Blog do Magno 15 Milhões de Acessos

11/10


2012

Ouça o programa Frente a Frente de ontem

 Se você perdeu o Frente a Frente de ontem, programa que apresento em companhia de Adriano Roberto pela Rede Pernambucana de Rádio, formada por 30 emissoras, tendo como cabeça de rede a Rádio Folha 96,7 FM, no horário das 18 às 19 horas, clique aqui e ouça agora.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

O Jornal do Poder

11/10


2012

Coluna da quinta-feira

       Massas falidas

Prefeitos eleitos domingo passado vão administrar verdadeiras massas falidas. Três dias após o pleito, mais de dois mil gestores municipais promoveram uma marcha, ontem, em Brasília, de pires nas mãos, em protesto contra os repasses constitucionais.

Há seis meses, o corte linear do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) chega a mais de 40% e em alguns casos a 50%. Tudo porque, para preservar o País dos efeitos da crise internacional, a presidente Dilma reduziu o IPI para compra de veículos novos de 7% para 0%.

Também baixou o IPI na compra de produtos da linha branca (fogão, máquina de lavar, geladeira) e de móveis. Com isso, o Governo deixará de arrecadar R$ 5,5 bilhões. Esta renúncia fiscal afeta drasticamente os municípios, já que o IPI é um dos impostos que compõem o FPM ao lado do IR.

Em Pernambuco, muitos municípios estão atrasando o pagamento dos servidores e deixando até de repassar o duodécimo da Câmara dos Vereadores, isso sem falar na paralisação de obras e no atraso do pagamento dos fornecedores.

Se o quadro, hoje, é dramático, em janeiro, com a chegada dos novos prefeitos, que herdarão grandes passivos, pode vir a ficar ingovernável.

CORTE– O prefeito de Serra Talhada, Carlos Evandro (PR), reforçou, ontem, a marcha dos prefeitos em Brasília. Ele está apreensivo com a saúde dos municípios, porque em Serra, nos últimos três meses, deixou de receber mais de R$ 1 milhão do FPM. “Não fosse o equilíbrio das nossas receitas nós estaríamos liquidados”, disse Evandro, para quem a presidente Dilma não pode continuar adotando políticas perversas para municípios que sobrevivem basicamente do FPM.

Pai da derrota - Derrotado na corrida para prefeito de Serra Talhada, o deputado estadual Sebastião Oliveira (PR) isenta o deputado Inocêncio Oliveira do insucesso nas urnas. “Assumo a derrota sozinho. Inocêncio é uma das maiores lideranças de Pernambuco e não foi candidato. Sem o seu apoio, não teríamos 46% dos votos”, afirmou.

 

 

 

Eduardo na cabeça - Deu na coluna de Ilimar Franco (O Globo): “Um decano do Congresso acredita que para o governador Eduardo Campos viabilizar sua candidatura a presidente, em 2014, teria que ter o apoio dos tucanos. O experiente político diz que a melhor alternativa para o PSDB é abrir mão da cabeça de chapa. Se o governo Dilma estiver bem, e Campos for candidato ao Planalto, ele vai dividir os votos da oposição”.

Paz em Caruaru - O prefeito de Caruaru, José Queiroz (PDT), considera página virada o afastamento do vice-governador João Lyra Neto (PDT) da Frente Popular no município. Ressalta que está aberto ao diálogo, mas prefere que o governador Eduardo Campos seja o mediador do fim deste conflito. Logo, logo, Queiroz e Lyra fumam o cachimbo da paz.

Derrotado em casa - Entre os políticos derrotados nas eleições municipais, citados no comentário de ontem desta coluna, esqueci-me de mencionar o deputado estadual Ângelo Ferreira (PSB), que perdeu o controle da Prefeitura de Sertânia, sua terra natal, a qual governava há 16 anos. A partir de janeiro, o município passará às mãos do tucano Guga Lins.

 

 

 

 

CURTAS

COMPRA DE VOTO– As informações que correm nos bastidores sobre a compra de voto para vereador no Recife são de deixar qualquer um de queixo caído. Tem gente passando a falsa impressão de ter sido eleito com voto de opinião, quando, na verdade, fez boca-de-urna nas barbas da justiça, de forma escancarada, pagando a R$ 100.

MEIA DERROTA– Impedido de disputar à reeleição em Iguaracy pelo seu próprio partido, o PR, o prefeito Albérico Rocha apoiou, de última hora, a candidatura do socialista Antônio Torres, que teve ainda 43% dos votos contra 56% de Dessoles, prefeito eleito. Bom gestor, Rocha teria derrotado Dessoles se sua candidatura não tivesse sido impugnada.

PERGUNTAR NÃO OFENDE – Em São Paulo, Serra terá força para desbancar o candidato do ex-presidente Lula?

''O presente é, aos olhos dos que o recebem, como pedra preciosa; para onde quer que se volte servirá de proveito''. (Provérbios 17:8)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Tajmahal Cruz

Sebastião e Inocêncio - O primeiro é a arrogância e a prepotência e o segundo é a enganação e a pabulagem. Serra Talhada deu exatamente o que mereciam - a DERROTA.

Diego da Silva Araújo

Qual foi o vereador?

JORGE GUERREIRO

Teve um VEREADOR PTista que pagou o BOCA de URNA há R$:50,00, e eu falei para o pessoal pegar a PROPINA e votar em outro CANDIDATO. hehehehehehe...

azevedo

Ô Magno: pergunta com é que alguns filhinhos de papai, ilustres deeconhecidos, conseguiram se eleger vereadores em Recife...

milton tenorio

E é do Rio de Janeiro reeleito com 64,60 % dos votos....uma pedreira para o outro Eduardo..Se liga Governador nesse aí...


Abreu no Zap

11/10


2012

Silêncio de Lula comprova: Humberto foi boi de piranha

Até agora o silêncio ‘ensurdecedor’ de Lula pós eleição, a respeito de seu apadrinhado candidato a prefeito do Recife, Humberto Costa é o indicador incontestável daquilo que já se suspeitava antes da eleição: Humberto figurou na história aí como ‘boi de piranha’ para o plano do ex-presidente  de garantir, pelo menos, e prioritariamente, arrebatar das mãos tucanas a prefeitura de São Paulo.

E com o apoio até certo modo decisivo de Eduardo Campos e seu PSB, que foi lá em São Paulo e assinou o apoio. Para Lula foi tudo. O resto foi resto. E olhe que Lula tem se movimentado e falado pelos cotovelos quanto se trata da defesa de seus correligionários mensaleiros, e da reação e ajuda a petistas e aliados no segundo turno em todo o País, defendendo e providenciando socorro para todos eles. E sobre seu afilhado recifense derrotado de maneira humilhante, nem uma palavra sequer.

É de comparar a via crucis de Humberto àquela mesma de Ciro Gomes, quando foi induzido a transferir o título para São Paulo, na eleição para o governo do Estado, ficando no folclore político até hoje. Foi uma transferência em torno da qual é o saudoso Ascenso Ferreira quem qualifica: ‘’Pra quê, pra nada!’’.

 

IMAGEM DA DERROTA

A propósito, vale reproduzir aqui nota de Lauro Jardim, na sua coluna Radar Oline, sob o título acima:

''''Abandonado pelo PT e derrotado com contundência nas eleições municipais, Humberto Costa foi visto vagando pelo corredores do Senado hoje à tarde. Sem terno e com semblante de anteontem, vestia calça jeans e camisa de malha azul.

Balbuciava a quem o aborda, sem conseguir disfarçar o abatimento:

- Estou tentando me recuperar.''''


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Gustavo Silva

O Senador e muito fraco,não e nascido no Recife,fala fino,realmente foi o boi de piranha.

luiz carlos da silva

qui conversa merda é essa. humberto e joao paulo acreditarm que não seria neceçario a presensa de dr. lula. para ganhar a eleição bastava os oitenta por cento de joao paulo. se lascaram nao foi por causa de dr. lula não. foi porque são uns merdas.

