MP investiga panfleto com foto de Lula e nº de Alckmin

O Ministério Público de Pernambuco (MP-PE) anunciou ontem (10) que encaminhará à Procuradoria Regional Eleitoral, até a próxima semana, um relatório a respeito da utilização de propaganda eleitoral fraudulenta no município de Santa Maria da Boa Vista, no Sertão de Pernambuco, a 653 quilômetros do Recife. Nos panfletos, o número do candidato do PSDB à Presidência da República, Geraldo Alckmin, aparecia sob a fotografia do candidato do PT, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. De acordo com o comunicado do Ministério Público, na véspera do primeiro turno das eleições, em 1º de outubro, uma fiscalização preventiva realizada em conjunto com a Justiça Eleitoral apreendeu 100 folhetos do tipo no assentamento Vitória II, na Zona Rural do Município.

 

A fraude levava os eleitores de Lula a votarem erroneamente em Alckmin e ganhou destaque ao ser tema do discurso do presidente e candidato à reeleição no último dia 6, no município de Petrolina. O panfleto trazia ainda as fotos e os números dos candidatos Osvaldo Coelho (PFL – deputado federal), Geraldo Coelho (PFL – deputado estadual, eleito), Jarbas Vasconcelos (PMDB – senador, eleito) e Mendonça Filho (PFL – governador).

 

De acordo com o promotor de Justiça Guilherme Vieira de Castro, o material foi apreendido com o comerciante Francisco Amâncio Andrade. “Não o prendemos em flagrante porque ele não estava distribuindo os panfletos, mas apenas portando”, explicou. O comerciante disse, ainda que recebeu o material de um militante para distribuir no bar de sua propriedade, mas na prestou atenção ao conteúdo da propaganda.

 

No relatório que será encaminhado à Procuradoria Eleitoral também constarão outras peças de propaganda eleitoral, como panfletos e gravações de programas de rádio, informa o promotor de justiça. Informações da Agência Nordeste.

Publicado em: 11/10/2006