Blog do Magno 15 Milhões de Acessos

22/11


2020

As últimas pesquisas da semana decisiva

Houldine Nascimento, da equipe do blog

Na reta final da disputa de segundo turno entre João Campos (PSB) e Marília Arraes (PT) no Recife, vários veículos de imprensa encomendaram levantamentos aos principais institutos de pesquisa. Há ao menos oito a serem divulgados pelos registros que constam no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Na terça-feira (24), a Folha de Pernambuco publica a pesquisa do Ipespe sobre as intenções de voto na capital pernambucana. Já a quarta-feira (25) é reservada à consulta encomendada ao Ibope pelo Jornal do Commercio e a TV Globo.

A Globo também divulga na quinta-feira (26) a penúltima rodada do Datafolha. Já a TV Clube/Record trará na sexta-feira (27) um levantamento do Real Time Big Data.

No sábado (28), véspera da eleição, a CNN Brasil informa novos números do Real Time Big Data, enquanto a Folha PE promove a última rodada do Ipespe, o Jornal do Commercio e a Rede Globo trarão a última prévia do Ibope, além da Globo/Datafolha.

Paulista também terá pesquisas

Os eleitores de Paulista, na Região Metropolitana do Recife, também terão acesso a informações sobre a disputa de segundo turno. Na quinta-feira (26), este blog divulga o levantamento encomendado ao Instituto Opinião sobre o pleito entre Francisco Padilha (PSB) e Yves Ribeiro (MDB). No mesmo dia e no sábado (28), o Diario de Pernambuco vai trazer dados da pesquisas feitas pelo Exatta.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Wellington Antunes

Chora bozolóide, o choro é livre. Ou então aceita que dói menos.

Fernandes

Agora é MARÍLIA 13. Chora bozoloide.

JOÃO FREIRE CORRÊA LIMA

Vou criar um instituto de pesquisa. Parece ser um bom negócio.


O Jornal do Poder

Confira os últimos posts



21/01


2021

Tecnologia pernambucana contra o assédio sexual

Houldine Nascimento, da equipe do blog

Diante de novo caso de assédio sexual ocorrido, ontem, em uma linha de ônibus na capital pernambucana, diversos internautas cobraram soluções à Prefeitura do Recife para combater as variadas formas de importunação sexual no transporte público. Há iniciativas que podem servir ao menos como inspiração. É o caso da Nina, uma startup (empresa emergente) com raízes recifenses, que presta consultoria de mobilidade e gênero de cidades.

Foi em março de 2019 que essa tecnologia passou a auxiliar a Prefeitura de Fortaleza no combate ao assédio sexual no transporte público. Esta ferramenta está integrada ao aplicativo Meu Ônibus e tem permitido que a população fortalezense denuncie casos no transporte coletivo.

Até outubro do ano passado, 2.334 denúncias foram registradas e 10% viraram inquérito policial. A fundadora da Nina é a recifense Simony César, que teve de sair do Estado em busca de oportunidade. Seu trabalho rendeu grande repercussão positiva na imprensa e diversos prêmios dentro e fora do Brasil, levando a jovem empreendedora de origem humilde a ser eleita pela Forbes Under 30 um dos destaques de 2019.

Filha de ex-cobradora de ônibus, ela chegou a estagiar em uma empresa de transporte público. Sua iniciativa surgiu em 2016, ainda quando estudava na UFPE, ao ver a omissão do sistema operacional nas poucas denúncias de assédio sexual que eram feitas. “Eu trabalhava no setor comercial de uma empresa de ônibus no Curado. As demandas chegavam por telefone, mas para o chefe do setor só interessavam as demandas comerciais. Eles nem faziam tabela no Excel de reclamações de assédio ou relacionadas a motoristas, e eu ficava indignada”, conta.

“Aí teve o caso de uma estudante que foi estuprada depois que pegou o circular na UFPE. E aí eu comecei a querer saber como a gente poderia utilizar a tecnologia da informação e comunicação para tentar mapear de alguma forma”, prossegue.

Simony então foi atrás de editais de inovação para conseguir recursos e, assim, colocar sua ideia em prática. Parcerias foram estabelecidas com multinacionais como Red Bull e Toyota, o que permitiu o contato com gestores brasileiros em abril 2018, na 73ª Reunião Geral da Frente Nacional de Prefeitos, em Niterói/RJ. Entre os presentes no encontro, estavam o então prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), e o de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT).

“Uma das etapas de um edital ocorria na reunião com os prefeitos. Eu tinha chegado na semifinal e quem fosse para a final, ganharia o capital da Toyota de 20 mil dólares e o apoio da FNP para aplicar a ideia nas cidades brasileiras. A Nina era a única startup que não era de São Paulo. Nessa etapa, a gente tinha de escolher três cidades para atuar e optei por Recife, Natal e Fortaleza. Os prefeitos tinham de assinar uma carta de endosso se comprometendo a ajudar na articulação da startup. Fortaleza foi a única que deu assistência e colocou uma técnica à disposição”, explica Simony.

A partir de julho de 2018, começou a preparação para que a Nina entrasse em operação em Fortaleza. “Foram seis meses de consultoria para a gente fazer a integração com as câmeras de ônibus e conversar com todos os atores, delegacias, etc.”, continua. Em 06 de março de 2019, a iniciativa entrou em caráter de projeto-piloto e foi efetivada no final do ano.

Isso abriu possibilidades à expansão da Nina, com melhoria da tecnologia e novos acordos com outras prefeituras. Ainda segundo Simony, houve diversas tentativas para que Pernambuco implantasse a Nina. “Sempre coloquei Recife como cidade prioritária por ser daqui, mas sempre esbarramos nos trâmites políticos. Fortaleza nos colocou como prioridade e isso deu uma boa visibilidade ao transporte público da cidade”, diz.

Conforme o Blog apurou, antes de chegar a Fortaleza, houve uma reunião inicial com a Prefeitura de Olinda, mas as negociações esbarraram na falta de interesse da gestão. Também ocorreram conversas com o Grande Recife Consórcio de Transporte e há tratativas com a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação de Pernambuco.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu no Zap

21/01


2021

Motorista recebe vacina contra Covid-19 no Cabo

Houldine Nascimento, da equipe do blog

No Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife, houve registro de um funcionário da Prefeitura que tomou a vacina contra a Covid-19 mesmo sem fazer parte do grupo prioritário. O motorista Gustavo Manoel Arruda recebeu a primeira dose do imunizante ontem.

Nesta primeira etapa, a vacinação é destinada apenas a profissionais da saúde que estiveram na linha de frente no combate ao novo coronavírus, idosos com mais de 60 anos que estão em asilos e indígenas em aldeias. O Cabo de Santo Agostinho teve acesso a 3.620 doses.

Prefeitura justifica vacinação de motorista

O Blog procurou a Prefeitura do Cabo para que se pronunciasse sobre o assunto. Por meio de nota, a administração justifica a vacinação do servidor:

"A Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho informa que o motorista Gustavo Manoel Arruda é integrante da equipe de imunização itinerante da Covid-19, portanto faz parte do grupo de trabalhadores de saúde que devem ser vacinados na primeira fase do Plano Estadual de Imunização da Covid-19. Segundo a resolução CIB/PE nª 5393 de 20 de janeiro de 2021, a prioridade são os trabalhadores de saúde que atuem nos ambientes de assistência a pessoas acometidas pela Covid-19, assim como as equipes de vacinação diretamente envolvidas com a vacinação da Covid-19, trabalhadores de saúde que atuam nas instituições de longa permanência de idosos e de residência/instituições inclusivas para jovens e adultos com deficiência."

Casos de "fura fila" em Pernambuco

Há denúncias de outras pessoas fora do grupo prioritário que obtiveram vacinação contra a Covid-19 em Pernambuco. Em Jupi, no Agreste Meridional, a secretária municipal de Saúde, Nadir Ferro, e o fotógrafo oficial da Prefeitura, Guilherme JG, receberam doses da Coronavac.

A cidade teve acesso a 136 doses da vacina. Após a repercussão negativo, o prefeito Marcos Patriota (DEM) informou o afastamento dos dois servidores. A Polícia Civil abriu uma investigação preliminar ontem para saber se quem vacinou cometeu crime e pediu que Prefeitura entregue a lista dos profissionais que aplicaram o imunizante.

No Recife, uma arquiteta que atua no Hospital de Referência à Covid-19 Unidade Boa Viagem foi vacinada. Ela chegou a publicar uma foto do momento em que recebeu o imunizante e escreveu que estava "ansiosa demais para que ela (a vacina) chegue a todos".

O caso gerou revolta nas redes sociais. Diante da repercussão negativa, a arquiteta apagou a imagem. Como justificativa, o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, disse que "todos os servidores, colaboradores que circulam em ambientes potencialmente contaminados por serem 100% dedicados à Covid-19 vão receber a vacina no primeiro momento. Neste processo, entram todos os trabalhadores da manutenção da unidade".

Apesar do argumento de Longo, o Ministério Público de Pernambuco deu início a um procedimento para investigar se ocorreu violação do plano nacional de imunização contra a Covid-19.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


21/01


2021

Uchoa diz que nomeação de Thiago é legal

Aliado do prefeito de Agrestina, Josué Mendes (PSB), o deputado estadual Uchoa Júnior (PSC) esclareceu, há pouco, que nada impede na forma da lei que o ex-prefeito Thiago Nunes (PTB) assuma a Secretaria de Governo, conforme já está de fato no exercício da função. Informa também que Thiago não está usando tornozeleira.

"Ele foi preso para prestar esclarecimentos, mas nunca usou tornozeleira", diz. Quanto à função no Governo Municipal, esclarece que Thiago só não podia ser nomeado se tivesse sido condenado em processos judiciais.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


21/01


2021

Instalações do Colégio Alpha impressionam prefeito

Destaque em Paulista, o Colégio Alpha impressiona por sua estrutura arrojada e moderna, estrategicamente pensada para o estímulo do desenvolvimento através de vivências práticas e de interação, respeitando a individualidade de cada estudante e trabalhando as suas limitações. A unidade de ensino funciona dentro do Shopping Norte Janga.

O prefeito de Paulista, Yves Ribeiro (MDB), alguns vereadores e secretários estiveram, ontem, no Colégio Alpha. A visita da comitiva teve como objetivo conhecer a estrutura da escola e discutir assuntos relacionados à Educação da cidade.

Na ocasião, esteve presente uma das CEOs do Grupo Alpha Luciana Victor, a diretora Pedagógica do Colégio Alpha, Nathalia Lumarina, a diretora de Marketing, Priscila Santana, e o consultor Independente do Grupo Alpha, Antônio Lima. O prefeito Yves ficou maravilhado com o que viu e sinalizou apoio à iniciativa da unidade de ensino particular.

“Estamos entusiasmados com essa estrutura e proposta pedagógica do Colégio Alpha, dentro do shopping em nossa cidade. Estamos prontos para apoiarmos essa unidade educacional", prometeu.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

21/01


2021

Um bom exemplo

Temendo manipulação e uso indevido por pessoas fora do perfil do primeiro grupo selecionado, o prefeito de Goiana, Eduardo Honório (PSL), fez questão de acompanhar pessoalmente a aplicação da vacina contra a Covid-19 em todos os setores do município, do Centro ao mais distante distrito. Diferente de outras cidades, não há uma só denúncia de que servidor A ou B foi imunizado passando por cima das regras.

"Isso é zelo e priorizar a saúde da população", diz um aliado do prefeito. Honório foi vice-prefeito de Osvaldo Rabelo Filho, que morreu na semana passada depois de uma longa internação. Assumiu, interinamente, por todo o tempo em que Osvaldinho esteve afastado para tratamento de saúde. Fez uma boa gestão e por isso mesmo acabou eleito pela expressiva maioria do eleitorado de Goiana.

Diante do agravamento da nova fase complicada que o País vive pela pandemia do coronavírus, Honório iniciou a gestão agora com a sua própria cara dando absoluta prioridade à saúde.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


21/01


2021

Ex-candidato a vice é alvo de operação em Agrestina

Ao contrário do que este blog havia anunciado, por informações de fontes locais, a operação deflagrada em Agrestina pela Polícia Federal, na manhã de hoje, não tem relação com pessoas ligadas ao prefeito Josué Mendes (PSB), em vez disso, o alvo foi o ex-candidato a vice-prefeito na chapa de oposição. As informações são do Blog Cenário.

Foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão em endereços de políticos e empresários de Agrestina e Caruaru. Um dos alvos foi Paulo Sargento (DEM), então candidato a vice-prefeito de Carmen Miriam (DEM) na eleição de 2020.

A 1ª fase da operação aconteceu em novembro do ano passado, e investiga crimes de abuso de poder econômico e corrupção eleitoral nas eleições do ano passado. Na ação realizada hoje foram apreendidos documentos e aparelhos celulares. A PF não passou mais detalhes sobre a como agia o grupo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Jornao O Poder

21/01


2021

Federal atrás dos compradores de voto

A operação da Polícia Federal desencadeada, hoje, em Agrestina, cidade vizinha a Caruaru, é um aviso aos que abusaram do poder econômico. O alvo foi o prefeito Josué Mendes (PSB), eleito pelo grupo do ex-prefeito Thiago Nunes (PTB), preso numa outra frente Federal durante e a campanha, hoje ainda usando tornozeleira. 

O novo prefeito, acusado de ter promovido uma campanha milionária, tem coragem de mamar em onça: nomeou Thiago secretário de Governo, passando por cima de todo tipo de proibição amparada na forma da lei. Além dele, muitos aliados endinheirados estão sendo investigados.

Quem torrou dinheiro para chegar ao poder deixando rastro que se cuide. Segundo o blog apurou, a operação que ocorreu em Agrestina se dará em vários outros municípios. Quanto a Caruaru, nada que passe perto da prefeita Raquel Lyra. É que lá, por ser a maior cidade da região, mora muita gente que se envolveu nas irregularidades ao longo da campanha de Agrestina.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


21/01


2021

PF deflagra duas operações simultâneas em Pernambuco

A Polícia Federal deflagrou, hoje, duas operações simultâneas, com o objetivo de combater a disseminação de pornografia infantil pela internet, bem como a exploração sexual de crianças/adolescentes para a produção de material pornográfico.

HELP X – A Operação Help X tem com o objetivo combater a disseminação de pornografia infantil da internet. As investigações tiveram início em 2020, com o recebimento de informações repassadas pelo Centro Nacional de Coordenação de Exploração Infantil da Polícia do Canadá, dando conta de uma possível distribuição, por meio de aplicativos de troca e compartilhamento de arquivos e mensagens, contendo imagens de cenas de sexo explícito envolvendo crianças e adolescentes, com dados de usuários brasileiros responsáveis pela distribuição do material pornográfico. Tais acesso e conexões teriam partido em tese dos municípios de Feira Nova/PE e Gravatá/PE.

Após investigações e quebra de sigilo telemático, estão sendo cumpridos dois mandados de busca e apreensão, deferidos pelas 4ª e 36ª Varas da Justiça Federal nos endereços residenciais dos suspeitos com vista a proceder a apreensão de computadores, notebooks, celulares e outras mídias com potencial de armazenamento de imagens e vídeos contendo pornografia infantil. Nas buscas de Feira Nova/PE e Gravatá/PE, foi detectado material envolvendo pornografia infantil, o que acarretou a prisão em flagrante dos proprietários dos respectivos aparelhos telemáticos.

INFÂNCIA RESGATADA – A Operação Infância Resgatada visa combater prática de atos libidinosos e produção de material pornográfico (fotos e vídeos) envolvendo crianças e/ou adolescentes, bem como a troca e armazenamento material de pornografia infantil.

As investigações tiveram início em 2020 com o recebimento de informações repassadas pelo NCMEC (National Center for Missing and Exploited Children), organização não governamental americana que centraliza o recebimento de denúncias sobre crimes relacionados a abuso sexual infantil e desaparecimento de crianças, bem como do FBI -  em virtude de, por lei, nos Estados Unidos, as empresas prestadoras de serviços de internet serem obrigadas a relatarem casos de suspeita de exploração sexual infantil que trafeguem em suas redes. Foram registradas 32 ocorrências envolvendo tais condutas através de diversos aparelhos celulares do suspeito.

Durante o trabalho investigativo, foram identificadas ao menos uma menor que teria sido vítima de abuso sexual, havendo indícios de que a vítima seria sua própria enteada, tendo em vista o teor dos comentários publicados em rede social e vasto registro fotográfico.

Foram cumpridos um mandado de prisão preventiva e dois mandados de busca apreensão em Muro Alto/PE e Gaibu/PE, deferidos pela 36ª Vara da Justiça Federal, nos endereços residencial e profissional do molestador - com vista a proceder a apreensão de computadores, notebooks, celulares e outras mídias com potencial de armazenamento de imagens e vídeos contendo pornografia infantil. Os crimes atribuídos ao suspeito são a prática da produção, compartilhamento e armazenamento de conteúdo pornográfico infantil (Art. 240, Art. 241-A e Art. 241-B do ECA), além do crime de estupro de vulnerável (Art. 217-A do CP). Tais crimes acumulados resultam em penas que variam de 4 a 16 anos de reclusão.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


21/01


2021

Palavrão político

Por Antonio Magalhães*

“Bombardeio de saturação é uma tática militar antiga. Consiste em um bombardeio intenso, rápido e concentrado, disparado de várias origens, contra uma determinada área que se quer destruir”.

“A metáfora ilustra o noticiário de grandes meios que ora ataca o governo com versões sobre o desempenho econômico do país. O que se percebe, nesse processo, é o virtual abandono do recurso a denúncias de corrupção e uma aposta sôfrega na construção de uma realidade virtual”.

“A tática já foi usada contra este governo e o anterior, mas quase sempre tendo como mote a corrupção. Eis que o conclave que envolve partidos de centro e de extrema direita conclui que apelar à “ética” do brasileiro não funciona e, assim, “descobre” que o povo só pensa no próprio bolso”.

Os três parágrafos acima fazem parte do artigo de um blogueiro do PCdoB em 2013, no site Vermelho, quando o PT e este partido aliado reclamavam dos ataques da mídia tradicional a Lula e ao governo de Dilma Rousseff, quando o Brasil já se afundava economicamente e na corrupção sistêmica desvairada dos governantes da ocasião.

Na época, o vitimismo dos petistas e companhia era visível. Mais adiante o blogueiro comunista registrava:

“Esse processo já foi visto outras vezes, inclusive com foco na economia. Entre 2008 e 2009, quando eclodiu a crise econômica internacional, na mídia era dado como certo que o Brasil quebraria e que mergulharíamos em uma profunda crise econômica, com desemprego, recessão etc”.

“A grande diferença é a de que, à época, o então presidente Lula fazia um forte contraponto ao noticiário e, devido ao palanque natural e obrigatório que o cargo de presidente concede ao seu detentor nos meios de comunicação, não havia como deixar de reproduzir sua contra-argumentação”.

“Lula foi à tevê e exortou os brasileiros a não acreditarem no noticiário. Assim, apesar de a mídia acusá-lo de “mistificador” de uma situação que seria “catastrófica”, ao ter que reproduzir o que dizia os brasileiros tiveram acesso a outra versão dos fatos”.

Como se vê, os líderes da esquerda na época provaram do veneno midiático e não gostaram. Porém, decidiram repetir a prática, com apoio da mesma mídia que os condenava, para atacar o presidente Bolsonaro e seu governo com o bombardeio de saturação. Só que ao contrário do que aconteceu com os petistas e companhia, houve uma reação aos ataques. O presidente decidiu não apoiar financeiramente os grandes veículos de comunicação, que engrossou o bombardeio, e teve um reforço das redes sociais que ajudaram na sua eleição e mantiveram o apoio até agora.

A prática midiática usada contra o PT é a mesma de agora: fake news, pós-verdades, busca de ângulos negativos nas ações de governo, excesso de opiniões jornalísticas inconsequentes, investigações despropositadas magnificando elementos menores, por aí.

Os ataques da esquerda e dos oportunistas com grandes invencionices, na maioria das vezes, funcionam como “palavrões” extravasados que deveriam ter o dom de acalmá-los. Pelo contrário: só faz transtorná-los mais ainda. Por que não usar “palavrões” clássicos já incorporados ao cotidiano dos brasileiros ao dirigir-se ao presidente e seu pessoal?

Eles poderiam ser chamados de FDPs, irem se f*****, tomarem naquele lugar etc etc etc. Segundo o periódico britânico Social Psychological and Personality Science, "o palavrão é uma forma de expressão. O xingamento tem relação com sentimentos e emoções genuínas nas interações sociais. Ao soltar o verbo, você é visto pelas outras pessoas como alguém verdadeiro”.Poderiam usar os verbetes do bem elaborado “Dicionário do Palavrão e Termos Afins”, do pesquisador pernambucano Mário Souto Maior, com o mesmo objetivo: a liberação emocional que faz bem ao cérebro, dizem os cientistas.

Pois é, os esquerdistas contrariam essa máxima. Os “palavrões” de ataque ao presidente, como genocida, fascista, incompetente, solicitações de impeachment, acusações variadas, fazem pouco efeito no sistema corporal de todos e todas que o atacam. A adrenalina injetada na circulação sanguínea deles está corroendo o corpo e o raciocínio.

Melhor voltar a fazer uma oposição honesta dentro dos limites civilizados senão terminarão seus dias ocupando leitos hospitalares que poderiam ser usados por brasileiros que não provocam suas doenças. É isso.

*Integrante da Cooperativa de Jornalistas de Pernambuco


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

JOÃO FREIRE CORRÊA LIMA

Como sempre o Antonio Magalhães postando artigos objetivos, lúcidos e honesto.



21/01


2021

Milton Oliveira, o sabiá das letras

Advogado, cronista de mão cheia, inspirado nas noites silenciosas e enluaradas do Pajeú das flores, o escritor Milton Oliveira, conterrâneo de Afogados da Ingazeira, presenteia seus leitores e fãs com mais uma obra literária: Depois de te amar tanto, prefaciado pelo escritor e crítico argentino José Saldivary Ernandez.

Milton é, principalmente, romancista. Sua primeira grande contribuição à literatura brasileira veio com uma trama amorosa, O Incesto, de 1981, pela editora Cepe. Li de um fôlego só, como já devorei sua nova cria, um conjunto de crônicas saborosas, doces, apaixonantes, que seduzem o leitor do início ao fim. 

Conheci Milton ainda imberbe ouvindo suas histórias e piadas no calçadão da Catedral de Afogados da Ingazeira, uma das mais belas obras de engenharia gótica do Sertão nordestino, fruto da obsessão e inquietação do Padre Carlos Cottart numa época em que Sertão era um vasto mundo de caatinga, terra seca, onde viver era muito perigoso, como disse Guimarães Rosa.

Da sua pena mágica saiu também Mortas Paisagens, retrato euclidiano que dói profundamente na alma. Dói e nos faz chorar, porque Milton escreve com o coração que pulsa Sertão e sua gente, alma de clarão incandescente, palavras que se juntam como pedras encantadas. Escreve ainda como se tivesse sonhando, sonhos de sede da sua alma, dá vida aos seus personagens em sonhos vivos.

Milton ganha a vida como advogado, mas bem que poderia sobreviver apenas da literatura. Escreveu tantas obras, que já perdi o número de vista, conjunto armorial que com certeza vai lhe abrir as portas para assento na Academia Pernambucana de Letras. Além de romances, sua grande paixão, tem contribuições no mundo acadêmico jurídico, desvencilhando os segredos  dos processos civis, área de atuação profissional.

Milton é tão sertanejo e apegado às suas raízes que, não tenho dúvida, escreve muitas vezes com alma de vaqueiro, repentista e aboiador. Fala de chão seco e rachado com tamanha beleza que nos remete a Jorge Amado revelando o que a baiana tem. Também pudera: Milton escreve ouvindo o canto da passarada, moda de viola, com a folha de papel iluminada pela lua que flecha seu coração.

Me faz lembrar o poeta Biu Gomes quando se encantou pelo Sabiá: "O sabiá do sertão faz coisa que me comove: passa três meses cantando e sem cantar passa nove, como que se preparando pra só cantar quando chove!"


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores