FMO

20/11


2019

Vamos salvar Reinaldo Belo

Fui ouvinte do divertido, alegre e excelente programa do radialista Reinaldo Belo, sertanejo de Petrolina, nas manhãs da rádio Caetés, no Recife. Talentoso, Belo era a viva cultura do Sertão adentrando nos lares urbanos do Grande Recife. Sumiu e nunca mais pude acompanhar o seu trabalho, ouvir a sua voz.

Chegou ao meu conhecimento a postagem e a foto que ilustram meu texto. Fiquei triste, como todos os seus fãs, admiradores e amigos. Belo está mergulhado no mundo das trevas, da escuridão, arrastado por uma forte depressão.

É a doença do século. Ninguém está imune, infelizmente. Não distingue sexo, cor, raça, nível escolar, idade ou padrão econômico. Dependendo do seu estágio, abre o véu da imensa tristeza, da falta de ânimo para tudo.

Pelo que li, Reinaldo Belo está vivendo a fase mais aguda da enfermidade. Precisa, urgentemente, das bênçãos de Deus, do olhar de clemência e da ação dos seus admiradores. Eu vou indicar o médico, doutor Denisson Monteiro, que me ajudou - e muito - a superar a etapa de dificuldades por mim vencida.

Mas isso não é tudo. Vamos fazer uma grande mobilização pelo nosso Belo, para que possa renascer, abrir novos horizontes e voltar a animar nossas manhãs com a sua alegria contagiante no rádio.

Segue contato da família:
Nádja 81 99123-9300


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Governo de PE

20/11


2019

Coluna desta quarta na Folha

PSB confia no taco de Geraldo

Tem político, no sapato alto da soberba, que se acha Deus. Lula tem certeza. Já se comparou aos judeus perseguidos pelo holocausto. Disse também ser a alma mais honesta do planeta e o mais influente líder do mundo. Nem a cadeia quebrou a arrogância de Lula.

Na passagem pelo Recife, ao invés de calçar as sandálias da humildade, deixou que o cordão vermelho estendido no Pátio do Carmo inflasse seu ego. Saiu da casa de Marília Arraes, já tarde da noite, com o bico excessivamente molhado, anunciando que a petista seria a sua candidata.

Engana-se quem imagina que o PSB vai lamber as botas de Lula para manter o PT na aliança reafirmada em 2018. Firme com a pré-candidatura de João Campos, Geraldo Júlio prioriza os partidos aliados, confia no taco da sua gestão bem avaliada e vai construir o seu tempo, que sabe que não é o tempo de Lula nem do PT.

Sem ceder os anéis – Líderes do PSB nacionais ouvidos, ontem, pela coluna, em Brasília, rechaçam a tese de que poderão dar a Lula os últimos anéis da coroa socialista para evitar uma candidatura do PT no Recife. Márcio França, favoritíssimo na corrida pela Prefeitura de São Paulo pelo PSB, não vai servir de troca de moeda para rifar Marília.

Já engoliu – Decidido a criar um novo partido, o presidente Bolsonaro não moveu uma palha para impor dificuldades na recondução, ontem, do deputado pernambucano Luciano Bivar, na presidência nacional do PSL. Na escolha, por unanimidade, não se ouviu o choro de nenhum parlamentar bolsonarista. Sinais do tempo.

Na jugular – De passagem, ontem, por Brasília, para votar pela recondução de Bivar à presidência do PSL, o pré-candidato do partido a prefeito de Abreu e Lima, Flávio Gadelha, aproveitou para dar uma pauleira no prefeito Pastor Marcos. “É o pior prefeito do Estado, que criou fama por pagar uma folha de 11 meses ao invés de 12”, ironizou.

Baque – O PT tende a sofrer um baque no Nordeste, perdendo um governador para o PDT: Rui Costa, da Bahia. No comando das articulações, o presidenciável Ciro Gomes está bem próximo de bater o martelo. Na Paraíba, o governador João Azevedo também arruma as malas para o PDT, já tendo deixado o PSB.

Empate – Em Araripina, uma pesquisa do Instituto Opinião, postada ontem no meu blog, mostrou um cenário embolado: o prefeito Raimundo Pimentel (PSL) aparece na frente com 26%, mas configurando um empate técnico com Bringel Filho (PSDB) e Tião do Gesso (SD), ambos com 23%.

Drama – A população de Afogados da Ingazeira não suporta mais sofrer com tamanho descaso da Compesa. Água nas torneiras rareia e deixou de ser exclusividade dos bairros em áreas mais altas e afastadas. Tomar banho, só de cuia. E olha lá!

Perguntar não ofende: Por que Bolsonaro só liberou o seguro safra para dois Estados do Nordeste, excluindo Pernambuco?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Porteiro afirmou que suspeito de matar Marielle pediu para ir à casa de Bolsonaro, diz TV Élcio Queiroz disse na portaria de condomínio que iria à casa do então deputado, segundo depoimento obtido pelo Jornal Nacional. Folha de São Paulo.

Fernandes

Polícia trabalha com tese de participação de Carlos Bolsonaro na morte de Marielle.

Fernandes

Toda tragédia atual tem Israel e EUA no comando.

Fernandes

HOJE,DIA DA CONSCIENCIA NEGRA, DOIS TERÇOS DOS DESEMPREGADOS, PRETOS E PARDOS, ABANDONADOS. 66 por cento foram atingidos pela maior tragedia que atinge a sobrevivencia individual e logicamente coletiva. A falta de trabalho, a desesperança, a certeza, pelo menos para 5 milhões de pessoas, que nem adianta procurar mais, nenhuma possibilidade. Alem dos 13 milhões de sem trabalho, existem outras formas de iniquidade, crueldade, selvageria, desigualdade, que atingem milhões, segundo a pesquisa publicada ontem pelo IBGE. Dos 13 milhões de desempregados, pelo menos 8 milhões e 500 mil, \"são pretos ou pardos\". BARBARIDADE. Alem de não estar havendo criação de emprego, os pretos e pardos, naturalmente têm e terão maiores dificuldades para conseguirem trabalho. PS- Não existe esperança para os 13 milhões de desempregados. PS2- E as promessas garantidas pelo mistificador Paulo Guedes, não merecem a menor consideração. PS3- Afirmação do ministro da Economia:\"Em 10 anos criaremos 8 milhões de empregos\". PS4- Um numero irrisorio de empregos, num tempo incalculadamente longo. Jornalista Hélio Fernandes.

Fernandes

Bolsa Família não tem dinheiro para pagar o 13º prometido por Bolsonaro.


Prefeitura de Ipojuca

20/11


2019

Sonho de um Brasil menos desigual

*Antônio Campos 

Em 1963, após uma marcha contra a segregação racial, um grande homem fez um discurso que ficou na história: Martin Luther King pronunciou “Eu tenho um sonho”. 

Aqui, desses degraus do Lincoln Memorial, eu com humildade e esperança no coração, no Dia Nacional de Zumbi dos Palmares e da Consciência Negra, no Brasil, repito o grande Martin Luther King: Eu tenho um sonho. 

Sonho de um mundo e um Brasil menos desigual socialmente , que exclui mais ainda jovens, pardos e negros. O sonho está vivo e vamos lutar para ele ser realidade.

Menos desigualdades!Vamos sonhar juntos e honrar a luta de nossos antepassados! 

* Presidente da Fundaj


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Abreu e Lima

20/11


2019

Barbaridade em Tabira vai a julgamento

Está marcado para a próxima sexta-feira, às 9h, no Fórum de Tabira, o julgamento de Adjailton Alves da Silva, ex genro do empresário Alberto Marcos Paes, o popular irmão Betinho.

A brutalidade repercutiu em todo o País, devido aos requintes de crueldade por parte do agressor, e também pelo fato de ser uma família evangélica e tradicional em Tabira.

A vítima, Acsa Naara Alves Ferreira, por um milagre, não veio a óbito, visto que na ocasião perdeu muito sangue (ficou apenas com 6%, segundo os médicos). O agressor, fazendo uso de um punhal, desferiu vários golpes na vítima, atingindo a nuca, a jugular e a visão  esquerda, que foi perdida.

 Perdeu, também, parcialmente, os movimentos do lado esquerdo do corpo. A filha mais velha do casal, de apenas 4 anos de idade, presenciou tudo, ficando também ensanguentada.

Segundo relato do processo, a vítima vinha sofrendo muito pela violência física (murros e chutes) praticada pelo acusado. Hoje, a família agradece à todos que pediram à Deus pela vida de Acsa, e espera que a justiça seja feita.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


20/11


2019

Itacuruba não quer e não precisa de usina

* Machado Freire 

A minha querida e nostálgica Itacuruba não precisa de usina nuclear, precisa de projetos sustentáveis, que propiciem emprego e renda e a tranquilidade a todos que devem ser tratados com dignidade.

Se querem produzir energia alternativa, se querem inovação, Itacuruba e a maioria dos municípios do Sertão e do Nordeste têm as melhores condições para produzir (e exportar) energia eólica e solar. Isto está mais do que provado e comprovado.

Se alguém  que pretende ver muito dinheiro jorrar, algum grupo crescer financeira e economicamente, que faça prospecção de ouro ou de petróleo  alhures.  Mundo afora, onde entenderem !

O que falta é apoio institucional, empresarial e político para tornar a vida do filhos de Itacuruba muito mais digna, muito mais segura e tranquila.

Por que não estimular a pesca, a produção de frutas, de grãos, criação de galinha?

Usina nuclear, NÃO!

* Jornalista


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Serra Talhada

20/11


2019

Para líder, Câmara deve manter estados e municípios na Reforma da Previdência

PEC Paralela foi aprovada por ampla maioria de votos no plenário do Senado. 

O líder do governo, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), afirmou nesta terça-feira (19) que a expressiva votação da PEC Paralela no Senado deve manter a inclusão de estados e municípios na Reforma da Previdência durante a tramitação na Câmara.

O texto, aprovado pelo plenário do Senado e remetido para análise dos deputados, abre caminho para que servidores estaduais e municipais entrem nas novas regras para aposentadorias e pensões. "Só tivemos sete votos contrários. Essa é uma votação expressiva da vontade do Senado, que é a Casa da Federação. Tenho absoluta certeza que isso vai repercutir no posicionamento dos deputados federais. Eu acredito que, certamente, a PEC vai ser debatida e aprimorada, os prazos regimentais terão que ser cumpridos na Câmara, mas, pela expressão da votação no Senado, temos grande chance de aprovar a PEC Paralela com a inclusão de estados e municípios", afirmou o líder.Um acordo com a oposição reduziu para menos da metade o impacto fiscal causado pela mudança na contagem do tempo para a aposentadoria, proposta por destaque ao texto original. Contudo, segundo o líder Fernando Bezerra, o equilíbrio fiscal foi preservado devido às receitas adicionais. 

"A PEC Paralela é neutra do ponto de vista fiscal, mas ela traz a grande conquista, que é termos a inclusão de estados e municípios brasileiros, o que vai permitir para estados e municípios um impacto fiscal nos próximos 10 anos de mais R$ 300 bilhões", explicou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Limoeiro

20/11


2019

Governo Bolsonaro sempre brigando com os fatos

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Por Carlos Brickmann

 

Diante do derrame de petróleo em costas brasileiras – a responsabilidade não é de Bolsonaro – nosso Governo correu para parecer culpado. Acusou o Greenpeace, acusou um navio grego, sem comprovar nada, exceto que não tem ideia do que houve. Aí surge um tal secretário da Pesca e diz que peixe é inteligente: foge do petróleo e não se contamina. Cresce o desmatamento na Amazônia, e o Governo põe a culpa até na Noruega. Mas, diante das palavras oficiais contra a os defesa do meio-ambiente, os delinquentes se animaram e ampliaram as atividades ilegais. Só agora o Governo promete reprimir ilegalidades. Teve de recuar. É duro brigar com fatos – eles vencem.

 Escondendo o bom

Na briga com os fatos, o Governo ocultou uma boa notícia: com a redução das despesas públicas e o aumento da arrecadação, os recursos orçamentários que tinham sido bloqueados foram liberados. Ou seja, na gestão econômica, sem envolvimentos políticos, o Governo vai bem. Mas quem presta atenção em notícias como essa, quando Bolsonaro e antigos aliados trocam insultos?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banner de Arcoverde

20/11


2019

STF começa a decidir hoje sobre uso de dados do Coaf

Em decisão provisória tomada em julho, ministro Dias Toffoli suspendeu todas as investigações no país que tiveram origem em dados fiscais sigilosos compartilhados sem ordem judicial.

Foto: Nelson Jr./SCO/STF

Por Rosanne D'Agostino, G1 — Brasília

 

O Supremo Tribunal Federal (STF) começa a decidir, em julgamento na manhã desta quarta-feira (20), até que ponto órgãos de controle – como o antigo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), atual Unidade de Inteligência Financeira (UIF), a Receita Federal e o Banco Central – podem compartilhar sem autorização judicial dados fiscais e bancários de cidadãos com o Ministério Público a fim de embasar investigações criminais.

A decisão terá repercussão geral, ou seja, valerá para todos os casos semelhantes nas demais instâncias do Judiciário. Ao todo, 480 processos no país estão suspensos à espera da decisão.

Em julho deste ano, o presidente do STF, Dias Toffoli, concedeu liminar (decisão provisória) que suspendeu em todo o território nacional processos que tiveram origem em dados fiscais e bancários sigilosos de contribuintes compartilhados sem autorização judicial.
O ministro Toffoli tomou a decisão ao analisar pedido do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), um dos cinco filhos do presidente Jair Bolsonaro. O senador argumentava que o Ministério Público do Rio de Janeiro teve acesso a informações fiscais dele sem autorização judicial.

Um levantamento do Ministério Público Federal (MPF) apontou que, após a decisão de Toffoli, 935 ações e investigações estão paralisadas na Justiça.

Sob a justificativa de subsidiar o julgamento, Toffoli ordenou que o Banco Central enviasse relatórios contendo dados sigilosos de 600 mil pessoas e empresas ao STF dos últimos três anos. O ministro afirmou que não acessou os dados.

A Procuradoria Geral da República se manifestou contra a ordem, classificando a medida de "demasiadamente interventiva". O ministro manteve a decisão, e só a revogou após receber novas informações da UIF e do Ministério Público, que considerou terem sido satisfatórias.

Confira a íntegra aqui: Supremo começa a decidir nesta quarta sobre uso de dados ...


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Shopping Aragão

20/11


2019

Joice depõe nesta quarta na CPMI das fakes news

Parlamentar fará apresentação em power point para denunciar milícias digitais na internet favoráveis a Bolsonaro.

Foto: Wikipedia

O Dia

A deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) vai depor hoje na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das fake news no Congresso. Ela fará apresentação no Power Point para denunciar as chamadas milícias digitais na internet, que estariam atuando para espalhar notíciais falsas contra desafetos do governo Bolsonaro, segundo informações da jornalista Mônica Bergamo, da Folha

de S.Paulo.

Conforme a Folha, a deputada fará apresentação inspirada no PowerPoint feito pelo procurador Deltan Dallagnol para acusar o ex-presidente Lula na Lava Jato, em 2017. Cada grupo de milícia digital deve ter uma foto de seu líder no centro, com ramificações.

A parlamentar também deve pedir que a CPMI quebre o sigilo de mais de mil páginas nas redes sociais que espalhariam notícias falsas.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


20/11


2019

Investimentos: faltou combinar com o exterior

Foto: Marcelo Casal Jr/Agência Brasil

Por Carlos Brickmann

 

A reforma da Previdência está aí, o megaleilão do pré-sal não foi lá essas coisas mas se realizou, discretamente há privatizações andando, a inflação está baixa, os juros (oficiais) nunca foram tão reduzidos. Há até um ou outro tímido indício de recuperação econômica – pequena, pequena, mas melhor do que zero. Cadê a avalanche de investimentos estrangeiros que, dizia o ministro Paulo Guedes, esperava ansiosa essas medidas para inundar o país?

Pelo jeito, faltou apenas uma coisinha: combinar com os investidores do Exterior. Pois, ao contrário do que se imaginava, de janeiro até agora o que houve foi desinvestimento: quase US$ 50 bilhões deixaram o Brasil. Parte pela situação internacional – para o cidadão americano de classe média baixa que aplica suas economias em fundos, Bolívia, Venezuela, Argentina, Chile e Brasil é tudo mais ou menos a mesma coisa, latinos – e crises nos países vizinhos os levam a desconfiar do Brasil. Fora isso, é mais fácil e seguro por dinheiro nos Estados Unidos, onde a economia vem crescendo.

Mas parte é culpa brasileira: essa coisa bolsonariana de crise permanente não anima os investidores, e eventos como o crescimento da área derrubada da Amazônia fazem surgir temores de represálias que podem prejudicar o agronegócio e a mineração, pontos fortes do Brasil. O investidor tem outras oportunidades. E, entre suas características, adora a tranquilidade. Como achá-la por aqui?

Pois é

A literatura econômica ensinou ao ministro Paulo Guedes que, preparado o terreno para recebê-los, os investimentos fluem. E ele acreditou


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha