Versão Agreste Meridional

23/06


2017

Políticos: futuro das delações está em aberto

Reação de políticos ao rumo do debate no STF indica que futuro das delações ainda está em aberto

Folha de S. Paulo - Por Painel

 

A recepção calorosa dos políticos ao desenrolar do julgamento sobre a validade da colaboração da JBS recomenda uma leitura mais atenta dos votos de cada ministro. Deputados, senadores e integrantes do governo não esboçaram preocupação com o placar de aparente derrota por sete a zero no STF. As nuances expostas no debate sobre a viabilidade de uma ampla revisão das colaborações no momento da sentença mostram que a decisão sobre o futuro das delações está em aberto.
 
Nas contas de um integrante do Supremo que analisou o teor das manifestações de seus colegas, hoje são cinco votos a três contra a possibilidade de, ao fim de um processo, um acordo de delação ser alterado ou ser até mesmo anulado por sentença do plenário do STF.
 O voto de Alexandre de Moraes — que aparentemente acompanhou o relator da Lava Jato, Edson Fachin — foi visto como contraditório. Quem defende que não haja espaço para revogar acordos encontrou brechas na fala do ministro.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Versão Sertão Central

23/06


2017

Medida Provisória nº 784: MP solta ladrão

Portal Hoje em Dia - Coluna Esplanada 

Por Leandro Mazinni

Parlamentares já apresentaram 97 emendas à Medida Provisória nº 784 que aumenta os poderes de punição do Banco Central e da Comissão de Valores Mobiliários. O texto formulado pela equipe econômica do Governo enfrenta resistência da oposição, e ainda não começou a ser discutido em comissão especial – que sequer tem data de instalação. A proposta autoriza o BC e a CVM a assinarem acordo de leniência com pessoas físicas ou jurídicas que confessarem a prática de infração. É uma forma clara de fugir da mira do Ministério Público, da Polícia Federal e, obviamente, da cadeia. 

Precedente 

Para a presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, a MP “repete e torna lei benesses concedidas à JBS, que confessou irregularidades e recebeu perdão para seus dirigentes”.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Versão Mata Sul

23/06


2017

MP exige R$ 50 mi de Assad para fechar delação

R$ 50 milhões de multa

Folha de s. Paulo - Mônica Bergamo

 

O Ministério Público Federal endureceu a negociação com o doleiro Adir Assad, que operava em SP e discute os termos de uma delação premiada. Ela está na reta final. Mas, para fechar o acordo, os procuradores exigem pagamento de multa de R$ 50 milhões. 

As conversas iniciais giravam em torno de multa de R$ 100 milhões, valor que baixou conforme as tratativas evoluíram. O MP, porém, acredita que chegou ao piso e não está mais disposto a ceder. 

As garantias apresentadas inicialmente pelo doleiro foram avaliadas como frágeis. As negociações emperraram por um tempo, mas acabaram prosperando. 

Adir Assad é tido como operador central de desvios de obras dos governos tucanos em SP. Um dos personagens que ele promete envolver é Paulo Vieira de Souza, ex-diretor da Dersa entre 2007 e 2010, na gestão de José Serra no governo paulista.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Versão Sertão de Itaparica

23/06


2017

Fábrica: empresários do RS visitam Serra

Serra Talhada

Foto: Assessoria Renner, para o Farol

Farol de Notícias - Giovanni Sá

Na tarde dessa quarta-feira (21), o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Marcos Oliveira, teve uma reunião a portas fechadas com o empresário gaúcho Ademir Renner que contou com a participação do secretário de Governo Faeca Melo e com um dos sócios do empreendimento.

Os empresários vieram observar de perto o potencial econômico da capital do xaxado e ver as potencialidades do município. Caso seja instalada, a indústria pode gera cerca de 2 mil empregos a medida que a linha de produção cresça.

“Nós tivemos uma primeira reunião com os empresário do Rio Grande do Sul que pretendem implantar uma indústria aqui em Serra Talhada. Nesse primeiro momento foi apenas uma conversa para alinhar algumas questões e a contrapartida que o governo municipal poderá dar para a vinda desta empresa”, disse Marcos Oliveira, em conversa com o FAROL, arrematando:

“Dentro de 10 ou 15 dias teremos uma segunda reunião para confirmar ainda mais essa conquista para Serra Talhada e estamos avançando. Foi uma conversa muito positiva”, reforçou o secretário.

O projeto de instalação da indústria vem sendo trabalhado pessoalmente pelo prefeito Luciano Duque, desde o início do ano passado.

“Por enquanto são conversas e não queremos criar expectativas. Mas estamos trabalhando para Serra Talhada ganhar esta indústria. Mas faço questão de frisar que este projeto tem o esforço importante do prefeito Luciano Duque”, disse Oliveira.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


23/06


2017

Barracas de fogos são interditadas no Grande Recife

Cabo de Santo Agostinho

Bombeiros interditam barracas de fogos de artifício no Grande Recife. Fiscalização realizada nesta quinta-feira (22), no Cabo de Santo Agostinho, constatou que os estabelecimentos funcionavam com irregularidades.

Do G1 - PE

 

Qutro barracas de fogos de artifício localizadas no Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife, foram interditadas nesta quinta-feira (22) pelo Corpo de Bombeiros. Os estabelecimentos funcionavam sem licenças do órgão e da prefeitura e apresentavam irregularidades técnicas, segundo a corporação.

Localizadas na área central do município e no bairro de Ponte dos Carvalhos, as barracas já haviam sido notificadas nesta penúltima semana de junho, durante uma fiscalização do Corpo de Bombeiros em parceria com a Gerência de Fiscalização de Controle Urbano do Cabo de Santo Agostinho. Em duas delas, no Centro da cidade, a instalação da fiação elétrica não correspondia às exigências de segurança.

Ainda de acordo com o Corpo de Bombeiros, os barraqueiros também não possuíam nota fiscal de compra dos produtos nem a documentação necessária para funcionar. Em Ponte dos Carvalhos, o estabelecimento vistoriado não tinha licença de funcionamento dos órgãos municipal e estadual.

Acidente

Na quarta (20), uma barraca de fogos explodiu em Petrolina, no Sertão pernambucano. Pelo menos cinco pessoas, entre elas o proprietário, estavam dentro do local quando o espaço começou a pegar fogo, mas conseguiram sair a tempo.

As cinco barracas de fogos montadas na Avenida das Nações, local em que ocorreu o acidente, possuem autorização do Corpo de Bombeiros para funcionamento. A explosão ocorreu em apenas uma e as demais não foram atingidas


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Petrolina | Sao Joao

23/06


2017

Roberto Freire: fundo eleitoral é infame

Do Blog Diário do Poder

 

Em nota divulgada nesta quinta-feira, 22, o presidente do PPS, deputado Roberto Freire (SP), criticou o acordo de presidentes de sete partidos para tentar aprovar, a toque de caixa, a criação de um fundo de R$3,5 bilhões para bancar a campanha eleitoral de 2018.

"O PPS não foi chamado e se tivesse participado teria se posicionado contra essa reforma. Elas (propostas) não ajudam no encaminhamento de soluções para a crise da representatividade política. Ao contrário, todas essas propostas visam a sobrevivência e a garantia da atual estrutura dos grandes partidos", afirmou o parlamentar.

Dirigentes do PMDB, PSDB, DEM, PSB, PP, PR e PSD fecharam um acordo para acelerar a votação e aprovar até setembro o fundo que financiará as campanhas eleitorais a partir de 2018. Com uma estimativa inicial de R$ 3,5 bilhões, o fundo terá como parâmetro 50% dos gastos das campanhas de 2014 para presidente da República, governador, senador e deputados.

Na nota, Freire acusa os grandes partidos de serem os responsáveis pelo "desmantelo e corrupção" no País nos últimos anos. "Basta ver que a cláusula de desempenho, a manutenção da estrutura do fundo partidário e do tempo de televisão beneficiam apenas esses partidos. Como se os responsáveis fossem os pequenos partidos, quando grande parte deles são meros coadjuvantes e profundamente irrelevantes nesse processo de corrupção que o Brasil vem enfrentando e combatendo", afirmou.

