Faculdade de Medicina de Olinda

18/09


2006

Berzoini diz que compra de dossiê é armação

O Presidente Nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), Ricardo Berzoini, disse há pouco, na sede do PT em Brasília, que a suposta compra de informações pelo PT para prejudicar as campanhas de José Serra ao governo de São Paulo e Geraldo Alckmin à presidência da República, pode ter sido uma “armação” com intuito de atingir a campanha petista. Berzoini não quis dizer de quem é a suposta “armação”.

Berzoini assegurou que a quantia de R$ 1,75 milhão encontrada com Gedimar Passos não é do PT.

Ricardo Berzoini disse ainda que Passos é subordinado a Jorge Lorenzetti, que por sua vez é subordinado a ele, Berzoini. O presidente do PT falou que até agora não conseguiu falar com Lorenzetti para esclarecer o ocorrido. Com informações do Portal da TV Globo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Ivan Câmara de Andrade

Esse episódio cheira armação mesmo. Não enteressa ao PT arriscar uma campanha praticamente ganha comprando dossiê de conteúdo público e notório, até porque o dossiê não incrimina O Serra nem o Alckimim: são apenas fotos de uma autoridade em uma inauguração. A turma do PFL é craque em armações. O ged

É armação do PT com certeza. É bandidagem pura .Esse Berzuine não merece crédito e com certeza sabia dessa armação e de outras.

Antonio Pereira

É UMA ARMAÇÃO E TODOS SABEM DISTO.

Francisco Filho

NO AR A ETERNA TEORIA DA CONSPIRAÇÃO ANTI-PETISTA. NINGUEM MAIS ACREDITA NESSA FALÁCIA.


Governo de PE

18/09


2006

PF vai fazer acareação entre Gedimar e Valdebran

A Polícia Federal e o Ministério Público querem esclarecer o mais rápido possível a negociação de documentos em poder do empresário Luiz Antônio Vedoin envolvendo políticos tucanos e petistas. A acareação entre Valdebran Padilha da Silva, filiado ao PT do Mato Grosso, e Gedimar Pereira Passos, advogado e ex-policial federal, será na terça-feira, na sede da PF, em Cuiabá. Os dois foram presos na sexta-feira, em um hotel em São Paulo, com R$ 1,9 milhão em dólares e reais. O suposto dossiê contra o candidato ao governo de São Paulo, José Serra, teria sido produzido pelos Vedoins.

Com a acareação, a PF e o Ministério Público querem saber quem seriam os compradores de imagens que envolveriam políticos com a compra superfaturada de ambulâncias. O delegado da Polícia Federal Diógenes Curado Filho e o procurador da República em Mato Grosso, Mário Lúcio Avelar, decidiram pela transferência imediata de Valdebran e Gedimar para esclarece o dossiê, composto por uma fita de vídeo, um DVD e seis fotos.

Os documentos mostram os candidatos à Presidência e aogoverno de São, Geraldo Alckmin e José Serra, respectivamente, o senador Antero Paes de Barros (PSDB-MT), o ex-governador Dante de Oliveira, os deputados federais Lino Rossi (PP-MT), Pedro Henry (PP-MT), e Thelma de Oliveira (PSDB-MT).

As imagens, de acordo com a Polícia Federal, teriam sido feitas em 2001 na empresa Planam, acusada de vender as ambulâncias superfaturadas, após aprovação de emendas dos deputados. Nos 23 minutos do DVD, as autoridades fazem discursos num ato de entrega de 40 ambulâncias para municípios de Mato Grosso. As informações são da Agência Estado.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Governo de PE

18/09


2006

Ministro diz que assessor de Lula vai ser investigado

O ministro Márcio Thomaz Bastos (Justiça) disse hoje que o suposto envolvimento de Freud Godoy com a compra de um dossiê contra o ex-ministro José Serra será investigado pela Polícia Federal. "Se ele estiver envolvido, vai ser investigado, indiciado ou inocentado", afirmou.

Freud teve o nome envolvido no caso por Gedimar Pereira Passos, preso na sexta-feira junto com o empreiteiro Valdebran Padilha. Junto com eles foram apreendidos R$ 1,7 milhão. A PF suspeita que o dinheiro seria usado para pagar o dossiê que seria vendido por Luiz Antônio Vedoin, acusado de liderar a máfia das ambulâncias. Gedimar disse para a PF que o dinheiro veio do PT e que o contato dele no partido se chamaria Freud ou Froud.

Freud Godoy, por coincidência, é o nome do assessor especial da Secretaria Particular da Presidência, que pediu hoje demissão do cargo. A demissão deve ser publicada amanhã no "Diário Oficial" da União.

Segundo Bastos, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que não que acredita no envolvimento de Freud Godoy com a suposta tentativa de compra de um dossiê contra o ex-ministro José Serra. A declaração de Lula teria sido dada antes do presidente embarcar Nova York.

Bastos afirmou que o presidente ficou "indignado" e que não "compactua com essa história de dossiê. "Não contem comigo para fazer uso desse ou esse", teria dito Lula, segundo o ministro da Justiça.

Bastos disse que o PT nunca se utilizou de dossiês para atacar adversários e citou o caso Cayman, que envolveria Serra e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. As informações são da Folha Online.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

LandRover

Por quem? Pela polícia política de Lula? Cabe ao TSE apurar tudo desse caso, sob pena de uma grande parcela da população passar a suspeitar de todo o processo eleitoral.


Prefeitura do cabo

18/09


2006

PT suspende acusado de negociar dossiê

O empresário e engenheiro elétrico Valdebran Padilha foi suspenso nesta segunda-feira por 60 dias do PT, partido do qual é filiado desde agosto de 2004. Neste período, uma comissão do diretório de Cuiabá vai avaliar a sua conduta ética e deverá expulsá-lo. O petista foi preso na sexta-feira com o assessor da Presidência Gedimar Passos pela Polícia Federal (PF), em um hotel de São Paulo, após escuta telefônica. Ambos são suspeitos de tentar comprar de Paulo Roberto Dalcol Trevisan documentos que envolveriam os tucanos José Serra e Geraldo Alckmin com a máfia das ambulâncias. "O PT reprova o procedimento dele, pois essa conduta é incompatível com o partido", disse o presidente do PT de Cuiabá, Jairo Pereira Rocha.

Padilha, de 42 anos, foi assessor do deputado federal Carlos Abicalil (PT) e um dos coordenadores financeiros da campanha do então presidente do PT de Mato Grosso, Alexandre César, à prefeitura de Cuiabá. O engenheiro aparece na lista de doadores da campanha petista em Cuiabá como pessoa física com R$ 600 reais. Já sua empresa, a Saneng Saneamento e Construções Ltda., doou R$ 50 mil.

No início do governo Lula, Padilha foi indicado pela direção estadual do PT para ocupar o cargo de diretor econômico e financeiro da Centrais Elétricas do Norte do Brasil S/A (Eletronorte), estatal subordinada à Eletrobrás do Ministério das Minas e Energia.

A senadora Serys Slhessarenko impediu sua nomeação porque a direção do PT em Cuiabá não concordou com a indicação. Decepcionado com os petistas, Padilha se aproximou dos caciques regionais do PMDB, entre eles o ex-senador Carlos Bezerra, para conseguir sem sucesso a vaga na estatal.

Padilha chegou a trabalhar como diretor-técnico da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM) e vinha atuando em projetos para captar recursos do governo federal para prefeituras de Mato Grosso. É considerado no meio empresarial como articulador de emendas parlamentares. Informações do Correioweb. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Francisco Filho

ACHO QUE LÁ NO PT, ELES CRIARAM UMA ESPÉCIE DE PONTUAÇÃO. QUANTO MAIS A "MISSÃO" É PERIGOSA, MAIS PONTOS O FILIADO GANHA. QUANTO MAIS PERTO DO "CHEFE" ELE ESTÁ, MAIS STATUS ELE GANHA COM PONTUAÇÃO EXTRA. E NO FIM, COM A CERTEZA DA IMPUNIDADE, DÁ ENTREVISTAS EXCLUSIVAS COM DIREITO A NOTA OFICIAL!



18/09


2006

Robalinho diz que oposição mente e calunia

O ex-secretário de Saúde de Pernambuco, Guilherme Robalinho, disse, há pouco, ao blog, que o suposto envolvimento do seu nome com a máfia dos vampiros não passa de uma tentativa desesperada da oposição para criar um fato político na campanha e tentar desestabilizar o Ministério Público, que está prestes a confirmar o indiciamento do ex-ministro Humberto Costa com a máfia dos vampiros.

''Sou um homem honrado. Servi 12 anos ao Estado como secretário de Saúde de Pernambuco e da Prefeitura do Recife e não há nada, absolutamente nada, que desabone a minha conduta moral'', desabafou, adiantando que sequer conhece o tal lobista e empresário Jaisler Jabour. O ex-secretário explicou que a sua luta incansável, na verdade, foi para trazer para Pernambuco a sede da Hemobras.

''O Hemone é o único laboratório no País que produz albumina humana e por essa condição especial Pernambuco detinha as melhores condições para ter uma planta de hemoderivados, aproveitando assim o plasma do sanque que é jogado fora hoje e que, vindo do Exterior, custa uma fortuna ao País, algo em torno de R$ 100 milhões por ano'', afirmou.

Robalinho disse que o projeto dessa planta foi aprovado, por unanimidade, pela Assembléia Legislativa e, posteriormente, levada ao então ministro da Saúde, Humberto Costa. ''Tínhamos pela frente uma batalha política enorme, porque estávamos concorrendo com vários Estados potenciais, como o Rio e São Paulo. Felizmente, ganhamos, mas o projeto não andou e o que existe é um terreno baldio em Goiana'', afirmou.

Contou, ainda, que na luta para trazer a Hemobras para o Estado reuniu a bancada federal e buscou, ainda, individualmente, deputados influentes em Brasília para ajudar no processo da sua consolidação, citando, dentre outros, o presidente da CNI, Armando Monteiro Neto.

''O projeto não foi meu, individual, nem objeto de nenhum lobby. O então governo Fernando Henrique deu a palavra de apoio, através do ex-ministro Serra, que estava convencido de que Pernambuco, tecnicamente, tinha as melhores condições'', afirmou.

Robalinho, por fim, disse que nunca foi citado pela Polícia Federal nem pela CPI em nenhuma instância e que coloca, a partir de agora, seus sigilos bancários, fiscal e telefônico a serviço de quem queira. ''É lamentável que algo tão importante para o Estado, que vem desde o Governo Arraes, passou pelo de Joaquim e se consolidou no de Jarbas venha, agora, sofrer uma manipulação política. Isso é uma grande calúnia'', desabafou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Raimundo Eleno dos Santos

A verdade.O Jornalista tem o dever de buscar e divulgar a verdade.Ele não é juíz ou promotor de justiça,mas deve ser imparcial.Escamoteá-la ou dizê-la pela metade denota cumplicidade com um lado ou com o outro.Diz a Bíblia:CONHECEREIS A VERDADE E A VERDADE VOS LIBERTARÁ.A verdade cabe em todo lugar.

roberto lima

Absurdo! Guilherme Robalinho é um homem honrado, acima de qualquer suspeita. Quem o conhece , sabe.

prudencio godoy de melo galvao

Tá certo, o Magno ouviu o Robalinho, e, ele deu sua versão, até prova em contrário, vamos acreditar em sua palavra, era isso que Jarbas/Mendonça, deveria ter feito em relação ao HUmberto, e o que foi feito, todo mundo ja sabe.


Prefeitura de Abreu e Lima

18/09


2006

Assessor envolvido em dossiê era segurança do "Sombra"

O agora ex-assessor especial de Lula, Freud Godoy, fazia a segurança do chefe de gabinete da Presidência, Gilberto Carvalho, e de Sérgio Gomes da Silva, o “Sombra” em 2002, quando foi acusado em inquérito na Polícia Civil paulista de supostamente recolher propinas das empresas de ônibus em Santo André (SP).

Godoy admitiu no inquérito que era segurança dos dois, mas negou a intermediação do suborno e foi liberado. A informação é de um dos fundadores do PT, Rui Vicentini, que se desligou do partido. Diz Rui que o ex-assessor de Lula, acusado de pagar o dossiê contra José Serra, é muito amigo de Sérgio ‘Sombra’, investigado no assassinato do prefeito Celso Daniel, em 2003. As informações são do site de Cláudio Humberto.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Paulin de Caruaru.

As peças começam a se encaixar.Aguardemos.


Magno coloca pimenta folha

18/09


2006

José Jorge quer a foto da entrega do dinheiro

 O senador José Jorge (PFL-PE), candidato a vice-presidente na chapa do tucano Geraldo Alckmin (PSDB), apelou ao ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, e ao diretor-geral da Polícia Federal, Paulo Fernando Lacerda, pela divulgação da foto dos R$ 1,75 milhão que seriam supostamente usados por pessoas ligadas ao PT para comprar um dossiê com denúncias contra José Serra, candidato do PSDB ao Governo de São Paulo. As informações são da Agência Nordeste.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

prudencio godoy de melo galvao

Isso tá parecendo com aquela estória, lá do pina q a mulher do cadoca, tentou subornar uma pobre coitada, vcs lembram?Como é q um candidato tá com + de preferência do eleitorado, vai tá se preocupando em "fabricar"dossiê?, mas, que se apure e divulgue tudo, pra vê se o Zé jorge fica satisfeito


Prefeitura de Limoeiro

18/09


2006

Humberto: "Tem gente infiltrada para atingir Lula"

 O candidato ao Governo de Pernambuco pelo PT, Humberto Costa (PT), disse, há pouco, desconhecer a participação de membros do Governo Lula no caso da compra de um dossiê contra o também ex-ministro da pasta, José Serra (PSDB), que é candidato ao Governo paulista.

Segundo Humberto, “isso parece mais coisa de alguém infiltrado dentro do PT”. “Não vejo qual interesse que o Governo teria nisso. (o presidente) Lula está bem nas pesquisas e não precisa criar factóides contra Alckmin (Geraldo Alckmin, do PSDB, candidato a presidente). Se isso foi feito por alguém, não deve ter sido gente do Governo. Deve ter sido feito por alguém infiltrado”, declarou. Para Humberto, o episódio trouxe prejuízos políticos para o seu partido. “Isso está trazendo problemas para todos nós do PT”, disse.

Sobre a possibilidade de ser indiciado pelo Ministério Público Federal por envolvimento na chamada Máfia dos Vampiros, o petista cobrou rapidez. “Quero que isso saia logo, para eu poder me defender na Justiça”. O MPF adiou de hoje para a amanhã o posicionamento sobre o indiciamento de Humberto pela Polícia Federal no caso. O candidato disse ainda que quer saber “qual será o teor da denúncia” que o Ministério Público deverá encaminhar contra ele.

 

Humberto comentou ainda o possível envolvimento de Serra na Máfia dos Vampiros. “O que se precisa é que seja investigado, porque essas pessoas que fizeram a denúncia são as mesmas que vieram dizer que tinham pessoas ligadas a mim pedindo dinheiro para a compra de ambulâncias, e depois retiraram o que disseram. Agora se tiverem provas, tudo bem, mas ele é um bandido, não é confiável”, disse, se referindo a Luiz Vedoin, dono da empresa Planam, que é acusado de chefiar o esquema da Máfia das Sanguessugas, que fazia a venda superfaturada de ambulâncias.

 

As declarações de Humberto foram dadas neste tarde, durante caminhada no bairro de Ibura de Baixo, na Zona Sul do Recife. Durante o evento, Humberto conversou com militantes e pediu votos de eleitores. As informações são da Agência Nordeste.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

elvanio jatoba de oliveira

Humberto a semana passada disse que seria muito burro se ele mandasse investigar ele mesmo, agora o assesssor especial admite que conhecia e falava com os implicados, e humberto diz que tem gente infiltrada? oque é isso companheiro///////////////

Cesar Augusto R. Cavalcanti

Por que haveria o PT, ou Lula, com uma eleição ganha, fácil, fácil, contra um zero à esquerda, aliás, dois(Alckmim e José Jorge), e com uma perdida, também de lavagem, a do chato do Mercadante(SP), tentar fraudar o processo? A direita podre desse país não se conforma, mas É LULA LÁ!!!!!

Francisco Filho

PRONTO. AGORA SÓ FALTA HUMBERTO COSTA DIZER QUE A CIA DEIXOU DE LADO OSAMA BIN-LADEN E A AL-QAEDA E AGORA QUER DESESTABILIZAR O GOVERNO LULA E SUA CANDIDATURA, FALIDA POR SINAL. É MUITA CARA-DE-PAU

prudencio godoy de melo galvao

Que comportamento elegante do Humberto, hem?Humilhado, pela união por Pe, dia e noite na rua, na televisão, nas rádios, quando nada existe de concreto contra ele, só suposições, e, ele da uma demonstração de grandeza desta, os adversários todos nos pernambucanos conhecemos, seus metódos, BRAVO HUMBE

Paulin de Caruaru.

A ânsia de igualar o nível é tanta que daqui a pouco vão está sugerindo que tem gente do PSDB infiltrada no PT...É demais...


Banner de Arcoverde

18/09


2006

Governador reforça pedido de força federal para Alagoas

O governador Luis Abílio enviou ofício nesta segunda-feira, ao ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Marcelo Ribeiro, manifestando a posição do Estado em concordar com o envio de tropas federais para garantir a segurança nas eleições em sete municípios alagoanos. As cidades que deverão ter tropas do Exército são Coruripe, Rio Largo, São Luiz do Quitunde, Batalha, Delmiro Gouveia, Minador do Negrão e Flexeiras.

No ofício, Luis Abílio disse já ter comunicado essa posição à presidência do TRE, defendendo também a presença de tropas federais nas sete cidades. “Duas razões me conduzem a defender essa posição: primeiro os municípios elencados pela Justiça Eleitoral possuem históricos de disputa acima do acirramento normal, registrando até em algumas ocasiões episódios marcados pela violência”, afirmou.

O segundo motivo, de acordo com o governador alagoano, é a necessidade de dotar essas cidades de um número superior ao efetivo policial destacado pelo plano de segurança elaborado pela Secretaria Coordenadora de Justiça e Defesa Social. O plano de segurança do Estado destacou seis mil homens para atender todos os 102 municípios.

“Esse reforço implicaria na redução do contingente de outras localidades, o que não é prudente, razões pelas quais considero justificada a necessidade de reforçar o efetivo estadual com a participação de tropas federais”, afirmou Luis Abílio, comunicando ainda ao ministro Marcelo Ribeiro que as últimas eleições em Alagoas transcorreram de forma tranqüila, sem o registro de incidentes violentos, graças ao planejamento operacional realizado pelo Estado, com a participação de tropas do Exército em alguns municípios.

Para o pleito deste ano, o governador informou ao TSE que a Defesa Social adotou novos procedimentos, como o de remanejamento de comandos regionais e outras medidas acautelatórias. Se o resultado da operacionalização for bem sucedido, é justo atribuir também tal sucesso às participações integradas de forças federais em municípios tradicionalmente marcados por turbulências patrocinadas por lideranças locais”, ressaltou. Cópia do ofício foi encaminhado ao presidente do TRE, desembargador Fernando Lima Souza. Informação da Gazetaweb. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha



Warning: PHP Startup: Unable to load dynamic library '/opt/cpanel/ea-php56/root/usr/lib64/php/modules/mcrypt.so' - /opt/cpanel/ea-php56/root/usr/lib64/php/modules/mcrypt.so: cannot open shared object file: No such file or directory in Unknown on line 0