Lavareda

22/03


2008

Ameaça do Planalto: um dossiê feito para chantagear

Revista VEJA
 
 A CPI que investiga o uso dos cartões corporativos do governo começou a ouvir depoimentos na semana passada num falso clima de cordialidade. [...] O Palácio do Planalto mandou fazer um dossiê sobre os gastos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso em seus últimos cinco anos de governo – e ameaça divulgá-lo para tentar constranger os oposicionistas que insistem em investigar o presidente Lula. VEJA teve acesso a parte do dossiê. Elaborado com base em dados considerados sigilosos pelo próprio governo, o material reúne detalhes das despesas do ex-presidente Fernando Henrique, de sua mulher, Ruth Cardoso, e de assessores próximos nos anos de 1998, 2000 e 2001 nas chamadas contas tipo B – aquelas a que o ministro Paulo Bernardo se referiu.
 
O documento lista centenas de compras realizadas pelo gabinete do ex-presidente, desce a insignificâncias, como pagamento de gorjetas e aquisição de material de higiene pessoal, e faz insinuações potencialmente graves, se verídicas, sobre a mistura de recursos públicos com despesas de campanha eleitoral. Estão também discriminados compras de bebidas, alimentos e aluguel de carros. As planilhas ainda revelam as iniciais de quatro agentes da Agência Brasileira de Inteligência (JCS, PSWR, SLCC e JCSB), seus CPFs e os valores que eles sacaram em dinheiro, 1,6 milhão de reais em 2002, usando as chamadas "despesas secretas".
 
Uma simples consulta ao site da Receita Federal permite a identificação dos agentes. Os autores do dossiê queriam mostrar que no governo passado também houve abuso nos gastos secretos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Sérgio J. Cadena Bandeira de Melo

DEVERIA COMEÇAR PELOS ATUAL GOVERNO QUE FOI ONDE TEVE INICIO O ESCÂNDALO.ESTE ÉTICO GOV QUE AI ESTÁ NÃO TEM O QUE TEMER,CORTE NA PRÓPRIA CARNE, PALAVRA DO lula O ÉTICO.PARA QUE TANTOS MISTÉRIOS SE TEM A CONSCIÊNCIA LIMPA,TIRA AS NOTAS FICAS DO COFRE DA DILMA E SENTA A PUA.EM SEGUIDA REVE OS OUTROS


ALEPE

22/03


2008

Bolsa-Família: verdade ou mentira?

 Maior programa de distribuição de renda do planeta, o Bolsa-Família é um dos eixos da popularidade do governo Lula. Hoje, os jornais trazem duas discussões sobre o uso e o futuro do programa. A crítica rasteira, na onda do showman e ministro do Supremo Tribunal Federal, Marco Aurélio de Mello, é atacar como eleitoreira a ampliação dos benefícios do programa aos jovens de 16 e 17 anos. Até anteontem, havia uma bolsa para famílias com filhos de 15 anos. A intenção é que, continuando a receber a bolsa, os adolescentes continuem a freqüentar a escola. A reportagem da Folha prefere notar que o benefício está sendo lançado “a menos de sete meses das eleições municipais” e que “o voto é facultativo entre 16 e 18 anos”. É um argumento simplório que pode ser usado para qualquer governo com um programa beneficiando adolescentes, como o da Poupança Jovem, lançado dias atrás pelo tucano Aécio Neves, sem ataques de nenhum jornalista ou ministro do STF. 

Agora, a crítica inteligente. Recentemente, o jornalista Ali Kamel relatou em O Globo como beneficiários do Bolsa-Família estavam usando o dinheiro para comprar eletrodomésticos. O presidente Lula reagiu à crítica em duas ocasiões. “A imprensa foi atrás de uma mulher do Bolsa-Família porque ela comprou uma geladeira, e aí acharam que ela era burguesa, que não precisa mais do Bolsa-Família. Eu quero que ela compre geladeira, eu quero que ela compre roupa, eu quero que ela compre sapatos. É preciso acabar com o preconceito contra os pobres”, discursou Lula. Hoje, Kamel responde. “Isso é distribuição de renda, mas não é um investimento sadio. O Bolsa-Família transfere a renda que alguns produzem para outros. Portanto, distribui, mas não gera renda. Pode aumentar artificialmente o consumo, mas não a produção. É um fenômeno que cessará se o programa for suspenso: os pobres serão eternamente dependentes do governo para continuar a comprar eletrodomésticos. (…) Num país pobre como o nosso, mas sem fome, investimento saudável é aquele que gera crescimento sustentável e cidadãos independentes: educação”.

Thomas Traumann - Revista Época


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Sérgio J. Cadena Bandeira de Melo

O QUE NOS DEIXA ADMIRADO É QUE A BOLSA F. ERA ATE 15 ANO A POUCO MENOS DE 3 DIAS; HOJE A MENOS DE 7MESES PARA AS ELEIÇÕES MUNI. É ESTENDIDO AOS JOVENS DE 16 E 17 ANOS QUE JÁ PODEM VOTAR,É OU NÃO É UMA MANOBRA DE COMPRA DE VOTOS;DA PARA NÃO ACREDITAR ?DIZ O lula,É PRECONCEITO COM OS POBRES.ACREDITEM.

Severino Isidoro Fernandes Guedes

Defendo o Bolsa Família apenas como programa transitório de combate à fome e à miséria. E concordo com o jornalista em suas críticas de que esse programa não pode se tornar definitivo. combate à miséria só com geração de emprego e renda.


O Jornal do Poder

22/03


2008

Lula e FHC disputam autoria de maior número de MPs

 Lula andou dizendo que é "humanamente impossível governar sem medidas provisórias". Pois é, nestes cinco anos e três meses de governo, Lula editou 319 MPs. Uma a cada seis dias. Ou seja, se há algo que Lula fez religiosamente todas as semanas foi mandar uma dessas medidas para o Congresso.

Aliás, faltam somente 16 MPs para que Lula alcance a marca de FHC. Em números absolutos, pois em números relativos está dando um banho em FHC. No governo passado, a velocidade da edição de medidas provisórias era de uma a cada nove dias. Mas, antes disso, Lula bate outra marca – a da milésima MP. Faltam apenas dez. "Nunca antes neste país...".(Revista Veja)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Paulo Kigrer

São e representam juntos, as duas maiores cátastrofes administrativas havidas nos tempos modernos da política brasileira Mágicos, mentirosos e ilusionistas não lhes comparam os méritos. Este é um país de mentirosos e escrotos, onde enganar os poucos que são cidadãos é o grande divertimento impune!


Abreu no Zap

22/03


2008

No escândalo dos cartões a diferença beiju e tapioca

Na CPI dos Cartões Corporativos tenta-se expurgar a tapioca, não do índice inflacionário, mas, permita-se a rima, do noticiário. O motivo, é ser o beiju parte de uma lista de compras exóticas realizadas por membros do governo federal portadores de alguns desses privilegiados cartões de crédito.

Para o ministro Jorge Hage, da Controladoria Geral da União, trata-se de preconceito contra comida tão singela, tanto que diz: “Acho que estava por trás dessa divulgação um preconceito por ser tapioca. Se o ministro tivesse comprado um hambúrguer ou um cheeseburger no McDonald’s, o escândalo não teria sido divulgado”.

Interessante: as palavras, por mais que as usemos, muitas vezes nos usam. Basta constatar que o próprio ministro, que acusa a imprensa de fazer a “escandalização do nada”, se deixa trair quando diz que o escândalo, note bem, ele falou “escândalo”, não teria sido divulgado.

O que é escândalo?

A resposta à pergunta acima o leitor do blog vai encontrar no artigo do publicitário Marcelo Alcoforado, postado hoje. A ler a conclusão do artigo acima, o leitor vai incursionar pelo mundo dos escândalos, principalmente o dos cartões corporativos, destaque atual do noticiário político. Boa leitura.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


22/03


2008

Osvaldo anuncia candidatura de Lóssio em Petrolina

Conforme este blog antecipou, o candidato a prefeito de Petrolina do grupo Coelho, liderado pelo ex-deputado Osvaldo Coelho, será o oftalmologista Júlio Lóssio, presidente municipal do PMDB. O anúncio formal deve ocorrer na próxima quinta-feira, durante entrevista de Osvaldo em emissoras de rádio de Petrolina, segundo relata Josélia Maria, correspondente do blog no Vale do São Francisco. Lóssio terá o apoio do PSDB e do DEM. Deve polarizar a eleição com o candidato do PSB, que será escolhido entre o prefeito Odacy Amorim e o deputado Gonzaga Patriota.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Marcelo Araújo

Como na propaganda da cerveja... "Boa tacada Venceslau" Dr. Julio é o futuro prefeito de Petrolina


Banco de Alimentos

22/03


2008

O aerolula e as viagens às bases eleitorais

 O presidente Luiz Inácio Lula da Silva cumpre à risca a promessa de viajar pelo país e divulgar o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Levantamento realizado pelo Correio mostra que, desde o início do ano, Lula já fez 14 viagens dentro do território brasileiro e tem quase o dobro previstas para os próximos três meses. Mas há um detalhe ainda mais significativo do que o aumento dos destinos nacionais do petista em relação a 2007 — no mesmo período do ano passado, Lula saiu 12 vezes de Brasília em direção a cidades. Agora, a menos de sete meses das eleições municipais, em cada lugar visitado, o presidente transforma-se em alvo e divulgador de políticos, que tentam aproveitar a popularidade de Lula e se cacifar diante de eleitores.
 
No início de março, por exemplo, ao visitar o Rio de Janeiro, o presidente não economizou elogios ao governador Sérgio Cabral (PMDB), aliado de primeira hora, e titulou a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, como a mãe do PAC, programa cujo investimento previsto é de R$18 bilhões para este ano. No Ceará, em fevereiro, Lula elogiou a gestão do governador Cid Gomes (PSB) e da prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins (PT), sem perder a chance de agradar aos demais governadores nordestinos. Ao discursar, disse que os chefes do Executivo atualmente à frente dos estados do Nordeste representam a melhor safra de dirigentes regionais dos últimos tempos. (Correio Braziliense)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

milton tenorio pinto junior

E o roubo vai continuar.

stefano

Viajando assim vai ganhar em ainda mais capitais e aumentar a raiva desse povo contra o com melhor desempenho administrativo e social.

milton tenorio pinto junior

Espero que esse partido podre perca em muitas capitais. Só assim acaba a arrogancia desse senhor do asfalto.



22/03


2008

Coluna de hoje na Folha

      Dantas na vice de João

O vice do candidato do PT a prefeito do Recife, João da Costa, pode não sair do PSB, como se especula. Pelo acordo que João Paulo costura com o governador Eduardo Campos, presidente nacional da legenda socialista, o nome seria içado dentro do PCdoB e já está previamente escolhido. É o suplente de vereador Paulo Dantas, que responde pela área social do Governo petista no Recife.

Qual a razão da reviravolta? O nó está em Olinda, onde o PT cria dificuldades para o candidato de Luciana Santos, deputado Renildo Calheiros. Abrindo espaço no Recife para o PCdoB, que já tem a vice, João Paulo, na condição de principal liderança petista no Estado, convenceria a deputada Tereza Leitão e o atual vice-prefeito, Paulo Valença, a retirarem suas candidaturas na Marim dos Caetés.

Esse desfecho depende, evidentemente, da disposição do vice-prefeito Luciano Siqueira de abrir mão da sua candidatura. E não será difícil. Com traços nas pesquisas, o comunista preservaria a presença do seu partido na estrutura de poder na Prefeitura do Recife e negociaria condições de apoio sustentáveis para seu projeto de eleger-se deputado federal em 2010. O floreado tem lógica. Mas depende de variantes que não são fáceis de serem removidas.

ECOS DE ARCOVERDE - No encontro que teve com aliados em Arcoverde, quinta-feira passada, o prefeito João Paulo, mesmo evitando não tratar de 2010 para não criar arestas com o governador Eduardo Campos, ouviu duas manifestações simpáticas a seu favor para uma eleição majoritária. A vereadora Célia Cardoso, do PR, disse que ele deveria ser candidato a senador. Orestes Neves, presidente do PT em Sertânia, foi mais explicito: o lançou para governador.

Peixe eleitoreiro - Em São Bento do Una, o prefeito Padre Aldo Mariano (PMDB), que disputa à reeleição, não teve cerimônia em distribuir com o povão o chamado “peixe sagrado da Semana Santa”. As fotos do flagrante foram postadas no blog assinado por José Veloso - www. saobentodouna.blog.com.

 

 

Syleno rifado no PSB - Integrante do diretório estadual do PSB, o militante Paulo Fernando revela bastidores do que se passa no partido em relação ao vice de João da Costa. Se o partido fizer a indicação, segundo ele, o presidente do Metrorec, Syleno Guedes, não tem a menor chance. “Ele sequer foi eleito vereador e não tem qualificações para o cargo. O trem que ele conduz já encontrou. É o Metrorec”, ironiza.

Boa notícia - Segundo a revista Nordeste, que chegou às bancas na quarta-feira passada, o Banco Azteca, do grupo mexicano Salinas, abrirá suas primeiras filiais no Nordeste pelo Recife e Olinda. Trata-se do terceiro maior banco do México, que atua combinado com a rede de eletrodomésticos Elektra. O foco principal é crédito para consumo.

Adesão em massa - Com 64% das intenções de voto para prefeito de Caruaru, José Queiroz começa a semana recebendo mais apoios. Na segunda-feira, pela manhã, ganha a adesão do PP, através do deputado Eduardo da Fonte; em seguida será o PCdoB, em ato com Renildo Calheiros. No mesmo dia, ganha o apoio do PR, de Inocêncio Oliveira.

 

Curtas

VELHOS AMIGOS - Jarbas foi curtir a Semana Santa com um grupo de amigos em Portugal, entre os quais o jornalista Ricardo Carvalho, da RTV, com quem, aliás, teve uma longa conversa sobre eleições no dia anterior ao embarque. 

NOVA SEDE - O candidato do PDT a prefeito de Olinda, André Luis Farias, fará uma grande festa para inaugurar a sede do partido no próximo dia 12. Deve trazer, dentre outras lideranças nacionais, o senador Cristovam Buarque.

ILEGALIDADE - ALF, como é conhecido em Olinda, estranha que a prefeita Luciana Santos culpe a oposição por irregularidades encontradas no contrato com a empresa Citeluz. “A ação partiu do MP e não tem viés político”, diz.

''Oh, Deus ouve o meu grito de angústia! Escutas a minha oração!''. (Salmos 59-13)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Airton Correia da Silva

O meu medo é João da Costa ou Cadoca ganhar essa eleição. O primeiro acabou com o centro da cidade com a volta dos camelôs, barracas de pegar bêbados e bicicletas na contramão. O segundo se vendeu a Lula e o PT que tanto lhe desmoralizaram na última eleição.

milton tenorio pinto junior

Esse pessoal adora ganhar facil. Já faz parte de suas vidas não fazer nada.

Edmar Lyra Cavalcanti Júnior

que passou como vice... foi 10 mil de salário por mês sem fazer esforço... se Luciano Siqueira considerasse João Paulo e fosse grato, apoiaria o candidato dele...

Edmar Lyra Cavalcanti Júnior

Gostaria de saber deste Stefano de onde ele tirou que falta votos a Mendonça e João da Costa ? Se estes são os candidatos que provevelmente disputarão o segundo turno ? Não tenho nada a ver com a vida do PT e do PCdoB, mas Luciano Siqueira deveria agradecer a João Paulo pelos 8 anos...

stefano

Votos? Realmente faltam a Luciano, assim como a Mendonça, Rauls e João da Costa.



22/03


2008

Golpe de 64: oficial confirma tortura e execuções

 Ex-chefe de um dos Grupos de Combate (GCs) responsáveis pela execução de 32 guerrilheiros no Araguaia e araponga do Centro de Inteligência do Exército até 1994, o tenente José Vargas Jiménez tirou do armário revelações que estão causando desconforto e mal-estar nos quartéis: admite e detalha os métodos de tortura usados no período que ele mesmo chama de "fase de extermínio" dos militantes do PC do B e assume a autoria da destruição de todos os documentos sobre a guerrilha que se encontravam no serviço de inteligência de Belém. Além disso, é o primeiro combatente a jogar luzes sobre possíveis locais onde possam estar os restos mortais de alguns dos 58 militantes do PC do B desaparecidos no Araguaia.

- Uma parte foi enterrada ou ficou insepulta na selva e outra nas bases militares de Bacaba (São Domingos do Araguaia), onde ficavam os GCs de selva, Xambioá (cemitério), área dos pára-quedistas e na Casa Azul (Marabá), dominada pelos oficiais de inteligência - diz o tenente Vargas em entrevista exclusiva ao Jornal do Brasil.

Ele decidiu falar depois de livrar-se de uma sindicância aberta pelo Comando Militar do Oeste, em Campo Grande (MS), para apurar a divulgação de documentos secretos e seu relato no livro Bacaba - memórias de um guerreiro de selva da Guerrilha do Araguaia, em fase de lançamento.

Na publicação, que, por enquanto, circula de mão em mão, ele conta, com sinceridade brutal, os principais episódios que diz ter participado, entre 2 outubro de 1973 e 27 de fevereiro de 1974. Revela, por exemplo, que mulheres e filhas de moradores eram feitas prisioneiras, torturadas e tiveram de se prostituir para sobreviver. E crueldade não pára por aí: as famílias de camponeses, com medo, ofereciam as filhas adolescentes aos militares. Havia, também, uma rivalidade entre as tropas para ver quem matava mais. Os homens de seu GC, como nos filmes de faroeste, faziam um risco na arma para contar quantos executavam.(Informações do Jornal do Brasil)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

noel ferreira de albertim

Não importa de que lado venha a verdade,ela precisa ser dita.Agora cabe às autoridades averiguar os fatos que venha a comprovar as declarações desse infeliz.Só assim iremos descobrir o que de fato aconteceu na nossa história recente.

Severino Isidoro Fernandes Guedes

Tal como já ocorrera antes na guerra contra o Paraguai e no massacre de Canudos, esse é mais um episódio negro e vergonhoso para o nosso Exército. Um episódio que em nada dignifica essa importante e digna instituição que, esperamos, não mais se envolva em situações vexatórias como essa.

Sérgio J. Cadena Bandeira de Melo

QUE CONFIANÇA PODEMOS TER HOJE DEPOIS DE 35 ANO DO FATO ACONTECIDO, ESTE TEN. josé vargas jiméns,SÓ É DIGNO DO SEU NOME SER ESCRITO COM LETRS MINÚSCULAS,CONSIDERO UM TRAIDOR DAQUELES MASSACRADO NA ÉPOCA SEG.CONTA,DEIXA CLARO QUE FAZIA PARTE DO PC B E GUERRILHEIROS,UM COVARDE PARA AMBAS AS PARTES.



22/03


2008

Virou festa

 A família da cafetina Andréia Schwartz, apontada como testemunha no escândalo do governador de NY, Eliot Spitzer, diz estar chateada com a vizinhança que "só quer faturar" com o caso.

Uma vizinha armou na garagem uma barraquinha com comes e bebes para vender a jornalistas que fazem vigília no local. "Todo mundo adora ver uma "festa", enquanto estamos vivendo presos na nossa própria casa", diz o padrasto de Andréia, Adriano Lemke.(Folha de S.Paulo - Mônica Bergamo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Gilberto Carvalho Moura

Discordo, celebridade ela já é, agora vai posar para a Playboy, namorar um jogador de futebol, pagodeiro ou cantor brega e ter um programa infantil na televisão.

Severino Isidoro Fernandes Guedes

Ao voltar para o Brasil essa cafetina, infelizmente, vai virar celebridade. Se bobear monta um bordel de luxo lá na capital federal onde, com certeza, não faltarão clientes "vips" do meio político e empresarial. Só que cá a sacanagem não gera renúncia de ninguém, no máximo problemas com a esposa.

joao daniel neto

essa ai é do pt,da turma do grangeiro...

roberto de pessoa

ALém de pssarmos o maior vexame, com um amontoado de putas espalhadas pelo mundo, temos ainda de saber de coisas deste tipo. Fosse em minha família mudava de sobrenome.