De bigu com a modernidade

Nissan Versa: espaço e conforto para ser Uber Black

Já virou lugar-comum dizer que o sedã Nissan Versa é o melhor carro para transporte de aplicativos. Para o cliente, pelo espaço e pelo acabamento sóbrio e bem cuidado – tem mais refinamento do que a geração anterior – para os padrões do segmento; para o motorista, principalmente, em razão de seu consumo comedido de combustíveis e confiabilidade oferecida pelo conjunto mecânico. Mas a Uber, maior empresa do setor, comete uma injustiça com o Versa: não o permite ser usado na categoria Black, apenas na Comfort. A empresa, claro, como é privada e livre de para definir suas regras, pode adotar o que quiser. No entanto, a versão Exclusive (topo de linha) do tradicional sedã da marca japonesa mereceria, sim, estar na lista – mesmo que os R$ 130 mil sejam, digamos assim, um valor elevado para o uso profissional. Este colunista testou o modelo importado do México por uma semana e constatou as razões.

Por exemplo: a versão Exclusive tem um bom pacote de equipamentos e itens de segurança ativa e passiva. Destaque para o sistema de visão 360° inteligente, o detector de objetos em movimento, o monitoramento de ponto cego e os alertas de atenção do motorista e de tráfego cruzado traseiro. Estão disponíveis também nesta versão seis airbags, controles eletrônicos de velocidade e de partida em rampa, assistente de frenagem de emergência e até alerta de objetos esquecidos no banco traseiro. Internamente também foram adotadas algumas mudanças – algumas bem perceptíveis, como os novos acabamentos e tecido ou couro e o confortável apoio de braços entre os bancos dianteiros. O ar condicionado é bem eficiente – mas aí entra uma falha para quem deveria ser adotado pelo Uber Black: faltam saídas de ar para os ocupantes do banco traseiro (embora, e isso não é comum no segmento dos compactos, tenha saída USB do tipo C). Para o motorista desse ‘aplicativo’, há um carregador sem fios, mas aí vem outro problema: o espalhamento com Android e IOS exige um cabo. 

Motor – O modelo mantém o motor 1.6 aspirado – o que ainda é um atraso na era dos turbinados, espalhados por todos os segmentos. Mas, pelo menos, a Nissan já anunciou, conforme divulgado nesta coluna, que vai fabricar motores turbo em Resende, no interior do Rio, principalmente para o Kicks. Quem sabe não é uma mudança geral de estratégia? Mas, por enquanto, o condutor te m que conviver com os até 113cv com 15,3kgfm de torque. O câmbio é do tipo CVT. É aquele sistema que parece muito bem ajustado ao conjunto, produzindo força sem trancos e sem exigir altas rotações, mas que não empolga em saídas rápidas e retomadas. Por outro lado, mesmo esse fenômeno – rotação baixa, pouco torque disponível – faz os olhos dos motoristas de aplicativos (olhem eles de novo!) brilharem: dados do Inmetro mostram que o consumo de combustível do Versa está entre os melhores do seu segmento. São, por exemplo, 11,5 km/l na cidade e 14,7 km/l na estrada – com gasolina, claro. Em lugares com topografia plana, que dispensa rotações mais altas, o consumo pode ser bem melhor. O modelo não foi usado em estradas, e por grandes distâncias, mas em alguns momentos o painel chegou a marcar consumo instantâneo de 17,8 km/litro – com gasolina.

E mais

√ O Nissan Versa é confortável exatamente pelo tamanho: são quase 4,50 m de comprimento, sendo 2,62 m de entre-eixos – e isso garante um bom espaço interno, principalmente no banco traseiro (e ainda mais se o banco da frente estiver à frente). 

Essas medidas todas garantem um porta-malas caprichado, com 482 litros de capacidade – e o bom acesso é garantido por uma ampla área de abertura.

Para quem o usa com frequência (como os motoristas… de aplicativos), um mimo: o banco dianteiro tem uma tecnologia chamada Zero Gravity, que o torna mais agradável e confortável. 

A direção é elétrica, com regulagem de altura e profundidade da coluna de direção. 

A versão Exclusive tem os bancos e a parte central do painel em dois tons, combinando cinza escuro com branco ou azul. 

GM ainda não garante elétrico nacional – A montadora norte-americana General Motors, prestes a completar 99 anos de Brasil, anunciou na quarta-feira (24) um investimento de R$ 7 bilhões no país até 2028. O aporte, segundo a marca, faz parte de uma fase inicial do novo ciclo de investimento que, acreditam, será o período de maior transformação da marca no Brasil. Esse valor será destinado especialmente para promover a renovação do portfólio de veículos, o desenvolvimento de tecnologias inovadoras, a evolução das operações e a criação de novos negócios. Os dirigentes da empresa, que fizeram o anúncio direto ao presidente da República, Luís Inácio Lula da Silva, não garantiram, porém, que nesse tempo saia algum modelo 100% elétrico exclusivamente nacional (desenvolvido e produzido numa das suas quatro fábricas). 

O enfático discurso anterior de que não fabricaria híbridos – pulando de motores a combustão diretamente para a produção de 100% elétricos – foi amenizado. “Acreditamos que o mercado deva ser testado, se haverá transição e onde ela será mais lenta ou não”, comentou o presidente da General Motors International, Shilpan Amin. O pacote de investimentos chega num momento em que a GM brasileira chegou a passar maus momentos, tendo que demitir em três fábricas – depois transformando a ação em um plano voluntário, no final do ano passado. Até boatos sobre o fechamento de unidades e até sobre a saída da companhia do Brasil foram ventilados, agora veementemente negados: “O Brasil é importantíssimo para nossos negócios, sendo pólo exportador para a América do Sul e centro de desenvolvimento de engenharia”, disse Chamorro. 

Novo Spin no BBB até março – O Novo Spin, crossover (ou minivan) de sete lugares de maior sucesso do mercado nacional, vai estrear no Brasil ainda no primeiro trimestre de 2024, dentro do reality show Big Brother Brasil, da TV Globo. A General Motors promete que ele dará um salto evolutivo com inovações de design, conteúdo e performance. “O Spin sempre se destacou por atributos como o amplo espaço interno e a relação custo-benefício”, diz Paula Saiani, diretora de Marketing de Produto da GM América do Sul. “Agora, mexemos inclusive na parte estrutural do Novo Spin, mas mantendo virtudes como a versatilidade”, diz a executiva. 

O modelo continuará sendo oferecido em versões de sete lugares e de cinco lugares – que se diferencia pelo maior porta-malas entre os veículos de passeio de produção nacional. Nas projeções oficiais do novo Spin recém-divulgadas vê-se uma parte dianteira completamente nova, com faróis Full LED e um capô mais elevado – uma tendência entre os SUVs. Seguindo este mesmo princípio, o Novo Spin fica ligeiramente mais alto, devido a ajustes na suspensão. Há mudanças ainda na calibração do conjunto propulsor e da direção, que proporcionam uma dinâmica veicular e uma performance mais refinada ao produto, com ganhos relevantes também em eficiência energética.

Pulse: 100 mil emplacamentos – O SUV Pulse, o primeiro da Fiat totalmente desenvolvido no Brasil, chegou à marca de 100 mil unidades emplacadas. O modelo ajudou a Fiat a fazer sucesso nesse segmento, a ponto de, no ano passado, garantir a terceira posição, com 11% de participação (ou  86 mil unidades vendidas). E o Pulse traz outro pioneirismo: ser responsável pela estreia do motor turbo flex T200, um 1.0 de 130 cavalos e 20,4kgfm de torque, e da transmissão automática do tipo CVT. Hoje, são seis configurações em cinco versões distintas – e a partir dos R$ 103 mil, embora a versão topo de linha (Abarth) chegue aos R$ 150 mil. 

Golf, 50 anos: o que vem aí? – O Golf celebra seu quinquagésimo aniversário em 2024 e a Volkswagen, para celebrar a data, acaba de apresentar a versão aprimorada de seu carro mais vendido. Na Europa, os clientes poderão encomendar o novo modelo dentro de algumas semanas. Ele impressiona pela nova central multimídia de última geração, com conceito de operação mais intuitivo, além do design exterior mais marcante na dianteira e traseira. Agora, as opções híbridas plug-in alcançam autonomia de, aproximadamente, 100 quilômetros apenas com motor elétrico. E, pela primeira vez, a grade dianteira de um Golf recebe o logotipo iluminado da Volkswagen. Não há informações sobre a chegada dele ao Brasil. 

Harley-Davidson: novidades para este ano – A fabricante norte-americana Harley-Davidson apresentou durante a semana suas principais novidades para a linha 2024, tendo como destaque as renovadas Street Glide e Road Glide – que tiveram design bastante alterado e, com isso, melhoria na aerodinâmica. As duas levam motor de 1.923 cm³, aprimorado com um novo sistema de refrigeração. Com isso, reduz-se o calor emitido pelo motor e eleva-se a potência de 102 cv para 106 cv, agora com torque de 17,9 kgfm. De lançamento, a Road Glide ST CVO – uma versão caprichada da empresa de costumização da marca, que comemora o 25º aniversário. Este seria o modelo de alto desempenho mais rápido, veloz e sofisticado já produzido pela Harley-Davidson. Um assento solo profundo e um riser de seis polegadas combinado com um guidão especial colocam o piloto em uma posição agressiva e ereta, com estilo custom californiano. 

Transporte escolar: o seu está regular? – Início do ano letivo exige que pais, mães e responsáveis gastem dias com as pendências para resolver antes que as crianças e adolescentes retornem às aulas. Além do material escolar e o uniforme, o transporte escolar costuma ser uma das causas de grande preocupação nessa época do ano. A Federação Nacional da Inspeção Veicular (Fenive) alerta que os veículos que fazem esse serviço precisam, obrigatoriamente, comprovar que estão adequados para poder operar. Além disso, as informações sobre a regularidade desses veículos devem ser públicas e acessíveis a todos os usuários. De acordo com a legislação brasileira, somente podem realizar o transporte escolar no Brasil os veículos que passaram por inspeções veiculares semestrais, comprovando que estão com todos os documentos e dispositivos de segurança regulares, evitando riscos aos estudantes.

Padronização – O engenheiro mecânico Daniel Bassoli, diretor executivo da Fenive, critica a falta de padronização entre os órgãos de trânsito estaduais com relação aos serviços habilitados para fazer essa avaliação. Segundo ele, em algumas unidades da federação, a inspeção veicular só pode ser realizada em organismos credenciados pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), que são as estruturas preparadas e qualificadas para isso. “No entanto, em boa parte do país não há rigor algum sobre o serviço ou o profissional responsável pela inspeção dos veículos de transporte escolar. Assim, qualquer pessoa pode validar. Isso dá brecha para que a segurança das crianças seja colocada em segundo plano ou sujeita a interesses comerciais”, alfineta.

Transparência – Bassoli pontua, ainda, a dificuldade que as famílias dos estudantes encontram para saber se os veículos contratados estão em conformidade com as exigências da legislação. É preciso que os Detrans facilitem a transparência desses dados – como a placa do veículo ou o nome completo do motorista. “Muitos municípios do Brasil sequer fazem a inspeção veicular. Para agravar esse cenário, há um problema de rastreabilidade em muitos lugares e os familiares não têm acesso às credenciais do transportador para saber se ele está regular, de fato. Muitas vezes, o usuário conta somente com uma autorização em papel, afixada no interior do veículo, o que não é garantia de que realmente o veículo está regular”, enfatiza.

Legislação – O serviço de transporte escolar no Brasil está regulamentado no Código de Trânsito Brasileiro (CTB). O diretor da Fenive destaca que, além disso, ônibus, micro-ônibus e vans que transportam estudantes precisam cumprir todos os requisitos exigidos na NBR 14.040 da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), que é a norma brasileira para inspeção veicular. Para ampliar a segurança e o rigor sobre o transporte escolar, em 2023 a ABNT publicou a norma NBR 17075, que complementa a NBR 14040. A nova regra estabelece os itens e acessórios veiculares que precisam estar adequados aos padrões de segurança para a execução do serviço, além dos procedimentos para inspeção, seus equipamentos e recursos necessários.

Estatísticas – “Os acidentes com o transporte escolar no Brasil são pouco divulgados. Quase sempre são computados nas estatísticas gerais dos acidentes de trânsito. É urgente fazer a padronização desses serviços no país para evitar mais vítimas entre os estudantes”, reforça o engenheiro. Não existem estatísticas oficiais do número de estudantes da rede privada brasileira que utiliza o transporte escolar, uma vez que as informações são descentralizadas. Mas os dados do Programa Caminho da Escola, do Ministério da Educação (MEC), mostram que existem cerca de 8,5 milhões de estudantes matriculados na educação básica da rede pública que dependem do transporte escolar fornecido pelo poder público – a maior parte deles (7,4 milhões) de ônibus ou micro-ônibus, mas também de barco e até de bicicleta.

Dicas na hora de contratar – Confira os dados do motorista. O condutor do veículo deve ter mais de 21 anos, carteira de habilitação para dirigir veículos na categoria D, ter passado por curso de Formação de Condutor de Transporte Escolar e possuir matrícula específica no Detran para realizar o transporte escolar;

– Ônibus, micro-ônibus e vans devem apresentar autorização especial do Detran para realizar o transporte de escolares. Essa autorização deve estar fixada na parte interna do veículo, em local visível.

– Verificar se a autorização afixada no veículo é autêntica e recente. Os veículos devem passar por inspeção a cada semestre.

– Os veículos que fazem o transporte escolar devem, obrigatoriamente, apresentar a inspeção veicular em dia, em cumprimento às exigências estaduais, municipais e federais 

– Monitore o serviço diariamente e esteja atento ao comportamento do seu filho, faça perguntas e preste atenção aos relatos que ele apresenta. 

Renato Ferraz, ex-Correio Braziliense, tem especialidade em jornalismo automobilístico.

Veja outras postagens

Daqui a pouco, exatamente à meia-noite, este blog traz a primeira pesquisa do Instituto Opinião, de Campina Grande, sobre a corrida sucessória em Salgueiro, a 500 km do Recife, um dos principais colégios eleitorais do Sertão. Um bom motivo para a cidade dormir um pouco mais tarde.

Toca Jabô

O deputado Fernando Rodolfo (PL) ocupou a Tribuna da Câmara dos Deputados, há pouco, para fazer um belo e emocionante registro do aniversário dos 18 anos de fundação deste blog. A ele, meu agradecimento em nome de toda a minha equipe, por extensão da Rede Nordeste de Rádio, com 48 emissoras em Pernambuco, Paraíba, Alagoas e Bahia, tendo como cabeça de rede a Rádio Folha 96,7 FM, no Recife.

Paulista - No ZAP

Uma rotina com mais água já não é uma realidade distante para os 2,5 mil moradores da comunidade da Horta, no bairro dos Torrões, Zona Oeste do Recife, que nos próximos meses poderão comemorar a chegada da água diariamente nas torneiras. Isso porque a Compesa iniciou, hoje, uma obra de ampliação do abastecimento de água na comunidade, um investimento de R$ 838 mil. A intervenção é uma das ações autorizadas pelo governo do estado no dia 22 de março, Dia Mundial da Água, quando foi anunciado um pacote de investimentos de R$ 52 milhões para ampliar a oferta de água na Região Metropolitana do Recife.

As intervenções estão em andamento na Rua Doutor Flávio Ferreira da Silva Marojo com execução dos primeiros serviços de implantação de trecho de rede de abastecimento de água. As tubulações serão interligadas à rede existente na Rua Doutor Antônio Correia de Oliveira, próximo ao cruzamento com a Avenida Engenheiro Abdias de Carvalho, que tem pressões suficientes para atender à demanda da área. O projeto prevê, no total, o assentamento de 2.682 metros de uma nova rede de água para assegurar o atendimento diário na comunidade. O prazo de conclusão da obra previsto pela Compesa é para dezembro deste ano.

“A comunidade da Horta é abastecida atualmente no regime de um dia com água e um dia sem. Entretanto, em razão do crescimento da área, as tubulações existentes estão subdimensionadas para a demanda atual e, por isso, vamos reestruturar a rede de abastecimento de água, garantindo a continuidade do abastecimento e a eliminação do rodízio na área. Esse foi um compromisso assumido pela governadora Raquel Lyra e que a Compesa será responsável pela execução, levando mais água para os moradores”, explicou o presidente da Compesa, Alex Campos.

Jaboatão - Toca Jabô

Após três dias de muito debate, o 7° Congresso Pernambucano de Municípios, realizado pela Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), foi encerrado, hoje, com a palestra “Dos Desafios da Atualidade à Excelência na Gestão Pública”, do jornalista Caco Barcellos.

Conhecido por suas reportagens investigativas e defesa dos direitos humanos, o jornalista separou a plateia em uma dinâmica que trouxe os extremos da sociedade, do bilionário ao mais pobre. Na ocasião, frisou que a grande aliada das populações mais vulneráveis é a gestão pública, são as prefeituras e que “quaisquer temas que podemos trabalhar irão tocar na questão da desigualdade social”.

No encerramento do Congresso, o presidente da Amupe, Marcelo Gouveia, frisou o trabalho da Amupe em prol dos municípios pernambucanos e o trabalho dos prefeitos e prefeitas, de todo o corpo técnico municipal para o sucesso do evento. “Foram mais de 100 estandes, 12 salas temáticas e a participação recorde de 7,2 mil presentes nos três dias de evento. Agradecemos a todos e todas que compõem os municípios pernambucanos. É por e para vocês que trabalhamos diariamente”, enfatizou.

Com esta marca, o 7º Congresso Pernambucano de Municípios se torna o maior em quantidade de participantes, se consolidando também como o maior congresso de municípios do Nordeste, com a presença de prefeitos e prefeitas de todas as regiões de Pernambuco.

Petrolina - Melhor cidade para viver 2024
Ipojuca - Minha rua top

Do G1/PE

O empresário Rodrigo Dib Carvalheira, investigado por estupros, foi solto, há pouco. Ele estava preso no Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, no Grande Recife, desde a última quinta-feira, após ter prisão preventiva decretada pela Justiça.

De acordo com a Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização, Rodrigo Carvalheira deixa o Cotel após receber um alvará de soltura condicionado a monitoramento eletrônico, ou seja, com uso de tornozeleira eletrônica. A liberdade provisória foi concedida pelo juiz que recebeu a denúncia.

Na segunda-feira (15), a Polícia Civil indiciou o empresário após a conclusão de três inquéritos. O processo corre em segredo de Justiça, mas, no mandado de prisão, consta que ele é investigado pelo crime de estupro de vulnerável, previsto no artigo 217-A do Código Penal.

Os inquéritos foram encaminhados ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e estão sendo analisados por promotores de Justiça. O MPPE pode decidir apresentar denúncia à Justiça ou pedir novas diligências à Polícia Civil.  Caso o MPPE decida denunciar Carvalheira, o caso segue para o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), que, por sua vez, deve decidir se aceita a denúncia, tornando o empresário réu, ou se arquiva o processo.

A advogada de Carvalheira, Graciele Queiroz, informou que o alvará de soltura foi concedido na tarde de hoje. “O alvará de soltura foi de fato deferido pelo juiz porque o inquérito policial foi finalizado e o juiz entendeu que ele não oferece nenhum tipo de perigo. Lembrando que a prisão dele só foi decretada porque, supostamente, ele estava dificultando a investigação. […] A prisão dele se deu pela obstrução das investigações. Ponto. Não por supostamente ele ter abusado alguém”, disse Graciele Queiroz.

O indiciado, que tem 34 anos, faz parte de uma família tradicional de Pernambuco, já foi secretário de Turismo de São José da Coroa Grande, no Litoral Sul, e presidiu a executiva estadual do antigo PTB.

Caruaru - Geracao de emprego

A pré-candidata à Prefeitura de Olinda pelo PSD, Mirella Almeida, vai receber a confirmação de mais um apoio. O partido Avante realizará, amanhã, um ato para reafirmar a adesão da legenda ao palanque da postulante à sucessão do prefeito Professor Lupércio. O evento acontecerá no Hotel Costeiro, localizado em Bairro Novo, às 18h.

O ato terá a presença do presidente estadual do Avante, Sebastião Oliveira, do prefeito Professor Lupércio e do deputado federal Waldemar Oliveira. Em Olinda, o partido construiu uma chapa proporcional com os vereadores Biai, Bruno D’Melo, Ricardo Souza e Tostão, além de ex-parlamentares, líderes comunitários e de movimentos sociais. Durante o evento, também será oficialmente apresentado o novo presidente municipal da legenda. Trata-se do jornalista e secretário de Comunicação de Olinda, Júnior Dionízio.

Camaragibe Agora é Led

Pré-candidato a prefeito de Condado, o empresário Albino Silva, mais conhecido como Albino da Click, recebeu, hoje, o apoio do atual prefeito da cidade, Antônio Cassiano, para disputar o Executivo municipal. A pré-candidata Genyalda Soares, antes apoiada por Antônio Cassiano, também anunciou a retirada do seu nome da disputa municipal para apoiar Albino. Desta forma, Albino reúne os principais apoios da cidade.

Albino disputou as eleições de Condado em 2020, ficando em 3º lugar, com 30% dos votos apurados. “Recebemos com muita alegria o anúncio do apoio do prefeito Cassiano e de Genyalda, que retirou sua candidatura para integrar nosso projeto. Isso mostra o quanto nosso conjunto político está consolidado e representa o melhor para Condado. Vamos seguir fortalecendo nossas propostas e discutindo soluções para nossa cidade”, afirmou Albino.

Belo Jardim - Vivenciando Histórias

Em um momento de tensão entre Poderes, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, recebeu, hoje, para conversas, o ministro da Casa Civil, Rui Costa, e o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Nos dois casos, os encontros foram para tratar do relacionamento entre o governo e o STF com o presidente da Casa.

Lira recebeu Rui Costa um dia depois de se reunir com líderes da Câmara e avisar que, a partir de agora, o governo terá de se virar sozinho e conseguir maioria na Casa para aprovar os projetos de seu interesse. Estariam fora desta lista as propostas da agenda econômica, como a que trata da regulamentação da reforma tributária. As informações são do blog do Valdo Cruz.

O presidente da Câmara avisou, inclusive, que vai liberar para votações projetos de interesse da oposição, como o pacote anti-invasão de terras. Ele afirma que a atitude é uma reação ao fato de estar se sentindo desprestigiado pelo Palácio do Planalto depois de ter ajudado a aprovar pautas prioritárias no ano passado.

No caso do encontro com o ministro do Alexandre de Moraes, o tema foi a relação com o STF e as insatisfações de deputados com decisões do Supremo que acabam atingindo os parlamentares. Entre elas, a prisão de deputados em condições contestadas pelos colegas, como o caso do deputado Chiquinho Brazão, acusado de ser o mandante do assassinato de Marielle Franco.

Vitória Reconstrução da Praça

Por Juliana Albuquerque – repórter do Blog

Prestes a ser paga a terceira parcela dos precatórios do Fundef, a partir do dia 8 do próximo mês, ainda é grande o número de reclamações que chega ao conhecimento do Blog sobre o não pagamento das duas primeiras parcelas.

Além das queixas do não pagamento de nenhuma parcela até o momento, os relatos de problemas se estendem a complicações na plataforma criada pelo Governo do Estado para enviar documentação, o https://precatoriofundef.educacao.pe.gov.br/, e o não atendimento pelos meios de comunicação oficiais disponibilizados pela Secretaria de Educação para o beneficiário.

“Eu não recebi nenhuma das parcelas que foram disponibilizadas ao longo do ano passado. Assim como eu, há vários outros casos que eu tenho conhecimento no grupo de herdeiros que participo. No site criado para enviar documentação, o caos domina. Toda vez que entro para acessar, um documento que eu tinha inserido antes, simplesmente desaparece”, relata um herdeiro ao Blog.

Ainda de acordo com ele, o problema e a falta de transparência no processo se aplicam também ao acesso às informações. “Todas as fontes de contato que eles repassaram para a gente, não atende e nem responde. Já perdi a conta de quantas tentativas eu fiz, assim como a minha advogada, sem nenhuma resposta”, complementa o herdeiro.

De acordo com o cronograma divulgado pela Secretaria de Educação no fim de janeiro, as remessas de pagamento dos precatórios do Fundef referentes a primeira e segunda parcelas pendentes de 2023 serão feitas ao longo deste ano, com previsão de ser concluída no dia 20 de dezembro.

O problema é que até lá, muitos beneficiários, especialmente os herdeiros, não conseguem uma resposta concreta nem sobre em qual lote de pagamento se encontram, muito menos se há algum problema no cadastro que esteja impossibilitando o recebimento dos valores que têm direito.

“Todo mês é a mesma coisa. Esperamos o valor entrar na conta informada, mas toda vez é essa desorganização. Para ter uma noção, a coisa tá tão desorganizada, que esse pagamento tem sido feito de forma aleatória. Tem gente que recebeu a segunda, mas não recebeu a primeira; gente que recebeu a primeira e não a segunda. E tem gente, que assim como eu, não recebeu nenhuma das parcelas. Uma verdadeira esculhambação”, desabafa o herdeiro.

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) invadiu, na manhã de hoje, a sede do Instituto Nacional de Colonização e da Reforma Agrária (Incra) em Campo Grande (MS). O ato, iniciado por volta das 7h, foi informado pelo próprio movimento em nota em seu site oficial. Segundo o movimento, cerca de 200 militantes participam da ação. As informações são do portal Estadão.

As invasões realizadas pelo MST, desde segunda-feira (15), alcançaram 28 áreas em 11 Estados, segundo dados do próprio movimento. As invasões são registradas em Sergipe, Espírito Santo, Pernambuco, Paraná, Rio Grande do Norte, Bahia, Pará, São Paulo, Goiás, Ceará, Rio de Janeiro e no Distrito Federal. Os atos fazem parte do chamado ‘Abril vermelho’, em repúdio ao massacre de Eldorado dos Carajás, no Pará, em 17 de abril de 1996, quando 21 trabalhadores rurais ligados ao MST foram assassinados pela Polícia Militar.

Na nota sobre a invasão ao Incra, o MST informou que a mobilização tem o objetivo de “pressionar pela distribuição de terras para reforma agrária em áreas que já estão em negociação, que possuem ocupações ou cujos proprietários possuem irregularidades com a União”. “Nossa ocupação é uma ação organizada com o objetivo de avançarmos na negociação com o Incra em MS e no Brasil, rumo à Reforma Agrária”, disse Laura Santos, da direção estadual do MST em Mato Grosso do Sul.

No Estado, o MST reivindica áreas em Sidrolândia, Ponta Porã, Nova Andradina, Corguinho, Itaquiraí, Japorã, Bataiporã e Dourados para destinação a assentamentos para reforma agrária. O movimento também acusa fazendas crime de trabalho escravo.

No domingo, 14, o MST envadiu propriedades da Embrapa Semiárido, em Petrolina (PE), e uma segunda área da Codevasf, utilizada pela Embrapa também em Petrolina.

Nesta semana, o governo federal lançou o Programa Terra para Gente, para acelerar o assentamento de famílias no País. O programa prevê a inclusão de 295 mil famílias no Programa Nacional de Reforma Agrária, sendo 74 mil assentadas e 221 mil reconhecidas ou regularizadas em lotes de assentamentos existentes até 2026. O MST afirmou que as iniciativas do governo voltadas à reforma agrária são “insuficientes” e que há 70 mil famílias vivendo em acampamentos.

Um evento dinâmico, que reúne mentes brilhantes e marcas icônicas para discutir o futuro do Marketing, da Inovação, das Experiências e do Social Media. Assim é o Possible, que se encerra hoje, no hotel Fonteine Bleu, em Miami.

Entre os representantes do Brasil no evento internacional, a diretora da Gramado Parks, Lísia Diehl, marcou presença como uma das convidadas especiais. Durante sua participação, abordou a gestão de redes sociais e mídia de performance das empresas do grupo – que é especialista em entretenimento e hospitalidade – com foco em Marketing Analytics e BI. “Marketing e vendas caminham lado a lado e, com as tecnologias e plataformas que temos atualmente, podemos ser cada vez mais analíticos e estratégicos nos investimentos”, destacou e completou: “Assertividade é resultado e austeridade para a companhia”.

Para a executiva, que este mês completa um ano a frente da diretoria de Vendas de Hotéis e Parques da Gramado Parks e mais de dois anos na liderança do Marketing, contou que os resultados digitais alcançados pela empresa em 2023, a partir da unificação destes setores, foram significativos e muito comemorados.

“Tivemos um crescimento considerável, se comparado a 2022, quando as áreas atuavam separadas”, salientou ela, celebrando a conquista, e finalizou: “Participar de um evento como esse, com líderes que apresentam novas e disruptivas visões de futuro, é enriquecedor. Todo o Grupo sairá ganhando”.

Por três dias, Possible abordou pautas sobre tecnologias digitais, inteligência artificial, cultura, pessoas e algoritmos. Entre os nomes de peso convidados para participarem estavam a cantora, atriz e ícone da moda best-seller do New York Times, Janelle Monàe, o vencedor do Grammy, empreendedor e embaixador da educação, Armando Christian Pérez, o Pitbul, o diretor de Marketing e Experiência do Cliente do McDonald’s, Tariq Hassan, e a CEO da revista e das plataformas digitais da TIME, Jessica Sibley.

Sobre a Gramado Parks

Fundada em Gramado, na Serra Gaúcha, a Gramado Parks é um dos maiores grupos de hospitalidade e entretenimento do país. É responsável por empreendimentos inovadores como o Snowland, primeiro parque de neve indoor do país, o Acquamotion, primeiro parque aquático termal indoor e temático da América Latina, ambos em Gramado, e a Yup Star, rodas-gigantes localizadas no Rio de Janeiro e em Foz do Iguaçu.

Com mais de 1.700 colaboradores, a empresa também tem três hotéis em Gramado (Bella Gramado, Exclusive Gramado e Buona Vitta), quatro restaurantes (Dona Lira, Opiano, Don Milo e Signature). Ainda, mantém o Museu do Festival de Cinema de Gramado e está investindo nas regiões de Foz do Iguaçu e Carneiros (PE), possuindo salas comerciais do conceito de multipropriedade na Serra Gaúcha, Pernambuco, Foz do Iguaçu e Rio de Janeiro.