O Jornal do Poder

04/05


2012

A charge do dia

 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Potencial Pesquisa & Informação

04/05


2012

Ouça o programa Frente a Frente de ontem

 Sevocê perdeu o Frente a Frente de ontem, programa que apresento em companhia de Adriano Roberto pela Rede Pernambucana de Rádio, formada por 30 emissoras, tendo como cabeça de rede a Rádio Folha 96,7 FM, no horário das 18 às 19 horas, clique aqui e ouça agora.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

04/05


2012

Coluna da sexta-feira

      O fator Speck em Paulista

Um dos principais colégios da Região Metropolitana, com 194 mil eleitores, Paulista apresenta um cenário embolado, hoje, na corrida para a sucessão do prefeito Yves Ribeiro (PSB). Na disputa pela terceira vez, o deputado Sérgio Leite (PT) lidera, mas sem um percentual folgado.

Tem apenas 24% das intenções de voto contra 16% e 15%, respectivamente, do ex-prefeito Antônio Speck (PTB) e Júnior Matuto (PSB). Pelo fato de nunca ter disputado uma eleição majoritária e se apresentar como um quadro novo em Paulista, o vereador Júnior Matuto é a grande surpresa do levantamento.

Mas a noiva mais cobiçada da eleição em Paulista é o ex-prefeito Speck, que dificilmente disputará por estar enquadrado na lei da ficha limpa. Para onde ele pender, portanto, a eleição tende a se definir, por ter aparentemente um eleitorado cativo.

O drama de Leite e Matuto, que provavelmente irão polarizar a disputa, é atrair o apoio de Speck, porque é uma faca de dois gumes. Se ao mesmo tempo tem potencial para decidir o pleito, para qualquer postulante tê-lo no palanque se apresenta como uma temeridade e a pesquisa aponta isso claramente ao revelar que é o mais rejeitado. De qualquer forma, apoio não se rejeita.

PESO-PESADO- Os números da pesquisa do Instituto Opinião devem tirar o sono do prefeito Yves Ribeiro. Em termos de desaprovação, o seu governo só fica atrás do de Garanhuns, Luiz Carlos Oliveira (PDT), que tem impressionantes 75% de péssimo e ruim, enquanto Yves supera a casa dos 55%. Ribeiro é do mesmo partido do vereador Júnior Matuto, nome que está absorvendo contra a sua vontade, para atender a um pedido do governador Eduardo Campos.

O trapalhão do IPA - O presidente do IPA, Júlio Zoé, caiu em desgraça no Palácio do Campo das Princesas. O governador Eduardo Campos só não o afastou pelas ligações dele com a mãe Ana Arraes. Além de tentar fazer, inexplicavelmente, um leilão de bode em São Paulo, Zoé levou, na semana passada, um grande puxão de orelhas do chefe por uma trapalhada fenomenal, ainda em segredo de estado.

Leite dificulta pesquisa - Embora tenha aparecido na liderança da pesquisa contratada por este blog ao Instituto Opinião em Paulista, o deputado Sérgio Leite (PT) tentou impedir a divulgação do resultado, mas só conseguiu na justiça sucesso no item em que levantamos a influência do governador Eduardo Campos e do prefeito Yves Ribeiro. Estamos tentando uma liminar na justiça.

 

 

 

Tucano suspeito - O presidente do PSDB, Sérgio Guerra, aposta na inocência do deputado tucano Carlos Leréia (GO), que aparece no noticiário negativo do escândalo Cachoeira. “Nós temos confiança de que ele será bem-sucedido”, disse Guerra. Já o líder do PSDB na Câmara, Bruno Araújo, afirmou que a prudência “manda que os colegas o ouçam”.

Revolta no sertão - O prefeito de Serra Talhada, Carlos Evandro (PR), diz que perdeu tempo ao ir, ontem, para Petrolina participar de uma reunião sobre seca com mais 30 prefeitos de Pernambuco e Bahia. Sua maior insatisfação diz respeito ao atraso na liberação dos recursos para pagamento de carros pipas. “A conversa do Governo é bonita, mas a prática um desastre”, desabafa.

 

CURTAS

SEM FUNDO– Dirigentes do PT paulista e do PMDB nacional estão pressionando o TSE para adiar a decisão sobre o direito do PSD a receber recursos do Fundo Partidário. O PSD estava vencendo no TSE, por dois a um, quando o ministro José Toffoli pediu vistas. O presidente da Câmara já negou o direito de o PSD presidir comissões na Casa.

AVANÇO– Com larga experiência na área de consultoria, o especialista Carleone Falcão constata que, apesar da descoberta de tantos escândalos no País, pelo menos em Pernambuco houve um avanço dos gestores no trato com a coisa pública. “As leis são mais respeitadas”, observa.

PERGUNTAR NÃO OFENDE – Speck vai apoiar quem em Paulista se sua candidatura for inviabilizada pela lei da ficha limpa?

''São justas todas as palavras da minha boca: não há nelas nenhuma coisa tortuosa nem pervertida''. (Provérbios 8:8)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Volta Já

QUER DIZER QUE PORQUE É AMIGO DE MAMÃE O POVO E O ESTADO QUE SOFRAM............. ISSO É UM GOVERNO OU UMA ASSOCIAÇÃO FAMILIAR? GOVERNADOR, MANDE EMBORA ESSE RAPAZINHO.

o povo da de olho

Yves Ribeiro: O engnador Amigo da mamãe: e o povo oooooo. Se é ficha suja irá apoiar ficha suja.

milton tenorio

Sergio Leite, quem diria..O outrora PT que se proclamava baluarte e defensor da democracia, hoje tenta impedir a divulgação de uma pesquisa...Que coisa feia!



04/05


2012

''''Achavam que o baixinho ia tremer'''', diz João da Costa

 “Muitos achavam que bastava juntar três ou quatro, dizer que tinha um fantasma por trás que ia fazer o baixinho(João da Costa) tremer. Eu estou enfrentando porque sei o que eu fiz e com quem posso contar. Aqui nós não temos muitos figurões em cima deste palco, mas tem o povo da cidade do Recife”.

 

Foi assim que o prefeito João da Costa reagiu indignado a insinuações partidas de seus próprios correligionários do PT, aliados do deputado Maurício Rands, de que ele governa para as elites e não une a Frente Popular.

 

As afirmações do prefeito foram feitas durante ato no Clube dos Oficiais da Polícia Militar, promovido por seus aliados, e tiveram alvo, além de Rands o próprio ex-prefeito e deputado federal João Paulo.

 

João da Costa rebateu as críticas repetidas à exaustão pelo próprio  Rands e seus partidários de que ele não unia a Frente Popular, não dialogava com a sociedade e que não tinha o apoio do seu próprio partido.

 

Ele se disse ofendido por boatos de que governava para a “elite” recifense. O ato de apoio contou com representantes de várias setoriais do partido. (DO DIARIO DE PERNAMBUCO - TATUAM SATURNINO)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Daniel

O baixinho e demais! Prova a cada dia sua competencia e que e muito macho. Por isso essa ciumera de Joao Paulo. Por isso que Rands ta tomando esse banho. Por isso que eu to com joao da costa

milton tenorio

Verdade Altamir...Um bocado de sem vergonha..

altamir jose bezerra rodrigues

Pense num sem moral e vergoha é JP,agora foi se agarrar com quem sempre o traiu Humberto e Rands,era pra ser senador a CNB deu-lhe uma rasteira,era pra disputar as prévias a CNB deu-lhe outra rasteira colocando Rands,tem vergonha cara.

Ednaldo Ferreira

JC tá posando de humilde e simples agora que está rastejando perante a população do Recife, mas na verdade é prepotente e arrogante e mal educado por natureza, quem já levou patada dele sabe... os funcionários aguardam a hora da vingança.

Ednaldo Ferreira

Se JC depender da força do povo pra se reeleger já pode ir procurando um emprego...rsrsrsrsrs.



04/05


2012

Eduardo se aproxima da oposição e inquieta aliados

Deu na coluna de Marisa Gibson, hoje, no DP:

Empenhado em estabelecer um diálogo com antigos adversários, o governador Eduardo Campos (PSB) não tem demonstrado a mesma disposição em relação a seus próprios aliados, que estão atordoados com os seus recentes gestos em direção a lideranças da oposição, o que tem provocado um desconforto grande dentro da Frente Popular. Primeiro foi a reaproximação com o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB) e, ontem, a entrega da Ordem do Mérito Guararapes a dois ex-secretários dos governos Jarbas e Mendonça Filho (DEM), Fernando Dueire e Cláudio Marinho, encarado como um aceno ao democrata que foi convidado para a solenidade. O convite a Mendonça não foi feito diretamente pelo Palácio das Princesas mas através de Teresa Dueire, presidente do Tribunal de Contas do Estado, irmã de Fernando. Note-se bem: a condecoração foi aprovada na gestão de Mendonça, mas o governador achou por bem tirá-las do baú e prestar a homenagem aos dois ex-secretários junto com o ex-prefeito Gilberto Marques Paulo.

Mendonça disse a esta colunista que não iria á solenidade por problemas de agenda, mas esta aproximação do governador com adversários vem sendo interpretada por aliados como uma demonstração explícita de que Eduardo está convencido de que o PT e o PTB serão seus principais oponentes em 2014.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


04/05


2012

PT: direção nacional descarta intervenção em PE

O secretário-geral do PT nacional, Elói Pietá, descartou ontem qualquer possibilidade de intervenção da direção do partido no processo de prévia do Recife. Em visita à capital pernambucana para acompanhar de perto o grau de acirramento em que se transformou a disputa interna da sigla, ele ressaltou que a atual direção tem dialogado bastante e em nenhum lugar do país fez intervenção. “Nossa função é no sentido de estabelecer um diálogo entre as pré-candidaturas e seus apoiadores”, informou.

Pietá justificou as prévias como instrumento estatutário do partido, mas alertou sobre o risco que isto pode trazer para a legenda. ''''Na conversa de ambos (João da Costa e Rands), ouvi o esforço de se fazer um debate político e dizer porque cada um quer ser candidato”, explicou. Sobre as denúncias de exonerações, ocorridas na Prefeitura do Recife após a entrada de Rands no páreo, Elói Pietá disse que conversou com os dois sobre o assunto. “O prefeito colocou que houve um afastamento voluntário de quatro secretários ligados a Rands, e as mudanças que tinham que ser feitas eram em decorrência da cúpula do secretariado”, explicou.
(Do Diario de Pernambuco)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


04/05


2012

Farra em Paris: Cabral foge da imprensa pela cozinha

<b>SAÍDA PELA COZINHA:</b> Pressionado após a divulgação de fotos com empresário, Sérgio Cabral deixa evento pela porta dos fundos
SAÍDA PELA COZINHA: Pressionado após a divulgação de fotos com empresário, Sérgio Cabral deixa evento pela porta dos fundos

O governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), saiu ontem pela cozinha de um dos auditórios do BNDES para escapar de jornalistas que o aguardavam. Desde que o blog do deputado Anthony Garotinho (PR-RJ) publicou fotos e vídeos de Cabral com secretários de Estado e Fernando Cavendish, dono da Delta, em viagens ao exterior, o governador vem evitando jornalistas. Cabral e o prefeito do Rio, Eduardo Paes, que participaram de evento com o ex-presidente Lula, conversavam na área reservada quando o governador percebeu que uma jornalista da Folha de S.Paulo o aguardava. Enquanto Paes seguia em direção à jornalista, Cabral saiu pela porta que vinha sendo usada pelos garçons. Segundo um deles, da cozinha, Cabral seguiu para a garagem, onde um carro o esperava. Segundo a assessoria do governador, ele saiu e voltou mais tarde, para participar de almoço com Lula. (Folha de S.Paulo - Enise Luna, Lucas Vettorazzo e Ítalo Nogueira)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

o povo da de olho

O povo tem o que merece> um governador como esse. Depois que ter moral para expulsar PM E BM. I M O R A L



04/05


2012

Se há corrupção, mídia será investigada, diz relator

 O relator da CPI do Cachoeira, deputado Federal Odair Cunha (PT-MG), disse ontem que ''se houve cooptação e corrupção de alguns atores da mídia, isso deve ser investigado''. Para ele, ''não há tema proibido''. Desde o início do escândalo envolvendo Carlos Cachoeira, acusado de contravenção e corrupção, parte do PT e de outros partidos ligados ao governo têm afirmado que a investigação revelará relações ilegais entre órgãos de comunicação e suas fontes. Eles têm feito ataques específicos à revista ''Veja''. Um jornalista da publicação tem o nome citado por integrantes do grupo. A revista publicou texto dizendo que Cachoeira era fonte de jornalistas, inclusive do chefe da sucursal de Brasília, Policarpo Júnior, e que não há impropriedades éticas nas conversas. (Folha de S.Paulo - Fernando Rodrigues)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


04/05


2012

Base aliada pressiona Gurgel, que se socorre no PSDB

 Com apoio do Planalto, congressistas governistas da CPI do Cachoeira farão nova ofensiva para convocar o procurador-geral da República, Roberto Gurgel. A operação tem o aval do governo que, como o PT, reprova a conduta do procurador. Ministros e petistas questionam o fato de Gurgel não ter aberto nenhum procedimento contra o senador Demóstenes Torres (GO) em 2009, quando recebeu o inquérito da Operação Vegas. Ele não fez a denúncia nem pediu diligências. Ontem Gurgel buscou o apoio da oposição. Pela manhã, recebeu em seu gabinete os senadores Aloysio Nunes Ferreira (PSDB) e Álvaro Dias, líder tucano no Senado, durante cerca de uma hora. À tarde, já no Senado, numa demonstração de que o apelo surtiu efeito, Álvaro Dias combateu a pressão pela presença de Gurgel na comissão, defendendo que isso poderia prejudicar as funções do procurador. (Folha de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


04/05


2012

Poupança: ''''medida ousada para volta do crescimento''''

 A presidente Dilma Rousseff disse a sindicalistas, empresários e líderes aliados, em três reuniões distintas no Palácio do Planalto, que a mudança no rendimento da poupança é uma "medida ousada", mas que tinha de ser "enfrentada" para permitir a queda dos juros no país, informa a Folha de S.Paulo desta sexta-feira. Segundo os participantes, Dilma disse não temer perder popularidade e foi elogiada pelos empresários por adotar uma medida polêmica. "São coisas que precisam ser feitas e serão feitas, fomos eleitos para isso", afirmou no encontro com os empresários, o último dos três que teve para pedir apoio à medida.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha