Nova Orla Jaboatão

25/09


2006

Ataque à dançarina da pizza veio de sindicato

 Curiosamente, a deputada Angela Guadagnin (PT-SP) não foi vítima de uma propaganda negativa feita por adversários políticos. O boletim foi editado pelo Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas, Farmacêuticas e Plásticas de São José dos Campos. A liminar do TRE de São Paulo também determinou a suspensão da veiculação do informativo no site da associação, que também continham ofensas à Guadagnin.

A candidata ficou famosa ao dançar no plenário da Câmara comemorando a absolvição de um deputado acusado de quebra de decoro parlamentar por suposto envolvimento no ''mensalão''.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Petrolina Julho 2

25/09


2006

Dançarina da Pizza impede propaganda negativa

 O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) ordenou a apreensão do boletim ''Boca no Trombone'', a pedido da deputada federal Angela Guadagnin (PT), que tenta a reeleição. Segundo o juiz responsável, o periódico contém expressões consideradas ofensivas como ''Diga não à corrupção!'', ''Não vote neles!'', e apresenta uma ''lista dos corruptos'', estimulando o leitor a votar nos candidatos da Frente de Esquerda. Guadagnin teve seu nome e foto colocados na lista.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Carlos

Nojento, aliás, como todo PT. Fora corja. Geraldo 45!


Pousada da Paixão

25/09


2006

Comício de Alckmin em Carpina atraiu 15 mil pessoas

 Mais de 15 mil pessoas, segundo informação da Polícia Militar, participaram, ontem, da carreata que acompanhou o candidato tucano, Geraldo Alckmin, da avenida Estácio Coimbra, no bairro Santo Antônio, até a praça Joaquim Nabuco, onde aconteceu o comício em Carpina.

Num coro, militantes que acompanharam o percurso, de 1,2 quilômetros, gritavam: “Ah, eu não sou burro. Mendonça é melhor para Pernambuco”, fazendo alusão à palavra “burro” utilizada pelo candidato petista, Humberto Costa, ao defender-se do indiciamento levado a cabo pela Polícia Federal, envolvendo-o no escândalo dos Vampiros.

Antes mesmo da chegada de Geraldo Alckmin, que somente  chegou à cidade às 20h48, dezenas de ônibus traziam pessoas de cidades vizinhas, como Limoeiro e até Belo Jardim, que dançavam ao som do “forró do vampiro”. Pouquíssimas vezes a música de campanha de Alckmin foi tocada. 

O locutor repetiu exaustivamente que “o povo não pode votar em candidato envolvido com o “escândalo da sacolinha”, ao referir-se ao recente episódio denunciado no sábado, que supostamente envolviria a alta cúpula do PSB estadual. As informações são da Folha de Pernambuco.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Carlos

O desespero está sob as hostes petistas. Todos já sabem o óbvio: Segundo turno garantido, Alckmin presidente, fim das mamatas e desmandos. 45 nelles!

Andre Leal

Prodencio,peça que os Gangstes do seu PT informe a população da morte dos dois prefeitos de seu partido.Gente esta gang do PT é perigosa Mantam ate os propios companheiros Imaginam do que eles são capaz!!

Andre Leal

Prodencio,peça que os Gangstes do seu PT informe a população da morte dos dois prefeitos de seu partido.Gente esta gang do PT é perigosa Mantam ate os propios companheiros Imaginam do que eles são capaz!!

Andre Leal

Prodencio,peça que os Gangstes do seu PT informe a população da morte dos dois prefeitos de seu partido.Gente esta gang do PT é perigosa Mantam ate os propios companheiros Imaginam do que eles são capaz!!

prudencio godoy de melo galvao

Já q o Senador anão Severiano Sérgio Guerra, passou por Carpina ontem, onde domingo que vem deve levar uma tremenda LAPAda, gostaria de saber se seus companheiros do escândalo do orçamento, o acompanharam(GENEBALDO CORREIA, JOAO ALVES e cia ltda), e o mentor do escândalo o ZÉ CARLOS. Fala CAMBADA.


Ipojuca - Muro de Arrimo

25/09


2006

Coordenador da campanha de Lula admite segundo turno

O novo coordenador de campanha do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Marco Aurélio Garcia, admitiu, ontem, a possibilidade de realização de segundo turno - contrariando discurso do candidato à reeleição, o qual declarou ontem que irá vencer a eleição já no dia 1º de outubro.

Garcia voltou a negar que Lula e a cúpula do governo tenham envolvimento na operação de compra do dossiê contra tucanos e procurou responsabilizar o ex-integrante da campanha e churrasqueiro de Lula, Jorge Lorenzetti. Garcia sugeriu que Lorenzetti, amigo pessoal de Lula, ''tem culpa gigantesca'' no caso. Garcia defendeu que o episódio senha encaminhado ao conselho de ética do PT.

''Há todas as condições para a eleição fechar no domingo, mas, desde o início da campanha, estamos preparados para dois turnos'', declarou o coordenador à colunista Eliane Castanhêde, do jornal Folha de S.Paulo, um dia após pesquisa Ibope indicar que a diferença entre Lula e a soma dos demais candidatos caiu para apenas 3 pontos percentuais, com o candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, subindo 3 pontos. O coordenador de Lula garantiu que já tinha a expectativa de que a diferença entre o petista e os demais candidatos se reduziria. As informações são da Folha Online.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Carlos

Eu já sabia...Geraldo 45!!!!!!!!!



25/09


2006

Encolheram o presidente

 Com o título acima, o jornalista Fernando Canzian, da Folha de S. Paulo, postou o artigo que segue, no Folha Online: ''O Brasil de Lula apareceu mal na foto nos principais jornais europeus na semana passada. A tramóia da compra do dossiê e o grande novelo do mensalão foram puxados por quase todos os grandes diários. No britânico ''Financial Times'' e no espanhol ''El País'', o brasileiro mereceu páginas inteiras. No ''International Herald Tribune'', destaque no alto da página dois. O ''escândalo do Watergate tropical'' estava em toda parte.

Lendo o material à distância, em outra paisagem e contexto, tem-se o seguinte: um presidente latino-americano está envolvido em falcatruas. Isso parece óbvio. Todos os seus homens de confiança e velhos amigos do partido foram afastados pelos escândalos. Vários deles estão encrencados na Justiça. Os jornais registram, mas a justificativa de que Lula não sabia de nada soa inverossímil.

Mas os jornais informam que Lula não só se mantém no cargo como pode ser reeleito no primeiro turno de uma eleição que se aproxima. Pelas reportagens, aprende-se algumas coisas: que a tolerância no Brasil tem outros limites; que o Congresso também é um antro de ''bloodsuckers'' e ''chupasangres''; e que Lula distribui dinheiro do Estado para miseráveis. Isso o torna a ''prueba de bombas'', como diz o ''El País''.

Lula já foi melhor tratado. Há pouco mais de três anos, quando assumiu a Presidência, era incensado pela imprensa internacional como representante de uma ''esquerda responsável''. Prometia cuidar de seus pobres e pagar as dívidas com o mercado.

No início do governo, a ambiciosa agenda da diplomacia de Lula também fez algum barulho no exterior. Usando China e Índia como par de muletas, um Brasil de pernas curtas pleiteou um assento permanente no Conselho de Segurança da ONU, mais poder de voto no FMI e concessões dos países ricos na atual rodada comercial da OMC. Havia ainda o enfrentamento com os EUA na Alca e a agenda latino-americana, com ambições de liderança regional.

Nada de prático aconteceu.

Há uma semana, o país foi derrotado no FMI e perdeu poder de voto em uma reforma iniciada pelo Fundo. Na ONU, ninguém parece ouvir o Brasil sobre suas ambições de poder; e os pleitos comerciais fracassaram junto com o resto das negociações da OMC.

A Alca já era, mas os EUA comeram pelas bordas vários dos ''hermanos'' do Brasil com acordos bilaterais. Na mesma vizinhança, Evo Morales deu um chapéu na Petrobras e a estridência de Hugo Chavez eclipsou Lula. A ex-falida Argentina deve crescer 8% este ano. O Brasil, entre 3% e 3,5%.

Nada surpreendente, apesar da retórica diplomática e das iniciativas ''overdosadas''. Com um PIB rastejando em relação ao crescimento mundial e dono de uma fatia de 1,5% no comércio global, era previsível que o Brasil não fosse muito longe.

O pior é o que foi feito com a expectativa do mundo em torno de Lula. Sua condição de protótipo de estadista da esquerda moderna deu lugar à de suspeito. Não se trata mais da desconfiança de um calote, mas agora de liderar uma quadrilha na velha ''republica das bananas''.Mesmo para quem olha de fora, foi uma grande volta para não se chegar a lugar nenhum. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Carlos

Presidente indecente este Lula. O mundo já sabe, falta avisar aos nordestinos...Geraldo nelles!!! 45 já!

O mundo já sabe que o Lulla é o maior farsante da história politica brasileira.

irania Olivia Benicio

Qual seria a mágica existente em transformar um despreparado adminstrativo em "estadista"? Só em searas incultas como a nossa, possa prosperar tamanha estupidezes!!! Não se furtem de responsabilidades nossos "intelectuais" (?) avalizaram irresponsávelmente tudo que está aí!!!

Paulin de Caruaru.

Pelo jeito até a imprensa internacional tá de complô com o Lula.Só não faz complô o pessoal do bolsa família e dos carguinhos comissionados.


Caruaru Novas Creches

25/09


2006

Assessor de Mercadante se reuniu com Vedoin

 A Polícia Federal acredita que Luiz Antônio Vedoin, apontado como chefe da máfia dos sanguessugas, se reuniu com assessores de dirigentes do PT em um hotel de São José do Rio Preto (SP), três dias antes de ser preso, acusado de montar o dossiê com denúncias contra candidatos tucanos.

Para a PF, Hamilton Lacerda, ex-coordenador da campanha do petista Aloizio Mercadante ao governo de São Paulo, compareceu à reunião, cujo objetivo seria negociar a venda do dossiê. O conjunto de documentos em poder de Vedoin possuía denúncias sobretudo contra o postulante tucano ao Palácio dos Bandeirantes, José Serra.

De acordo com o jornal O Estado de S.Paulo, Lacerda é alvo do inquérito da PF, que suspeita de envolvimento de outros assessores ligados a Mercadante. O ex-coordenador foi procurado pela reportagem, mas não atendeu a ligação. Lacerda publicou, na semana passada, nota admitindo ter falado sobre o suposto dossiê com a revista IstoÉ, mas garantiu desconhecer qualquer membro da família Vedoin. As informações são do portal Terra.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Paulin de Caruaru.

Isso aí já tá batido,o que a gente quer saber daqui pra domingo é de onde vieram os dólares e quem sacou a grana nos bancos.Com a palavra o Sr.advogado criminalista da república Márcio Tomáz Bastos.


CABO

25/09


2006

Fagner pede a volta dos "showmícios"

 O cantor cearense Raimundo Fagner quer que nas próximas eleições os artistas possam voltar a fazer shows em comícios. No entanto, ele estabeleceu duas exigências para a liberação: ''o artista deve provar que está fazendo o show de graça e deve ser filiado a um partido há algum tempo'', disse, durante entrevista ao programa Fantástico, da Rede Globo.

''Artista ficar chamando palanque, ficar fazendo festa para todos os partidos indistintamente, é de uma canalhice sem tamanho'', analisou o cantor. Fagner afirmou não se preocupar em atrair a ira de artistas que fizeram campanha para políticos, porque ele também fez e pode voltar a fazer. ''Só quero que haja sinceridade nisso. Pode abrir meu caixa, eu nunca peguei dinheiro de ninguém''.

Em relação à troca de farpas constantes entre ele e Caetano Veloso, Fagner começou sendo brando com o colega. Disse que ele aprendeu a ser rebelde com Caetano, que foi quem inventou a rebeldia no Brasil. Em seguida, o cearense lascou: ''uma das coisas que o Caetano mais gosta é ser elogiado pelo jornal NY Times. Para ele, é muito mais importante que uma crítica no Brasil, que ele menospreza''.

''Ele fala tanto de Santo Amaro da Purificação, que é a cidade dele, quanto eu falo de Orós, mas tem que dar um jeitinho lá, porque é uma cidade fantasma, é uma cidade horrível''. E, se dirigindo a Caetano Veloso, disse: ''mas continuo dizendo que te amo''.

O cantor se declarou ainda um talibã na música brasileira, palavra que traduz uma posição radical. Ele revelou o motivo: ''porque eu só brigo com gente grande''.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Carlos

Fagner é um cara decente. Desde cedo foi um dos poucos artistas que teve coragem de dize o óbvio: Este é o governo mais corrupto de todos os tempos. Geraldo presidente!


Bandeirantes Junho 2021

25/09


2006

Pressão para BC informar a origem do dinheiro

 A Polícia Federal e o Ministério Público de Mato Grosso vão ingressar esta segunda-feira com um pedido à Justiça Federal para ordenar ao Banco Central e ao Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) a entregarem informações sobre a origem do dinheiro encontrado com petista para comprar o dossiê que ligaria candidatos tucanos à Máfia das Sanguessugas.

''É preciso saber se o recurso é de caixa de campanha, do crime organizado, de assalto aos cofres públicos ou proveniente de doação. Esta é a questão central a ser esclarecida. E, para isso, o Banco Central e o Coaf são instituições decisivas'', disse o procurador da República do Mato Grosso, Mário Lúcio Avelar, em entrevista ao Fantástico.

A Polícia Federal informou ao programa que uma pista fundamental é identificar as cidades de onde foram feitos os saques. A PF pediu também a ajuda do governo dos Estados Unidos para saber a origem dos dólares. A esperança do delegado federal Diógenes Curado Filho, que chefia as investigações, é obter o nome das instituições financeiras daquele país de onde saiu o dinheiro para, a partir disso, tentar identificar quem retirou os valores e de que forma eles entraram no País. Se foi de forma não declarada, fica configurada a prática de crime. (Portal Terra)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Carlos

Essa PF é o quartel general dos criminosos petistas. A que ponto chegamos...Geraldo nelles!

Paulin de Caruaru.

Essa informação tem que sair até domingo para o bem da democracia.


Serra Talhada 2021

25/09


2006

Candidatos do PT não prestam contas de campanha

 Estado de S.Paulo 

Faltam seis dias para a eleição e as contas da campanha à reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva estão ''na maior bagunça'', conforme definição dos próprios dirigentes do comitê central, em Brasília. Planilha com a contabilidade da campanha obtida pelo Estado mostra que até o fim de agosto haviam sido repassados exatamente R$ 4.007.500,00 para os candidatos a governador e que a maioria deles ainda devia o recibo referente ao dinheiro recebido.

Escaldado pelo escândalo do mensalão, que comprovou o uso de mais de R$ 55 milhões de caixa 2 pelo PT, o partido anunciara que, nesta campanha de 2006, teria uma contabilidade limpa. Não conseguiu. Do repasse de R$ 512,5 mil ao comitê do candidato Vladimir Palmeira, que disputa o governo do Rio de Janeiro, a campanha de Lula não conseguiu nenhum recibo. Isso irritou os dirigentes do partido. A ponto de, desesperados, na parte referente ao número do recibo, na coluna ''Situação'' eles escreverem por cinco vezes: ''Está a maior bagunça''.

Para São Paulo foram enviados até agora R$ 989 mil. Recibos, por enquanto, só promessas. De acordo com o que está registrado na planilha, um funcionário identificado por Chico Funcia cuidará de fornecer os documentos para o comitê central. Em compensação, os R$ 20 mil enviados para Roraima, em três parcelas, estão totalmente documentados e guardados no cofre do diretório nacional do PT, em São Paulo, com cópias para o comitê central, em Brasília.

Bagunça

Bagunça também foi constatada na prestação de contas de Mato Grosso do Sul: ''Não recebemos nada. Recado (telefone e e-mail) para Maria Helena'', diz o documento interno do PT. Mato Grosso, da senadora sanguessuga Serys Slhessarenko, não ficou atrás: ''Recebemos três recibos do comitê financeiro por fax; não recebemos nada relativo ao repasse de R$ 100 mil do dia 25/08 para o comitê Serys; Regina Borela ficou de enviar fax na segunda-feira, 04/09, de manhã; falta o original de todos; nenhum relatório e documento fiscal para doação estimável em dinheiro'', anotaram os dirigentes petistas na planilha.

O caso de Rondônia é singular, porque os recibos que chegaram ao comitê central superam os valores repassados. Daí, essa observação dos dirigentes da campanha de Lula: ''Os recibos emitidos pelo comitê financeiro estão errados (estão como doação estimável) e a soma das notas ultrapassa o valor repassado comitê financeiro; recado (telefone e e-mail) para Odair Cordeiro''. O comitê de Fátima Cleide recebeu R$ 178 mil até agora.

Há casos de erro também em Minas Gerais, que obteve da campanha nacional R$ 226 mil. ''Recebemos fax dos recibos mas estavam errados; conversamos com Aluisio e depois com Iara para refazer os recibos e corrigir os documentos fiscais enviados para doação estimável em dinheiro'', escreveram os dirigentes da campanha petista. O Estado do Amazonas está em total dívida com a campanha, de acordo com a planilha do PT: ''Não recebemos nada; recado (telefone e e-mail) para Gilza Batista''.

A candidata Ana Júlia, que disputa o governo do Pará, e recebeu até o mês passado R$ 450 mil, também está dando a maior dor-de-cabeça para o comitê central da campanha. Diz a planilha petista: ''Recebemos três recibos do comitê financeiro por fax; não recebemos nada relativo aos repasses para o comitê Ana Júlia (11/8, R$ 50 mil; 16/8, R$ 100 mil; e 25/8, R$ 300 mil)''.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Carlos

Quem já viu prestar contas de dinheiro sujo? Geraldo nelles!



24/09


2006

Alckmin pede que Brasil siga o rumo da honestidade

 O candidato da coligação PSDB-PFL à Presidência da República, Geraldo Alckmin, manteve neste domingo a estratégia de vincular o governo de Luiz Inácio Lula da Silva à corrupção. Em seu comício mais animado desde o início da campanha, Alckmin pediu que o povo vá às urnas no próximo domingo para colocar o Brasil no rumo da "honestidade".

"Nós dizemos para nossos filhos: não pode roubar, não pode mentir. Não é possível que o governo federal tenha tantos escândalos de corrupção," disse o candidato no domingo à noite em Carpina, cidade de 80 mil habitantes a 50 km de Recife.

O vice na chapa PSDB-PFL, o senador pernambucano José Jorge (PFL), pediu que os eleitores reajam à possibilidade de reeleição de Lula e, sem meias-palavras, ao contrário de Alckmin, acusou o PT de ser o partido da corrupção.

"O PT dizia que era o partido mais certo do mundo, mas o PT é o partido mais errado do mundo. É o partido da corrupção diária, não da corrupção mensal," afirmou.

De acordo com a Polícia Militar, o evento em Carpina reuniu entre 10 mil e 15 mil pessoas, mas os organizadores dizem que o público chegou a 50 mil.

"O povo saiu do armário," comemorou um dos coordenadores da campanha, o senador Heráclito Fortes (PFL-PI).

Diferentemente de outros comícios, no quais Alckmin aproveitou a popularidade de candidatos locais, as bandeiras e cartazes em Carpina promoviam principalmente sua candidatura.

O comício foi precedido de uma pequena carreata liderada por 500 motocicletas. Em fato pouco visto em eventos anteriores, o candidato foi assediado por um grande número de simpatizantes, que cercaram o automóvel em que estava.

Ele contou com o apoio, no palanque, de grandes lideranças políticas locais, como o governador Mendonça Filho (PFL), candidato à reeleiçao, e o ex-governador Jarbas Vasconcelos (PMDB), candidato ao Senado. Também o acompanharam o senador Marco Maciel (PFL), o deputado Roberto Freire (PPS), além de seu vice, senador José Jorge (PFL) e do coordenador da campanha, Sérgio Guerra (PSDB).

Pernambuco, a exemplo da Paraíba, é um forte reduto petista. De acordo com pesquisa do instituto Ibope realizada no início de setembro, Lula conta com 77% das intençoes de voto e Alckmin, com apenas 12%.

Embora o tucano tenha contado com a presença de Mendonça Filho e Jarbas Vasconcelos no comício, ambos os políticos fizeram pouco pela candidatura de Alckmin. Tanto Mendonça quanto Jarbas ignoraram o nome de Alckmin na campanha e, em várias oportunidades, disseram ter contribuído para as ações do governo Lula no estado. (Reuters)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Carlos

Magno, a notícia sobre a impressão das cartilhas(que nunca existiram) que está sendo noticiado pelo C. Humberto é mais um sério fato. Acredito que poderá entrar na pauta da semana eleitoral...

Carlos

Desespero petista 2 - IBOPE: SÉRIE DE DIFERENÇAS ENTRE LULA E OS DEMAIS, DESDE 10 DE AGOSTO ATÉ ONTEM ! 11% - 11% - 15% - 12% - 10% - 9% - 10% - 7% - 3%.

Carlos

Desespero Petista: P/César Maia PESQUISA IBOPE PRESIDENCIAL ! 20 a 22 de setembro ! Se fosse no dia da eleição, já daria segundo turno pelo efeito abstenção !

Carlos

Do CH: "Bolsa-escola Constatação na internet: “Agora eu sei a razão pela qual o nosso presidente nunca gostou de estudar: é para sempre dizer que não sabe de nada.” "

Carlos

Magno. MUITO GRAVE. Veja no C. Humberto "Na calada A polícia soube que gráficas de Porto Alegre imprimem, noite e dia, milhões de cartilhas – aquelas do governo Lula que foram sem jamais terem sido." É desse pessoal que vamos nos livrar!


Coluna do Blog
Publicidade

TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores