Lavareda

30/10


2020

TSE pode revogar decisão de suspender campanha

O candidato à Prefeitura de Catende pelo PSC, Rinaldo Barros, que também é advogado, apelou ao Tribunal Superior Eleitoral para derrubar a decisão do Tribunal Regional Eleitoral, que suspendeu, ontem, os atos presenciais de campanha no Estado. O recurso se deu através de um mandado de segurança com pedido de medida liminar de urgência. Segundo ele, a decisão do pleno é “abusiva e teratológica”.

Na sua interpretação, a decisão vai de encontro aos atos democráticos do período de campanha e fere, principalmente, as candidaturas que necessitam ir às ruas para obter votos. “É no período no qual a democracia reverbera seu apogeu que o Egrégio Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco traz à tona uma Resolução que promove acintes diretos aos princípios caros ao Direito Eleitoral e à democracia, mormente porque subverte a lógica da normalidade das campanhas eleitorais com a imposição extremada e inconsequente de atos de exceção em ambiente virtual. Sustente-se, por seu turno, que a Resolução nº 372/2020 vai além de todas as medidas sanitárias impostas pelo Governo do Estado e pelo Municípios, para impor um protótipo de lockdown de cariz político, especificamente para silenciar as campanhas que necessitam ir às ruas para a consecução inexorável de oxigenar o regime democrático” diz um trecho da contestação.

A decisão foi parar nas mãos do ministro Tarcísio Vieira de Carvalho, designado relator. Clique aqui e confira o documento na íntegra.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

ALEPE

30/10


2020

Decisão do TRE leva Miguel a fazer lives

Após ter suspendido caminhadas e reduzido o volume de carreatas nas últimas semanas, o candidato à reeleição pelo MDB, Miguel Coelho, decidiu encerrar a campanha de rua, a partir de hoje. Assim, o político sertanejo deixará de realizar reuniões com apoiadores, visitas a estabelecimentos comerciais, fazendas e qualquer ato público que gere aglomerações. A decisão cumpre orientação do Tribunal Regional Eleitoral, que determinou aos candidatos dos municípios pernambucanos o encerramento das campanhas de rua.

Miguel, a partir de agora, irá reforçar as ações virtuais. Na próxima semana, o candidato do MDB promoverá bate-papos diários com a população pelo Facebook e Instagram. Miguel pretende direcionar esforços também na gravação de vídeos, além de aumentar as interações com os eleitores pelo WhatsApp.

O emedebista se pronunciou sobre o assunto em vídeo publicado nas redes sociais e pediu para a militância azul se dedicar à campanha virtual. "Há cerca de um mês, decidimos não realizar caminhadas. Nas últimas semanas, reduzimos as carreatas para evitar aglomerações. Agora, estamos decidindo encerrar qualquer ato de rua presencial. Nossa conversa com o eleitor, portanto, será pela TV, rádio e redes sociais, sempre de forma propositiva, prestando contas de tudo que fizemos nesse primeiro mandato e mostrando nossas ideias para os próximos quatro anos", informou o candidato.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

O Jornal do Poder

30/10


2020

Zeca lidera em Arcoverde com frente de 6 pontos

O candidato do PTB a prefeito de Arcoverde, Zeca Cavalcanti, seria eleito se a eleição fosse hoje, conforme atesta pesquisa do Instituto Opinião em parceria com este blog. O trabalhista, que já foi prefeito, teria 41,7% dos votos, enquanto o candidato do MDB, Wellington da LW, apoiado pela prefeita Madalena Brito (PSB), ficaria no segundo lugar, com 35,7%, uma frente de seis pontos percentuais. Cybele Roa, do Avante, seria a terceira, com 9,7% dos votos. Francisco Leite, do PSL, pontuou apenas 0,3%. Brancos e nulos somam 4% e ainda existem 8,6% de eleitores indecisos.

Na espontânea, modelo pelo qual o entrevistado é forçado a lembrar o nome do seu candidato preferido sem o auxílio do disquete contendo todos os nomes dos postulantes, Zeca cresce um ponto e eleva a vantagem para sete pontos em relação a Wellington. Aparece com 37,7% ante 30,6% do adversário. Cybele desponta com 6,6%, brancos e nulos são 2% e indecisos chegam a 23,1%.

No quesito rejeição, Zeca e Wellington aparecem empatados, estando o trabalhista, numericamente, à frente. Entre os eleitores entrevistados, 22% disseram que não votariam no trabalhista de jeito nenhum, enquanto 18,6% afirmaram a mesma coisa em relação ao candidato que tem o apoio da prefeita. Já Francisco Leite vem em seguida com 17,7% e Cybele é a última, com 10,3%. Ainda entre os entrevistados, 3,7% disseram que rejeitam todos e 27,7% afirmaram que não rejeitam nenhum dos nomes postos na disputa.

A pesquisa foi a campo entre os dias 26 e 27 deste mês, sendo aplicados 350 questionários. O intervalo de confiança estimado é de 95,0% e a margem de erro máxima estimada é de 5,2 pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados encontrados no total da amostra. A modalidade de pesquisa adotada envolveu a técnica de Survey, que consiste na aplicação de questionários estruturados e padronizados a uma amostra representativa do universo de investigação. Seu registro na justiça eleitoral tem o protocolo de número 03343/2020.

Estratificando a pesquisa, Zeca tem suas melhores indicações de voto entre os eleitores jovens, na faixa etária de 16 a 24 anos (50,9%), entre os eleitores com grau de instrução até a 9ª série (47,2%) e entre os eleitores com renda familiar até dois salários-mínimos (43,5%). Por sexo, entre os eleitores que foram entrevistados, 43,7% são homens e 40,1% são mulheres.

Já Wellington apresenta as mais acentuadas taxas de aceitação entre os eleitores na faixa etária entre 35 a 44 anos (43,1%), entre os eleitores com renda familiar entre dois e cinco salários-mínimos (39,5%) e entre os eleitores com grau de instrução no ensino médio (38,1%). Por sexo, entre os eleitores entrevistados e que manifestaram o voto, 37,5% são mulheres e 33,5% são homens.

AVALIAÇÃO DE GESTÃO

O Instituto Opinião, de Campina Grande (PB), sondou também a população de Arcoverde sobre as gestões da prefeita, do governador e do presidente da República. O Governo de Madalena Brito tem mais desaprovação do que aprovação. Mais da metade dos entrevistados desaprovam – exatos 51,4%, enquanto 40,9% aprovam e 7,7% não souberam responder.

O governador Paulo Câmara vai na mesma tendência da prefeita em desaprovação da sua gestão. Entre os entrevistados, 45,7% disseram que desaprovam e 39,4% afirmaram que aprovam, enquanto 14,9% não souberam responder. O Governo Bolsonaro, por fim, tem 54% de desaprovação e 35,4% de aprovação, enquanto os que não souberam responder somam 10,6%.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu no Zap

30/10


2020

FBC visita Barragem da Ingazeira, no Sertão do Pajeú

O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB), visitou, ontem, a Barragem da Ingazeira, uma obra do governo federal com capacidade para atender 50 mil pessoas que vivem na região de Tabira, município do Sertão do Pajeú. Construída pelo Dnocs e concluída em 2019, a obra foi iniciada por Fernando Bezerra quando esteve à frente do Ministério da Integração Nacional. No total, o empreendimento recebeu R$ 73,1 milhões em investimentos federais.

“Fiz questão de vir aqui para ver a beleza dessa obra. São 48 milhões de m³ que podem ser acumulados aqui na Barragem da Ingazeira, no Pajeú de Pernambuco. Quando ministro da Integração Nacional, a gente viabilizou essa importante obra hídrica para o nosso estado. E quero aqui dar um testemunho. Essa obra saiu porque as lideranças políticas do Pajeú se mobilizaram, entre elas o meu amigo Dinca Brandino. E eu como ministro consegui viabilizar. Que alegria. Pernambuco assim segue em frente”, disse o senador.

A visita à Barragem da Ingazeira faz parte da agenda que Fernando Bezerra cumpre no interior do estado nesta semana. Em Tabira, junto com o deputado federal Fernando Filho (DEM) e o deputado estadual Antonio Coelho (DEM), o senador reafirmou o compromisso com a candidatura de Nicinha de Dinca (MDB), que disputa a prefeitura do município.

Antes, a comitiva esteve em Sertânia, onde participou de atividade de campanha com Luiz Abel, candidato do DEM a prefeito, e em São José do Egito, para renovar o apoio a Roseane Borja (MDB), candidata a prefeita do município.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


30/10


2020

Carlos Santana vira réu por espalhar fake news

Por decisão da Justiça, Carlos Santana, candidato a prefeito de Ipojuca pelo PSB, virou réu no processo em que é denunciado por crime de difamação contra a atual prefeita da cidade, Célia Sales. O crime está previsto no Artigo 325 do Código Eleitoral.

Se for condenado, Carlos Santana poderá pegar uma pena que pode variar de três meses a um ano de detenção.

A juíza Ildete Veríssimo de Lima, da 16ª Zona Eleitoral, que está julgando o processo, ofereceu a Carlos Santana uma alternativa para ele se livrar da pena. Mas para isso ele terá que voltar para casa todos os dias às 11 horas da noite e não frequentar bares e restaurantes.

Esse processo é fruto de uma denúncia oferecida pelo Ministério Público Estadual, a partir de uma representação apresentada pela prefeita Célia Sales.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

30/10


2020

Pesquisa para prefeito de Arcoverde sai pela Itapuama

Em razão da parceria com a Rádio Itapuama FM, que retransmite o Frente a Frente em Arcoverde, a pesquisa do Opinião sobre a corrida eleitoral naquele município, porta de entrada do Sertão, será postada daqui a pouco, exatamente às 11h30, horário da primeira edição do Jornal Itapuama, líder de audiência na região.

O levantamento traz não apenas o cenário da disputa pela Prefeitura, mas também a rejeição dos candidatos e a avaliação das gestões da prefeita Madalena Britto, de Paulo Câmara e do Governo Bolsonaro. Estarei participando do programa ao vivo com o radialista e empresário João Ferreira e seu filho, o também radialista João Ferreira Filho.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


30/10


2020

Bolsonaro dá vice-liderança no Congresso ao PL

Em mais um gesto de aproximação com o centrão, o presidente Bolsonaro avalizou o nome do senador Jorginho Mello (PL-SC) para a vice-liderança no Congresso. As informações são do Blog da Andréia Sadi.

O posto estava vago desde a saída do deputado Ricardo Barros (PP-SC), que virou líder do governo na Câmara.

As lideranças e vice-lideranças são, além de cargos de confiança do governo, responsáveis pela articulação política de projetos que interessam ao governo no Congresso.

Jorginho Mello foi escolhido pelo líder do governo no Congresso, senador Eduardo Gomes (MDB-TO). “É um nome excelente e foi responsável pelo Pronampe (programa de apoio às microempresas e pequenas empresas)”.

A distribuição de postos como a vice-liderança para partidos do centrão faz parte da estratégia do governo de buscar apoio entre parlamentares do bloco para garantir a sobrevivência política do governo em caso de crise, além de votação de matérias importantes.

O PL (antigo PR) tem como seu principal líder Valdemar Costa Neto, que chegou a ser condenado no escândalo do mensalão do PT.

Ainda falta o governo decidir quem assumirá a vaga do senador Chico Rodrigues (DEM) na vice-liderança do Senado. O centrão também pleiteia a vaga deixada pelo parlamentar, que foi flagrado com dinheiro na cueca pela Polícia Federal.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


30/10


2020

Osvaldo Coelho é declarado patrono da Irrigação

O ex-deputado federal Osvaldo Coelho, que faleceu em novembro de 2015, foi declarado patrono dos Projetos de Irrigação do Estado de Pernambuco. O governador Paulo Câmara sancionou a Lei nº 17.086 n último dia 20. O projeto, que já havia sido aprovado na Assembleia Legislativa, é de autoria do deputado estadual Clodoaldo Magalhães (PSB).

Osvaldo Coelho fez uma extensa carreira na política em Petrolina, no Sertão pernambucano, mas teve feitos que refletiram em todo o estado e até mesmo pelo Brasil. O ex-deputado foi um dos grandes nomes defensores da irrigação e da educação para o Vale do São Francisco. Foram mais de 40 anos dedicados às políticas pelo Nordeste, para desenvolvimento do Semiárido.

Conhecido como o “Deputado da Irrigação”, Osvaldo Coelho era visto como a “Força do Sertão”, justamente por priorizar o homem sertanejo nos projetos de desenvolvimento. Em um dos artigos, que frequentemente publicava, Osvaldo Coelho finalizou com a frase: “Espero que as pessoas lembrem de mim como aquele que fez de tudo para fortalecer os mais fracos”.

Em Petrolina, foi de Osvaldo Coelho a luta pela implantação do Projeto de Irrigação Senador Nilo Coelho, que transformou o cenário local em uma das maiores potências na fruticultura irrigada do país. A produção em larga escala de frutas, como manga e uva, fez do Vale do São Francisco um local atrativo para grandes investidores.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


30/10


2020

Decisão do TRE prejudica João, segundo aliados

Aliados do candidato do PSB a prefeito do Recife, João Campos, receberam como uma ducha fria a decisão do pleno do Tribunal Regional Eleitoral, proibindo atos de campanha no Estado a partir de hoje por causa de uma nova fase, desta feita com mais intensidade, da pandemia do coronavirus. Eles acham que o socialista vinha crescendo por apresentar nas ruas a campanha com maior presença e visibilidade.

“Com isso, sua campanha será reduzida a campanha de Feitosa ou Mendonça”, interpreta um desses aliados, adiantando que sai perdendo em qualquer cidade o candidato que vinha tendo melhor desempenho de rua, com maior número de candidatos a vereador pedindo voto para ele, como é o caso de João, no Recife, que tem a maior coligação, o maior número de partidos fechados com sua candidatura.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


30/10


2020

Coluna da sexta-feira

Discurso da oposição continua errado

A nova pesquisa Ibope/Rede Globo/JC, divulgada ontem, foi ruim para João Campos, boa para Marília Arraes e Patrícia Domingos, mas péssima para Mendonça Filho. Mostrou que João tem teto e tende a não subir mais. Recuou de 33% para 31% e ainda apareceu na liderança do ranking dos mais rejeitados, batendo Mendonça. Foi boa para Marília porque ela se manteve, numericamente, em segundo lugar, e na estratificação do levantamento foi a que mais cresceu.

A petista cresceu de 12% para 23% entre os eleitores na faixa etária de 35 a 44 anos, de 14% para 23% entre os eleitores de cor branca e de 8% para 16% entre os eleitores com grau de instrução no ensino fundamental. Já João Campos caiu entre os evangélicos de 35% para 27% e entre os eleitores com renda familiar de mais de dois a cinco salários-mínimos, saindo de 32% para 25%.

Mendonça Filho, por sua vez, apresentou recuos em praticamente todos os estratos analisados, mas principalmente entre eleitores: renda familiar de mais de cinco salários mínimos: de 26% para 15%; 55 anos ou mais: de 27% para 17%; homens: de 22% para 13%; ensino fundamental: de 20% para 12%; católicos: de 20% para 13%; 35 a 44 anos: 18% para 11%.

Por que Mendonça despenca? Sua propaganda no rádio e na televisão não bate com consistência em ninguém, atendo-se apenas a apresentar proposições. De promessas, o povo está de saco cheio e o que ele diz que vai fazer para mudar o Recife todos os demais concorrentes prometem, não se diferenciando de ninguém.

A delegada oscilou positivamente três pontos, indo de 13% para 16%, porque seu discurso é sustentado no que o povo está querendo ouvir: combate à corrupção. Mendonça tem ao seu dispor um grande arsenal nessa linha, mas não usa. A gestão de Geraldo Júlio, que tenta eleger João Campos, já foi objeto de seis operações da Polícia Federal, mas Mendonça ignora. Quando cita isso, não vai aos meandros do problema, mostrando que muita gente morreu porque faltaram respiradores adequados enquanto a Prefeitura optou por equipamentos testados em porcos.

O candidato que conseguir colocar no eixo da discussão a pandemia será eleito. A oposição no Recife precisa despertar: esta é a eleição da pandemia do coronavírus, onde a saúde da população está em jogo. É um salvem-se quem puder. Ninguém quer saber quantas casas populares serão feitas a mais no Recife nem se o saneamento vai alcançar níveis satisfatórios numa cidade em que grande parte da população vive sobre esgotos e respira lama.

Basta observar como espelho a eleição dos Estados Unidos. Trump está ameaçado de não ser reeleito porque geriu mal a pandemia, que subestimou a inteligência do povo. Quem mostrar no Recife que uma empresa com capital social de apenas R$ 100 mil celebrou um contrato de R$ 18 milhões para compra de respiradores incompatíveis para salvar vidas em hospitais enxotados de doentes entra em sintonia com a maioria da população, pode ganhar a eleição.

Sem corrupção – O presidente Bolsonaro voltou a reafirmar que “não existe uma só notícia de corrupção” em seu Governo. “Isso devemos, obviamente, pelos ministros e pelos parlamentares também, que trabalham em conjunto, visando a um só objetivo: o bem-estar do seu Estado e do nosso Brasil”, afirmou. As declarações foram feitas em visita a obras de trecho da BR-135, em São Luís, capital do Maranhão. Assim que chegou ao Maranhão, o presidente da República motivou aglomeração e cumprimentou apoiadores sem usar máscara de proteção, contrariando as recomendações para reduzir os riscos de transmissão do coronavírus. O uso do equipamento é obrigatório no Maranhão.

Protesto – O jornalista José Nêumanne Pinto ficou indignado com a iniciativa da TV Cultura, estatal paulista, em colocar no centro do programa Roda Viva, na última segunda-feira, o marqueteiro João Santana, condenado na Lava Jato e ainda usando tornozeleiras. "Deu nojo", escreveu Nêumanne ao governador de São Paulo, João Dória (PSDB). E acrescentou: "Na condição de cidadão que cumpre deveres e exige direitos do Estado, manifesto, governador, meu protesto pelo programa Roda Viva com João Santana. Um bandido condenado, portando tornozeleiras, usar o programa de maior prestígio de uma TV pública para oferecer seus serviços e ainda fazer galhofa é algo que leva vergonha e pudor aos esgotos mais profundos da gestão estatal".

Sem reeleição – João Santana disse no programa Roda Viva que, “ao contrário do que se diz hoje, é muito mais provável que Bolsonaro perca as eleições [do ano de 2022] do que ganhe”. “Bolsonaro é um fenômeno eleitoral, sim, mas ele não contrariou todas as lógicas de campanha. A campanha de 2018 é que contrariou todas as lógicas da história política eleitoral brasileira”, disse. Segundo Santana, na próxima campanha, Lula é “o vice ideal” de Ciro Gomes (PDT), candidato derrotado em 2018. Ele comparou a ideia da atual vice-presidente da Argentina Cristina Kirchner de se candidatar ao lado de Alberto Fernández, mas com ele na cabeça de chapa.

Piada – Na passagem pelo Maranhão, ontem, o presidente fez piada de tom homofóbico em uma parada não programada no município de Macabeira. No trajeto da capital, São Luís, até Imperatriz, o mandatário parou para cumprimentar apoiadores, que ofereceram para o presidente um copo de Guaraná Jesus, refrigerante de cor-de-rosa tradicional do Estado. "Agora virei boiola igual maranhense, é isso?", disse ao beber o refrigerante. "É cor-de-rosa do Maranhão aí, ó. Quem toma esse guaraná aqui vira maranhense hein", acrescentou. Sem máscara, o presidente causou a aglomeração de pessoas no local, onde posou para fotos. A interação foi transmitida ao vivo pelas redes sociais do chefe do Executivo.

CURTAS

NOVO SANTOS CRUZ – Depois de uma entrevista na TV Globo e um artigo no Correio Braziliense, o ex-porta-voz do Governo, general Rêgo Barros, passou a ser chamado de "novo Santos Cruz", no Palácio do Planalto, em referência ao general Carlos Alberto dos Santos Cruz, ex-ministro da Secretaria de Governo, que passou a se posicionar contra a gestão Bolsonaro. Nas palavras de um interlocutor de Bolsonaro, os dois generais, embora críticos, são considerados "inofensivos”. Sem mencionar nominalmente o presidente, Rêgo Barros escreveu, no artigo, que "infelizmente, o poder inebria, corrompe e destrói".

Perguntar não ofende: Por que os candidatos nanicos no Recife não renunciam e apoiam quem de fato tem mais chances na oposição?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Só lembrando que, marcos é o maior queima a rosca de camaragibe, segundo se comenta na cidade. até o Noblat já sabe.

marcos

Mas que Lula é Ladrão e Corrupto até o Noblat sabe.

Fernandes

Noblat questiona se Bolsonaro começou a usar sutiã. Jornalista Ricardo Noblat questionou aparência de Jair Bolsonaro durante sua live nas redes sociais

Fernandes

Só lembrando que, marcos é o maior queima a rosca de camaragibe, segundo se comenta na cidade.

Fernandes

marcos o maior queima rosca o Alcoólatra que faz piadas com o nome de Deus. Está grávida!


Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores