula recebe prêmio de fundação holandesa

 O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva receberá neste sábado (12) o prêmio Four Freedoms Awards (Prêmio das Quatro Liberdades) concedido pela fundação holandesa Roosevelt Stichting. A diretora do Instituto Lula, Clara Ant, receberá o prêmio em nome do ex-presidente, que tem evitado viagens internacionais por recomendação médica. Estarão presentes na cerimônia a rainha Beatrix e o primeiro-ministro dos Países Baixos Mark Rutte.

Segundo a fundação, Lula ganhou o prêmio por "ter demonstrado ao longo de toda a sua vida um compromisso com a justiça social e econômica, e por ter contribuído para promover um clima de paz e conciliação entre as nações do mundo". A Roosevelt Stichting também afirma que Lula é uma inspiração por sua "ascensão da pobreza abjeta à Presidência do Brasil, e sua determinação em livrar o Brasil da extrema pobreza". O prêmio é concedido desde 1982 a pessoas e instituições que, segundo a fundação, se engajaram para proteger a liberdade usando instrumentos pacíficos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha