Cabo Agosto 2021

12/06


2021

Políticos lamentam morte de Marco Maciel

Com a morte do ex-vice-presidente Marco Maciel, na madrugada de hoje, aos 80 anos, vários políticos se manifestaram, emitindo pesar. Confira, abaixo, algumas mensagens:

Hamilton Mourão (PRTB), vice-presidente do Brasil: "Neste sábado, o Brasil se despede do ex-Vice-Presidente Marco Maciel. Político com extrema capacidade de negociação e dotado de espírito público, contribuiu para o engrandecimento do Brasil, sempre pautado pela ética e probidade. Meus sentimentos aos familiares e amigos."

Michel Temer (MDB), ex-presidente do Brasil: "Quero lamentar a perda de um pacificador e cultor das instituições e do federalismo. Marco Maciel dignificou a classe política com seu espírito público, seu preparo intelectual e a boa prática administrativa. Meus sinceros sentimentos a sua esposa D Ana Maria, filhos e familiares."

ACM Neto, ex-prefeito de Salvador e presidente nacional do DEM: "Marco Maciel foi um dos fundadores e um dos mais importantes quadros do nosso partido. Com sua exemplar atuação na vida pública, escreveu uma história irretocável de dedicação ao nosso país. Em minha trajetória, pude me inspirar e aprender com seus ensinamentos. Ex-vice-presidente da República, Marco Maciel foi uma liderança capaz de motivar políticos de todas as idades. Hoje, envio toda solidariedade e carinho aos familiares e amigos deste grande líder."

João Doria (PSDB), governador de São Paulo: "Triste com a morte do ex-vice-presidente da República, Marco Maciel. Aos familiares e amigos minha solidariedade neste momento de dor."

Ciro Gomes (PDT), ex-ministro e ex-governador do Ceará: "Lamento a morte do ex-vice-presidente do Brasil, Marco Maciel. Homem decente e de espírito publico, dignificou as melhores tradições pernambucanas na política brasileira. Meus sentimentos à família e amigos."

Arthur Lira (PP-AL), presidente da Câmara dos Deputados: "Lamento o falecimento de Marco Maciel, homem de espírito público, aberto ao diálogo, um democrata. Meus sentimentos aos familiares e amigos."

Jarbas Vasconcelos (MDB), senador de Pernambuco: "Marco Maciel foi uma das grandes expressões da política brasileira. Ainda jovem atravessou as fronteiras de Pernambuco, ocupando os maiores cargos da república, sempre com seu estilo hábil, agregador, discreto e elegante. Foi um dos fiadores da transição democrática. Atuamos em campos políticos opostos até nos somarmos em um grande esforço para recuperar o ambiente social e econômico de Pernambuco em 1998. Afastado da vida pública há muitos anos, por grave enfermidade, construímos uma relação sincera de respeito e amizade. Foi uma das pessoas mais dignas que conheci e convivi, sempre cultivando a boa política, o diálogo e o amor por Pernambuco e pelo Brasil. Envio minha solidariedade e carinho para Anna Maria, Gisela, Cristiana, João Maurício e todos os familiares e amigos."

Fernando Bezerra Coelho (MDB), senador de Pernambuco: "Brasil perde um de seus mais ilustres filhos. Com uma trajetória política marcada pela integridade e compromisso com interesse público, Marco Maciel foi exemplo de diálogo e conciliação em todos os cargos que ocupou. Como vice-presidente da República, soube a exata dimensão do cargo, que exerceu com ponderação sempre em busca do bem comum. Como governador de Pernambuco, trabalhou pelo desenvolvimento do semiárido, missão que ainda nos desafia. Deixa legado que inspira todos aqueles que acreditam que a política é um instrumento de transformação do país. Meus sinceros sentimentos e solidariedade à família e aos amigos."

Luciana Santos (PCdoB), vice-governadora de Pernambuco: "Lamento a morte do ex-governador Marco Maciel. Em sua vida pública pautou-se pela cordialidade e abertura para o necessário diálogo entre os diferentes. Manifesto minha solidariedade a Anna Maria, seus filhos e toda família."

Randolfe Rodrigues (Rede), senador do Amapá: "Lamento profundamente a partida do ex-vice-presidente da República, Marco Maciel. Marco Maciel sofria de mal de Alzheimer e vivia recolhido em Brasília desde 2014. Foi personagem relevante no processo de redemocratização do país, quando fundou a Frente Liberal. Ocupou postos importantes na República, passagens marcadas pelo diálogo, pela cordialidade, pelo zelo e competência. Desejo à família e aos amigos os mais sinceros sentimentos."

Bruno Araújo, presidente nacional do PSDB: "Um homem honrado. Nasceu para servir na vida pública com vocação e dedicação exemplar. A história contemporânea da Política (“P” maiúsculo) brasileira teve nele um articulador mestre com discrição e humildade de um franciscano. Nesse momento de extremos, a lembrança de sua postura mostra como a luta de ideias e posições precisa retornar ao eixo civilizatório.

