Lavareda

20/10


2020

A nova placa de mamãe

Em comum acordo com meus oito irmãos, encomendei ao meu amigo Silvio Amorim, presidente do Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico de Pernambuco, uma placa especial para ser afixada na rua em Afogados da Ingazeira que homenageia mamãe Margarida Martins, que Deus fez seu sequestro celestial há sete anos, com 85 anos de idade.

Ex-vereador do Recife, Silvio Amorim já foi meu chefe. Fui seu coordenador de Imprensa no Projeto Rondon, em Brasília. Juntos, viajamos o Brasil do Oiapoque ao Chuí. Corremos sérios riscos de vida em viagens usando mono motor, por várias vezes, para alcançar Tefé, no Amazonas, já na divisa com a Colômbia, onde havia uma base do Projeto. Certa vez, tomamos um susto, com a explosão de um balde com combustível sobre uma pequena embarcação numa verdadeira aventura no Rio Amazonas.

Numa outra viagem, levando uma equipe da TV Globo, assisti e ajudei o repórter Leonel da Mata a socorrer um garoto picado por uma cobra em Benjamin Constant, já em território colombiano. Foi uma operação de emergência. Saiu na matéria de Leonel no Jornal Nacional. Grande Leonel da Mata, nunca mais o encontrei. Muito tempo depois, já fora da Globo, ele abriu um restaurante em Brasília maravilhoso e também uma agência de TV e Rádio.

Não sei por onde anda, mas fez grandes reportagens para o Globo Repórter. Silvio Amorim virou personagem de várias reportagens na Globo e nos jornais nacionais graças ao meu trabalho de garimpagem de pautas. Lembro que a Veja e a revista Manchete também fizeram belas matérias sobre as ações do Rondon. O repórter da Manchete foi meu amigo Fernando da Câmara Cascudo, já na eternidade. Baixinho, super engraçado, tinha um texto maravilhoso.

Quanto à placa, decidimos, nós, irmãos, prestar uma homenagem a mamãe em Afogados da Ingazeira, em novembro. Estamos apenas fechando uma data na qual todos possam estar presentes no seu descerramento. Reunir nove filhos, todos espalhados pelo mundo, não é fácil, mas com certeza faremos uma bela e emocionante homenagem a quem nos deu à vida, nos educou e cuidou com zelo, amor e muito carinho até seu último suspiro.

Mamãe Dó, como assim era tratada pelas irmãs - eram mais seis, das quais só Tia Lila ainda cumpre com a graça de Deus a sua missão na terra, residindo em Vitória da Conquista, sul da Bahia  - era uma mulher valente. Personalidade forte, nunca levou desaforo para casa. A gente tinha mais medo do chinelo dela do que das chicotadas de papai. Aí do filho que desobedecesse uma ordem dela!

Criou os filhos com muita dedicação. Como escrevi na placa, foi devotada à família, seu grande legado. Tudo que somos hoje devemos a ela. Mãe nunca deveria morrer. Minha mãe está presente todos os dias da minha vida. Não morreu, nem morrerá nunca. É minha vida, o melhor colo, a minha melhor amiga. De lá do céu, fica cuidando de mim, me orientando, me protegendo, traçando meus caminhos.

O mundo pode mudar de cor, os rios e os mares secarem. A lua pode até desaparecer, o sol perder o seu brilho, nada me fará deixar de amar a minha flor Margarida.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

ALEPE

Confira os últimos posts



26/11


2020

Yves abre 25 pontos sobre Padilha em Paulista

A pesquisa do Instituto Opinião feita com exclusividade para este blog sobre a disputa de segundo turno à Prefeitura de Paulista, na Região Metropolitana do Recife, mostra que o candidato Yves Ribeiro (MDB) abriu ampla vantagem sobre Francisco Padilha, do PSB. Se a eleição fosse hoje, o emedebista teria 49,1% dos votos contra 23,8% do oponente socialista. Uma diferença de 25,3 pontos percentuais. Brancos e nulos somam 14,4% e os indecisos chegam a 12,7%.

Na espontânea, em que o entrevistado é forçado a lembrar o candidato em que votará sem o auxílio do disco com todos os nomes, Yves também lidera com grande frente de 24,3 pontos: tem 43,6% das intenções, enquanto Padilha surge com 19,3%. Neste quesito, o número de indecisos é de 24%, já brancos e nulos representam 13,1%.

O levantamento também expõe a opinião dos eleitores sobre os dois candidatos e a chance de votar em um deles. Entre os consultados, 42,7% afirmam que com certeza votariam em Yves Ribeiro, enquanto 17,6% poderiam votar. Em contrapartida, 32,7% não votariam no candidato do MDB. Apenas 3,8% não o conhecem e 3,2% não responderam.

Sobre Padilha, 18,7% disseram que com certeza votariam nele, enquanto 19,8% declararam que poderiam votar no prefeiturável do PSB. Já 46,7% dos eleitores não votariam no citado, 11,8% declararam não conhecê-lo e 3% não responderam.

A consulta do Instituto Opinião, de Campina Grande (PB), foi a campo no dia 19 deste mês, com a aplicação de 450 questionários. A margem de erro é de 4,6 pontos percentuais para mais ou para menos e o intervalo de confiança de 95%. A modalidade de pesquisa adotada envolveu a técnica de Survey, que consiste na aplicação de questionários estruturados e padronizados a uma amostra representativa do universo de investigação.

Pela metodologia, a consulta é representativa dos eleitores da área pesquisada (o município de Paulista) e foi selecionada da seguinte forma: primeiro na aleatorização da amostra em quatro estágios (bairro/localização, rua, domicílio e entrevistado) e depois em um controle das variáveis (sexo e faixa etária), ponderado de acordo com os dados obtidos junto ao TSE e TRE-PE. O número de registro da pesquisa na Justiça Eleitoral é PE-03936/2020.

Quando a pesquisa é estratificada, os melhores índices de Yves estão entre os eleitores na faixa etária dos 25 aos 34 anos (55,6%), entre os eleitores com grau de instrução superior (55,4%) e entre os eleitores com renda familiar acima de cinco salários (57,3%). Por sexo, ele tem a preferência de 50,2% dos homens e 48,2% das mulheres.

Já Padilha tem seus maiores percentuais de voto entre os eleitores na faixa etária dos 45 aos 59 anos (27,5%), entre os eleitores com grau de instrução ensino médio (26,2%) e entre os eleitores com renda familiar de dois a cinco salários (26,3%). Por sexo, tem a preferência de 25,1% dos homens e de 22,7% das mulheres.

AVALIAÇÃO DE QUEM VENCERÁ

O Instituto Opinião também perguntou aos entrevistados quem eles acreditam que vencerá as eleições para prefeito de Paulista. Para 61,1%, o candidato Yves Ribeiro será eleito, enquanto 17,6% apostam em Francisco Padilha. Já 21,3% não responderam.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

O Jornal do Poder

25/11


2020

Secretário de Geraldo usa máquina em favor de João

Até o secretário de Segurança Urbana, Murilo Cavalcanti, aquele mesmo que gravou um vídeo defendendo a descriminalização do uso da maconha, está usando de forma escancarada a estrutura da sua pasta para fazer campanha em favor de João Campos, candidato do PSB e da máquina.

Nesse print de um grupo criado por ele para colocar os comissionados na campanha, ele diz: "Pessoal, quem puder ajudar na campanha fora do horário de trabalho ajude. Temos que ampliar a rede Compaz. Marília é contra. João tem o compromisso de ampliar”.

Que vergonha! Isso é crime de improbidade administrativa.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu no Zap

25/11


2020

Ibope errou feio no primeiro turno do Recife

A nova rodada da pesquisa Ibope/XT Olinda divulgada, hoje, traz uma troca de posição quanto à liderança na corrida eleitoral pela Prefeitura do Recife: João Campos (PSB) aparece com 43% dos votos, enquanto Marília Arraes (PT) tem 41%. Quando comparado ao levantamento anterior, publicado na quarta-feira passada (18), o postulante socialista cresceu quatro pontos (antes tinha 39%) e a prefeiturável petista foi na direção contrária, descendo quatro pontos (anteriormente surgiu com 45%).

Chama atenção o baixíssimo número de indecisos: apenas 2%, o que é objeto de estranhamento por parte de analistas de pesquisa. Outro dado deste novo levantamento Ibope que salta aos olhos é que João deu um pulo gigantesco de 30 pontos entre os eleitores da Delegada Patrícia (Podemos), uma das maiores opositoras ao PSB: cresceu de 17% para 47%. Enquanto isso, o Ibope diz que Marília caiu de 36% para 17% entre os que votaram na delegada.

O Ibope se empolgou tanto que nem sequer divulgou a posição do eleitorado de Mendonça Filho (DEM) em relação à Marília Arraes. Só trouxe um possível crescimento de João de dez pontos entre os que votaram no ex-ministro da Educação, outro opositor ferrenho ao grupo socialista: subiu de 33% para 43%.

Até na espontânea, João passou a ser mencionado mais do que Marília Arraes, mesmo com o candidato socialista expondo a adversária o tempo todo: ele saiu de 37% para 40% e a petista foi de 41% para 38%. Sobre os evangélicos, segmento em que a Frente Popular despejou fake news, chegando à baixeza de espalhar que Marília era contra a Bíblia e Deus, só há dados sobre João, afirmando que ele se destaca nesse grupo (49%).

Pelo Ibope de agora, Marília despencou até no eleitorado com ensino superior, onde sempre dominou: diminuiu de 49% para 40%. Foi este mesmo instituto o que mais errou no primeiro turno: deu uma vantagem de 13 pontos de João em relação à Marília (39% x 26% dos votos válidos). Quando o resultado das urnas veio, Marília teve 27,90% e João dez pontos a menos do que o Ibope apontou (29,13%). Ao final, foi uma diferença menor que 10 mil votos.

Mendonça também foi bastante prejudicado pelo instituto de pesquisa: aparecia com 18% dos votos válidos e o resultado mostrou que na verdade ele teve mais de 25%. Sete pontos de diferença, muito acima da margem de erro de três pontos pregada pelo Ibope, que também foi alvo de contendas judiciais em outros estados, como o Rio de Janeiro, por simplesmente falhar em questionários.

Com todo esse histórico de erros, o Ibope fica em xeque perante a população.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fabiano

Faço minhas as palavras de Marcos Morais. Magno virou marionete de Marília Kkk . Credibilidade zero, vergonha alheia.

MARCOS MORAIS

Esse Magno Martins realmente perdeu totalmente o senso do que é ser um jornalista, a sua parcialidade é tamanha que o seu blog parece mais um panfleto da campanha de Marília Arraes. Perdeu totalmente a credibilidade. Sua parcialidade está tão grande que a justiça eleitoral deveria tomar alguma providência pq o que se faz aqui não é jornalismo e sim propaganda eleitoral.

Wellington Antunes

Pega o beco bozolóide, tu só sabe perder.

Wellington Antunes

Oxente!!! Outro bozolóide que passou o ano inteiro falando mal do PSB e agora virou socialista?

Fernandes

Pega o beco bozoloide, perdedor.



25/11


2020

João é proibido de veicular caso arquivado pelo MP

O juiz da 1ª Zona Eleitoral de Recife deferiu, há pouco, medida nos Processos n. 0600151-33.2020.6.17.0001; 0600150-48.2020.6.17.0001; e 0600149-63.2020.6.17.0001, para impedir que o candidato do PSB à Prefeitura do Recife, João Campos, veicule no seu guia eleitoral e nas suas inserções fatos que tentem imputar à candidata do PT, Marília Arraes, práticas de improbidade administrativa.

Disse o magistrado que os fatos fazem menção a processo que foi julgado e arquivado pelo Ministério Público e pelo Poder Judiciário. De acordo com o Juiz Eleitoral, “foi exclusivamente com base nesta ação de duvidosa viabilidade jurídica, vez que fundada em fatos já rechaçados no juízo criminal, que a parte Representada, sem fazer menção ao arquivamento da ação penal, veiculou nas inserções, de modo a incutir nos destinatários uma verdade sobre fatos não positivados no plano criminal, imputando à candidata representante responsabilidade por ilicitude cuja ocorrência e materialidade revelaram-se duvidosas, colocando-a como criminosa e improba, denegrindo a sua imagem perante a população e o eleitorado”.

