Lavareda

31/12


2011

Bolsa Família teve aumento recorde no 1º ano de Dilma

 Turbinado pelo plano federal para erradicar a pobreza extrema, o gasto com o Bolsa Família teve no primeiro ano da presidente Dilma Rousseff seu maior aumento nominal desde sua criação e bateu um novo recorde, informa o jornal Folha de S.Paulo deste sábado. O desembolso com o programa chegou a R$ 17,1 bilhões, contando o dinheiro usado na transferência de recursos e em sua gestão -- R$ 3,2 bilhões a mais do que no ano passado. O número de famílias que recebem dinheiro por meio do Bolsa Família também cresceu e chegou a 13,3 milhões, outro recorde. Se descontada a inflação, o aumento foi de 15,7%, o segundo maior crescimento real desde que o programa começou a ser executado, em 2004, perdendo apenas para a evolução entre 2005 e 2006.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

ALEPE

31/12


2011

Pasteleiro se fazia passar por assessor de Dilma; preso

 Um vendedor de pastel de Formosa (GO) se passava pelo secretário-executivo da Casa Civil, Beto Vasconcelos. Marcelo Lima dos Anjos foi preso pela Polícia Federal em setembro. Ele foi detido quando tentava pedir um emprego na mineradora Vale. Marcelo ligava para órgãos do governo e empresas privadas fingindo ser Vasconcelos, um dos assessores mais próximos da presidente Dilma, e pedia emprego para um suposto amigo, que, na verdade, era ele mesmo.

O caso foi revelado pela revista ''Veja'' desta semana. Em 2004, o vendedor de pastéis já havia sido preso em flagrante, na Bahia, por telefonar e pedir dinheiro a deputados e vereadores, fingindo ser o então procurador-geral de Justiça da Bahia. Desconfiado, um funcionário da UnB encontrou a notícia da primeira prisão dele e comunicou as autoridades.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

O Jornal do Poder

31/12


2011

Americana Chevron tem nova multa por poluir o País

A empresa americana Chevron, que inundou de petróleo o mar de Campos com a sua incompetência, conhecida desde igual episódio no golfo do México, entende que ainda lida com as pequenas republiquetas de bananas do tempo em que a companhia ainda se chamava Standard Oil, e mandava no mundo subdesenvolvido. Ainda com licença de perfuração cassada, a Chevron foi autuada novamente pela Agência Nacional do Petróleo (ANP), dessa vez por descumprimento do plano de desenvolvimento da produção no campo de Frade, na bacia de Campos, que havia sido submetido à agência reguladora. A autuação é a terceira aplicada pelo regulador na companhia americana. A primeira autuação foi justificada pelo descumprimento do próprio plano de abandono do poço em Frade — por onde vazaram entre 2.400 e 4.000 barris de óleo — e que havia sido apresentado pela própria Chevron.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu no Zap

31/12


2011

Violência: Brasil campeão de crimes contra a vida

 Editorial do jornal O Estado de S. Paulo traz o Mapa da Violência 2012, elaborado pelo Instituto Sangari em parceria com o Ministério da Justiça. O mapa mostra que “o país não vem conseguindo reduzir os crimes contra a vida. Entre 2000 e 2010, a taxa nacional de homicídios por 100 mil habitantes se manteve estável, oscilando entre 26,2 e 26,7. E, nos últimos 30 anos, período em que foi assassinado cerca de 1,1 milhão de pessoas, ela cresceu 124%.”

Justiça tartaruga
Já o colunista Ancelmo Gois, do jornal O Globo conta que “o aposentado Geraldo Moreira, de 84 anos, cardiopata, merecia lugar no Guiness. Espera há 41 anos, acredite, resposta para ação que move contra o Banco do Brasil. Há 15 anos, seu processo tramita na 19ª Vara do Trabalho do Rio, segundo o advogado Manoel Messias Peixinho. O vovô está enviando uma reclamação à ministra Eliana Calmon, do CNJ.”


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


30/12


2011

Dilma: 1º ano com menos medidas provisórias que Lula

 A presidente Dilma Rousseff termina o primeiro ano de mandato com 31 medidas provisórias assinadas, menos da metade do que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva editou em seu ano de estreia no governo. Em 2003, Lula terminou o primeiro ano de mandato com 68 MPs assinadas, segundo matéria do G1.

As medidas provisórias entram em vigor assim que são editadas e somente depois é que são votadas pelo Congresso. O uso desse instrumento é motivo de críticas por parte de parlamentares. Pela Constituição, o mecanismo só pode ser utilizado em situações de “urgência” e “relevância”. No entanto, segundo deputados e senadores, os presidentes da República não observam a regra.

O líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT-SP), argumenta que Dilma teve uma posição “mais confortável” do que Lula no primeiro ano de mandato, com a ampliação da base aliada e a redução do poder da oposição. No Senado, onde os embates entre governo e oposição sempre foram mais acirrados, as bancadas de DEM e PSDB, somadas, foram reduzidas à metade nas eleições de 2010. Com isso, a presidente pôde aprovar com maior rapidez projetos de lei enviados pelo Executivo, disse Vaccarezza.

Para o líder do PSDB na Câmara, deputado Duarte Nogueira (SP), o volume de medidas provisórias continua “grande”. “É um número demasiadamente grande ainda. O governo tem editado medidas provisórias sem o caráter de urgência e relevância, simplesmente para legislar.”


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

LUCIANA ALVES

Duarte Nogueira só entende de pegar nosso dinheiro e pagar seu motorista particular. É um show.


Banco de Alimentos

30/12


2011

Diplomatas questionam Itamaraty sobre morte de colega

Um grupo de diplomatas brasileiros entregou nesta semana ao Ministério das Relações Exteriores uma carta que pede melhorias na orientação e acompanhamento dado a diplomatas que viajam para locais de risco. Em uma iniciativa raramente vista na chancelaria, o documento foi entregue após a morte da diplomata acreana Milena Oliveira de Medeiros, de 35 anos. Ela foi vítima de um quadro agudo de malária, que contraiu durante uma viagem a serviço do governo para Malabo, na Guiné Equatorial.

A carta, assinado por ''colegas e amigos de Milena de Medeiros'', diz que ela ''não recebeu nenhuma instrução institucional específica sobre as doenças que poderia contrair, não lhe foram indicadas formas de prevenção ou cuidados a serem observados durante e depois da viagem'' no país africano antes de deixar Brasília, em 20 de novembro.

Segundo o documento, os 21 diplomatas que viajaram a Malabo receberam repelentes e advertências sobre a possibilidade de contrair malária por iniciativa independente da embaixada brasileira no local. Entre eles, somente Milena apresentou sintomas da doença.

Endereçada ao Ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, a carta foi assinada por 84 diplomatas da turma de Medeiros que ingressou no Instituto em 2009, e foi entregue no gabinete ministerial. O documento deve ser encaminhado novamente ao chanceler, assim que ele retornar ao Brasil, no início do ano.

O Itamaraty confirmou à BBC Brasil o recebimento da carta e disse ''estar analisando o documento com muito cuidado e atenção, em um momento de muita dor e tristeza para todo o Ministério''. Uma resposta formal aos pedidos e sugestões feitos no documento será dada, segundo o órgão, apenas no início de 2012.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


30/12


2011

Tucano ataca champanhe de Jaques Wagner

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Petista, o governador da Bahia, Jacques Wagner, não fica livre dos tucanos nem nas férias de fim de ano. Enquanto bebericava sua champanhe com a família nas confortáveis instalações do Hotel Sofitel Santa Clara, em Cartagena, na Colômbia, Jaques Wagner foi surpreendido por um tucano de verdade.

Abusada, a ave tentou se apoderar das borbulhas do governador, guardando posição no balde de gelo que resfriava a garrafa. Um garçom foi chamado às pressas para tirar o bicudo intrometido do balde, e a garrafa foi recuperada. Jaques Wagner passará o Ano-Novo na cidade. E o garçom salvou a champanhe de Wagner. A nota é do Poder Online.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

roberto lima

Quem te viu (antes da era lula) e quem te ver agora tomando Champanha em "cartahenha"



30/12


2011

Oposição quer investigar custo da transposição

 

 

 

 

 

 

 

 

A realização de nova licitação no valor de R$ 1,2 bilhão para tentar concluir a transposição do São Francisco, obra símbolo do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), mobilizou a oposição que quer investigar o aumento de 40% no custo inicial do projeto no Congresso. A informação é do portal de notícias R7.

Na reabertura do Congresso, em fevereiro, os oposicionistas reapresentarão requerimentos de convocação do ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, para que ele dê explicações sobre o descontrole de gastos com a principal obra do PAC.

O deputado Roberto Freire (SP), presidente do PPS, afirmou que, a transposição das águas do São Francisco é o maior exemplo de má gestão, projetos defeituosos e licitações equivocadas do atual governo. Ele ressalta que o aumento de gastos é tão exorbitante que nem aditivos contratuais podem ser feitos porque excedem o limite legal de 25%. “Vamos fazer uma sabatina da incúria governamental”.

O custo inicial da transposição, orçado em R$ 5 bilhões, já saltou para R$ 6,9 bilhões, incluindo as novas licitações, como revelou o Estado. Até o momento, já foram gastos R$ 2,8 bilhões, a partir do início da obra, em 2007.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

LUCIANA ALVES

O zeloso e vestal Roberto Freire só não teve essa atitude quando a entourage de Serra surrupiava bilhões da privataria. Aliás, o Roberto Freire durante o governo Serra tinha uma sinecura nas estatais paulistas. Estranha moral essa.

Raimundo Eleno dos Santos

INDEPENDENTE DE QUAL SEJA O GOVERNO, SE FALSEOU COM A VERDADE EM DETRIMENTO DO ERÁRIO PÚBLICO TEM QUE SUPORTAR INVESTIGAÇÃO, INQUÉRITO, PROCESSO E DEVOLUÇÃO DO QUE SURRUPIOU OU QUE PERMITIU O SURRUPIO.ROUBOU OU FURTOU TEM QUE DEVOLVER E SER PENALIZADO E CUMPRIR PENA A BEM DA ORDEM PÚBLICA.



30/12


2011

Frente a Frente de hoje traz balanço de 2011

Último programa do ano, o Frente a Frente de hoje será muito especial, trazendo um balanço de 2011. Começa às 18 horas e vai até às 19 horas. A produção é do companheiro Adriano Roberto. O programa é retransmitido pela Rede Pernambucana de Rádio, que tem como cabeça de rede a Rádio Folha 96,7 FM. Veja abaixo as demais emissoras que retransmitem:

Rádio Folha 96,7 – Recife

Liberdade FM de Caruaru - 94,7

Integração FM de Surubim - 88,5

Líder do Vale FM de Serra Talhada – 99,7

Pajeú de Afogados da Ingazeira - AM 1.500

Ponte de Petrolina FM - 91,5

Sertânia FM - 100,1

Rádio Planalto AM do Recife – 950

Educadora AM de Belém de São Francisco - 1.470

Bitury AM de Belo Jardim - 1530

Cardeal Arcoverde AM – 600

Papacaça AM – 1470 – Bom Conselho

Verdejante de Verdejante FM - 104,9

Rádio Calheta FM do Cabo de Santo Agostinho - 98,5

Cidade FM - 88.7 – Tabira

São Bento FM – 104,9

Sanharó FM 104.9

Alternativa FM 104.9 – Agrestina

Nova FM 87.9 – Mirandiba

Alternativa FM 98,5 – Nazaré da Mata

Rádio Beto Som – 104,9 FM Granito

Rádio Beto Som – 104,9 FM Parnamirim

Polo FM – Santa Cruz do Capibaribe – 101,9

Pop Brasil FM – Trindade – 93,7

Terra Nova FM – 104,9

Brígida FM – 104,9 – Orocó

Itacuruba FM – 104,9

Pop Sat Brasil FM Araripina – 93,7

Santa Maria FM – 87.9 FM – Santa Maria da Boa Vista


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Flavio

Adeus Ano Velho, Feliz Ano Novo!



30/12


2011

Ranilson autoriza reforma na Sara de Petrolina

O Centro Administrativo da Secretaria Estadual de Agricultura e Reforma Agrária (SARA) de Petrolina passará por ampliação. A ordem para início das obras foi autorizada hoje pelo secretário Ranilson Ramos. Passarão por serviços as unidades do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), a Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária (Adagro) e o Instituto de Terras de Pernambuco (Iterpe).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha