FMO janeiro 2020

22/05


2020

Mais uma resposta agressiva da delegada

Sr Magno,

Impressiona a quantidade de matérias, quase diárias, em seu blog, a meu respeito. Vejo muitas pessoas lhe questionando, inclusive, se trata-se de uma perseguição gratuita ou com finalidades eleitorais, ou mesmo se o senhor perdeu o profissionalismo de outrora, quando, no passado, produzia matérias de conteúdos relevantes e de forma imparcial.

Eu também me questiono sobre isso, afinal, até uma simples resposta minha a algum seguidor vira matéria em seu blog.

Não posso deixar de lhe agradecer pela incansável e sistemática divulgação de meu nome. Toda vez que o senhor me ataca gratuitamente desperta nas pessoas que não me conhecem a curiosidade e o interesse de saber mais sobre a pré-candidata que é diariamente mencionada. E, com isso, eu avanço e o senhor se coloca, cada vez mais, na deprimente condição de ter seu profissionalismo e sua ética questionados não só por mim, mas por muitos de seus próprios seguidores.

Então sugiro que gaste seu tempo com pautas mais úteis ao invés replicar minhas postagens e comentários, fazendo do seu blog um depósito de maledicências e um campo de batalha para as suas questões pessoais.

Delegada Patrícia Domingos - pré-candidata à prefeitura do Recife pelo Podemos

NOTA DO BLOG

Em relação aos ataques da senhora delegada, só um detalhe: na condição de pré-candidata à prefeita do Recife, o único meio de comunicação que ela tem usado é o seu Instagram. É de lá que extraio suas informações, já que os demais candidatos, ao contrário dela, estão no enfrentamento diário aos desmandos na gestão do socialismo de mentirinha do Recife.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

PREPAREM A PIPOCA CELSO DE MELLO AUTORIZOU A DIVULGAÇÃO NA ÍNTEGRA DO VÍDEO 17 HS.

Fernandes

Grande Magno Martins, jornalista íntegro imparcial.


Abreu e Lima - Maio

22/05


2020

Cadê o Lafepe?

Tive informações de que o laboratório do Lafepe teria condições de produzir em alta escala alguns dos medicamentos que têm sido usados no tratamento da Covid-19, como a Ivermectina e o Hidroxicloroquina.

Seria uma saída para o Governo do Estado ajudar os segmentos mais pobres da população a ter acesso a medicação quando necessário. Mesmo com a questão envolvendo as patentes, poderia o Governo buscar um acordo para fabricação desses medicamentos.

Já que se conseguiu formas de gastar centenas de milhões em compras sem licitação para o COVID 19, por que não ter uma solução caseira de socorro à população usando um laboratório produção de ponta como o Lafepe?

O laboratório só produz, hoje, antirretrovirais (medicamentos para quem tem AIDS) e alguns medicamentos controlados.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

arnaldo luciano da luz alencar ferreira

Não sei as outras cidades mais em Salgueiro a FARMÁCIA do Governo do Estado fechou as portas já a alguns dias é Salgueiro mais uma fez sendo desprezado pelo Estado.


Prefeitura do Ipojuca

22/05


2020

A live com Rodrigo Maia também está no YouTube

Para você que perdeu a live com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), ontem, pelo Instagram deste blog, disponibilizamos ela na íntegra no YouTube. Para você fazer parte do nosso canal e ter acesso aos nossos vídeos exclusivos, basta se inscrever na página neste link: https://www.youtube.com/channel/UC_gzGPPDJaD1OGke7nWs2ng


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

22/05


2020

Morre ex-prefeito de Feira Nova

Faleceu, hoje, o-ex prefeito da cidade de Feira Nova, Jairo Gonzaga. Ele estava internado no hospital Dom Hélder Câmara, lutando contra a Covid-19. Jairo exerceu vários mandatos no município e era uma referência política na região.

Jairo era filiado ao MDB, foi vereador de Feira Nova por dois mandatos e também presidente da Câmara dos Vereadores. Disputou a Prefeitura de Feira Nova pela primeira vez em 1996 quando perdeu, mas concorreu novamente em 2000 e se elegeu, sendo reeleito em 2004. Jairo deixa viúva e seis filhos.

Segundo Boletim médico, o ex-prefeito já estava curado da Covid-19, mas devido a uma infecção hospitalar generalizada ele não resistiu e chegou a falecer.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


22/05


2020

Serra: Prefeitura vistoria leitos para pacientes com Covid

O prefeito Luciano Duque e a secretária de Saúde, Márcia Conrado, visitaram as instalações dos leitos de retaguarda que foram contratados pelo município com a Casa de Saúde Clotilde Souto Maior para atender pacientes de Covid-19

Nesta primeira etapa, são 31 leitos de retaguarda disponíveis para atender pacientes de Covid-19 no período de recuperação da doença. “Estamos fiscalizando, olhando atentamente os leitos que foram contratualizados pelo município com a Casa de Saúde Clotilde Souto Maior. Serão 31 leitos oferecidos aos pacientes infectados pelo novo coronavírus, mais uma ação no cuidado com a população de Serra Talhada”, comentou a secretária Márcia Conrado durante a visita, que aconteceu ontem.

O prefeito Luciano Duque enfatizou a importância dos leitos contratados e agradeceu à Casa de Saúde pela parceria firmada com o município. “Hoje fizemos uma visita aos leitos de retaguarda, a primeira etapa que aprontamos em parceria com a Casa de Saúde, dando uma resposta à sociedade de que o município tem feito a sua parte. Agradeço ao doutor Luis Leite por essa parceria importante que a gente está fazendo, onde os pacientes que saírem do Hospital Geral do Sertão serão cuidados aqui por uma equipe multidisciplinar, com apoio da Secretaria Municipal de Saúde de Serra Talhada”, disse.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Serra Talhada

22/05


2020

PCR recebe respiradores pagando mais que o dobro

A Prefeitura do Recife conseguiu uma liminar para busca e apreensão de 50 respiradores, comprados e não entregues dentro do prazo. A busca chegou, na realidade, a ser feita, mas não efetivada com êxito.

Tais respiradores foram comprados à empresa LifeMed, pelo valor de R$ 47 mil a unidade. Mais adiante, a Prefeitura fechou um acordo com a mesma empresa para entrega dos respiradores, mas por um valor bem mais elevado, de R$ 106 mil reais cada.

Por que premiar com aumento de mais de 50% de acréscimo uma empresa, que não cumpre o contrato e uma decisão judicial de busca e apreensão? É o que todo cidadão recifense quer saber e precisa de explicações. Os órgãos de controle estão sendo convocados a investigar também esse caso.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

E dai?

Sérgio Ricardo Claudino Patriota

Geraldo fazendo o pé de meia para os filhos, por que o dele ele já assaltou. DESGRAÇADO!


O Jornal do Poder

22/05


2020

No túnel do tempo

Eduardo Campo na campanha para prefeito do Recife em 1992, ao lado do policial federal João Evangelista, responsável pela área de segurança. O registro é de uma caminhada na periferia e faz parte do acervo histórico de Evangelista, profissional competente, amigo e leal à família Arraes, tendo trabalhado também com Miguel Arraes.

Agente da PF, Evangelista não poderia ser requisitado para a campanha. A forma encontrada na época foi a de se lançar candidato a vereador e assim, fiel ao grupo, se submeteu às regras do jogo. Nesta eleição, a primeira majoritária de Eduardo, Jarbas Vasconcelos foi eleito prefeito do Recife e Eduardo saiu como lanterninha, atrás até de Nilton Carneiro.

Mas Evangelista mostrou que tem personalidade e lealdade. Que o diga Ana Arraes, ministra do TCU, com quem trabalhou também e por ela foi indicado para a Fundação Joaquim Nabuco. Na verdade, o agente foi literalmente abandonado pelo deputado João Campos, a quem deu todo sangue na campanha de 2018.

Se você tem uma foto histórica no fundo do baú dos seus arquivos nos envie para postar neste quadro pelo e-mail magnomartinsf@gmail.com ou pelo telefone (81) 9.8222-4888.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


22/05


2020

Tabira esclarece uso dos oito jeeps

Caro Magno,

Houve um equívoco na sua postagem sobre a remessa dos Renegades para Tabira. Não vou e não posso usar as viaturas em outras secretarias. Veja como se dará a distribuição abaixo.

O Grupamento de Trânsito-GTRAN utilizará 03 (três) viaturas nos bloqueios que estão sendo feitos nas Barreiras Sanitárias.

O Grupamento de Ronda Ostensiva Municipal-ROMU receberá 01 (uma) viatura e o Grupamento da Ronda de Apoio ao Cidadão-RONDAC receberá 01 (uma).

Outra será destinada a Patrulha Maria da Penha e uma a Patrulha Escolar. A oitava viatura fará os serviços administrativos do Centro de Monitoramento e Comando da Guarda Municipal de Tabira.

Atenciosamente,

Sebastião Dias

Prefeito de Tabira


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Shopping Aragão

22/05


2020

Mendonça vê escândalo na compra de respiradores


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


22/05


2020

Chuva de Renegad no lugar de ambulâncias no Sertão

Em meio à pandemia do coronavírus, que avança pelo Interior do Brasil, os municípios nordestinos estão ganhando confortáveis jeeps Renegade da Fiat, de manutenção caríssima, para reforçar as guardas municipais quando o necessário neste momento seriam ambulâncias. Em Tabira, a 400 km do Recife, a dosagem foi exagerada.

Conforme atesta o vídeo, o município recebeu oito unidades da marca para a Guarda Municipal. Tabira tem pouco mais de 20 mil habitantes, menor que Afogados da Ingazeira, com 40 mil habitantes, mas recebeu o dobro. O prefeito Sebastião Dias (sem partido) admite que o município não tem como manter oito jeeps, mas disse que se devolvesse seria um escândalo maior. Os carros foram doados ao município por meio de emenda coletiva da bancada de Pernambuco na Câmara dos Deputados.

"Isso vem de 2014, quando mostramos ao Governo que temos no Sertão a Guarda mais organizada, mas não esperava tanto carro assim", disse o prefeito, que é um dos maiores poetas do repente nordestino. Ele disse que a GM, com 32 funcionários, já dispõe de duas viaturas e que vai usar a nova frota em outras secretarias e nos bloqueios do isolamento social que Tabira criou para evitar a disseminação da Covid-19.

A aquisição dos veículos, segundo Sebastião, foi através do Ministério da Justiça e Segurança e por meio da indicação dos parlamentares Armando Monteiro, Humberto Costa, Ricardo Teobaldo, Gonzaga Patriota, Tadeu Alencar, João Fernando Coutinho, Pastor Eurico e Renildo Calheiros.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Wildes Jackson Lopes

A entrevista com o presidente da Câmara revela uma liderança consciente das prerrogativas do cargo, e inclui estar ciente das atribuições dos outros poderes, é uma certa proeminência do executivo, por lidar com as questões diretamente relacionada com o dia a dia das pessoas. Não se trata de apreciar a prática parlamentar, mas o feiche de atribuição do chefe de poder, no caso o legislativo.Nesse caso, não cabe retoque á atuação de Rodrigo Maia. Já para o jornalismo e imprensa regional, a entrevista revela um repórter competente e cada vez mais protagonista na crônica jornalística regional. Parabéns, Magno, pela ousadia que lhe é companheira na condução do seu trabalho jornalístico. alistico



22/05


2020

Coluna da sexta-feira

Cena nacional na mídia regional

Na sequência de entrevistas pelo Instagram do meu blog, ferramenta moderna e eficaz pelas redes sociais, meu entrevistado de ontem foi o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que falou sobre a crise nacional, as medidas provisórias que caducaram na Casa, sua relação com o presidente Bolsonaro, as pressões para colocar em tramitação o pedido de impeachment do chefe da Nação e o adiamento das eleições.

Minha ideia, ao fazer essa rodada de lives com interlocutores da cena nacional, é abrir um canal deles com o Nordeste, desfocando um pouco o eixo na discussão pela mídia sulista. Não é fácil. Se o País é desigual economicamente e socialmente não poderia deixar de ser na relação do poder com a mídia. São Paulo, Rio e Brasília são preponderantes irradiadores da difusão do noticiário, porque sediam os principais veículos de comunicação do território brasileiro.

Região com 53 milhões de brasileiros, 1.554.257 km2, o Nordeste, embora vocacionado para o turismo e com capacidade enorme de crescimento da indústria de ponta e no agronegócio, sempre foi visto como o patinho feio do País. Retratamos, de fato, uma realidade. As desigualdades regionais no Brasil continuam persistentes, apesar de todas as políticas para revertê-las ao longo dos últimos 60 anos. Em 2016, último ano com dados do IBGE disponíveis, o PIB per capita regional no Nordeste atingiu apenas 51,9% de seu valor nacional, segundo o economista Alexandre Rands.

Há uma corrente de economistas que argumenta que a pobreza no Nordeste decorre da ausência de políticas de desenvolvimento regional. Segundo esta corrente, por razões históricas o desenvolvimento econômico foi mais acelerado no Sudeste e no Sul do Brasil e isto gerou um círculo vicioso, que cada vez mais concentra renda e capital nestas regiões, em detrimento dos Estados nordestinos. Assim, segundo este argumento, a solução é subsidiar o desenvolvimento da indústria local.

É com base neste raciocínio que foram criadas as agências de desenvolvimento regional como a Sudene, Sudam e recentemente as zonas especiais de exportação, tão conhecidas de todos nós. Implícita neste argumento está a ideia de que o Sudeste e o Sul do país são, em parte, “culpados” pela concentração de pobreza no Nordeste, e assim devem dar sua contribuição através das transferências de recursos públicos.

Esta visão é incorreta. Em primeiro lugar, as diferenças de renda média entre os diversos Estados brasileiros não são tão grandes quanto parecem. As grandes diferenças de renda e PIB per capita nominais entre os Estados são bastante reduzidas quando levamos em conta as diferenças de custo de vida entre eles.

Assim, ao examinarmos as diferenças de renda per capita entre os Estados do Sudeste e do Nordeste, por exemplo, observamos que, em termos nominais, os primeiros têm uma renda em torno de duas vezes maior. Mas, quando levamos em conta as diferenças de custo de vida entre os Estados destas duas regiões, esta diferença se reduz para cerca de 56%.

Paradigmas – No que tange à discussão da mídia brasileira a internet reviu muitos conceitos e se abriu novos paradigmas. Imaginar que uma campanha ou uma simples notícia tem efeitos pela sua propagação não condiz com a realidade de hoje. Muitas vezes é perda de dinheiro divulgar para o Brasil inteiro, esperando um resultado massivo. É bem mais proveitoso (e barato) regionalizar a publicidade de sua empresa, prezando pela qualidade do alcance, do material, do produto ou serviço, enfim, de tudo o que está ligado a promoção. Conforme sua empresa for ganhando espaço e notoriedade, você alcançará o restante do País praticamente de graça, ouvi, há pouco, de um publicitário do ramo com presença nacional.

Revolução digital – Argumenta o mesmo comunicólogo: “A revolução digital trouxe uma facilidade de acesso a serviços e produtos de empresas fora da nossa região, mas é preciso ter em mente que ter acesso não é a mesma coisa do que ter uma boa comunicação. É aí que entra a mídia regional. O objetivo da regionalização é voltar as raízes (e aos benefícios) da publicidade regional. Por exemplo, consumidores gaúchos e nordestinos podem falar a mesma língua (apesar de algumas diferenças culturais e convenções linguísticas). No entanto, é preciso reconhecer que são públicos completamente diferentes (muitas vezes parece até serem de países diferentes), levar essas diferenças em conta e adaptar suas mensagens para esses especificamente”.

Desigualdades – Na verdade, as causas da desigualdade social no País são a má distribuição de renda, má administração dos recursos, falta de investimentos nas áreas sociais, culturais, saúde e educação. Falta também de oportunidades de trabalhos e corrupção, o que leva a população a sofrer sérias consequências, como a pobreza, miséria, aumento da taxa de desemprego, diferentes classes sociais, aumento dos índices de violência e criminalidade. O Brasil é o oitavo País com maior índice de desigualdade social do mundo, se destacando entre elas, desigualdade racial, desigualdade regional, desigualdade de gênero e desigualdade econômica.

Drama escolar – As escolas estaduais foram fechadas desde 18 de março, devido à pandemia do novo coronavírus. As aulas na rede pública foram substituídas por modalidades a distância, como as aulas transmitidas pela TV e pela internet, mas nem todos conseguem acompanhar. No Recife, o relato é de distribuição de livros na rede municipal, mas sem orientação próxima. Em todo o País, estudantes, pais e professores relatam “apagão” na educação. Só na rede estadual, a suspensão das aulas impacta, ao menos, 580 mil estudantes, sem contar os alunos das redes municipais e da rede privada, também afetados pela decisão.

CURTAS

FALTA ESTRUTURA – Sem estrutura para promover, de uma hora para a outra, a modalidade de ensino a distância, já que essa metodologia demanda uma estrutura específica e só é permitido pela legislação brasileira em 30% da carga horária do ensino médio, o Governo do Estado, segundo o G-1, portal da Globo, optou por transmitir, na rede aberta de televisão e pela internet, aulas para os alunos do ensino médio e para os anos finais do ensino fundamental. O conteúdo é transmitido ao vivo para o ensino médio e para o 9º ano do ensino fundamental de segunda a sexta-feira. Há, também, reprises em horários alternativos. Para os estudantes do 6º ao 8º ano do ensino fundamental, as aulas são gravadas e disponibilizadas na internet, todas as manhãs.

A FARRA É GERAL – Não é só Pernambuco e Recife, sobretudo, que estão no olho do furacão dos contratos irregulares na aplicação das receitas federais transferidas para o enfrentamento à pandemia do coronavirus. Os governos de Roraima e São Paulo são os menos transparentes na divulgação dos contratos emergenciais, segundo aponta um ranking inédito divulgado pela Transparência Internacional. Entre as capitais, o pior índice é o da Prefeitura de Belém. Espírito Santo, Distrito Federal, Goiás e Paraná aparecem com uma avaliação ótima. Já entre as capitais, João Pessoa e Goiânia lideraram o ranking. A ONG analisou os sites, redes sociais e portais de transparência dos governos de todos os 26 estados e do Distrito Federal e de todas as 27 capitais.

VERGONHA – O resultado indica que boa parte dos governos estaduais e municipais não está cumprindo as exigências da Lei Federal nº 13.979/2020, que regulamentou as medidas para enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente da pandemia do coronavírus. Essa legislação exige transparência nas contratações emergenciais. Ao não dar transparência aos contratos feitos sem licitação, os governos dificultam a fiscalização e impedem que a sociedade veja como o dinheiro público está sendo usado durante a pandemia do coronavírus.

Perguntar não ofende: Depois do Rio, onde já tem gente presa, segundo o presidente disse na live do meu blog, qual Estado será alvo de investigação da PF para conter essa farra com o dinheiro da Covid-19?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Mas o pior é que a reunião foi no meio de uma pandemia com milhares de mortes e ninguém nem tocou no assunto. Preocupadíssimos, né?

Fernandes

Bozohitler blinda filhos. Guedes chama Banco do Brasil de porra e defende vender já. Salles fala em aproveitar pandemia pra atacar Meio Ambiente. Damares defende prender prefeitos, governadores, Weintraub fala em prender ministros do STF. E o coronavírus? Nada. Fascismo Canalhas!

Fernandes

A pergunta que não quer calar. Afinal, quem é que quer a hemorroida do Bolsonaro?

Fernandes

Deus está castigando o Brasil por ter posto Jair Bolsovírus na Presidência.

Fernandes

Jornal Nacional. Vai tá babado hoje.


Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores