FMO janeiro 2020

01/10


2006

Apuração já acabou em 14 países

Em razão da diferença de fuso-horário, a apuração dos votos para presidente da República já terminou em 19 cidades de 14 países onde foram instaladas urnas que permitiram a participação de brasileiros residentes no exterior nestas eleições. De acordo com o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), os dados foram apurados até as 14h (horário de Brasília).

A eleição já foi encerrada em Nagóia e Tóquio, no Japão; Berlim e Munique, na Alemanha; em Camberra e Sydnei, na Austrália; em Barcelona e Madri, na Espanha, e em Genebra e Zurique, Suíça. O pleito também já terminou em Viena, Bruxelas, Copenhague, Paris, Tel Aviv, Beirute, Maputo, Roterdã (Holanda) e Estocolmo.

Em 93 países, 86.360 eleitores brasileiros residentes cadastraram-se para poder votar nas eleições presidenciais.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu e Lima

Confira os últimos posts



24/03


2020

Em tempos do coronavírus, a ansiedade se cura com fé

Por Pastor Ximenes*

O apóstolo Paulo é de uma claridade incomparável: “Não andem ansiosos...”! Ansiedade mina a paz e, na maioria das vezes, hipertrofia o problema e nos leva ao desespero, anula a esperança e esquece da graça de Deus!

Davi, num momento de extrema tensão (viveu muitos em sua vida), disse: “Mas eu, quando estiver com medo, confiarei em Ti!” (Salmo 121: 1).

A instalação da ansiedade no coração inibe, fragiliza, gera insegurança que vai matando aos poucos. Paulo viveu vários momentos que poderiam ser geradores de extrema ansiedade.

Tormentas, naufrágio, prisão, ameaças de morte, enfim, coisas que poderiam ter desequilibrado a sua vida emocional e produzido questionamentos tipo: “Onde está Deus?” “Não há saída!”

Mas, nos aponta a solução para vencermos estes momentos como o atual: “Mas eu, quando estiver com medo, confiarei no Senhor!” (Salmo 56:3).

O exercício diário da nossa fé vai gerar o poderoso antídoto para a ansiedade, o medo e seus subprodutos.

Conheci, na minha vida, pessoas tão calmas e confiantes diante de problemas na caminhada da vida, que, em alguns momentos na minha juventude, as classifiquei como desligadas, alienadas. Não eram!

Viam o que os olhos naturais não conseguem ver. “Voavam” sobre o impossível com a tranquilidade de quem cochila ao balanço de uma rede. Não eram super-homens e nem super-mulheres. Não eram de outro planeta.

Não eram super religiosos, na verdade, o que tinham não era religiosidade, era fé! Viam o que os olhos naturais não conseguem ver, e isto gerava esperança e tranquilidade.

Daniel, que louvou a Deus numa cova de leões, os 3 jovens israelitas, eram pessoas super dotadas? Não. São pessoas que “desmontavam” todas as armadilhas da ansiedade, medo, insegurança e ansiedade porque diziam de coração: “A situação está difícil, não há perspectiva, analisando não vejo saída, mas, eu sei em quem tenho crido”.

Pronto, me desculpem a expressão, mas botaram a ansiedade para correr. Não sofra antes. Descanse Nele, o Rei dos reis, Jesus de Nazaré!

Quando fui, há anos, buscar o resultado da biópsia do primeiro câncer que vivi, ainda na porta do laboratório, Carmen, minha esposa, olhou para mim e fez a seguinte pergunta: “Que paz é esta que estamos experimentando?”

Finalizo dizendo, diante da confiança genuína em Jesus Cristo, a ansiedade bate em retirada. No lugar dela, fica a paz que o mundo não conhece. Descanse, relaxe, cumpra a sua parte nas orientações dadas e você viverá paz em meio ao temporal.

Enquanto ondas gigantes pareciam engolir o frágil barquinho, Ele dormia. Encarnava a confiança real na palavra que conhecia: “Entrega o teu caminho ao Senhor, confia Nele e Ele te ouvirá”.

Deus cuida de mim e de você!

Quem ousará algo contra nós?

Que Deus revista você de esperança e de fé, que afugentam a ansiedade! Amém!

*Pastor da Igreja Episcopal de Boa Viagem


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

E, Bolsonaro Miliciano disse que assinou a MP sem ler, só pra prejudicar os trabalhadores, e proteger os patrões, e vocês não comentam. Incompetente despreparado, mentiroso.



24/03


2020

Frente a Frente faz homenagem a Valdir Telles

Programa especial de hoje destaca a vida e a trajetória do poeta Valdir Teles, falecido domingo passado de infarto, aos 64 anos. Telles era considerado um dos monstros sagrados do repente improvisado na viola, tão talentoso quanto nomes famosos que Deus já chamou também, como Rogaciano Leite, Pinto do Monteiro e Lourival Batista.

Entre os que gravaram, o poeta Sebastião Dias e o cantor Santana. O Frente a Frente vai ao ar às 18 horas pela Rede Nordeste de Rádio, formada por 35 emissoras, tendo como cabeça de rede a Hits 103,1 FM, no Grande Recife. Imperdível! No vídeo, um dos seus trabalhos memoráveis em dupla com Sebastião da Silva.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Serra Talhada

24/03


2020

Até eventual alteração, calendário eleitoral deve ser cumprido

Por Diana Câmara*

Há uma possibilidade real de alteração da data a ser realizada as próximas eleições por conta dos desdobramentos e consequências da pandemia coronavírus no Brasil. Isto é fato. 

Para isto, o Congresso Nacional, único ente competente para tratar sobre as regras das eleições, precisaria, em caráter excepcionalíssimo, legislar neste sentido. Contudo, apesar de a cada dia observarmos mais vozes, de diferentes esferas, apontarem como essencial este adiamento, até o momento, nada mudou no calendário eleitoral e, portanto, deve ser cumprido pelos pré-candidatos, partidos políticos e Judiciário Eleitoral. 

Assim, vamos recordar os próximos prazos e cumpri-los. Estamos bem no período da janela eleitoral. Até o dia 4 de abril todo vereador de mandato que quiser mudar de partido pode fazê-lo sem medo algum de incorrer em qualquer penalidade de infidelidade partidária. O mesmo prazo também coincide com o limite para alteração do domicílio eleitoral e de filiação partidária, além do prazo de desincompatibilização de alguns cargos como, por exemplo, secretários municipais e estaduais, delegado e defensor público. Isso para aqueles que quiserem concorrer. 

Da mesma forma, os partidos políticos estão, regra geral, funcionando de forma remota  realizando suas filiações por e-mail ou ato cartorial dentro do partido e sem militância. E, ainda, solicitando a regularização das prestações de contas das comissões ou diretórios municipais para que elas se tornem aptas a realizar a filiação de seus novos membros e receber os recursos dos fundos destinados aos partidos políticos.

Em tempos de coronavírus, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PE), e os demais órgãos do Judiciário, não está realizando atendimento ao público a fim de respeitar o preceito de isolamento social priorizando a saúde dos eleitores e servidores. Para não causar prejuízos, todos os cartórios eleitorais do estado estão em atividade atendendo virtualmente ou por telefone. Por exemplo, no caso de um político querer trocar o domicílio eleitoral, dentro do prazo que se aproxima, basta ligar e agendar dia e hora para comparecer no cartório tirar seu novo título de eleitor na cidade onde deseja concorrer. E, igualmente, os servidores estão trabalhando remotamente na análise das prestações de contas dos partidos para autorizar sua regularização antes do prazo de abril. 

É de se reconhecer: a Justiça Eleitoral de Pernambuco está fazendo todo o possível para que não haja prejuízo à eleição e que nenhum pré-candidato seja prejudicado nesta fase nebulosa implantada pelo coronavírus.

*Advogada especialista em Direito Eleitoral, presidente da Comissão de Direito Eleitoral da OAB/PE, membro fundadora e ex-presidente do Instituto de Direito Eleitoral e Público de Pernambuco (IDEPPE), membro fundadora da Academia Brasileira de Direito Eleitoral e Político (ABRADEP) e autora de livros.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/03


2020

Aplausos ao empenho da FMO no combate ao corona

A  Prefeitura de Olinda, através da secretária de Saúde, Luciana Lopes, agradeceu, há pouco, pelas redes sociais, à parceria bem sucedida com Faculdade de Medicina de Olinda, FMO, em ações no combate à disseminação do coronavírus no município em grupos de universitários da instituição. Uma prova, segundo ela, de que quando existe disposição e elevado espírito público situações extremamente adversas são mais fáceis de serem removidas.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

O Jornal do Poder

24/03


2020

Uma das maiores dores que sofri

Por Sebastião Dias*

Foi muito triste me despedir do meu compadre Valdir Telles, meu irmão, meu cantador e um dos melhores amigos que a vida me deu! 

Nossas viagens, nossas noites de cantorias fazendo o público delirar nos aplaudindo, estão no video-tape das memórias dos nossos fãs e também da minha. A hospitalidade da minha comadre Elza quando chegávamos cansados não há igual. A admiração por sua guerreira Mariana continuará nos dando motivos para lembrar da dedicação do pai pelos filhos e a esposa.

Ao grande Dr. Alencar, nosso orgulho por ser filho do poeta e nos engrandecer pelo respeito dispensado aos companheiros do genitor. Nossa eterna gratidão. 

Por fim, ao meu poetinha Glaubleno, ao  qual Deus me deu o merecimento de  apradrinhá-lo, minha benção e o meu ombro amigo quando precisar. 

Desculpem, não tenho mais condições de continuar. Obrigado meu compadre Valdir, que Deus abra as portas do Paraíso para tua alma!

*Poeta, cantador de viola e prefeito de Tabira


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banner de Arcoverde

24/03


2020

PSB não nega apoio a delegado em Arcoverde

Em nota ao blog, o presidente estadual do PSB, Sileno Guedes, não nega nem tampouco confirma a informação antecipada, ontem, neste espaço, de que o partido e o Palácio querem que a prefeita de Arcoverde, Madalena Brito (PSB), feche um entendimento com o PP em apoio à candidatura do delegado Israel Rubis. O fato é que a prefeita não têm opção nem um nome natural do seu grupo e o caminho será se entender com o PP. Veja a discreta nota do PSB abaixo.

Sucessão em Arcoverde

Assim como em diversos municípios pernambucanos, o PSB estadual está acompanhando a organização das chapas majoritárias para as eleições 2020 em Arcoverde. O partido deliberou à prefeita Madalena Brito a condução do processo sucessório, na certeza de que ela irá escolher a melhor opção para continuar com os avanços desenvolvidos na cidade durante a gestão socialista. O presidente Sileno Guedes reforça que Madalena tem a confiança do partido para liderar a escolha do sucessor.

PSB de Pernambuco


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Limoeiro

24/03


2020

Compesa garante reduzir racionamento no Agreste

À presidente da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), Manuela Marinho, garantiu, ontem, ao deputado estadual Tony Gel (MDB), que diante do bom acúmulo de água nas Barragens de Jucazinho e Tabocas, o rodízio no abastecimento em Caruaru será reduzido. A população da Capital do Agreste vai passar a ter mais dias com água nas torneiras. 

Na conversa que teve com a presidente da Compesa, Tony Gel recebeu à garantia de que as cidades de Toritama e Santa Cruz do Capibaribe também terão um reforço no abastecimento com água nas torneiras durante mais dias. 

"Ampliar o abastecimento de água nas casas é neste momento uma medida importante. Com mais água nas torneiras, à população terá uma maior oferta para a higienização" disse Tony Gel.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Shopping Aragão

24/03


2020

O sangue era do Cariri, o coração do Pajeú

Por Bruno Cunha Lima*

Domingo, soltei o celular perto das 18h30. Fui à cozinha, comer alguma coisa e entregar um dia de jejum a Deus. Quando voltei, peguei o celular e recebi a notícia: “Valdir Teles se foi”. Um infarto levou Valdir. O poeta estava na Serrinha – seu “céu na terra”, entre Tuparetama e São José do Egito, a terra que ele pousou depois que bateu asas do Cariri da Paraíba e rodou o país inteiro. O sangue era do Cariri, o coração do Pajeú. Não tinha não como ser poeta. Deus colocou Valdir nesse roteiro porque tinha um propósito - um propósito poético, afinal, já diria Geraldo Amâncio, ser poeta é dom de Deus!

Valdir fez a vida e a família no braço da viola. Junto com D Elsa criou família, rodou o mundo, fez história, formou os filhos e partiu. Diferente da infância, quando bateu as asas e deixou a Paraíba, feito um passarinho que beija os céus sem deixar a terra, dessa vez o poeta voou mais longe, foi pra imensidão, onde o olho não alcança, onde a mão não toca, mas onde o coração sente.

Desde domingo que eu me lembro das tantas vezes que estivemos juntos, das vezes que eu o ouvi cantar, dos aniversários cheios de amigos na Serrinha, de quando ele gravou um vaneirão pra minha eleição de deputado estadual. Foi Valdir. Fica o legado.

Ontem mais cedo, olhando meus grupos de poesia, vi um amigo de Gravatá-PE dizer que a cidade estava de baixo d’água, que os céus estremeciam ao som dos trovões. Ele disse que tinha certeza que aquilo não era chuva, *era o barulho da plateia do céu, que aplaudiu de pé o primeiro “pé de parede” de Valdir e João Paraibano*. Saí da sala do meu apartamento, onde estou de quarentena, olhei através da varanda e vi o céu de Campina escurecer, vi a chuva cair e o barulho entrar pelas janelas que tremiam com o vento. Tive a certeza de que Ronaldo e Asfora estavam na plateia. Estavam na primeira fila, aplaudindo a dupla de paraibanos, abraçados pelo Pajeú e que hoje cantam na eternidade. Louro, Dimas e Otacílio Batista, Pinto, Furiba, Jansen Filho, Rogaciano, Louro Branco e tantos outros também deviam estar por lá.

Hoje, a poesia chora a morte de Valdir. Hoje, a viola diz adeus a um dos seus maiores nomes. Hoje, o Pajeú e o Cariri ficam menores sem o poeta. Hoje, o rol dos cantadores no céu ganha um reforço que, parafraseando VilaNova, “é um pé de poesia balançando”.

Termino minha “homenagem” a Valdir com um mote decassílabo que me veio quando olhava as nuvens se carregando:

“HOJE O CÉU DO NORDESTE ESCURECEU / COM A NOTÍCIA DA MORTE DE VALDIR”.

Vá com Deus, poeta! Obrigado...

*Deputado estadual da Paraíba


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/03


2020

Garanhuns terá até 40 leitos exclusivos para o coronavírus

A decisão vem à tona após mobilização que contou com a atuação conjunta da deputada Priscila Krause e do deputado Sivaldo Albino, após ele receber pedido da gestão estadual para buscar caminhos de a rede hospitalar do município se preparar para a confirmação de possíveis casos no município. É urgente que Garanhuns esteja estruturada para tal.

Priscila Krause rapidamente se junto nessa missão por representar Garanhuns na Assembleia e pela responsabilidade que tem na cidade quando o assunto é saúde. Nesse momento, se unir e construir soluções é, sem dúvidas, o maior objetivo.

“Desde a semana passada, visitamos prédios e unidades, nos reunimos com médicos e participamos, ontem, de reunião no Palácio do Campo das Princesas, ao lado de Jorge Branco e José Tinoco Filho, quando o chefe da Assessoria Especial do Governador, Antônio Figueira, deu o aval da gestão estadual para a execução do plano de contingência”, disse Priscila.

Os dez primeiros leitos estão sendo preparados no Dom Moura, em seguida mais dez na UPAE. O Hospital Nossa Senhora do Perpétuo Socorro disponibilizará dez leitos e, em seguida, mais dez. O Perpétuo Socorro, inclusive, já inicia hoje as providências físicas para permitir o isolamento desses novos leitos diante dos demais pacientes, garantindo segurança a todos. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/03


2020

Respiradores: não houve confisco da União

Não é verdade que o Governo Federal tenha tentado na justiça confiscar a compra de respiratórios por parte da Prefeitura do Recife por meio de uma requisição administrativa. O 

que aconteceu, na realidade, foi que o Governo Federal fez um pofício a uma empresa requisitando todo o estoque de equipamentos hospitalares para UTI afim de serem adquiridos emergencialmente pela União para o tratamento de pessoas infectadas com o corona vírus.

Ocorre que a Prefeitura do Recife já havia comprado à mesma empresa alguns equipamentos para o mesmo fim. Criou-se, assim, um impasse: a União teria ou não preferência para a compra? 

A questão foi parar no Tribunal Regional Federal da Quinta Região, no Recife, que decidiu que a Prefeitura  teria o direito de receber os equipamentos que já havia comprado antes do ofício do Governo Federal.

Em suma, o que houve foi uma disputa entre a União e a Prefeitura do Recife e não uma tentativa de confisco judicial pela compra de equipamentos hospitalares.

"Não vejo motivo para celeuma, Magno. O desembargador federal e professor universitário  Lázaro (homem preparado e sério) foi simples e cirúrgico: A PCR comprou antes da União e o objetivo de ambos, município e União são igualmente importantes e comuns – salvar vidas", interpreta o advogado Paulo Abou Hana.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Alberto Costa Santos

Quem criou o impasse, sabendo que a PCR havia comprado primeiro, quem avocou a primazia?



24/03


2020

Túlio pede contratação de médicos cubanos

Em meio à crise causada pela pandemia de coronavírus (Covid-19), o deputado federal Túlio Gadêlha (PDT-PE) protocolou, ontem, um requerimento pedindo que o Ministério da Saúde contrate os médicos cubanos egressos do Programa Mais Médicos e ainda residentes no Brasil. A ideia do pedetista é dar agilidade ao enfrentamento do novo vírus.

“A crise mundial causada pelo coronavírus exige diversas medidas sanitárias e econômicas. Toda a ajuda é necessária e importante para salvarmos vidas e contermos o avançado deste vírus. Não podemos deixar que visões ideológicas ou preconceitos estejam acima do bem comum que é a saúde e o bem-estar do povo brasileiro. Também não podemos perder mais tempo neste enfrentamento”, justifica.

