Faculdade de Medicina de Olinda 2

02/09


2006

Alckmin diz que não irá tolerar invasão de terra

 As ações de invasão de fazendas promovidas por organizações como o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) não serão toleradas em um eventual governo do tucano Geraldo Alckmin. "Invasão de propriedade, não", avisou neste sábado o candidato, ao se comprometer com a reforma agrária, durante visita à Expointer, a maior feira de agricultura do País. Ao lançar suas propostas para o setor agrícola, prometendo acabar com a crise do agronegócio, Alckmin incluiu também suas sugestões para a agricultura familiar e a reforma agrária.

Alckmin preferiu não quantificar o número de famílias que pretende assentar na reforma agrária, com a utilização de recursos previstos no Orçamento para o próximo ano. "Por enquanto, só definimos linhas gerais. Vamos trabalhar com os assentamentos já existentes e muitas famílias foram postas em terra, sem condições mínimas de trabalho. O segredo é fazer a seleção para atender realmente quem tem vocação para o trabalho agrícola e agregar valores como cooperativas e créditos", disse.

O tucano disse que não vai mexer nos índices de produtividade, que avaliam se uma terra pode ser desapropriada ou não. "Temos tantas terras para poder desapropriar, então para que criar mais uma intranqüilidade no campo?", perguntou. Indagado como vai enfrentar as invasões de terras patrocinadas pelo MST, foi categórico ao afirmar que não serão permitidas. "Vamos desinvadir com a reintegração de terras", ressaltou, ao salientar que fará parceria e não vai punir quem trabalha e produz.

Apesar de alguns assessores estarem preocupados com a possibilidade de o candidato ser vaiado ao visitar os stands dos pequenos agricultores na Expointer, considerados mais simpáticos à candidatura de Lula, Geraldo Alckmin foi bem recebido e passou menos de 30 minutos fazendo uma exposição sobre suas propostas. Em nenhum momento foi hostilizado. Apenas, uma ou outra pessoa citava o nome de Lula quando ele passava.

Na visita aos grandes empresários, na Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul), Geraldo Alckmin recebeu aplausos quando disse que fará a "emancipação" dos assentamentos. Ele, contudo, não ofereceu detalhes sobre como isso acontecerá. Alckmin se comprometeu ainda a reformular o programa nacional de agricultura familiar para dar prioridade ao crédito de investimentos. Implantar casas de agricultura familiar para que o agricultor possa adquirir insumos implementos agrícolas e assessoramento técnico na produção.

Ao prometer consolidar os assentamentos existentes e melhorar as condições de infra-estrutura social e produtiva, disse que pretende inserir as comunidades às agroindústrias locais. Outra proposta é fazer parcerias com os Estados e municípios para a execução de ações de natureza social e econômica, sempre acompanhadas de aportes orçamentários federais, e integrar as políticas de reforma agrária e agricultura familiar. Entre suas propostas a regularização da posse e da propriedade de terras na Região Norte, além de agilizar o processo de titulação e registro, para eliminar a insegurança jurídica que gera focos de conflitos fundiários. ( Agência Estado)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

guilherme alves

Deveria ficar calado. Quando era governador houve dezenas de invasões sob os seus olhos, e nada fez. As invasões acabavam com as de pernambuco acabam. A inércia do Geraldo era patente.


Prefeitura de Abreu e Lima

02/09


2006

Alckmin proibido de aparecer no guia do Paraná

 A coligação A Força do Povo (PT-PRB-PCdoB), que apóia a reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, obteve liminar neste sábado do ministro Carlos Alberto Menezes Direito, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), na Representação 1068 para proibir a participação de Geraldo Alckmin, candidato da coligação Por Um Brasil Decente (PSDB-PFL) à presidência da República, na propaganda eleitoral gratuita dos candidatos a deputado estadual do Paraná.

Na Representação, a coligação encabeçada pelo PT alegou que o candidato do PSDB participou da propaganda veiculada no último dia 30, nos blocos de 13h20 e de 20h50, quando foram veiculadas imagens e mensagens com marcação para que o eleitor assimile o gesto de votar no número 45, que representa o voto em Alckmin, "em desconformidade com a legislação vigente". (Agência Estado)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Paulista

02/09


2006

Lula se encontra com "Tati Quebra-Barraco"

 Artistas estão se reunindo esta tarde na quadra da Mocidade Unida de Jacarepaguá, na Cidade de Deus, onde terão um encontro com o presidente Lula.