O Marco Maciel, maestro da redemocratização, vice-presidente da República, ministro, governador de Pernambuco, presidente da Câmara dos Deputados, senador, deputado estadual e líder estudantil, será uma referência na formação de quadros da Política que serve à sociedade. Os nossos mais sinceros sentimentos a Anna Maria, companheira de toda uma vida, e a toda sua família."

Armando Monteiro Neto (PSDB), ex-ministro e ex-senador: "Como político, Marco Maciel encarnou as maiores virtudes republicanas, honradez e dedicação às melhores causas. Como cidadão exemplar, nos deixou lições de moderação, equilíbrio e civilidade, que devem ser sempre valorizadas, especialmente neste tempo em que vivemos. Uma grande perda para o Brasil. O meu abraço a Dona Ana Maria e familiares."

Anderson Ferreira, prefeito de Jaboatão dos Guararapes e presidente estadual do PL: “Pernambuco e o Brasil perderam hoje um dos políticos de maior envergadura e liderança. Marco Maciel exerceu com maestria todos os cargos que ocupou como secretário, deputado, senador, governador, ministro e vice-presidente da República. Sua ética, o estilo discreto e ao mesmo cativante eram as suas marcas. Meus sentimentos à família neste momento de perda.”

Professor Lupércio (SD), prefeito de Olinda: "Um homem que desde muito jovem ocupou funções destacadas e assumiu grandes responsabilidades como deputado estadual, federal, presidente da Câmara, senador, ministro da Educação, além dos cargos anteriormente citados e outras honrosas missões assumidas por ele. A cidade de Olinda e todos os olindenses têm uma gratidão histórica com Marco Maciel. O nosso título de Patrimônio Cultural da Humanidade, conferido pela Unesco, foi obtido em 1982, último ano da administração dele no governo de Pernambuco. Tendo a sua gestão papel importante sobretudo na organização da complexa documentação que sacramentou a Marim dos Caetés como monumento mundial. Um dos traços mais marcantes da personalidade de Marco Maciel foi a sutileza, que ele soube utilizar junto com o diálogo e a tolerância no bom trato de fazer política. Professor Lupércio se solidariza com familiares e amigos de Marco Maciel."

Raquel Lyra, prefeita de Caruaru e presidente estadual do PSDB: "Recebi com pesar a notícia do falecimento do ex-vice-presidente da República e ex-governador de Pernambuco, Marco Maciel. Conciliador, honrado e íntegro, ao lado do presidente Fernando Henrique Cardoso fez muito ao Brasil, sem esquecer jamais de seu estado e de seu povo, em todas as funções que exerceu como deputado, senador e ministro. Em nome do PSDB de Pernambuco, expresso nossa profunda solidariedade à sua esposa, Anna Maria, filhos, toda família, inúmeros amigos e a nossa gente que se despede hoje de um de seus grandes líderes."

Miguel Coelho (MDB), prefeito de Petrolina: "Pernambuco tem uma larga tradição de formar homens e mulheres notáveis. O vice-presidente Marco Maciel foi uma dessas figuras que marcaram época e deixaram legado. Para nossa tristeza, hoje perdemos esse homem público brilhante. Deputado estadual, federal, senador, ministro, governador e vice-presidente, o currículo demonstra o tamanho de Marco Maciel. Tinha uma mente extraordinária, sendo imortalizado na Academia Brasileira de Letras. Era ainda amado pelos seus pares e admirado entre seus opositores. Acima disso, foi amado pelos pernambucanos. Orgulho do Nordeste, Marco Maciel honrou sua gente e permanecerá imortalizado na nossa história de bravos guerreiros. Minha solidariedade a todos os familiares e amigos. Mais que um dia triste, este sábado, 12 de junho de 2021, é uma data de reverência a um ilustre filho que tanto fez por Pernambuco e pelo Brasil."

Raimundo Pimentel (PSL), prefeito de Araripina: "Pernambuco se despede de um grande homem público. Marco Maciel, ex-governador do nosso Estado, ex-vice-presidente da República, ex-senador nos deixou hoje, mas sua história de vida, política e o seu legado serão lembrados ainda por muito tempo. Esta foto foi em 2006, quando eu era deputado estadual e prestei uma justa homenagem a Marco Maciel no plenário da Assembleia Legislativa pelos seus 40 anos de vida pública à época. Que as próximas gerações de políticos se espelhem na seriedade e comprometimento de Maciel. Descanse em paz!"

Ângelo Ferreira (PSB), prefeito de Sertânia: "Hoje o Brasil e Pernambuco perdem um grande político. Marco Maciel, de brilhante atividade política, exerceu muitos cargos: foi Governador de Pernambuco, duas vezes vice-Presidente da República, foi Senador e também deputado estadual e federal. Um líder conhecido pela sua capacidade de diálogo e conciliação, deixa um grande legado. Registramos, que teve muitos serviços prestados ao nosso município de Sertânia e à sua população. Nossos sentimentos aos seus familiares e amigos." 

Eduardo da Fonte, deputado federal e presidente estadual do Progressistas: "O Partido Progressistas de Pernambuco lamenta profundamente a morte de Marco Maciel, recifense e grande quadro da política nacional. Homem público honrado, será sempre reconhecido pelo estilo conciliador e por sua grande capacidade pacificadora. Nosso sentimento de pesar aos familiares, especialmente a esposa Ana Maria e aos três filhos e netos, e aos amigos. Que Deus conforte o coração de todos."

André de Paula, deputado federal e presidente estadual do PSD: "Um amigo, um exemplo, um líder. Agradeço a Deus, todos os dias, pelo privilégio que tive de conviver intensamente com Marco Maciel. De tê-lo como professor e fonte permanente de inspiração. A dona Anna Maria e aos seus filhos, Gisela, João Maurício e Maria Cristiana, meu abraço solidário, a manifestação do meu pesar, pedindo a Deus que os abençoe e conforte neste momento tão difícil de dor e de despedida. Vai-se o homem, fica o exemplo. Obrigado, Marco Maciel!"

Silvio Costa Filho, deputado federal e presidente estadual do Republicanos: "Lamento profundamente a morte do ex-governador, deputado, senador e vice-presidente Marco Maciel. Um homem que sempre cultivou a boa política, o diálogo e o amor pelo Estado e pelo Brasil. Marco Maciel é uma grande referência para todos nós. Sempre trabalhou em defesa dos interesses de Pernambuco. Sem dúvida alguma, é um exemplo para a nossa geração. Sempre foi um homem sereno, equilibrado, que procurou fazer política respeitando a todos, independentemente de posição partidária, ideológica ou social. Nesse momento de dor, me solidarizo com todos os familiares e amigos que ele construiu ao longo da vida pública. "

Danilo Cabral (PSB-PE), deputado federal: "Pernambuco perdeu Marco Maciel. Sua trajetória como deputado, senador, governador e vice-presidente teve o símbolo da correção e lealdade aos seus princípios. Cultivou, na vida pessoal e política, o valor do respeito a fidalguia com as pessoas, que tanto faz falta hoje ao Brasil."  

Ricardo Teobaldo, deputado federal e presidente estadual do Podemos: "Recebi com muita tristeza a notícia do falecimento do ex-vice-presidente da República Marco Maciel. Sua vida se confunde com a história política do nosso estado e do nosso país. O Brasil e Pernambuco ficam menores com sua partida. A nós, fica a responsabilidade de defender seu legado e sua trajetória. Meus profundos sentimentos a Ana Maria Maciel, sua esposa e companheira inseparável, a seus filhos e amigos."

André Ferreira, deputado federal e presidente estadual do PSC: "A política no Brasil e, principalmente, em Pernambuco perde uma das suas principais referências. Marco Maciel foi a história da política nos últimos 50 anos. Sempre cordial, emprestou a sua grandeza a todos os cargos que ocupou, de deputado a vice-presidente da República. Exercia a política com elegância e inteligência e tinha uma capacidade enorme de buscar convergências nas divergências. Deixo aqui os meus sentimentos à sua esposa, Ana Maria, aos seus filhos e familiares. Que encontrem em Deus o conforto necessário neste momento tão difícil."

Daniel Coelho, deputado federal e presidente estadual do Cidadania: "Meus sentimentos para todos os familiares e amigos do vice-presidente Marco Maciel. Pernambuco e o Brasil perdem um homem público que dedicou a vida ao país."

Fernando Monteiro (PP-PE), deputado federal: "A partida de Marco Maciel, marco de Pernambuco, representa a perda também de parte importante da história política do nosso Estado e do País. Marco Maciel deixa a todos nós o legado de um homem público sempre aberto ao diálogo sem esquecer de suas convicções. Meus sentimentos a toda a família e amigos. Que Deus conforte a todos neste momento tão difícil."

Marília Arraes (PT-PE), deputada federal: "Diante do falecimento do ex-vice-presidente da República, Marco Maciel, a deputada federal Marília Arraes (PT/PE) externa sua solidariedade aos familiares e amigos do pernambucano."

Antonio Coelho (DEM), deputado estadual e líder da Oposição na Alepe: "O Brasil e o Pernambuco se despedem, neste sábado, de um dos seus principais líderes políticos. Homem do diálogo, Marco Maciel sempre foi referência na vida pública pela sua incessante busca pelo entendimento e pelo consenso, mesmo entre aqueles que dele discordavam. E foi ancorado na defesa da democracia, nos valores de integridade, moralidade e compromisso público que construiu uma vitoriosa trajetória política e de trabalhos prestados ao nosso Estado e ao nosso país quando ocupou cargos importantes na política nacional: vice-presidente da República, ministro, governador de Pernambuco, senador, deputado estadual e federal.

Marco Maciel soube honrar o seu povo, o nosso Pernambuco, e deixa-nos um legado desafiador em tempos atuais de tanta polarização: fazer política com ponderação e sempre em busca do bem comum. Desse grande líder, ficarão guardadas a admiração e a inspiração de trabalhar pelo nosso povo.A familiares e amigos, os meus sinceros sentimentos!"

Manoel Ferreira (PSC), deputado estadual: "Fiquei muito triste com a notícia da morte de Marco Maciel. Com altivez, senso de Justiça e sabedoria, enobreceu os cargos de deputado, governador, senador, ministro e vice-presidente da República que ocupou. Conhecia como poucos o tempo da política. E trabalhou incansavelmente para ajudar Brasil e Pernambuco a superarem suas dificuldades. Que Deus acolha a sua esposa Ana Maria, seus filhos e demais familiares neste momento de dor."

Priscila Krause (DEM), deputada estadual: "Hoje é um dia de tristeza e despedida de um dos homens públicos mais importantes de Pernambuco e do Brasil. Para mim, um líder, um grande amigo meu, de meu pai e de minha mãe, o padrinho de meu marido, uma das minhas principais inspirações na política, Marco Maciel. Com ele me orgulho de ter aprendido a fazer política com ética, diálogo e respeito à coisa pública. Tive a honra e sorte de ainda jovem vivenciar de perto experiências e exemplos do que na prática é democracia, baseada nos mais nobres preceitos da República. A Escola Macielista. 

Foi um homem marcado pela busca do entendimento. Como o próprio dizia, a política nunca foi para ele um exercício ou desfrute de poder. Ele a entendia e praticava como possibilidade de transformar a sociedade. E assim viveu a política defendendo Pernambuco e o Brasil como governador, vice-presidente da República, deputado, senador e ministro. Marco Maciel também viveu para sua família. Com o coração apertado, deixo meu abraço especial para Anna Maria, seu amor de uma vida inteira, seus filhos Gisela, Cristiana e João Mauricio, em nome de toda a família e a seus inúmeros amigos. 

Marco Maciel era imortal da Academia Brasileira de Letras. Não só: em tempos difíceis da política brasileira, é também imortal nos exemplos de como exercê-la. Levantar e honrar o seu legado é um compromisso nosso."

Diogo Moraes (PSB), deputado estadual e vice-líder do Governo na Alepe: "Foi com muito pesar que recebemos na manhã de hoje o falecimento do ex-vice-presidente da República, Marco Maciel. Pernambucano, Maciel faleceu aos 80 anos em Brasília, devido a complicações do Mal de Alzheimer. Advogado e professor, Marco Maciel foi deputado, governador de Pernambuco, senador, ministro-chefe do Gabinete Civil da Presidência da República e vice-presidente da República de 1995 a 2003, no governo Fernando Henrique Cardoso. Deixou o legado de fazer política com muito diálogo e tranquilidade. Ensinou muito e sua história continuará ensinando como grande figura pública que foi. Fica aqui toda minha solidariedade a sua família, Anna Maria, sua esposa, e aos três filhos."

João Paulo (PCdoB), deputado estadual: "Lamento o falecimento de Marco Maciel. Lembro que na ocasião da morte do meu pai, fez questão de me mandar um telegrama de solidariedade. Assim era ele, cordial, aberto ao diálogo e sempre respeitando as posições políticas. Meus sentimentos a toda família e amigos."

Alessandra Vieira (PSDB), deputada estadual: "Lamento o falecimento do ex-vice-presidente da República, Marco Maciel. O pernambucano foi um grande político, exercendo também os cargos de deputado, senador e governador, numa trajetória de muita dedicação ao nosso estado e nosso país. Deixo meus sentimentos de pesar a todos os seus familiares e amigos."

Romerinho Jatobá (PSB), presidente da Câmara Municipal do Recife: "Com grande tristeza  recebemos a notícia da morte de Marco Maciel. Ex-vice presidente, governador, senador, ministro, Marco Maciel teve uma vida inteira dedicada ao serviço público. Um homem que prezava acima de tudo por diálogo e a cordialidade, virtudes que tanta falta fazem à política desses tempos. Deixa um legado inestimável para todos nós. Aos familiares e amigos, a Câmara Municipal do Recife presta condolências."

Alberto Feitosa (PSC), deputado estadual: "O pernambucano Dr. Marco Maciel, descansou! Deixa um grande legado de exemplo de ética, moral e conduta ilibada no exercício de cargos eletivos. Pessoa de fino trato com seus interlocutores, trabalhava mais de dezoito horas por dia em prol da sociedade, pelo povo e pela Pátria. O Brasil perde uma de suas grandes referências na política. Que Deus o receba na condição de um cristão ardoroso e conforte seus familiares e seus muitos amigos."

Wanderson Florêncio (PSC), deputado estadual: "Lamento profundamente o falecimento do ex-governador de Pernambuco e ex-vice-presidente da República Marco Maciel, que passou pela vida pública sem deixar nenhuma mancha. Político aberto ao diálogo, fiel aos correligionários e respeitoso com os adversários, Marco não tinha inimigos. Paciente e homem de muita fé, deixou um grande legado e inspirou muitos políticos que trabalharam e cresceram ao seu lado. Deixo um abraço fraterno a todos os familiares e desejo que Deus possa confortar a esposa Ana Maria Maciel, filhos e netos."


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Petrolina Julho 2

Confira os últimos posts



03/08


2021

Para o túmulo

Na coluna diária, postada à meia noite, faço minha homenagem a Joaquim Francisco, a quem servi na campanha de 1990, coordenando a área de Imprensa, e, eleito, como secretário de Imprensa por um ano, tempo que joguei a toalha e voltei para o batente. Por tudo que aprendi com Joaquim, um agradecimento: a oportunidade de ter me proporcionado, com apenas 27 anos, a experiência de viver bastidores que levarei para o túmulo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Caruaru Novas Creches

03/08


2021

Reservatórios nos níveis mais baixos da historia

O Globo

Os reservatórios de hidrelétricas do Sudeste e do Centro-Oeste chegaram ao fim de julho com o armazenamento médio mais baixo de toda a série histórica disponibilizada pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) e que teve início em 2000. Os números para o mês são piores, inclusive, que julho de 2001, ano em que o país enfrentou um racionamento de energia.

O armazenamento médio nas duas regiões ao fim de julho deste ano era de 25,97%. Em 2001, na mesma época, o nível médio dos reservatórios era de 26,85%. Até junho, os níveis dos reservatórios vinham acima de 2001, tendência que se inverte a partir de agora.

Além disso, o ONS já espera que agosto se encerre com um nível de armazenamento para o Sudeste/Centro-Oeste também piores que 2001. O órgão calcula que as barragens dessas regiões devem terminar este mês com 21,4% da capacidade de armazenamento. Em 2001, o mês de agosto terminou com 23,45% de volume de água dos reservatórios.

As regiões Sudeste e Centro-Oeste concentram mais da metade da capacidade de armazenamento do setor elétrico nacional e são represas que costumam ficar com níveis mais altos ao longo do ano.

Elas são usadas para "regularizar" o sistema, ou seja, garantir o fornecimento de energia mesmo nos momentos de seca.

Esses reservatórios também estão próximos dos principais centros de consumo e há limites de transmissão de energia entre o Norte e Nordeste para o Centro-Sul. Por isso, o nível da água do Sudeste/Centro-Oeste é o que mais preocupa o governo.

Mesmo que as hidrelétricas do Norte e do Nordeste tenham níveis melhores de armazenamento, nem tudo que é gerado pode ser transmitido para o restante do país.

O cenário com que o ONS trabalha também prevê chuvas abaixo da média histórica nas regiões. O órgão prevê que a quantidade de chuvas nas hidrelétricas de Sudeste e Centro-Oeste fiquem cerca de 40% abaixo da média histórica.

O governo nega risco de um novo racionamento. Entretanto, admite a gravidade da situação, já emitiu alerta de risco hídrico e anunciou medidas para evitar escassez de energia.

Uma medida provisória (MP) publicada no mês passado permite centralizar a gestão da crise no Ministério de Minas e Energia (MME) e também criar um comitê de crise.

O ONS prevê para?agosto elevação de 4,6% no consumo do sistema nacional de energia, na comparação com o mesmo período de 2020. A alta é influenciada pela recuperação da economia mais forte do que a prevista no início do ano em função do avanço da vacinação no país.

Os dados do ONS também refletem a expectativa de que o consumo de energia do setor industrial se mantenha em patamares elevados e de que o de segmento de serviços se normalize nos próximos meses.

A queda no nível dos reservatórios também provoca o encarecimento das tarifas de energia no país porque, para garantir o suprimento de eletricidade, o governo aciona usinas termelétricas, que são mais caras – além de poluentes.

Deve operar pelo menos até novembro a bandeira vermelha 2 (a mais alta do sistema), que cobra um valor de R$ 9,49 a cada 100 quilowatts-hora consumidos.

Depois do racionamento de 2001, o Brasil promoveu a diversificação do sistema elétrico, ou seja, investiu em diferentes fontes de geração de energia, como a térmica, a eólica e a solar.

É essa diversificação, especialmente o parque de usinas termelétricas, que dá hoje mais segurança ao sistema e permite que o país atenda à demanda por energia. A interligação do sistema também deu segurança ao processo.

O governo vem tomando uma série de medidas, como privilegiar o uso dos reservatórios para a geração de energia (e reduzir a vazão da água para outros fins).

O Ministério de Minas e Energia também prepara a entrada de mais usinas térmicas no sistema, além de negociar com operadores a inauguração de usinas de geração de energia e também de linhas de transmissão de energia.

Numa tentativa de atuar pelo lado da demanda, o governo negocia com a indústria a redução do consumo no horário de pico (entre 12h e 18h), em troca de desconto nas contas de luz.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Serra Talhada 2021

03/08


2021

Dudu e Lula da Fonte discutem investimentos para PE

O deputado federal e presidente estadual do Partido Progressistas (PP), Eduardo da Fonte, e o vice-presidente estadual do PP, Lula da Fonte, estiveram reunidos, hoje, em Brasília, com o novo ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, para tratar de investimentos e obras importantes para Pernambuco, entre eles, a manutenção do ramal da Transnordestina para Suape.

“Pernambuco ganha um grande reforço com a chegada de Ciro Nogueira no Ministério da Casa Civil. Hoje nos reunimos com ele para tratar de novas conquistas para os municípios pernambucanos e obras que gerem mais desenvolvimento para o estado, como a manutenção do ramal da Transnordestina para Suape. Tivemos um retorno positivo do ministro e em breve estaremos anunciando novos investimentos.”, destacou Eduardo da Fonte. 

A posse de Ciro Nogueira no Ministério da Casa Civil, confirmada para amanhã, contará com a presença de progressistas pernambucanos, entre eles deputados, prefeitos e vereadores.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


03/08


2021

Reverendo chora ao falar à CPI da Covid

O fundador da associação Senah (Secretaria Nacional de Assuntos Humanitários), reverendo Amilton Gomes de Paula, que negociou vacinas da AstraZeneca com o Ministério da Saúde em nome da Davati Medical Supply, chorou em seu depoimento, hoje, à CPI da Covid no Senado. Ele pediu desculpas ao Brasil e disse se arrepender de ter se envolvido nas negociações entre a Davati e o governo federal, que não foram concluídas. As informações são do Poder360.

O desabafo de Amilton foi durante os questionamentos do senador Marcos Rogério (DEM-RO), que disse que estar envolvido no caso controverso de venda de vacinas que não existiam era contrário a seus princípios religiosos.

“Eu tenho culpa sim, hoje de madrugada antes de vir pra cá eu dobrei os meus joelhos, eu orei. E aí eu peço desculpa ao Brasil e o que eu cometi não agradou primeiramente os olhos de Deus…E esse erro que eu cometi foi um erro que se pudesse voltar atrás eu voltaria. Peço perdão a todos os senadores, a todos os deputados”, declarou enquanto chorava.

Marcos Rogério citou a “bravata” alegada pelo reverendo ao ser questionado por mensagens ao vendedor de vacinas e cabo da PM Luiz Dominghetti citando autoridades e até a primeira dama, Michele Bolsonaro.

“Vossa senhoria usou ainda agora há pouco uma palavra que mexeu muito aqui com as pessoas, porque chocou as pessoas quando falou da bravata. Às vezes tentando demonstrar relacionamento, demonstrar nível de proximidade. Talvez seja o momento de fazer um juízo de mea culpa”, disse o senador Marcos Rogério.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Pousada da Paixão

03/08


2021

Prefeito de Belo Jardim lamenta morte de Joaquim

O prefeito do município de Belo Jardim, Gilvandro Estrela (DEM), enviou, há pouco, ao blog, o seu relato emocionado de despedida ao ex-governador Joaquim Francisco, falecido na tarde de hoje. Gilvandro contou que, quando estava internado no Hospital Português, para o tratamento contra um câncer, era vizinho de quarto de Joaquim. Confira!

“É com muita tristeza que recebo a notícia do falecimento do governador Joaquim Francisco. Um político sério, honrado, humano e digno. Orgulho de Pernambuco!

Quando eu estava internado no Hospital Português ele era meu vizinho de quarto e tive a satisfação de visitá-lo no dia de minha alta médica e deixar com o mesmo um terço. Que Deus acolha a alma dele”.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Bandeirantes Junho 2021

03/08


2021

Editorial em homenagem a Joaquim Francisco

No Frente a Frente de hoje, programa que ancoro pela Rede Nordeste de Rádio, o meu editorial foi uma homenagem ao ex-governador Joaquim Francisco, morto hoje, vítima de um câncer no pâncreas.

Infelizmente, o programa saiu do ar por causa de uma queda de internet. Para as emissoras parceiras e nossos ouvintes, disponibilizamos agora o editorial que conseguimos salvar. Vale a pena conferir!


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


03/08


2021

Políticos se despedem e lamentam morte de Joaquim

Confira abaixo mais alguns depoimentos de políticos, amigos e admiradores do ex-governador Joaquim Francisco, falecido hoje, aos 73 anos, vítima de um câncer no pâncreas.

“Sou mais Recife, sou mais Joaquim. Meu voto vale muito, meu voto é Joaquim”. O slogan da campanha de 1988 à Prefeitura do Recife bate forte no coração. No dia de hoje, com a partida de Joaquim Francisco, tantas lembranças e, principalmente, aprendizados vêm à tona. Como militante partidária, ainda sem o título de eleitor, também aprendi a amar e lutar pelo Recife pelo olhar dele.

De lá para cá, a política e a amizade familiar nos uniu de forma definitiva. Não imaginava que lá na frente teria a honra e a responsabilidade de receber o seu importante e decisivo apoio para nossas batalhas políticas e eleitorais.

Sua liderança firme, inconfundível pela voz forte e já saudosa, deixa lições pra sempre. Pernambuco e o Recife devem muito a esse homem de gestos e realizações marcantes, grandes obras e muitos serviços prestados. Referência nacional de administração pública séria e eficaz, Joaquim deixa como um dos grandes legados à nação a exitosa e atualíssima Lei de Responsabilidade Fiscal, da qual foi um dos principais formuladores, celebrando o zelo que lhe foi peculiar – e já faz tanta falta – no trato da coisa pública.

Sílvia, filhas, genros e netos, recebam o meu abraço apertado e muitas orações, na certeza de que Deus nos dá forças. Joaquim sempre estará vivo por meio de seu legado, exemplo de dignidade e compromisso público”. – Priscila Krause, deputada estadual (DEM).

“Pernambuco e a política perdem um homem público íntegro, inovador, ousado, de posições firmes e que deixou sua marca na história de Pernambuco como prefeito do Recife, como governador, como deputado federal e como ministro. Nós do Democratas, perdemos um amigo querido, com quem tivemos o privilégio de compartilhar, como correligionários, parte de sua trajetória como homem público.

Nós do Democratas abraçamos dona Silvia, as filhas, Fernanda, Luciana e Cristiana, os cinco netos, familiares e amigos”. – Mendonça Filho, ex-ministro da Educação.

“A morte de Joaquim Francisco representa uma grande perda para Pernambuco. Ele nos deixou grandes ensinamentos como homem público, cujas características encarnavam muito bem o espírito de Pernambuco; altivo, afirmativo e dedicado às melhores causas.

Soube exercer o poder, mas soube também viver com muita dignidade fora dele. Nos últimos anos, era muito bom ouvi-lo, e tê-lo presente no debate dos temas de interesse do País e do mundo, pois mantinha-se sempre atualizado.

Tenho certeza de que o povo de Pernambuco saberá a esta hora lhe prestar um justo tributo. Deixo a expressão de meu profundo sentimento de pesar e de solidariedade a Dona Silvia e a toda sua família”. – Armando Monteiro Neto, ex-ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

“Pernambuco perde mais um grande nome de sua história. O ex-governador Joaquim Francisco nos deixa com uma biografia honrada e enormes serviços prestados pela sua gente.

Prefeito do Recife, deputado federal e ministro de Estado, dentre inúmeras contribuições, Joaquim Francisco foi peça decisiva na construção da Lei de Responsabilidade Fiscal. Como prefeito e governador deixou incontáveis obras. Mas acima disso tudo, sua principal virtude foi a dedicação permanente por um Brasil justo.

Expresso aqui minhas condolências a todos os familiares e amigos do governador Joaquim Francisco”. – Miguel Coelho, prefeito de Petrolina pelo MDB.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


03/08


2021

Zé Neto sobre Joaquim: Era um contador de histórias de mão cheia

Após a morte do ex-governador de Pernambuco Joaquim Francisco, na tarde de hoje, o seu sobrinho e secretário da Casa Civil do Estado, José Neto, enviou, ao blog, uma nota de pesar emocionante e cheia de afeto pelo tio. Confira!

“Joaquim nos fará falta não apenas por ser um homem que dedicou a sua vida à gestão pública, sempre se destacando – com seriedade, correção e compromisso – em todas as funções que ocupou. Foi assim como secretário de Estado, prefeito do Recife, ministro, governador de Pernambuco e deputado federal. Este é um legado que tenho orgulho de destacar. Seu exemplo inspirou muitos que hoje se dedicam à causa pública.

Mas Joaquim também era o matuto de Macaparana, com o seu sotaque marcante, e um contador de histórias de mão cheia. Ele tinha uma facilidade enorme de fazer e cultivar amigos. Quem teve a oportunidade de conversar com Joaquim, tenho certeza, jamais esquecerá o seu carisma e bom humor”.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


03/08


2021

Mais políticos lamentam morte de Joaquim

Confira abaixo alguns depoimentos de políticos, amigos e admiradores do ex-governador Joaquim Francisco, falecido hoje, aos 73 anos, vítima de um câncer no pâncreas.

"Recebemos com tristeza a notícia do falecimento do amigo e ex-governador Joaquim Francisco. Seu valor para a história de Pernambuco e do Brasil é incontestável, mas registro seu imenso valor como amigo. Joaquim, que venceu tantos males ao longo de sua vida, agora pode, enfim, descansar. A nós, restam a saudade, os ensinamentos, o exemplo e a esperança do reencontro, quando Deus achar que este deve acontecer. Nossos mais sinceros pesares aos seus familiares. Pernambuco perde um grande homem, um bravo guerreiro, que, assim como seu legado, torna-se, agora, imortal". – Romero Albuquerque (deputado estadual), Andreza Romero (vereadora do Recife) e Aluízio Albuquerque (advogado).

"Recebo, com muita tristeza, a notícia do falecimento do ex-governador de Pernambuco Joaquim Francisco. Tínhamos uma relação forte de amizade. Recordo com muito carinho de uma conversa informal que tivemos. Eu perguntei sobre o ensinamento que ele poderia dar para a vida. Ele me respondeu: lealdade e gratidão. Passei a levar essa resposta como um mantra em cada passo que dou. Que Deus conforte o coração dos amigos e familiares. Siga em paz amigo". – Alberes Lopes, secretário do Trabalho, Emprego e Qualificação de Pernambuco.

“Registramos com profundo e sincero pesar o falecimento do ex-governador Joaquim Francisco. Joaquim faz parte de uma estirpe política que traz as marcas do compromisso intransigente com os valores morais mais caros de Pernambuco. Sério, decente, correto, leal, probo, esse era Joaquim.

Teve a oportunidade de, como homem público que ocupou diversos cargos, através dos seus gestos e atitudes, sempre expressar o espírito altivo e o irredentismo de Pernambuco. No momento tão desafiador que vivemos, o legado de Joaquim servirá de farol para nosso País, nosso Estado e nossa gente.

Em nome de sua mulher Silvia e seus filhos, e do fraterno amigo secretário da Casa Civil, José Francisco Neto, prestamos nossa solidariedade à família. Que Deus o guarde em merecido lugar e conforte toda a família”. – Danilo Cabral, deputado federal pelo PSB.

“Lamento profundamente a morte do ex-governador Joaquim Francisco, que também exerceu o mandato de prefeito do Recife, deputado federal e ministro. Um homem inteligente, que prezou pela boa política, pelo diálogo e, acima de tudo, sempre trabalhou em defesa dos interesses de Pernambuco. Nesse momento de dor, em nome da ex-primeira-dama Drª Silvia Cavalcanti, me solidarizo com todos os familiares e amigos que ele construiu ao longo da vida pública”. – Silvio Costa Filho, deputado federal e presidente do Republicanos/PE

Lamento com profundo pesar o falecimento do ex-prefeito do Recife e ex-governador de Pernambuco, Joaquim Francisco. Uma das mais importantes representações do quadro político do nosso Estado. Como homem público, sempre se destacou pela ética e sinceridade. Infelizmente nos deixou precocemente, após árdua luta contra um câncer, mas seu legado será eterno. Sua dedicação e amor à Pernambuco farão falta. Meus sinceros sentimentos aos familiares e amigos”. – Professor Lupércio, prefeito de Olinda.

"É com profundo pesar que recebo a triste notícia de que Pernambuco perdeu, hoje, um dos seus maiores líderes, um dos grandes pensadores e entusiasta da boa política. De uma trajetória marcada por grandes feitos e laços construídos em favor do nosso estado, destacou-se como prefeito, deputado federal, ministro e governador de Pernambuco. Construímos uma boa relação, da qual, com certeza, sentirei muita falta. Deixo aos familiares, amigos e apoiadores, meus mais sinceros sentimentos”. – Anderson Ferreira, prefeito do Jaboatão dos Guararapes.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


03/08


2021

João decreta luto oficial de 7 dias pela morte de Joaquim

O prefeito do Recife, João Campos (PSDB), decretou luto oficial de sete dias em memória do ex-prefeito do Recife e ex-governador de Pernambuco Joaquim Francisco, que faleceu na tarde de hoje, em decorrência de complicações causadas por um câncer. Joaquim Francisco foi prefeito do Recife por duas vezes, entre 1983 e 1986 e no período de 1989 a 1990. Ele também foi deputado federal, ministro de Estado e governador de Pernambuco.

“Estamos decretando luto oficial por sete dias pelo falecimento do ex-governador e prefeito do Recife, Joaquim Francisco. De longa e expressiva trajetória política e atuação no serviço público, sua passagem à frente da nossa cidade foi marcada pela dedicação e compromisso com os recifenses.  Meus mais profundos sentimentos à sua família e amigos. Que possam encontrar conforto nesse momento de dor”, declarou o prefeito João Campos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha