Coluna da terça-feira

Impasses e dramas políticos de Lula (I)

Não há dúvida que o presidente Lula já marcou para sempre a história do Brasil, pelas mais diversas razões, em especial por três feitos extraordinários. Primeiro e único presidente eleito com origem na extrema pobreza, tendo passado fome e literalmente migrado no pau-de-arara, ainda criança, de Pernambuco para São Paulo.

Primeiro e único operário a se tornar chefe da nação. Primeiro e único a ter sido eleito presidente da República pelo voto direto em três eleições. Só isso já deixa Lula em patamares históricos excepcionais. Perde unicamente para Getúlio Vargas, em tempo no poder e consequente impacto na vida nacional. Considerando a idade avançada do Lula (este ano completa 79 anos, sete a mais do que os 72 anos do total da vida do Getúlio), não tem como superar o caudilho gaúcho.

Sem chance de sequer se igualar a Getúlio, mesmo se for eleito pela quarta e outra inédita vez em 2026, aos 81 anos de idade, o que é uma real possibilidade, caso sua saúde permita, a economia viabilize e crises políticas-jurídicas não o expurguem do mandato e imponham outra inelegibilidade ou até mesmo nova prisão. Getúlio ficou mais de 18 anos como presidente da República, e com o eventual quarto mandato, Lula ficaria 16.

Os dois primeiros mandatos do Lula foram de manejo político altamente lubrificado pelo mensalão e o petrolão. Além de outros muitos esquemas nunca devidamente investigados, a exemplo do Fies, a Copa do Mundo e o BNDES, para citar alguns poucos. Mas a verdade é que Lula teve dois mandatos controlando a Câmara e o Senado, com relativa fluidez, mesmo enfrentando pequenas surpresas, de natureza mais interna, como a eleição de Severino Cavalcanti para a presidência da Câmara.

Até Bolsonaro na base – O raio de apoio que os dois primeiros governos de Lula receberam foi algo fabuloso, pois tinha a quase totalidade da esquerda, com mínimas defecções, indo até a mais explícita direita. Vale lembrar que os futuros bolsonaristas “raiz” PL, PP, Republicanos (então chamado de PRB), o antigo PTB, dentre outros partidos menores, eram lulistas de carteirinha. O próprio Jair Bolsonaro fazia parte da base de Lula nos dois primeiros mandatos, para não falar em antigos lulistas ortodoxos, depois travestidos em baluartes do bolsonarismo, a exemplo do Valdemar Costa Neto e de Ciro Nogueira.

Sem cooptação – Nesse terceiro mandato de Lula, o sistema político brasileiro é outro. O petista não consegue mais cooptar, diga-se, comprar, uma base segura, estável e sólida. Pode até tentar pagar com ministérios, estatais, emendas bilionárias, maiores que as escandalosas do Bolsonaro, porém a grande maioria dos parlamentares hoje quer o exercício do poder com as próprias mãos. Alugam os votos, mas não vendem os mandatos. Levam mais vantagem no jogo do varejo, pelo corpo-a-corpo, com frieza, sem fidelidade alguma, a não ser para si-próprios.

Tudo começou com Sarney – Nunca o parlamento teve tanta força em toda a história política brasileira como na atualidade. E não é por conta de nenhum “imperador” das Alagoas. O poder é exercido, na prática, pela esmagadora maioria dos parlamentares federais em negociações praticamente individuais, calculando tudo de maneira prática, concreta, no jogo sujo do toma-lá-dá-cá jamais visto no País. Não se pode negar que tudo começou com os cinco anos para o Sarney, no “é dando que se recebe”. Para depois se escancarar com o Fernando Henrique Cardoso, que teria comprado, em pacotes de 400 mil dólares, 115 deputados federais, de quase todos os partidos, para garantir a emenda constitucional da reeleição

Lata do lixo da história – Numa degradação acelerada, que se tornou incontrolável, Bolsonaro criou as emendas secretas e passou o poder real do orçamento federal ao parlamento. Nesse contexto, para sobreviver, Lula teve que se curvar e se contorcer frente a tal realidade rodriguiana, “a vida como ela é”, para se manter no terceiro mandato. Sem choro, nem vela. O discurso mobilizador da campanha vitoriosa de 2022, quando apelou desesperadamente para os votos das mulheres e dos negros, prometendo a presença feminina e preta no centro poder, fora outras promessas vãs, tudo isto está indo diretamente para a lata do lixo da história.

Velhas regras implacáveis – Lula, o realista, o pragmático, o manipulador, teve e tem que obedecer às velhas regras implacáveis da política, como no ditado popular do “ou dá ou desce”. E, lógico, profissional e grande mestre do ramo, com o inevitável, Lula relaxa e goza para alimentar seu ego inesgotável e manter as ilimitadas benesses em benefício próprio e dos seus íntimos. Eis o maior impasse político do Lula em 2024: ter que mergulhar ainda mais fundo no oceano de poluição crescente da política brasileira. Impossível não se molhar. Mas cabe perguntar: será possível se manter vivo por quatro anos como habitante principal desse mar de lama? O velho terá alguma trégua para pelo menos boiar e sobreviver?

CURTAS

TUBARÕES – E os ataques dos tubarões de todas as 88 diferentes espécies brasileiras, variando em tamanhos e voracidades, indo do tubarão-lanterna anão de 21 centímetros de comprimento até o famoso tubarão-baleia com 12 metros, passando pelos devoradores tubarões azuis, branco, tigre, martelo e cabeça-chata?

AMANHÃ TEM MAIS! – Lula saberá, enfim, agir como domador de tubarões famintos sem ser engolido pelas feras? Só a história dirá. Amanhã avançaremos mais detalhadamente sobre esse drama-impasse estrutural.

Perguntar não ofende: Com apenas 47% de aprovação, Lula já não é um fiasco?

Veja outras postagens

As chuvas que não são as de março, que encerram o verão, espantaram a noite de lua cheia em Brasília. Que pena! Tava tão linda. Fiz essa imagem sensacional: ela, que é dos namorados, flertando com o Congresso Nacional.

Sua beleza encantadora durou pouco, infelizmente. Caiu uma chuvarada que deixou os enamorados sem a lua para fazer juras de amor. Papai era um poeta, um romântico. Em noites de lua cheia em Afogados da Ingazeira ele dizia: “Nesta noite, ninguém pode deitar-se: lua cheia”.

Cresci como ele, um romântico. Aprendi que toda mulher em fase de lua cheia não aceita amores minguantes. Lua cheia é clara como neve, tão leve como nuvem, tão grandiosa como o céu, cheia como o mar.

Geraldinho Lins cantou certo, mas eu canto colocando o não na frente, porque minha Nayla está muito distante deste Planalto Central: “A noite vai ter lua cheia. Quem eu amo não vem me ver”.

Toca Jabô

O presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco, deputado Álvaro Porto afirmou, em discurso, hoje, no plenário, que a Alepe tem o compromisso de buscar soluções urgentes para aliviar o sofrimento extremo de crianças com microcefalia que esperam por cirurgias corretivas de luxação dos quadris.

“A demora e o silêncio do governo do estado não podem continuar a angustiar as famílias. Este caso merece e vai ser tratado com a urgência que a gravidade das crianças exige. E esta Casa não vai aceitar calada o pedido de socorro das mães destas crianças. Vamos nos mobilizar para construir soluções que recuperem a dignidade das crianças e dos seus familiares”, disse.

O discurso foi motivado pela visita da presidente da União de Mães de Anjos em Pernambuco, Germana Soares, ao gabinete da presidência na manhã desta terça. No encontro, do qual participaram a deputada Simone Santana e os deputados Gilmar Júnior e Sileno Guedes, Germana fez um relato que representa a angústia dos familiares das 138 crianças de todas as regiões do Estado que aguardam pela cirurgia, segundo ela, sem previsão de retomada pelo governo do estado após ano e quase quatro meses de gestão. O procedimento pode corrigir problemas ortopédicos graves decorrentes do Zika vírus.

Na próxima segunda-feira, a questão será debatida na Alepe em audiência pública realizada em conjunto pelas comissões de Saúde, da Mulher e de Direitos Humanos, além da Frente Parlamentar em Defesa dos Profissionais de Enfermagem. “Estamos convocando a secretária de Saúde, Zilda do Rego Cavalcanti, e o Coordenador de Neuro Ortopedia da Secretaria, Ricardo Lyra. As crianças, suas mães e os deputados poderão, finalmente, ouvir o que o Estado planeja para atender o pedido de socorro União de Mães de Anjos”, disse Porto.

O deputado lembrou que enquanto as cirurgias negadas pelo Executivo representam cerca de R$ 5 milhões, o Governo de Pernambuco contrata a Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Hospital Albert Einstein para consultoria na área de gestão de seis grandes hospitais da rede estadual de saúde, gastando R$ 23,2 milhões.

“Enquanto o tratamento para o Albert Einstein, tudo indica, é com dispensa de licitação, o procedimento para compra das placas que podem dar sobrevida às crianças, tramita nas gavetas da secretaria da Administração sem que haja informações precisas sobre o processo”, disse.

No discurso, Porto destacou os maus tratos que Germana relatou sofrer por parte da secretaria estadual de Saúde, além do silêncio que vem tendo em relação à demanda das cirurgias. Disse ainda que o descaso dispensado à presidente da União de Mães pela chefe de gabinete da secretária, senhora de nome Gerlane, também tem sido destinado à Alepe.

“Quero lembrar aqui que a Secretaria de Saúde tem reagido com igual descaso com esta Casa. Eu mesmo, quando tentei falar com a secretária de Saúde sobre um paciente grave internado no Hospital da Restauração, recebi uma mensagem desta mesma senhora Gerlane, me informando que a secretária não me atenderia e que qualquer problema deveria ser dirigido a ela”.

Para o deputado, diante do que tem sido visto, pode-se concluir que: “se a Secretaria trata com descaso o Poder Legislativo, composto por 49 deputados, com mandatos que representam pernambucanos de todo o Estado, imagina-se qual tratamento não vem recebendo esta mãe que fala em nome de 138 famílias”, observou. “Estamos diante de um descaso absurdo com o sofrimento e com as vidas destas crianças”, completou.

Álvaro Porto enfatizou o caráter urgente das intervenções, uma vez que podem permitir um mínimo de qualidade de vida para os pacientes e para as mães que cuidam diariamente dos seus filhos e filhas. “Trata-se de um procedimento médico de caráter humanitário. Afinal, segundo contou Germana, as dores das crianças não são aliviadas nem mesmo com tramal e morfina aplicada na corrente sanguínea”.

No discurso, o deputado fez questão de frisar que Germana disse depositar na Alepe sua última esperança. “Nós, aqui na Alepe, temos este compromisso de buscar soluções urgentes para esta questão. Não se pode tratar este caso como algo banal, com licitações de materiais para cirurgias comuns. A situação é urgente. É preciso lembrar que esta realidade de dor e sofrimento é decorrente do Zika vírus. Portanto, essas crianças são vítimas do Estado brasileiro que, sem condições sanitárias adequadas, não controlou o Aedes aegypti, o vetor do vírus. Isso significa dizer que esta é uma dívida do Estado”.

Porto foi aparteado pelos deputados Sileno Guedes, Dani Portela, Simone Santana, Rodrigo Farias, Abimael Santos, Waldemar Borges, José Patriota e Joãozinho Tenório.

Paulista - No ZAP

O deputado federal Fernando Rodolfo (PL) se reuniu, hoje, em Brasília, com o diretor-geral do DNIT, Fabrício de Oliveira Galvão. O encontro serviu para tratar das intervenções do órgão na BR-423. Presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Duplicação da rodovia, Fernando Rodolfo tem acompanhado a iniciativa desde que chegou à Câmara Federal, em 2019.

“A ordem de serviço para a duplicação foi assinada em novembro de 2023, mas desde então pouco vimos de avanço para as obras. Havia questões de licenciamento, que solicitamos a celeridade ao governo do estado, e em breve esperamos que seja iniciada a terraplanagem. A previsão do contrato com a empresa é para finalizar até setembro de 2026, vamos acompanhar, mas estamos esperando que a obra iniciei ainda neste primeiro semestre, pois a população tem cobrado bastante, e com razão”, destacou o parlamentar.

A duplicação da BR-423, cujo processo teve início ainda no governo Bolsonaro, envolve 83 quilômetros. A primeira etapa será entre São Caetano e Lajedo. O DNIT prevê que o segundo trecho, de Lajedo a Garanhuns, comece ainda em 2024. Os dois lotes terão investimento público de R$ 554 milhões.

Jaboatão - Toca Jabô

Fruto da CPI do MST, o movimento “Invasão Zero” tornou-se Frente Parlamentar e teve o deputado Coronel Meira (PL-PE) diplomado coordenador em Pernambuco, juntamente com Zé Antônio de Melo, eleito como presidente estadual. A diplomação ocorreu tarde de hoje, durante reunião da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA).

Para Meira, esse é um momento importante para o agro brasileiro. “A FPA e a Comissão de Agricultura Pecuária e Desenvolvimento Rural, se posicionaram fortemente, num trabalho sério que foi iniciado pelo deputado Zucco, na CPI do MST. Agora, tendo em mãos todos os dados e informações apuradas na CPI, passaremos a preparar os Estados brasileiros para o enfrentamento preventivo, de ideias e de trabalho a esse grupo do MST”, afirma.

“Estou muito feliz por representar esse movimento em Pernambuco e conto com a participação de todos os deputados estatuais e federais de Pernambuco, em especial com a participação do Coronel Feitosa, eleito membro do movimento em nosso Estado, convoco também o homem do campo, o agricultor, o pecuarista a se engajarem conosco nesse propósito de mostrar que o MST não tem espaço em Pernambuco”, complementa.

Petrolina - Melhor cidade para viver 2024

Prezado Magno Martins,

A respeito da sua publicação, abordando as declarações do jornalista Dárcio Rabelo, venho aqui esclarecer que, por parte do mesmo, houve a distorção de determinadas coisas que eu afirmei, quando fui cumprimentá-lo, na tarde da última segunda-feira, 22 de abril.

Como já evidenciei em nota publicada hoje, a nossa gestão municipal tem sido constantemente o alvo do “quanto pior, melhor” aqui no município, que utiliza de mentiras para difamar um trabalho sério, que apesar dos vários desafios enfrentados, vem se sobressaindo e apresentado resultados positivos.

Mesmo que, em determinados casos, problemas estruturais da cidade não sejam resolvidos no tempo em que as nossas equipes deveriam efetivar, temos respaldo para responder que, quando a população registra as suas solicitações, os nossos esforços vão sempre para a resolução dos diversos problemas que Arcoverde agrega e que, na maioria dos casos, não foram concretizados em gestões passadas.

Quando, de forma sensacionalista, um determinado veículo ou comunicador tenta fazer, em cima de fatos cotidianos, um trampolim político, aí sim, deve-se entender que, por trás de suas condutas profissionais, existem interesses ocultos. E, desta forma, quem incentiva determinadas condutas deve arcar com o peso de falsas acusações, comprovando perante a justiça que uma determinada afirmação mal colocada seja a verdade absoluta.

Tendo em vista que, diante de sermos o constante alvo enquanto poder público, estamos com o nosso setor jurídico trabalhando para que, a partir de agora, todas as publicações ou transmissões de rádios que alegarem supostas falhas que não existem, comprove-as de imediato. Na vida pública, não basta apenas gerar especulações com base em falácias, é necessário ter a credibilidade para argumentar que o que se quer defender realmente se trata de algo concreto.

Portanto, caro Magno, tudo que de forma deliberada fugir ao campo da verdade será submetido à apreciação do Poder Judiciário.

Wellington Maciel – prefeito de Arcoverde

Ipojuca - Minha rua top

O pré-candidato à Prefeitura de Bonito pelo MDB, Ademir Alves, esteve reunido, hoje, com o presidente da Compesa, Alex Campos, e foi informado sobre a liberação da obra de reforma da Estação de Tratamento de Água do distrito de Alto Bonito. Esta conquista é um desdobramento da visita técnica, realizada pelo mesmo, no último mês, na sede da Compesa, e solucionará o problema da falta de água da população local.

Caruaru - Geracao de emprego

O lançamento da pré-candidatura de Madalena e Gilsinho à prefeita e vice-prefeito de Arcoverde, respectivamente, também marcou a confirmação do apoio dos ex-prefeitos Julião Guerra, Erivânia Camelo e Rosa Barros a pré-campanha da socialista. Os três estavam presentes no evento realizado na noite da sexta-feira, no Persone. Em seus discursos exaltaram a experiência de Madalena e a juventude de Gilsinho para recolocar Arcoverde no caminho certo.

“Madalena, o povo de Arcoverde clama pela sua volta. Nossa cidade precisa voltar a crescer, a ouvir o povo, a construir um futuro com justiça social, trabalho e seriedade. Você é a eterna prefeita dessa cidade e o povo saberá decidir na hora certa a sua volta à prefeitura. Esse é o começo de uma grande caminhada, uma caminhada que vai unir o povo de Arcoverde”, disse Julião Guerra.

Camaragibe Agora é Led

O ministro da Pesca, André de Paula, confirmou, há pouco, em Brasília, durante audiência em seu gabinete, sua presença na festa dos 18 anos do blog, marcada para o dia 23 de maio, a partir das 20 horas, no Mirante do Paço, no Recife Antigo. “Fui em todas as comemorações do seu blog e jamais poderia deixar de compartilhar este momento tão importante”, disse André.

Informei ao ministro que tudo está sendo organizado para ficar marcado como um dos maiores eventos institucionais do ano na área da comunicação. Disse que, para alegrar o ambiente, a grande atração será a Super Oara, do meu amigo Beto, hoje comandada pelo seu filho Elaque, artista de mão cheia.

No palco, subirão muitos artistas de renome para dar uma canjinha e homenagear o blog, entre eles Alcymar Monteiro, o rei do forró autêntico. Para trazer frevo, nosso ritmo mais efervescente, dois astros: André Rio e Almir Rouche. Também irão soltar a voz Josildo Sá, Irah Caldeira, João Lacerda, Daniel Bueno, Novinho da Paraíba, Cristina Amaral, Fabiana, a Pimentinha do Nordeste, e Walquiria Mendes.

Será uma festa de adesão!

Belo Jardim - Vivenciando Histórias

Menos de um mês após um micro-ônibus do sistema transporte complementar da rede municipal do Jaboatão dos Guararapes ter atropelado fiéis que participavam de uma procissão, no Domingo de Páscoa, no bairro de Marcos Freire, tragédia que resultou na morte de cinco pessoas, outro acidente envolvendo um veículo da frota foi registrado, na manhã de hoje. De acordo com relatos de passageiros, o automóvel teria “perdido os freios” enquanto tentava subir uma ladeira no Ibura e atropelado um grupo de motoqueiros ao descer de ré.

Ex-prefeito do município, Elias Gomes criticou o atual governo municipal, sob gestão do prefeito Mano Medeiros (PL), ao apontar omissão da prefeitura na fiscalização do transporte público. E disse ser necessário “mudar sistematicamente” as políticas para o setor a partir de um plano que preveja a renovação e organização da frota.

“É preciso assumir responsabilidades. Jaboatão amanheceu diante de uma nova quase tragédia anunciada, que por pouco não resultou em algo mais grave. Hoje a cidade se vê no mais completo isolamento político-administrativo, sem zeladoria. Estamos todos nos perguntando sobre o que falta para que a prefeitura promova as mudanças necessárias”, observou Elias.

Vitória Reconstrução da Praça

O livro “Uma noite em Anhumas” é uma história da economia e sociedade canavieiro-açucareira de Alagoas e Pernambuco, no século vinte, contada por meio de fragmentos biográficos de familiares do autor (Maia Gomes, Maias, Gomes de Barros, Bahias, Pedrosas, Calheiros, Cardosos, Kuhns e outros) e de pessoas a eles ligadas que foram protagonistas na construção da referidas economia e sociedade.

O livro tem 624 páginas, existência independente, mas também pode ser lido como uma continuação de “O trem para Branquinha” (do mesmo autor, 564 páginas, 2018). A impressão de “Uma noite em Anhumas” terminou há poucos dias. O lançamento no Recife será feito na Mercearia Pará (Rua Olímpio Tavares, 110, Casa Amarela), às 19 horas, da próxima quinta-feira (25).

Por Juliana Albuquerque – repórter do Blog

Mesmo sem poder votar durante a sessão de hoje na Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa, uma vez que estava na condição de suplente, o deputado Coronel Aberto Feitosa (PL) não deixou de participar do encontro. Marcado pela primeira vitória da categoria, o projeto teve o texto substitutivo proposto pela delegada Gleide Ângelo (PSB) aprovado por três votos a favor e dois contrários. Com isso, voltará a ser analisado, na próxima terça-feira, na Comissão de Constituição e Justiça da Alepe.

“Agora o cancão vai piar”, comemorou o deputado, ao usar a expressão que retrata que as coisas vão apertar. “Vamos lutar pelo que ė justo para categoria que todos os dias expõe a própria vida pela segurança pública dos pernambucanos. O que não dá é aceitar os reajustes propostos pelo Governo de 3,5% em 2025 e 3% em 2026 quando a previsão da inflação é de índices superiores a esses percentuais”, reforçou o parlamentar, que promete convocar toda a categoria para estar presente na próxima terça feira.

Pelo regimento interno, depois de ser apreciado e votado na Comissão de Constituição e Justiça, passará novamente pelas Comissões de Administração, de Finanças e de Segurança Pública para só depois disso, ir à votação em plenário.

O pré-candidato a prefeito de Camaragibe pelo PL, Felipe Dantas, participou, no último domingo, no Rio de Janeiro, do ato em “Defesa da Democracia e pela Liberdade”, convocado pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

Na ocasião, Felipe e Sidney Édipo (que é pré-candidato a vereador no Recife) acompanharam o deputado federal Coronel Meira (PL), tomaram café da manhã e presentearam Bolsonaro com uma camisa do Sport, horas antes do evento. “É uma honra representar Camaragibe e Pernambuco, ao entregar o manto do Sport para o nosso eterno presidente. Mais do que a camisa de um time, este gesto é o reconhecimento de que o Nordeste sempre teve papel de destaque no cenário nacional”, afirmou Felipe Dantas.