FMO janeiro 2020

14/11


2006

PB: maioria do secretariado deve ser mantida

O governador reeleito da Paraíba, Cássio Cunha Lima (PSDB), deverá manter a maioria dos auxiliares durante a reforma de Governo, prevista para o próximo ano. Pelo menos seis pastas deverão ser mantidas. Os mais cotados para permanecer, inclusive com o aval do chefe do Executivo, são Luzemar Martins (Controladoria Geral do Estado), Franklin Araújo (Planejamento), Jacy Toscano (Finanças) e Harrison Targino (Segurança e Defesa Social).

 

Estão cotados também o advogado Luciano Pires, que deve retornar ao comando da Procuradoria Geral do Estado, cargo deixado por ele quando assumiu a assessoria jurídica da campanha de Cássio nas eleições deste ano, e Pedro Adelson, que deverá trocar a Secretaria de Administração Penitenciária por outra pasta, ainda indefinida. As informações são da Agência Nordeste.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernando Vieira

Na coluna do Cláudio Humberto de hoje: "O Senador Eleito Jarbas Vasconcelos repre `a exaustão que recebeu de Miguel Arraes o estado quebrado. Ele quer atingir o neto, mas ataca alguém que não está vivo para se defender" - FEIO ISSO HEIN MAGNO!!! Divulga no seu blog, ora!!!!


Prefeitura de Jaboatão

14/11


2006

Empreiteira não quer assumir reparos na BR-232

O pleno do Tribunal de Contas deferiu pedido da Construtora OAS Ltda para que lhe fosse concedida uma prorrogação de prazo de 60 dias a fim de defender-se das acusações de que o trecho da BR-232, que foi duplicado sob sua responsabilidade, está precisando de reparos. De acordo com o TCE, os consertos têm que ser arcados pela empresa que a duplicou, uma vez que a obra ainda não foi oficialmente entregue à entidade que a contratou mediante processo licitatório: o Governo do Estado de Pernambuco.

Segundo o conselheiro Severino Otávio, que votou pelo deferimento da prorrogação e teve o seu voto acompanhado pela unanimidade dos colegas, uma auditoria de acompanhamento feita pelo Núcleo de Engenharia (NEG) do TCE no trecho da BR-232 que passou recentemente por uma duplicação (Recife-Caruaru) constatou que a obra apresenta falhas e necessita urgentemente de reparação.

De posse do relatório técnico de auditoria, o relator notificou a OAS para apresentar defesa e recebeu do seu representante em São Paulo, Tarcísio Ribeiro de Albuquerque Filho, um pedido de prorrogação de prazo devido à complexidade do problema: em vez de 30 dias, três meses.

''A aludida pretensão tem fulcro na necessidade de aferição das pretensas irregularidades apontadas pelo Núcleo de Engenharia, o que demanda levantamento individualizado de suas causas, objetivo inalcançável no escasso prazo de 30 dias, o que importaria no cerceamento do direito de defesa assegurado pelo artigo 5º da Constituição Federal'', argumentou Tarcísio Ribeiro em ofício enviado ao Tribunal de Contas. As informações são do site do TCE.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Raimundo Eleno dos Santos

Não tenho certeza, mais de quem seria a empresa OAS. Organização dos Amigos do Sogro. Quem é o sogro. Essa empresa seria da Bahia? De quem ela é, afinal?

Fernando Vieira

Na coluna do Cláudio Humberto de hoje: "O Senador Eleito Jarbas Vasconcelos repre `a exaustão que recebeu de Miguel Arraes o estado quebrado. Ele quer atingir o neto, mas ataca alguém que não está vivo para se defender" - FEIO ISSO HEIN MAGNO!!! Divulga no seu blog, ora!!!!


Cabo de Santo Agostinho

14/11


2006

Sangessugas: CPI quer prorrogar trabalhos até janeiro

Integrantes da CPI dos Sanguessugas entregarão ao departamento jurídico das Mesas da Câmara e do Senado nesta terça-feira uma consulta para saber se podem prorrogar até janeiro os trabalhos da comissão, programados para terminarem em dezembro.
 
Para os parlamentares, a CPI precisará de mais um mês de trabalho se quiser aprovar um relatório final consistente, principalmente em relação ao episódio do dossiê contra políticos do PSDB. O problema é que há uma polêmica se a CPI pode ou não funcionar durante o chamado "recesso parlamentar" após 15 de dezembro, quando começam as férias de deputados e senadores. 
  
A decisão de consultar as duas Mesas foi tomada em café da manhã nesta terça entre Jungmann, o deputado Fernando Gabeira (PV-RJ) e a senadora Heloisa Helena (PSol-AL). Eles aguardam uma resposta até o fim da semana para iniciarem a coleta de assinaturas permitindo a prorrogação da CPI. Ao todo, são necessárias as assinaturas de, no mínimo, 27 senadores e 171 deputados para que a CPI seja prorrogada por mais um mês.
 
A CPI marcou para a próxima semana seus últimos depoimentos. A comissão pretende ouvir três envolvidos na compra do dossiê: Jorge Lorenzetti, Valdebran Padilha e Gedimar Passos. "Queremos também, com a prorrogação, modificar o cronograma e marcar mais depoimentos para dezembro", ressalta Jungmann.As informações são do Portal G1.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernando Vieira

Na coluna do Cláudio Humberto de hoje: "O Senador Eleito Jarbas Vasconcelos repre `a exaustão que recebeu de Miguel Arraes o estado quebrado. Ele quer atingir o neto, mas ataca alguém que não está vivo para se defender" - FEIO ISSO HEIN MAGNO!!! Divulga no seu blog, ora!!!!


Prefeitura de Serra Talhada

14/11


2006

PB: Ronaldo Cunha Lima descarta mudança de legenda

O deputado federal Ronaldo Cunha Lima (PSDB-PB) não vai mais para o PTB. O convite havia sido feito pelo presidente estadual da legenda, deputado federal Carlos Dunga, que, inclusive, ofereceu a direção da legenda na Paraíba ao parlamentar. A medida seria uma forma de aproximar o governador reeleito Cássio Cunha Lima (PSDB), filho do deputado, da base aliada do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

 

O governador explicou que não vai haver mudanças. “Eu também vou continuar onde estou”, disse, garantindo que a meta agora será trabalhar para fortalecer ainda mais o partido. Ele também salientou que a ida de Ronaldo para o PTB não passa de especulação da imprensa. Essa é a segunda vez que aliados de Cássio tentam uma aproximação dele com o presidente Lula. A primeira vez ocorreu ano passado. As informações são da Agência Nordeste.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernando Vieira

Na coluna do Cláudio Humberto de hoje: "O Senador Eleito Jarbas Vasconcelos repre `a exaustão que recebeu de Miguel Arraes o estado quebrado. Ele quer atingir o neto, mas ataca alguém que não está vivo para se defender" - FEIO ISSO HEIN MAGNO!!! Divulga no seu blog, ora!!!!



14/11


2006

Brasil só cresce com taxa de 5% em 2017, diz Ipea

Na noite de 29 de outubro, depois de reeleito, Lula prometeu um crescimento econômico de 5% do PIB para 2007. A promessa é uma falácia. Quem diz não é nenhum oposicionista, mas o Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), órgão do Ministério do Planejamento.  

Em estudo de 135 páginas, o Ipea estima que “a perspectiva de crescimento médio para o biênio 2006-2007 é de apenas 3,5% ao ano”. E prevê que até 2010 o PIB oscilará positivamente entre 4% e 4,5%. Desde que o governo adote uma série de providências amargosas. A taxa de 5% só viria em 2017. 

A julgar pelo conteúdo do documento do Ipea, mesmo que quisesse, Lula não conseguiria entregar o crescimento de 5% que anunciou. “Duas restrições impedem que essa tendência se materialize já nos próximos anos”, anota o texto. A primeira: a atual infra-estrutura do setor elétrico só suporta uma expansão da “em torno de 4% ao ano até 2010.” Mencionada como exemplo, a debilidade do setor elétrico não é o único gargalo estrutural. “A carência de investimentos em infra-estrutura é geral”, diz o texto.

Agora, a segunda restrição: a taxa de investimentos, projetada para 20% do PIB em 2006, “impede uma expansão sustentada acima de 3,5% ao ano.” Para que a economia se desenvolva a taxas de 5% a partir de 2011, ou seja, na administração que seguirá ao segundo ciclo de Lula, é “preciso criar as condições” para que a taxa de investimentos alcance o patamar de 26% do PIB. O aumento dos investimentos passa por um conjunto de ''reformas institucionais'', diz o Ipea. 

O documento apresenta direitos previstos na CLT –férias e 13º salário, por exemplo—como inibidores do crescimento. “É preciso rever e minimizar esse rol de direitos”, diz o texto. Sugere-se também a “flexibilização das negociações coletivas”, permitido que o negociado prevalece sobre a lei. Não é só: o estudo propõe a restrição do acesso ao FGTS e o fim da multa de 40% paga em casos de demissão imotivada.  

Na área fiscal, o Ipea propõe a adoção de uma política que, na campanha presidencial, foi defendida não por Lula, mas pelo rival Geraldo Alckmin: “Adoção, ainda em 2007, de um conjunto de medidas fiscais para 2007 e 2008, centradas na contenção do crescimento do gasto público, com o objetivo de atingir o ‘déficit zero’, ou algo muito próximo disso, até o início do governo seguinte.” 

Para o setor previdenciário, recomenda-se uma reforma que, de novo, é pouco palatável. Sugere-se, entre outras coisas: a desvinculação entre o piso das pensões e o salário mínimo e a adoção de idade mínima para as aposentadorias do setor privado –55 anos homens e 60 para mulheres—e a volta do limite de idade de 70 anos para o acesso aos benefícios da LOAS, hoje fixado em 65 anos.  

Pelo receituário do Ipea, o governo teria de conviver com a meta de superávit primário de 4,25% do PIB até 2009. Só em 2010 seria possível iniciar uma “redução suave e gradual”. Mercê de compromissos já assumidos, as despesas com pessoal cresceriam 6% em 2007. E nada de novos aumentos até 2010. Fazendo tudo isso e muito mais, Lula viabilizaria o crescimento de 5% do PIB. Mas só para o sucessor de seu sucessor. (Do blog de Josias de Souza).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu e Lima - Prefeitura - Abreunozap

14/11


2006

PE: João Mendonça deve responder por improbidade

O prefeito de Belo Jardim, João Mendonça Bezerra (PFL) - primo do governador Mendonça Filho - deverá responder ao Ministério Público por crime de improbidade administrativa, incluindo ilegalidade em licitações. A ação civil pública foi impetrada, ontem, pelo promotor de Justiça Welson Bezerra de Souza. O pefelista é acusado de aplicar em 2002, apenas 46,62% dos recursos do Fundef na remuneração de professores efetivos da rede pública. A Lei Federal 9.424/1996 exige o percentual mínimo de 60%. Mendonça rebateu as acusações e criticou a divulgação para Imprensa do processo sem antes ter sido ouvido.

“Em 2001 gastamos com a folha mais do que a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) permite. Se eu aplicasse os 60% com a folha ultrapassaria os 54% que a LRF, a lei mais temida, permite. No ano seguinte nós compensamos e reduzimos a folha. Vivo no município, mas não fui citado. Ficamos sabendo através da Imprensa. Por que fazem isso com os prefeitos? Liguei para o promotor para saber mais detalhes, mas não consegui falar com ele. Não se pode fazer isso. Está errado. Vou me defender. A administração é aberta. Acho isso muito estranho, não sei o interesse”, disse Mendonça.

A ação ainda pede a responsabilização do prefeito por ilegalidade nas licitações feitas pela N.S. Engenharia Ltda., que executou cerca de sete obras na cidade. A empresa está inscrita na dívida ativa tributário do município desde 2000, pelo não pagamento do Imposto Sobre Serviço (ISS). De acordo com Mendonça, não seria dele a responsabilidade. “Essas informações são inverídicas. Não é uma questão de quem roubou, tocou fogo, rasgou. Não estou sendo acusado de lesar. Este imposto é recolhido no domicílio fiscal da empresa”, argumentou. Se condenado João Mendonça pode até perder o mandato. As informações são da Folha de Pernambuco.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Severino Isidoro Fernandes Guedes

A ação saneadora do MP é digna de elogios. O MP está cumprindo o seu papel constitucional, papel que caberia também ao Legislativo (sem eleitoreirismo). O Brasil está no rumo certo. Creio que daqui mais uma década veremos muito poucos executivos ou parlamentares nas páginas policiais.

Fernando Vieira

Na coluna do Cláudio Humberto de hoje: "O Senador Eleito Jarbas Vasconcelos repre `a exaustão que recebeu de Miguel Arraes o estado quebrado. Ele quer atingir o neto, mas ataca alguém que não está vivo para se defender" - FEIO ISSO HEIN MAGNO!!! Divulga no seu blog, ora!!!!

José Rodrigues da Silva

Registro que não acuso a mínima preocupação om esse prefeito, mas, ler o que escreve esse escriba, mais pra escroto, do raimundinho, é de lascar!!! Indaga o acretinado, pelos "outros". Acaso não sabe essa pobre criatura (?) onde se acham os "outros"? Pergunte ao Luiz, seu desavergonhado justificador

Raimundo Eleno dos Santos

Este é apenas um. Onde estarão os outros? Tem ratos em todos os lugares. O dinheiro que fará o Brasil crescer + de 5% está na mão dessa gente. Combatendo a corrupção nas prefeituras e Câmaras de Vereadores o aporte de verbas será tão grande que vai ser como vento em popa.A PF e o MP estão com fôlego


Banco de Alimentos

14/11


2006

Sanguessugas: cancelado depoimento de Vieira Reis

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar cancelou o depoimento do deputado Vieira Reis (sem partido-RJ), que aconteceria hoje. O deputado Vieira Reis, segundo informações da Câmara, apresentou atestado médico justificando sua ausência. Não foi marcada nova data para o depoimento.

Vieira Reis é acusado de apresentar emendas ao Orçamento para beneficiar o esquema de compra de ambulâncias superfaturadas para municípios, e foi denunciado pela CPI das Sanguessugas. As informações são do Portal G1.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernando Vieira

Na coluna do Cláudio Humberto de hoje: "O Senador Eleito Jarbas Vasconcelos repre `a exaustão que recebeu de Miguel Arraes o estado quebrado. Ele quer atingir o neto, mas ataca alguém que não está vivo para se defender" - FEIO ISSO HEIN MAGNO!!! Divulga no seu blog, ora!!!!


O Jornal do Poder

14/11


2006

PF efetua prisões por fraude junto a prefeituras

Duzentos policiais federais de quatro estados e do Distrito Federal, em 42 viaturas, efetuam, neste momento, uma grande operação junto a prefeituras do Interior de Pernambuco, a fim de desarticular uma organização criminosa, investigada desde 2005, responsável por desvios que já ultrapassam R$ 10 milhões.

Várias pessos já foram presas nesta Operação Alcaides da PF, dentre elas duas mulheres que chegaram agora há pouco de Agrestina, de nomes Tereza e Claudilene, com sobrenomes não divulgados pela PF. Dos chefes da quadrilha já foi identificada uma mulher, Adriana, que deverá ser presa a qualquer momento.

A quadrilha agia, sobretudo, com fraudes em licitações, e é responsabilizada por crimes de formação de quadrilha, falsidade ideológica, tráfico de influência, entre outros crimes, atuando junto a prefeituras  interioranas. O efetivo da Polícia Federal que age neste momento no interior de Pernambuco é constituído por policiais de Alagoas, Sergipe, Paraíba, Distrito Federal e Pernambuco. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

renata lima

Vou olhar a coluna de Claudio Humberto , essa reportagem do Senador Jabas deve ser muito boa, pois é verdade que pegou o estado quebrado das mãos (ou garras) do avô e principalmento launeto. Sorte é o launeto tá recebendo o estado sanado. Parabens Senador Jarbas Vasconcelos.

renata lima

Isso é tudo pé de chinelo se comparado ao que acontece lá em Vitória de Santo Antão-Pe, só exemplificar: vejam o resultado doi concurso de lá, vê se tem parentes e funcionário particular do prefeito, é só o que tem. Desvio é boia lá

Fernando Vieira

Na coluna do Cláudio Humberto de hoje: "O Senador Eleito Jarbas Vasconcelos repete à exaustão que recebeu de Miguel Arraes o estado quebrado. Ele quer atingir o neto, mas ataca alguém que não está vivo para se defender" - FEIO ISSO HEIN MAGNO!!! Divulga no seu blog, ora!!!!


Potencial Pesquisa & Informação

14/11


2006

PFL adia reunião sobre futuro de Geraldo Coelho

Depois de adiar por duas vezes a reunião da executiva para definir a possível expulsão do deputado estadual Geraldo Coelho, o Partido da Frente Liberal (PFL) marcou para a próxima segunda-feira o encontro que irá definir o futuro do pefelista. De acordo o secretário executivo da legenda, Charles Ribeiro, a votação foi adiada devido à necessidade do presidente do partido, o deputado federal André de Paula, integrar uma força-tarefa no Congresso Nacional.

 

De acordo com o presidente da Assembléia Legislativa de Pernambuco (Alepe), deputado Romário Dias (PFL), é importante que a discussão seja aprofundada, uma vez que outros pefelistas também apoiaram a candidatura do governador eleito, Eduardo Campos (PSB), no segundo turno da disputa eleitoral. ''Trata-se de um homem forte no partido. No segundo turno, vários prefeitos e vereadores declararam que estavam com Eduardo. Não se pode eleger culpados quando se perdeu a eleição por mais de um milhão de votos'', avaliou o presidente. As informações são da Folha de Pernambuco.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

José Rodrigues da Silva

Sai por ter aderido, ou por não produzir e manifestar apoio trabalhando? Pelas duas também há de sair o M.M. (magro, magríssimo), quanto a primeira é só uma questão de tempo, pela segunda se encontra cansadíssimo pelo "esforço" dispendido!!!

Fabio Henrique Cavalcanti Pedrosa

Geraldão não sai do PFL. O que tem que se fazer agora é comprar uma grande quantidade de cola, para juntar os cacos desse partido que está partido.

Severino Isidoro Fernandes Guedes

O PFL está morrendo por inanição. Isso é bom para o país, porque essa legenda conservadora representou sempre o continuismo do coronelismo e do mandonismo interiorano, sobretudo no Nordeste.

Raimundo Eleno dos Santos

D-u...du, v-i...vi, d-o...do que o Geraldo Coelho seja defenestrado. É mais possível formarem uma nova sigla partidária para dar apoio a Eduardo, não serão oposição.Pelo contrário, serão de aposição. O que eles querem mesmo é ter uma das tetas em suas bocas.

josé arnaldo amaral

...MENOS MAL PARA O NOVO LIBERALISMO EM GESTAÇÃO...



14/11


2006

Ligações aumentam suspeitas sobre Lorenzetti

Os ex-petistas acusados de negociar a compra do dossiê contra políticos do PSDB trocaram entre si pelo menos 159 ligações telefônicas na semana em que a operação foi desmontada. Em 79% delas, figura o nome de Jorge Lorenzetti, ex-coordenador do setor de inteligência da campanha de Luiz Inácio Lula da Silva e apontado pela Polícia Federal como o articulador da trama.

As ligações se intensificaram no dia 14, data em que a compra do material foi fechada e véspera da prisão de Gedimar Passos e Valdebran Padilha. Nesse dia, Lorenzetti -que foi expulso do PT- ligou 15 vezes para um telefone que supostamente estava sendo usado por Hamilton Lacerda, ex-assessor do candidato derrotado do PT ao governo de São Paulo, Aloizio Mercadante.

No relatório parcial da PF sobre o caso, Lorenzetti é classificado como ''a pessoa que articulou em âmbito nacional a compra do dossiê''. Para os policiais, Lacerda seria o homem que entregou o dinheiro a Gedimar e Valdebran, no hotel Ibis Congonhas, em São Paulo, para concluir a negociação. Lacerda foi flagrado pelo sistema interno de TV do hotel carregando a mesma mala encontrada com Gedimar. Incluindo o número pessoal de Lacerda e o telefone ''frio'' que seria usado por ele, houve pelo menos 55 ligações entre ele e Lorenzetti na semana em que o caso veio à tona. As informações são da Folha Online.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

renata lima

Desgoverno do pt e do cara do pt é corrupto até o churrasco. Pobre Brasil e PE.