Sílvio Costa: “Veja não compactuou com a corrupção”

O deputado Sílvio Costa (PTB-PE) falou hoje sobre o fato de o ex-presidente e senador Fernando Collor (PTB-AL) e o Partido dos Trabalhadores (PT) estarem usando o caso Cachoeira para perseguir a Revista Veja.

 

"Eu quero saber se, realmente, o mensalão era uma mentira. Não era, porque tem 40 aí complicados. Quero saber se aquela matéria do Ministério dos Transportes era mentira. Ela também não era, e tem muita gente complicada. A Veja não compactuou com a corrupção nem prejudicou a democracia. Nós não podemos transformar esta Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) numa espécie de paraíso do revanchismo”, disse o deputado petebista. 

 

Sílvio aproveitou a oportunidade para mandar um recado ao PT. “Nós passamos 20 anos neste país com a imprensa calada. Nós passamos 20 anos neste país com os censores dizendo: ''Isso pode sair; isso não pode sair''. O PT lutou pela democracia neste país. O PT é sócio da democracia neste país. O PT não pode negar a sua história. O PT precisa fazer uma autocrítica. O PT está botando o coração antes da razão. O PT está errado! Não se pode convocar um jornalista que prestou um serviço à democracia do Brasil. Não se pode convocar um jornalista que mostrou para a opinião pública do Brasil que a corrupção está muito forte. Isso é um erro do PT”, alfinetou Costa.

 

A fala do petebista foi concluída fazendo um pedido ao ex-presidente. “Senador Collor, o senhor tem uma oportunidade histórica, porque com Alagoas o senhor já se reencontrou, o senhor tem oportunidade de se reencontrar com o Brasil. Eu lhe faço um apelo: o senhor poderia retirar esse requerimento. Esse requerimento não ajuda o país, não ajuda a democracia. Senador Collor, reencontre-se com o país".

Publicado em: 17/05/2012