De bigu com a modernidade

Peruas: um bom negócio 

A Mobiauto acaba de realizar uma pesquisa em sua base de dados para verificar o comportamento do mercado de usados das stations wagons, as chamadas peruas. Cada vez menos frequentes no menu de classificados da plataforma, esses carros estão desaparecendo. Mas a boa notícia é que as que restam podem ser consideradas bons negócios. Sant Clair de Castro Jr., economista, consultor automotivo e CEO da Mobiauto, acredita que o suposto viés de baixa no mercado nacional pela interrupção de produção não tem se confirmado na prática. “O que tem havido é uma oferta cada vez menor. Fizemos essa mesma pesquisa na Mobiauto em dezembro de 2021 e apuramos cotações de mais de 60 veículos. Desta vez, os modelos e versões que tinham volumes de anúncios suficientes para ingressar na estatística foram menos de 20 modelos”, comenta. “Como a oferta tem sido cada vez menor, as que restaram têm segurado o preço”.

O levantamento foi feito com veículos cotados entre setembro de 2022 e setembro de 2023, extraindo-se a variação de preços. Na média geral, os 18 modelos e versões apuradas, de 2013 a 2019, desvalorizaram somente 3,04% de acordo com a pesquisa da Mobiauto. “Como a pesquisa apurou modelos com 4 a 10 anos de uso, já esperávamos que houvesse uma depreciação baixa”, explica Castro Jr. O executivo lembra que a curva de depreciação dos seminovos é sempre mais acentuada no seminovo e tende a apresentar percentuais menores à medida que o carro vai ficando mais velho. “Recentemente apuramos que os seminovos com até 3 anos de uso perderam 8,5% de um ano para cá”, destaca.

Cliente fiel – Ao perder 3% na média, as peruas mostram que ainda possuem uma clientela fiel. Se pesa contra elas o fato de que sumiram dos showrooms há alguns anos e foram engolidas pelos SUVs, a menor variedade de ofertas acaba sustentando as cotações. “Vale ressaltar que, dos 18 veículos apurados, ainda tivemos 4 exemplares que ganharam preços neste último ano”, diz o CEO da Mobiauto. Fica claro o predomínio da Volkswagen com justamente a última station que produziu para o nosso mercado, a SpaceFox, com destaque secundário para a Fiat Weekend. “Um ponto nos chamou a atenção foi a pequena variação entre as melhores e as piores: pouco mais de 11 pontos percentuais. Isso jamais ocorre em pesquisas com outros segmentos”, ressalta Castro Jr. O executivo acredita que esse fenômeno é mais uma prova inequívoca da “maturidade” do segmento de peruas, que possui variação controlada de preços e não aponta excelentes ou péssimos negócios. 

Aircross ganha motor turbo – O novo SUV Citroën C3 Aircross, que leva até sete pessoas, terá o motor turbo 200 de até 130 cv e 20,0 kgfm de torque. Fabricado em Betim (MG), ele já é conhecido de outros clientes da Stellantis e fará com que o modelo seja o SUV com a maior potência do segmento nesta faixa de cilindrada. A marca promete visual marcante, excelente espaço interno, terceira fileira com assentos removíveis e o maior porta-malas entre seus rivais diretos. O turbo 200 será oferecido sempre com câmbio automático CVT de sete marchas e opção de trocas sequenciais. 

Novo Range Rover Velar: R$ 644 mil – O SUV grande (e de luxo) da Land Rover já está disponível para encomendas. Os preços começam em R$ 644 mil. Ele vem na versão Dynamic HSE com motorização 2.0 de 404 cv e câmbio automático de oito velocidades. O híbrido elétrico plug-in tem autonomia puramente elétrica de até 64 km. 

Mercedes E 300 Cabriolet: R$ 414 mil – E outro carro premium também está à venda no Brasil: o E 300 Cabriolet, completando a família Classe E, com cinco modelos. O conversível tem quatro lugares, motor turbo de 245 cv, câmbio com nove velocidades e o sistema de suspensão Agility Control. Também inclui integração a smartphones e sistemas de assistência. Com o teto flexível fechado, o modelo apresenta uma silhueta semelhante à do E 300 Coupé, que tem as mesmas proporções do conversível. O E 300 Cabriolet possui um sistema inédito de proteção contra capotagem, com duas cápsulas alojadas atrás dos bancos traseiros. Se uma capotagem for iminente, essas cápsulas são deflagradas e se estendem para criar um espaço de sobrevivência juntamente com as colunas A.

Novo SUV Mercedes-Benz EQE – A Mercedes-Benz confirma a chegada das primeiras unidades do novo modelo 100% elétrico EQE SUV no mercado brasileiro. O novo EQE SUV é a variante do sedã executivo EQE, lançado no Brasil em outubro de 2022 – mas tem  dimensões exteriores mais compactas. Ele é o quarto modelo da marca que utiliza a nova plataforma totalmente elétrica. Tem, por exemplo, motor elétrico de 245cv no eixo traseiro com operação de 6 fases, com duas enrolações com três fases cada. Para recuperar energia, o condutor não precisa pressionar o pedal de freio – é possível dirigir com apenas um pedal. O SUV também desacelera automaticamente até parar quando detecta veículos à frente, por exemplo, em semáforos. A bateria de íons de lítio, distribuída em 10 células, possui uma capacidade energética de 89 kWh, gerando uma autonomia de até 367. O preço não foi divulgado.

RS 6 Avant Performance: R$ 1.193.990 – Outra notícia para quem tem muito dinheiro no banco. A Audi confirmou que o RS 6 Avant Performance virá no primeiro por cerca de R$ 1,2 milhão. Ela é a station wagon mais rápida já produzida e ganhou atualizações visuais e aprimoramentos mecânicos. O motor é um 4.0 TFSI V8 biturbo, de 630 cv e 86,7kgfm de torque. Segundo a fabricante, a RS 6 Avant Performance faz de 0 a 100 km/h em 3,4 segundos. A velocidade máxima é de 280 km/h.

Dolphin e Seal ganham cinco estrelas – O BYD Dolphin, veículo elétrico mais emplacado do mercado brasileiro em setembro, e o sport coupé elétrico Seal, conquistaram a classificação máxima cinco estrelas no Programa Australiano de Avaliação de Novos Carros (Ancap), uma das mais conceituadas avaliações sobre segurança veicular da Austrália e Nova Zelândia. Os dois modelos foram submetidos a testes físicos de proteção estrutural em colisões e também testes das capacidades de evitar ativamente batidas contra outros veículos, pedestres e ciclistas com seus sensores, câmeras e radares de última geração. Entre os principais destaques, o BYD Seal obteve pontuação máxima na proteção do motorista e crianças no banco do passageiro no teste de impacto lateral e poste oblíquo. Já o BYD DOLPHIN demonstrou proteção adequada para ocupantes adultos em testes de colisão, assim como a proteção oferecida ao motorista no teste de deslocamento frontal. O modelo recebeu graduação máxima para crianças ocupantes nos testes de impacto frontal e lateral.

Preços de seminovos e usados voltam a cair – O Monitor de Variação de Preços da KBB Brasil verificou que, em setembro, os preços dos automóveis seminovos (até três anos de uso) e usados (entre quatro e 10 anos) mantiveram a tendência de queda observada em agosto. A depreciação média chegou a superar os 2%, dependendo da faixa de ano/modelo. Segundo a federação dos revendedores de usados, a Fenauto,  mais de 10,6 milhões de veículos seminovos e usados foram comercializados no país em setembro, volume 13,9% inferior ao de agosto devido aos três dias úteis a menos. Os preços dos veículos seminovos apresentaram queda em todas as faixas de ano/modelo, com destaque para os modelos 2023, com depreciação média de -2,44% em setembro.

Honda confirma a XRE 300 Sahara – Os japoneses anunciaram essa semana um importante lançamento para o mercado brasileiro ainda em 2023: a Sahara 300, modelo para o segmento trail que mescla um nome de grande sucesso do passado a inovações técnicas e de design. A Sahara 300 é uma motocicleta cujo conceito prevê a utilização multiuso. É genuína herdeira de modelos que, desde o início dos anos 1980, ocuparam um lugar importante no line up da marca no Brasil, tais como a XL 250R, XLX 350R, a NX 350 Sahara – da qual resgata o nome – e, mais recentemente, a XRE 300, modelo que há mais de uma década é líder das vendas de seu segmento. Maiores detalhes referentes a versões, cores e preços sugeridos serão divulgados no lançamento, programado para novembro, em data ainda a ser confirmada.

Sonolência no trânsito

Pelo menos 4 de cada dez acidentes nas rodovias federais estão relacionados à sonolência. Essa é a 3ª maior causa de acidentes de trânsito no país, ficando atrás apenas do uso de álcool e drogas ao volante (2ª) e excesso de velocidade (1ª), segundo dados de um levantamento feito pela Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet). Ainda pelo levantamento, 18% dos acidentes rodoviários envolvendo motoristas profissionais, portadores das carteiras de habilitação C, D e E, são causados por fadiga (18%). Juntos, a fadiga e sono representam 60% dos acidentes de trânsito.

Segundo a conselheira da Associação Brasileira das Empresas de Transporte Terrestre de Passageiros (Abrati), Leticia Pineschi, os horários com mais incidência de acidentes de trânsito por sonolência são durante a madrugada e no início da manhã. “Os acidentes em geral acontecem no fim de tarde, no início da manhã e durante a noite com colisão na traseira ou desvio da pista. Em geral são acidentes que são causados por sonolência. Isso é muito comum em relação ao transporte de cargas, e ao transporte realizado por motoristas de carro de passeio, especialmente. Em geral, os condutores que não são profissionais ou que estão sob carga de trabalho excessiva, acabam sofrendo esse tipo de incidência ao extrapolar o seu limite de resistência”, explica.

Dentre as principais causas de sonolência ao volante e consequentemente dos acidentes de trânsito estão “o descanso inadequado do condutor – privação de sono ou dormir menos de oito horas por noite – e distúrbios do sono. Muitas pessoas sofrem de diversos distúrbios do sono e não têm consciência disso”, completa a conselheira. 

Para evitar acidentes de trânsito por sono, Pineschi aconselha que os condutores devem fazer paradas para descanso durante a viagem. “Ao menor sinal de sono, o motorista deve parar o veículo e descansar. Não adianta lutar contra o sono. Este vai vencer e o motorista tem que descansar. Ele também tem que cuidar da alimentação e da saúde para que não tenha nenhum dos distúrbios do sono conhecidos. Esses distúrbios estão muito ligados a apneia, pressão alta, a problemas respiratórios que eventualmente nem mesmo a pessoa sabe que tem”, ressalta.

A conselheira ainda destaca a importância de manter uma boa qualidade do sono. “Uma boa qualidade do sono melhora toda a qualidade de vida da pessoa. Isso serve para todos os profissionais e para todas as pessoas. Quando você tem um sono saudável, um sono profundo, você permite um descanso adequado e você terá uma melhor qualidade no alerta, na atenção e no foco durante o desenvolvimento das tarefas do dia a dia”, diz.

Pós pandemia: só 31% usam apps – A Webmotors, portal de negócios e soluções para o segmento, acaba de mostrar pesquisa que indica o comportamento dos usuários da plataforma em relação às preferências de mobilidade no pós-pandemia. Segundo o levantamento, 67% dos entrevistados utilizam o carro próprio para ir e vir, enquanto 31% optam pelos aplicativos como principal meio de locomoção. Por outro lado, 26% decidiram descartar o transporte público após o período pandêmico. O estudo aponta também que 89% dos respondentes pretendem trocar de carro ou comprar um novo até 2024. Para 61%, o desejo é por um modelo usado, SUV (38%) e com motor flex (70%). “A preferência latente pelo veículo próprio pode ser um indicativo dessa alta intenção de compra para o último trimestre deste ano”, afirma Natália Spigai, CMO da Webmotors. “Outro ponto importante identificado pela pesquisa é que os usuários seguem com o hábito de trocar de carro regularmente (43%), o que sustenta a hipótese de um mercado aquecido no pós-pandemia” O levantamento foi realizado com cerca de 3,5 mil usuários da plataforma – a maioria homens (88%) com idade entre 46 e 55 anos (29%).

Calibragem de pneus com nitrogênio? – A calibragem de pneus é, e nem precisa ser muito enfático, de muita importância para a segurança, mas também para a economia, manutenção e o desempenho veicular. Ela é relevante para os usuários finais, assim como para motoristas profissionais e gestores de frotas. Nos últimos anos, uma alternativa tem ganhado destaque: a calibragem com nitrogênio. Vale a pena? A coluna De Bigu traz algumas dúvidas elaboradas pela Air Products, empresa especializada em fornecimento de gases industriais.

Mais economia na manutenção – Uma das maiores preocupações dos motoristas é o custo associado à manutenção de seus veículos. Pneus descalibrados podem aumentar significativamente o consumo de combustível e comprometer a estabilidade do veículo. No entanto, a calibragem com nitrogênio oferece uma solução eficaz. “Com o uso do nitrogênio, o intervalo entre calibragens pode se prolongar por até 45 dias”, afirma Omar Abreu, vendedor técnico da Air Products. 

Evita perdas – Segundo ele, o ar comprimido, utilizado para encher os pneus dos veículos, é uma mistura de gases, sendo os principais oxigênio, nitrogênio e contaminantes como óleo e água. Nesse caso, a perda de pressão pode chegar a cinco libras por semana. “Quando oferecemos a calibragem dos pneus apenas com nitrogênio, prolongamos a periodicidade entre calibragens por uma razão simples: as moléculas desse gás são maiores e demoram mais para sair pela borracha do pneu, que é permeável”, explica. E mais: “O segundo ou terceiro maior custo do transporte rodoviário hoje é, sem dúvida, o pneu, perdendo apenas para o combustível e em alguns casos para mão de obra. O nitrogênio representa em média 10% de ganho na primeira vida útil do pneu e economia de cerca de quatro pneus por mês para frotistas”, completa.

Mais segurança – Outra vantagem de pneus calibrados com nitrogênio se refere à segurança. Isso porque pneus com pressão incorreta podem comprometer a estabilidade do veículo e aumentar o risco de acidentes. Omar Abreu observa que nesse sentido, a calibragem com nitrogênio tem se mostrado uma solução eficaz. A permeabilidade reduzida do nitrogênio, em comparação com o ar comprimido, mantém a pressão dos pneus estável por mais tempo, proporcionando uma condução mais segura”.

Preservação do meio ambiente – A sustentabilidade é uma preocupação global e a calibragem com nitrogênio oferece também benefícios ambientais. “Com o uso de nitrogênio, que é um gás totalmente inerte, estável, isento de umidade e óleo, a temperatura e a calibragem ideal do pneu são mantidas por mais tempo, preservando a estrutura interna. Para pneus de transporte, é possível ter em média uma reforma a mais por carcaça, o que também gera ganho ambiental, uma vez que significa melhor aproveitamento do pneu e menor geração de sucata”, destaca Omar Abreu. 

Onde encontrar gás nitrogênio ? – Para garantir a calibração com nitrogênio, basta verificar se a concessionária ou loja revendedora de pneus possui o equipamento compatível. O problema do nitrogênio é o custo de calibragem (pode chegar a R$ 10 por pneu), enquanto o ar comum é geralmente de graça. 

Renato Ferraz, ex-Correio Braziliense, tem especialidade em jornalismo automobilístico

Veja outras postagens

Caciques do PSDB passaram a tentar convencer o deputado federal Aécio Neves a concorrer ao governo de Minas Gerais em 2026.

O principal argumento é que esse seria o melhor caminho para Aécio realizar o sonho que ainda mantém vivo de concorrer novamente à Presidência. A leitura dos tucanos é de que ele poderia voltar a ser competitivo quando a polarização política arrefecer.

Para isso, porém, membros do PSDB têm insistido que ele volte a passar mais tempo em Minas Gerais, onde fica sua base.

Aécio tem recebido os apelos em silêncio e, por ora, não dá sinais de que vá topar a empreitada. O deputado foi eleito governador de Minas em 2002 e reeleito em 2006. Em 2010, elegeu-se senador e, em 2014, ficou em segundo lugar na disputa pela Presidência com Dilma Rousseff, com 48% dos votos.

Da Coluna de Bela Megale para o Jornal O Globo.

O governo colombiano decidiu suspender o envio de mais uma missão de observação à Venezuela para acompanhar as eleições presidenciais do próximo domingo (28), informou a rádio Caracol.

A decisão foi tomada logo após as autoridades brasileiras adotarem uma medida semelhante devido a ataques do presidente venezuelano cessante e candidato ao terceiro mandato, Nicolás Maduro.

Nos últimos dias, o atual líder venezuelano criticou, sem fornecer provas, a falta de transparência dos sistemas eleitorais do Brasil e da Colômbia, onde, segundo o líder chavista, “nenhuma cédula é verificada”.

O ministro das Relações Exteriores de Bogotá, Luis Gilberto Murillo, lideraria a missão colombiana.

Com informações do Portal UOL.

O ex-secretário da Receita Federal José Tostes irá prestar depoimento à Polícia Federal nesta quinta-feira no inquérito que apura o monitoramento ilegal realizado por servidores da Agência Brasileira de Investigação (Abin). O auditor será questionado sobre a menção ao seu nome feita durante uma reunião entre o então chefe da pasta Alexandre Ramagem e o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), em agosto de 2020.

Na ocasião, Bolsonaro teria sugerido que advogadas do senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) falassem com Tostes e com o então chefe do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), estatal de processamento de dados do governo, sobre o caso das “rachadinhas” envolvendo o filho 01 na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). “É o caso de conversar com o chefe da Receita”, disse.

A fala se deu após as duas citarem supostas irregularidades cometidas por auditores da Receita na elaboração de um relatório de inteligência fiscal que originou o inquérito. A conversa teve o áudio gravado por Ramagem. O arquivo foi identificado pela PF após a apreensão de seu celular e computador, em janeiro desse ano.

Os investigadores pretendem perguntar a Tostes se ele foi procurado após esse encontro. Durante a gravação, Ramagem afirmou que “seria necessário a instauração de procedimento administrativo” contra os auditores, “visando anular a investigação, bem como retirar alguns auditores de seus respectivos cargos”.

O áudio foi encaminhado ao ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), há duas semanas e deverá passar por uma perícia por profissionais do Instituto Nacional de Criminalística (INC) para ser transcrita a íntegra da reunião, de 1h e 8 minutos de duração, inclusive quando há sobreposição de vozes.

O inquérito da PF visa apurar a espionagem irregular de autoridades da cúpula do Legislativo e do Judiciário, além de desafetos políticos e jornalistas, no esquema que ficou conhecido como “Abin paralela”.

Com informações do Jornal O Globo.

Por Roseann Kennedy para a Coluna do Estadão

O ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, pediu ao governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, para entrar em campo na disputa pela presidência da Câmara, de acordo com relatos feitos ao Estadão. Na avaliação do ministro, deputado federal licenciado pelo Republicanos, o governador — que é filiado ao partido — pode ajudar na campanha do presidente da legenda, Marcos Pereira, à sucessão de Arthur Lira (PP).

Se o pedido do ministro for atendido, Tarcísio, contudo, entrará em rota de colisão com os planos de seu secretário estadual de governo, Gilberto Kassab, que é presidente nacional do PSD e tenta emplacar o deputado baiano Antonio Brito (PSD) como próximo presidente da Câmara. Procurados, Costa Filho e Tarcísio não retornaram.

Um endosso de Tarcísio a Marcos Pereira, só deve prosperar se o governador permanecer no Republicanos. A expectativa no bolsonarismo é que, após as eleições municipais, ele migre para o PL — sigla que caminha para apoiar Elmar Nascimento (União Brasil) na disputa interna da Câmara.

O pré-candidato à Prefeitura de Caruaru, Armandinho do Acordeon (Solidariedade), anunciou nas redes sociais que Karla Vieira será sua pré-candidata a vice-prefeita. Empresária e ex-Secretária de Ordem Pública, Karla também foi presidente da DESTRA (Autarquia Municipal de Defesa Social, Trânsito e Transportes) em Caruaru de 2017 a 2020.

Com 27 anos de experiência no serviço público, ela já atuou em cargos como Superintendente de Recursos Humanos na Assembleia Legislativa de Pernambuco e Secretária de Segurança Cidadã em Recife e Jaboatão.

Formada em Comunicação Social e com pós-graduações em Gestão de Pessoas e Gestão Pública, Karla Vieira também é especialista em Segurança Pública, tendo prestado consultoria em vários estados. Recentemente, deixou um cargo na Polícia Civil da Bahia para se dedicar à pré-candidatura. Karla fundou o Grupo Bella Vita, que atua nos segmentos de ótica, estética automotiva, vestuário e consultoria para empreendedorismo.

No próximo dia 2 de agosto, a partir das 18h, na quadra da Escola Modelo Professor Antônio Benedito da Rocha, em Garapu, o partido Solidariedade oficializará a candidatura de Lula Cabral a prefeito e de Jamerson Batera (PSB) a vice-prefeito do Cabo de Santo Agostinho. Na mesma ocasião, serão homologadas mais de 150 candidaturas de vereadores que irão compor a Frente Popular do Cabo, formada pelos partidos Solidariedade, PSB, Republicanos, Podemos, MDB, PMB e Agir.

Lula Cabral já foi prefeito da cidade por três mandatos. “O povo do Cabo reconhece o nosso trabalho e sabe que a realidade do município precisa mudar. Me dói ver a nossa cidade abandonada e esquecida. O município tem muito potencial e precisa voltar a se desenvolver. Estamos prontos para enfrentar esse desafio com compromisso e seriedade”, destacou ele.

A convenção municipal que oficializará as candidaturas de Jorge Alexandre (Podemos) para prefeito e Renê Cabral (UB) para vice-prefeito de Camaragibe será realizada nesta quinta-feira. O evento começa às 18h, em arena montada na Avenida Belmino Correia, em frente ao Mercado Público. Estarão presentes lideranças dos partidos da coligação União e Trabalho: Agir, União Brasil, Avante, PRD e Mobiliza.

“A nossa convenção sela a vontade da oposição e do povo de mudar Camaragibe. Não por acaso somos a maior bancada de oposição da história. A cidade clama por mudanças com responsabilidade e experiência”, declarou Jorge Alexandre. O pré-candidato administrou o município entre 2013 e 2016.

Único representante de Pernambuco na Olimpíada Internacional de Matemática, João Pedro Bandeira, de 18 anos, conquistou a medalha de prata no evento realizado em Londres, onde competiu ao lado de cinco colegas brasileiros. A competição reuniu jovens de mais de cem países no último fim de semana.

Aluno do terceiro ano, João Pedro celebrou o resultado com grande entusiasmo: “Foram muitas horas dedicadas aos estudos, com sessões intensas de até doze horas seguidas. É uma conquista pessoal, mas também um reflexo do apoio da equipe do GGE e de todo o estado”, afirmou.

Agora, um dos focos do jovem de 18 anos é tentar ingressar no curso de Engenharia Aeroespacial no Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), em São José dos Campos (SP), conhecido por ter um dos vestibulares mais desafiadores do país.

O paulista Felipe Makoto Shimamura Silva conquistou a medalha de ouro, enquanto a Seleção Brasileira, com duas pratas e um bronze adicionais, alcançou o 20º lugar geral na IMO.

Outro destaque pernambucano foi Márcio Gomes, professor de matemática, que atuou como coordenador da equipe nacional. “Foram dias intensos de preparação, muitas noites sem dormir. Estávamos completamente focados nesse desafio, considerado a prova de matemática mais difícil do mundo”, comentou Gomes.

Do JC.

O Solidariedade homologou a candidatura de Flávio Nóbrega à Prefeitura de Surubim na noite de ontem. Ele, que já foi prefeito do município, tem como companheira de chapa a Sargenta Priscila Santana (Avante). A convenção municipal contou com as presenças da vice-presidente nacional do SD, Marília Arraes, e do presidente estadual do Avante, Sebastião Oliveira, além de lideranças políticas da cidade e do Agreste.

“Hoje é um dia muito especial. Com a experiência e a consciência tranquila de quem já esteve no comando de Surubim por dois mandatos, chego a esta convenção com a certeza de que estamos no caminho certo. Ter a liderança e a confiança de Marília, que vem levando o Solidariedade para os quatro cantos de Pernambuco, é motivo de alegria e orgulho”, declarou Flávio.

Com informações do Blog Dantas Barreto.

O juiz Guilherme Eduardo Martins Kellner, da 2ª Vara de Crimes Tributários, Organização Criminosa, Lavagem de Bens e Valores da Capital, condenou o ex-gerente do Banco do Brasil Paulo Cézar Zucchi Kosmack a três anos e quatro meses de reclusão – pena convertida em prestação de serviço à comunidade – e ao pagamento de 10 salários mínimos por ter desviado um total de R$ 2,1 milhões do sistema bancário entre 2007 e 2013. Ele pode recorrer junto ao Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP).

De acordo com os autos, Kosmack desviou R$ 1,1 milhão para a própria conta, valores para contas de parentes e uma aplicação em empresa. “A imputação de peculato na denúncia é sustentada pela confissão do acusado, sendo necessária sua condenação pelo desvio de R$ 2.106.682,89 pertencentes ao Banco do Brasil”, citou o magistrado na sentença proferida na segunda-feira, 22. Kosmack trabalhou no BB de 1981 até se aposentar em 2013. Em depoimento, admitiu os desvios por problemas de saúde, dificuldades financeiras e pressão no ambiente de trabalho. Ele negou ter fraudado o sistema. Afirmou ainda ter se arrependido dos saques irregulares e, caso pudesse, devolveria os valores.

O Ministério Público de São Paulo (MP-SP) ainda pediu a condenação do ex-servidor por peculato digital (313-A do Código Penal), o que foi descartado pelo magistrado.

“Não há motivo para condenação pelo delito descrito no artigo 313-A do Código Penal, pois a inserção de dados falsos nos sistemas informatizados do Banco do Brasil teve como objetivo exclusivo desviar dinheiro da instituição financeira para si próprio, sendo essa conduta absorvida pelo crime fim de peculato”, registrou em outro trecho da sentença.

Lavagem de dinheiro também foi descartada pelo juiz. Para ele, os depósitos feitos em forma de investimento constituem apropriação e “não uma ação posterior que configuraria lavagem de dinheiro”.

Do Blog do Fausto Macedo para o Estadão.

Por Raphael Guerra para o JC

O governo de Pernambuco promoveu dois tenentes-coronéis acusados de darem ordens para a sequência de assassinatos ocorridos em Camaragibe, no Grande Recife, após as mortes de dois PMs em setembro do ano passado. Os nomes de Fábio Roberto Rufino da Silva e Marcos Túlio Gonçalves Martins Pacheco fazem parte de uma lista de 34 promoções publicadas na edição do Diário Oficial do Estado desta quinta-feira.

Na época do crime, que ficou conhecido nacionalmente como a Chacina de Camaragibe, Fábio era comandante do 20º Batalhão da PM, responsável pelo policiamento ostensivo na cidade. Já Marcos Túlio ocupava o segundo posto de comando da inteligência da PM.

Ambos são réus por triplo homicídio duplamente qualificado (motivo torpe e sem chance de defesa das vítimas) e estão afastados das funções públicas por determinação da Justiça.

No Diário Oficial consta que as promoções ao posto de coronel foram “requeridas” pelos militares.

A defesa de Fábio afirmou, em nota, que a promoção faz parte da rotina da Polícia Militar. “Não é um prêmio. Eles pediram passagem para a reserva, por haverem completado o tempo de serviço. E, nesse caso, têm direito à promoção para o posto seguinte”, afirmou.

Em março deste ano, Fábio Roberto negou qualquer participação na sequência de assassinatos. “A verdade irá chegar”, declarou na ocasião.

A assessoria de comunicação da Secretaria de Defesa Social (SDS) também foi procurada para comentar as promoções, mas ainda não se pronunciou.

O município de Cabo de Santo Agostinho, que ocupava a 5ª posição entre as cidades mais violentas do Brasil em 2023, deixou de figurar no ranking das 10 mais perigosas, conforme o Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2024. O prefeito Keko do Armazém destacou que a cidade registrou uma redução de 25,7% nos homicídios de 2020 a 2023.

“É importante lembrar que em 2020, o Cabo de Santo Agostinho ocupou o segundo lugar no ranking das cidades brasileiras com maior incidência de homicídios. Os dados relativos ao CVLI (Crimes Violentos Letais Intencionais) indicam que a cooperação entre as forças de segurança estadual e o efetivo municipal têm alcançado progressos notáveis desde então”, celebrou o gestor.

A redução dos índices de criminalidade é atribuída a investimentos em tecnologia, aumento do efetivo da guarda municipal, e aprimoramento da capacitação dos agentes de segurança. Além disso, foram adquiridos novos equipamentos e viaturas, e o armamento foi atualizado para modelos de maior poder ofensivo. A Secretaria de Defesa Social do Cabo de Santo Agostinho também tem realizado operações conjuntas com órgãos de segurança estaduais, como parte do programa Segurança Integrada Municipal.

O secretário de Defesa Social, Pablo Carvalho, enfatizou a importância da Patrulha Escolar, que foi revitalizada para focar na prevenção de crimes entre os jovens. As ações incluem palestras educativas, atividades lúdicas e programação de férias, visando estabelecer uma relação de confiança com a comunidade escolar. “Esta é política de segurança que queremos plantar agora para colher no futuro. Precisamos nos aproximar desse grupo e estabelecer uma relação de confiança e parceria e não mais sermos vistos como repressores”, disse.