Fora do acordo

A nova proposta, que já está sendo elaborada pelo presidente do PMDB e líder do governo no Senado, Romero Jucá (RR), deverá ser apresentada na próxima semana e votada em caráter de urgência na Casa.

O entendimento dos dirigentes partidários é de que o Senado teria mais facilidade para costurar um acordo pela aprovação do texto. A Câmara, que já tem em andamento duas comissões que tratam de temas correlatos da Reforma Política, analisaria o texto em seguida.

O relator da comissão na Câmara que discute sistema eleitoral e financiamento de campanhas, o petista Vicente Cândido (SP), disse que ficou de fora do acordo por discordar das mudanças articuladas por Romero Jucá. Cândido contou que não foi procurado por integrantes do governo para discutir as propostas em curso no Senado já que seu relatório propõe regras de distribuição do fundo eleitoral baseadas nos cargos em disputa e não no tamanho das bancadas ou legendas partidárias.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Flamac - 2

23/06


2017

Petrolina: barraca de fogos é embargada

Secretaria embarga nova barraca de fogos de artifício construída no mesmo local da que explodiu

Do Blog do Carlos Britto

 

A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (SEDURBS) de Petrolina informou que a barraca de fogos de artifício construída no mesmo local de onde foi registrado uma explosão na última segunda-feira (20), não possui licença de funcionamento.

Em nota da assessoria de comunicação, o órgão municipal ressaltou que uma equipe da Diretoria de Disciplinamento Urbano e Atividades Licenciadas foi enviada ao local ainda nesta quinta (22) e embargou a construção. “O proprietário foi autuado em flagrante para que a obra fosse suspensa imediatamente”, destacou a SEDURBS.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banner - Hapvida

23/06


2017

Período sabático: petistas discutem saída de Lula do país

 Do Blog Diário do Poder

 

A iminente sentença do juiz Sérgio Moro, numa das ações em que Lula é acusado de corrupção, levou próceres petistas a retomarem a discussão sobre alternativas de fuga do País. Fonte ligada à cúpula do PT confirmou as discussões, mas nega ser uma “fuga”, e sim “período sabático” em outro país. Uma das opções do ex-presidente seria o Uruguai, cujo governo lhe teria oferecido asilo, em caráter reservado. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Um filho de Lula, Luiz Cláudio, réu por corrupção, chegou a se mudar para o Uruguai em 2016, sob a proteção do governo.

As opções para o “período sabático” se limitam a países governados por aliados de Lula, e com forte controle sobre o sistema judicial.

O cuidado dos lulistas que defendem o “exílio” é que o país anfitrião não atenda eventuais pedidos de extradição da Justiça brasileira.

Entre os países listados para o “período sabático” de Lula estão, além do Uruguai, Bolívia, Venezuela, Equador e Nicarágua.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

ArcoVerde

23/06


2017

Janot terá 5 dias para denunciar Temer

Folha de S. Paulo 

 Por Letícia Casado e Reynaldo Turollo JR

 

A PGR (Procuradoria-Geral da República) informou que já recebeu o inquérito que apura condutas do presidente Michel Temer, delatado por executivos da JBS.

Com isso, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, tem até terça (27) para oferecer denúncia ou arquivar a investigação contra o presidente.

A legislação prevê prazo de cinco dias para o Ministério Público apresentar a acusação depois de ser intimado sobre a conclusão da investigação policial em caso de investigado preso.

Nesta quinta (22), o ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal), enviou cópia dos autos da investigação para Rodrigo Janot, procurador-geral da República.

A PGR pode fatiar a denúncia contra Temer em duas partes, sendo a primeira sem a acusação de obstrução à Justiça, que ficaria para depois da conclusão da perícia.

No pedido de abertura de inquérito, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirmou que o presidente deu anuência para a compra de silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha e seu operador Lucio Funaro, ambos presos.

A gravação, também usada como base para a interpretação de Janot, porém, não havia passado por perícia da PF, que agora já identificou trechos que antes estavam inaudíveis, segundo a Folha apurou.

Fachin não decidiu sobre prorrogação de prazo pedida pela Polícia Federal para apresentar o relatório final.

Os investigadores ainda esperam a conclusão da perícia no áudio gravado secretamente por Joesley Batista, um dos donos da JBS.

Fachin disse à PF para, quando o laudo for concluído, acrescentar o material aos autos.

"Oficie-se, outrossim, à autoridade policial para que remeta suas conclusões finais, juntamente com os laudos periciais faltantes, a este Supremo Tribunal Federal tão logo ultimados, a fim de que sejam juntados aos autos", escreveu o ministro.

Janot pode oferecer denúncia sem o laudo final da PF.

A PGR pode fatiar a denúncia contra Temer em duas partes, sendo a primeira sem a acusação de obstrução à Justiça, que ficaria para depois da conclusão da perícia. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Supranor 1

23/06


2017

Fabricante falha e não entrega antenas do satélite

Do Blog Diário do Poder

 

O governo deve amargar prejuízo de cerca de R$200 milhões ao mês com o atraso na operação do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicação, lançado em maio e que custou R$2,8 bilhões. O objetivo é garantir internet banda larga mais rápida e mais barata. Já está em órbita, deveria entrar em operação até o fim do ano, mas as antenas gigantes, a serem instaladas em 5 capitais, conectando o satélite ao Brasil, não ficarão prontas a tempo. A Telebrás não explica o porquê. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

As antenas foram encomendadas à Gilat do Brasil, que na verdade é israelense. Esta terceirizou à China a fabricação das antenas.

Delegação da Telebrás foi à China, há dias, para checar como está a produção das antenas. Mas os brasileiros não tiveram acesso ao local.

A Telebrás diz que isso é coisa o diretor técnico Jarbas Valente, muito compreensivo com o atraso da Gilat. Valente não retornou as ligações.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Garanhuns 14/06/17

22/06


2017

Defesa de Temer vai questionar decisão sobre delações

Delações da JBS

Mariz diz que vai questionar entendimento do STF sobre delação da JBS. Advogado do presidente Michel Temer em inquérito que envolve a JBS afirma que irá contestar benefícios a Joesley após eventual denúncia.

O Estado de S.Paulo - Daniel Waterman

 

O criminalista Antonio Cláudio Mariz de Oliveira, advogado do presidente Michel Temer (PMDB) no inquérito que envolve as delações da JBS, afirmou nesta quinta-feira, 22, que a defesa vai questionar decisão a ser estabelecida pelo Supremo Tribunal Federal (STF) de validar as delações dos irmãos Joesley e Wesley Batista, da JBS.

O plenário do Tribunal interrompeu nesta quinta segunda sessão de julgamento sobre o assunto para retomar o debate na próxima quarta-feira, 28, com placar de sete dos 11 votos favoráveis à atuação do relator na homologação dos acordos e à permanência do ministro Edson Fachin na relatoria da delação da JBS.

"Não tenha dúvida que vamos questionar essa decisão", disse Mariz, ao chegar para um debate na Casa do Saber, em São Paulo. Ele afirmou que não se surpreendeu com a manutenção de Fachin como relator dos processos que envolvem o presidente da República, mas com a formação de maioria para manter a validade da delação da JBS.

O advogado informou que a defesa irá questionar os benefícios concedidos a Joesley, entre eles o perdão judicial, nas alegações que fará após a eventual denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR). "Se a Câmara autorizar o processo, faremos uma defesa preliminar e nessa defesa vamos fazer nossas contestações", disse o advogado. Mariz afirmou que o Ministério Público deu um benefício ilegal a Joesley. "O benefício dado foi a impunidade", criticou. "Eu sou contra prisão (de Joesley). Mas eu considero que ele deveria estar sendo processado", acrescentou.

O criminalista criticou, durante o debate, o Supremo por ter "lavado as mãos" diante da situação. "Me espanta que o Supremo tenha lavado as mãos permitindo isso", disse. Ele apontou ainda que o julgamento desta quinta mostrou que o Ministério Público "está recebendo poderes que não lhe são naturais." O advogado voltou a falar que, com as delações da JBS, está se abrindo "um estado de anomia social" no País.

Mariz também afirmou que é possível que o "preço pago" por Joesley para fechar o acordo com o Ministério Público Federal foi entregar o presidente. "É possível que o preço pago tenha sido esse. Parece que houve uma primeira tentativa, para aceitar a delação desse cidadão Joesley, e não se aceitou no início das conversas. Quando ele surge com uma fita gravada com o presidente, passam então a elaborar um acordo de delação dando as benesses à revelia da lei", disse o advogado.

Queixa-crime. Assim como já falou o presidente Temer, Mariz afirmou que a defesa vai recorrer também da decisão do juiz Marcos Vinícius Reis, da 12.ª Vara Federal de Brasília, que rejeitou a queixa-crime contra o empresário Joesley Batista. O advogado de Temer nesse processo contra o delator é Renato Oliveira Ramos. Mariz criticou a decisão do juiz e afirmou que, se o Judiciário não interferir nesse tipo de pedido, "vamos voltar a um tempo de duelo. Se eu for ofendido, eu vou marcar um duelo com quem me ofendeu". Joesley, em entrevista à revista Época, afirmou que Temer é "chefe de Orcrim (organização criminosa) na Câmara".


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Mobi Brasil 4

22/06


2017

Compesa: Afogados ficará sem água nos dias 28 e 29

Afogados da Ingazeira 

Do Blog do Nill Junior

 

Em nota, Compesa comunica a população de Afogados da Ingazeira, sobre paradas no abastecimento de água em alguns bairros nos dias 28 e 29 de junho. Leia o comunicado:

COMUNICADO

A Companhia Pernambucana de Saneamento –COMPESA– comunica a população em geral, que o abastecimento do bairro Padre Pedro Pereira de Afogados da Ingazeira sofrerá uma parada no dia 28 de Junho (das 09h ás 14h) para lavagem do poço de sucção de água tratada e do reservatório de água tratada. No dia 29 o abastecimento será suspenso nos bairros: Centro, São Sebastião, São Francisco e Costa (das 09h ás 14h) para lavagem do reservatório de água tratada.

Assim que o serviço for concluído voltaremos a comunicar.

Atenciosamente,

Eduardo José de Brito

Coordenador De Produção – GNR Alto Pajeú

Afogados da Ingazeira, 22 de Junho de 2017.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Asfaltos

22/06


2017

Refinaria: obras serão retomadas nas próximas semanas

Refinaria Abreu e Lima

Obras da Refinaria serão retomadas nas próximas semanas, anuncia Petrobras. Empresa foi contratada para concluir as obras das Unidades de Tratamento de Águas Ácidas e de Tratamento com Metildietanolamina

 Em Suape, Refinaria foi concebida para ser uma das mais modernas do País Foto: Arthur Mota

Do Portal Folha PE

 

As obras da Refinaria Abreu e Lima (RNEST), em Suape, na Região Metropolitana do Recife, devem ser parcialmente retomadas. A informação foi anunciada nesta quinta-feira (22) pela Petrobras e a carteira de enxofre da Refinaria é o alvo. A RNEST está em operação desde 2014, mas algumas obras estão paradas há três anos. 

De acordo com o anúncio, as obras da Unidade de Tratamento de Águas Ácidas (UTAA) e Unidade de Tratamento com Metildietanolamina (MDEA), e suas interligações, serão retomadas já nas próximas semanas. A empresa contratada foi o Consórcio Conenge SC/ Possebon. 

A Unidade de Tratamento de Águas Ácidas e a de Tratamento com Metildietanolamina são responsáveis pelo tratamento dos líquidos e dos gases que sobram no processo de produzir combustíveis com baixo teor de poluentes, como o Diesel S-10 (diesel que tem até 10 partes por milhão de enxofre). A MDEA, especificamente, irá produzir ácido sulfúrico, que pode ser usado na produção de fertilizantes e no processamento de minérios.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Bm4 Marketing 2

22/06


2017

Fundo terá dispositivo para barrar autofinanciamento

Novo Fundo Eleitoral

Na prática, o teto de doações evitará que candidatos ricos banquem a própria campanha sem depender do dinheiro enviado pelos partidos

Por: Agência Estado

A proposta acertada entre presidentes de sete partidos que cria um fundo eleitoral específico para bancar campanhas terá um limitador para o chamado autofinanciamento. De acordo com o líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), cada candidato poderá doar a si próprio até 30% do limite de arrecadação.

Na prática, o teto de doações evitará que candidatos ricos banquem a própria campanha sem depender do dinheiro enviado pelos partidos. Atualmente este limite não existe, o que permitiu que muitos empresários conseguissem se eleger em 2016 com recursos próprios.

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), por exemplo, doou a si mesmo R$ 4,4 milhões, o que representou 35% dos R$ 12,4 milhões arrecadados pela sua campanha. Em Belo Horizonte, o prefeito Alexandre Kalil (PHS) foi responsável por 62,7% dos R$ 3,5 milhões usados para se eleger. O exemplo mais emblemático, porém, é o de Betim, cidade nos arredores da capital mineira, em que o candidato vitorioso, Vittorio Medioli (PHS), bancou 99,9% dos R$ 4,5 milhões arrecadados na sua campanha com recursos próprios. 

Na proposta, acertada na noite de quarta-feira, 21, no gabinete do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) e que será apresentada na semana que vem, também constará um limite de gastos para as campanhas presidenciais, de governadores, de senadores e de deputados. O teto será de 70% da campanha mais cara em 2014. Ou seja, pela regra, um candidato a presidente em 2018 não poderá gastar mais do que R$ 222,6 milhões, 70% dos R$ 318 milhões gastos pela campanha que reelegeu Dilma Rousseff, a mais cara da disputa.

O total previsto para o fundo será de R$ 3,5 bilhões, que seria alimentado com recursos previstos no Orçamento, doações de pessoas físicas e 10% do valor destinado a emendas parlamentares em anos eleitorais.

Jucá disse que se reunirá com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), na semana que vem, para discutir a melhor forma de criar o novo fundo, batizado de Fundo Constitucional Eleitoral. Segundo o líder do governo no Senado, a criação do fundo será por meio de proposta de emenda constitucional (PEC). A discussão, porém, é se será formatada uma nova PEC especificamente para este fim ou se incluída como emenda em algumas das propostas de reforma política já em tramitação na Câmara. O detalhamento das regras, porém, deve ser apresentado em projeto de lei. 

Críticas

O relator da proposta que trata do financiamento de campanha na Câmara, deputado federal Vicente Cândido (PT-SP), criticou o acordo fechado pelos presidentes das sete legendas, que não incluiu o PT. "Acho um erro gravíssimo não incluir todas as bancadas nesta discussão. Não adianta eles acertarem lá. Desse jeito não vai passar", afirmou o petista. Além de PMDB e PSDB, participaram do encontro que tratou do assunto dirigentes do DEM PSB, PP, PR e PSD.

Em nota, o presidente do PPS, deputado Roberto Freire (SP), também criticou o acordo. "O PPS não foi chamado e se tivesse participado teria se posicionado contra essa reforma. Elas (propostas) não ajudam no encaminhamento de soluções para a crise da representatividade política. Ao contrário, todas essas propostas visam a sobrevivência e a garantia da atual estrutura dos grandes partidos", afirmou o parlamentar.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


22/06


2017

Paulo recebe prefeitos para discutir Operação Prontidão

A partir da próxima semana, o governador Paulo Câmara começará a receber os prefeitos dos municípios que foram acometidos pelas fortes chuvas do último mês para ouvir as demandas específicas de cada cidade e planejar, conjuntamente, as medidas a serem tomadas a partir do que for apresentado. O anúncio foi feito durante reunião com os coordenadores dos escritórios instalados nas cidades afetadas, realizada nesta quinta-feira (22.06), no Palácio do Campo das Princesas. O chefe do Executivo estadual também solicitou que cada coordenador realizasse um relatório detalhando a situação atual de cada município para embasar o planejamento da segunda etapa da Operação Prontidão.

“O governador Paulo Câmara solicitou um relatório pormenorizado de cada cidade, pois ele irá receber os prefeitos de cada município para ouvir as demandas diante das enchentes ocorridas. Além disso, esses encontros funcionarão como um canal de demandas para o Governo Federal”, explicou o coordenador do Gabinete de Crise Central e secretário de Planejamento e Gestão, Márcio Stefanni.

O gestor estadual destacou que investimentos em obras de infraestrutura - como reconstrução de rodovias, pontes danificadas e passagens molhadas - serão prioridade para o Governo de Pernambuco. “É necessário devolver a infraestrutura das cidades, pois a recuperação desses equipamentos permitirá o escoamento da produção econômica das regiões”, justificou. Para que as obras de infraestrutura sejam realizadas da forma mais célere possível, Stefanni registrou que, na próxima segunda-feira, será aberta a conta do Fundo Especial de Amparo aos Municípios Atingidos pelas Chuvas - FAMAC. O instrumento foi criado por meio de Lei aprovada pela Assembleia Legislativa e sancionada, ontem, pelo governador Paulo Câmara.

“Recebemos solicitações e ofertas em recursos financeiros, mas o Governo do Estado não pode receber dinheiro na sua conta única de forma voluntária. Por isso, sancionamos a lei para constituir o Fundo, e a conta deve ser aberta na próxima segunda-feira, quando faremos anúncio para receber doações, que serão direcionadas para obras de reconstrução”, esclareceu, detalhando que os recursos, que serão geridos pela Secretaria Especial da Casa Militar, seguirão o rito de despesas públicas. “Pretendemos deixar a Mata Sul de 2018 melhor do que a de 2017, assim como encontramos a de hoje melhor do que a de ontem”, frisou.

Stefanni também reforçou que o Governo de Pernambuco está com as atenções voltadas para os municípios impactados pelas enchentes, mas que as outras regiões não foram esquecidas. “Temos que lembrar que todo o Agreste pernambucano foi atingido por sete anos de seca. Então, os recursos estaduais também devem ser aplicados no atendimento desses pernambucanos, sem deixar de dar atenção aos que sofreram com as chuvas na Mata Sul”, concluiu.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


22/06


2017

Vasco da Gama recebe unidade de saúde requalificada

O Alto do Eucalipto, localizado no bairro Vasco da Gama, comemorou, na tarde de hoje, a entrega da Unidade de Saúde da Família – USF Ednaldo Paes Vasconcelos totalmente requalificada. O prefeito Geraldo Julio compareceu à comunidade para realizar a entrega do equipamento que foi reformado com investimentos municipais e do Ministério da Saúde e deve beneficiar mais de sete mil usuários cadastrados. A reforma da unidade aconteceu dentro do Programa de Requalificação da Secretaria de Saúde do Recife que reformou, nos últimos quatro anos, mais de 160 unidades da Rede de Saúde Municipal com investimentos que ultrapassam os R$ 30 milhões.

"Essa foi uma reforma completa, com um investimento da ordem de R$ 198,5 mil. Com essa requalificação ampliamos o número de unidades que vão atender aos cidadãos recifenses, chegando a um número mais de 160 unidades, pensando numa melhor qualidade de atendimento, humanizado,

A ampliação e requalificação do local teve o projeto adequado às normas vigentes do Ministério da Saúde, passando por mudanças de acessibilidade, da coberta, na calha de drenagem, instalações elétricas e hidráulicas, revestimento das paredes e esquadrias das portas.  Uma nova mobília também foi instalada na unidade, bem como aparelhos de ar condicionados.

A unidade recebeu reforço no atendimento de Saúde Bucal, passando de uma para duas equipes. Os novos consultórios odontológicos da USF foram equipados com duas cadeiras odontológicas, seladora, autoclave, amalgamador, mochos, entre outros instrumentos. A unidade oferece ainda serviços como: atendimento médico, de enfermagem e odontológico. Além disso, no local, a população pode contar com pré-natal, puericultura, coleta de exames, vacinas, curativos, pequenos procedimentos como retirada de pontos e atendimento de pequenas urgências (como picos hipertensivos). No local também há atividades educativas de promoção da saúde. As equipes ainda realizam ações de promoção à saúde na comunidade e fazem visitas

O secretário de saúde Jailson Correia também comentou sobre a unidade que agora passa a contar com uma melhor estrutura de atendimento e possibilita melhores condições de trabalho para os profissionais. "Aqui temos duas equipes de Saúde da Família, cada uma com médico, enfermeiro e técnico de enfermagem. Também temos o serviço de saúde bucal, passando de uma para duas equipes", afirmou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


22/06


2017

PP lança pré-candidato à Alepe em Ibimirim

O deputado federal e presidente do Partido Progressista em Pernambuco, Eduardo da Fonte, visitou, hoje, a cidade de Ibimirim e o Açude de Poço da Cruz, no Sertão do estado. Ao lado do prefeito da cidade, Adauto Bodegão (PP), e com o deputado estadual Claudiano Martins, Eduardo anunciou a pré-candidatura do vereador de Pesqueira Bal De Mimoso a deputado estadual na Casa Joaquim Nabuco. Bal De Mimoso, que é filho do saudoso Luciano Leite, eleito vereador da cidade por cinco vezes, soma-se ao um grupo que o PP vem reunindo de pré-candidatos que possuem musculatura para ocupar vagas na Alepe nas eleições de 2018.

"Bal De Mimoso é um jovem talentoso, uma grande liderança do PP que atua na região de Pesqueira e já está no seu segundo mandato. Na Assembleia Legislativa, ele irá ampliar ainda mais o trabalho que desempenha a favor do povo da região", ressaltou Eduardo da Fonte. Atualmente, o Partido Progressista possui seis parlamentares e é a segunda maior bancada da Casa.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


22/06


2017

Fachin envia inquérito de Temer a Janot

Do G1

O ministro Luiz Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), enviou a investigação sobre o presidente Michel Temer ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Quando o inquérito chegar à PGR, começará a contar o prazo de cinco dias previsto em lei para Janot decidir se apresenta denúncia contra Temer ou arquiva o caso.

A investigação foi autorizada para apurar se Temer e o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) cometeram os crimes de corrupção passiva, obstrução de Justiça e participação em organização criminosa.

A Polícia Federal já concluiu, em relatório parcial, que há evidências de que Temer cometeu o crime de corrupção passiva.

O inquérito é baseado na delação de executivos da JBS, segundo os quais Rocha Loures recebeu propina para que o governo favorecesse o grupo junto ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Os delatores também entregaram a gravação de uma conversa de Joesley Batista com Temer.

Desde que as delações da JBS se tornaram conhecidas, o presidente tem divulgado notas à imprensa, concedido entrevistas e feito pronunciamentos para rebater as acusações. Temer tem dito que não atuou para beneficiar a empresa junto ao governo, não teme delações e não renunciará à Presidência.

Segundo o Ministério Público Federal, Temer deu "anuência" para o repasse de dinheiro, pela JBS, a Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para que o deputado cassado não feche acordo de delação premiada.

Ainda de acordo com o MPF, o presidente e o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) atuaram em conjunto para barrar as investigações da Lava Jato.

O inquérito

A Polícia Federal ainda não concluiu todas as investigações sobre o caso, especialmente na realização de perícia da gravação de uma conversa entre Temer e um dos donos da JBS, Joesley Batista, em março.

Nela, a PGR analisa se o presidente cometeu obstrução de Justiça ao supostamente avalizar pagamento de propina por parte do empresário ao ex-deputado Eduardo Cunha, para que fique em silêncio e não faça delação premiada.

No despacho assinado hoje, Fachin determinou que essas investigações sejam remetidas pelo STF à PGR assim que a PF concluir o trabalho.

O envio do material à PGR não interfere no prazo do órgão para denunciar ou não o presidente. O período de cinco dias é definido em lei quando há investigado preso, situação de Rocha Loures.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores