Guerra sobre 2014: "Temos vários pré-candidatos potenciais”

Durante uma palestra na cidade de Nova Lima (MG), o presidente nacional do PSDB, deputado federal Sérgio Guerra, fez, hoje (17), uma análise sobre o cenário político para 2014 e disse que o Brasil “precisa de um candidato contemporâneo. Não o rei da contestação, mas da construção". As declarações foram feitas durante o 4º Conexão Empresarial, evento organizado pela revista Viver Brasil e o Grupo de Líderes Empresariais (LIDE).

 

Para Guerra, o próximo presidente será aquele que conseguir ter um discurso mais perto da agenda real. Indagado a respeito de possíveis nomes no quadro do partido, o presidente citou o senador mineiro Aécio Neves. "Temos vários pré-candidatos potenciais. Mas o nome com mais chance real hoje é o de Aécio. Porém, não vamos colocar isso agora”, enfatizando o foco nas as eleições municipais. O parlamentar ressaltou que o principal patrimônio do PSDB são suas administrações e estima que a meta é eleger mil prefeitos.

 

Sobre a CPI do Cachoeira, ele acredita em poucos avanços. “Todo o esforço tem sido feito para desviar o foco do julgamento do Mensalão e de blindagem do governo federal, enquanto o PSDB está sob um ataque especulativo previsível", observou. “Estão arrombando a porta aberta. Nunca obstruímos os trabalhos da Comissão. O governador de Goiás, Marconi Perillo, não esperou a instalação e se colocou à disposição para prestar esclarecimentos. Ao contrário dos demais. Mas não dá para convocar apenas um", finalizou.

Publicado em: 17/05/2012