Goldman chama petistas de "hordas fascistas"

 O governador de São Paulo, Alberto Goldman (PSDB), responsabilizou o PT e seus líderes pela agressão ocorrida hoje contra o presidenciável tucano José Serra em Campo Grande, no Rio de Janeiro. Para o governador, a violência partiu de "hordas fascistas comandadas por seus líderes". Serra foi atingido na cabeça quando fazia uma caminhada, fez exames médicos e cancelou os outros compromissos que tinha hoje no Rio, de acordo com o Estadão.

"Os grupos se organizam porque o partido organiza esses grupos e os grupos vão agredir o Serra porque seus líderes incentivam isso, porque seus líderes levam à posição que fanatiza as pessoas e fazem com que elas caminhem pelo lado da violência", afirmou o governador, de acordo com sua assessoria.

Publicado em: 20/10/2010