FMO

21/03


2010

Agnelo vence prévias no PT e é candidato em Brasília

O ex-ministro do Esporte Agnelo Queiroz foi escolhido para disputar a eleição para governador no Distrito Federal, após prévia realizada pelo PT neste domingo. Ele disputou a vaga com o deputado federal Geraldo Magela, segundo a Folhaonline.

A informação foi divulgada no twitter oficial do partido no DF. Uma das mensagens depois do resultado afirma que "Magela já está com o adesivo do Agnelo".

Puderam votar na prévia cerca de 30 mil filiados do PT, em 20 locais de votação. O partido resolveu realizar a consulta aos filiados depois de denúncias sobre um suposto esquema de corrupção no governo do Distrito Federal, que seria chefiado pelo governador cassado e preso, José Roberto Arruda (sem partido).

Acusado de tentar subornar uma das testemunhas do suposto esquema, Arruda está preso na Superintendência da Polícia Federal desde o dia 11 de fevereiro.

Queiroz já foi deputado federal e chefiou o Ministério do Esporte de 2003 a 2006. Nesse ano, disputou uma vaga no Senado e perdeu para Joaquim Roriz (PSC). Poucos meses depois de eleito, envolvido em denúncias de corrupção, Roriz renunciou ao mandato para não correr o risco de ser cassado.

Magela, por sua vez, disputou o governo do Distrito Federal em 2002 e chegou ao segundo turno, com mais de 40% dos votos válidos. No segundo turno, embora tenha aumentado sua votação, perdeu para Roriz.

O resultado da prévia será homologado em encontro programado para ocorrer até 30 de abril.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

uilma

SE ARRUDA FOSSE DO PT OU PMDB NÃO ESTAVA PRESO, SARNEY QUE O DIGA.


Governo de PE

21/03


2010

MTE contrata empresa acusada de aplicar golpes contra o Estado

O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) contratou para o atendimento no call center uma empresa que aplicava diversos golpes contra a administração pública. Recentemente, a Higiterc — Higienização e Terceirização Ltda. foi declarada inidônea pela Controladoria-Geral da União (CGU). Um processo administrativo apurou o envolvimento de laranjas nos contratos de mão de obra terceirizada. A sanção foi publicada no fim de fevereiro deste ano. A empresa está proibida de prestar serviços para o governo federal nos próximos cinco anos. Em 1º de março, o MTE firmou um contrato emergencial com a Apecê até que uma nova licitação seja realizada.

O contrato nº 36/2009, no valor de R$ 1,89 milhão, foi celebrado em 6 de novembro para a “prestação de serviços de atendimento receptivo” e deveria durar até 5 de novembro deste ano. A empresa, no entanto, pediu a rescisão amigável depois que uma decisão da Justiça do Trabalho penhorou capital e recebimentos da empresa. Na sentença, o juiz considerou a Higiterc sucessora de outra empresa. Uma liminar determinou que os valores sejam usados pelo ministério para o pagamento dos funcionários terceirizados. Os empregados denunciam, entre outras coisas, que estão com salários atrasados e ainda não receberam os acertos referentes à rescisão contratual.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Paulista

21/03


2010

PT faz costuras de alianças para alavancar Dilma

Na busca pela formação de uma aliança forte em torno da candidatura da ministra Dilma Rousseff à Presidência da República, o PT colocará estados importantes no colo de aliados preferenciais. O PMDB, por exemplo, além do Rio de Janeiro, também pressiona pelo apoio petista ao ministro das Comunicações, Hélio Costa, pré-candidato ao governo de Minas Gerais. O estado é considerado o maior nó do partido, a pouco mais de três meses das eleições, informou o Correio Braziliense.

Na corrida pelo Palácio da Liberdade, ainda há nomes dentro do próprio PT, como o do ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Patrus Ananias, e o do ex-prefeito de Belo Horizonte Fernando Pimentel. “O estado de negociação mais complicada era Minas Gerais, mas há uma possibilidade de consenso”, antecipa o deputado José Eduardo Cardozo, secretário-geral do PT.

Em outros estados, a legenda deve resistir à pressão peemedebista, como na Bahia e no Pará, onde, respectivamente, os governadores Jaques Wagner e Ana Júlia Carepa tentarão se reeleger. Os estados eram reivindicados pelo ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima e pelo deputado federal Jader Barbalho, ambos do PMDB.

O maior partido da base governista também tem boas chances de indicar o candidato a vice no DF. A cabeça de chapa será petista e vai ser disputada neste domingo pelo deputado federal Geraldo Magela e o ex-ministro do Esporte Agnelo Queiroz. No Maranhão, o deputado federal Flávio Dino (PCdoB) corre por fora na disputa pelo apoio do PT e pode acabar desistindo da candidatura ao governo. A favorita é a governadora Roseana Sarney (PMDB), que tentaria a reeleição.

Outra disputa entre aliados pelo apoio petista deve ser travada no Amazonas. O ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento (PR), é candidato declarado ao governo há quatro anos. O obstáculo para as pretensões de Nascimento é o atual vice-governador, Omar Aziz (PMDB), que assumirá o comando do estado a partir de 1º de abril, em substituição ao titular, Eduardo Braga (PMDB), que deve tentar uma cadeira no Senado. Aziz pretende se manter no governo em 2011.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

uilma

A FOME NUMCA VAI SER COMBATIDA, É BIBLICO, VAI HAVER POLITICAGEM ENCIMA DISSO, MAS ACABAR NUMCA, FOI JESUS QUEM FALOU, JESUS FALOU TÁ FALADO.JESUS DISSE POBRE SEMPRE VAI EXISTIR.


Prefeitura de Ipojuca

21/03


2010

EUA: Democratas confiam em aprovação da reforma da Saúde

Líderes democratas da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos preveem a aprovação hoje do projeto de lei para reformar o sistema de Saúde norte-americano e fornecer cobertura para milhões de pessoas que atualmente carecem de cuidados médicos.

Em entrevista ao programa "This Week", da emissora de televisão ABC, o parlamentar John Larson, da maioria democrata na Câmara, afirmou que seu partido já tem os 216 votos necessários para aprovar a política doméstica prioritária do presidente Barack Obama.

O líder do partido na Câmara dos Representantes, Steny Hoyer, disse à NBC que também prevê a aprovação do projeto de lei, mas reconheceu que uma porção de membros "ainda estava analisando [a proposta] e tentando tomar uma decisão" nas horas antes da votação.

Os republicanos, absolutamente contrários ao plano, ainda não se consideravam derrotados no sábado, mas advertiram que farão os democratas pagarem caro. Eles consideram que a proposta equivale a uma aquisição do sistema de saúde pelo governo, o que resultará em déficits e impostos maiores. "O povo americano não quer que isso passe. Os republicanos não querem que isso seja aprovado. Não haverá votos republicanos para este projeto", disse Eric Cantor, segundo principal parlamentar republicano da Câmara, à ABC. As informações são da Associated Press.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


21/03


2010

Venezuela corta energia de 80 empresas por consumo excessivo

A Venezuela anunciou neste domingo um corte de 24 horas no suprimento de energia para 80 empresas que falharam em reduzir o consumo de eletricidade, na primeira medida punitiva para economizar energia em meio à crise no setor elétrico no país, informou a Agência Folha.

Restaurantes, lojas, hotéis, academias e concessionárias de veículos estão na lista de empresas de Caracas que terão sua energia cortada na segunda-feira por não terem conseguido reduzir o consumo em 20%, disse a estatal elétrica.

A unidade local da japonesa Sony também será alvo da sanção.

O presidente venezuelano Hugo Chávez introduziu um racionamento e pediu cortes de consumo de energia no país, que enfrenta uma crise no setor elétrico que atrapalha a Venezuela a sair da recessão.

Uma seca causada pelo fenômeno climático El Niño atingiu o setor hidrelétrico, que é responsável por mais de 70% da matriz energética da Venezuela.

Chuvas estão previstas para as próximas semanas e o governo afirma que temores de um "colapso" no abastecimento elétrico são infundados.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Julio Povoas de Arruda Miranda

"Os esquálidos estão torcendo para que não chova. Mas vai chover mais porque Deus é bolivariano" (Hugo Chávez, presidente da Venezuela, que enfrenta grave crise de energia). Que sirva de alerta para o Brasil. Para quê tanto petróleo, se falta governo comprometido e com projeto de futuro.


Prefeitura de Abreu e lima

21/03


2010

MPs trancam pauta de votações da Câmara dos Deputados

A Câmara dos Deputados inicia a semana com a pauta de votações trancada por oito medidas provisórias (MPs), que impedem a apreciação de outras matérias nas sessões ordinárias, segundo informações da Agência Brasil.

Entre as MPs, estão a 474, que aumentou o salário mínimo para R$ 510 e estabeleceu diretrizes para a política de valorização do salário mínimo entre 2011 e 2023, e a 475, que reajusta os benefícios da Previdência para os que ganham mais de um salário mínimo em 2010 e 2011.

No caso da MP 474, se não houver acordo para votação, os deputados poderão apreciar qualquer uma das outras medidas que trancam a pauta. Isso porque, como as seis MPS foram editadas pelo governo em um só dia, passaram a trancar a pauta na mesma data. Com isso, não há impedimento para votação de qualquer uma delas em primeiro lugar.

A primeira a ser votada é a 472, considerada mais complexa, porque inclui diversos assuntos, como incentivos fiscais para vários setores, criação do programa Um Computador por Aluno e ajustes no programa Minha Casa, Minha Vida. Um dos pontos polêmicos da medida é o que trata de incentivos para o setor de informática nacional e para produtos importados.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Serra Talhada

21/03


2010

Palocci: Eleições não serão contagiadas pelo medo

A sucessão de Lula será a primeira eleição presidencial recente no Brasil na qual os candidatos não recorrerão ao medo na tentativa de chegar ao Palácio do Planalto, avaliou na noite de sábado, em Cancún, o deputado federal e ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci (PT-SP). O comentário sobre a sucessão foi feito por Palocci a jornalistas ao término de um seminário promovido pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para discutir os efeitos sobre a América Latina e o Caribe da mais recente crise financeira internacional, informou a Agência Estado.

"Acredito que esta será a primeira eleição (para presidente) na qual as pessoas irão às urnas sem medo de votar e sem que os partidos façam uso do medo para incentivar determinados comportamentos por parte do eleitor", opinou o deputado. Palocci apontou dois motivos para justificar sua crença. "Primeiro, o Brasil atingiu uma maturidade grande do ponto de vista macroeconômico; segundo, o fato de o eleitor estar demonstrando uma maturidade democrática, o que inibe essas tentativas." E prosseguiu: "Eu prefiro olhar pelo lado positivo. O Brasil está bem e o medo não parece ser um fator importante nesse processo eleitoral."

Palocci afirmou ainda acreditar que o "debate será muito elevado, pois os personagens dados até o momento são pessoas muito competentes, capacitadas e experientes".


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Julio Povoas de Arruda Miranda

Palocci é voz isolada no PT e não pode falar pelo partido. Os petistas já estão utilizando do terrorismo eleitoral nas classes menos informadas. Afirmando que se Dilma não vencer vão acabar com o bolsa-família, vão privatizar tudo e que a inflação pode voltar(como se eles tivessem acabado com ela).

roberto lima

todos os partidos se nivelaram . Esta tudo igual

uilma

UMA COIA QUE POVO NÃO TÊM É MEDO DE VOTAR, O POVO TÊM MEDO É DOS POLÍTICO LADRÃO DA SUA MARCA, E DE SEUS COMPANHEIROS.


Prefeitura de Limoeiro

21/03


2010

PGU pede absolvição de Humberto na "máfia dos vampiros"

O ex-ministro da Saúde Humberto Costa (PT), atual secretário estadual das Cidades, deve selar sua absolvição, nesta semana, no processo em que é acusado de envolvimento na “máfia dos vampiros”. O julgamento está marcado para quarta-feira no Tribunal Regional Federal da 5ª Região, menos de um mês após a divulgação de que o Ministério Público Federal (MPF) decidiu pela inocência do petista. O MPF anunciou que não encontrou indícios ou provas relacionadas à participação de Humberto no esquema de compra superfaturada de medicamentos que atuam na coagulação do sangue, os chamados hemoderivados, informou o Correio Braziliense.

A absolvição é, para Humberto, o fortalecimento da carreira política. Revigora suas pretensões para a disputa de um cargo majoritário em Pernambuco. O secretário briga com o ex-prefeito do Recife João Paulo a fim de ser indicado pelo PT para compor a chapa de reeleição do governador Eduardo Campos (PSB), possivelmente para concorrer ao Senado. Humberto garante que, embora deseje que o processo seja resolvido definitivamente, não está ansioso pelo dia do julgamento. “Politicamente, é uma questão já resolvida desde que o Ministério Público se pronunciou pela minha absolvição”, afirmou.

Humberto será julgado por corrupção passiva e formação de quadrilha na “máfia dos vampiros”, desbaratada após a chamada Operação Vampiro, da Polícia Federal, que investigou o envolvimento de empresário e de funcionários do Ministério da Saúde em esquema de superfaturamento de medicamentos. Em 2006, o procurador da República do Distrito Federal Gustavo Pessanha fez a acusação contra o ex-ministro a uma semana da votação do primeiro turno da eleição. Na época, a denúncia comprometeu a candidatura de Humberto ao governo do estado, abrindo espaço para a vitória de Eduardo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Ramilson Correia de Carvalho

Eu votei em Humberto Costa no primeioro turno da eleição passada. Infelizmente esses fatos o prejudicaram bastante. Para não votar em branco, votei nesse mentiroso que aí está. O que ele sabe fazer de melhor (o governador) é enganar o servidor. Pena que o PT não lançará candidato nessa eleição.

uilma

Será sr'' Guilerme.

Julio Povoas de Arruda Miranda

Independentemente do partido político, de situação ou oposição, de esquerda ou direita. Nunca devemos deixar de cobrar coerência e honestidade de nossos representantes, que continuem aquilo que deu ou está dando certo, que respeitam as leis e as instituições. Ninguém está acima do bem e do mal.

Filadelfos

Sejamos no minimo coerente, vc que se diz evangálica protestante de carteirinha, vive citando a Biblia, cruz Credo menina, quem danado é vc?Como se o pessoal do DEM e do PSDB nunca cometesse deslizes.... é tudo farinha do mesmo saco, a diferença é quem tá embaixo e quem tá cima, por enquanto...

Filadelfos

Sinceramente Uilma, não sou fã de Humberto, no entanto vamos ser justo, quando o MPF, indiciou varios politicos da situação , vc só faltou atingir o orgasmo, quando alguém do PT é absolvido vc tem enxaqueca menstrual, assim não dá para te levar a sério. VC é mais radical que o Hamas petista.


Banner de Arcoverde

21/03


2010

Dilma ultrapassa Marina em buscas no Google

Num período de apenas 20 dias (a partir do momento do lançamento de sua candidatura no congresso do PT, no mês passado), a ministra da Casa Civil e candidata do partido à Presidência, Dilma Rousseff, ultrapassou Marina Silva (postulante ao cargo pelo PV) em volume de buscas no Google, ferramenta que faz 2 de cada 3 operações do gênero na internet, informou a Agência Folha.

Marina mantinha, entre os quatro principais candidatos à Presidência, o topo nas pesquisas no site desde 2008, com alguns momentos de alternância com os adversários.

Os dados estão disponíveis no Trends, produto do Google que exibe a proporção das buscas por determinado termo, período e região sem informar a quantidade das ocorrências para cada caso.

O critério usado neste levantamento foi a combinação de nome e sobrenome de cada um dos candidatos mais bem posicionados na última pesquisa Datafolha, divulgada em 28 de fevereiro.

Nela, a liderança era de José Serra (PSDB), com 32% das intenções de voto, seguido de Dilma, com 28%, Ciro Gomes (PSB), que registrou 12%, e Marina (8%).

A proporção de buscas no Google no Brasil, porém, mexe bastante nessas posições: a candidata do PT aparece acima dos adversários e com uma curva ascendente.

Serra, que subia gradualmente segundo os dados do Trends, oscilou para baixo, mas manteve o terceiro posto. Já Ciro Gomes, que chegou a ser o segundo em 2009, perdeu fôlego em fevereiro e caiu para o quarto lugar.

O início da ascensão de Dilma coincide com o lançamento de sua candidatura, na segunda quinzena de fevereiro. Só ela e Marina seguem com o interesse em alta entre quem faz pesquisas no Google.

Segundo o diretor-geral do Datafolha, Mauro Paulino, o volume de buscas está em consonância com o grau de conhecimento dos candidatos medido pelo instituto.

De acordo com a pesquisa, Marina atingiu 56% de conhecimento (percentual de eleitores que conhecem a candidata) no total da amostra --76% entre os mais escolarizados e 73% entre os que têm renda familiar mais alta.

"Como o público que faz buscas no Google é mais qualificado, assim como o eleitorado de Marina é, provavelmente e neste momento, o mais engajado, acredito que tenha também mais acesso à ferramenta", afirmou. Isso explica por que, mesmo em quarto na pesquisa, a senadora é destaque no buscador.

As buscas no país por cada candidato seguem a lógica de suas bases eleitorais. No caso de Dilma, tanto no Estado onde nasceu (Minas Gerais) quanto naquele em que construiu carreira política (Rio Grande do Sul), ela lidera.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

JARBASTA

Quem já estar virando é o Pó-de-Serra.

Julio Povoas de Arruda Miranda

Que estrela? Só se for a do PT ou a do Botafogo. A ministra Dilma nunca disputou nada, não tem currículo nenhum para ser presidente. É uma invenção de Lula, não passa de um robô seu, já que não pode disputar um terceiro mandato, criou esse fantoche. Cuidado para essa estrela não virar pó.

JARBASTA

Ibope constatou, que mais de 50% dos pesquisados pretendem votar em quem Lula apoiar e que mais da metade do eleitorado não conhece Dilma. É por isso que eu digo: UM TUCANO PODE ATÉ VOAR, MAS JAMAIS ALCANÇARÁ UMA ESTRELA.

JARBASTA

DILMA SURPREENDE PRESIDENTE DO IBOPE "Não acredito que disse aquilo", afirma Carlos Montenegro, que, em abril e julho do ano passado, havia previsto ao iG que pré-candidata presidencial do PT cresceria pouco nas pesquisas. Tá lá no IG: http://www.ig.com.br/ para desespero dos neobabacas.


Shopping Aragão

21/03


2010

Eleitores brasileiros têm "duas caras"

A mais recente pesquisa do Ibope sobre a sucessão presidencial revela que cerca de 12,5% dos eleitores se apresentam com "duas caras" ao manifestar a intenção de voto. Eles são os que querem eleger a pessoa apoiada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mas citam José Serra como seu candidato favorito. Ou os que preferem alguém da oposição, mas se dizem inclinados a votar na petista Dilma Rousseff, informou a Agência Estado.

Essas declarações de voto paradoxais e incoerentes revelam um alto nível de desinformação e de desinteresse na eleição, segundo Márcia Cavallari, diretora executiva do Ibope.

O levantamento do instituto, divulgado na última quarta-feira, mostra que a maioria absoluta dos eleitores (53%) quer votar no candidato apoiado por Lula. Mas apenas metade desse contingente aponta Dilma como sua candidata preferida, e um quarto - ou 12% do eleitorado total - cita Serra, ignorando o fato de que ele será o principal nome da oposição na disputa.

São quase 16 milhões de eleitores que, até a eleição, terão de se posicionar de maneira coerente: ou abandonarão o barco governista ou votarão na candidata efetivamente apoiada pelo presidente, conforme sua intenção declarada.

Oposicionistas. No outro extremo, os eleitores que querem um candidato de oposição abrangem 10% do total. Nesse grupo, o nível de desinformação é bem menor: apenas 3% - cerca de 400 mil pessoas - afirmam votar em Dilma e sete em cada dez apontam Serra como seu candidato preferido.

No geral, a pesquisa mostrou o tucano na liderança, com 35% das intenções de voto, e Dilma em segundo, com 30%. Os cruzamentos de dados mostram que a petista é, neste momento, a mais prejudicada pela desinformação dos eleitores, e a que mais tem a ganhar à medida que sua associação com Lula ficar clara para a totalidade da população, afirmou Márcia Cavallari.

"A eleição não está na ordem do dia para grande parte dos brasileiros", disse a diretora do Ibope. "Isso tende a mudar após a Copa do Mundo e, principalmente, com o início do horário eleitoral gratuito." Em pesquisa feita pelo instituto em fevereiro, 47% disseram acompanhar as eleições com "pouco interesse" ou "nenhum interesse".

A maior evidência do nível de desinformação é a pesquisa espontânea, na qual os entrevistados manifestam sua preferência antes de consultar o cartão que traz a lista de candidatos. No início de março, apenas um terço do eleitorado foi capaz de citar um presidenciável que, de fato, está no páreo em 2010. Nada menos que 42% não souberam responder à pergunta sobre seu candidato preferido. E 20% optaram por Lula, que não pode concorrer a um terceiro mandato.

Continuísmo. Bem informados ou não sobre a sucessão, os eleitores não vacilam ao manifestar o que esperam do futuro. Na pesquisa de fevereiro, o Ibope perguntou aos entrevistados se o próximo presidente deve promover muitas ou poucas mudanças no governo. A manifestação por "total continuidade" em relação ao governo atual ficou em primeiro lugar, com 34% das respostas. Outros 29% pediram "poucas mudanças e continuidade para muita coisa". Os que optaram por "muitas mudanças" ou "mudança total no governo" chegaram a 35% dos entrevistados.

Entre os nordestinos, 77% se manifestaram por "total" ou "muita" continuidade. O Nordeste, onde o governo Lula tem seus maiores índices de aprovação, é a única região em que Dilma lidera a corrida presidencial de forma isolada.

A última pesquisa Ibope ouviu 2002 eleitores entre os dias 6 e 10 de março de 2010. O levantamento, encomendado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral sob o protocolo 5429/2010.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Julio Povoas de Arruda Miranda

O eleitor brasileiro é assim mesmo: dúbio, emocional, incoerente e individualista. Aqueles que deram a vitória duas vezes em 1º turno a FHC, foram os mesmos que elegeram Lula e Collor. Somos egoístas e passionais na hora de votar, em primeiro lugar está o "meu" bem estar. O resto, o "nós" vem depois



21/03


2010

Dilma e Serra buscam tesoureiro acima de qualquer suspeita

Futuros rivais na corrida presidencial,a petista Dilma Rousseff e o tucano José Serra têm umacircunstância que os une: os dois estão à procura de um tesoureiro para seus comitês eleitorais. Tanto a ministra, que já escalou um punhado de auxiliares,como o governador paulista, prestes a lançar oficialmente a candidatura, buscam um caixa de campanha com perfil de arrecadador discreto, que não lhes crie problemas nem levante suspeitas, informou o jornal O Estado de S. Paulo.

De olho numa boa largada em São Paulo, PT e PSDB também formam os times com a preocupação de fincar estacas no maior colégio eleitoral do País, berço dos dois partidos.

Com a vantagem de quem comanda o Estado há 12 anos, o PSDB trabalha para sair com algo em torno de 6 milhões de votos à frente em São Paulo.

O número cabalístico dos tucanos foi citado nas últimas reuniões da cúpula petista e causou receio. Aflita com a indefinição sobre o palanque de Dilma no Estado de Serra, a direção do PT decidiu acelerar o passo e bancar a candidatura do senador Aloizio Mercadante (SP) ao governo paulista, mesmo antes de o deputado Ciro Gomes (PSB-CE) dar a resposta final ao presidente Lula.

Na prática, ninguém no PT acredita que Lula conseguirá convencer Ciro a concorrer à sucessão de Serra. Com esse diagnóstico, petistas já iniciaram as negociações para montar uma chapa liderada por Mercadante, tendo PDT ou PSB na vice. Estaria formado aí o palanque de Dilma em São Paulo.

