FMO

25/09


2011

Decisão sobre Ficha Limpa vai sair na última hora

 O Supremo Tribunal Federal vai decidir na segunda quinzena de outubro, a menos de um ano das eleições, se a Lei da Ficha Limpa já poderá ser aplicada no pleito. A tendência é que o texto seja declarado constitucional. O presidente do STF, ministro Cezar Peluso, quer esperar que a presidente Dilma Rousseff indique o 11º integrante da corte, para evitar impasses.

Já as novas regras para o aviso prévio para demissão de trabalhadores podem ser ineficazes, ou até contraproducentes. O argumento foi exposto em editorial da Folha de S. Paulo, neste domingo (25/9). Diz o texto que a medida, que aguarda sanção presidencial para passar a valer, tenta impedir demissões, mas não combate, e pode até encorajar, a informalidade um dos principais problemas trabalhistas do país, segundo o jornal. Por fim, o editorial pede a desoneração da folha de pagamento, por meio da redução da contribuição patronal. Esses encargos encarecem a contratação e incentivam a informalidade, na opinião da Folha.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Governo de PE

25/09


2011

Ela incomoda: cresce o movimento para limitar o CNJ

 Aumentou nas últimas semanas o movimento para reduzir o poder de fiscalização e punição de juízes pelo CNJ (Conselho Nacional de Justiça), o que esvaziaria as atividades de sua corregedora, a ministra Eliana Calmon, ''xerife'' da magistratura. O embate não é novo, mas pode ter uma decisão final nos próximos dias. O que está em jogo é decidir se o CNJ pode punir juízes antes que as corregedorias dos tribunais façam apurações e julguem esses magistrados.

A questão pode ser resolvida pelo Supremo Tribunal Federal na próxima quarta-feira, em julgamento de ação ajuizada pela AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros), favorável à restrição. Eliana Calmon assumiu a função de corregedora em setembro de 2010, prometendo rigor nas apurações de irregularidades, a exemplo de seu antecessor, Gilson Dipp.(Correio Braziliense)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

romero rodrigues

aqui,justiça nao existe.os juizes nao trabalham,os desembargadores nao fazem nada,a nao ser brigar para quem vai ser o presidente do tribunal. e o povo sofrendo.uma vergonha o JTPE em pernambuco.voce tem razao.

Luiz Arnaldo Santos

em vários estados vivem desembargadores sem dormir por causa do cNJ já que aqui em Pe, roncam


Prefeitura de Ipojuca

25/09


2011

Ação anticorrupção usa poder de mobilizar da internet

Muitos dos atuais integrantes da “Geração Y” eram novos e não devem se lembrar do movimento dos caras pintadas, que há 19 anos reuniu milhares de jovens brasileiros em passeatas a favor do impeachment do então presidente, Fernando Collor de Mello. Embalados pela grande rede, a internet, eles cresceram e assumiram o comando de novas manifestações contra a corrupção e pelas causas sociais, que têm acontecido com frequência no país. O retorno dos movimentos populares, no entanto, ganhou novas características com o uso das redes sociais. “Todo mundo hoje pode ser uma estação de mídia. Esses movimentos vão ter um crescimento exponencial, com cada vez mais pessoas tendo voz. O brasileiro está aprendendo a ter essa voz”, avalia a professora de Comunicação Social da PUC-SP e autora do livro A força da mídia social, Polyanna Ferrari.

Um exemplo do poder de mobilização foi visto no começo deste mês. Iniciado pela internet, o Movimento Contra a Corrupção levou aproximadamente 25 mil pessoas à Esplanada para apoiar a “faxina” da presidente Dilma Rousseff e protestar contra a absolvição da deputada federal Jaqueline Roriz (PMN-DF) no Congresso. Apesar de ter um grupo de coordenadores por trás da organização desses eventos, as manifestações são apartidárias e a maioria não conta com a ajuda de entidades, diferença básica dos históricos movimentos das Diretas Já e dos caras pintadas. Um estudo divulgado em junho deste ano pela empresa Box1824 aponta que 59% dos jovens brasileiros não têm preferência por partidos políticos. Muitos afirmam não se sentirem representados da forma como deveriam pelo poder público.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Abreu e Lima

25/09


2011

Problema do Judiciário está na apatia da toga, diz juiz

 ''''O juiz, na primeira chance que tem de adiar, de empurrar a audiência, ele faz. Não muda a rotina dos processos porque não quer. Está acostumado a postular alterações legislativas, pedir mais orçamento, mais pessoal e instalação de mais varas. Grande equívoco''''. Quem assim pensa é o juiz Ali Mazloum,  para quem o Judiciário explica ineficiência ‘jogando a culpa’ no Executivo. ele diz que o problema da Justiça não é dinheiro, não é falta de juiz nem de servidor, não é reforma processual. O problema, segundo Ali Mazloum, juiz há 20 anos, está na apatia da toga.

Ali Mazloum é titular da 7.ª Vara Criminal Federal em São Paulo. Sua rotina são ações sobre crimes tributários, fraudes no INSS, tráfico internacional, descaminho, moeda falsa, roubo contra prédios federais.Sua pregação vai na contramão dos argumentos da classe à qual pertence de que o Judiciário precisa de mais verbas, retoques profundos dos códigos, novas comarcas.

“Grandes reformas legislativas? Nada disso é preciso. Mais recursos, mais funcionários? Tudo desnecessário. Quando o Judiciário diz que precisa de mais dinheiro e mais leis, ele está jogando a culpa no Executivo. É uma estratégia equivocada.”Em sua repartição, Mazloum implementou o processo cidadão. Muitos colegas repudiaram. Faz três anos. Ele tinha nas mãos mil ações penais. Hoje são 270. “Basta vontade para mudar a máquina do Judiciário. Bastam pequenas alterações, não precisa de grandes milagres e reformas.” A principal conquista do processo que idealizou é que nenhuma demanda supera o prazo fixado. “A ação tem que acabar em dez meses, nenhum dia a mais.”


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

André Rafael

É fácil falar essas bobagens com 20 servidores e mais três assessores a sua disposição. Ele vive em seu mundinho da Justiça Federal e pensa que o Judiciário todo é como o local onde trabalha. Se ele fosse para a Justiça do Estado saberia que tem muitas Varas com dois ou três servidores apenas.



25/09


2011

Dilma só fez iniciar a faxina, mas não concluiu

 Limpeza ocorreu só na cúpula dos Transportes e no Dnit; Valec está sob comando interino e demissões na Conab ficaram na promessa. Mesmo com o respaldo da população – que deu manifestações de apoio nos atos públicos de 7 de Setembro, em Brasília, e na semana passada, no Rio -, a presidente Dilma Rousseff fez uma faxina incompleta nos setores do governo envolvidos em corrupção, irregularidades e mau uso do dinheiro público (veja gráfico ao final deste exto).

A limpeza só ocorreu na cúpula do Ministério dos Transportes e no Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). Na Valec, a estatal responsável pela construção das grandes ferrovias previstas no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), como a Norte-Sul e a Oeste-Leste, foi afastado só o presidente José Francisco das Neves, o Juquinha. Ele saiu no rastro do escândalo que abalou o Ministério dos Transportes, no início de julho. Investigações da Controladoria-Geral da União (CGU) indicaram desvios de R$ 279,7 milhões na Valec.

Pai Sarney

Como se considera o pai da Ferrovia Norte-Sul, o presidente do Senado nunca desencarnou dela. Em 1989, ainda presidente da República, Sarney fez uma visita ao canteiro de obras da Norte-Sul de Açailândia (550 km ao sul de São Luís). Vivia um momento difícil e enfrentava uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigava corrupção em seu governo. Prometeu que, nos governos subsequentes, acamparia nos trilhos até que a ferrovia fosse concluída.Sarney não precisou fazer nada disso. Mudou seu domicílio eleitoral para o Amapá e voltou ao Congresso. Em 2002, aliou-se ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, outrora um adversário da Norte-Sul, e defensor dela depois de assumir o mandato. Para não correr riscos, Sarney passou a influir na indicação dos diretores da Valec. A obra está atrasada, como ocorre com todas as de tamanha grandeza e valor – seus custos já estão em mais de R$ 5 bilhões. Mas deverá ser inaugurada integralmente durante o governo de Dilma Rousseff.  (O Estado de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Serra Talhada

25/09


2011

Ela gostou; vai voltar!

 Parece que com a ida a Nova York, a presidente Dilma Rousseff tomou gosto por viagens oficiais para o exterior. Dilma prepara uma agenda extensa para os próximos meses, e poderá fazer, em média, uma viagem internacional a cada duas semanas. A sequência começa pela Bélgica, onde a presidente participa de encontro entre Brasil e União Europeia no próximo dia 3. Ela também deve ir a Bulgária no dia 6 para visitar a seus familiares. Na programação, Dilma deve ser recebida como celebridade pelas autoridades locais na praça principal de Sofia, a capital do país.(Correio Braziliense)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Limoeiro

25/09


2011

Dilma na cabeça

A presidente Dilma seria eleita no primeiro turno, no caso de novas eleições presidenciais, mantidos os mesmos candidatos de 2010. No ano passado a presidente fez 46,9% dos votos válidos. Se o pleito fosse agora teria 59% dos votos. A votação do tucano José Serra cairia de 32,6% para 25%. Também perderia densidade a candidatura de Marina Silva (ex-PV), de 19,3% para 15%. Os dados são da pesquisa encomendada pelo PSDB.(Ilimar Franco - O Globo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banner de Arcoverde

25/09


2011

Efeito sanfona; cansei!

Governadores que desembarcaram dias atrás em Brasília para tratar da emenda 29 foram embora contrariados com a dinâmica do Planalto: repetidas vezes, dá corda à ideia de instituir novo imposto para a saúde; em seguida, tira o corpo fora, conta Renata Lo Prete na sua coluna de hoje na Folha de S.Paulo.

''''Foram eles, depois de encontro com Dilma Rousseff em fevereiro, os primeiros a colocar em pauta a recriação da CPMF, e acabaram sem apoio federal. Daí o time da presidente ressuscitou a conversa. Os governadores se rearticularam em defesa de novas fontes de recursos. Diante de novo silêncio oficial, recolheram armas. Agora, dizem que só entrarão nessa novamente se Dilma entrar junto.''''


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

ricardo antonio ribeiro de carvalho

E o Cadoca brilha nas páginas do Diário. Nada como um dia atrás do outro. Vejam como ele usa mal o dinheiro do povo.


Shopping Aragão

25/09


2011

Pelo menos que não escreva João com ''''G''''

MARISA GIBSON -  Coluna Diario Político

Um apostador nato, o governador Eduardo Campos (PBS) quer agora mudar o cenário das eleições para prefeito no interior do estado. Ele trabalha para que deputados federais e estaduais disputem um grande número de prefeituras e já tem uma relação de parlamentares que podem ser convocados para essa nova empreitada político-eleitoral. De início, esta decisão elimina muitos pretendentes menores, que estão se movimentando em torno das eleições do próximo ano, ao mesmo tempo em que introduz uma discussão nas bancadas estaduais e federais sobre os benefícios ou prejuízos que os deputados poderão ter com este novo foco que será dado à disputa de 2012.

A ideia de Eduardo é que sua base no interior dê um salto de qualidade, elegendo prefeitos com um melhor nível e que tenham condições, por exemplo, de tratar de questões do seu município em Brasília – é sabido que muitos sequer sabem elaborar um projeto

Se tiver êxito, o governador estará jogando para trás aquela leva de prefeitos, alguns folclóricos, cujos limites são as quatro ruas de sua cidade.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

antonio carlos da silva

Bom é ouvir discurso de Pref. imaginem:TRABAIO,POBREMA,BICICRETA,ÔINBUS,MULÉ...isto e mais algumas agressões ortográficas todas com o texto na mão já devidamente redigídos!!!aql abr(ANTONIO SALADA).

José Carlos da Silva

Aqui em Ipojuca PASMEM o único Projeto que o prefeito Pedro Serafim sabe fazewr é "PROJETO CORRUPÇÃO".

Flavio

Tem um prefeito do agreste, que precisoou fazer o teste para saber se era analfa ou não. Conseguiu passar pelo canto! Imagine um desse fazendo projetos...



25/09


2011

Força da mente: João Paulo tem soluções para Dilma

 Além da braba empreitada que tem atualmente, dentro de seu -- por enquanto -- partido, o PT, o deputado federal João Paulo ainda encontra tempo para tocar a tarefa a que vem se dedicando desde a campanha: tornar a então candidata e atual presidente Dilma Rousseff uma adepta fiel de suas práticas de meditação transcendental, que, supostamente, lhe arejam corpo e espírito. A jornalista Renata Lo Prete, na sua coluna de hoje, na Folha de S.Paulo, dá notícia de como anda o empenho de João com a nada fácil tarefa:

''''João Paulo (PT-PE) aconselhará Dilma a criar programa de meditação coletiva na Esplanada para diminuir o estresse diante das quedas de ministros. O ex-prefeito de Recife, que ensinou o método à então candidata em 2010, acredita que, se ela tivesse mantido a prática, não teria enfrentado tantos problemas com aliados no início do mandato.''''


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

S. C. B. M.

QUE FARSA, COMUNISTA TERRORISTA GUERRILHEIROS NÃO FAZEM O SINAL DA CRUZ.