Sérgio Ricardo Claudino Patriota

Há quem diga que todo castigo é pouco pra "corno", o problema é que nem mulher o nada nobre senador tem, vai entende!!!

JORGE GUERREIRO

Aquele que ACREDITA no LUIZIM MENSALEIRO, é mais BABACA que os MILITANTES PTralhas, que vivem lambendo as BOLAS de LULA e achando que ele é um DEUS. Fora PTralhas!!! Fora CorruPTos!!! hehehehehe...

milton tenorio

Bobagem de Humberto..Ainda tem 6 anos de Senado..Muita água irá rolar debaixo dessa ponte..



11/10


2012

Para seguir ator na cena, Eduardo quer debater crise

DO BLOG DE JOSIAS DE SOUZA

Vitaminado pelas urnas, o governador de Pernambuco e presidente do PSB federal reuniu a cúpula do seu partido. Cultor de um não declarado projeto presidencial, ele anunciou os próximos passos da legenda. Passado o segundo turno das eleições municipais, deseja capitanear um debate sobre temas nacionais – da crise econômica à redivisão do bolo tributário entre União, Estados e municípios.

Eduardo anunciou aos membros da Executiva do PSB a realização, já em novembro, de um seminário com os prefeitos eleitos. Deseja avaliar a situação financeira dos municípios. Como que decidido a consolidar-se como ator político nacional, ele esboçou a trilha que pretende percorrer para ultrapassar as fronteiras de Pernambuco, Estado que irá governar até 2014:

“Também iremos promover um grande debate sobre as condições financeiras em que se encontram os municípios, os reflexos da crise internacional na economia brasileira e as consequências que terão as medidas que o governo federal está promovendo em dez setores chaves da área econômica.”

No dizer de Eduardo, as urnas de 2012 credenciaram o PSB para abrir o debate “que ninguém quer fazer, mas que envolve questões primordiais.” Encrencas “que irão estourar em breve.” A pauta, disse ele, “é extremamente densa e difícil.” Passa pela “revisão do pacto federativo”. Considera “preocuoante” a situação dos fundos que recebem repasses do bolo de tributos recolhidos pela União –o FPM, dos municípios; e o FPE, dos Estados.

Após impor ao PT uma derrota de primeiro turno em Recife, onde elegeu seu “poste” Geraldo Julio, Eduardo cuidou de desanuviar a atmosfera: “Reiteramos mais uma vez: não entraremos em afrontamento direto com o PT, transformando essas eleições numa prévia da disputa de 2014, como vêm tentando setores da mídia e do próprio PT.”

A despeito da adoção da agenda de presidenciável, Eduardo evitou acomodar a charrete adiante dos cavalos. Soou providencialmente dúbio ao referir-se à sucessão de Dilma Rousseff. “Nosso foco agora é o segundo turno [das eleições municipais], 2014 será discutido em 2014.”


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Diego da Silva Araújo

Por mais competente que seja, se não fosse Eduardo bancando, ele teria menos votos que o Douglas Sampaio. Eduardo elege o poste que ele quiser hoje em dia. Aliás poste não que a celpe já foi vendida. Geraldo, então, é a caixa d''água que Eduardo elegeu.

BARTOLOMEU BUENO JOSE DE ALBUQUERQUE LINS

Meu caro Magno Martins, não cabe msis se referir a Geraldo Júlio como poste, pois atuação dele foi surpreedente, agiu fielmente ao modelo de política renovadora que Pernambuco tem adotado,isto é, trabalho, transparência e coerência.



11/10


2012

Dilma tenta consolidar Eduardo no seu projeto 2014

 Animada com os bons resultados conquistados pelo PT nas Eleições de domingo, contrariando as previsões negativas das pesquisas e dos ''analistas'' da grande imprensa, a presidente Dilma Rousseff já está se movimentando para apoiar com força o partido no segundo turno. O primeiro passo é trazer para a campanha decisiva outro vencedor das Eleições municipais, o governador pernambucano Eduardo Campos, presidente do PSB, partido que mais cresceu em número de votos e prefeituras.

É com esse objetivo que está sendo organizado um grande ato de apoio à candidatura de Fernando Haddad em São Paulo, já para a próxima semana, em que a presidente Dilma estará presente no palanque ao lado de Lula e Campos.

O encontro deverá servir também para reaproximar os dois velhos amigos, já que o ex-presidente Lula e Eduardo Campos se afastaram no primeiro turno em razão das disputas entre PT e PSB em várias capitais importantes.(Do blog do Kotscho)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

S. C. B. M.

EDUAERO,TENHA CUIDADO COM ESTA PATOTA DOS PTralhas;O QUE ELES FIZERAM COM O CIRO GOMES E COM O HUMBERTO SANGUESSUGA,A JOGADA DELES É SUJA,NÃO DIGNA DE CONFIANÇA.

Arnaldo Amaral

Alguém diga a Dilma para evitar contaminação com o PT.E que retorne ao PDT. A hipótese dela não participar das tenebrosas transações, - inclusive MENSALÃO -, de Lula/Zé Dirceu seria plausível ? Tenho que sim...ou não.

JORGE GUERREIRO

Sai dessa CORJA PTista DUDU, sai desse ''antro'' de PERDIÇÃO porque só tem BANDIDOS mensaleiros. Fora Ptralhas!!! Fora CorruPTos!!!


Banco de Alimentos

11/10


2012

Dirceu diz que mensalão será batalha para muitos anos

 Condenado pelo STF por corrupção ativa, o ex-ministro José Dirceu disse ontem no Diretório Nacional do PT que a demanda do mensalão será “uma batalha para muitos anos”. Ao conclamar seus companheiros a se mobilizar para o desafio das eleições municipais em São Paulo, ele declarou: “A prioridade agora é o segundo turno, ganhar a eleição em São Paulo. O resto vamos resolver durante toda a nossa vida”. O ex-ministro agradeceu “o apoio, a solidariedade” que vem recebendo do PT. Antes de destacar que o importante agora é levar o candidato da legenda Fernando Haddad ao triunfo, ele se disse “injustiçado, condenado sem provas”. Também condenado, José Genoino pediu ontem demissão do cargo de assessor especial do Ministério da Defesa.

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, autor dos pedidos de condenação, disse que o resultado é “exemplar” e rebateu carta em que Dirceu comparou a decisão do STF a um “juízo político de exceção”. Para ele, a afirmação é “absolutamente despropositada”.(O Estado de S.Paulo) 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Arnaldo Amaral

São Paulo vai derrotar o PT dos mensaleiros de Lula/Zé Dirceu/Dilma. Haddad - o do kit gay para infantes ! - será o Russomano do returno...Tomar !

JORGE GUERREIRO

Já está próximo desse BANDIDO (DIRCEU), ir para o Presidio da PAPUDA, e aí o ANTUNES vai levar cigarros pra ele. hehehehehehe...

milton tenorio

Ainda fala em nome do PT

milton tenorio

Cara de pau desse rapaz....ALOPRADO

o povo da de olho

DIGO SUJEIRA.



11/10


2012

Barbosa quer prisão imediata após condenação

 O relator do mensalão, Joaquim Barbosa, submeterá aos colegas o pedido do MP de prisão imediata dos réus após a definição das penas. Marco Aurélio já se posicionou contra. Com aval de José Dirceu, o PT decidiu ontem não reagir à condenação de seus dirigentes pelo STF para não atrapalhar o desempenho nas eleições. Tanto Dirceu quanto José Genoino, no entanto, foram aplaudidos na reunião do Diretório Nacional do partido. Emocionado, Genoino disse ser inocente e ''não se envergonhar de nada''. Ele deixará o cargo de assessor especial do Ministério da Defesa. Na conclusão de mais um item do julgamento, o presidente Ayres Britto disse que o mensalão foi um golpe na democracia.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Gustavo Silva

Tem que serem presos, se fosse um pobre,preto, que roubasse uma margarina ou um pacote de macarrão estaria preso. Tem que prender esse bandidos. Esses assaltantes.

S. C. B. M.

ELES DEVERIAM SER PRESOS,COM DIREITO SÓ E EXCLUSIVAMENTE A COMIDA POR DEBAIXO DA PORTA.INDECENTES LADRÕES DO DINHEIRO DOS NOSSOS IMPOSTOS.LEMBREM-SE Q TRABALHAMOS 5 MESES PANG. IMPS.E ELES ROUBANDO E ENRIQUECENDO A SUA FAMILIA ATE OS BISNETOS.PARABÉNS AO MI.JOAQUIM BARBOSA E OS Q CONDENARAM.

JORGE GUERREIRO

Esse ato de APLAUDIR BANDIDOS, é a prova de que os PTistas tratam a CORRUPÇÃO como algo comum, e que ROUBAR faz parte do nosso COTIDIANO. É essa a HERANÇA que esses MELIANTES Ptistas querem deixar para nossos FILHOS e NETOS. Fora PTralhas!!! Fora CorruPTos!!!

Diego da Silva Araújo

Ué, se a prisão não for imediata esse julgamento não passará de mais um teatro.


Jornao O Poder

11/10


2012

PPS fecha apoio a Serra batendo em PT. Haddad reage

Coordenador de Haddad afirma que partido reagirá levando à TV temas como compra de votos no governo FHC e mensalão tucano 

 O PPS formalizou ontem seu apoio à candidatura de José Serra (PSDB) a prefeito de São Paulo com duros ataques ao PT do rival Fernando Haddad. Em ato no comitê tucano, o presidente do partido, Roberto Freire, disse que o mensalão é mais grave que um assassinato e que São Paulo ''não deve entregar a prefeitura a mensaleiros''.

A campanha petista afirmou que reagirá aos ataques sobre o assunto levando à TV temas sensíveis aos tucanos, como o mensalão mineiro, as privatizações e a compra de votos a favor da emenda da reeleição no governo FHC. O petista disse também que o STF deve usar a jurisprudência construída neste julgamento para ''passar em revista a origem de tudo''. ''Tudo começou com o PSDB de Minas Gerais'', afirmou.

Haddad fazia referência ao chamado mensalão mineiro, relativo à campanha de Eduardo Azeredo (PSDB) ao governo de Minas em 1998, que ainda não foi julgado. O coordenador da campanha de Haddad, Antonio Donato, disse que o PT deve reagir com escândalos do governo FHC quando a propaganda eleitoral for retomada. ''Vamos fazer o debate ético por inteiro. Eles têm muitas explicações para dar.'' (Folha de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Wellington Antunes

O PPS de Roberto Freire que teve Soninha como candidata em SP obteve irrisórios 2,65% dos votos válidos. Esse apoio de Roberto Freire e nada é a mesma coisa, tá mais para consolo de Zé Chirico Serra do que migração de votos. Zé Chiricovai se aposentar como o conhecido o derrotado Zé Bolinha de Papel



11/10


2012

Dilma sabe que briga por 2014 começa dia 29. E encara

 Dilma sabe que a sucessão de 2014 será deflagrada para valer logo após a apuração das urnas no próximo dia 28, mas não quer esperar até lá. Como dizia a canção, “quem sabe faz a hora, não espera acontecer”.

Pelo jeito, a presidente já está em campo na luta pela sua reeleição e para isso é vital manter unida a base aliada. A principal batalha, sabem todos, será em São Paulo. Por aqui, a disputa entre PT e PSDB anuncia ser mais feroz do que de costume, uma verdadeira guerra.(Blog de Ricardo Kotscho)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha