Blog do Magno 15 Milhões de Acessos

04/12


2020

Coluna da sexta-feira

Rolo compressor

Ao baixar uma resolução na calada da noite, antecipando a eleição da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Pernambuco para hoje, o presidente Eriberto Medeiros (PP) agiu de forma truculenta e arbitrária, mas não impediu a disputa. Candidato do bloco da oposição, o deputado Álvaro Porto (PTB) pode registrar sua chapa a partir das dez horas, galvanizando, assim, os votos dos insatisfeitos.

Mas tem que se conscientizar que pode ser vítima do verdadeiro rolo compressor a serviço do presidente da Casa, que, a exemplo de Guilherme Uchoa, já morto, reeleito seis vezes, quer se perpetuar no poder. Eriberto antecipou a eleição porque sabe que se der espaço ao tempo, que favorece a oposição, tende a se complicar.

Mesmo contrariando interesses da oposição, Eriberto sabe que há um clima desfavorável à sua reeleição, e por isso mesmo só lhe resta a alternativa de recorrer ao uso do rolo compressor da máquina. Quem está no poder, como ele, num Estado que virou capitania hereditária do PSB, quer se manter a qualquer custo, seja qual for o instrumento recorrente do autoritário aliado PSB.

Acima de qualquer jogo circunstancial do PP, aliado do PSB, está a discussão legal. Pelas regras impostas, Eriberto já está no segundo mandato de presidente, não podendo ir para uma terceira reeleição numa mesma legislatura. Se isso prevalecer, conforme recurso da oposição na justiça, Eriberto perde o direito de tentar o terceiro mandato, abrindo a janela para uma disputa entre dois candidatos no mesmo patamar.

Ao baixar a resolução, convocando a eleição para hoje, Eriberto se antecipa ao chamado prognóstico da maldade. Com a caneta na mão e o respaldo da máquina do Governo do Estado, se imuniza para uma surpresa eleitoral adversa.

Primeiro encontro – Em sua primeira visita ao Palácio do Campo das Princesas como prefeito eleito do Recife, João Campos (PSB) foi recebido pelo governador Paulo Câmara (PSB), na noite de ontem. Participaram do encontro a vice-governadora Luciana Santos (PCdoB), a vice-prefeita eleita Isabella de Roldão (PDT), além da secretária de Infraestrutura e Recursos Hídricos, Fernandha Batista. O assunto principal do encontro foi a formalização de novas parcerias para o Recife. Um dos temas abordados foi a triplicação do trecho da BR-232, no Curado. A previsão é que as obras sejam iniciadas no segundo semestre de 2021. O investimento estimado é de R$ 150 milhões e prevê a execução de obras de alargamento, passarelas, viadutos e paisagismo, além de desapropriações no trecho da BR-232, entre as BRs-101 e 408.

Eleições em Macapá – Pesquisa Ibope divulgada pela Rede Amazônica, ontem, aponta os seguintes percentuais de intenção de votos válidos para a prefeitura de Macapá nas Eleições 2020: Josiel (DEM): 28%; Dr. Furlan (Cidadania): 14%; Patrícia Ferraz (Podemos): 13%; Capi (PSB): 13%; Cirilo Fernandes (PRTB): 10%; Guaracy (PSL): 9%; Paulo Lemos (Psol): 7%; Professor Marcos (PT): 3%; Haroldo Iram (PTC): 2% e Gianfranco (PSTU): 2%. O percentual de votos válidos de cada candidato corresponde à proporção de votos do candidato sobre o total de votos, excluídos os votos brancos, nulos e indecisos. Um candidato é eleito no 1º turno se obtiver 50% mais um dos votos válidos na apuração oficial.

Bolsonaro pode desistir de depoimento – A Procuradoria-Geral da República (PGR) defendeu, ontem, em parecer ao Supremo Tribunal Federal (STF), que o presidente Jair Bolsonaro tem o direito de desistir do próprio depoimento no inquérito que apura suposta tentativa de interferência na Polícia Federal. "Inexiste razão para se opor à opção do Presidente da República, Jair Bolsonaro, de não ser interrogado nos presentes autos, seja por escrito, seja presencialmente. Na qualidade de investigado, ele está exercendo, legitimamente, o direito de permanecer calado", afirmou o procurador-geral Augusto Aras no documento.

Reeleição no Congresso – Ganha força entre ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) uma posição intermediária entre vetar completamente a reeleição nas presidências do Congresso Nacional, como determina a o artigo 57 da Constituição, ou apenas deixar o caso como questão interna das casas. Para atrair para um consenso com ministros que são contra essa última possibilidade, a solução seria limitar a reeleição para as presidências da Câmara dos Deputados e do Senado a apenas uma recondução. Nesse cenário, a Corte abriria caminho para a candidatura de Davi Alcolumbre (DEM-AP) ao comando do Senado. Rodrigo Maia (DEM-RJ), que já presidiu a Câmara por três vezes seguidas, ficaria impedido de disputar.

CURTAS

CASO MIGUEL – “Querem transformar meu filho num demônio e Sarí, em santa. Meu filho era uma criança saudável, educada, e eles querem transformar meu filho na pior criança do mundo É muito fácil colocar a culpa numa pessoa que já está debaixo de sete palmos de terra”, trecho do depoimento Mirtes Souza, mãe do menino Miguel, de 5 anos, que morreu, em 2 de junho, após cair do nono andar de um edifício de luxo no Centro do Recife.

TRANSIÇÃO – O prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), indicou os nomes que irão compor a sua equipe de transição do governo municipal. O time de Geraldo foi publicado no Diário Oficial e é composto pelo controlador-geral do município, André Nunes; o secretário de Planejamento e Gestão, Jorge Vieira; o secretário de Administração, Marconi Muzzio; o presidente do Reciprev, Manoel Carneiro; o procurador-geral do município, Rafael Bezerra; e o secretário de Finanças, Ricardo Dantas. Esse último será responsável por coordenar a equipe.

Perguntar não ofende: quantos votos a máquina de Paulo Câmara reverte hoje para Eriberto?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Pega o beco, marcos Lolita mamador de piroca, teu passatempo é queima a tua rosca.

marcos

Já voltasse da Charneca Gretchen, deve tá de rabo ardido em muler. kkkkk

Fernandes

Pega o beco, marcos Lolita mamador de piroca, teu passatempo é queima a tua rosca.

marcos

Dilma Roussef é o melhor quadro do PT para a Presidência afirma o Bispo Edir Macedo!

marcos

Edir Macedo divulga carta em apoio a candidatura de Dilma O líder da Igreja Universal do Reino de Deus, o bispo Edir Macedo, publicou na internet uma carta em defesa da candidatura do PT à Presidência, Dilma Rousseff. Dilma é alvo de ataques de católicos e evangélicos sob a acusação de que defende o aborto. Em sua carta, Macedo diz que a petista é vítima de mentiras e acusou autores de spam de fazer \"o jogo do diabo\". A Universal apoia Dilma.


O Jornal do Poder

Confira as últimas colunas

16/01


2021

Coluna do sabadão

Forca para o governador

Num país que vigora a pena de morte, o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), seria executado em praça pública, culpado pela morte de mais de 50 pessoas por asfixia. Morrer de Covid virou rotina no Brasil, mas por falta de ar só por uma grande maldade, um atestado de assassino passado em cartório. A Covid matou muita gente, mas por falta de oxigênio, como se deu em Manaus, é genocídio.

Esse governador é um assassino, devia ser fuzilado em praça pública. Deixar faltar oxigênio na rede hospitalar é atestado de homicida. A Covid tem suas vertentes laterais, mas nunca se viu até então um paciente ser vencido e ir ao encontro da morte por culpa de um governante que não cuidou do básico: o oxigênio, ar artificial de sobrevivência dos internados pela Covid. Na China, seria executado em praça pública.

Mas no Brasil não acontece nada. As notícias que circularam ontem, de corrupção e desvios de recursos da pandemia, com indícios de uma quadrilha que escondeu cilindros de oxigênio em Manaus, soa aos ouvidos como um atentado à vida. Como um governador escolhe um secretário que deixa faltar oxigênio numa unidade hospitalar especializada em tratamento de pacientes da Covid? Este governador é um criminoso e deveria, no mínimo, ser preso e afastado das funções.

Lugar de criminoso é na cadeia, vale a ressalva com ênfase. Em países como a China crime hediondo é pena de morte. Por que o governador deixou doentes de Covid morrerem por falta de um balão de oxigênio? Cadeia nele! Se viesse a ser degolado, na verdade não faria a menor falta.

Fernando Pessoa, um dos poetas preferidos, dizia em relação à vida que ouvia passar o vento e só de ouvir o vento passar, valia a pena ter nascido. Não existe coisa melhor no mundo do que viver, curtir e gozar a vida, que passa rápido e daqui não levaremos nada, a não ser toda a experiência e as amizades. Mas o governador do Amazonas roubou tudo isso.

Todos desejamos ajudar uns aos outros. Os seres humanos são assim, mas o Governo do Amazonas não entende ou ignora a máxima. Os amazonenses, se o governador suicida não sabe, deve-se viver para a felicidade do próximo – não para o seu infortúnio. Por que havemos de odiar e desprezar uns aos outros? Neste mundo há espaço para todos. A terra, que é boa e rica, pode prover a todas as nossas necessidades.

Forca para o governador!

Plano contra crise – O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, determinou, ontem, que o governo federal promova de forma imediata "todas as ações ao seu alcance para debelar a seríssima crise sanitária instalada em Manaus". Com recorde de internações, unidades de saúde da capital do Amazonas ficaram sem oxigênio. Lewandowski ordenou que o governo apresente em 48 horas um plano "compreensivo e detalhado" com as estratégias para enfrentar a situação de emergência. De acordo com o ministro, esse plano deverá ser atualizado a cada 48 horas.

Entrega imediata de vacina – O Ministério da Saúde enviou, ontem, ao Instituto Butantan um ofício no qual pediu a entrega "imediata" de 6 milhões de doses importadas da vacina contra a Covid-19. O documento é assinado pelo diretor do Departamento de Logística em Saúde, Roberto Ferreira Dias, e endereçado ao diretor do instituto, Dimas Covas. "Solicitamos os bons préstimos para disponibilizar a entrega imediata das 6 milhões de doses importadas e que foram objeto do pedido de autorização de uso emergencial perante a Anvisa", diz o documento.

Voo adiado – O presidente Jair Bolsonaro afirmou que vai atrasar, em até três dias, a saída do Brasil do avião da companhia aérea Azul destacado para buscar na Índia 2 milhões de doses adquiridas do laboratório indiano Serum. A partida do avião estava programada ontem, do aeroporto de Recife. O avião é o maior da Azul Linhas Aéreas e está equipado com contêineres para acondicionar os imunizantes. Em entrevista à TV Bandeirantes, Bolsonaro falou em "pressões políticas" na Índia que, segundo ele, retardaram a partida do avião brasileiro.

PE disponibiliza leitos – Dez leitos para pacientes do Amazonas com Covid-19 foram abertos no Hospital das Clínicas (HC), ligado à Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), na Zona Oeste do Recife. Da capital pernambucana, saiu um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) com equipamentos para um hospital de campanha na capital amazonense. As medidas foram adotadas devido ao colapso no sistema de saúde em Manaus devido à falta de oxigênio. A cidade registrou recorde de internações pela doença.

CURTAS

ENEM – Os alunos da rede estadual de ensino de Pernambuco estão autorizados a usar o Passe Livre nos dias das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os testes ocorrem no domingo (17) e em 24 de janeiro. O anúncio foi feito, ontem, pelo Grande Recife Consórcio, que gerencia o sistema de transporte público no Grande Recife. Na quinta, a instituição informou que haverá reforço de 15 linhas de coletivos para as provas do exame.

TABATA – A deputada federal Tabata Amaral (PDT-SP) testou positivo para Covid-19. A informação foi confirmada pela parlamentar em suas redes sociais. Ela relata que o resultado do seu último exame deu positivo e que segue em isolamento. Noiva do prefeito do Recife, João Campos, ela afirma que passa bem e que cancelou suas próximas agendas.

Perguntar não ofende: Bolsonaro vai se vacinar?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Bom dia povo de Deus, só lembrando que Bozo o Ladrão Miliciano corno. Tá quebrando o Brasil, saqueou durante 28 anos erário público, deixando 14,1 milhões de pessoas desempregadas e rouba até pano de Pereba. Amém.

marcos

Mas afinal quem mandou matar Celso Daniel?

marcos

Lula o Ladrão Alcoólatra que faz piadas com o nome de Deus.

marcos

Bom dia povo de Deus, só lembrando que Lula o Ladrão quebrou o Brasil, saqueou a Petrobras, deixou 13 milhões de pessoas desempregadas e Roubou até Pano de Pereba. Amém

marcos

TUDO FASE MORTADELA.


Abreu no Zap

15/01


2021

Coluna da sexta-feira

O jogo do poder

Uma eleição que envolve as mais variadas conjecturas, que vão além das partidárias. Mais do que isso, não tem cor ideológica. Prevalece muito mais os pontos de negociações, com predominâncias sobretudo individuais. Assim é qualquer disputa que está em jogo o controle do Legislativo.

No caso do Congresso, a eleição das mesas diretoras da Câmara e do Senado, se apequena. Vai para a miudeza da política. Severino Cavalcanti, que Deus já chamou, é o mais legítimo exemplo do produto de um protesto coletivo do chamado baixo clero. Deputados anônimos impuseram uma derrota histórica a Lula na fase mais poderosa do seu Governo, elegendo Biu, como era tratado, presidente da Câmara.

Passadas duas décadas do efeito Severino, Arthur Lira e Baleia Rossi medem forças buscando voto a voto. Ambos são de centro direita, mas têm brigado pelos votos de governistas e oposicionistas, com um detalhe que chama atenção e que nunca foi objeto de pauta eleitoral na Câmara: a faca no pescoço para que, no caso de Baleia, de oposição, assuma o compromisso de abrir o processo de impeachment do presidente da República. Onde já se assistiu um absurdo de tamanha natureza!

Foi o PT que exigiu e Baleia teve que engolir, mas isso não tem a menor importância. Deputado petista por mais que acredite na palavra empenhada de Baleia sabe que afastamento de presidente são circunstâncias e não depende de presidente A ou B pôr em pauta. Mas essa eleição da Câmara que se avizinha tem de tudo.

E algo que chama muito mais atenção: a aposta de quem é mais governista ou bolsonarista entre Lira e Baleia. Difícil acertar. Baleia é cria do ex-presidente Michel Temer, é do MDB, partido da base e com histórico pessoal em votações favoráveis ao Governo. Lira é o chefe do Centrão. Precisa dizer mais alguma coisa?

Maioria – A maioria da bancada do PSDB no Senado decidiu apoiar Rodrigo Pacheco (DEM-MG) à presidência do Senado. Dos sete senadores, quatro resolveram apoiar o candidato apoiado por Davi Alcolumbre (DEM-AP) e Jair Bolsonaro. Outros três apoiarão Simone Tebet (MDB-MS). Com isso, Pacheco chega virtualmente ao número de votos mínimos necessários para vencer a eleição: 41. O voto, entretanto, é secreto, o que permite dissidências nas bancadas que já anunciaram apoios a um ou outro candidato. O PP por exemplo, que apoiou Pacheco, tem o senador Esperidião Amin (PP-SC) que declarou voto em Tebet.

Benesses – Ao menos três tribunais de Justiça, os de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Rondônia, concederam benesses a funcionários em dezembro de 2020, segundo apurou o site Poder360. Houve acréscimo no valor do auxílio-alimentação, progressão de carreiras e concessão de licenças de servidores pelo Estado. Esses benefícios são concedidos em geral no final do ano porque é quando se constata que há sobras na previsão orçamentária. Em vez de devolver o dinheiro ao Tesouro do Estado, encontra-se uma brecha legal para a distribuição de pagamento entre funcionários.

Na contramão – Os analistas do mercado financeiro são unânimes ao analisar a notícia de que o presidente Jair Bolsonaro quer demitir o presidente do Banco do Brasil, André Brandão, que está no cargo desde o final de setembro. Eles acreditam que o episódio vai contra o discurso que ajudou a eleger Bolsonaro, de diminuição da máquina pública e gestão técnica das estatais, sem ingerência política. A proposta de fechar 112 agências e desligar cinco mil funcionários do BB irritou Bolsonaro por acontecer em um momento de busca de apoio para os candidatos do governo para as presidências da Câmara dos Deputados e do Senado.

Ranço ideológico – As rusgas do presidente Bolsonaro com o presidente do BB, André Brandão, começaram no campo ideológico. Em dezembro passado, o banco contratou o cantor Seu Jorge para fazer uma live para os funcionários no dia 5 de dezembro. Os ideólogos do governo criaram a maior confusão e reclamaram com o presidente, dizendo que Seu Jorge é ligado à esquerda e que o banco público contratar o cantor era um absurdo. O presidente concordou com as críticas e "anotou no caderninho”.

CURTAS

OAB OPOSIÇÃO – O advogado Almir Reis, especialista em legislação previdenciária, será o candidato da oposição na briga pela presidência da OAB, em eleição marcada para novembro. O jovem jurista é um dos mais gabaritados e respeitados da área que atua no País, com destaque no eixo Recife- Brasília-São Paulo. Articulado e respeitado, nos próximos dias começa um agendão de pré-campanha pelo Interior, a partir do Sertão do Pajeú.

DÍVIDAS – O presidente Jair Bolsonaro sancionou o projeto que promove o equacionamento das dívidas dos entes federados com a União e altera o RRF (Regime de Recuperação Fiscal). A medida permite que as unidades da Federação com baixa capacidade de pagamento possam contratar operações de crédito com garantia da União, desde que se comprometam a adotar medidas de ajuste fiscal.

Perguntar não ofende: No encontro que teve com Arthur Lira, candidato do Centrão à Presidência da Câmara, Marília Arras prometeu ou não votar nele?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

A ÍNDIA NÃO QUER MAIS VENDER INSUMOS HOSPITALARES E VACINAS P/O BRASIL, GALERA. PORQUE SERÁ? SERÁ MAIS UMA DO MALIGNO EFEITO 17?

Fernandes

POLÍTICOS APOIADORES DE BOZONARO QUE INSUFLARAM O POVO CONTRA O ISOLAMENTO EM MANAUS, depois da tragédia. CORREM P APAGAR SUAS POSTAGENS.

Fernandes

Lula lamenta tragédia em Manaus e condena indiferença passiva e desumana do governo federal.

Fernandes

Para quem votou 17 ou anulou o voto no 2.º turno das eleições presidências de 2018 é tão assassino quanto Bolsonaro!

Fernandes

Pessoas morrendo sufocadas e Bolsonaro iludindo o povo com vacina da Índia. Libera já a vacina, assassino miserável!



14/01


2021

Coluna da quinta-feira

Lira vai desbancar Baleia

Na coluna de ontem adiantei que o senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG), apoiado pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), já podia preparar a beca para sucedê-lo no comando da Casa, como candidato apoiado pelo Planalto. Hoje, a aposta é que o sucessor de Rodrigo Maia (DEM-RJ) na presidência da Câmara será o alagoano Artur Lira (PP), que ontem passou pelo Recife tentando cabalar votos entre os 25 deputados que integram a bancada federal.

Na saída do encontro, Lira disse que a eleição será “de deputados “, e não de blocos ou partidos. “Essa eleição não é de líder, não é de bloco, não é de presidente de partido, essa eleição é de deputados. E os deputados sabem, conhecem e querem a mudança do que hoje acontece na Câmara dos Deputados”, afirmou. Lira afirmou que já ouviu de diversos chefes de partidos que suas bancadas apoiariam seu concorrente, Baleia Rossi (MDB-SP), mas que os deputados dessas bancadas não seguem a orientação.

Lira teria, hoje, um mínimo de 300 e um máximo de 320 votos, bem acima dos 257 necessários para liquidar a fatura logo no primeiro turno. Só na bancada de Pernambuco, dos 25 votos, o governista teria, hoje, 18. Já há quem aposte que Baleia Rossi (MDB), postulante da oposição, só teria na mesma bancada os votos dos deputados Renildo Calheiros (PCdoB), Fernando Bezerra Filho (DEM), Wolney Queiroz (PDT), Milton Coelho (PSB) e Luciano Bivar (PSL).

Na própria bancada do PSB, cujo partido faz oposição ao Governo no plano federal, Lira tem, hoje, o voto do dissidente Felipe Carreras e, provavelmente, de Danilo Cabral e Gonzaga Patriota. Posição incerta e não sabida são a dos petistas Marília Arraes e Carlos Veras. O PT fechou com Baleia Rossi, mas eles não simpatizam com o candidato. Acham que ele é muito mais governista do que Lira.

Em Brasília, o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, reafirmou à repórter Hylda Cavalcanti, do Jornal de Brasília e colaboradora deste blog, que a determinação do partido é pelo voto no candidato do MDB. Como o voto é secreto, Siqueira, entretanto, não terá como saber quem traiu entre os 32 deputados que formam a bancada socialista.

Pau em Maia – Durante a conversa com jornalistas no Recife, Lira criticou ainda a maneira como o atual presidente, Rodrigo Maia (DEM-RJ), conduz a Câmara. Disse que o “eu” foi fortalecido mais do que deveria e que será apenas um porta-voz da vontade da Câmara se for eleito. “O que sempre nós estamos ouvindo é que a Casa deve voltar a ser ‘nós somos a Câmara’ e não ‘eu sou a Câmara’. Hoje o ‘eu’ está exageradamente fortalecido em relação ao ‘nós’. Os deputados precisam ter voz.”

Reforço a Pacheco – O PP do Senado confirmou apoio a Rodrigo Pacheco (DEM-MG) à presidência do Senado. A bancada tem sete membros. O nome apoiado pelo atual presidente Davi Alcolumbre (DEM-AP) e Jair Bolsonaro, chega a prováveis 38 votos e estaria a três votos de vencer o pleito (são necessários ao menos 41 votos para isso). O demista concorrerá com Simone Tebet (MDB-MS), que teve seu nome oficializado pelo partido na terça-feira passada. Esta, por sua vez, apesar de ser da maior bancada da Casa (tem 15 membros depois de novas filiações), ainda não fechou nenhum apoio formal para o pleito.

Crise política – O plano de enxugamento do Banco do Brasil pode custar a cabeça do presidente André Brandão. Em campanha por Arthur Lira, Bolsonaro recebeu em um só dia oito deputados e ouviu reclamações sobre o fechamento de agências do BB em cidades menores. No ano passado, em um evento, o presidente já tinha sido cobrado por um manifestante para reabrir uma agência. Em 2019, Bolsonaro chegou a admitir que pediu ao Banco do Brasil que abrisse uma agência num município do Maranhão que o elegeu. Agora, o anúncio do fechamento de mais de uma centena delas, foi considerado um desgaste político inoportuno.

Vice da oposição – Depois de duas gestões bem sucedidas em Garanhuns, o ex-prefeito Izaías Régis pode adiar o seu projeto de disputar um mandato de deputado federal. Nomes com potenciais para entrar na briga pelo Governo do Estado em 22 já pensam em tê-lo na chapa como candidato a vice. “Ele tem um perfil excelente, soma e traz o voto do Agreste”, revela um desses já considerados pré-candidatos de olho em atrair o voto do interior. Izaías, embora não tenha feito o sucessor, deixou a Prefeitura de Garanhuns com a popularidade em alta, com quase 80% de aprovação.

CURTAS

CABO ELEITORAL – O presidente Jair Bolsonaro reservou a manhã de ontem para receber deputados federais em seu gabinete, no Palácio do Planalto. Ao todo, foram três reuniões diferentes, com oito parlamentares. O assunto dos encontros não foi divulgado, mas participantes admitem que as eleições no Congresso, marcadas para fevereiro, esteve entre os temas. Bolsonaro tem feito campanha a favor de Arthur Lira (Progressistas-AL), líder do Centrão que disputa o comando da Câmara contra Baleia Rossi (MDB-SP), do grupo de Rodrigo Maia (DEM-RJ), atual presidente da Casa.

APOIO TRABALHISTA – Um dos que participaram do encontro foi o deputado Wilson Santiago (PTB-PB). Seu partido tende a apoiar Lira, mas a bancada ainda não bateu o martelo. “É natural que se toque nesses assuntos (eleições na Câmara). Mas não houve, por parte do presidente, nenhuma cobrança no que se refere a posicionamento partidário”, afirmou o deputado na saída do Planalto.

Perguntar não ofende: Por que tanto entusiasmo de João Campos pela candidatura do bolsonarista Artur Lira?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

A Venezuela vai resolver o problema. É isso mesmo?

marcos

Cadê o STF Que manda em tudo? Dá um prazo de 5 dias para o vírus chinês ir embora Lewandovsk.

marcos

Faz um Lockdow e fica em casa que resolve. Luiz Inácio Corona da Silva.

Fernandes

Morrer asfixiado com falta de ar é a morte mais cruel que pode existir, só se iguala a Câmara de gás de Hitler. O que está acontecendo em Manaus é um genocídio. SOS Manaus!

Fernandes

A Venezuela vai resolver o problema. É isso mesmo?



13/01


2021

Coluna da quarta-feira

Pacheco deve suceder Alcolumbre

Indicado pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), sob as benções do presidente Bolsonaro, para disputar à Presidência da Casa, o senador mineiro Rodrigo Pacheco (DEM) já pode, desde já, a preparar a beca da posse. Para atingir os 41 votos que garantem sua eleição no próximo dia 1 só faltam três votos. Sua contabilidade está em 38 votos com o anúncio fechado dos sete senadores do PP.

Na última semana, Pacheco fechou três apoios e se consolidou na dianteira da corrida eleitoral. Conta com a palavra de PSD (11), DEM (5), Pros (3), Republicanos (2) e PSC (1). Incrivelmente, ganhou até os votos da bancada do PT, partido de oposição frontal ao Governo. São mais seis votos no seu balaio, que deve ser recheado ainda mais ao longo desta e das próximas semanas.

Em eleição secreta, porém, sempre há surpresas por causa das traições de última hora, mas quem acompanha mais de perto o processo no Senado não tem dúvida em arriscar que Pacheco sucederá Alcolumbre. Já o MDB, maior bancada do Senado com 15 membros, confirmou, ontem, o nome de Simone Tebet (MDB-MS) como candidata da sigla à presidência da Casa.

O partido decidiu entre Tebet e Eduardo Braga (MDB-AM), líder da bancada. Tradicionalmente, o presidente do Senado é da maior bancada. Para que isso não ocorra, são necessárias condições muito específicas, como as vistas na eleição de Alcolumbre, em 2019. Na ocasião, o MDB rachou em torno de Renan Calheiros e Simone Tebet e acabou optando pelo senador alagoano. 

O MDB chegou a ter quatro postulantes a candidato da sigla e, por mais que pregue discurso de união na bancada, esse cenário pode não se concretizar até a eleição. Enquanto isso, na Câmara dos Deputados o ambiente está mais carregado, incerto, com tendência para vitória do também governista Arthur Lira, do PP alagoano. Diferente, entretanto, do comportamento no Senado, o PT está do outro lado do balcão na eleição da Câmara, na oposição, mesmo não tendo ainda fechado e anunciado apoio ao deputado Baleia Rossi, do MDB de São Paulo.

Para bater o martelo em apoio a Baleia, o PT exige que o candidato assuma o compromisso público de que, eleito, abra o processo de instalação do impeachment do presidente Bolsonaro. Há muitos pedidos nesse sentido engavetados pelo atual presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ), que assumiu uma espécie de coordenação da campanha do adversário de Lira. Como não há um terceiro candidato, a menos que o PT decida caminhar em faixa própria, a eleição na Câmara tende a ser decidida em primeiro turno.

Razão do apoio – O líder do PT no Senado, Rogério Carvalho (SE), justifica a escolha do partido de oposição à candidatura de Rodrigo Pacheco (DEM-MG) na disputa pelo comando da Casa pela falta de opções. “Não temos condição de escolher um candidato de oposição ao Bolsonaro porque não tem”, afirmou. A decisão da bancada petista chama a atenção porque Pacheco, líder da bancada do DEM, é o concorrente que tem o aval do presidente Jair Bolsonaro. Na Câmara, o PT aderiu à campanha do deputado Baleia Rossi (MDB-SP) ao comando da Casa justamente sob o argumento de que não poderia estar com o Governo.

Marcar posição – Desde que Bolsonaro acertou com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (AP), o respaldo à candidatura de Pacheco, os governistas do MDB traçaram outra estratégia. Os líderes do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (PE), e no Congresso, Eduardo Gomes (TO), atenderam ao apelo de Bolsonaro e desistiram de entrar no páreo. Eduardo Braga, líder do MDB no Senado, seguiu o mesmo caminho ao perceber que não teria chance. Presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Tebet é apontada nos bastidores como um nome que vai para a disputa apenas para marcar posição e indicar independência do partido em relação ao Planalto.

Reação à espionagem – O serviço de mensagens Telegram ultrapassou, ontem, os 500 milhões de usuários. Mais 25 milhões de pessoas aderiram ao aplicativo nas últimas 72 horas. No Brasil, a plataforma é vista como alternativa ao WhatsApp, que anunciou mudanças nos termos de uso, que incluem intercâmbio de informações com o Facebook, dono do serviço de mensagens instantâneas. Há temores de que a nova política permitirá que a empresa espione os usuários.

Roubo em calumbi – Em entrevista, ontem, ao Frente a Frente, o novo prefeito da pequena Calumbi, no Sertão do Pajeú, Erivaldo José da Silva, o Joelson, do Avante, disse que passados 12 dias da sua posse ainda não tem a menor noção da herança maldita deixada pela ex-prefeita Sandra da Farmácia (PT), porque não encontrou um só computador no gabinete ou na Secretaria de Finanças armazenando as informações sobre a saúde financeira do município. “Levaram tudo, nem pagamento de pessoal em tenho noção de como ficou. O que ouço é que não há atraso, mas nada oficial”, desabafou. Que vergonha!

CURTAS

SAÚDE – Último auxiliar escolhida em Serra Talhada pela prefeita Márcia Conrado (PT), a enfermeira Lisbeth Rosa, da pasta de Saúde, é mãe do seu esposo, o dentista Breno Araújo. Alexandra Novaes, que chegou a ser cotada para a função, foi escolhida para auxiliar a nova secretária como secretária-executiva. Na prática, a própria prefeita não vai ter dificuldades na área, porque passou seis anos à frente da pasta na gestão de Luciano Duque.

MERENDA – As empresas e fornecedores que se envolverem em fraudes na venda de merenda escolar ou entregarem comida fora do prazo ou sem qualidade ficarão proibidos de participar de licitações e de assinar contratos com o governo de Pernambuco por até dois anos. É o que determina lei promulgada na última segunda-feira. A norma foi publicada no Diário Oficial da Assembleia Legislativa. Ela altera a Lei 12.525, de 30 de dezembro de 2003, que trata das licitações e contratações com a administração pública.

Perguntar não ofende: Com apenas 50% de eficácia, dá para tomar a vacina chinesa?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Inflação de alimentos continua massacrando os mais pobres. Quem tá achando bom é marcos de camaragibe mamador de piroca, queima rosca.

marcos

Já sei porque foi, ele descobriu o defeito de Lula o Ladrão. Falta um Dedo. Taokei.

Fernandes

BOLSONARO FOI ELEITO PELA MÍDIA INTERNACIONAL COMO O MAIOR DEFENSOR DOS “DEFEITOS HUMANOS”. O CARA NÃO É UM MITO, marcos de camaragibe mamdor de piroca, queima rosca?

Fernandes

Impeachment de Trump foi aprovado, que sirva de estímulo para nosso congresso!

Fernandes

Inflação de alimentos continua massacrando os mais pobres. Quem tá achando bom é marcos de camaragibe mamador de piroca, queima rosca.


Banco de Alimentos

12/01


2021

Coluna da terça-feira

15 milhões de muito obrigado!

Há 15 anos, completados em abril próximo, fui rotulado de maluco quando criei meu blog, o primeiro do Nordeste, o terceiro do País, dois anos após Ricardo Noblat se apresentar como o pioneiro no plano nacional. Naquela época, quando predominava fortemente a cultura da notícia em papel, seja em jornal ou revista, foi uma ousadia e tanto.

A semente do futuro foi plantada e deu frutos, graças a Deus. Ontem, recebi relatório do Google Analytics, que mede a audiência dos principais sites do mundo, apontando um crescimento do meu blog em 21%, de 2019 para 2020. Saímos de 12 milhões para 15 milhões de usuários únicos, com uma marca extraordinária: só em um único mês, o novembro da reta final das eleições municipais, fomos visitados por 2,5 milhões de leitores.

O crescimento foi linear, com mais presença no público jovem, de 16 a 24 anos, alcançando 31%. Pelos sites de buscas, o Google deu um banho nos demais quando novos leitores quiseram buscar informações em nossa plataforma política: 8,5 milhões de almas vivas espalhadas no mundo inteiro, com destaque para o Brasil.

Faço a ressalva que o levantamento oficial do Google Analytics não incluiu as redes sociais do blog e o meu face pessoal. Somadas as duas páginas do Facebook, a do blog e a minha, alcançamos mais de 40 mil seguidores. Já no Instagram, rede xodó da classe média formadora de opinião, são mais de 42 mil seguidores, além do Twitter, onde atingimos quase 20 mil seguidores.

Ainda engatinhamos no YouTube, rede social que chegamos por último, mas em menos de dois meses já temos cerca de 7 mil inscritos e nossa meta é atingir 100 mil seguidores. Para isso, uma campanha será lançada com direcionamento para o canal do blog. Se você deseja nos seguir no YouTube, anote aí: www.youtube.com/blogdomagno

Por fim, nossos números são dignos de uma grande comemoração, com direito a champanhe, porque o meu blog não pega carona em nenhum site nacional, ou seja, tem voo solo e não compartilhado. Os leitores que nos acessam não chegam por variantes em outros sites, como a maioria dos blogs, mas entrando diretamente no nosso endereço ou procurando nos sites de buscas, como o Google.

A você, caro leitor, razão desse estrondoso sucesso, o meu muito obrigado!

Sigilo do voto – A eleição das mesas diretoras da Câmara e do Senado está marcada para o próximo dia 1, em pelo recrudescimento da pandemia, mas os postulantes não querem nem ouvir falar em sessão remota. Candidato a presidente da Câmara, o alagoano Artur Lira (PP) acha que governadores e presidentes de partidos poderiam coagir deputados a votar conforme as instruções partidárias. “O que impede que uma bancada seja convocada por um governador ou presidente de partido bote dentro de uma sala para votar virtualmente?”, adverte. Segundo ele, isso quebraria o sigilo do voto.

Péssima notícia – A montadora americana Ford deu, ontem, a pior notícia para o início deste ano: o fim de uma história de um século de produção de carros no Brasil. A montadora, que já tinha encerrado, em 2019, a produção em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, comunicou que vai fechar neste ano as demais fábricas no País: Camaçari (BA), onde produz os modelos EcoSport e Ka; Taubaté (SP), que produz motores; e Horizonte (CE), onde são montados os jipes da marca Troller. Serão mantidos no Brasil a sede administrativa da montadora na América do Sul, em São Paulo, o centro de desenvolvimento de produto, na Bahia, e o campo de provas de Tatuí (SP).

BB murcha – Outra notícia ruim: o Banco do Brasil anunciou, ontem, um plano de reorganização administrativa com fechamento de 361 unidades de atendimento e demissão de cinco mil funcionários. As medidas foram publicadas em fato relevante. De acordo com a estatal, a expectativa é que seja possível economizar R$ 535 milhões em 2021 e R$ 2,7 bilhões até 2025 com as medidas adotadas. A revisão e o redimensionamento da estrutura organizacional devem ser feitos no primeiro semestre deste ano. A intenção, segundo o comunicado, é dar ganhos de eficiência e otimização em 870 pontos de atendimento no País. No saldo, o banco terá 347 agências a menos.

Lupércio 2022 – Reeleito em Olinda num pleito que o PSB e a estrutura do Governo foram contra, apoiando o ex-prefeito do Recife, João Paulo, o Professor Lupércio (SD) é um quadro que se apresenta com alento para 2022. Tem o chamado voto urbano, cheiro de povo e sua gestão, inovadora, está servindo de referências para os novos prefeitos que saíram eleitos em 15 de novembro do ano passado nas diversas regiões do Estado. Seu nome, para o Governo do Estado, já está na lista em que aparecem também Miguel Coelho, de Petrolina, Raquel Lyra, de Caruaru, e Anderson Ferreira, de Jaboatão.

CURTAS

SERRA – Em entrevista ao Frente a Frente de ontem, a nova prefeita de Serra Talhada, Márcia Conrado (PT), disse que o antecessor Luciano Duque (PT) passou o cargo com a folha de pagamento em dia, inclusive o 13º salário, e um leque de obras a ser inaugurado em breve. Destacou que Duque fez um belo governo graças ao apoio que recebeu da bancada federal, através de emendas e parcerias com o Governo Federal.

VACINA – Sobre a vacina de imunização contra a covid, Conrado informou que já enviou uma carta de intenções ao Instituto Butantã para comprar diretamente com recursos do tesouro municipal. Segundo ela, a doença já tirou a vida de 82 pessoas, mas a situação de hoje, apesar de uma média diária de 40 casas, está sob controle.

Perguntar não ofende: Por que Artur Lira, o candidato governista, se recusa agora a usar o DNA de Bolsonaro na campanha para presidente da Câmara?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Bolsonaro tem medo da vacina porque teme o povo na rua pressionando pelo impeachment. Quem não tá achando bom é marcos de camaragibe mamador de piroca, queima rosca.

marcos

Ninguém é maluco para abrir um paraquedas com 50% de chances.

marcos

Ô idiota o povo nas ruas hoje é contra a esquerda. Acabou a Mortadela , acabou o povo na rua defendendo a esquerda. Só dá o nosso mito Jair Bolsonaro. Ui negs

Fernandes

Bolsonaro tem medo da vacina porque teme o povo na rua pressionando pelo impeachment. Quem não tá achando bom é marcos de camaragibe mamador de piroca, queima rosca.

marcos

Vacina da coronavac com 50% de eficácia, kkk só pra idiotas úteis.



11/01


2021

Coluna da segunda-feira

O carrasco dos Hacker

Alguns ditados são assimilados e viram dogmas que resistem a qualquer impugnação da sua validade. A justiça tarda, mas não falha, segue essa tradição como uma espécie de consolo. Para a família Hacker, envolvida no triste episódio da morte do garoto Miguel, de apenas cinco anos, que despencou de uma altura de 35 metros no Recife e morreu, depois de ser abandonado no elevador do prédio por Sari Corte Real, esposa do então prefeito de Tamandaré, Sérgio Hacker (PSB), a justiça no campo da política, felizmente, tardou muito pouco.

Na verdade, veio a jato, pelo voto nas eleições de 15 de novembro do ano passado, cinco meses após a tragédia nas torres gêmeas do Cais de Santa Rita. O justiceiro, o novo prefeito de Tamandaré, Isaias Honorato da Silva, o popular Carrapicho (Republicanos), tirou de cena o grupo Hacker, pondo fim a uma oligarquia de mais de 30 anos. Carrapicho desbancou a opulência reproduzindo a velha política do tostão contra o milhão. É produto de um contraste radical ante a riqueza dos Hacker.

Nascido no canavial, entre Rio Formoso e Tamandaré, filho de cortadores de cana, o carrasco dos Hacker é um homem pobre. Ganha a vida desde cedo, tão logo perdeu os pais, como pintor e lanterneiro, depois fez um curso para marinheiro e passou a pilotar embarcações de pequeno porte de gente famosa na área empresarial e política. Nas horas vagas, cata caranguejo e siri para aumentar a renda no sustento de quatro filhos.

No primeiro dia como prefeito, após uma campanha radicalizada na qual foi até ameaçado de morte, amanheceu pelas ruas catando lixo, reforçando o serviço de limpeza urbana da cidade. “Nunca tive vergonha de nada. Fui recolher o lixo porque estou acostumado a dar duro na vida e agora, como prefeito, tive que dar a minha colaboração para a limpeza da cidade, completamente abandonada pelo meu antecessor”, diz Carrapicho.

Ele teve 54% dos votos válidos sem apoio de ninguém, com exceção dos deputados Silvio Costa Filho (Republicanos) e Romero Sales Filho (PTB). Do lado empresarial, apenas Fernando Ferraz, seu amigo de longa data, estendeu as mãos. “Foi a campanha do liso. O povo dizia: 'vou votar no liso'”, relembra. Carrapicho não é um aventureiro nem caiu de paraquedas na politica de Tamandaré. Levado pelo voto popular, antes de chegar ao poder, teve dois mandatos de vereador, mas no meio do segundo deu açoites numa sessão da Câmara e derrubou, literalmente, a mesa e a tribuna da Casa.

Punido, foi afastado um ano e meio, mas voltou graças a uma ação na Justiça bancada por um movimento popular. “O advogado custou R$ 45 mil, mas quem pagou foi o povo fazendo rifa e todo tipo de mobilização que se possa imaginar”, conta ele. A reação violenta e física da tribuna se deu, segundo ele, por perseguição ao seu trabalho em favor de recuperação de jovens das drogas. “Como capoeirista, dou aulas em comunidades pobres com taxa muita alta de jovens envolvidos com drogas”, afirma.

De retorno ao parlamento municipal, Carrapicho foi estimulado a disputar a eleição para prefeito em 2016, não derrotou os Hacker, mas teve seis mil votos. Quatro anos depois, a população foi às ruas comemorar sua chegada ao poder no embate do rico contra o pobre, com um detalhe que enfureceu ainda mais os tamandareenses: derrotar Sérgio, o marido da mulher que, por omissão, permitiu que um garoto despencasse do 9º andar depois de ser abandonado por ela no elevador.

O CASO MIGUEL – O menino Miguel Otávio Santana da Silva, de apenas cinco anos, morreu após cair do 9º andar de um prédio de luxo no Centro do Recife, em junho do ano passado. No momento do acidente, ele tinha sido deixado pela mãe — que é doméstica e estava na parte de baixo do prédio passeado com o cachorro dos patrões — aos cuidados da patroa dela, a primeira-dama de Tamandaré, Sari Corte Real. A patroa foi presa em flagrante por homicídio culposo, quando não há intenção de matar, e solta após pagar fiança de R$ 20 mil.

PAGA PELA VIÚVA – Mais tarde, foi descoberto que a mãe do menino era funcionária comissionada da Prefeitura desde 2017. O caso passou a ser investigado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) e por um inquérito do Ministério Público de Pernambuco. Acessando o portal da Transparência foi possível descobrir, também, que Mirtes estava na Prefeitura como gerente de divisão CC-6, lotada no setor de "Manutenção das atividades de administração", com admissão no dia 1º de fevereiro de 2017. A carga horária semanal dela na gestão municipal era de zero horas.

MORTE 1 – Relembrando o caso: Miguel foi para o trabalho com a mãe por estar sem aulas na creche devido às medidas de quarentena para reduzir o contágio de Covid-19. Ele não podia ficar aos cuidados da avó naquele dia porque ela precisava buscar uma receita médica e ir ao banco. Mirtes seguia trabalhando, mesmo não sendo o serviço doméstico considerado essencial no período de pandemia. Durante a manhã, Miguel brincou com a filha dos patrões dentro do apartamento, que fica no 5º andar do prédio de luxo.

MORTE 2 – A mãe dele precisou descer com o cachorro de estimação dos patrões e avisou à patroa que as crianças não iriam junto porque estavam dando trabalho. Segundo a polícia, enquanto Mirtes estava na parte de baixo do prédio, a criança quis encontrá-la. A patroa, que estava no apartamento com uma manicure que fazia as unhas dela, deixou o menino ficar sozinho no elevador para procurar a mãe. As câmeras do condomínio mostram que Miguel foi do 5º até o 9º andar sozinho. A polícia acredita que ele se perdeu enquanto tentava achar a mãe. A polícia informou que, no hall no 9º andar, o menino foi até a área onde ficam peças de ar-condicionado. Ele escalou a grade que protege os equipamentos e caiu de uma altura de 35 metros. Uma das peças da grade ficou quebrada e tem marcas dos pés da criança.

CURTAS

DERROTA – A família Hacker dominava três municípios no Litoral Sul do Estado – Tamandaré, Rio Formoso e Sirinhaém, mas só conseguiu se manter em Rio Formoso, reelegendo Isabel, mãe de Sérgio, ex-prefeito de Tamandaré. Em Sirinhaém, perdeu para Camila Machado (PP). Em Tamandaré, Carrapicho tem planos para fomentar o turismo. Ele quer de imediato dar toda estrutura a um grupo do Sul que está abrindo um parque temático na cidade numa área semelhante à extensão do Beach Park, no Ceará.

APOIO ALAGOANO – A maioria dos deputados de Alagoas, Estado de Arthur Lira (PP), declarou apoio a ele na corrida pela presidência da Câmara dos Deputados, segundo a assessoria do candidato. Dos nove deputados do Estado, cinco declararam apoio: o próprio Lira, Sérgio Toledo (PL-AL), Severino Pessoa (Republicanos-AL), Nivaldo Albuquerque (PTB-AL) e Marx Beltrão (PSD-AL). Eles tiveram reunião sábado passado.

Perguntar não ofende: Na disputa pela Presidência da Câmara, quem é mais governista: Arthur Lira, o candidato de Bolsonaro, ou Baleia Rossi, apoiado por Rodrigo Maia?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Depois de BMW, Audi Mercedes, Ford encerrou a produção de veículos no Brasil.... Parabéns aos envolvidos + 6.000 desempregados. Quem tá achando bom é marcos de camaragibe mamador de piroca, queima rosca.

marcos

Luiz Gonzaga cantou para Dilma. ........ Ô jumenta nossa irmão ...... ão. .ão. .ão. kkkkkkk

marcos

Genial Lacerda antes de morrer cantou para Lula. ....... De quem é esse gegue. .. kkkkkkk

marcos

Primeiro a gente salva as pessoas, depois cuida da economia. E agora Lula Ladrão, Ford, BMW, Mercedes, Audi dá a solução filho da Puta demagogo.

Fernandes

Por que Bolzonaro não abre uma fábrica de carro de boi no Brasil? Gado é que não ia faltar!


Jornao O Poder

09/01


2021

Coluna do sabadão

Bivar declara guerra aos infiéis

O presidente do PSL, Luciano Bivar (PSL-PE), convocou reunião da Comissão Executiva Nacional do partido para a próxima terça-feira. Quer encaminhar ao Conselho de Ética da sigla processos contra 20 deputados que participaram do movimento de aproximação com Arthur Lira (PP-AL) contra a vontade da direção do partido. Dos 53 deputados do PSL, 32 assinaram uma lista para que o partido faça parte do bloco pelo qual Lira disputa a presidência da Câmara.

A bancada, porém, tem apenas 36 deputados com plenos direitos dentro da Câmara (17 estão suspensos). Não foi a maioria desses que assinou, por isso o partido não embarca no bloco no momento. A cúpula do PSL está fechada com Baleia Rossi (MDB-SP). Rival de Lira, é o candidato favorito do atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). A eleição será no início de fevereiro.

As 20 representações que a Executiva do PSL encaminhará ao Conselho de Ética foram feitas pelo deputado Junior Bozzella (PSL-SP), presidente do diretório estadual da sigla em SP. Trata-se de problema anterior à disputa da presidência da Câmara. O PSL era uma sigla nanica até 2018, quando elegeu seus deputados na onda de Jair Bolsonaro. Contando os suspensos, tem hoje a maior bancada da Câmara.

A sigla rachou em 2019, o presidente da República deixou a legenda, e parte da bancada continuou fiel a ele. Bolsonaro apoia Arthur Lira na disputa da Câmara.  Ao Poder360, site do jornalista Fernando Rodrigues, Bozzella defendeu suspensão ou expulsão desses deputados. “Existe uma série de representações por infidelidade partidária, está demais”, disse ele.

O articulador – Vitor Hugo articulou as assinaturas pró-Lira. Ele também foi líder do governo antes de Ricardo Barros (PP-PR) assumir o posto, em agosto de 2019. É um dos mais próximos do presidente da República. Não é possível dizer quando os processos terminarão. Se a decisão final for por expulsão deverá haver nova disputa. Quando um deputado troca de partido fora do período de tempo previsto para isso, perde o mandato e a legenda ganha um novo representante na Câmara. Se a sigla expulsa, normalmente o deputado expulso mantém o mandato e a legenda perde uma cadeira na Câmara.

Pau em Maia – O presidente Jair Bolsonaro disse, ontem, que o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), criticou o PT no passado e agora se juntou à sigla na eleição para seu sucessor na Casa. “Pelo poder, água e óleo se misturam. Se bem que aí não acho que é água e óleo não, são duas coisas bem parecidas”, disse a apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada. Foi uma das primeiras declarações do presidente sobre o pleito da Câmara dos Deputados, que será realizado em fevereiro, desde que os candidatos foram definidos. Quem vencer a eleição terá mandato de dois anos à frente dos congressistas.

Apoio a Lira – O deputado Arthur Lira (PP-AL), candidato à presidência da Câmara, anunciou, ontem, que registrou seu bloco e que o grupo inclui deputados do PSL, cuja cúpula está fechada com o concorrente Baleia Rossi. Entrar em um bloco na Câmara não é decisão da direção do partido, mas da bancada. Lira afirma que teve a assinatura de 32 dos 53 deputados do PSL. Também assinaram PL, PP, PSD, Republicanos, Pros, PSC, Avante e Patriota.

Compra da vacina – O prefeito do Recife, João Campos (PSB), assinou, ontem, um memorando de entendimento com o Instituto Butantan solicitando um milhão de doses da CoronaVac, vacina contra a Covid-19 produzida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o instituto brasileiro, para a cidade. Segundo o prefeito, o memorando formaliza que existe a intenção da compra e da venda da vacina e o documento vai ser assinado também pelo Instituto Butantan, mas não há um prazo para isso.

CURTAS

FUSÃO – Maior operadora de plano de saúde do Norte e Nordeste, a Hapvida está em negociação para se unir à gigante Notredame Intermédica, com potencial de criar uma empresa do setor de saúde com cerca de R$ 100 bilhões de valor de mercado. A operação ocorre em meio a um cenário de aumento de competição no segmento e de muitos movimentos de fusões e aquisições, algo que deve ganhar ainda mais corpo com a abertura de capital da maior rede de hospitais privados do País, a Rede D'Or.

IMORALIDADE – Sem precisar participar de nenhuma votação e nem sequer pisar em Brasília, a senadora Nailde Panta (Progressistas-PB) poderá receber até R$ 52 mil entre salário e verbas indenizatórias por apenas 15 dias no cargo, no recesso parlamentar. Segunda suplente na chapa de Daniella Ribeiro (Progressistas-PB), a parlamentar tomou posse na última quarta-feira, mas só deve ocupar a vaga até o dia 21 deste mês, quando a titular retorna de licença. Mesmo assim, terá direito a todos os benefícios previstos nas regras internas do Senado.

Perguntar não ofende: Quem ganha a eleição na disputa pela presidência da Câmara dos Deputados?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

marcos de camaragibe mamador de piroca pegou ar.

marcos

Dai a Lula o que é de Lula, a Cadeia. Já eu desjo ao Lula Ladrão vida longa para que ele pague por seus crimes na Cadeia.

marcos

O Blogueiro da extrema esquerda Ricardo Noblat sugere que o nosso mito Jair Bolsonaro se Suicide. Vai perder o emprego, levar uns processos nas costas e com atitudes assim fica provado que a esquerda nunca foi democrática. Calminha senhores comunas, no próximo ano tem eleições coloque seu candidato e boa sorte!

marcos

Gretchen pegou ar.

Fernandes

marcos de camaragibe mamador de piroca queima rosca, vai dar teu rabo no bar da esquina.



08/01


2021

Coluna da sexta-feira

Maia, Bolsonaro e delírios

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), usou sua conta no Twitter, ontem, para atacar o presidente Jair Bolsonaro por uma declaração dada mais cedo pelo chefe do Executivo. Bolsonaro disse a apoiadores que se as eleições de 2022 não tiverem voto impresso o Brasil passará por situação semelhante à dos Estados Unidos.

O presidente dos EUA, Donald Trump, insiste em dizer que a eleição que perdeu para o democrata Joe Biden em novembro de 2020 foi fraudada –versão propagada por Bolsonaro. O americano nunca apresentou provas, e já perdeu diversos processos judiciais sobre o assunto.

Na última quarta-feira, manifestantes trumpistas invadiram o Congresso do país e impediram temporariamente a realização da cerimônia que certificaria a vitória de Biden. O tumulto deixou ao menos quatro mortos em Washington D.C., capital americana.

Bolsonaro insiste que as urnas eletrônicas, usadas no Brasil desde a década de 1990, são suscetíveis a fraudes. O presidente afirma, inclusive, que a eleição que o levou ao Palácio do Planalto foi fraudada. Caso contrário teria ganho no 1º turno. Em março ele chegou a dizer que mostraria provas para suas afirmações, mas nunca o fez.

“Bolsonaro consegue superar os delírios e os devaneios de Trump”, escreveu Rodrigo Maia. “A frase do presidente Bolsonaro é um ataque direto e gravíssimo ao TSE [Tribunal Superior Eleitoral] e seus juízes”, declarou o presidente da Câmara. Maia também afirmou que “os partidos políticos deveriam acionar a Justiça para que o presidente se explique”.

Canalha – O presidente Jair Bolsonaro disse, ontem, que o editor-chefe e apresentador do Jornal Nacional (TV Globo), William Bonner, é “sem-vergonha” e “o maior canalha que existe”. A declaração foi feita a apoiadores, em frente ao Palácio da Alvorada, quando o presidente falava sobre a aquisição de seringas para imunizar a população contra a covid-19. Na 4ª feira-feira, o Jornal Nacional apresentou uma reportagem sobre a suspensão da compra dos insumos pelo Governo Federal. A TV mostrou o diretor do Instituto Questão de Ciência, Paulo Almeida, dizendo que a situação mostra que o governo falhou no planejamento.

O desabafo – “Atenção, imprensa sem vergonha. William Bonner sem vergonha. Vai ter seringa para todo mundo. William Bonner, por que seu salário foi reduzido? Porque acabou a teta do governo. Vocês têm que criticar mesmo, quase R$ 3 bilhões por ano para a imprensa e, em grande parte, para vocês”, disse Bolsonaro. Procurados, a TV Globo e William Bonner não comentaram até o fechamento da coluna. Durante a edição do JN, Bonner leu, na íntegra, uma fala do presidente Bolsonaro e reproduziu os trejeitos do político. Foram mais de 100 mil menções no Twitter ao nome do apresentador na noite de quarta-feira.

Vice bolsonarista – O deputado Arthur Lira (PP-AL), candidato a presidente da Câmara, disse, ontem, que o deputado Marcelo Ramos (PL-AM) poderá ser o primeiro-vice-presidente da Casa. “Marcelo será meu vice-presidente na chapa da mesa diretora, se tivermos a primeira escolha”, declarou Lira em Manaus. Ele está em viagem pelo Norte em busca de votos de deputados locais e do apoio de governadores. A escolha do primeiro-vice-presidente da Câmara não é como em uma eleição nacional, em que ao votar no presidente se está votando também no vice.

Renovação – Em São Lourenço da Mata, a renovação na Câmara não foi apenas maior do que se esperava, mas se deu também na composição da mesa diretora com a escolha do vereador Arllan Dourado, da bancada do PSB. Terceiro mais votado, 36 anos, servidor público e estudante de Direito, Dourado conseguiu também ser escolhido primeiro-secretário da Casa, que elegeu Leonardo Barbosa como presidente, também da legenda socialista. O comando da casa Jair Pereira de Oliveira está em boas mãos.

CURTAS

BOLSAS – O Governo do Estado anunciou, ontem, a distribuição de mil bolsas de estudo de R$ 500 para alunos de baixa renda matriculados em instituições de ensino superior. A iniciativa faz parte do Programa Pernambuco na Universidade (Prouni-PE), lei assinada pelo governador Paulo Câmara (PSB). Em coletiva transmitida pela internet, o chefe do Executivo pernambucano afirmou que os recursos estão assegurados para 2021.

LUTO – O prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima, decretou luto oficial de três dias pela morte do cantor e compositor paraibano Genival Lacerda, de 89 anos, em Recife. O artista estava internado por complicações causadas pela Covid-19. Com seu estilo peculiar e identificado com as raízes regionais do Nordeste, Genival Lacerda gravou 70 discos e fez sucesso nacional em sua carreira.

Perguntar não ofende: A Globo vai radicalizar a briga com Bolsonaro?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Será que Lula o Ladrão ainda está dando o cu em Cuba?

Fernandes

Bolsonaro é mortal para o povo, e para democracia.

marcos

Bolsonaro é mortal para o povo, e para democracia............. E Lula também!

marcos

Estamos à dois anos e hum mês sem Nehum escândalo de Corrupção no governo Federal. A esquerda corrupta mete o dedo no cu e rasga!

Fernandes

Qual o maior Viado de camaragibe? .............. marcos mamador de piroca e queima tosca. ............. Acertou Mizeravi. Ui nega?



07/01


2021

Coluna da quinta-feira

Sem chances de recuo

Lamentável tudo o que ocorreu, ontem, nos Estados Unidos, com a invasão do Capitólio, a sede do parlamento americano, por militantes mobilizados pelo presidente Donald Trump, para impedir, num ato contra a democracia, a contagem oficial dos votos da vitória do presidente Joe Biden. Por tudo que já foi noticiado, parlamentares podem até contestar o resultado dos estados e levar a rejeição dos votos aos plenários.

Mas isso é algo bastante improvável de ocorrer, porque os democratas são majoritários na Câmara e porque a tentativa de reversão do resultado encontrou resistência até entre senadores e deputados republicanos. Dois aliados do presidente Donald Trump, o vice-presidente Mike Pence e o líder da maioria republicana no Senado, Mitch McConnell, rejeitaram mudar o resultado das eleições.

Os dois participaram da sessão conjunta no Congresso para a contagem dos votos do Colégio Eleitoral. Biden venceu por 306 votos contra 232 de Donald Trump. Após políticos trumpistas apresentarem uma objeção aos resultados do Arizona – tradicional reduto republicano vencido por Biden em novembro –, o senador McConnell fez duro discurso aos colegas de partido. McConnell foi um dos principais escudeiros do governo Trump no Congresso.

Trump insiste na tese de que as eleições presidenciais foram fraudadas e que eleitores em situação irregular votaram. Entretanto, nenhuma prova foi apresentada e o presidente perdeu todas as tentativas de reverter na Justiça o resultado eleitoral.

Toque de recolher – A emissora NBC informou que o vice-presidente Mike Pence — responsável por presidir a sessão conjunta do Congresso para a contagem dos votos — foi retirado do edifício. Ao menos uma janela de vidro foi quebrada, gás lacrimogênio foi disparado pela polícia do Capitólio e guardas foram feridos. Em uma rede social, Trump pediu — após a invasão — que os protestos fossem pacíficos e que manifestantes confiassem nas forças policiais. Por causa dos confrontos, a prefeita de Washington, Muriel Bowser, declarou toque de recolher na cidade.

Lançamento – O deputado Baleia Rossi (MDB-SP) lançou, ontem, sua candidatura à presidência da Câmara, através de um vídeo pelas redes sociais. Baleia é presidente de seu partido e está em seu segundo mandato como deputado federal. “Hoje, lanço oficialmente minha candidatura à Presidência da Câmara. Estão comigo nessa jornada 11 partidos. Somos muitos. Pensamos e agimos diferente. Mas somamos forças para manter a #DemocraciaViva e a #CâmaraLivre, escreveu o congressista no Twitter, destacando as palavras de ordem de sua campanha.

Maravilha – O presidente Jair Bolsonaro disse, ontem, que “o Brasil está bem, uma maravilha”. A declaração foi feita um dia depois dele próprio afirmar que o País estava quebrado e que não conseguia fazer nada. “Confusão, você viu? Eu falando que o Brasil estava quebrado. Não, o Brasil está bem, uma maravilha. A imprensa sem vergonha, essa imprensa sem vergonha faz uma onda terrível aí. Para a imprensa, bom estava Lula, Dilma, gastando R$ 3 bilhões por ano para eles”, disse Bolsonaro em frente ao Palácio da Alvorada.

Fidelidade canina – Na primeira entrevista após tomar posse, solenemente, por videoconferência, ontem, em Brasília, o deputado Milton Coelho, que passa a substituir João Campos na bancada do PSB, garantiu que será fiel ao partido, votando no candidato Baleia Rossi (MDB-SP) na disputa pela Presidência da Câmara. Milton tem histórico de lealdade ao partido, que já presidiu no Estado, saindo do seu comando para ser o vice-prefeito de João da Costa. Antes de assumir o mandato em Brasília, na condição de primeiro suplente, Coelho foi chefe de gabinete do governador Paulo Câmara.

CURTAS

VACINA – O anúncio do prefeito João Campos (PSB) sobre a compra da vacina contra a Covid-19, caso o Governo Federal não disponibilize em tempo hábil, foi bem recebida entre os demais novos prefeitos. Yves Ribeiro (MDB), de Paulista, afirmou que sua prioridade é salvar vidas vacinando em massa a população. Keko do Armazém (PL), do Cabo, defendeu a compra da vacina por meio do Consórcio Metropolitano.

LOCKDOWN – Aliás, esta foi a principal temática da reunião dos gestores da Região Metropolitana, ontem pela manhã, com o governador Paulo Câmara. Também ficou acertado que não haverá nenhuma medida mais radical, como a decretação de lockdown, conforme chegou a ser ventilado. Os prefeitos estão extremamente preocupados com o aumento dos casos de coronavírus nos últimos 40 dias.

Perguntar não ofende: O que se deu, ontem, nos Estados Unidos, pode ser extremismo da direita fascista?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Bozo já tá! Sinalizando que vai tentar da (golpe) em 2022 quando será derrotado. Às autoridades tem que ficar esperta!

Fernandes

Bolsonaro é mortal para o povo, e para democracia.

Fernandes

Como Bolsonaro não comprou seringas, garantirá a seus seguidores vacina através de supositório. Pesquisa indica que, assim, tomarão a vacina. Quem tá! Achando bom, é marcos Rogéria mamador de piroca, queima rosca de camaragibe.

Fernandes

Em apenas duas semanas, a desaprovação de Jair Bolsonaro passou de 46% para 52%, conforme pesquisa do PoderData. É a mais alta na série do instituto, iniciada em junho. Rejeição saltou entre fim de dezembro e início de janeiro

Fernandes

Então o Trump e seu gado pensaram que conseguiriam impedir a certificação da vitória do Biden? Ó! Coitados! Quem não achou bom foi marcos Rogéria mamador de piroca, o (queima) rosca de camaragibe.



06/01


2021

Coluna da quarta-feira

O País quebrou

O presidente Bolsonaro parece que vive para se alimentar da polêmica. Três depois de mergulhar no litoral paulista e ser acusado de promover aglomeração no mar, ontem, em seu primeiro dia de trabalho do ano novo, afirmou que o Brasil está ''quebrado". Enfatizou que que não "consegue fazer absolutamente nada" e citou como exemplo as mudanças na tabela do Imposto de Renda.

"O Brasil está quebrado, chefe. Eu não consigo fazer nada. Eu queria mexer na tabela do Imposto de Renda, tá, teve esse vírus, potencializado pela mídia que nós temos, essa mídia sem caráter ", afirmou, dirigindo-se a um apoiador na saída do Palácio da Alvorada. A ampliação da isenção do IR é uma das promessas de campanha de Bolsonaro que nunca saíram do papel.

Em 2019, ele chegou a retomar o assunto algumas vezes ao afirmar que a ampliação estava sendo estudada pelo Governo. Atualmente, quem ganha até R$ 1,9 mil por mês está isento de declarar o IR. Bolsonaro já chegou a dizer que gostaria de aumentar a isenção da tabela do IR para quem ganha até cinco salários-mínimos até o final de seu mandato (hoje, R$ 5,5 mil).

A ideia, contudo, já enfrentava resistência da equipe econômica ainda em 2019, quando as contas do Governo não estavam afetadas pela crise do novo coronavírus. Na conversa com apoiadores, Bolsonaro também voltou a intensificar as críticas à mídia, que segundo ele, realiza um "trabalho incessante de tentar desgastar" o Governo. "Vão ter que me aguentar até o final de 2022, pode ter certeza aí", afirmou.

Um presidente da República não deveria nunca sair alardeando por aí que o País que ele mesmo governa está quebrado. Muito menos para servir de justificativa para o fato de não ter cumprido uma promessa de campanha. O que vão achar os investidores que compram papéis de um Governo do qual o seu próprio presidente diz que está quebrado?

É natural que comecem a cobrar cada vez mais para comprar os títulos da dívida brasileira. Ou seja, pode custar mais dinheiro para os contribuintes que o presidente promete ajudar com a correção da tabela do IRPF.

Fala inoportuna – A fala do presidente é inadequada sob todos os aspectos. Mas é ainda mais perigosa no momento atual em que o Tesouro Nacional passou por meses de grande dificuldade para se financiar e tem pela frente um trabalho difícil para pagar uma montanha de dívida concentrada nos primeiros meses do ano e que já supera R$ 1,3 trilhão até o final de 2021. É ainda mais inoportuna depois da revelação de que o Brasil não honrou o pagamento da penúltima parcela de US$ 292 milhões para o aporte de capital no Novo Banco de Desenvolvimento (NDB), a instituição financeira criada pelos cinco países do Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul).

Dívida não paga – O prazo para a quitação da parcela terminou no último dia 3 de janeiro e o Brasil agora está inadimplente com o banco que ajudou a fundar e é um dos acionistas. A equipe econômica não quer nem que se fale em calote com temor do estrago. Prefere dizer que é um atraso. No dicionário, porém, a definição de calote é dívida não paga. O sinal é ruim. Outros organismos multilaterais também não receberam, mas não há transparência nenhuma do Ministério da Economia para explicar o que aconteceu, qual o tamanho da dívida e a razão dela não ter sido paga.

Pauleira – Tão logo a fala do presidente ganhou repercussão na mídia, os políticos passaram a reagir batendo duro nele. Presidente nacional do Cidadania, o ex-deputado Roberto Freire disse que o Brasil quebrou e está sendo afundado por causa do próprio Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes. “Você, Bolsonaro, e o Guedes estão terminando de afundar a economia. Ao invés de choramingar, por que não vão cuidar de trazer a vacina para imunizar o povo?”, reagiu Freire.

Adesão – O MDB negocia a entrada de dois novos senadores para sua bancada: Rose de Freitas, ex-Podemos, e Veneziano Vital do Rêgo, ex-PSB. As filiações ainda não foram concretizadas e os congressistas também receberam propostas de outros partidos. Caso o embarque no MDB seja concretizado, a sigla abriria vantagem como a maior bancada do Senado, com 15 integrantes. O panorama influencia diretamente na corrida eleitoral para a presidência da Casa, na qual o MDB já anunciou que terá candidato único. Disputará contra Rodrigo Pacheco (DEM-MG), apadrinhado do atual presidente, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

CURTAS

MULTADO – O prefeito reeleito de Custódia, Emmanuel Fernandes de Freitas Góis, o Manuca, foi multado pelo Tribunal de Contas de Pernambuco, que julgou irregular documentação referente ao Relatório de Gestão Fiscal da Prefeitura Municipal de Custódia. Essa análise englobou os 1º, 2º e 3º quadrimestres do exercício financeiro de 2017. A Segunda Câmara considerou vários fatores, dentre eles, que a gestão municipal não promoveu medidas suficientes para o enquadramento das despesas com pessoal.

VETO – O ex-prefeito de Salgueiro, Clebel Cordeiro, vetou integralmente o projeto que altera a estrutura administrativa da Câmara de Vereadores. Apresentado pelo então presidente da Casa, George Arraes, o PL extingue 15 cargos e cria a função comissionada de chefe de gabinete, com 15 vagas, permitindo que cada vereador nomeie livremente mais um assessor, com salário mensal de R$ 1.800.

Perguntar não ofende: É correto o próprio presidente afirmar que o Brasil quebrou?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

77% dos brasileiros querem se vacinar, mas Bolsonaro os impede. Se há um amigo, irmão camarada, quase sócio do novo coronavírus no Brasil, este é Bolzonaro. Desde o início desta maldita pandemia, o psicopata do Planalto fez — e faz! — tudo o que pode para espalhar o vírus e impedir o melhor tratamento da população.

Fernandes

marcos Rogéria mamador de piroca será visto como o maior queima rosca de camaragibe.

Fernandes

Bolzonaro está acabado e será visto como o pior presidente brasileiro.

Fernandes

Trump está acabado e será visto como o pior presidente americano.

Fernandes

Trump pode ser preso por incitar o terrorismo doméstico. Em um ataque sem precedentes à democracia dos Estados Unidos, deixa o mundo em estado de alerta com a tentativa de golpe perpetrada por Donald Trump, derrotado nas últimas eleições.



05/01


2021

Coluna da terça-feira

Geraldo gastador

Na primeira reunião do secretariado, num pleno domingo após as festas de fim de ano, o novo prefeito do Recife, João Campos (PSB), deu ênfase à decisão de promover um amplo enxugamento da máquina, para reduzir despesas. Quando se prioriza cortes é sinal de que o dinheiro está escasso e que o antecessor não deixou o caixa transbordando saúde financeira. Gastou muito além da conta e isso não é do agrado para quem sucede.

Como João recebeu a herança, que se nega a dizer maldita, de um aliado fervoroso, não pode, evidentemente, jogar aberto, comunicando quanto tem disponível em caixa e o volume de restos a pagar, os pepinos. A ampla maioria dos prefeitos eleitos no campo da oposição fala logo que encontra um quadro bem mais grave do que imaginava, sem enxergar uma luz no final do túnel.

Se gastou em excessos, se endividou o município, se deixou a folha de pessoal acima do limite da Lei de Responsabilidade Fiscal, Geraldo, certamente, nem de longe, pode ser enquadrado como gestor zeloso na questão fiscal. Recife, entretanto, precisa de saber uma apenas uma coisita: se João vai meter a tesoura e economizar, isso é atestado público de que Geraldo é extremamente perdulário?

Ser perdulário é gastar em excesso, esbanjador, desregrado, tirar o leite da vaca todo de uma vez. É muito difícil acreditar no que os políticos dizem. Na campanha, a gestão de Geraldo, embora o próprio prefeito tenha sido escondido na propaganda eleitoral de João, não era perdulária. Quanto Geraldo gastou além da conta que João não mostra? O Recife precisa saber, para ter noção do tamanho do estrago.

Os dias podem ser difíceis para o herdeiro político de Eduardo em se tratando de finanças para gerir o Recife. Só quem de fato sabe mesmo o tamanho do estrago e da mão sem limites de Geraldo são os fornecedores da Prefeitura, muitos com até quatro meses de faturas em atraso. Estes, certamente, já batem à porta do gabinete do novo prefeito.

Políticos em geral, infelizmente, com raras exceções, não conhecem nem o ódio nem o amor. São conduzidos, em sua grande maioria, pelo interesse e não pelo sentimento.

Resmungo e ameaça – "A forma como o partido foi tratado e está sendo tratado pelo prefeito não foi nem é de aliado. O partido foi usado", desabafou o presidente estadual do PP, Eduardo da Fonte, numa conversa com a colunista Renata Bezerra de Melo, da Folha de Pernambuco. A fala corajosa dele está dando o que falar, até pela disposição revelada de entregar a pasta com a qual foi contemplado, a esvaziada Secretaria de Habitação. O resmungo de Dudu, como é mais conhecido, tem outras razões: o governador também não cumpriu, até hoje, com a promessa de tirar do PT e entregar ao PP a Secretaria de Agricultura.

Saneamento – Conforme Renatinha apurou, ainda durante a campanha eleitoral, a pasta que estava no radar dos progressistas era Saneamento. Ela, até então, era ocupada pelo PT, mas Oscar Barreto, entregou o seu comando em meio ao imbróglio entre PSB e PT durante a eleição. Na sequência, a secretaria acabou hipotecada ao PP, que optou, no entanto, por esperar a reforma do secretariado para fazer a indicação de uma vez só. Resultado: ao PP, agora, acabou sendo oferecida Habitação, cuja dimensão é menor do que Saneamento. O PP não viu com bons olhos.

Os dissidentes – O PSB não é mais um partido que seus filiados seguem rigorosamente as orientações do seu comando. Na eleição para escolha da nova mesa diretora da Câmara dos Deputados, em 1 de fevereiro próximo, pelo menos 15 dos 32 parlamentares que integram a bancada tendem a votar em Arthur Lira (PP-AL), o candidato de Bolsonaro, e não em Baleia Rossi (MDB-SP), como deseja o presidente nacional da legenda, Carlos Siqueira. “Aproximadamente 15 deputados do PSB votam em Lira”, confirma o rebelde Felipe Carreras.

O reincidente – Na primeira rebeldia contra o PSB, o voto a favor da reforma da Previdência, Carreras recebeu uma dura punição: um ano sem poder sem designado pelo partido sequer para integrar as comissões temáticas da Casa. “Eu voto com a minha consciência, sou um deputado independente e melhor para Câmara é Lira”, diz ele. Não se assuste com a valentia: quando deputado em despedida para assumir a Prefeitura, João Campos também declarou que votaria em Arthur Lira.

CURTAS

PT RACHA – A bancada do PT, a maior da Câmara, decidiu, ontem, apoiar o deputado federal Baleia Rossi (MDB-SP) na eleição para presidência da Casa.  A decisão, porém, passou longe de ser unanimidade. Dos 52 deputados do partido, 27 foram favoráveis a Baleia. Outros 23 queriam lançar uma candidatura própria da sigla. Alguns deputados petistas queriam adiar o encaminhamento e decidir sobre apoiar Baleia ou lançar uma candidatura em uma data mais próxima da eleição. Essa tese, porém, não prosperou.

CANDIDATO – O PT já faz parte do bloco no qual está Baleia, mas cogitava lançar candidato próprio –não há regra que impeça haver mais de uma candidatura no mesmo bloco. A principal função desses grupos é fazer número para conseguir cargos importantes na Casa, que são divididos proporcionalmente à quantidade de deputados eleitos do bloco.

Perguntar não ofende: O PSB vai punir os deputados eleitores de Lira na eleição da mesa da Câmara?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Quem defende você é o PT!

Fernandes

Pega o beco marcos de camaragibe, desgraça. Vai dar teu rabo na Rua Judá.

Fernandes

Um perverso. Um torpe. Ignorante. Boçal. Desqualificado. Tudo nele é abjeto. Sua figura provoca em mim aversão física. Com aquela boquinha seca e sem lábios, aquela risada sádica e aquela pele escamada de lagarto ressecada. Que me perdoem os lagartos! Pessoa nefasta.

Fernandes

Só sobrou dois tipos de apoiadores do Bolsonaro, os dementes e os masoquistas.

Fernandes

Milagre: diz que o Brasil tá! Quebrado e não culpou o (PT)!



04/01


2021

Coluna da segunda-feira

O limão e a limonada

De olho fixo no projeto de perpetuação no poder, o PSB de Pernambuco não esperou sequer romper o ano novo e já anunciou o local de despacho do seu candidato a governador, o agora ex-prefeito do Recife, Geraldo Júlio, a partir desta semana: a Secretaria de Desenvolvimento Econômico. Na sua estrutura está a gestão de Suape e por ela passam todos os investimentos privados do Estado.

Para bombá-la, em tempos bicudos agudizados pela pandemia do coronavirus, é necessário um piloto que tenha, sobretudo, articulação política. Posto por indicação do próprio Geraldo, o antecessor Bruno Schwambach, que já se despediu, passa o cargo para o próprio padrinho sem deixar o saldo que se esperava dele como empresário bem-sucedido.

Porque essa é uma tarefa que empreendedorismo rima com articulação política. E nessa seara, Schwambach não navega, não é do ramo, ilustre desconhecido. Daí, a razão da escolha de Geraldo pelo governador. Em oito anos à frente da Prefeitura, Geraldo, aquele que fez e fazia, segundo carimbou o ex-governador Eduardo Campos, não atraiu, entretanto, nenhum grande investimento para o Recife.

Oxalá não repita esse desempenho pífio como “vendedor” das vocações e potenciais do Estado. Secretário de Desenvolvimento vende estrutura, negocia facilidades e, como bom gerente, barra a terrível burocracia, motivo maior do afastamento dos investidores que, nos últimos anos, se transferiram de Pernambuco para a Bahia e o Ceará, Estados que priorizam e tratam com pão de ló quem faz negócios e gera empregos.

Mas Geraldo secretário é o Geraldo do palanque de governador em 22. Como tal, tem pela frente o grande desafio de fazer da pasta uma vitrine para não ser esquecido pela mídia nem deixar de pavimentar sua candidatura. O tutor Eduardo Campos, que o descobriu trabalhando para o então prefeito de Petrolina, Fernando Bezerra Coelho, quando ministro da Ciência e Tecnologia, pasta que ninguém se destaca, fez do limão a limonada. O limão, Câmara já deu. Restará, com o tempo, Geraldo transformá-lo em limonada.

DIVISIONISMO – Enquanto o PSB já definiu Geraldo candidato, a oposição caminha para cometer os mesmos erros do passado: exercitar o divisionismo, sinônimo de insucessos eleitorais. Já de largada, como pré-candidatos, aparecem na vitrine Fernando Bezerra e Miguel Coelho, pai e filho, nomes do MDB; Anderson Ferreira, prefeito reeleito de Jaboatão, pelo PL; e Raquel Lyra, prefeita reeleita de Caruaru pelo PSDB. Por ter se dividido mais uma vez, a oposição permitiu que o PSB continuasse dando as cartas na Prefeitura do Recife.

EFEITO MUNICIPAL – Se depender do efeito das eleições municipais, o PSB não terá o céu de brigadeiro que imagina para emplacar Geraldo governador. Na Região Metropolitana, por exemplo, perdeu em Olinda, Cabo, Jaboatão e Igarassu. Nos grandes colégios eleitorais do Interior, sucumbiu em Caruaru, Petrolina, Palmares e Serra Talhada. Sai, aliás, de Caruaru ou Petrolina um dos prováveis adversários do PSB em 22, isso se Anderson não vingar como principal liderança oposicionista na RMR.

PÉSSIMO EXEMPLO – Deplorável o comportamento da deputada bolsonarista Clarissa Tércio, da bancada do PSC na Assembleia Legislativa, e do seu marido, o vereador eleito para a Câmara do Recife pelo Podemos, Júnior Tércio, durante a posse do prefeito João Campos: desfilaram em todo o recinto, inclusive no plenário, sem máscaras, desrespeitando o protocolo sanitário da Casa e as regras do Governo do Estado. Mesmo quando estavam com a proteção, utilizavam-na de forma inadequada, no queixo ou abaixo do nariz, em tom de deboche. Chegaram até a fazer piadinha de mau gosto depois de levarem um pito do cerimonial.

O REI DO NEPOTISMO – Eleito pela oposição, responsável pela queda da oligarquia implantada pelo ex-prefeito Carlos Cecílio (PSD), o prefeito eleito de Serrita, berço da tradicional e famosa Missa do Vaqueiro, Aleudo Benedito (MDB), começou muito mal. Na escolha do secretariado exagerou na dosagem nepotista, nomeando seis parentes para governar com ele, a saber: Jaqueline Cristina (esposa), secretária de Ação Social; o sobrinho Artur (Infraestrutura); Irmã Noca (Finanças); Alessandra (ex-esposa), Governo; Maria do Socorro (prima), Educação; e, por fim, a cunhada Tatiane Vidal, na Controladoria. Só faltou o papagaio!

CURTAS

LIXO, NEGÓCIO DA CHINA – Entre as medidas saneadoras anunciadas pelos novos prefeitos, chamou atenção a de Gilvandro Estrela (DEM), de Belo Jardim, que determinou um corte de R$ 2,5 milhões no contrato da empresa que cuida da limpeza urbana da cidade. Imagina o tamanho desse contrato original fechado pelo ex-prefeito? É por essas e outras que muitos enriquecem manipulando contratos bilionários do lixo.

NEM FREUD – A partir de agora, com a volta de Luciano Pacheco (MDB) à Câmara de Vereadores de Arcoverde, o mais prudente seria o novo presidente da Casa providenciar segurança em todas as sessões, para evitar uma tragédia entre ele a desafeta Célia Galindo (PSB). Já na sessão de posse dos eleitos, Pacheco armou o maior barraco. O ódio que ele move contra Célia vai além do figadal, é ira incontida, rancor violento, antipatia mortal. Nem Freud explica!

Perguntar não ofende: João vai estender o expediente para o secretariado aos domingos, como fez ontem?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Nova pesquisa mesmo resulta: Lula 42% Bolsonaro 16% Marina 7% Alckmin 5% Ciro 4%. Povo quer Lula de novo. O povo quer Lula de novo, marcos de camaragibe mamador de piroca queima rosca.

marcos

A pesquisa do PT só tem 74%, os 26% restantes Lula Ladrão roubou. Kkkkkkk

marcos

Ainda bem que o partido comunista chinês inventou um vírus para matar muita gente. Luiz Inácio Corona da Silva.

Fernandes

O processo do genocídio deu mais um passo.

Fernandes

Bolsonaro atrasa a vacinação, favorecendo a rede privada. Genocida. FDP.



31/12


2020

Coluna da quinta-feira

Mulher ativa e laranja 

Virou moda prefeito eleito montar equipe reservando 50% das vagas para mulheres. No Recife, com João Campos (PSB), que toma posse amanhã num ato sem calor humano devido à pandemia do coronavírus, virou até promessa de campanha e, como tal, cumprida. Mas tem  prefeita de saia distinguindo também o então chamado sexo frágil. É o caso de Rorró Maniçoba (PSB), de Floresta, que volta ao poder para o terceiro mandato.

Há muito, não apenas no Brasil, mas no mundo inteiro, presença de mulher na vida pública ainda é matéria de natureza cara e rara. Elas têm sido, historicamente, sub-representadas nas sociedades ocidentais em comparação com os homens. Muitas, no entanto, foram eleitas politicamente para ser chefes de Estado e de Governo. Exemplos de proeminentes líderes de potências mundiais do sexo feminino podem ser Margaret Thatcher, ex-primeira-ministra do Reino Unido; Dilma Rousseff, ex-presidente do Brasil; Indira Gandhi, ex-primeira-ministra da Índia; Golda Meir, ex-primeira-ministra de Israel; Angela Merkel, chanceler da Alemanha; Jiang Qing, ex-primeira-dama da China; Jacinda Ardern, primeira- ministra da Nova Zelândia e Eva Perón, ex-primeira-dama da Argentina, dentre outras. 

Durante grande parte da História do Brasil República, as mulheres foram excluídas de qualquer participação na política, pois a elas eram negados os principais direitos políticos como, por exemplo, votar e ser votada. Somente em 1932, durante o Governo de Getúlio Vargas, as mulheres conquistaram o direito de voto e puderam se candidatar a cargos políticos.

Avançamos, é verdade, mas de forma lenta, embora gradual. Isso tem sido um grande entrave para os partidos políticos em geral a cada eleição. Provavelmente por falta de estímulos ou interesse mesmo, ainda é minúsculo o número de saias na vida pública. As últimas eleições municipais estão recheadas de improvisos e casos escabrosos de mulheres que se submeteram a algum  capricho ou vantagens para preencher a cota obrigatória de 30% para mulheres nas chapas proporcionais. Tem casos em que muitas foram usadas como laranjas, com zero voto para vereadora, ou seja, não votaram nelas próprias, o que configura um escândalo.

O Brasil é um dos piores países em termos de representatividade política feminina, ocupando o terceiro lugar na América Latina em menor representação parlamentar de mulheres. No ranking, a nossa taxa é de aproximadamente 10 pontos percentuais a menos que a média global e está praticamente estabilizada desde a década de 1940. Isso indica que, além de estarmos atrás de muitos países em relação à representatividade feminina, poucos avanços têm se apresentado nas últimas décadas.

Esse cenário se observa em todas as esferas do poder do Estado. Desde as câmaras dos vereadores até o Senado Federal, essa taxa de representatividade ainda permanece muito baixa, mesmo em um cenário no qual 51% dos eleitores são mulheres.

Na lista dos mais influentes – A deputada federal Marília Arraes (PT) foi uma das parlamentares de Pernambuco mais atuantes da Câmara dos Deputados ao longo de 2020. Única mulher representando o estado na atual legislatura, Marília já apresentou 409 proposições legislativas desde que assumiu o mandato de deputada federal, sendo 209 projetos de lei só neste último ano. A parlamentar também destinou mais de R$ 23 milhões em emendas parlamentares (individuais e de bancada) para Pernambuco ao longo dos últimos 12 meses.  

Floresta – A prefeita eleita de Floresta, Rorró Maniçoba (PSB), divulgou, ontem, alguns nomes que irão compor o seu time de secretariado. Entre os escolhidos estão Janaína Correia, secretária de Desenvolvimento Social e Trabalho, João Ernesto Neto, secretário de Finanças, Jucilene Menezes, secretária de Políticas da Mulher, e Adelmo Nunes, secretário de Obras, Planejamento e Serviços Públicos.

Salário mínimo – O governo federal publicou, hoje, no "Diário Oficial da União" a medida provisória (MP) que define o salário mínimo de R$ 1.100 em 2021. O anúncio do valor foi feito ontem pelo presidente Jair Bolsonaro. O valor atual do salário mínimo é de R$ 1.045, e o novo valor vale a partir de 1º janeiro de 2021. O salário mínimo de R$ 1.100 está acima dos R$ 1.088 previstos pelo governo na proposta de alteração da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), enviada em 15 de dezembro ao Congresso Nacional.

CURTAS

ASFALTO – O vereador Joselito Nogueira, do município de Belém do São Francisco, faz um apelo, junto à população da cidade, para que o Governo Estadual autorize a conclusão do asfaltamento da PE 460, que liga Salgueiro à Belém do São Francisco, via o distrito de Riacho Pequeno. A situação da PE 460 é de extrema necessidade de asfaltamento. Sabe-se que são muitas dificuldades de uma região pobre, há muitas carências a suprir, e as duas cidades se beneficiariam da obra.

PLANO DIRETOR – O novo Plano Diretor do Recife, conjunto de regras para regular aspectos estruturais, econômicos, sustentáveis e sociais da cidade nos próximos 10 anos, foi sancionado pela prefeitura e publicado na edição de ontem do Diário Oficial do Município. O documento foi aprovado com dois anos de atraso pelos vereadores, em meio a polêmicas por ter sido enviado após o prazo regimental e por mudanças nas Zonas Especiais de Interesse Social (Zeis), áreas em que moram pessoas de baixa renda, carentes de infraestrutura básica e passíveis de urbanização e construção de habitação de interesse social.

Perguntar não ofende: será que João vai seguir o exemplo de Geraldo e investir no Cabo?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Então resumindo tudo. Page o beco marcos de camaragibe, desgraça. Vai dar teu rabo na rua Judá.

Fernandes

Então resumindo tudo. Page o beco marcos de camaragibe, desgraça. Vai dar teu rabo na rua Judá.

marcos

Em 2026 eu voto Tarcisio Freitas para presidente, pois 2022 já está definido, só dá o nosso Mito.

marcos

Então resumindo tudo Jair Bolsonaro o nosso mito, é Foda!

Fernandes

Page o beco marcos de camaragibe, desgraça. Vai dar teu rabo na rua Judá.



30/12


2020

Coluna da quarta-feira

Vitrine é a Casa Civil

Não é verdade que o prefeito do Recife, Geraldo Júlio, ocupe a Secretaria de Desenvolvimento Econômico ou Planejamento no Governo Paulo Câmara quando regressar da sua temporada de férias após oito anos despachando no Palácio do Capibaribe. Nenhuma das duas pastas serve ao desejo dele, de ficar na mídia, não ser esquecido, para ensaiar a pré-candidatura a governador nas eleições de 2022.

Se o PSB enxerga de fato Geraldo como o candidato natural à sucessão de Câmara tem que colocá-lo numa área que passe a ter uma relação direta com os verdadeiros protagonistas de 22: prefeitos, ex-prefeitos e caciques da política interiorana. Esta vitrine não pode ser outra se não a Casa Civil, responsável pela articulação do Governo com a Assembleia, a bancada federal e os municípios.

Nela, Geraldo teria, sim, o poder que persegue e necessita para se viabilizar candidato. É a Casa Civil que cuida da agenda diária do governador, faz a ponte com a sociedade civil. Desenvolvimento Econômico é uma pasta fim, no entanto, por mais que toque obras, está fora da mídia. Alguém que esteja lendo a coluna que não seja do meio ou do Governo sabe quem é o atual secretário de Desenvolvimento?

Pouquíssimos, como também são raros os que lembrariam o nome do secretário de Planejamento. Desenvolvimento e Planejamento são, portanto, presentes de grego para Geraldo. O quase ex-prefeito não precisa mais se firmar como tocador de obras. Carece de articulação política, de linha direta com os interlocutores de 2022. No Brasil, a maioria dos políticos se firmam pelos seus cargos. Sem vitrine, Geraldo cai no esquecimento. Um ano e meio para chegar a próxima eleição é uma eternidade.

Remanejamento – A Casa Civil está ocupada pelo secretário José Neto, um dos coringas e pupilos mais fiéis do governador Paulo Câmara, que pode muito bem ser remanejado para a chefia da Assessoria Especial, função que Antônio Carlos Figueira vinha desempenhando até ontem. O que se diz em Palácio, aliás, é que Figueira se antecipou na jogada da toalha para limpar a área para Geraldo, com quem não se bica. Se vier a ser confirmado na Casa Civil, o ainda prefeito passa de fato a ser o mais importante agente do Governo.

Reforma – A reforma administrativa para a gestão de 2021 da Prefeitura do Recife foi aprovada em segunda votação, ontem, pela Câmara Municipal. O projeto, entre outros pontos, diminui em uma secretaria municipal, totalizando em 18 o número de pastas e prevê a polêmica economia de R$ 78,71 com a extinção de cargos comissionados. Assim como na primeira votação, a proposição foi aprovada com 28 votos favoráveis e quatro contrários. A vereadora Aline Mariano (PP) usou, novamente, tempo de sessão para se posicionar contra o projeto, mas se absteve na votação. O projeto seguiu para sanção do atual prefeito.

Acredite se quiser – Por incrível, mas uma ambulância da Prefeitura de Limoeiro, foi furtada. De acordo com servidores, o veículo estava estacionado em um galpão, que fica na esquina seguinte a uma delegacia, e o crime foi notado na última segunda-feira. "A chave ficava no quadro e a ambulância, guardada no galpão. Na noite de domingo passado, o motorista ainda foi na ambulância, por volta das 20h30, para pegar um carregador que esqueceu. Na segunda (28), quando fomos pegar para fazer uma ocorrência, não estava mais lá", contou o secretário de Transporte do município, Luiz Ernesto.

Galpão mal-assombrado – No apagar das luzes da sua gestão, o prefeito do Recife comprou um galpão logístico no Cabo, com dispensa de licitação, ao custo de R$ 12,8 milhões. “Chama muita atenção, de uma hora para outra, a gestão Geraldo Júlio sair desapropriando, sob regime de urgência, vários imóveis, e ainda comprar módulos logísticos em outra cidade sob justificativa de que vai usar para armazenar estoque da Secretaria de Educação. Tiveram oito anos para fazer e estão fazendo sem nenhuma transparência nos últimos dias. Vamos avaliar compra por compra para que não se faça mais nenhum absurdo com o dinheiro dos recifenses. A cidade está esgotada”, desabafa a deputada Priscila Krause (DEM), que fez, ontem, a denúncia pelas redes sociais.

CURTAS

MAIS UTIS – Na passagem, ontem, por Afogados da Ingazeira, o governador Paulo Câmara descartou medidas mais duras de isolamento no início na luta contra a pandemia do coronavírus. Em entrevista à Rádio Pajeú, disse que o Governo está tomando as medidas necessárias na área de saúde para atender o crescimento de casos de covid, como a reabertura de 200 leitos de UTI. 

VACINA – Em reunião, ontem, em Brasília, com membros do Ministério da Saúde, o Fórum Nacional dos Governadores cobrou da pasta um cronograma de vacinação para o Brasil. O questionamento foi feito pelo representante do grupo, o governador do Piauí, Wellington Dias (PT), que cobrou do governo datas para o início da vacinação e treinamento de profissionais. “Por que (ainda) não temos um cronograma para o início da vacinação? Outros países começaram protegendo aquela parte mais vulnerável, isso requer menos doses de vacina. Mas é preciso ter um cronograma agora”, cobrou.

Perguntar não ofende: Quando teremos, enfim, o direito de se vacinar contra a covid-19?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Page o beco marcos de camaragibe, desgraça.

marcos

¨Jornal Italiano Libero Quotidiano¨: Ö duro Bolsonaro faz ressurgir o Brasil¨... Ä fama é de malvado, mas se pode confiar nele¨...¨Depois do desastre socialista em menos de hum ano o governo faz economia crescer 2%¨. Chupa esquerda Corrupta e incompetente!

marcos

O único presidente que NINGUÉM pode chamar de corrupto. Você pode discordar de várias ações do governo, como sua própria base faz — diferente dos petistas —, mas você NÃO TEM QUALQUER EVIDÊNCIA de corrupção. Isso saiu no mesmo dia que a Globo perdeu o monopólio do BV.

Fernandes

ô marcos de camaragibe mamador de piroca, tu vai queimar muito a tua rosca na virada do ano né?

Fernandes

Que Deus na sua infinita bondade nos livre desse marcos Rogéria de camaragibe o mamador de piroca, queima rosca, essa desgraça alma sebosa.



29/12


2020

Coluna da terça-feira

Menudos e mãos calejadas

Com exceção do secretário de Educação, Fred Amâncio, já testado e aprovado em gestão pública, com muita eficiência, diga-se de passagem, pelo menos os nomes do secretariado de João Campos anunciados ontem são um tiro no escuro. Currículo podem até ter – e são invejáveis alguns – mas falta experiência no trato da coisa pública para a maioria.

O prefeito eleito, por si só, já é muito jovem, com passagens apenas pela chefia de gabinete do governador antes de largar para disputar um mandato de deputado federal. Seria mais aconselhável mesclar a jovialidade com os cabelos brancos, já que ele deseja imprimir um estilo arrojado, apostando em cima da juventude, de um modo diferente e inovador.

Tocar uma cidade problemática como o Recife, com uma extensão de natureza econômica e social, não é tarefa fácil, principalmente num cenário deserto de expectativas promissoras. Geraldo passa o Governo para o sucessor com caixa zerado, dívidas que contraiu para amortização a longo prazo, um quadro de inchaço pessoal e quase sem capacidade de contrair novos financiamentos.

Pesa contra João, ainda, o fator relação Governo Federal. Pega de proa um presidente já em pré-campanha para reeleição, que não tem interesse em ajudá-lo, já de olho na construção de um palanque no Estado que possa ser competitivo, capaz de tirar o PSB do poder, partido que em nível nacional tem feito oposição de confronto ao Planalto.

Não seria exagero, por fim, concluir que os nomes escolhidos por João, além de desconhecidos, se encaixam no chamado perfil de menudos. Ninguém faz Governo sem apostar em novos talentos e formação de quadros, mas quando o quadro se apresenta adverso, uma tempestade a ser enfrentada sem saber em que direção o vento fará estragos, melhor buscar sabedoria e experiência em mãos calejadas pelo tempo na vida pública.

Volta às origens – Desligado do Governo, ontem, por meio de uma carta em caráter irrevogável ao governador Paulo Câmara, o agora ex-chefe da Assessoria Especial, médico Antônio Carlos Figueira, volta a se dedicar ao Imip – Instituto Materno e Infantil de Pernambuco. Há quem possa ter estranhado a sua saída depois de dez anos no poder, mas Figueira, na verdade, fez uma espécie de sacrifício para entrar na vida pública atendendo a uma convocação do ex-governador Eduardo Campos. Volta ao Imip para incrementar a faculdade por excelência da instituição.

Saída lamentada – Mesmo não sendo da área, médico por vocação e ofício, Figueira chegou a cuidar da área política do Governo, assumindo a Casa Civil. Abriu o gabinete para as lideranças do Interior com tamanha disposição que logo passaram a aduzir que ele seria candidato a senador, mas o tempo se encarregou de mostrar que sua passagem pelo Governo se traduziu apenas num grande aprendizado. Resta saber se o seu sucessor terá tamanha capilaridade. “Fará muita falta”, diz um interlocutor do governador que tem por Figueira enorme admiração.

Proibições – O Recife proibiu que sejam fixados cadeiras, bancos, mesas, toldos, som e coolers na faixa de areia e no calçadão da cidade, durante o réveillon, celebrado na madrugada da próxima quinta-feira para a sexta-feira (1º). No dia 7 de dezembro, o Governo do Estado proibiu festas de Ano Novo devido à pandemia da Covid-19. Não poderá ser instalado qualquer objeto ao longo das praias do Recife na virada do ano, e o comércio de quiosques, barracas e ambulantes pode ocorrer apenas até as 17h da quinta-feira. A tradicional queima de fogos não ocorrerá na virada de 2020 para 2021.

Secretário – Depois de oito anos batendo ponto no Palácio do Capibaribe, eleito pelo ex-governador em cima do mote “Foi Geraldo que fez”, o atual prefeito do Recife terá um gabinete na gestão Paulo Câmara para não sair da mídia com vistas ao projeto de disputar a sucessão estadual em 22. Fala-se em duas pastas: Planejamento ou Desenvolvimento Econômico. Inicialmente, ele sonhou mais alto: a presidência nacional do PSB, mas o presidente Carlos Siqueira, na função desde a morte de Eduardo, cumpre bem a tarefe de agradar aos gregos e troianos socialistas do Oiapoque ao Chuí.

CURTAS

SEM APOIO – Parlamentares e dirigentes de PT, PSB, PDT e PCdoB participaram, ontem, em Brasília, da primeira reunião de campanha com o deputado Baleia Rossi (MDB-SP), pré-candidato a presidente da Câmara, mas adiaram um anúncio oficial de apoio ao emedebista. O encontro foi articulado pelo presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), na linha de frente para derrotar o candidato do Governo, o deputado alagoano Arthur Lira (PP-AL).

CONDIÇÕES – Ainda no encontro, os partidos cobraram que ele se comprometa publicamente a dar espaço à oposição na Casa se vencer a eleição interna, e não barrar Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs) e convocações de ministros do governo Jair Bolsonaro, além de pautar projetos de decreto legislativo, capazes de derrubar decretos presidenciais.

Perguntar não ofende: Cadê a reforma dos secretariados de Olinda e Jaboatão?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

marcos de camaragibe, o maior frango de camaragibe.

marcos

Nehemia Fernandes Jaques o maior frango do Cabo de Santo Agostinho.

Fernandes

Uma chapa boa seria ... Bozonaro Corno Presidente e marcos de camaragibe o mamador de piroca, queima rosca Vice. É chapa imbatível.

marcos

Boa noite Gretchen, já fosse dar o rabo na Charneca bicha gorda?

Fernandes

Uma chapa boa seria ... Bozonaro Corno Presidente e marcos de camaragibe o mamador de piroca, queima rosca Vice. É chapa imbatível.