Seca no Norte reduz atividade econômica e pode impactar a inflação

Do Poder360

A seca no Norte deve impactar a atividade econômica nacional e pode aumentar a inflação do país. Em caso de maior gravidade das estiagens, o fenômeno climático, El Ñino, que intensifica a estiagem dos rios, deverá impactar na agricultura e pecuária no fim de 2023 e 2024.

Há preocupações com as produções agrícolas para 2024. O principal problema será a quebra de safra – quando há uma grande frustração do que estava previsto na produtividade de uma cultura. Em conversa com o Poder360, o coordenador da Comissão de Logística do CIEAM (Centro da Indústria do Estado do Amazonas), Augusto César Rocha, disse que há sempre uma quebra anual de safra, mas que deverá ser mais forte em culturas temporárias como de milho, arroz e feijão. 

Dessa forma, os produtos mais impactados pela estiagem e quebra de safra seriam os principais componentes da cesta básica. A produção e menor oferta deverá encarecer os alimentos e o aumento da inflação teria um forte peso para a população de baixa renda.

Rocha disse que a Zona Franca de Manaus tem papel relevante na economia nacional, com a produção de eletrodomésticos, como televisores, micro-ondas, ar-condicionado, lavadoras, telefones, motocicletas etc.

O transporte de produtos está impactado pelos níveis reduzidos do rio Amazonas. As embarcações não viajam com total capacidade, o que limita o trânsito de mercadorias. O governo do Amazonas já decretou situação de emergência em razão da seca. São 17 municípios amazonenses em alerta por causa da estiagem.

“Somos muito afetados por este deficit secular de infraestrutura. Clamamos há anos pela redução do abismo que existe em relação à infraestrutura de transportes. Precisamos de apoio para as grandes obras e as pequenas obras, que não acontecem na região”, afirmou Rocha.

Segundo o coordenador, o trânsito de navios com cargas reduzidas prejudica tudo e todos nos trechos mais críticos: “É um custo Amazônia que se sobrepõe ao já expressivo custo Brasil”.

El niño

A seca intensa e prolongada também tem relação com o El Niño.

Durante o fenômeno climático, chove com intensidade e frequência no meio do Oceano Pacífico. Nessas chuvas, o ar quente e seco continua circulando, porém, desce no norte da América do Sul e dificulta a formação de nuvens carregadas e de chuvas nas regiões Norte e Nordeste do Brasil.

As previsões indicam grande probabilidade da incidência do El Niño se manter até, pelo menos, o fim de 2023. A seca também pode agravar no Nordeste.

O economista José Farias, da Sudene (Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste), disse que, como as termelétricas são mais caras, haveria um custo maior de produção às empresas. No entanto, como os Estados impactados têm pouco peso no consumo nacional de energia, ele afirmou que seria “facilmente incorporado e com pouco impacto na tarifa geral”. Ou seja, o impacto inflacionário seria limitado.

Sobre o impacto da seca no Nordeste, Farias declarou que haveria um efeito negativo na produção agropecuária: “Há uns 50 a 60 municípios que são impactados fortemente, com 500 mil pessoas sofrendo com a seca. Ainda não há uma estimativa de quebra de sagra, […] mas deve haver em geral em 30% e 50%. Em alguns lugares, onde a seca é mais severa, deve perder 80% da safra”.

Entenda a crise

A crise hídrica na Amazônia já é considerada a pior dos últimos 43 anos na região, segundo o Cemaden (Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais). Desde 1980, a estação menos chuvosa na Amazônia não tinha índices tão agudos de deficit de chuva.

No trimestre de julho a setembro, os índices de precipitação ficaram abaixo da média histórica em praticamente toda a região. Os Estados mais afetados são Amazonas, Acre, Roraima, Amapá, Rondônia e Pará. Parte do Tocantins também sofrem efeitos da seca, assim como regiões do Piauí e Bahia.

A temporada de maio a outubro é tradicionalmente mais seca na região Norte. Em 2023, porém, a estação menos chuvosa foi mais grave que o normal. Isso foi provocado pela junção de 2 fenômenos climáticos: o El Niño e o aquecimento da porção norte do oceano Atlântico.

Segundo Marília do Nascimento, pesquisadora e meteorologista do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), as temperaturas acima da média no Oceano Pacífico nos últimos 3 meses indicam uma intensidade moderada do El Niño, que tradicionalmente provoca seca no Norte brasileiro e leva chuvas intensas para a região Sul.

A especialista diz que a seca na região em 2023 foi intensificada pelas altas temperaturas no Oceano Atlântico Norte. Ela afirma que o Norte teve chuvas muito abaixo da média de julho a agosto deste ano, mesmo em comparação a outras secas históricas na região amazônica, como em 2005, 2010 e 2015.

Veja outras postagens

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) começa a julgar, hoje, as propostas de regras que serão aplicadas nas eleições municipais de 2024.

São 12 sugestões de resolução que trazem regulamentação para temas como propaganda eleitoral, preparação para a votação, uso de recursos do fundo eleitoral, prestação de contas dos candidatos e fiscalização destes recursos.

Uma das questões que deve ser enfrentada pela Corte Eleitoral é o tratamento a ser dado ao uso de inteligência artificial na campanha eleitoral.

Além disso, outras regras que foram aplicadas na eleição passada – como a proibição do transporte de armas e munições nas 24 horas anteriores e posteriores à votação – também deverão constar do pacote.

A relatora dos processos é a ministra Cármen Lúcia, que presidirá o TSE nas eleições deste ano. Se não concluírem a votação na terça, os ministros retomam o tema na sessão da quinta-feira (29).

As resoluções que serão analisadas pelos ministros passaram por audiências públicas. Foram apresentadas 945 sugestões de aprimoramento dos textos por partidos políticos, advogados, comunidade acadêmica, associações e integrantes da sociedade civil.

Pela Constituição, o TSE tem a competência de regulamentar, ou seja, de detalhar regras aplicáveis às eleições.

Na prática, o que a Corte Eleitoral faz é detalhar o que já está na lei eleitoral aprovada pelo Congresso. Pela Lei de Eleições, esse trabalho deve estar concluído até o dia 5 de março do ano da eleição.

Por Magno Martins – exclusivo para a Folha de Pernambuco

Enfim, a Confederação Nacional dos Municípios, entidade que congrega em Brasília todos os prefeitos, terá uma eleição sem chapa consensual. Presidente da entidade há mais de 20 anos, Paulo Ziulkoski vai bater chapa com Julvan Lacerda, atual presidente da Associação Municipalista de Minas Gerais.

Na última sexta-feira, a Comissão Eleitoral da CNM para o pleito 2024-2027 homologou a nominata das duas chapas que se inscreveram para concorrer às eleições para escolha dos integrantes do Conselho Diretor, do Conselho Fiscal e do Conselho de Representantes Regionais da entidade. A homologação consta da Resolução 15/2024.

A inscrição das chapas ocorreu no dia 20 de fevereiro. Os documentos foram lacrados, checados pela equipe técnica da CNM e validados pela Comissão Eleitoral. Durante todo o processo, integrantes da Comissão e fiscais das duas chapas acompanharam a checagem. As chapas homologadas foram: Chapa 01 – CNM Independente, tem como candidato à presidência Paulo Ziulkoski. Chapa 02 – CNM com Renovação, tem como candidato à presidência Julvan Lacerda.

O pleito está marcado para a próxima sexta-feira e será realizado por meio de votação eletrônica, pelo site www.eleicoescnm2024.com.br. Há um século no poder, Ziulkoski queria, na verdade, uma chapa única, com ele na cabeça, para se perpetuar no poder. Mas grande parte dos prefeitos se rebelou e encontrou em Julvan uma alternativa para encerrar o ciclo do atual presidente no comando da entidade.

Mas o candidato da oposição é acusado pelos aliados de Ziulkoski de se eleito, transformar a CNM numa extensão do Palácio do Planalto, num alinhamento automático ao Governo Lula. Tudo porque o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, conterrâneo e padrinho do candidato da oposição, deu a entender que a entidade seria mais próxima do Governo numa recente entrevista.

Isso fez com que Ziulkoski adotasse a política de reforçar de que sempre conduziu a CNM de forma independente e apartidária, sem permitir qualquer vínculo com o Governo. Isso pode ajudá-lo a conquistar mais um mandato, segundo prefeitos alinhados à sua candidatura.

Jaboatão dos Guararapes - Dengue 2024

Hoje, o tempo do verbo é saudade. Parece ter sido ontem quando fui acordado com a notícia da morte da minha mãe Margarida Martins, minha amada e inesquecível mãe Dó. Um infarto fulminante tirou a sua vida na madrugada de 27 de fevereiro de 2013, em Afogados da ingazeira.

Em direção à cozinha, em busca de um copo de água para tomar um comprimido de enjoo, caiu morta no sofá da sala. Mas parecia dormir o sono dos justos, tão serena foi a sua morte, conforme lembra meu irmão Marcelo, que, surpreso com a cena, olhando na direção dela, perguntou: mamãe, o que a senhora está fazendo aí? Vá para o seu quarto!”

Marcelo deu o último abraço, pouco depois do último suspiro dela. Uma cena para levar na mente, no coração e na alma para o resto da vida. O tempo voa: 11 anos de saudade. O tempo é um furacão. Sai arrastando tudo: as alegrias, as dores, os sorrisos, as lágrimas. Até as lembranças. O tempo se encarrega também de eternizar a saudade.

A saudade é o que faz as coisas pararem no tempo, segundo o poetizar de Mário Quintana. A saudade é como o vento diante do fogo: apaga o pequeno, inflama o grande. Sinto saudades de quem não me despedi direito, das coisas que deixei passar, de quem não tive, mas quis muito ter. Não me despedi direito de minha mãe Dó.

Mas, ao seu lado, vivi uma despedida sem saber: o passeio que me pediu em Garanhuns, cidade que viveu sua pré-adolescência. A levei no relógio das flores, no parque Euclides Dourado, no parque do Pau Pombo, andei de mãos dadas com ela pelas ruas do centro e fomos bater no colégio Diocesano, onde estudou.

Que passeio lindo, emocionante e inesquecível! Eu, ela, papai Gastão e minha irmã Ana. Cora Coralina, a poetisa das montanhas de Goiás, dizia que a humanidade se renova no ventre da mãe. “Tens o dom divino de ser mãe. Em ti está presente a humanidade”, recitou Cora.

Mário Quintana disse que mãe são apenas três letrinhas, que nelas cabem o infinito. Que mágico e lindo! Mãe Dó foi uma mãe que na vida cantou o amor. Uma luz que teve nos olhos um brilho incessante.

Se andou chorando num sorriso, teve o mundo sem ter nada. Foi a força de um coração que só bateu para amar, que nos acalmou num simples toque de mão. A força da proteção, do abraço bem quente, amor puro e profundo.

Tudo que sou, ou ainda pretendo ser, devo a um anjo, minha mãe.

Petrolina - Bora cuidar mais

Sem o plim-plim, Túlio resiste?

Tão logo foi confirmada, ontem, a saída da jornalista e apresentadora Fátima Bernardes, da TV Globo, após 37 anos, observadores da cena política estadual passaram imediatamente a vincular o episódio com as eleições municipais. Isto porque o namorado dela, deputado federal Túlio Gadêlha (Rede), ensaia novamente uma pré-candidatura a prefeito do Recife.

Sem a amada na mídia nacional, certamente algum impacto ocorreria com a já difícil postulação do parlamentar. Isso porque a Rede Sustentabilidade compõe uma federação partidária com o PSOL, que possui maioria no diretório e já escolheu que o nome a ser lançado para a Prefeitura será o da deputada estadual Dani Portela (PSOL).

Gadêlha luta nos bastidores para reverter a decisão, tendo, inclusive, marcando um ato político com a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, líder nacional da Rede, para o próximo sábado, no Recife, com a intenção de dar o start da sua pré-campanha na capital pernambucana.

No entanto, a chance de reverter o quadro é ínfima, o que seria um segundo revés às suas pretensões. Há quatro anos, Túlio chorou quando sua candidatura foi negada pelo presidente nacional do PDT, o hoje ministro Carlos Lupi. Na época, era um deputado de primeiro mandato, que havia chegado ao Congresso Nacional com 75 mil votos, números constantemente atribuídos por analistas políticos, nos bastidores, ao namoro com a global.

Túlio sempre teve milhões de seguidores nas redes sociais, algo raro para políticos de Pernambuco com mais história que ele e até com cargos majoritários. Em 2022, Túlio conseguiu a façanha de quase dobrar de votação, atingindo 134 mil eleitores e deixando a candidata favorita do PSOL, Robeyonce, como suplente, apesar dos 80 mil votos.

Além disso, Túlio deseja ser o candidato do Palácio, numa federação que tem Dani Portela justamente como líder da oposição à governadora Raquel Lyra (PSDB). Pernambuco já viu movimentações políticas muito mais bem articuladas e pensadas do que se apresenta a disputa interna na federação. E agora com um trunfo a menos para o candidato, que já seria preterido.

Legitimidade – Ao ser informado que Dani Portela não abre mão da sua pré-candidatura no Recife, Gadêlha reagiu assim: “Fico surpreso, porque a federação sequer foi constituída para as eleições municipais. O Psol não pode falar pela federação. Além disso, os dois partidos (Psol e Rede) têm legitimidade para lançar suas pré-candidaturas até o período de convenção eleitoral, quando se decidirá o candidato. Espero que possamos construir métodos para discutir o projeto que nós defenderemos para a cidade e o nome também”.

O Estado que mais mata – Depois do grave episódio envolvendo a delegação do time do Fortaleza, alvo de apedrejamento e uma bomba, sem escolta policial, e as cenas de horror nos Aflitos, sábado passado, por parte de torcedores marginais após o jogo do Náutico contra o Sport, o Estado viveu o fim de semana mais violento da sua história: 53 homicídios em apenas 72 horas. Só nos dois primeiros meses do ano, mais de 600 homicídios. Raquel está perdida na guerra civil incontrolável no Estado. 

Culpa do Governo – Em nota, o Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol), afirmou que o avanço da violência em Pernambuco está diretamente relacionado à falta de investimento na Polícia Civil por parte do Governo que, mesmo diante de vários alertas feitos pelo Sindicato ao Executivo Estadual, insiste em ignorar os fatos. “O crime organizado está avançando, assassinando e ganhando território. Estamos alertando o governo há meses sobre a urgente necessidade de ampliar o número de vagas oferecidas no concurso da PCPE. Temos um déficit de mais 6 mil policiais e o governo oferece 445 vagas no certame”, disse o presidente da entidade, Áureo Cisneiros.

A felicidade de Beira-Mar – Fernandinho Beira-Mar, um dos fundadores do Comando Vermelho, relatou a seus advogados que estava “feliz” com a fuga de dois homens da Penitenciária Federal de Mossoró há 11 dias, em 14 de fevereiro. Beira-Mar também está preso em Mossoró. Beira-Mar, segundo advogados que estiveram com ele nesta semana, exaltou a façanha da fuga de Rogério da Silva Mendonça e Deibson Cabral Nascimento, que é inédita na história dos presídios federais.

Derrapada de Bolsonaro – A Polícia Federal deve incluir no inquérito, que investiga uma suposta organização de golpe de Estado, a declaração dada pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) na avenida Paulista, durante ato com apoiadores. Em seu discurso, Bolsonaro se defendeu das acusações sobre a suposta tentativa de golpe de Estado. Para delegados do caso, ao dar a declaração, o ex-presidente confirma que tinha conhecimento sobre a existência da “minuta do golpe”, encontrada na casa do ex-ministro da Justiça Anderson Torres, que decretava Estado de Defesa na sede do TSE.

CURTAS

TREM DA ALEGRIA – A Câmara de São Caetano, no Agreste Setentrional, a 142 km do Recife, incluiu na pauta desta semana o projeto que aumenta o salário do prefeito, do vice-prefeito, dos secretários municipais e dos próprios vereadores. Se a moda pega…

EM FAIXA PRÓPRIA – Em Paulista, Francisco Padilha, que foi ao segundo turno nas eleições de 2020 e perdeu para Yves Ribeiro, mas se revelou uma grata surpresa, deve sair candidato a prefeito este ano, mas longe do palanque do ex-prefeito Júnior Matuto, com quem rompeu.

SÓ EM JULHO – Em Igarassu, o deputado estadual Mário Ricardo (Republicanos), rompido com a prefeita, a qual elegeu, só vai decidir se será candidato ou indica o filho Miguel Ricardo em julho, no último minuto da prorrogação.

Perguntar não ofende: Bolsonaro ainda vai ser preso?

Ipojuca - App 153

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pode assinar, amanhã, a medida provisória (MP) revogando a reoneração da folha de pagamento. E, paralelamente a isso, Lula pode assinar projeto de lei em regime de urgência propondo a volta da cobrança da contribuição previdenciária sobre a folha de forma gradual. As informações são do blog do Valdo Cruz.

O Ministério da Fazenda concluiu o texto da MP e já colocou no sistema eletrônico da Casa Civil. Um atraso na programação acontecerá se a área jurídica do Palácio do Planalto encontrar problemas legais no texto. A expectativa é de que o presidente assine os documentos antes de viajar para Guiana, na quarta-feira (28).

Segundo informações de assessores do presidente Lula, a MP revoga a reoneração sobre 17 setores e prefeituras. Com isso, volta a vigorar a prorrogação da desoneração para esses setores até 2027. Ao mesmo tempo, mantém a redução dos incentivos do Programa Especial de Retomada do Setor de Eventos (Perse) e o teto para compensação de créditos tributários.

Citi Hoteis

O vereador de Camaragibe Heldinho Moura anunciou, hoje, o seu rompimento com a prefeita Nadegi Queiroz (Republicanos). O parlamentar também declarou apoio ao ex-prefeito Jorge Alexandre e o presidente da Câmara de Vereadores, Renê Cabral, pré-candidatos a prefeito e a vice, em Camaragibe.

Com o movimento político de Heldinho, a oposição passa a contar agora com 9 dos 13 vereadores que compõem o legislativo municipal. O grupo ainda conta com vários ex-vereadores e o ex-deputado Beto Accioly.

Cabo de Santo Agostinho - Refis 2023

Em reunião com lideranças políticas e membros do Partido Progressistas do município de Paulista, o deputado federal e presidente estadual da sigla, Eduardo da Fonte, anunciou o nome de Elaine Maciel para presidir o Diretório Municipal do PP no município e confirmou a pré-candidatura de Jordana Costa, conhecida popularmente como Jordana Bombeiro, a vereadora do município.

“Elaine Maciel reúne condições de fazer um importante trabalho de fortalecimento e de articulação no Diretório do Partido Progressistas, em Paulista, ampliando o número de filiados e pré-candidatos para montarmos uma forte e competitiva chapa”, destacou o presidente estadual do PP. Elaine Maciel afirmou estar pronta e preparada para enfrentar mais esse novo desafio, em fortalecer o Diretório do PP em Paulista

Caruaru - Geracao de emprego

Por Juliana Albuquerque – repórter do Blog

Inconformado com a gestão da prefeita de Camaragibe, Doutora Nadegi (Republicanos), na área da saúde municipal, o morador Washington Souza protocolou, no último dia 20, na Câmara Municipal da Cidade, um pedido de impeachment contra a gestora. Em vídeo postado em suas redes, ele pede que os demais moradores pressionem seus vereadores para votar a favor da abertura do processo contra a prefeita.

A justificativa para o pedido, de acordo com ele, é que só no ano passado, a prefeitura recebeu mais de R$ 72 milhões do Ministério da Saúde para serem investidos na área, mas mesmo diante do aporte, que neste mês de fevereiro ultrapassou a soma dos R$ 4 milhões, as unidades básicas de saúde do município sofrem com a recorrente falta de medicamentos.

Belo Jardim - Patrulha noturna

O bairro de Peixinhos, em Olinda, será o primeiro a receber, amanhã, as primeiras lâmpadas do Programa Nova Luz Led. A iniciativa levará mais segurança, qualidade de vida e tecnologia para os cerca de 26 mil pontos de iluminação da Marim dos Caetés. Será a concretização da Parceria Público-Privada, iniciada há três anos. As outras localidades a contar com as ações, neste primeiro momento, são Vila Popular, Varadouro, V8 e V9.

“Acima de tudo, esse trabalho vai melhorar a segurança pública na nossa cidade, por isso fiz questão que os representantes das forças de segurança estivessem aqui. Alguns dos nossos bairros já têm iluminação em LED, mas nos principais corredores. Agora, nós também vamos entrar em becos e vielas”, lembrou o prefeito de Olinda, Professor Lupércio (PSD).

Vitória Reconstrução da Praça

Por Juliana Albuquerque – repórter do Blog

O pré-candidato a prefeito de Quipapá pelo PT, Luizinho do Posto, emitiu, há pouco, nota em que nega ter agredido o eletricista da Prefeitura José André Ribeiro da Silva e sua esposa, Edijane Maria da Silva. Segundo o comunicado, as recentes alegações de agressão física atribuídas a ele são inteiramente falsas e infundadas.

“A narrativa propagada, de forma irresponsável e difamatória, visa unicamente manchar minha imagem e reputação, especialmente como homem de família e cidadão comprometido com a comunidade”, esclarece Luizinho, que reafirma que jamais agrediu fisicamente qualquer pessoa, seja homem ou mulher.

Ele atribuiu as falsas alegações de agressões a adversários políticos, que recorreram a “táticas baixas e desesperadas na tentativa de prejudicar a sua integridade e trajetória”. No entanto, diz confiar plenamente na justiça e na imparcialidade do sistema legal para esclarecer a situação.

“O caso já foi judicializado e estamos cooperando integralmente com as autoridades competentes para que a verdade prevaleça. Estamos confiantes de que a minha inocência será comprovada, e que a minha reputação será restaurada de forma justa e digna”, complementa.

Após quase um ano do lançamento do Parque Empresarial Nossa Senhora do Pilar, 28 indústrias já receberam os títulos de concessão de uso e iniciaram suas instalações no espaço, uma área remanescente do Engenho Patrimônio, desapropriada pela Prefeitura de Condado, que conta com 48 hectares, às margens da rodovia PE-62.

“Com o avanço das obras, a expectativa é que as primeiras indústrias comecem a operar ainda neste ano de 2024”, prevê Felipe Balbino, secretário municipal de Planejamento Urbano do Condado. Além das indústrias, a prefeitura realizou também a entrega dos títulos de concessão de uso a mais de 250 empresas de pequeno e médio portes, com lotes no tamanho 8x20m² para abertura de comércios que vão atender às necessidades de mais de mil famílias que passarão a morar no mesmo loteamento. “São famílias carentes, em estado de vulnerabilidade, que receberam da prefeitura o título de posse”, esclarece.

O prefeito do Condado, Antônio Cassiano, responsável por viabilizar a chegada do Parque Empresarial no município, acredita que mais de mil empregos serão gerados para a população em diversos setores. “No momento, os profissionais da construção estão sendo muito procurados na cidade e quando o Parque estiver em funcionamento trará muito mais oportunidades, gerando renda e movimentação na economia local”, afirmou ele. Pensando nesse crescimento promissor, Cassiano está unindo cada vez mais esforços em busca da instalação de mais indústrias. “É possível receber 70 delas”, diz o prefeito.

Por Juliana Albuquerque – repórter do Blog

A repercussão do ato pró-Bolsonaro, ontem, na Avenida Paulista, foi tema de embate entre representantes da direita e esquerda no parlamento pernambucano, hoje.  De um lado, o Coronel Alberto Feitosa (PL) usou a Tribuna para comentar sobre o evento em apoio ao ex-presidente da República, o que terminou provocando uma reação do deputado João Paulo (PT), que impediu Feitosa de ir ao debate.

Feitosa ocupou a tribuna para exaltar a manifestação do domingo, relatando o clima democrático e pacífico que vivenciou no ato. Tentou reproduzir parte da fala do pastor Silas Malafaia através de áudio do discurso, no plenário, e foi questionado por João Paulo afirmando que o regimento interno não permitia a reprodução do áudio. 

Na sequência, João Paulo subiu à tribuna para falar do movimento que aconteceu na Avenida Paulista e Feitosa solicitou um aparte, ou seja, o direito de fala para responder ao petista. Pedido negado por João Paulo em tom de voz arrogante. “O tempo de fala é meu e não tenho medo de vossa excelência e nem de sua arma, eu vou lhe conceder aparte na hora que eu quiser e determinar”, disse João Paulo.

Segundo Feitosa, para quem acusa a Direita de ser ofensiva e antidemocrática, a postura do João Paulo foi uma tapa de luva no parlamentar da esquerda. “Eu vou abrir mão do aparte que eu ia fazer porque eu percebi que o deputado ficou muito nervoso. Ele não está em um bom dia hoje”, declarou Feitosa.