Lavareda

02/03


2013

"Você não vai com o Eduardo. Não nos abandonará"

 Historinha contada por Lauro Jardim, na sua coluna da VEJA:

''''Em conversas recentes com políticos de partidos aliados, Lula tem entrado sem cerimônia no tema “candidatura de Eduardo Campos a presidente”. Na semana passada, a um presidente de partido da base governista, chegou a dizer sem rodeios, num tom entre a preocupação e o bom humor:

- Você não vai com o Eduardo, não. Não vai abandonar a gente.

Enquanto usa uma das mãos para afastar Campos de qualquer apoio, com a outra vai tentar seduzi-lo: Lula tem conversa marcada com o governador de Pernambuco nesta terça-feira, 5.''''


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Jânio Nunes

ô marvada PINGA, rsrsrsrs, essa foto diz como está a cara do PT nos dias atuais, mas, aguardem só mais um pouquinho, depois do pronunciamento do eduardo as redes de comunicações que eu quero mesmo ver como vai ficar a situação dos PTralhas, braZil, país rico é país sem CORRUPÇÃO.

S. C. B. M.

A CARA NÃO NEGA ,UM DOUTOR PINGUÇO.


ALEPE

02/03


2013

Dilma critica ''''mercadores do pessimismo''''

Mesmo após a divulgação de que a economia brasileira apresentou crescimento de 0,9% no ano passado, abaixo até das expectativas mais pessimistas, a presidente Dilma Rousseff evitou comentar o resultado do Produto Interno Bruto (PIB). Em vez disso, preferiu criticar o que chamou de ''mercadores do pessimismo'', que, segundo ela, questionam as medidas tomadas pelo seu governo.

''Os índices de desemprego são baixos. A inflação está sob controle. Agora, neste início de 2013, a indústria começa a dar claros sinais de retomada. Ninguém pode dizer que o Brasil não tem suas finanças sob controle. Mais uma vez os mercadores do pessimismo vão perder como perderam quando previam o racionamento de energia. Mais uma vez, os que apostam todas as fichas no fracasso do País vão se equivocar'', afirmou Dilma durante discurso na convenção nacional do PMDB, realizada neste sábado, em Brasília.

(Do  Portal Terra - Gustavo Gantois)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Jânio Nunes

como é que dona Dilminha vem a público criticar os mercadores, se ela não sabe conduzir o Brasil no rumo certo, a economia está esfacelada, qeum é que confia em investir numa economia dessas, se culpe dona Dilminha o que o Brasil está passando a principal culpada é única e exclusiva a senhora, braZi

Josadaque Vieira

Viva marcilio que do Partido que deixou a pior devisão de renda das Américas

Marcilio Paulino dos Santos

O Brasil está no fundo do poço e esta besta fera da Dilma ainda vem falar besteira na imprensa. Este PT é uma vergonha, é um partido onde se reúne um bando de aloprados.


O Jornal do Poder

02/03


2013

Maioria na Câmara não garante sossego de Geraldo

O prefeito Geraldo Julio tem ampla maioria na Câmara de Vereadores, mas, a depender da circunstância, pode enfrentar uma oposição turbinada com o PT

Que a bancada de oposição na Câmara do Recife é pequena, todo mundo já sabe. São apenas quatro vereadores. O potencial de crescimento dela, no entanto, deve ser levado em consideração. São muitos os interesses que rondam os 14 partidos que compuseram a frente de apoio à eleição do prefeito Geraldo Julio (PSB) e, após a vitória nas urnas, no Legislativo municipal, o número de apoiadores cresceu. A bancada governista possui 35 dos 39 vereadores, mas inclui partidos, que foram adversários na disputa eleitoral.

A bancada do PT, por exemplo, que demorou para, definir se a sua atuação na Câmara seria de independência ou de adesismo à gestão socialista certamente dará a sua contribuição quando a oposição levantar um tema considerado importante para o PT e que o novo governo não deu continuidade. Se os oposicionistas precisarem de discurso que diminuam os impactos da gestão socialista, os petistas também poderão ajudar, afirmando que tal feito só teve êxito porque foi um trabalho feito pelos 12 anos em que o PT esteve no comando da cidade. (Do Diário de Pernambuco – Ana Luiza Machado)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Josadaque Vieira

José Claudio,da maneira que ele estava fazendo é só midiatico,pois os mutirões encarece os custos da limpeza,como é dinheiro carimbado faz falta depois,a não ser que desvie de outra pasta como Educação e Saude.A cobraça da Sociédade no cumprimento da Lei e Fisc.nos serviços.

José Cláudio Soares de Oliveira

Está na hora de retirar o lixo da cidade, ver a situação das calçadas e acabar(regulamentar) com os flanelinas que coagem motoristas e cidadaos recifenses.


Abreu no Zap

02/03


2013

Eduardo, Lula, Pasárgada e a troca de papéis

DO BLOG DE JOSIAS DE SOUZA

 Manuel Bandeira resumiu a essência da nacionalidade ao tratar do desejo irrefreável de estar em Pasárgada, onde se pode ser amigo do Rei. Uma vez assegurado o apreço do Soberano, muitos até dispensariam outras vantagens da terra idealizada pelo poeta –a ginástica, a bicicleta, o burro brabo, o pau-de-sebo, os banhos de mar, a mulher ambicionada na cama escolhida.

Durante os dois reinados de Lula, Eduardo Campos uusufruiu como poucos das vantagens que a proximidade com o Rei pode propiciar. Gostou tanto da experiência que decidiu buscar uma Pasárgada além da sonhada. Não quer mais ser amigo do Rei. Agora, deseja ser o próprio Rei. Lula, hoje um soberano adjunto, gostaria de manter o mandachuva do PSB no seu rol de súditos. Mas já soa conformado:

“…Se alguém quiser romper conosco, que rompa. Nós não queremos romper com ninguém. O que nós queremos é fortalecer, só que não podemos impedir as pessoas de fazerem o que é de interesse dos partidos políticos. O ideal é que a gente consolide as forças políticas que estão ajudando esse país a mudar, como está mudando.”

Abespinhado com a antecipação do calendário, Campos aproveita o pretexto do pibinho: “O ano de 2013 não é para montar palanque, mas montar canteiro de obra para dinamizar a economia. É momento de unir o país. Respeito a posição de cada um sobre a oportunidade, a situação. Mas nunca vi quem está no governo, sobretudo em momento de dificuldade, antecipar o calendário eleitoral. Nunca vi isso dar certo.”

A plateia que vive na anti-Pasárgada observa o embate travado do outro lado da fronteira meio embatucada. E se pergunta: Afinal, “fortalecer quem e para quê?”. Ou ainda: “Dar certo para quem, cara pálida?”. Já que 2014 foi antecipado, os atores talvez devessem aproximar o lero-lero da geladeira, das salas de aula e das enfermarias. Dito de outro modo: meia dúzia de idéias sobre a mesa não fariam mal a ninguém.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Carlos Neves

Pois é. A torcida do morubixaba Eduardo é que o Brasil volte á inflação, a fome, a miséria, ao FMI, ou seja, pare de crescer. Só assim, conseguirá ser presidente. Muito pequeno, muito pequeno esse Eduardo, e egoísta, só pensa no seu próprio sucesso, o resto que se dane...

charles maia barros

Não estamos em um pais totalitarista onde se tem um governo único, se Lula deu a sua contribuição para Brasil e chegado à hora de uma nova etapa. Eduardo representa um novo tipo de fazer política e tem o direito de botar seu nome em discussão se o governo federal não esta preparado para o novo é por

JOSE PINTO DA SILVA

encarar sim dar com os burrus na agua sim chorar o leite derramado sim perder credibilidade sim vai deixar pernambuco como sempr deoxou sim o sertanejano com fome e com sede como sempre sim isto e incompentencia sim falta de maturidade sim e bom pensar para nao atrapalhar a vida do povo de pe.

Wellington Antunes

Pré-candidatos esperam o aumento da inflação, da taxa de juros, do desemprego, da inadimplência, da falta de investimentos e, por consequência, de um crescimento medíocre do País. Sem esse cenário, em 2014, as chances de qualquer opositor a Dilma são nulas. Assim mesmo Eduardo vai encarar?



02/03


2013

Dilma: aliança com PMDB terá longa vida pela frente

Em discurso na Convenção Nacional do PMDB neste sábado (2) em Brasília, a presidente da República Dilma Rousseff comemorou a união com o PMDB e afirmou que a aliança do PT com o partido terá ''uma longa vida''.

''É uma honra vir aqui na convenção do PMDB. Queria dirigir um cumprimento a meu grande parceiro, Michel Temer'', afirmou Dilma ao iniciar o discurso. ''É uma honra participar da convenção do partido que é o maior parceiro do meu governo. [Essa] parceria é sólida, produtiva e que, sem duvida, terá uma longa vida'', declarou a presidente.

Dilma disse que PT e PMDB são os partidos mais queridos do Brasil e relembrou a construção da aliança com o partido, em 2010

''O PMDB e o PT naquele dia, se uniam, numa grande frente pelo Brasil'', declarou Dilma. ''Nossas lutas não começavam naquele momento. Aquelas lutas vinham da resistência democrática, onde nós forjamos o combate à opressão, onde forjamos um compromisso forte com a liberdade''. (Do Portal UOL)

 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Wellington Antunes

A presidente Dilma encaminhou projeto que quem entrar no serviço público vai receber o teto do INSS e se quiser receber, quando aposentado, o que recebe hoje na ativa como já faço nos dias de hoje.

Wellington Antunes

A Previdência Oficial também paga legalmente a milhões de brasileiros que nunca contribuíram (acima dos 65), ex-trabalhadores rurais e ainda tem auxílio-reclusão, auxílio doença, auxílio invalidez, etc. etc. Eu contribuo hoje para pagar tudo isso também. Não culpe o PT por isso.

Wellington Antunes

Sei que muita gente se queixa porque se aposentou com 4 ou 5 salários mínimos e hoje recebe no máximo dois. Mas essa mesma gente esquece que o salário mínimo teve ganhos reais e quem recebe acima do mínimo recebeu a correção. Em lugar nenhum do mundo se adota nº de salários como referência.

Wellington Antunes

Eu tenho o meu próprio negócio e vai muito bem graças a Deus e ao gov. Lula que estimulou o crédito e melhorou a renda do povo. Pago ao INSS pelo teto e sei que quando sair da ativa ficarei recebendo menos, então, como complemento contribuo para uma aposentadoria privada para cobrir a diferença.

S. C. B. M.

DIGO W, A.


Banco de Alimentos

02/03


2013

Guloso: o PMDB quer mais

 Os peemedebistas estão insatisfeitos com o perfil de seus ministérios, que tem pouca margem para operações políticas com vistas a 2014. O partido sabe que na reforma da presidente Dilma, o máximo que vai levar é o Ministério dos Transportes, o que resolve em parte seu problema. Mas o PMDB quer mais e voltou a negociar com força espaços privilegiados em autarquias e estatais.

A decisão da presidente Dilma em dar ao PMDB de Minas Gerais o Ministério dos Transportes resolve uma questão eleitoral futura. Contemplando os peemedebistas mineiros, o ministro petista Fernando Pimentel (Desenvolvimento Econômico) garante o partido em sua chapa ao governo. (Ilimar Franco - O Globo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


02/03


2013

Barbosa critica ''mentalidade'' dos juízes brasileiros

 O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, afirmou em entrevista a correspondentes estrangeiros na que a mentalidade dos juízes brasileiros é ''mais conservadora, pró status quo, pró impunidade''. Enquanto isso, a mentalidade dos membros do Ministério Público é ''rebelde, contra status quo'', disse o ministro.

A diferença entre as duas carreiras ocorre mesmo tendo juízes e procuradores salários semelhantes e passado por concursos públicos também parecidos. ''As carreiras de um juiz ou de um procurador ou promotor de justiça são muito próximas'', disse. ''Uma vez que se ingresse em uma dessas carreiras, as mentalidades são absolutamente díspares'', acrescentou. (Informações de O Estado de S.Paulo - Felipe Recondo)

Clique aí e leia na íntegra  Barbosa critica ''mentalidade'' dos juízes brasileiros


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Wellington Antunes

E rola bosta também. Não escapa ninguém.

José Pereira da Silva

Principalmente Petistas mensaleiros.

Wellington Antunes

Ninguém escapa da língua desse ministro. Só ele é bom. Será?



02/03


2013

Mantega insiste no disco quebrado, diz Financial Times

VEJA

 O jornal britânico Financial Times aproveitou o resultado frustrante do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro de 2012 para ironizar o governo - sobretudo a figura do ministro da Fazenda, Guido Mantega, que teima em fazer previsões inatingíveis para a economia brasileira. ''O Brasil vai crescer entre 3% e 4% em 2013! E isso quem diz é Guido Mantega, o ministro da Fazenda, também conhecido como ''Guido, o Vidente'', então deve ser verdade'', informava o site do jornal, em artigo cujo título era ''O disco quebrado de Guido Mantega''.

Segundo o FT, o otimismo persistente do ministro não tem colaborado para a melhora da credibilidade do governo. O jornal afirma que os resultados de 2012 mostram a realidade que muitos temiam que ocorresse: ao cortar gastos públicos para equilibrar as contas, em vez de reduzir as despesas correntes e o tamanho da máquina pública, o governo acabou prejudicando os investimentos e afugentando os empresários. ''O Brasil deu início a uma série de iniciativas para impulsionar o investimento de novo, mas todas deram pouco ou nenhum resultado'', diz o FT. ''Nada disso, no entanto, tirará o sorriso da cara de Mantega''.

Clique aí e Continue lendo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Jânio Nunes

Ô aloprado do PT, como é que uma economia como a nossa cresce menos de 1 ponto percentual, um ministro irresponsável como uma presidenta imcompetente estão no caminho certo, esse é que é doido mesmo viu. braZil, país rico é país sem CORRUPÇÃO e ALFABETIZADO.

Wellington Antunes

E eles acham que somos bobos? Matéria paga em jornal imperialista e reportagem de capa de Veja é comédia. Tragédia seria com eles no governo. Nas crises pontuais quebraram o Brasil por 3 vezes, passaram o pires, venderam as jóias da coroa e ficaram devendo quatro vezes mais, imagina nessa recessão?

Wellington Antunes

Se a Editora Abril com sua escola de samba, mais seu braço auxiliar a Financial Times querem a saída do Mantega, significa que ele está sendo bom para o Brasil e deve continuar. Quem deve se calar é esse time de perdedores fracassados da direita que só fez mal ao país. Alguém duvida?

Wellington Antunes

Se o FT e a Veja estão contra o Mantega. Significa que ele está no caminho certo.



02/03


2013

PMDB formaliza chapa Dilma-Temer para 2014

DO PORTAL BRASIL247

 Ao contrário de outros partidos, que ainda definem seu rumo para 2014, o PMDB já sabe o que quer: Dilma Rousseff e Michel Temer. A repetição da chapa vitoriosa em 2010. Foi isso o que o PMDB definiu, em convenção nacional, realizada neste sábado em Brasília.

Essa decisão da cúpula do PMDB praticamente fecha as portas para outros integrantes do partido, como o governador Sergio Cabral, que também pleiteava a vaca para ser vice de Dilma.

Temer, segundo a direção do partido, é o único que une todas as correntes da sigla.

O senador Valdir Raupp (PMDB/RO), no entanto, avisou que o PMDB terá candidato próprio à presidência da República em 2018. ''A partir desta Convenção precisamos nos esforçar para assegurar ao PMDB o maior número de governadores, de deputados federais e estaduais, e de senadores. Unidos estaremos prontos para, em 2018, lançar candidato próprio à Presidência da República”, afirmou.

Internamente, o nome mais forte na sigla é o do prefeito Eduardo Paes, que, dois anos antes, terá conduzido os Jogos Olímpicos de 2016.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

André Rafael

Cuidado com esse PMDB. Se Eduardo aparecer bem nas pesquisas, ele muda de lado rapidinho. Esse gosta de uma boquinha e há 20 anos que não a larga.