Vendia casas do PAC por 20 mil e entregava. Foi preso

O presidente da Associação de Moradores da favela de Mandela, na zona norte do Rio,Leonardo Januário da Silva, foi preso na noite de ontem por policiais da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo. Ele é suspeito de ser o principal articulador na comunidade de negociações das casas do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). De acordo com delegado Alan Luxardo, Silva vendia cada casa por R$ 15 mil a R$ 20 mil e a partir daí entregava as residências.

Ele também inventava nomes de moradores a serem beneficiados pelo aluguel social. Para colocar a armação em pratica, ele contaria com o auxílio do traficante identificado como Marcelo Piloto. As investigações ainda descobriram que 12 unidades destinadas a famílias carentes foram transferidas para integrantes de sua família. Essas casas eram marcadas com a letra ''L''. Silva será encaminhado hoje a uma unidade do sistema penitenciário do Rio. (Folhapress)

Publicado em: 22/01/2012