O Ministério da Saúde anunciou que vai contratar 5.811 profissionais da área da saúde para reforçar o enfrentamento ao coronavírus, com contratos de um ano de duração.

Segundo a associação de médicos cubanos que ficaram no Brasil, a Aspromed, cerca de 2 mil profissionais permanecem no país, sem poder exercer a profissão. Alguns deles se naturalizaram brasileiros, outros receberam o direito de residência permanente e ainda tem os que estão na condição de refugiados.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Deputadozinho, deixe de ser CANALHA com os brasileiros, porque você não pede para o Governo contratar os Médicos brasileiros que terminaram o curso em outro País. Muitos vieram morar no Brasil, porque o Governo Bolsonaro, falou que ia fazer 2 Revalidas por ano, e até agora não fez nenhum.

marcos

Fernandes, tenha vergonha, a culpada dessa Pandemia é justamente a CHINA, esse País tem que ser RESPONSABILIZADO, é pagar pela omissão, o mundo todo vai pagar um preço muito alto, por esse País não ter permitido, que o mundo soubesse o que estava acontecendo com Covid19.

Fernandes

Aos Evangélicos adoradores de pistolas comunico que serão salvos pelos comunistas. Viva CUBA Viva CHINA

Fernandes

A edição na Medida Provisória (MP) nº 927/2020 mostra que Bolsonaro Miliciano, não tem condições de governar, não tem a menor competência, nem compromisso com o povo brasileiro muito menos com os trabalhadores e trabalhadoras do país. No momento mais dramático da história

JOÃO FREIRE CORRÊA LIMA

Se não existe vacina, se não existe medicamento, o que os médicos vão fazer? Temos de ter mais leitos e UTIs para os casos graves. Hospitais que o Lula ladrão, na Copa, disse que mais hospitais era coisa de terceiro mundo, temos de ter mais estádios. Quando vejo esse hipócrita, assim como a maioria dos políticos fazerem declarações, me dá nojo.



24/03


2020

Motorista de Bolsonaro é internado com problemas respiratórios

Um dos motoristas do presidente Jair Bolsonaro deu entrada em um hospital de Brasília apresentando problemas respiratórios, o que pode indicar contaminação pelo novo coronavírus.

Segundo fontes do governo, o estado de saúde do motorista está sob controle. Ele apresenta alguma dificuldade para respirar, mas não tem febre. O motorista foi submetido ao teste da Covid-19 e aguarda o resultado.

O caso foi informado à Secretária de Saúde do Distrito Federal.

Dias atrás, outro motorista da Presidência da República também foi submetido a um teste para ver se estava com o coronavírus. O primeiro exame deu positivo, mas a contraprova deu negativo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/03


2020

Braga Netto ganha protagonismo na crise do coronavírus

O Globo - Gabriela Goulart

No diagnóstico do Exército, o momento é outro no que diz respeito ao coronavírus no Brasil: passou da prevenção ao “combate ao contágio’’. O termo já demonstra como as Forças Armadas estão ganhando protagonismo na crise em que o governo federal se viu mergulhado diante da pandemia.

Na segunda-feira, em reunião com governadores do Norte e do Nordeste, o presidente Jair Bolsonaro comunicou que o general Walter Braga Netto, titular da Casa Civil, vai coordenar e centralizar as ações em torno do assunto. No mesmo dia, na entrevista de rotina realizada para atualizar números no país, ele falou pela primeira vez, ao lado do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

Até o último sábado, apenas Mandetta conduzia os comunicados das ações do governo federal. O protagonismo do ministro incomodou Bolsonaro, especialmente quando Mandetta concedeu entrevistas ao lado do governador de São Paulo, João Doria, rival declarado do presidente.

Cabeça da Intervenção Federal no Rio de Janeiro, Braga Netto foi nomeado ministro em fevereiro e ainda não havia tido um papel de destaque no governo. Sob seu chapéu, está o Gabinete de Crise, para onde destacou nomes de sua confiança. São eles que tocam reuniões diárias, sempre às 10h, com representantes executivos de todos os ministérios envolvidos. A ideia é unificar o discurso, “evitando disse-me-disse’’, como contou um dos participantes.

Para evitar o risco de contágio, já que são muitos os casos positivos para coronavírus após a viagem da comitiva presidencial aos Estados Unidos, os encontros têm acontecido em salas separadas, com o uso de ferramentas de videoconferência. Ao fim, relatórios são feitos e enviados a Braga Netto. Os trabalhos geralmente começam pela pasta da Saúde, seguida da Economia e da Defesa.

Hospitais federais no Rio

De lá têm saído as decisões. Uma delas é o destacamento de uma equipe para atuar no diagnóstico e equipamento dos hospitais federais do Rio. Segundo avaliação do Gabinete de Crise, a situação do sistema público no Rio é bem pior do que a do de São Paulo, outro foco da Covid-19 no país. A recondução ao país de brasileiros que estão no exterior é outra questão de peso.

A pedido de Bolsonaro, que hoje falará com chefes do Executivo dos estados de Sul, Sudeste e Centro-Oeste, os governadores foram orientados a encaminhar suas demandas ao comandante do Gabinete de Crise, que tentará pacificar a relação do presidente com os estados.

— Cada um vai mandar suas propostas para que Braga Netto faça um decreto nacional atendendo os estados — contou o governador da Bahia, Rui Costa (PT), após reunião com governadores do Nordeste. — A sugestão é para que ao invés do governo conflitar com governadores, que faça uma coordenação nacional.

Diretrizes para a conduta das Forças Armadas também têm tido espaço nas discussões do gabinete, levando-se em consideração o DNA militar da Casa Civil. Hospitais de campanha já entraram na pauta. Uma das possibilidades é a instalação de um deles na UFRJ, que já teria oferecido espaço. Segundo uma fonte do Exército, a aplicação de operações de GLO (Garantia da Lei e da Ordem) não foram descartadas, “embora não se espere que chegue a esse ponto’’. O recurso foi usado recentemente durante a crise de segurança pública no Ceará e no combate às queimadas na Amazônia.

O Exército já estabeleceu protocolos de atuação na contenção do contágio no país. Aproveitando a estrutura existente, o país foi dividido em dez Comandos Conjuntos (São Paulo; Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo; Bahia; Piauí, Ceará, Pernambuco, Alagoas e Sergipe; Rio Grande do Norte e Paraíba; Goiás, Tocantins e Distrito Federal; Amapá, Pará e Maranhão; Acre, Amazonas, Roraima e Rondônia; Mato Grosso e Mato Grosso do Sul; e Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul). Cada um deles vai coordenar “a sinergia entre as três Forças’’ (Exército, Marinha e Aeronáutica), como explica o Centro de Comunicação Social do Exército. O documento do Ministério da Defesa intitulado Operação Covid-19 inclui ainda a criação de um Comando de Operações Aeroespeciais.

Por ora, três pilares sustentam a ação dos Comandos Conjuntos. Apoio às ações federais encabeça a lista. O tópico inclui controle de passageiros e tripulantes em aeroportos e portos; patrulha no acesso às fronteiras; suporte logístico com meios de transporte, campanhas de conscientização e alojamentos para equipes (incluindo agentes da PF e da PRF). O segundo ponto contempla unidades especializadas para a descontaminação de pessoal e ambientes. A determinação é botar em campo os mesmos profissionais que acompanharam os brasileiros trazidos de Wuhan, epicentro do surto de coronavírus na China. O último item diz respeito à montagem de postos de triagem e hospitais de campanha.

O Exército também preparou um manual interno a ser seguido por todos os militares, cerca de 220 mil em todo o país. Há detalhes como orientação de desinfecção de patas de animais de estimação após passeios e separação de camas em alojamentos. (Colaborou Naira Trindade)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/03


2020

Saúde pede para adiar vacinações de caxumba e rubéola

Por Estadão Conteúdo

Para evitar o avanço do novo coronavírus no Brasil, o Ministério da Saúde orientou as secretarias locais que as vacinas de rotina, como as que previnem contra caxumba e rubéola, sejam adiadas até 15 de abril, quando acaba a primeira fase da campanha de vacinação antecipada contra a gripe. A medida tem como objetivo evitar aglomerações, descongestionar o sistema de saúde e diminuir o contato social de idosos.

A campanha de vacinação contra a gripe, inicialmente programada para 13 de abril, teve início na segunda-feira, 23. Além de proteger a população contra a própria influenza (gripe comum), a antecipação da campanha minimiza impactos sobre os serviços de saúde e facilita o diagnóstico da covid-19, que apresenta alguns sintomas similares à gripe comum.

No início da campanha, serão atendidos profissionais da saúde e idosos. Como os mais velhos têm maior risco de complicação caso sejam infectados pelo coronavírus, o Ministério passou a recomendar que, durante este período em que eles estarão nos postos para se imunizar contra a gripe, as vacinas de rotina da população sejam adiadas.

"A primeira fase da Campanha (de vacina contra a gripe comum), que se inicia em 23 de março, tem dentre os grupos prioritários a população a partir dos 60 anos de idade, que se trata de um grupo com maior risco de complicações e óbitos por doenças respiratórias, dentre elas a influenza e a COVID-19. Desta forma, considerando a necessidade de vacinação desse grupo e também o risco epidemiológico de transmissão do coronavírus, no intuito de evitar aglomerações, o Ministério da Saúde orienta que a vacinação de rotina(...) seja adiada", diz o documento com a orientação.

O texto, que é assinado pela coordenadora geral do Programa Nacional de Imunizações, Francieli Fantinato, pelo diretor substituto do Departamento de Imunizações e Doenças Transmissíveis, Rodrigo Said, e pelo diretor do Programa de Saúde da Família, Lucas Wollmann, pede o adiamento, sobretudo, da vacinação das crianças, que classifica como importantes portadores assintomáticos e disseminadores de doenças respiratórias.

Já nos Estados com circulação ativa do vírus do sarampo e da febre amarela, a recomendação é para que as estratégias de vacinação dessas doenças sejam mantidas, mas que os processos de trabalho das equipes sejam planejados de modo a evitar aglomerações.

Procurado para detalhar a medida, o ministério não se manifestou até as 22 horas de segunda-feira, 23. Segundo o presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações, Juarez Cunha, uma decisão como essa não é fácil, mas o atual cenário de disseminação da covid-19 justifica a medida.

Para ele, um dos pontos centrais é evitar o contato entre crianças e idosos nos postos de saúde, tanto para evitar que os mais velhos se contaminem e tenham complicações quanto para impedir que os mais novos se contaminem e espalhem o coronavírus, já que as unidades de saúde são justamente o lugar onde pessoas com sintomas acabam indo. "Nao existe decisão ideal, não há fórmula mágica. Temos de tentar minimizar o risco de todos", diz Cunha.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/03


2020

Anvisa aprova três novos testes para coronavírus

Por Agência Brasil

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou, ontem, três novos testes para detectar o covid-19. Com isso são 11 os testes aprovados pela agência para detectar o novo coronavírus.

Entre os novos produtos aprovados, dois são ensaios moleculares, do tipo PCR, com alto grau de precisão. O terceiro é um novo teste rápido que faz a detecção de anticorpos, utilizando uma pequena amostra de sangue para a detecção.

Dos 11 testes aprovados até o momento no Brasil, nove são do tipo rápido, que obtém resultados em cerca de 15 minutos, e dois são do tipo molecular.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/03


2020

Fim da validade de MPs: AGU pede suspensão de prazo

Por Reuters

A Advocacia-Geral da União entra com pedido no Supremo Tribunal Federal nesta terça-feira para que seja suspenso, inicialmente por 30 dias, a contagem de prazo pelo qual as medidas provisórias perdem eficácia quando não votadas pelo Congresso devido à pandemia do coronavírus.

Segundo comunicado da AGU esse prazo poderia ser ampliado se passados os 30 dias "as condições de normalidade das votações da Câmara dos Deputados e do Senado Federal não sejam retomadas".

Atualmente as MPs têm validade de 60 dias, prorrogáveis por outros 60 dias, o que ocorre automaticamente. Caso não sejam votadas nesse período, elas perdem efeito.

Para evitar a propagação do coronavírus, a Câmara dos Deputados e o Senado não estão realizando sessões presenciais, mas seguem realizando votações. O Senado aprovou o pedido do governo federal de reconhecimento de estado de calamidade, justamente devido ao Covid-19, de forma remota.

"O pedido da AGU é para que a contagem do prazo seja suspensa inicialmente por 30 dias, conforme ocorre no recesso parlamentar", argumenta a AGU na nota.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/03


2020

"Focar em intriga deixa pessoas menos informadas"

Por Estadão Conteúdo

O presidente Jair Bolsonaro afirmou ontem que, quanto mais jornalistas falarem sobre assuntos de "intriga e poder" entre ele e governadores, menos informada ficará a população sobre o combate ao novo coronavírus "e mais pânico será alimentado".

Em uma sequência de publicações no Twitter, o presidente ressaltou "importantes reuniões" realizadas com governadores estaduais das regiões Norte e Nordeste, depois das quais o governo federal anunciou R$ 88,2 bilhões em medidas de apoio a Estados e municípios na contenção dos impactos socioeconômicos da pandemia da covid-19. "Mas alguns jornalistas insistem em falar de assuntos que alimentam intrigas, fofocas e pânico", emenda

"É preciso cuidar da saúde física, mas também emocional dos brasileiros. É nosso dever protegê-los com coragem, tranquilidade e sabedoria. Façam isso e terão meu apoio!", escreveu o presidente.

Nas últimas semanas, Bolsonaro vem recebendo críticas de alguns governadores por atitudes como a de, no último dia 15 - já em meio a recomendações do Ministério da Saúde de se evitarem aglomerações -, ir cumprimentar, abraçar e tirar fotos em frente ao Palácio do Planalto com algumas centenas de pessoas que se manifestavam a seu favor e contra o Congresso e o Supremo Tribunal Federal (STF).

No domingo, 22, à noite, em entrevista à Record TV, Bolsonaro se referiu ao que chamou de "parte" dos governadores de "verdadeiros exterminadores de emprego", acrescentando que a crise originada pela paralisação da maior parte da atividade econômica nos Estados é "muito pior do que o próprio coronavírus vem causando no Brasil e pode causar ainda".

Na mesma entrevista, ele alegou que "a grande mídia" e governadores estão "de olho" na sua cadeira e querem tirá-lo do poder "de qualquer maneira". "Se puder antecipar minha saída, eles farão isso daí. Mas da minha parte não terão oportunidade disso." Bolsonaro ainda listou, lendoanotações, eventos que contaram com número grande de presentes a que o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), havia comparecido no início do mês.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

A edição na Medida Provisória (MP) nº 927/2020 mostra que Bolsonaro Miliciano, não tem condições de governar, não tem a menor competência, nem compromisso com o povo brasileiro muito menos com os trabalhadores e trabalhadoras do país. No momento mais dramático da história



24/03


2020

Coronavírus: Pernambuco confirma 42 casos

Por G1

Chegou a 42 o número de casos confirmados do novo coronavírus, em Pernambuco. De acordo com o boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), ontem, houve aumento de cinco casos em relação ao domingo (22). Mais cedo, o governo estadual publicou um decreto proibindo reuniões com mais de 10 pessoas, para conter o avanço da pandemia.

Os casos estão distribuídos em seis cidades do estado, além de ocorrências de pessoas que passaram por Pernambuco, mas moram em outra unidade da federação (um caso) e outros países (três casos).

Oito pacientes estão hospitalizados, sendo sete na rede privada e um na rede pública. Outros 31 pessoas estão em isolamento domiciliar. Três delas tiveram cura clínica comprovada.

A maior parte das confirmações é de pessoas que têm entre 30 e 39 anos: são dez casos. Em seguida, vêm os de idade entre 60 e 69 anos, que representam nove casos.

As faixas etárias entre 40 e 49 anos e 50 e 59 anos têm seis casos, cada. Há dois casos de pessoas de idades entre 10 e 19 anos.

O governo do estado também passou a não divulgar o número de casos em investigação, descartados e prováveis, que compõem o número global de notificações para o novo coronavírus.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/03


2020

Justiça do Rio proíbe cultos de igreja de Malafaia

Por Reuters

A Justiça do Rio de Janeiro decidiu proibir os cultos da igreja evangélica liderada pelo pastor Silas Malafaia, informou o MP fluminense. Essa é a segunda tentativa de proibir os cultos. Numa primeira tentativa, a Justiça não tinha autorizado a paralisação das celebrações.

Em meio ao avanço do coronavírus, Malafaia havia convocado fiéis a irem aos templos para rezar e fazer uma corrente de fé contra o Covid-19. A conclamação gerou uma enorme polêmica, uma vez que médicos e especialistas têm recomendado o isolamento social e que as pessoas evitem concentrações e aglomerações.

"O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), obteve decisão com a determinação para que a Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC) e o pastor Silas Malafaia deixem de realizar cultos em suas respectivas igrejas," , disse o MP em nota.

Caso a medida seja descumprida, a pena prevista é de multa diária de 10 mil reais. A decisão judicial determina ainda que o Estado e o município do Rio fiscalizem o cumprimento da medida.

Desde a semana passada, a arquidiocese do Rio de Janeiro decidiu fechar as igrejas católicas do Estado e passou a realizar missa on line pela internet.

Outras correntes religiosas também têm adotado novas práticas no Rio de Janeiro diante do avanço do Covid-19.

O Estado já tem 4 mortes confirmadas por coronavírus e 233 casos confirmados da doença.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/03


2020

Ministro da Educação confirma que fez teste para coronavírus

Por Estadão Conteúdo

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, confirmou que fez um exame para coronavírus. "Paguei com meu dinheiro", escreveu no Twitter nesta segunda (23). "Para minimizar o risco dos outros, fiz o exame preventivo. Não tenho sintoma algum."

Além disso, o ministro afirmou que tem liberado o trabalho remoto para parte de sua equipe, para reduzir a exposição ao risco, mas que tem ido trabalhar no MEC.

Weintraub confirmou que fez o teste após o portal "O Antagonista" publicar a informação. Segundo o portal, o resultado deve sair na terça, 24.

" Realmente fiz o exame e paguei com meu dinheiro. Tenho reduzido a exposição da equipe, liberando o trabalho remoto, em casa. Todavia, eu tenho ido ao MEC com uma equipe reduzida. Para minimizar o risco dos outros, fiz o exame preventivo. Não tenho sintoma algum."

 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/03


2020

Hospital não informa resultado de exame de Bolsonaro

Por Estadão Conteúdo

O Hospital das Forças Armadas (HFA) não informou à Justiça Federal do DF a relação completa dos pacientes infectados com o novo coronavírus, conforme documento obtido pelo Estadão/Broadcast. O presidente Jair Bolsonaro foi uma das autoridades que fizeram exame no local, mas afirmou nas redes sociais ter testado negativo.

De acordo com o comandante logístico do Hospital das Forças Armadas, general Rui Yutaka Matsuda, todas as informações sobre os pacientes do hospital com resultado positivo para a covid-19 já foram compartilhadas com a Autoridade Epidemiológica da Secretaria da Saúde do Distrito Federal. Procurada, a secretaria não se manifestou até a publicação deste texto.


Na última sexta-feira (20), a Justiça Federal atendeu a um pedido do Palácio do Buriti e determinou que o Hospital das Forças Armadas informasse imediatamente ao governo do DF a relação completa de nomes dos infectados pelo novo coronavírus. O Estado pede há dias a Secretaria de Comunicação da Presidência (Secom) que apresente os resultados do exames já feitos pelo presidente, mas até hoje não obteve resposta.

Bolsonaro afirmou na semana passada que poderá realizar um terceiro teste porque, como ele tem contato com muitas pessoas, pode já ter sido infectado.

"Deixo de informar à V Exa., neste documento, os nomes dos pacientes com sorologia positiva para a covid-19, a fim de evitar a exposição dos pacientes e em virtude direito constitucional de proteção à intimidade, vida privada, honra e imagem do cidadão", escreveu o comandante do HFA, em ofício endereçado à Justiça Federal do DF e obtido pela reportagem.

Além de Bolsonaro, integrantes da comitiva presidencial que acompanharam o presidente da República em viagem aos Estados Unidos também fizeram exames no HFA. Ao todo, 23 pessoas que acompanharam o presidente já foram infectadas.

Em sua decisão, a juíza Raquel Soares Chiarelli também impôs uma multa de R$ 50 mil ao diretor do hospital por cada paciente que tiver a informação sonegada. Além de Bolsonaro, integrantes da comitiva presidencial que acompanharam o presidente da República em viagem aos Estados Unidos também fizeram exames no HFA.

"Já é notório que a devida identificação dos casos com sorologia positiva para a covid-19 é fundamental para a definição de políticas públicas para o enfrentamento urgente e inadiável da pandemia, a fim de garantir a preservação do sistema de saúde e o atendimento da população", escreveu a juíza em sua decisão.

"De modo que não se justifica, sob nenhuma perspectiva, a negativa da União em fornecer essas informações ao Distrito Federal, que tem competência constitucional para coordenar e executar as ações e serviços de vigilância epidemiológica em seu território."


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

A edição na Medida Provisória (MP) nº 927/2020 mostra que Bolsonaro não tem condições de governar, não tem a menor competência, nem compromisso com o povo brasileiro muito menos com os trabalhadores e trabalhadoras do país. No momento mais dramático da história



24/03


2020

Bolsonaro assinou MP sem ler

Por Estadão Conteúdo

Depois de sofrer duras críticas do Congresso e das redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro ficou "muito irritado" ao saber, na manhã de ontem, que uma redação "equivocada" do artigo 18 da Medida Provisória 927 definiu a suspensão do contrato de trabalho, por até quatro meses, sem pagamento de salário. O relato foi feito por interlocutores do Palácio do Planalto que tentaram, ao longo da tarde, apagar mais um incêndio provocado pelo governo no momento de pandemia do novo coronavírus.

A auxiliares, Bolsonaro teria demonstrado inconformismo com a "saraivada" de críticas recebidas especialmente do Congresso, por um erro que não seria dele. O presidente contou ter "confiado" no texto que sua equipe de governo lhe repassara para assinar. À exceção de entidades empresariais, os ataques vieram dos mais partidos, centrais sindicais e das redes sociais.

Até o início da noite não tinha circulado ainda o nome do "responsável pelo equívoco", já que cada parte envolvida na elaboração da MP tirava o seu corpo fora do problema e repassava a terceiros. Em meio ao jogo de empurra, a suspeita inicial no Palácio recaiu em "algum" setor do Ministério da Economia, possivelmente uma da secretaria da pasta.

Jair Bolsonaro disse não se conformar com a publicação da MP sem prever compensação aos trabalhadores. O "equívoco" lhe causou enormes prejuízos não só políticos, mas entre a classe trabalhadora, que se viu totalmente desprotegida e abandonada. Quando se deu conta do estrago político, Bolsonaro foi ao Twitter, no final da manhã, avisar que revogaria a medida. Naquele momento, a hashtag #BolsonaroGenocida já tinha disparado.

O presidente disse, ainda segundo os auxiliares, que não era possível deixar os trabalhadores sem qualquer proteção em uma situação crítica. Afinal, contaram, ele tem enfrentado inclusive governadores e reclamado de ações adotadas por eles que podem colocar em risco empregos e meios de sobrevivência da população.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Bozonaro é tão incompetente que assina sem ler.



23/03


2020

Petrobras doará 600 mil kits ao SUS para teste de covid-19

Por Estadão Conteúdo

A Petrobras informou que vai doar ao Sistema Único de Saúde (SUS) 600 mil kits de testes para diagnóstico de Covid-19. Desse total, 400 mil kits serão doados ao Ministério da Saúde e 200 mil à Secretaria de Saúde do Estado do Rio de Janeiro.

Segundo a companhia, o material está sendo importado dos Estados Unidos esta semana e deve chegar ao Brasil em abril.

As testagens são do tipo “padrão ouro”, que recebem essa classificação pois fornecem um diagnóstico preciso na identificação da presença do vírus.

“A Petrobras está concentrando todos os esforços para ajudar a sociedade a atravessar esse momento tão difícil. Das medidas mais urgentes, a companhia avaliou que a doação de testes para diagnóstico de Covid-19 está na lista das prioridades”, disse a estatal em nota.

Além da doação, a Petrobras informou que criou um grupo multidisciplinar de profissionais de seu centro de pesquisa (Cenpes) para avaliar e propor soluções em parcerias com universidades, empresas e instituições que possam ajudar no combate ao coronavírus.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


23/03


2020

Maia quer diminuir salários de parlamentares para enfrentar crise

Por ISTOÉ

Em entrevista à CNN Brasil, o presidente da Câmara dos Deputados (DEM-RJ), cogitou a diminuição dos salários dos parlamentares do Congresso e até dos servidores dos demais poderes para combater o coronavírus. Outra medida mencionada por Maia foi que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pode utilizar verbas do Fundo Partidário e do Fundo Eleitoral como fonte de renda para recursos contra a doença.

“Se é no fundo eleitoral ou partidário, que podem representar R$ 2,5 bilhões, não vejo problema, que se use. Agora, nós precisamos entender: a Saúde vai precisar de quanto? De R$ 50, R$ 100, R$ 150 bilhões. Só um projeto de suspensão do contrato de trabalho para contratar o seguro-desemprego vai custar quanto? De R$ 80 a R$ 100 bilhões. Por isso, a gente não precisa estar preocupado com gastos que tem previsão futura. Temos que usar qualquer rubrica — disse o presidente da Câmara.

Maia alertou que o governo não pode medir esforços neste momento de crise e que, o próprio anúncio de calamidade pública já requer uma tomada de decisão acima do imposto pela meta fiscal.

“Se não existe mais meta… o governo tinha projetado um gasto acima de sua receita primária de R$ 126 bilhões. Ele agora pode gastar R$ 200, R$ 300, R$ 400 bilhões”, disse Maia.

No caso dos parlamentares abrirem mão dos seus salários, Maia disse que caso seja necessário não seria contrário à medida.

“Todo poder público vai ter que contribuir. Transferir isso para o parlamentar é fazer apenas um gesto importante, mas que não tem nenhum impacto fiscal. Acho que os três Poderes vão ter que contribuir: Legislativo, Executivo e Judiciário. Os salários no nível federal são o dobro no seu equivalente no setor privado”, explicou Maia.

Além disso, o parlamentar comentou a retirada de parte da Medida Provisória de Bolsonaro, a qual previa a suspensão do contrato de trabalho por quatro meses.

“Outros trechos (da MP) a gente consegue debater, mas o artigo 18 (que trata da suspensão) era realmente impensável”, afirmou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


23/03


2020

Bolsonaro é alvo de panelaço nesta segunda-feira

Por G1

Cidades brasileiras registraram panelaços contra o presidente Jair Bolsonaro na noite desta segunda-feira (23). São Paulo e Rio tiveram gritos de "fora, Bolsonaro!" a partir das 20h.

Foi o sétimo dia consecutivo de manifestações contrárias a Bolsonaro. As primeiras ocorreram na terça-feira (17) da semana passada.

Confira aqui: Cidades registram panelaços contra Bolsonaro nesta ...


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


23/03


2020

Alepe inicia votações remotas amanhã

A Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) desenvolveu uma solução segura para dar continuidade à atividade legislativa, o que permitirá aprovar uma pauta de interesse do povo pernambucano no combate à ameaça do coronavírus. Assim como foi feito na Câmara dos Deputados, a Alepe adotará o Sistema de Deliberação Remota (SDR), para que a votação dos projetos seja feita virtualmente, evitando aglomerações que comprometam a saúde dos deputados e servidores da Casa de Joaquim Nabuco. 

Nesta terça-feira (24), os 49 parlamentares irão validar a utilização desse sistema, a partir do projeto de resolução 1008/2020, e também apreciarão as proposições encaminhadas pelo governador Paulo Câmara (PSB): o PL 1006/2020 que dispõe sobre a contratação de bens e serviços dentro do enfrentamento às consequências do vírus; o PL 1007/2020 que institui o Fundo Estadual de Enfrentamento ao Coronavírus (FEEC), além dos decretos que reconhecem o estado de calamidade pública tanto em Pernambuco quanto no Recife.

As deliberações ocorrerão num formato elaborado pela Consultoria Legislativa, pela Procuradoria Geral e pela Secretaria Geral da Mesa Diretora, com o apoio da Superintendência de Tecnologia da Informação (STI). Primeiro, os deputados apreciarão os respectivos projetos nas comissões (Constituição e Justiça, Finanças e Administração), tendo que responder por e-mail seu posicionamento entre 10h e 13 horas. À tarde, no período que corresponde à sessão ordinária e, posteriormente, na sessão extraordinária, os parlamentares externarão seus posicionamentos, por e-mail, entre 14h30 e 17h30.

O novo Sistema de Deliberação Remota vai permitir aos parlamentares, posteriormente, a realização remota de reuniões plenárias e das comissões através de videoconferência com transmissão simultânea para a TV Alepe e pelo Youtube. Também permitirá as votações nominais do plenário e das comissões com segurança, dispensando a presença física e coleta de assinaturas. Já as proposições serão enviadas via “Alepe Trâmite”, dispensando-se a cópia física em papel.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eriberto Medeiros (PP), destaca o avanço que representa essa nova sistemática, adotada pioneiramente em Pernambuco. “A Assembleia está ciente da sua responsabilidade, na mobilização para combater o coronavírus. Desde o primeiro momento, nos colocamos à disposição e vamos seguir trabalhando, prezando pela segurança do povo, dos nossos servidores e minimizando os prejuízos dessa pandemia. Precisamos conduzir essa questão com seriedade e sendo solidários com aqueles que mais precisam”, afirma o presidente.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha