Eduardo atiça: Fiat em Goiana dá briga de paraibanos

 Mais esta historinha do fogo ateado pelo governador Eduardo Campos, com suas ações, entre colegas da região, contada por Lauro Jardim, na sua coluna da VEJA:

''''O começo das atividades de uma fábrica da Fiat em Goiana, divisa de Pernambuco com a Paraíba, acabou por jogar mais combustível na fogueira da disputa política paraibana.

A maioria da bancada da Paraíba no Congresso reclama da sonolência do governador Ricardo Coutinho(PSB) ante Eduardo Campos na negociação da partilha dos 6 700 postos de trabalho da fábrica.

Segundo Vital do Rêgo (PMDB-PB), uma espécie de cláusula de reserva de mercado arranjada por Campos garantiria o preenchimento das vagas por trabalhadores pernambucanos.

Embora João Pessoa seja mais próxima de Goiana do que Recife, até o treinamento de pessoal seria feito em solo pernambucano. Os paraibanos ficariam a ver navios. Vital, que é oposição a Coutinho, alfineta:

– O nosso governador é sonolento, é tímido na relação com Eduardo Campos.''''

Publicado em: 07/12/2011