A cúpula do PSDB, no entanto, está convencida de que quem vencer a eleição em Minas levará a faixa presidencial. É por isso que, dentro ou fora do organograma da campanha, o governador tucano Aécio Neves está na linha de frente da operação para conquistar aliados no segundo maior celeiro de votos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

uilma

PERFEITOS ESSES TESOUREIROS QUE SR. SITOU, MELHOR DO QUE ESSES PRO PARTIDO DOS CORRUPTOS NÃO EXISTE.

Julio Povoas de Arruda Miranda

Eu tenho outras sugestões para a ministra Dilma escolher seu tesoureiro de campanha entre aliados: José Dirceu, Marcos Valério, Inocêncio Oliveira, Jáder Barbalho, Renam Calheiros, Humberto Costa, José Sarney, Romero Jucá, Severino Cavalcanti, todos de reputação ilibada de acordo com Lula.

Severino Isidoro Fernandes Guedes

O senador Eduardo Azeredo também seria um tesoureiro acima de qualquer suspeita para a chapa DEMO-TUCANALHA. Ou quem sabe o ex-governador do DF, José Roberto Arruda, grandes e honrados nomes, acima de qualquer suspeita né?

Severino Isidoro Fernandes Guedes

O senador Eduardo Azeredo também seria um tesoureiro acima de qualquer suspeita para a chapa DEMO-TUCANALHA. Ou quem o ex-governador do DF, José Roberto Arruda, grandes e honrados nomes, acima de qualquer suspeita né?

Paulo Robkstikeare

Vaccari e Delúbio - acima de qualquer suspeita!!!



21/03


2010

Novata, Dilma obedece aos veteranos do PT

Sorocaba, 2 de março. Na inauguração de uma fábrica de tratores, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva passa o capacete das mãos de um soldador para as da ministra Dilma Rousseff (Casa Civil). Ela imóvel, Lula recomenda: "Coloque o capacete", informou o jornal Folha de S. Paulo.

"O capacete", insiste Lula. A ministra cumpre e as câmeras fotográficas disparam. Minutos depois, o presidente sugere que Dilma monte numa colheitadeira "para fotos".

Testemunhada por políticos e dirigentes da empresa, a cena é só uma amostra da disciplina que a ministra exibe em pré-campanha pela Presidência.

Dona de temperamento forte, a pré-candidata do PT tem revelado, em campanha, extraordinária obediência aos companheiros mais rodados -como Antonio Palocci, general oculto da campanha.

Sem experiência eleitoral, segue todos os ensinamentos. No dia 5 de março, na Bahia, o presidente parou a comitiva presidencial diante de um umbuzeiro. Chamou Dilma.

"Vou fazer sua iniciação na caatinga", brincou Lula. Ao pé da árvore, conversaram com moradores locais. Mais fotos.

Uma semana depois, Lula solicitava a presença da ministra ao seu lado durante visita a uma fábrica do Paraná. "Em alguns momentos, fiquei ao lado dela porque nem sempre dá para acompanhar o ritmo de Lula. Ela ficava para trás", conta o senador e pré-candidato a governador Osmar Dias (PDT).

A devoção de Dilma não se restringe ao presidente Lula. Na semana passada, em São Paulo, a ministra cumpriu, religiosamente, as orientações da ex-prefeita Marta Suplicy (PT).

Após a entrega de troféus no aniversário do Jockey Club consultou Marta Suplicy: "Acabou a solenidade? Posso ir embora?", perguntou. "Não", orientou a ex-prefeita petista, "Estamos esperando o padre". "Ah, o padre", disse Dilma.

Elas se referiam ao padre Marcelo Rossi, ao lado de quem Dilma foi levada ao público, composto em boa parte por fiéis do santuário do Terço Bizantino. Diante de um bolo, a ministra ouviu, de pé, à celebração do padre, com a apresentação de suas músicas e a oração da Ave Maria.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

uilma

OU POSTEZINHO PRA DÁ TRABALHO PRA MULÁ,KKKKKKKKKKKKK