Pelo menos 500 pessoas aguardam a chegada do presidente ao evento, que é promovido pela Central Única de Favelas (Cufa). No encontro Lula receberá uma lista de reivindicações da associação. 

Desde às 15h30, os cantores Leci Brandão e Otto já estavam no local. E ainda estavam sendo aguardados para o encontro com Lula, os integrantes do ''Bonde do Tigrão'' e a cantora de funk ''Tati Quebra-Barraco''. Candidatos a deputado do PT também estarão acompanhando Lula.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Francisco Filho

QUE TAL CONVIDA-LA PARA UM MINISTÉRIO NO SEGUNDO GOVERNO? ELA TEM TODOS OS PRE-REQUISITOS PARA COMPOR A EQUIPE DE LULA. FOI ESSA "VISITA", SABIDAMENTE, A MELHOR AÇÃO DE PROPAGANDA ELEITORAL DO NOSSO LÍDER MAIOR. POSSO DAR UMA SUGESTÃO? QUE TAL DAR UMA PASSADA NA PRES. BERNARDES. SERIA ÁPICE!

Visita a "quebra barraco" e outros, mas para a familia, que ficou em Pernambuco, nem um boa noite.

adriano da mota silveira

A dupla funciona. Lula Quebra barraco fazem uma quebradeira danada, seu magno.


Prefeitura de Serra Talhada

02/09


2006

No Rio, tucanos e pefelistas correm para Lula

 Do Globo Online neste sábado:

Num ato de campanha em que defendeu a reforma política no país, o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) recebeu nesta sexta-feira, no Rio de Janeiro, o apoio público de prefeitos de partidos da oposição.

O tucano Riverton Mussi, de Macaé, e o pefelista Jorge Serfiotis, de Porto Real, estavam entre os 52 prefeitos de 13 partidos políticos que, reunidos com Lula no Hotel Windsor Barra, na Barra da Tijuca, prometeram ajudá-lo na reta final.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

ARY SIQUEIRA DA CUNHA FILHO

Presidente,Lula, nós não vamos abrir mão da Reforma Política deste país. Entendemos que terá que ser urgente, logo que assumir o segundo mandato. Congressistas estamos indignados com esses escândalos. Vamos mudar imediatamente essa Política Nacional. Punição para os culpados.

Raimundo Eleno dos Santos

Lula é realmente um candidato ecumênico. Nem os despacho do babalaô ACM vai ter a força de evitar a consagrada eleição de Lula. Lula ganhará até na Bahia. Será a queda do feudo ACMISTA. Será a derrocada de uma dinastia. Ah! Isso eu verei!

LandRover

A cara de cachaceiro, quando toma três ou quatro biritas, a gente conhece de longe.



02/09


2006

Polícia recolhe panfletos contra pai de Mendoncinha

 Embora tenha sido advertido pela Justiça Eleitoral, o presidente do PSB de Pernambuco, Milton Coelho, candidato a deputado estadual, continuou hoje a distribuir panfletos no Recife com um texto de contrapropaganda, para atingir a candidatura à reeleição do governador Mendonça Filho (PFL). O panfleto tem como tema, o empréstimo não quitado do pai do governador, deputado José Mendonça (PFL), junto ao BNB.

 

Resultado: Seu comitê eleitoral acabou de ser invadido no Recife por policiais, que recolheram todo o material. Milton Coelho alega que a invasão foi ilegal, porque a panfletagem não é apócrifa, ou seja, foi assumida por ele.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Mariana

Esse cara Milton está querendo criar fatos, porque não tem propostas, nem trabalho, está querendo aparecer...

VALDEMI VIEIRA CINTRA

SOMENTE COM O EMPRESTIMO DO BNB A POLICIA JÁ ESTÁ AGINDO. QUANDO LEVGANTAREM OS DO BANCO DO BRASIL E DA SUDENE. A GUERRA VAI COMEÇAR POR PERNAMBUCO. QUE VERGONHA. VEREADOR VALDEMIR CINTRA -M BELO JARDIM-PE

Flávio Zimmerman

Num instante apareceram policiais! Nossa! Esse governo de Mendoncinha é mesmo eficiente. A coisa mais sensata a fazer era pagar o empréstimo. Com tanta violência no Estado e os policiais são designados para ações puramente eleitorais.

Flavio Campos Neto

Tcs Tcs Tcs ! Isso me lembra o tempo da ditadura. Depois de bater em todos os insatisfeitos com o governo, Jarbas/Mendoncinha, Usam da força, mais uma vez, para tolher a liberdade de informação das pessoas... Que vergonha !


Prefeitura de Limoeiro

02/09


2006

Alckmin responsabiliza Lula por crescimento do PCC

 O candidato tucano à Presidência da República, Geraldo Alckmin, responsabilizou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo crescimento das ações do PCC em todo o País e pelo problema de insegurança pública instalado no Brasil. O tucano fez essas declarações um dia depois de a Polícia Federal ter prendido 38 pessoas de uma quadrilha ligada à facção criminosa de São Paulo. Neste sábado, Alckmin percorreu Porto Alegre e Esteio, no Rio Grande do Sul, estados onde sua popularidade vem crescendo e, segundo a última pesquisa do jornal Correio do Povo, de 26 de agosto, ultrapassou a de Lula, chegando a 33,7% das preferências, contra 31,5% do presidente-candidato.

''O problema de segurança no Brasil não é só em São Paulo. É um problema que está no Brasil inteiro. A responsabilidade é de todos. Agora, é óbvio, que o governo Lula, o governo do PT, se omitiu e abriu mão na questão da segurança pública, levou quatro anos para fazer um presídio que só tem 30 presos, passou quatro anos contingenciando dinheiro dos fundos de segurança e não teve uma ação para melhorar o combate ao tráfico de drogas'', afirmou Alckmin.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Raimundo Eleno dos Santos

Guilherme, gostei do teu EXDRÚXULO, com dois Xis. Creio que é para provar que no PSDB/PFL tem esdrúxulos (menos) e exdúxulo ( mais), é como se fora a potenciação do esdruxulismo. Estou certo?

guilherme alves

"O que falta ao doutor Geraldo Alckmim em sua campanha não é estratégia de marquetagem, mas idéias de candidato. Quem conseguir enumerar três idéias do tucano capazes de justificar o voto na sua ilustre pessoa ganha um pretinho da Daslu" Elio Gaspari. A declaração de hoje é uma prova.

guilherme alves

Mais uma para ficar calado. O PCC foi fundado as barbas e com a complacência do governo tucano paulista, inclusive, segundo a imprensa, as autoridades desdenhava da formação do PCC. Agora vem com esse exdruxulo comentário. É por isso que a candidatura do Geraldo não vai a lugar nenhum.

Flavio Campos Neto

Mas é muito cara da pau esse Alckmin. O PCC nasceu no quintal da casa dele e ele quer dizer que o filho não é dele... Segura essa bomba Alckmin !


Capacitação de Candidatos

02/09


2006

Mais uma "amarelada" de Ronaldinho

 Notícia que saiu há pouco no Globo Online e que eu não posso deixar de dar os meus comentários futebolísticos.

''O meia-atacante da seleção brasileira Ronaldinho Gaúcho não participou do treino de reconhecimento do gramado do Emirates Stadium, no início da tarde deste sábado, e ainda não está confirmado para o amistoso contra a Argentina, neste domingo, às 12h (de Brasília), com transmissão ao vivo pela TV Globo''.

Mais uma vez, o atacante do Barcelona (sim, lá ele faz milagres) permaneceu no hotel ''para tratar das dores na região lombar e na coxa esquerda com o fisioterapeuta Luiz Alberto Rosan''.

Para mim, este rapaz não passa de um mercenário.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Caro Magno, discordo de sua avaliação do Ronaldinho, pois no meio da semana passada, ele deixou de jogar pele Barcelona por estar com problemas fisicos.

Lêda Rivas

Deve ser coisa grave para o jogador se tratar com um "fisioterapeuta de fisioterapia". Especialidade nova?


Magno coloca pimenta folha

02/09


2006

PT lança versão em inglês do programa de governo

 Já está disponível no site do PT na Internet, a versão em inglês do programa do segundo governo de Lula. 

O programa em inglês faz parte da estratégia do partido, de lançar até escritório no exterior, para angariar mais apoios à candidatura e no futuro novos investimentos no país. 

No próximo dia 7 de Setembro, o PT estará abrindo um escritório nos Estados Unidos, justamente com esse objetivo.

O partido estima que o segundo mandato de Lula irá conjugar "crescimento com melhor distribuição de renda". O novo programa de governo prevê obras na área de  infra-estrutura (portos, aeroportos e rodovias).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Mariana

O povo de lá não é bobo...

Lêda Rivas

Lá se vai mais uma estrela para a bandeira dos Estados Unidos...


Banner de Arcoverde