Para a Itália o caso Battisti ainda não terminou

 A Itália planeja entrar com um pedido de investigação no Tribunal Internacional de Justiça, em Haia, a respeito do caso Cesare Battisti, o italiano condenado por homicídio na Itália, na década de 1980, que obteve refúgio no Brasil.

O ministro das Relações Exteriores da Itália, Franco Frattini, prometeu abrir um caso contra o Brasil em Haia até o final deste mês. O Tribunal Internacional de Justiça julga litígios de várias naturezas entre países.

Publicado em: 10/09/2011