“A publicação, para além de explorar situação fática de duvidosa veracidade, omitindo o insucesso da demanda criminal ajuizada pelos mesmos fundamentos, apresenta nítido viés eleitoral negativo, com tons de desinformação, e com conteúdo ofensivo à imagem pública da Senhora Marília Valença Arraes, candidata ao cargo de Prefeita do Município do Recife, pela Coligação Representante. Reputo, neste ponto, que a matéria é ofensiva a honorabilidade da candidata e incorpora desinformação subliminarmente manipulada para macular a imagem pública da mesma e influenciar no pleito eleitoral”, diz um trecho da decisão.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

25/11


2020

Blog traz pesquisa para prefeito de Paulista

Na reta final da campanha de segundo turno em Paulista, faltando apenas quatro dias para as eleições, este blog traz, hoje, à meia noite, pesquisa de intenção de voto para prefeito, do Instituto Opinião. Ali, disputam Francisco Padilha (PSB), apoiado pelo prefeito Júnior Matuto, e o ex-prefeito Yves Ribeiro, candidato do MDB e do bloco de oposição. Importante colégio eleitoral da Região Metropolitana do Recife, Paulista tem uma boa razão, portanto, para dormir mais tarde hoje.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


25/11


2020

João é hostilizado na comunidade Tabaiares

O candidato a prefeito do Recife pelo PSB, João Campos, resolveu fazer um porta a porta, hoje, na comunidade Caranguejo Tabaiares, na Ilha do Retiro. Moradores da área, uma das mais carentes da cidade, protestaram contra a visita do postulante socialista, apadrinhado pelo prefeito Geraldo Julio.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Wellington Antunes

Oxente!!! E o bozolóide tá com João Campos? Palmas para o bozolóide que passou o ano inteiro falando mal de Geraldo Julio e Paulo Câmara, mas agora vem com essa. Será porque é melhor do que chorar e aí escolheu um lado? Vá entender Bozolóide? Mas tá bom assim mesmo, pelo menos esquece o bozo nesse segundo turno. Dá uma pena!

Carlos

Isso chama-se arredondamento dos números. Chora mais, petralha, aceita que dói menos.

Wellington Antunes

Considerando Brancos/Nulos e Não sabe/Não respondeu os resultados divulgados pelo IBOPE foram estes: João Campos 43%, Marília Arraes 41%, Brancos/Nulos 15% e Não sabe/Não respondeu 2%. Total: 101% Onde ja se viu ultrapassar 100%? Tem coisa errada aí nesses números.

MARCOS MORAIS

Magno tu já viu a pesquisa IBOPE que saiu agora? João Campos 43% Marília 41%

Fabiano

Magno e sua \"IMPARCIALIDADE\" kkkkkkkkk



25/11


2020

Menino de 3 anos que comprou lanche em celular revela lado prodígio

Houldine Nascimento, da equipe do blog

Uma peripécia de um garotinho recifense de apenas três anos ganhou ampla repercussão nacional, ontem. Luiz Antônio fez duas compras no McDonald’s, que totalizaram R$ 400, pelo telefone da própria mãe, a publicitária Raíssa Andrade. Tudo isso enquanto ela estava tomando banho.

A ação resultou em muito hambúrguer, batata frita, água e milk shake, que acabaram sendo distribuídos entre familiares e funcionários do edifício em que a família mora. Chamado carinhosamente de Tom, Luiz Antônio é neto do escritor e advogado paraibano Zelito Nunes, de 72 anos.

Em conversa com o blog, o avô destacou que o garoto apresenta uma inteligência acima da faixa etária. “Ele é um menino diferente, um ponto fora da curva. É beatlemaníaco, tem uma guitarra e é fã de Gilberto Gil também”, comenta.

Zelito é pai do publicitário André Lins Nunes, seu terceiro filho. O escritor revelou, ainda, que o McDonald’s devolveu os valores gastos. “Tinha dado uma repercussão boa também”, completa.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


25/11


2020

NE se mobiliza para o Fórum de Desenvolvimento do Semiárido

O Fórum de Desenvolvimento do Semiárido 2020 vai acontecer na semana que vem, em Mossoró (RN), com objetivo de promover um amplo debate para fomentar o Plano de Desenvolvimento do Semiárido (PDS).

A programação do evento conta com a participação de várias autoridades do país, dentre elas, o vice-presidente, Hamilton Mourão, que marcará presença na abertura do Fórum.

O desenvolvimento do PDS está em curso e, com a sua implementação, estima-se que 1 milhão de hectares poderão se beneficiar com a produção irrigada e alta tecnologia, principalmente com a ampliação de fruticultura irrigada podendo gerar anualmente um valor bruto de R$ 70 bilhões, injetando cerca de R$ 10,5 bilhões em impostos e pelo menos três milhões de empregos diretos. Se agregar alta tecnologia e grandes indústrias, a flutuação de mão de obra pode ser ainda maior. 

O Fórum irá promover dois dias de debates e discussões sobre os 13 Eixos Temáticos selecionados: Recursos Hídricos, Energia, Agronegócio, Mercado, Relações Exteriores (comércio), Recursos Minerais, Segurança - Jurídica e Fundiária, Educação - Capacitação Turismo, Transporte e Logística, Novas tecnologias e Inovação, Comunicação -TI e Meio Ambiente.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


25/11


2020

Ibope: João Campos 43% e Marília Arraes 41%

Do G1/PE

O Ibope divulgou, hoje, o resultado da segunda pesquisa do instituto sobre o segundo turno da eleição para prefeito do Recife. O levantamento foi realizado entre os dias 23 e 25 de novembro e tem margem de erro de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Os resultados foram os seguintes:

  • João Campos (PSB): 43%
  • Marília Arraes (PT): 41%
  • Em branco/nulo: 15%
  • Não sabe/não respondeu: 2%

Em relação ao levantamento anterior do Ibope, divulgado em 18 de novembro:

  • João Campos (PSB): tinha 39% e subiu para 43%
  • Marília Arraes (PT): tinha 45% e desceu para 41%
  • Em branco/nulo: se manteve em 15%
  • Não sabe/não respondeu: subiu de 1% para 2%

De acordo com o Ibope, persiste um empate técnico entre os candidatos, mas agora com a inversão da vantagem numérica em relação à pesquisa anterior. A diferença entre ambos é de apenas dois pontos percentuais e menor que a margem de erro da pesquisa, que é de três pontos percentuais.

Votos válidos

Nos votos válidos, os resultados foram os seguintes:

  • João Campos (PSB): 51%
  • Marília Arraes (PT): 49%

Em relação ao levantamento anterior do Ibope, divulgado em 18 de novembro:

  • João Campos (PSB): tinha 47% e subiu para 51%
  • Marília Arraes (PT): tinha 53% e caiu para 49%

Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no 2º turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto.

Intenção de voto espontânea

  • João Campos (PSB): 40%
  • Marília Arraes (PT): 38%
  • Outros: 1%
  • Branco/nulo: 18%
  • Não sabe/não respondeu: 4%

Sobre a pesquisa

Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos

Entrevistados: 1.001 eleitores do Recife

Quando a pesquisa foi feita: entre 23 e 25 de novembro

Registro no TRE: PE?04600/2020

Nível de confiança: 95%

Contratantes da pesquisa: TV Globo e "Jornal do Commercio"

O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 3 pontos, para mais ou para menos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Pega o beco perdedor,

JOÃO FREIRE CORRÊA LIMA

Eu nunca acreditei em pesquisa. Mas, Magno e toda petralhada sempre vivem enaltecendo as mesmas. Quando estava Marília na frente , era aquele estardalhaço, agora, não dá um pio. Vamos aguardar dia 29, esperando que o recifense não queira a volta do nefasto PT.



25/11


2020

PSB usa canais oficiais de comunicação para agredir Marília

Adotando uma conduta cada vez mais criminosa e baixa com relação à candidata Marília Arraes, o PSB de João Campos, através de órgãos oficiais de comunicação interna do partido, está enviando para a sua militância a produção de vídeos apócrifos contra Marília. O chamado Lado B.

O mais atual, profissionalmente elaborado e enviado pelo chefe do gabinete do ódio, Flávio Campos, reproduz página da revista Veja e faz referência a uma possível conversa entre a candidata e o deputado federal Túlio Gadelha (PDT) sobre a construção de um suposto esquema de “rachadinha”, o que já foi provado por Marília ser inexistente e uma inverdade.

Flávio ainda determina oficialmente que o vídeo deve ser compartilhado em todas as redes sociais da militância.

Especialistas consultados pelo blog afirmam categoricamente que pelo tipo e qualidade da produção, o conteúdo é com certeza feito dentro da própria produtora responsável pelo guia eleitoral da campanha de João Campos. A produção utiliza-se, inclusive, de tradutora de LIBRAS.

Mais uma afronta e um crime cometidos pela campanha de João Campos contra a Justiça Eleitoral.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha