PMDB exige maior presença na campanha de Dilma no 2º turno

 Cabe mais um - Até aqui alijado do núcleo decisório da campanha de Dilma Rousseff, o vice Michel Temer pediu ontem à candidata maior inserção do PMDB no segundo turno. A conversa, feita pela manhã, contou ainda com os petistas José Eduardo Dutra, José Eduardo Cardozo e Marco Aurélio Garcia e o peemedebista Moreira Franco. Dilma respondeu que sim e aproveitou para avisar que Ciro Gomes (PSB), conhecido algoz do PMDB, será integrado à coordenação da campanha. Para dar demonstração de força, o PMDB realizará hoje um evento em Brasília com governadores, senadores, deputados federais e estaduais eleitos.

Ombudsman  - Depois de ouvir críticas de governadores e senadores aliados à condução da campanha de Dilma, Lula opinou que ela ‘tem de ser ela mesma’. Disse ainda que faltou ênfase em manifestações da candidata sobre o caso Erenice.

Noite adentro - Diante do visível cansaço dos participantes da longa reunião de Dilma com aliados anteontem, Ciro Gomes esperou acabar a última intervenção e brincou: ‘Agora, sugiro que o Suplicy faça a síntese de tudo o que foi dito aqui’.  (Painel - Folha de S.Paulo - Renata Lo Prete)

Publicado em: 06/10/2010