FMO

17/10


2007

Yves rompe com PPS e demite integrantes do partido

Em meio ao processo de articulação para a disputa municipal de 2008, o prefeito de Paulista e candidato à reeleição, Yves Ribeiro (PSB), rompeu oficialmente com o PPS, partido que o acompanhava desde a campanha de 2004. De um lado, a sigla argumenta que deixou a base de sustentação da prefeitura por não concordar “com práticas políticas e administrativas” adotadas pelo socialista. De outro, o prefeito argumenta que o afastamento dos pós-comunistas foi uma decisão sua, já que o partido, segundo ele, “vinha fazendo oposição dentro do Governo” há aproximadamente três meses. Com isso, todos os comissionados ligados à sigla perderam o emprego.

Procurado pela reportagem, Yves negou a versão do PPS, afirmando que foi ele quem “dispensou” os até então aliados. “Faz 15 dias que eles publicaram uma nota no jornal dizendo que não iam ficar com a gente (na campanha de 2008). Eu esperei até hoje (ontem) que eles entregassem os cargos, e como isso não aconteceu, eu coloquei eles para fora. E a maioria não trabalhava. Tinha que ir para rua mesmo”, disparou o prefeito, informando que, ao todo, foram 12 exonerados.

Folha de Pernambuco


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Ariadne Dias Morais

Desde que os admitiu, Yves Prepotênte Ribeiro, sabia ( como toda Paulista) que esses "vagaba" não trabalhavam. Para sair por cima, diz que foi ele quem rompeu com o bando!

Paulo Kigrer

Esse Yves não passa de um escroto ! Se sabia que eles não trabalhavam porque não os afastou quando tomou conhecimento? Só agora por quê?


Versão Agreste Meridional

17/10


2007

D. Lindu: Mendonça diz que João Paulo não ouve o povo

 O presidente estadual do DEM, Mendonça Filho, voltou a atacar, dessa vez de forma mais   incisiva, a obra do Parque Dona Lindu. Em entrevista à Rádio Folha FM 96,7, ele acusou a prefeitura petista de não ouvir a opinião da sociedade, “transformando o parque num local de grandes eventos.” Além disso, criticou o fato de o município destinar R$ 29 milhões para um parque enquanto “as Zonas Especiais de Interesse Social (Zeis) estão abandonadas”, segundo o democrata. O pré-candidato à Prefeitura do Recife também ressaltou outra obra que poderia ser feita com praticamente os mesmos recursos: a contenção do mar, estimada em R$ 36 milhões.

“O PT, que se vangloria tanto de discutir com a sociedade, não fez isso com o projeto. Defendeu um viés que levou goela abaixo”, alfinetou.

Folha de Pernambuco


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Versão Sertão do Araripe

16/10


2007

Show contra CPMF: em vez de dois milhões, 15 mil

 O show "Tributo contra o Tributo" contra a cobrança da CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira), no vale do Anhangabaú (região central de São Paulo), frustrou as expectativas de seus organizadores e reuniu apenas 15 mil pessoas, segundo estimativa feita pela Polícia Militar às 20h15. Quarenta minutos antes, a estimativa era de 7.000 pessoas.

Os organizadores do show, liderados pela Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), esperavam reunir um público de 2 milhões de pessoas no vale do Anhangabaú e arredores.

O empresário André Skaf --filho do presidente da Fiesp, Paulo Skaf, e um dos idealizadores do show-- explicou que a intenção da organização era "encher" o vale do Anhangabaú para conscientizar o máximo de pessoas. Por volta das 19h, André disse que a expectativa era reunir 250 mil pessoas, mas preferiu não comentar a redução do público.

Alguns dos artistas convidados não tinham domínio sobre o tema que pretendiam protestar. O vocalista da banda Fresno, Lucas Silveira, disse que não sabia quanto pagava de CPMF ao ano. "Graças a Deus eu não sei, porque se soubesse estaria mais bravo ainda", disse. Questionado sobre o percentual da alíquota da CPMF, Lucas respondeu: "São 7%. É isso? Não tenho idéia". A alíquota é de 0,38%.

O cantor Luciano criticou a prorrogação cobrança da CPMF e ressaltou que o show no Anhangabaú era um ato contra o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Porém, também não soube dizer quanto pagava de contribuição. Questionado sobre o assunto, Luciano respondeu: "Eu? Não [sei]", afirmou.

"Uma pessoa que fala que isso aqui [o show] não está indo contra o governo Lula é uma pessoa idiota. Se o governo Lula quer prorrogar a CPMF até 2011, e isso é um movimento contra a CPMF, então é um movimento contra o governo Lula", afirmou o cantor, que se posicionou a favor da redução da alíquota e a cobrança apenas para quem ganha acima de R$ 3.000.

Ao contrário do irmão, o cantor Zezé di Camargo foi menos crítico em relação ao governo e disse que votaria em Lula se hoje ele fosse candidato. Mas também defendeu a redução da alíquota para 0,10% e rebateu críticas de que o ato seria uma forma de usar o seu público para fazer "massa de manobra" contra a contribuição. (Informações da Folha Online)

 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

guilherme alves

A elite tem conversar com o provável presidente em 2010 o Serra. Ele vai abrir mão desse imposto, dentro da armadilha montanda por Malan e mantida pelo governo Lula? E o Sérgio Guerra já discutiu com o Serra?


Versão Mata Sul

16/10


2007

TSE decide: acabou o troca-troca partidário

 Em decisão unânime, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu, nesta terça-feira (16), que os mandatos de senadores, prefeitos, governadores e do presidente da República pertencem aos partidos e não aos políticos, estendendo aos eleitos pelo sistema majoritário as restrições ao troca-troca partidário. 

Agora, o TSE decidiu que a determinação deve ser aplicada também a ''infiéis'' eleitos pelo sistema majoritário. O tribunal respondeu a uma consulta sobre fidelidade partidária neste caso. E definiu que os políticos que mudaram de partido estão sujeitos à perda de mandato. Uma consulta não tem efeito prático imediato. Mas serve de orientação para julgamentos futuros.

O tribunal não estabeleceu a partir de quando a fidelidade partidária será válida para eleições majoritárias. Assim como no caso de deputados e vereadores, o Supremo deverá fixar uma data limite para o troca-troca.

A consulta respondida afirmativamente foi feita pelo deputado Nilson Mourão (PT-AC) em abril. ''Os partidos e coligações têm o direito de preservar a vaga obtida pelo sistema eleitoral majoritário, quando houver pedido de cancelamento de filiação ou de transferência do candidato eleito por um partido para outra legenda?'', indagou o parlamentar.

“A soberania do voto popular é exercitada para sufragar candidatos partidários, não candidatos avulsos”, disse o ministro Ayres Britto, relator da consulta. Ele foi seguido pelos outros seis ministros que integram o TSE.

“O número do candidato é o número da sigla partidária. Evidentemente, há uma razão de ser nessa identificação. A razão de ser é um elo inafastável durante o mandato entre o candidato e o partido”, disse o presidente do TSE, Marco Aurélio Mello. (Informações do portal G1)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Paulo Kigrer

Só neste país descambado para desobediência seria possível imaginar qualquer outro resultado. É evidente que é do partido o mandato! Quando um corno desses perder o mandato, logo, logo, irão obedecer ao que reza a lei, e o senso...

Mauro Sergio Vianna

será que acabou mesmo?



16/10


2007

TSE: Vira-casacas ameaçados de extinção

Do Blog do Noblat

Três já votaram ''sim'', ou seja, a favor da tese de que o mandato pertence ao partido e não ao parlamentar. Marco Aurélio também vai votar ''sim''. Pela lógica, acabou. Por maioria, o mandato pertence ao partido também nos cargos majoritários.


O terceiro voto veio do ministro Ari Pargendler. Ele respondeu:


''Esse fato só vem a julgamento em função do cenário que se manifestou nos últimos anos, com uma desenfreada fuga de partidos por parte dos eleitos, por motivos completamente arbitrários. Estamos tratando aqui, portanto, dessa migração arbitrária. Há hipóteses em que essas transferências de partidos se justificam. Por isso estou de acordo com o voto do relator''


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Versão Sertão do Pajeú

16/10


2007

Relatora da CPMF: há votos para derrubar proposta

A relatora da proposta que prorroga a Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), senadora Kátia Abreu (DEM-TO), disse nesta terça-feira (16) que há votos suficientes no Senado para derrubar o projeto. Ela disse ainda que pretende usar os trinta dias de que dispõe para apresentar seu parecer, mesmo que isso atrapalhe o cronograma do governo.

“Se o governo tivesse sido mais hábil e mais ágil na Câmara, talvez no Senado não fosse necessário ocupar o mês todo, atrasando assim, no pensamento do governo, a votação. Eu pretendo usar este período porque precisamos levar o convencimento aos demais colegas. A minha opinião está formada: sou contrária à manutenção da CPMF”, disse. Do Portal G1.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

roberto lima

Se a cpmf for aprovada lula faz o sucessor. Se a cpmf não for aprovado , provavelmente lula fará o sucessor (poderá ser até ele), pq o psdb têm horor ao "povo".


Prefeitura do Ipojuca

16/10


2007

Parque Dona Lindu prossegue na pauta de debates na AL

Há quase um ano das eleições municipais, um tema do guia eleitoral já está definido sem medo de errar: o Parque Dona Lindu, em Boa Viagem. As polêmicas que cercam o projeto, aquecidos pelo anúncio pelo prefeito do Recife, João Paulo (PT), de que a obra consumirá a respeitável monta de R$ 29 milhões, é tema de bate-rebate entre oposição e petistas na Assembléia Legislativa.

 

Voltou ao tema na tarde desta terça-feira o deputado Pedro Eurico (PSDB), disse que, se o novo espaço de lazer fosse nos moldes do aprazível Parque da Jaqueira, não sairia por mais de R$ 6 milhões, de acordo com a apuração do repórter do blog André Silva. Ponderou o parlamentar tucano que numa cidade com carências habitacionais, de saneamento, e com um grande número de miseráveis e pobres, o dinheiro da obra seria melhor aplicado para atender a maioria do povo recifense. A tucana Terezinha Nunes foi solidária aos argumentos de Eurico.

 

Geraldo Coelho (PTB), Izaías Régis (PTB) e o líder do governo, o petista Isaltino Nascimento formaram a tropa de choque em defesa da gestão do prefeito João Paulo.

 

O fato é que a população da zona sul anda inquieta. Muita gente não entende ainda porque retirar as pedras portuguesas do calçadão da praia, quando os maiores reclamos de quem vive ou passeia na área são limpeza, iluminação e segurança. Vem agora o alto custo do Parque Dona Lindu. Não é preciso ser vidente para saber um ano antes das eleições que os temas irão para o guia eleitoral da maioria dos candidatos a prefeito do Recife mesmo sem saber quais os candidatos na disputa.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banner - Hapvida

16/10


2007

No Dia Mundial da Alimentação, debates e esperança

O Dia Mundial da Alimentação, que por proposição da Organização das Nações Unidas (ONU) é celebrado neste 16 de outubro, foi marcado em Pernambuco por uma série de mobilizações políticas, algo significativo especialmente quando dados apontam que ainda passam o risco diário e permanente de passar fome mais da metade dos 8,5 milhões de pernambucanos.

 

De acordo com informações do repórter do blog, André Silva, na Assembléia Legislativa, por iniciativa do deputado Clodoaldo Magalhães (PTB) aconteceu uma audiência pública para discutir um projeto de lei de sua autoria sobre o aproveitamento de alimentos. O ato teve participação do pessoal do Comitê da Ação da Cidadania Pernambuco Solidário, coordenado pelo colega jornalista Anselmo Monteiro, que anunciou que a 15ª edição da campanha Natal Sem Fome dos Sonhos terá início dia 30 de outubro.

 

No início da tarde, o debate de combate à fome se transferiu para a Câmara de Vereadores do Recife. Por iniciativa do prefeito, começou a tramitar o projeto da Lei Orgânica de Segurança Alimentar e Nutricional da cidade com o desafio de criar mecanismos permanentes e eficientes para combater a fome na capital.

 

No início da noite, o ciclo fechou na Assembléia Legislativa, quando aconteceu uma sessão solene, proposta pelo deputado João Fernando Coutinho (PSB) lembrando os 45 anos de fundação da Ceasa, a primeira do gênero do Brasil.

 

Se os debates se tornarem prática, em breve, o que se vê de miséria e fome neste Pernambuco do litoral ao sertão deverá mudar em breve. Afinal de contas, a iniciativa partiu de casas parlamentares que têm poder popular para mudar esse cenário.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

ArcoVerde

16/10


2007

Lula: "Não vejo a Playboy desde que virei adulto"

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta terça-feira, durante visita à República do Congo, que não viu a edição de outubro da Playboy, que traz na capa a jornalista Mônica Veloso, protagonista do primeiro processo contra Renan Calheiros (PMDB-AL). "Não, não vi, desde que eu virei adulto, eu não vejo a Playboy", disse o presidente.

O senador Renan Calheiros (PMDB-AL), se licenciou por 45 dias da presidência do Senado na última quinta-feira. Ele enfrenta cinco representações por quebra de decoro parlamentar no Conselho de Ética.

Ele disse ainda que decidir qual deve ser o partido do presidente do Senado não compete a ele. "O problema surgiu dentro do Senado e a solução será encontrada dentro do Senado. O PT tem a presidência da Câmara. O PMDB, como maior partido no Senado, tem o direito de ter a presidência do Senado. Isso é um problema dos senadores, não haverá hipótese alguma de ingerência do presidente da República na disputa do que vai acontecer no Senado, até porque, pelo que eu sei pela imprensa, o presidente Renan apenas pediu uma licença de 45 dias", afirmou. Do Portal Terra.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

roberto lima

Ler aplayboy acredito que ele não leia. Dia desses ele falou que "leitura dá uma canseeeeeiiiiiiiira". Mas ver a figuras? duvido.


Garanhuns Natal Luz

16/10


2007

Casal Garotinho e Geraldo Pudim recorrem ao TSE

Os ex-governadores do Rio de Janeiro Rosinha e Anthony Garotinho, ambos do PMDB, e o deputado federal Geraldo Pudim (PMDB-RJ) recorreram ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) contra decisão do TRE-RJ (Tribunal Regional Eleitoral) do Rio de Janeiro (TRE-RJ).

O TRE-RJ cassou o mandato de Pudim e determinou a inelegibilidade de Rosinha e Garotinho por por compra de votos. Segundo a denúncia do Ministério Público Eleitoral, os políticos teriam comprado voto de eleitores durante uma reunião política na fazenda do médico José Carlos Araújo, em Sapucaia (RJ), em 12 de setembro de 2006, durante o período eleitoral.

O ex-presidente do DER (Departamento de Estradas de Rodagem (DER) Henrique Alberto dos Santos Ribeiro) também foi acusado de envolvimento com o caso. Os quatro foram condenados a pagar multa no valor de R$ 106 mil. O ministro Carlos Ayres Britto, do TSE, concedeu liminar a Pudim suspendendo a decisão de cassar o mandato de Pudim. A decisão dele não atingia Rosinha e Garotinho. O Ministério Público questionou a liminar. Da Folha Online.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


16/10


2007

Geraldo Alckmin: não sou candidato

O ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) afirmou nesta terça-feira que o fato de ter seu nome entre os favoritos à eleição presidencial de 2010 na pesquisa CNT/Sensus, ele não é candidato à sucessão. "Fiquei muito feliz porque não sou candidato e também porque fiquei fora da mídia há praticamente um ano, o povo é muito generoso e caloroso", disse.

Segundo a CNT/Sensus, José Serra recebeu 12,8% das citações dos entrevistados na pesquisa estimulada, que mostrou 22 nomes em ordem alfabética. Geraldo Alckmin (PSDB) ficou em segundo lugar, com 11,6%. O terceiro lugar entre os 22 presidenciáveis também é do PSDB, com Aécio Neves, que aparece com 9,8%.

O ex-governador afirmou ainda ter ficado satisfeito com a presença de outros dois peemedebistas na liderança da lista: "isso mostra a boa confiança do eleitor nos bons quadros do PSDB". Do Portal O Dia.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Supranor 1

16/10


2007

Gautama: Conselho arquiva processo contra deputado

O Conselho de Ética da Câmara decidiu arquivar o processo por quebra de decoro parlamentar contra o deputado Paulo Magalhães (DEM-BA), acusado de ter atuado em favor da empreiteira Gautama, investigada pela Polícia Federal na Operação Navalha, por fraude em licitações de obras públicas.

Segundo o relator, Moreira Mendes (PPS-RS), a representação do P-SOL contra Magalhães "é abusiva e leviana", porque o partido não apresentou provas de que o deputado teria atuado em favor da Guatama.

- Não há nada de concreto contra o deputado Paulo Magalhães que configure quebra de decoro - disse o relator. - No processo, tem apenas uma degravação com um texto de 5 ou 6 linhas, que não leva a conclusão nenhuma e eu só posso me valer do que está ali.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Raimundo Eleno dos Santos

Salvo pela incompetência do PSOL. Na verdade o PSOL, É A BARATA DA FARINHA. Nunca uma barata comeu um saco de farinha, nem durante sua existência inteira comeria, não obstante coloca gosto ruim numa batelada. Esse PSOL é uma parada.Vai perdendo a credibilidade.Também com Helô Ternura na chefia!


Mobi Brasil 4

16/10


2007

Sob o comando de Tião Viana, Senado retoma votações

O presidente em exercício do Senado, Tião Viana (PT-AC), falou agora há pouco à imprensa sobre o ritmo de trabalho na Casa na primeira semana depois do afastamento de Renan Calheiros (PMDB-AL) da presidência. Segundo Viana, a aprovação da prorrogação da cobrança da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) deverá ser aprovada, embora não sem enfrentar resistência.

“A prioridade da Casa neste momento é votar e dialogar”, declarou Viana, reportando o clima de disposição do Senado sob seu comando.

Para o senador, a expectativa em relação à tramitação da proposta de emenda constitucional (PEC) da CPMF é boa, ainda que empecilhos já declarados estejam no caminho do governo. Um dos mais notórios é o fato de a relatora da PEC na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), senadora Kátia Abreu (DEM-TO), já ter declarado sua contrariedade à prorrogação do imposto do cheque por mais quatro anos, tendo inclusive adiantado que encaminharia voto contra a proposta em seu relatório. Do Congresso em Foco.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

roberto lima

Mas o senado continua podre, fedendo.

Márcio de Santana

Veja a que ponto chega o cinismo dos srs. senadores. Bastaria cortar alguns pontos percentuais da taxa selic, que beneficia a especulação do capital parasitário e estaríamos livres dessa extorção chamada CPMF. Mas eles não abrem mão dos "favores" do sistema financeiros!!!!


Asfaltos

16/10


2007

Senado aprova indicação de Allemander para Anac

 O plenário do Senado aprovou hoje a indicação do brigadeiro da reserva Allemander Pereira Filho para ocupar uma das diretorias da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). A indicação recebeu 46 votos a favor, cinco contrários e duas abstenções. A nomeação de Allemander depende agora apenas de ato da Presidência da República. Atualmente, a diretoria da Anac tem apenas um integrante: o presidente, Milton Zuanazzi.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva já encaminhou ao Senado a indicação de outros três integrantes para a diretoria da Anac: o engenheiro civil Alexandre Gomes de Barros, o engenheiro de Infra-estrutura Aeronáutica Cláudio Jorge Pinto Alves e Marcelo Pacheco dos Guaranys. Da Agência Estado.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

bm4 Marketing 5

16/10


2007

Blog Pernambucano ganha Prêmio Vladimir Herzog

O blog PEbodycount é o grande vencedor do Prêmio Vladimir Herzog, na categoria internet. A premiação - a mais importante do jornalismo brasileiro na área de direitos humanos - foi anunciada nesta terça-feira (16). O reconhecimento acontece um dia após as apresentações do novo layout do blog e do projeto Marcas da Violência. Na ocasião, os editores do site, os jornalistas Carlos Eduardo Santos, Eduardo Machado, João Valadares e Rodrigo Carvalho, promoveram um debate com o roteirista do filme Tropa de Elite, o ex-capitão do Bope Rodrigo Pimentel.

O PEbodycount é um blog independente e foi criado há pouco mais de cinco meses com o objetivo de contabilizar o número de homicídios praticados em Pernambuco e também contar a história das vítimas da violência no Estado. Ele é produzido pelos jornalistas Carlos Eduardo Santos, Eduardo Machado, João Valadares e Rodrigo Carvalho. Onze trabalhos estavam concorrendo nesta categoria, de um total de 18 inscritos

A premiação foi instituída quatro anos após o assassinato do jornalista Vladimir Herzog. O prêmio tem como intenção estimular a produção de matérias sobre os direitos humanos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


16/10


2007

Lula: "Renan vai voltar. Ele apenas pediu licença"

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta terça-feira não ter dúvida de que o senador Renan Calheiros (PMDB-AL), de licença por 45 dias, voltará ao comando do Senado.

"Volta, obviamente que ele vai voltar. O Renan apenas pediu licença", disse o presidente em entrevista a jornalistas brasileiros no Palácio do Povo, sede do governo da República do Congo.

Oposição e aliados do governo, porém, já traçam estratégias para uma provável nova eleição para a presidência do Senado. A ação mais ofensiva parte do PSDB, que vetou o nome do ex-presidente José Sarney (PMDB-AP) para a sucessão de Renan. Entre alguns governistas, no entanto, ainda há temor de que o debate contamine a votação da CPMF. Nesta terça-feira, na primeira reunião dos líderes sem Renan, os senadores fecharam um acordo para destrancar a pauta de votações. Do Portal O Globo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


16/10


2007

Jobim: "Não aprovar CPMF seria ''tragédia''"

 O ministro da Defesa, Nelson Jobim, voltou a defender nesta terça-feira (16), em Cruzeiro do Sul (AC), a aprovação da emenda que prorroga até 2011 a vigência da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), em tramitação no Senado.

O ministro disse que a eventual rejeição da emenda "seria uma tragédia, porque implicará fazer adaptações no Orçamento que prejudicarão vários setores. Se ela não for aprovada - e não acredito que não seja -, vai implicar em se fazer remanejamentos no Orçamento e possivelmente até aumento de outros impostos, para compensar."

A uma pergunta sobre a possibilidade de participar de uma articulação no Congresso para ajudar na aprovação da prorrogação da CPMF, o ministro respondeu: "Não entrei nisso, mas, se precisar, eu ajudo a trabalhar para isso." Jobim disse ainda que a eventual não aprovação da emenda "criaria problemas também para os Estados na área de saúde e, por isso, é importante o trabalho dos governadores junto às bancadas." Do Portal G1.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Márcio de Santana

E pensar que este cidadão fraudou a constituição... e acabou premiado com o cargo de ministro por dois presidentes da republiqueta. Tropa de Elite de verdade está instalada em Brasília.



16/10


2007

Artistas se unem em show contra a CPMF em São Paulo

 Aquela taxinha aparentemente inofensiva, a CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira), mobilizou até os artistas para lutar contra a prorrogação do imposto. A dupla Zezé Di Camargo e Luciano, o trio KLB, Nando Cordel, o rapper Gabriel O Pensador e as bandas CPM 22, NX Zero, Fresno e Falamansa estarão reunidos nesta terça-feira, 16, no show ''Tributo Contra o Tributo'', a partir das 17h30, no Vale do Anhangabaú.
 
''Nosso objetivo é mostrar para a população com menos conhecimento o que é a CPMF e fazer com que elas entendam que existe espaço no governo para cortar esse imposto'', explica Ronaldo Koloszuk, presidente do Comitê de Jovens Empreendedores, da Fiesp.

Os artistas selecionados para o show foram escolhidos voluntariamente e irão cantar sem cobrar cachê. ''Um dia estava lendo uma revista e vi o cantor Luciano dizendo que era contra a taxa, então resolvemos ligar e convidá-lo'', afirma Koloszuk. A organização espera reunir 1 milhão de pessoas no Vale do Anhangabaú, que foi o local escolhido devido ao fácil acesso ao metrô.

''Assim que fiquei sabendo do movimento no festival de Canela (RS), eu já quis me candidatar. Todo mundo sofre com a CPMF, até o próprio artista. Acredito que show pode gerar um barulho muito grande. Se vai dar certo ou não depende do governo'', diz Tato, o vocalista do grupo Falamansa. Do Estadão.com.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Gilberto Carvalho Moura

É a FIESP gastando dinheiro do sistema SESC/SENAI (dinheiro público) para falar mal do governo.

monica dantas

Zezé Di Camargo e Luciano ? esses caras ajudaram na campanha do cara do pt e agora vem dá um de bonzinho perante a sociedade depois q viram q participaram da campanha de um lalau. Pobre Brasil e PE.



16/10


2007

TCE arquiva denúncia contra Fernando Bezerra Coelho

A Segunda Câmara do TCE decidiu ontem, por unanimidade, arquivar uma denúncia contra o então prefeito de Petrolina, Fernando Bezerra Coelho, por não atender aos requisitos estabelecidos pela Resolução TC 08/2006.

A denúncia foi formalizada através da Ouvidoria, porém o denunciante não se identificou, não se enquadrando, portanto, nos requisitos de admissibilidade constantes da citada Resolução.

Segundo ela, "qualquer cidadão é parte legítima para denunciar irregularidades ou ilegalidades perante o Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco", que acolherá a denúncia escrita, "desde que verse sobre matéria de sua competência, contenha a precisa identificação do denunciante e especifique as irregularidades ocorridas na administração financeira, orçamentária ou patrimonial de qualquer órgão, entidade da administração direta, indireta do Estado e dos Municípios, ou praticados por quaisquer pessoas que estejam sob sua jurisdição". 

Relator do processo, o conselheiro Romário Dias optou pelo arquivamento por entender que a denúncia não atendeu aos pressupostos de admissibilidade. A denúncia versava sobre o não pagamento do 13º salário e de férias acrescidas de 1/3 a cerca de 100 pessoas contratadas pela Prefeitura para desempenhar a função de "agentes de endemias".


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Gilberto Carvalho Moura

Achei corretissimo! Isso de denuncia anônima é coisa de dedo-duro, X-9, alcaguete, cabra frouxo, fofoqueiro. Se quer denunciar que o faça de cara limpa, assinando. Se não tem coragem coloca a viola no saco e fica quieto.

Raimundo Eleno dos Santos

Qual é o cidadão comum que vai denunciar um casacudo?As instituições que representam a sociedade é que deveria fazê-lo.Se fosse garantido o sigilo,se o MP e os órgãos de fiscalização atuassem como manda a lei, o cidadão comum não deveria ser exposto como tábua-de-tíro-ao-alvo. É brincadeira!



16/10


2007

Fala, leitor!

Prezado Jornalista,
 
Lí em sua coluna de hoje a declaração infeliz do deputado Carlos Wilson em defesa da CPMF. Coitado, pensa que o povo é burro. Semana passada, a senadora Ideli Salvatti disse a mesma asneira. Todos pagamos CPMF, mesmo que não tenhamos conta bancária em tudo que adquirimos, desde uma caixa de fósforo ao carro importado. E o pior: em cascata. Se tivesse sido destinada à saúde como era o princípio, nosso País seria bem melhor, mas não. Estão usando a CPMF para a bolsa-eleição-perpetuação-no-poder, mensalão, dólar nas cuecas e outras maracutaias mais.
 
Já mandei email para a senadora e estou mandando para o deputado que anda quietinho feito menino treloso que aprontou e se esconde. Está com medo de sua "ingestão" que exerceu na Infrearo venha a tona. Está com uma bomba na mão que ele mesmo acendeu. E vai estourar, aposte.
 
Um abraço
Mozart Carvalho
Recife-PE


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

milton tenorio pinto junior

Se a CPMF fosse usada para a finalidade que foi criada eu também seria a favor, mais não é o caso. Se tivessem investido realmente na Saúde hoje não precisariamos de plano de saúde. Ser a favor de um imposto desse é assinar atestado de burrice.

Paulo Roberto Leite Muniz

Entendo que as pessoas gostam de ser contra a CPMF pra se sentirem intelectuais, elites e coisa e tal. ninguem cobra nada delas assumindo essa cômoda posição. Estou a favor da prorrogação.Nunca votei e nem vou votar no PT.

guilherme alves

montada pelo sábios economistas e ministros do planejamento e fazenda. Tanto o Serra, quanto o Aécio como o Ciro sabem que vão precisar do mesmo para governar. Os nossos senadores estão, como sempre, sofismando. Nós sabemos da armadilha, e nós não temos força para ruptura do modelo.

guilherme alves

Mozart, trelosos são os politicos e equipe economica que aprovou a CPMF no século passado(primeiro governo FHC - Adib Janete - ministro), e a armadilha ficou para o governo atual e futuro. Se o PSDB volar contra esse imposto já está jogando a toalha. Infelizmente, para nós, não há saída na equação



16/10


2007

Jucá: ''Cumprir prazos adiaria votação da CPMF''

 O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), afirmou que se forem cumpridos todos os prazos regimentais na tramitação da emenda que prorroga a vigência da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) na Casa, ela só será votada em 2008. "Vai estourar para o ano", previu, depois do almoço dos líderes partidários com o presidente em exercício do Senado, Tião Viana (PT-AC).

Amanhã, além de uma visita do presidente da República em exercício, José Alencar, Tião Viana receberá em seu gabinete os líderes partidários, os presidentes de comissões e os ministros da Fazenda, Guido Mantega, da Saúde, José Gomes Temporão, e do Planejamento, Paulo Bernardo. Será a segunda ofensiva do governo para explicar a CPMF depois da visita de Mantega, na semana passada, ao presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), senador Marco Maciel. A emenda da CPMF está atualmente na CCJ.

Jucá afirmou que o Executivo não está propondo nada, apenas um cronograma, por enquanto: "O governo quer negociar, mas não estamos oferecendo nada. Vamos ouvir." O líder do PSB, senador Renato Casagrande (ES), disse que a votação da CPMF vai depender de uma redução da alíquota, hoje em 0,38%, e que isso ficou muito claro na reunião dos líderes. Do Último Segundo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores